Fórum Oficial do Tokio Hotel no Brasil - TH BRASIL OFICIAL FÓRUM
 
InícioPortalRegistrar-seLoginIr para o site@THBRASILOFICIALFacebook

Compartilhe | 
 

 [+++ 18] Mènage com os Twins

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo 
Ir à página : Anterior  1, 2, 3, 4, 5, 6  Seguinte

Você acha que a Maria deveria engravidar do Bill?
Sim
41%
 41% [ 9 ]
Não
59%
 59% [ 13 ]
Total dos votos : 22
 

AutorMensagem
sam.sousa

Fã


Número de Mensagens : 144
Idade : 22
Localização : brasilia
Data de inscrição : 25/01/2012

Minha ficha
Como conheceu o fórum?: Site TH BRASIL

MensagemAssunto: Re: [+++ 18] Mènage com os Twins   Ter Ago 21, 2012 3:57 am

triste cadee o proximo cap....
Voltar ao Topo Ir em baixo
Adriana R.
Big Fã
Big Fã


Número de Mensagens : 406
Idade : 22
Localização : São Paulo
Data de inscrição : 29/07/2012

Minha ficha
Como conheceu o fórum?: Buscador

MensagemAssunto: Re: [+++ 18] Mènage com os Twins   Sab Ago 25, 2012 3:11 am

Capítulo 17: Cedendo ao corpo sedento

Maria passou o resto da semana pensando naquilo que Bill a havia dito. Mas não pensava só nisso, mas também em cada canto de seu corpo, cada centímetro, a atraía. Se cruzavam pela casa algumas milhares de vezes todos os dias, e sempre trocavam frases curtas e objetivas. Mas era inevitável olhar nos olhos dele, fuziladores e profundos, que possuíam o poder de seduzir a qualquer um. Ele dava aquele sorriso corriqueiro que a matava por dentro, levantava uma sobrancelha e dava de ombros. Ah, isso enlouquecia Maria! Como ela queria beijar aqueles lábios, carnudos e molhados. Mas seu amor por Tom a impedia. Toda vez que ela estava junto de Tom e se pegava olhando para Bill, se sentia culpada. Ele sempre a tratava com tanta ternura e carinho, e ela não queria mais traí-lo. Maril nunca se dava conta do que estava acontecendo ao seu redor, talvez por isso ela não tivesse reparado na atração que Maria e Bill sentiam um pelo outro. Maril estava sempre com uma expressão serena e vazia, que ao mesmo tempo dizia tudo e nada. Era difícil ler o que ela estava pensando ou tentando dizer com o seu olhar. E, secretamente, Tom achava isso fascinante nela. Passava o olho por Maril toda vez que podia, tentando ler o que ela estava pensando. Sorria consigo mesmo diante de tamanho mistério envolvido em uma pessoa só.

Uma tarde, alguns vários dias depois da conversa entre Bill e Maria, Tom teve de sair. Tinha que ir resolver uns problemas, e Maril aproveitou para pegar uma carona com ele até o shopping. Maria e Bill ficaram sozinhos. Cada um ficou em um cômodo do apartamento, em completo silêncio. Maria ficou no seu quarto e de Tom, enquanto Bill ficou na sala. Maria pensou em seus bons momentos com Tom, mas sempre tinha o seu pensamento invadido por lembranças de suas aventuras sexuais com Bill. Enquanto isso, Bill mordia o lábio enquanto assistia a um filme pornô. Já estava no fim, e aquelas últimas cenas eram as mais picantes. Quando o filme terminou, desligou a televisão e foi até o quarto de seu irmão pegar uma jaqueta sua que estava no armário dele. Ao entrar no cômodo, se deparou com Maria deitada na cama, de barriga para cima. Ela trajava um pijama curto, branco com rendas cor de creme. Ao perceber Bill, não se demorou a levantar e puxar um cobertor, cobrindo suas pernas. Na cabeça dela, aquilo poderia evitar que ele sentisse tesão por ela. Por um momento, Bill evitou falar com ela, ignorou-a o quanto podia, assim como Maria. Mas foi inevitável, eles tinham que se falar, querendo ou não. Era insuportável viver àquela maneira!

- Escuta, Maria, você sabe se o Tom guardou minha jaqueta aqui? – perguntou ele.
- Não sei... – respondeu ela se levantando – Deve estar em algum lugar por aqui, no chão. Afinal, está uma bagunça este quarto!
- No chão? Realmente, o Tom é muito desleixado! Depois reclama quando não empresto nada a ele, chama-me de egoísta!
- Calma – pediu ela se agachando – Procurarei embaixo da cama, certamente estará aqui.

Ela se rastejou até ficar totalmente embaixo da cama e procurou pela jaqueta. Achou-a em cima de uma cueca que sabe lá a quanto tempo estava lá. Retirou-se de lá e deu a camisa a Bill. Nesse instante, ambos ficaram frente a frente. Maria evitou olhar para a boca dele, mas não conseguiu. Percebendo isso, Bill esboçou um belo sorriso e, aproveitando que ambos seguravam a jaqueta, puxou a mesma, trazendo, assim, Maria para mais perto de si. Arrancou a jaqueta das mãos dela e a jogou no chão novamente, enquanto ela o olhava paralisada, com a boca entreaberta. Ele a puxou pela cintura e cheirou seu pescoço. Subiu até sua boca e lambeu o seu lábio inferior. Maria não tinha nenhuma reação. Aproveitando-se disso, Bill a beijou intensamente, e Maria correspondeu. Ambos haviam pensado um no outro a semana toda, e aquele beijo não poderia ter vindo em melhor hora. Estavam sozinhos, nenhum dos parceiros voltaria tão cedo, e certamente Bill e Maria cederiam ao desejo de ficarem juntos, corpo a corpo.

