Fórum Oficial do Tokio Hotel no Brasil - TH BRASIL OFICIAL FÓRUM
 
InícioPortalRegistrar-seLoginIr para o site@THBRASILOFICIALFacebook

Compartilhe | 
 

 Crise no Paraíso +18 - Capítulo 9

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo 
Ir à página : Anterior  1, 2
AutorMensagem
.JH.
Ao extremo
Ao extremo


Número de Mensagens : 3022
Data de inscrição : 26/02/2012

Minha ficha
Como conheceu o fórum?: Site TH BRASIL

MensagemAssunto: Re: Crise no Paraíso +18 - Capítulo 9   Qui Dez 20, 2012 1:47 pm

Eu sei bem do que voce está falando Meris, essa fic ainda tem muita coisa pra acontecer ainda [...] NUSS* ;-)

Continua :-)
Voltar ao Topo Ir em baixo
Danielle K
Ao extremo
Ao extremo


Número de Mensagens : 3199
Idade : 33
Localização : Rio de Janeiro
Data de inscrição : 21/09/2010

Minha ficha
Como conheceu o fórum?: Buscador

MensagemAssunto: Re: Crise no Paraíso +18 - Capítulo 9   Seg Fev 11, 2013 11:05 pm

Pelo menos ele não falou o nome da outra.posta mais.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Anne Lander
Big Fã
Big Fã


Número de Mensagens : 339
Idade : 22
Localização : São Paulo
Data de inscrição : 19/12/2011

Minha ficha
Como conheceu o fórum?: Orkut

MensagemAssunto: Re: Crise no Paraíso +18 - Capítulo 9   Ter Fev 12, 2013 10:39 am

Demorei, mas cheguei!
E UAU, Tom, PQP menino hahaha quase foi pego! Mas ela ficou com uma pulguinha atrás da orelha agora, tsc, tsc pra ele.

Continue :3
Voltar ao Topo Ir em baixo
http://in-dienacht.tumblr.com/
AnaCarolina_ff
Big Fã
Big Fã


Número de Mensagens : 591
Idade : 20
Localização : Rio de Janeiro
Data de inscrição : 29/10/2010

Minha ficha
Como conheceu o fórum?: Site TH BRASIL

MensagemAssunto: Re: Crise no Paraíso +18 - Capítulo 9   Ter Mar 05, 2013 4:07 pm

Leitora nova e curiosa! Prossigaaaa yaya
Voltar ao Topo Ir em baixo
http://re-ssurgir.blogspot.com.br/
Meris
Big Fã
Big Fã


Número de Mensagens : 482
Idade : 22
Localização : Sampa -meu amor eterno *_________*
Data de inscrição : 29/12/2008

Minha ficha
Como conheceu o fórum?: Amigos

MensagemAssunto: Re: Crise no Paraíso +18 - Capítulo 9   Ter Mar 05, 2013 10:07 pm

Sumi de novo, né? Nossa acho que nem adianta pedir mais desculpa então vamos ao capítulo. Bem-Vinda Ana Carolina, espero que goste e se divirta. Brigado pelo apoio meninas, sempre é muito importante quem escreve fic sabe bem do que falo. Tom confudiu mesmo as mulheres dele. Mudando as capas, depois mudo as velhas
Ambry chegou ao hotel Hilton meia hora antes do combinado, com cliente novo é preciso deixar tudo na mais perfeita sincronia. O cliente na verdade era para ser de sua colega Gabriela, entretanto a mesma teve de ficar em casa cuidado do filho doente, como Ambry estava precisando de dinheiro logo resolveu aceitar o trabalho.

Ambry adentrou na recepção todos os olhos se viraram em sua direção, até as flores em vasos espalhadas por ali se curvaram para vê-la passar. Todos olhando seu minúsculo e super justo vestido vermelho, o imenso salto plataforma preto apenas servia para valorizar as grossas e firmes coxas, os longos fios loiros tingidos desciam por todas as costas até um pouco acima da bunda, a forte maquiagem, o batom rosa chock e os longos cílios postiços serviam para denunciar seu emprego.

Enquanto ela esperava liberarem o cartão do quarto 83, ouviu das “finas” mulheres que por ali passavam baixos comentários ofensivos. Já acostumada ela fingiu não ouvir nada, passou rebolando propositadamente por todo hall no ritmo de sua música invisível. Chegou ao quarto, apôs passar seu número para um homem no elevador e jogar o chiclete fora, interfonou mandando a recepção liberar a entrada de qualquer um com o nome de Brandom a procura de uma "acompanhante". Ela colocou a sua minúscula lingerie preta rendada, depois deitou na cama e começou a folhear fúteis revistas de fofoca enquanto aguardava, entretanto não demorou muito e logo a mesma levantou num pulo quando a maçaneta começou a girar, colocou o salto ponta fina que tanto odiava e postou-se de pé de pernas abertas de frente para porta. Pelo que Jéssica havia falado o Senhor Brandom parecia ser do tipo selvagem.

_AI – Gritou a mulher que entrou no quarto. Ambry assustada acabou tropeçando com o salto e caindo sentada com tudo na cama, como uma jaca – Desculpa, mas você me assustou!

_Tudo bem moça, mas você entrou no quarto errado – Disse Ambry observando a moça de costas para ela, porém a porta já havia sido fechada.