Maria foi se deitando na cama, que estava logo atrás dela, e levou Bill consigo. Ele foi tirando o shorts dela, enquanto ela puxava a cueca dele. Sim, ele ficava de cuecas em casa.

Completamente nus, não demoraram a se enroscarem e fazer amor. Sem pronunciarem uma palavra sequer, transaram durante uma hora. Fizeram todas as posições possíveis, e Maria chupou Bill como nunca havia feito antes. O fez delirar e gozar de pura excitação, e para recompensá-la, ele fez o mesmo nela. Lambeu desde sua virilha até os seus seios, indo e voltando com a língua a todo minuto. Em seguida, encaixou-se nela em uma posição de lado e a fez delirar. Meteu nela seu pênis profundamente, enquanto puxava seus cabelos vermelhos para trás e beijava seu pescoço. Maria se virou e beijou os lábios de Bill. Ao lado dele, ela sentia como se estivesse completa sexualmente. Ela se sentia assim ao lado de Tom, mas com ele tinha algo a mais, tinha amor. Já com Bill, era tudo pura atração física.

Decidiram parar, pois já estava ficando tarde e alguém poderia chegar. Maria se levantou e chamou Bill para toma banho consigo. Ele foi, e aproveitaram aqueles 15 minutos de banho com muito gozo e tesão. Ambos haviam gostado da experiência, e não pensariam duas vezes futuramente em repetir aquilo.
Voltar ao Topo Ir em baixo
FantasyTrue
Big Fã
Big Fã


Número de Mensagens : 348
Idade : 22
Localização : Porto, Portugal
Data de inscrição : 04/07/2012

Minha ficha
Como conheceu o fórum?: Site TH BRASIL

MensagemAssunto: Re: [+++ 18] Mènage com os Twins   Sab Ago 25, 2012 3:22 am

Ò loc.



Foge.


A Maril vai me cortar a garganta.



Adorei o cap.

isto p'ode ficar melhor?
Voltar ao Topo Ir em baixo
https://twitter.com/FsFantasytrue
sam.sousa

Fã


Número de Mensagens : 144
Idade : 22
Localização : brasilia
Data de inscrição : 25/01/2012

Minha ficha
Como conheceu o fórum?: Site TH BRASIL

MensagemAssunto: Re: [+++ 18] Mènage com os Twins   Sab Ago 25, 2012 5:03 am

vixx mariaa tadinho do tom não quero que eles terminem!!! esses dois não tem jeitoo
Voltar ao Topo Ir em baixo
Maril MS
Big Fã
Big Fã


Número de Mensagens : 303
Idade : 23
Localização : vacaria/RS
Data de inscrição : 01/07/2012

Minha ficha
Como conheceu o fórum?: Site TH BRASIL

MensagemAssunto: Re: [+++ 18] Mènage com os Twins   Sab Ago 25, 2012 8:19 pm

Cof cof...com silença...eu peguei carona com o Tomelo!!!
Kkkk puxa Dri eu sou exatamente como você descreveu alí em cima kkkk eu sou um completo enigma! O Tomelo vai adorar desvendar o meu mistério...não acha Maria? Kkkkkkkkkkkkk
Voltar ao Topo Ir em baixo
http://www.facebook.com/marilvana.macedosussela
Joyce Kaulitz th
Fanática
Fanática


Número de Mensagens : 1624
Idade : 21
Localização : no quarto com o th
Data de inscrição : 11/11/2011

Minha ficha
Como conheceu o fórum?: Site TH BRASIL

MensagemAssunto: Re: [+++ 18] Mènage com os Twins   Sab Ago 25, 2012 9:01 pm

car*lho que capitulo quente continua doido
Voltar ao Topo Ir em baixo
miss lu
Fanática
Fanática


Número de Mensagens : 1527
Idade : 21
Data de inscrição : 24/09/2009

Minha ficha
Como conheceu o fórum?: Buscador

MensagemAssunto: Re: [+++ 18] Mènage com os Twins   Sab Ago 25, 2012 9:14 pm

Joyce Kaulitz th escreveu:
car*lho que capitulo quente continua doido

dios mio yo no creo HAUhauHAU
Voltar ao Topo Ir em baixo
http://thelittlealien.tumblr.com/
FantasyTrue
Big Fã
Big Fã


Número de Mensagens : 348
Idade : 22
Localização : Porto, Portugal
Data de inscrição : 04/07/2012

Minha ficha
Como conheceu o fórum?: Site TH BRASIL

MensagemAssunto: Re: [+++ 18] Mènage com os Twins   Dom Ago 26, 2012 12:16 am

'-' Maril, Tomelo não gosta de mulher enigma não! qé isso, eu arranco o couro dele e uso para tapete de entrada de casa
Voltar ao Topo Ir em baixo
https://twitter.com/FsFantasytrue
Adriana R.
Big Fã
Big Fã


Número de Mensagens : 406
Idade : 22
Localização : São Paulo
Data de inscrição : 29/07/2012

Minha ficha
Como conheceu o fórum?: Buscador

MensagemAssunto: Re: [+++ 18] Mènage com os Twins   Dom Ago 26, 2012 2:25 am

Capítulo 18: A carona de Maril: Segredo revelado.

Era estranho, para Maril, estar no mesmo carro que Tom, somente eles dois. Eles não tinham tanta intimidade, e não sabiam o que dizer um para o outro. Trocavam somente meros sorrisos simpáticos, nada mais. Durante quase todo o percurso de carro, o silêncio predominou, e só se ouvia a voz do locutor do rádio anunciando qual seria a próxima música, até que Tom resolveu quebrar o gelo:

- Preciso te fazer uma pergunta.
- Pois faça. - respondeu ela secamente.
- Você gosta realmente do Bill?
- Sim, e muito. Acho ele incrível, especial... Não sei descrever. Mas porque a pergunta?
- Esses dias eu estava reparando na forma como você olha para ele... Como ele olha para a Maria... Sinceramente, vocês dois parecem tão distantes, parece que só estão juntos por estar, que não há sentimento entre vocês.
- Como assim? Não reparei no olhar dele para Maria... Olha, sou muito distraída. Você deve achar isso porque não gostamos de ficar abraçados e nos beijando o tempo todo.
- Mas o Bill não é assim... Normalmente, ele fica o tempo todo grudado na namorada. - rebateu Tom tentando parecer preocupado.
- Sério?
- Juro a você.

Maril ficou em silêncio. Aquilo a fez pensar, afinal, Tom conhece o irmão melhor do que ela, então não poderia ser mentira. "Pode até ser mentira, mas é pouco provável", pensou ela.
Durante o resto do percurso, permaneceram em silêncio. Quando finalmente chegaram ao shopping, Maril sorriu em agradecimento e, quando foi abrir a porta, sentil Tom puxar seu braço.

- Eu sinto que aquela noite na boate não foi a primeira vez que te vi... Me diz, já nos conhecíamos antes?
- Não... De modo algum. - Maril responde e dá de ombros, soltando seu braço da mão dele.
- Que horas venho te buscar? - perguntou ele antes que ela saísse por completo.
- Não precisa, sei pegar ônibus. - respondeu ela fechando a porta do carro.
- Espera - disse ele impedindo com a mão - Faço questão. Eu trouxe, portanto, venho buscar.
- Se eu disser não, você vai insistir, não é?
- Exatamente. - afirmou ele abrindo um sorriso de criança.
- Venha lá pelas cinco horas. Afinal, onde você vai?
- Resolver uns problemas, nada demais. Cinco horas estarei aqui, neste mesmo lugar, te esperando.

Sem responder nem agradecer, ela bateu a porta do carro e seguiu para dentro do shopping. Tom saiu, e ficou pensando sobre a reação de Maril quando ele perguntou de onde eles se conheciam.
Cinco horas em ponto, lá estava Tom na porta o shopping. Mas Maril não estava lá. Esperou durante quinze minutos, e resolveu ir perguntar por ela para o segurança. Para sua infelicidade, ele disse que ela havia saído por aquela mesma porta havia meia hora. "Merda, ela me enrolou! Me fez de idiota!", pensou ele irritado. Foi para o carro pisando duro, e quando estava descendo as escadas, achou o lenço que Maril tinha no pescoço no canto do terceiro degrau. Em seguida, ouviu um grito vindo da rua de trás. Era ela, ele tinha certeza. Saiu correndo e virou na primeira esquina. Ao chegar na dita rua, ouviu outro grito vindo de mais longe. Vinha do fim da rua! Ele correu e acabou deixando o lenço dela cair. Chegou no local e viu dois homens prensando Maril contra a parede. Um deles tentava tirar a roupa dela, ou melhor, rasgava a roupa dela, enquanto o outro beijava ela a força. A rua estava vazia, um breu sem fim, e ninguém os ouviu. Ele andou correu até os homens e puxou aquele que tentava tirar a roupa dela e lhe deu um soco. O outro veio por trás, mas ele logo o derrubou com outro soco.

- Corre para o carro, Maril, corre! - ordenou Tom.

Ela tentou fugir, mas um dos homens puxou ela pelo cabelo. Era aquele que estava tentando estuprá-la. Ele a jogou no chão e terminou de rasgar sua saia. Mas Tom não deixou ele fazer nada com ela. Deu um soco em seu queixo, e em seguida outro no olho. Fez o mesmo com o outro cara, deixando ambos desacordados.

- Vamos para o carro, Maril! Me dê sua mão! - gritou Tom puxando Maril.

Eles correram, mas ela não aguentava de dor em todo o corpo. Logo mais em frente tinha um pequeno albergue, e Tom decidiu ficar ali com ela, nem que fosse por algumas horas. Ao chegarem no local, o porteiro perguntou o que tinha acontecido. Eles explicaram, mas pediram que não chamassem a polícia, tinham medo do que podería acontecer.

- Pode deixar, senhor. Tenho meus contatos. Eles estão caídos lá na esquina, não é? Pois bem, logo menos estarão caídos embaixo da terra. - disse o porteiro em voz altiva.

Como não estavam em situação de discutir com o porteiro, assentiram e seguiram até o quarto que lhes havia sido destinado. Lá, Maril achou um vestido velho florido, feito de algodão com detalhes em rosa. Era horrível, mas ela não tinha muita escolha. Vestiu-se com aquele vestido e sentou-se na cama. Olhou para Tom, que estava parado ao lado do armário, de cabeça baixa. Ele estava chorando, e ela também. Tom olhou para ela e agachou-se em sua frente. Fitou-a por alguns instantes e finalmente perguntou:

- Onde aqueles homens te pegaram?
- Na esquina onde você ia me esperar. Fiquei parada ali, e eles vieram por trás com um pano. Um me puxou com, e o outro amordaçou minha boca quando chegamos na metade da pequena rua. Quando chegamos nessa onde você me encontrou, aproveitaram que é uma rua abandonada, onde quase não passa ninguém, e me jogaram na parede. Vê esse roxo na minha bochecha? - disse ela tocando na ferida - Isso foi o soco que um deles me deram, na tentativa de me fazer ficar quieta.

Tom tocou na ferida e deu um beijo em sua bochecha. Sentou-se ao seu lado na cama e se debruçou. Maril, em voz baixa, disse:

- É tudo tão doce que parece que o mundo foi feito de caramelo.

Por alguma razão, Tom conhecia aquela frase. Ele se levantou e olhou para ela. Começou a se lembrar de sua infância. Não era possível.

- Você é a... - balbuciou ele franzindo as sobrancelhas.
- Sim, Tom, sou eu. Enfim você se lembrou. - balbuciou ela olhando para cima.
- Não é possível... Porque não lembrei de você logo que descobri seu nome?
- Porque nem todas as pessoas que um dia convivemos foram importantes o suficiente para ficarem guardadas em nossa memória. - murmurou ela em voz seca.
- Mentira. Você sabe que isso não é verdade.
- Então me explica, porque não se lembrou de mim?
- Não sei... Eu... Transei com você... Porque você não me disse nada, se me reconheceu desde o começo?!

Maril se calou. Abaixou a cabeça e disse:

- Porque só me lembrei de você naquele dia em que torturei o seu irmão...
- Então você não pode me acusar de não ter te reconhecido antes.
- Pelo menos não precisei ouvir uma frase marcante para me lembrar.
- Mas alguma coisa te fez lembrar, e por isso, você não tem desculpa. Assuma, você também não me reconheceu.
- Olha, porque não deixamos essa discussão de lado e nos deitamos um pouco?

Tom assentiu e se deitou na cama. Maril deitou-se logo ao seu lado. Ambos ficaram olhando o teto.

- Quando você foi embora, quando éramos crianças... Você me prometeu que um dia viria me ver. - disse Maril.
- Fui morar muito longe, com minha mãe e meu irmão... Você sabe o quanto eu sentia falta dele.
- Mas eu te esperei por anos... E anos... Todos os dias ia até aquela pedra, no meio das árvores onde costumávamos ficar, na esperança de você descer aquela colina correndo, com dois pirulitos na mãos e dizendo: Mar, trouxe um doce pra te alegrar!
- Nunca pude voltar. Minha mãe não permitia. Sonhava contigo dia e noite, mas quando percebi que nunca mais nos veríamos, decidi te esquecer.
- Pelo visto, fizemos um ótimo trabalho, porque também resolvi a mesma coisa, e nós dois não nos reconhecemos naquele dia na boate.
- Tínhamos só 10 anos... - disse Tom em voz de lamentação.
- Mesmo assim, se nos gostávamos tanto, deveríamos ter nos lembrado um do outro...
- Isso não importa, o importante é que agora já nos lembramos.
- E o que faremos? - perguntou Maril olhando para ele.
- Não sei... Agora eu estou confuso. - respondeu ele olhando para ela.
- Permita-me fazer algo que esperei por anos. - disse ela colocando sua mão no rosto dele.

E, então, se beijaram ternamente.
Voltar ao Topo Ir em baixo
FantasyTrue
Big Fã
Big Fã


Número de Mensagens : 348
Idade : 22
Localização : Porto, Portugal
Data de inscrição : 04/07/2012

Minha ficha
Como conheceu o fórum?: Site TH BRASIL

MensagemAssunto: Re: [+++ 18] Mènage com os Twins   Dom Ago 26, 2012 2:42 am

Pfff

odiei o cap.


--' ok, nao odiei...


mas o final era excusado.


VOU TE MATAR MARIL
Voltar ao Topo Ir em baixo
https://twitter.com/FsFantasytrue
Maril MS
Big Fã
Big Fã


Número de Mensagens : 303
Idade : 23
Localização : vacaria/RS
Data de inscrição : 01/07/2012

Minha ficha
Como conheceu o fórum?: Site TH BRASIL

MensagemAssunto: Re: [+++ 18] Mènage com os Twins   Dom Ago 26, 2012 2:48 am

Ahhhhhhh Tomelo!!!! Eu sabia que te conhecia de algum lugar! Kkkkkk
Muuuuuito Bom Dri!!!
Estou vômitando arco-íris! Óinnnn
Oque será que vai acontecer depois disso???
Voltar ao Topo Ir em baixo
http://www.facebook.com/marilvana.macedosussela
sam.sousa

Fã


Número de Mensagens : 144
Idade : 22
Localização : brasilia
Data de inscrição : 25/01/2012

Minha ficha
Como conheceu o fórum?: Site TH BRASIL

MensagemAssunto: Re: [+++ 18] Mènage com os Twins   Dom Ago 26, 2012 9:58 am

continuaaa logooo !!!!
Voltar ao Topo Ir em baixo
miss lu
Fanática
Fanática


Número de Mensagens : 1527
Idade : 21
Data de inscrição : 24/09/2009

Minha ficha
Como conheceu o fórum?: Buscador

MensagemAssunto: Re: [+++ 18] Mènage com os Twins   Dom Ago 26, 2012 11:21 am

aaaaa que lindo!
Voltar ao Topo Ir em baixo
http://thelittlealien.tumblr.com/
Adriana R.
Big Fã
Big Fã


Número de Mensagens : 406
Idade : 22
Localização : São Paulo
Data de inscrição : 29/07/2012

Minha ficha
Como conheceu o fórum?: Buscador

MensagemAssunto: Re: [+++ 18] Mènage com os Twins   Ter Ago 28, 2012 3:22 am

Capítulo 19: Se trair, não fale.


Maril e Tom adormeceram um do lado do outro, e acordaram já eram 18 horas. Maril estava muito envergonhada de ter de sair na rua com aquele vestido pavoroso, e então Tom lhe emprestou seu casaco. Ela agradeceu e saíram do quarto. Pagaram pelo tempo que ficaram hospedados e, quando estavam saindo, ouviram o porteiro lhes dizendo, em voz baixa:

- Aquele nosso “probleminha” lá está resolvido. Os corpos já foram desovados.

Ele falava dos estupradores. Maril gelou por dentro ao ouvir aquilo, e parou na ponta da escada. Olhou para trás e o porteiro deu um sorriso maroto. Tom a puxou pelo ombro e a abraçou. Seguiram até o carro, que estava na rua de cima, abraçados. Maril não o conseguia encarar, e fitou o chão durante todo o percurso. Chegaram na porta do carro e Tom levantou o queixo de Maril. Olhou-a nos olhos e sorriu. Pela segunda vez naquela noite, eles se beijaram. Foram beijos carinhosos, de duas pessoas que se amavam, haviam se perdido, mas finalmente se reencontraram.

No caminho até em casa, o celular de Maril tocou. Quando viu o número, ficou sem reação: Era Bill. Ela pensou por alguns minutos no que diria a ele, e atendeu.

- Alô, Maril, onde você está?
- Estou indo para casa. Tom fez questão de ir me buscar no shopping, e aceitei.
- Ok. Estarei te esperando lá no nosso quarto. Beijo.
- Beijo, até já.

Ela desligou e olhou para Tom. Ele franziu a testa e coçou a cabeça com uma mão. Olhou para ela e disse:

- Estamos encrencados, não é?
- É, estamos. – confirmou Maril em Tom de preocupação.
- O que faremos agora?
- Não sei, estou confusa... Muita coisa ao mesmo tempo.
- Te darei tempo o suficiente para que se decida. Também preciso de um tempo para pensar.

Maril não disse nada, só sorriu e assentiu. Já estavam chegando ao prédio, e precisavam parecer que tudo havia corrido bem. Quando chegaram no prédio e Maril saiu do carro, a mediu com os olhos e disse:

- Eles perguntarão do por que dessa roupa ridícula.
- Ah, agora estou ferrada. Não terei o que dizer. Esse casaco não cobre tudo.
- Não mesmo. O que faremos?
Maril se recostou no carro e se pôs a pensar. Não havia saída. Só um milagre os salvaria daquela situação. Tom também se pôs a pensar, quando finalmente teve uma ideia.
- Tem umas roupas de Maria no porta-malas. Ela deixou aqui outro dia, quando fomos à casa dela buscar mais roupas. Esquecemos-nos de pegá-las. Você pode mudar de roupa!
- E usar uma peça dela? Acha mesmo que ela não perceberia? E aonde eu iria me trocar? Aqui na garagem?
- Ela não vai perceber, a própria me disse que tem tanta roupa que nem lembra mais direito. E esta garagem aqui é subterrânea, está vazia. Não terá problema algum.
- Não confio muito, mas em todo caso, escolha você uma roupa dela para mim enquanto eu vou me despindo. Ai, que ninguém apareça por aqui!
- Certo, vá na frente do carro se despir enquanto procuro aqui.

Maril foi até a frente do carro e começou a se despir. Tom abriu o porta malas e abriu uma maleta de roupas de Maria. Nenhuma peça parecia boa o bastante para Maril, pelo menos era o que ele achava. E outra, ele não conseguia pensar direito quando sabia que, do outro lado do carro, Maril estava toda nua. E, realmente, ela já estava sem roupa alguma, nem de sutiã estava.

- Tom, estou congelando aqui, ande logo com isso! – gritou ela com voz trêmula de frio.

Não aguentando de curiosidade, Tom espiou-a pelo cantinho. Ela estava recostada no carro, e coçava as costas no emblema da Porsche. Tom mordeu o lábio. Pegou a roupa que havia escolhido e foi até ela.

- P-Porquê você está sem sutiã? – gaguejou ele olhando para os seios dela.
- Desculpa – diz ela assustada e colocando as mãos nos seios, tentando cobri-los. – É que o sutiã estava pinicando, estava todo picotado por causa... Ah, você sabe o porquê!
- S-Sim... Mas... Ai, até me deu dor de cabeça. – diz ele colocando uma mão na cabeça e ainda olhando os peitos dela.
- Psiu, Tom, vá para dentro do carro. Controle-se, você sabe que...

Mas antes de ela terminar de falar, Tom a agarrou. Beijou a e puxou suas pernas. Jogou Maril em cima do carro e beijou seus seios. Subiu até sua boca.

- Tom... Não... Pare... Você sabe, não podemos. – murmurou Maril entre beijos.
Tom parou e a olhou.
- Você... tem razão. Não podemos fazer isso agora. – disse ele.
- Não, não podemos. Agora vá para o carro e deixe eu me trocar.

Tom entrou no carro e Maril se vestiu. Quando terminou, Maril bateu no vidro do carro e Tom saiu. Foram até o elevador e subiram. Quando entraram na casa, Maria estava vendo televisão. Maril seguiu até seu quarto e de Bill. Lá estava ele. Esparramado na cama, admirando alguma coisa no teto. Maril se sentou ao seu lado, e logo ele se levantou e a abraçou. Ambos tinham algo a conta um para o outro, mas preferiram se calar. Preferiram alimentar aquela mentira com um sorriso simpático.

- Como foi o dia no shopping? – perguntou Bill olhando-a nos olhos.
- Ótimo. E você, como foi teu dia aqui em casa?
- Perfeito. Passei o dia pensando em ti. – respondeu ele acariciando o rosto dela.
Enquanto isso, lá na sala, Tom estava sentado ao lado de Maria, e ainda não havia dito nada. Muito menos ela.
- É... Como foi o teu dia? – perguntou ele passando seu braço pelo ombro dela.
- Ótimo. Passei o dia pensando em você e vendo filmes. E o seu, como foi?
- Ótimo também, resolvi os problemas que tinha pendente.

Eles se olham e sorriem. Mais outras mentiras que ambos não contariam um ao outro. Voltaram-se para o filme, e permaneceram em pleno silêncio até o fim do mesmo.
Voltar ao Topo Ir em baixo
sam.sousa

Fã


Número de Mensagens : 144
Idade : 22
Localização : brasilia
Data de inscrição : 25/01/2012

Minha ficha
Como conheceu o fórum?: Site TH BRASIL

MensagemAssunto: Re: [+++ 18] Mènage com os Twins   Ter Ago 28, 2012 4:42 pm

proximo capitulo rapidoo!!!!muito bom!!!
Voltar ao Topo Ir em baixo
Adriana R.
Big Fã
Big Fã


Número de Mensagens : 406
Idade : 22
Localização : São Paulo
Data de inscrição : 29/07/2012

Minha ficha
Como conheceu o fórum?: Buscador

MensagemAssunto: Re: [+++ 18] Mènage com os Twins   Qua Ago 29, 2012 11:27 pm

Quem sabe... Wink
Voltar ao Topo Ir em baixo
Joyce Kaulitz th
Fanática
Fanática


Número de Mensagens : 1624
Idade : 21
Localização : no quarto com o th
Data de inscrição : 11/11/2011

Minha ficha
Como conheceu o fórum?: Site TH BRASIL

MensagemAssunto: Re: [+++ 18] Mènage com os Twins   Sex Ago 31, 2012 4:16 pm

quero mais capitulos continua Very Happy
Voltar ao Topo Ir em baixo
Maril MS
Big Fã
Big Fã


Número de Mensagens : 303
Idade : 23
Localização : vacaria/RS
Data de inscrição : 01/07/2012

Minha ficha
Como conheceu o fórum?: Site TH BRASIL

MensagemAssunto: Re: [+++ 18] Mènage com os Twins   Ter Set 04, 2012 11:20 pm

Ahhhhh mais mais mais!!!!!!
Continua logo Dri!!!!!
Voltar ao Topo Ir em baixo
http://www.facebook.com/marilvana.macedosussela
Adriana R.
Big Fã
Big Fã


Número de Mensagens : 406
Idade : 22
Localização : São Paulo
Data de inscrição : 29/07/2012

Minha ficha
Como conheceu o fórum?: Buscador

MensagemAssunto: Re: [+++ 18] Mènage com os Twins   Sab Set 08, 2012 1:38 pm

Capítulo 20: Do not decide what you want, I can show you my skills

Maria se sentia culpada e ao mesmo tempo satisfeita por ter transado com Bill. Ela sabia que Tom nunca a trairia, e isso só a fazia se sentir cada vez pior. Bom, pelo menos ela achava que ele nunca a trairia.
Tom estava confuso. Não sabia se continuava com Maria ou com Maril. Uma foi seu amor durante anos, e a outra era o seu atual amor. Atual? E Maril, não era um amor atual também? Ele estava com dor de cabeça de tanto pensar no assunto.
Bill estava confortável com a situação. Estava com duas ao mesmo tempo, e isso só o fazia se sentir cada vez mais irresistível! Ele amava Maril, disso não tinha dúvidas, porém não resistia aos encantos de Maria. Seu único medo era de engravidar uma das duas, fora isso, não tinha nenhum outro.
Maril estava com a cabeça a mil. Nunca esteve tão confusa antes! Ela amava Bill, mas também amava Tom. Seu amor por ele era algo de anos, um sentimento que ficou guardado a sete chaves esperando para vir à tona de novo. O único problema é que ele tinha surgido no momento errado.

Naquela tarde, todos ficaram em casa. O dia anterior tinha sido turbulento para todos eles, e não estavam com cabeça para sair. Maria decidiu que iria pensar sobre sua volta ao trabalho, ao invés de ficar pensando sobre sua transa com Bill. Tinha acontecido, não dava para voltar atrás. Muito menos contar para Tom. Maril estava em seu quarto sozinha, e Bill estava na sala deitado no sofá. Tom, que estava irritado, estava em seu quarto lendo, ou pelo menos tentando. Passou um tempo ali, tentando ler aquele livro, e quando percebeu que não dava, foi até o quarto de seu irmão. Lá estava Maril, sentada na cama, de cabeça baixa. Ele se sentou ao seu lado e a abraçou. Ela o olhou e sorriu.

- Onde está Maria? – perguntou Maril.
- Na varanda, pensando um pouco. Deve estar preocupada com sua volta ao trabalho. Ela começará segunda.
- Que bom, espero que dê tudo certo.
- E você, está bem? – perguntou-a Tom acariciando seu rosto.
- Não muito... Você sabe o porque.
- É, estou na mesma situação... Sabe, nunca achei que ficaria neste dilema, um dia. É mais difícil do que eu imaginei.
- Quase impossível, eu diria.
- Olha, prometo a você que até semana que vem eu me decidirei. Só fico preocupado com Maria.
- Prometo que também me decidirei. Terei de conversar com Bill... Que situação!
- Precisamos sair um pouco... Mas você com Bill e eu com Maria. Que tal?
- Isso não nos confundiria mais ainda?
- Claro que não, Maril, acho que até nos ajudaria na decisão.
- Bom, se for assim, vou falar com Bill.
- E eu com Maria.
Tom tirou seu braço dos ombros de Maria e se levantou. Maril fez o mesmo. Ambos Bill e Maria aceitaram o convite para sair, mas foi cada casal para um lugar. Bill e Maril foram a um pequeno clube que tinha ali perto, com piscinas e quadras poliesportivas. Maria e Tom foram ao teatro ver uma peça com um ator alemão chamado Georg Listening.
Ao chegar no teatro, Tom comprou as entradas e, ainda faltava uma hora para o espetáculo começar, resolveu levar Maria a um pequeno restaurante que tinha ali do lado.
- Você está bem? – perguntou Tom puxando a cadeira para Maria se sentar.
- Claro, perfeitamente. – mentiu ela se sentando.
- Fico feliz em saber disso. Bom... Você está linda hoje. Assim como sempre esteve. – elogiou-a ele.
- Obrigado. – agradeceu ela corando.

Tom se sentou e ficou em silêncio. Maria não sabia o que dizer. Não aguentava aquele gelo entre eles. Olhou em volta e viu que eram os únicos por ali. Em ao menos os garçons estavam. Afinal, o que fariam num restaurante vazio e sem ninguém para atendê-los? Enfim, ela teve uma ideia. Mesmo com tudo o que estava acontecendo, queria dar a ele o mínimo de prazer que fosse. Discretamente ela empurrou sua bolsa para o chão e fez cara de susto.

- Ai, que desastre! – exclamou ela.
- Deixa que eu pego. – disse ele se abaixando.
- Não, não. Eu mesma faço isso.

Maria se agachou e foi se arrastando para debaixo da mesa. Tom ficou olhando aquilo sem entender.

- Mas a bolsa está ali... O que faz aí embaixo? – perguntou ele levantando a toalha.
- Abaixa isso e não estrague tudo. – respondeu ela sorrindo

Ele abaixou a toalha, como ela havia mandado, e esperou. Maria foi que arrastando até as pernas dele. Desceu o zíper devagar, e nesse momento, Tom havia entendido o que estava por vir. Colocou suas mãos atrás da cabeça e abriu um sorriso. Não podia negar que adorava quando Maria o chupava. Ela abaixou as calças dele um pouco, e puxou a cueca junto. Pegou seu pênis e começou a masturbá-lo. Aos poucos foi lambendo-o e acariciando ao mesmo tempo. Fez isso até Tom gozar. Limpou sua boca e se levantou. Pegou sua bolsa do chão, se ajeitou, e sentou na cadeira.

- Enfim, peguei minha bolsa. Não consegui a achá-la.
- Ainda bem que não, porque você achou outra coisa bem mais interessante. – disse Tom enquanto ajeitava sua calça, abrindo um sorriso malicioso.
- Será que já podemos ir para a sala do teatro? Que horas são?
- Falta meia hora para a peça começar, acho que já podemos ir sim. Vamos, então.

Os dois se levantaram, entrelaçaram as mãos e seguiram para o teatro. Tom, que achou que saindo com Maria poderia resolver sua cabeça confusa, acabou se enganando. Aquilo só o havia confundido mais, e agora ele não tinha mais certeza do que queria. Ou melhor, tinha menos certeza do que antes.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Joyce Kaulitz th
Fanática
Fanática


Número de Mensagens : 1624
Idade : 21
Localização : no quarto com o th
Data de inscrição : 11/11/2011

Minha ficha
Como conheceu o fórum?: Site TH BRASIL

MensagemAssunto: Re: [+++ 18] Mènage com os Twins   Sab Set 08, 2012 2:38 pm

c*ralho muito bom continua logo Very Happy
Voltar ao Topo Ir em baixo
sam.sousa

Fã


Número de Mensagens : 144
Idade : 22
Localização : brasilia
Data de inscrição : 25/01/2012

Minha ficha
Como conheceu o fórum?: Site TH BRASIL

MensagemAssunto: Re: [+++ 18] Mènage com os Twins   Sab Set 08, 2012 7:32 pm

huiii o clima volta a esquentar!!!! continua logooo
Voltar ao Topo Ir em baixo
Maril MS
Big Fã
Big Fã


Número de Mensagens : 303
Idade : 23
Localização : vacaria/RS
Data de inscrição : 01/07/2012

Minha ficha
Como conheceu o fórum?: Site TH BRASIL

MensagemAssunto: Re: [+++ 18] Mènage com os Twins   Seg Set 10, 2012 2:45 pm

Uiiiiiii!
Continuaaaa logo Dri!
Voltar ao Topo Ir em baixo
http://www.facebook.com/marilvana.macedosussela
Adriana R.
Big Fã
Big Fã


Número de Mensagens : 406
Idade : 22
Localização : São Paulo
Data de inscrição : 29/07/2012

Minha ficha
Como conheceu o fórum?: Buscador

MensagemAssunto: Re: [+++ 18] Mènage com os Twins   Ter Set 18, 2012 3:23 am

Capítulo 21:


Maril estava em casa, um pouco mais animada e pretendendo se entender com Bill. Ela queria, acima de tudo, a companhia dele. Decidiu ir até a sala ficar um pouco com ele. Foi bem de fininho, e encontrou Bill assistindo um filme pornô e se masturbando. Não que aquilo a incomodasse, pelo contrário, ela achava interessante. No vídeo que passava, tinha uma mulher loira transando com um homem forte e gemendo. Bill estava deitado no sofá, olhando para a televisão e se masturbando. Maril foi chegando por trás dele, bem devagar, se agachou e escorregou suas mãos pelo seu peitoral que estava à mostra. Ele olhou para trás, pegou o controle e pausou o vídeo. Abriu um sorriso sapeca e puxou Maril para um beijo. Ela o beijou e foi até ao seu lado. Sentou no chão, debruçou-se nos braços dele enquanto ele ajeitava suas calças.

- Porque não me chamou para ver este filme com você? – perguntou Maril apontando para a televisão e sorrindo.
- Achei que não fosse querer... Quer continuar vendo comigo?
- Tem espaço para mim junto de sua mão e seu pênis?
- Tem tanto espaço que você nem imagina. Aliás, não preciso de filme. – disse ele escorregando até o chão ao lado de Maril e deitando-a no piso.

Eles começaram a se beijar, e Bill tirou a blusa dela. Ela tirou a dele, e logo estavam nus. Transaram ali mesmo, no chão gelado. Bill fez movimento que fizeram Maril gritar de tanto prazer. Quando se deram por satisfeitos, pararam. Bill se deitou ao lado dela. Ambos ficaram fitando o teto por alguns minutos.

- Maril, me diz – disse Bill quebrando o gelo da situação –, o que você faria se, um dia, nós terminássemos? Não por mim, mas por que você descobriu que fiz uma coisa que não devia?

“Papo estranho” pensou Maril.

- Bom... Se no caso for traição, eu perdoaria. – respondeu ela

“Que milagre é esse?” pensou Bill.

- Isso é sério? – perguntou ele intrigado.
- Óbvio que não. – respondeu ela rindo – No mínimo ou eu te torturaria de novo, ou terminaria, ou planejaria algo a três, se você me entende.
- Claro que entendo – afirmou ele sorrindo – Então... Bem...
- Bem o que?
- Eu... e a Maria...
- Vocês?
- Nós transamos.
- Isso é sério??? Novamente??? E o Tom sabe??? – esbravejou Maril sentando-se.
-Não. Nem conte a ele.
- Como não? Ele deve saber! – gritou ela se levantando e se vestindo.
- Você não disse que planejaria algo a três?

Maril parou e, por um segundo, aquela ideia lhe pareceu a pior que já tinha tido. Mas, por outro lado, poderia ajudar tanto ela como Tom. Ela se sentou no sofá e disse:

- Quando Tom chegar, contarei a ele.
- Não faz isso...
- Eu sei o que estou fazendo. – cortou-o ela.
- Olha... Ele vai terminar com ela e brigar feio comigo...
- Não vai não. Acredite em mim, você terá uma surpresa e tanto.

Neste exato momento eles ouvem um barulho de chave na porta. Quando olham, veem Maria e depois Tom entrando. Bill corre para o banheiro se vestir, e Maril se levanta. Olha para Tom fixamente e espera Maria ir para o quarto fazer sabe lá o que.

- Porque você está me olhando assim? – questiona-a Tom.
- Preciso te conta uma coisa que Bill me contou. E isso pode nos ajudar.
- O que houve?
- Vamos até a sacada da sala. – responde Maril se virando em direção à sacada.

Ela e Tom param um do lado do outro. Ela olha para ele e começa a contar:

- Hoje após transarmos...
- Você e Bill transaram? – interrompe Tom
- Sim. Deixe-me terminar. Então, após transarmos, ele me contou uma coisa sobre ele e Maria...
- Eles...
- Isso. Eles transaram. De novo.
- Não acredito...- murmurou Tom chatiado.
- Mas sei como fazer isso voltar-se em nosso benefício. – afirmou Maril fitando o vazio do horizonte cheio de prédios.
- Como?
- Podemos planejar uma transa coletiva. Imagine, cada qual com seu par, trocando hora sim, hora não. Conseguiríamos nos decidir sobre... aquilo.
- Olha... Não é má ideia... Mas como os convenceremos de participarem disso? – perguntou Tom curioso.
- Simples, botamos ambos contra a parede. Não terão outra saída senão aceitar a proposta de bom grado.
- Bom grado pode ser encaixado em algo forçado?
- Mas quem disse que não amaciaremos a “situação” antes de darmos a proposta?
- De onde você tira essas ideias malucas? – perguntou Tom rindo e debruçando-se de lado na sacada, fitando-a.
- De um lugar obscuro dentro de mim. – respondeu ela inclinando-se para beijá-lo.
- Antes que eu infiltre este “lugar obscuro”, me dê um beijo. Quero só nós dois por alguns minutos.

Eles fecharam as cortinas da sacada e se beijaram. O ar estava fresco, e sacada era protegida, e Tom não aguentou. Agarrou-a ali mesmo, contra a grade da sacada, e transou com ela ali. Puxou a perna dela até a altura de sua cintura e a penetrou. Beijou seus seios e seguiu até sua boca. Maril não podia gemer alto, então, como teve que segurar o gemido, acabou gozando mais do que nunca tinha. Tom achou aquilo muito excitante e gozou também. Quando já estavam suados e cansados, pararam. Ambos se vestiram e repararam que a casa estava muito silenciosa. Ouviram um gemido vindo do quarto. Sabiam o que significava. Correram para lá. “Agora é a hora” pensou Maril.
Voltar ao Topo Ir em baixo
sam.sousa

Fã


Número de Mensagens : 144
Idade : 22
Localização : brasilia
Data de inscrição : 25/01/2012

Minha ficha
Como conheceu o fórum?: Site TH BRASIL

MensagemAssunto: Re: [+++ 18] Mènage com os Twins   Ter Set 18, 2012 7:12 pm

aaa continuaa logoo ....agora fiquei muito curiosa pra saber o que vai acontecer nos proximos capitulos
Voltar ao Topo Ir em baixo
Maril MS
Big Fã
Big Fã


Número de Mensagens : 303
Idade : 23
Localização : vacaria/RS
Data de inscrição : 01/07/2012

Minha ficha
Como conheceu o fórum?: Site TH BRASIL

MensagemAssunto: Re: [+++ 18] Mènage com os Twins   Qua Set 19, 2012 12:46 am

Kkkkkkkkkkkkkkkkkkk
Eu me meu lado obscuro! Adoooro
Sério eu me sinto vivendo essa fic de verdade! A Maril está igual a original kkkk
contiuuuuua logooo Dri!!!
Voltar ao Topo Ir em baixo
http://www.facebook.com/marilvana.macedosussela
Conteúdo patrocinado




MensagemAssunto: Re: [+++ 18] Mènage com os Twins   Hoje à(s) 4:14 pm

Voltar ao Topo Ir em baixo
 
[+++ 18] Mènage com os Twins
Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo 
Página 4 de 6Ir à página : Anterior  1, 2, 3, 4, 5, 6  Seguinte
 Tópicos similares
-
» [+++ 18] Mènage com os Twins
» iTunes Brasil: BTK Twins App disponível!
» BTK APP - @Bill: Este é o Lugar Onde Acontece
» BTK Twins - Tom: Adeus Olimpíadas (12.08.2012)
» BTK Twins - Bill: Gravações vocais (13.08.2012)

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
TH BRASIL OFICIAL - Fórum :: Fan Stuff :: FanFics-
Ir para: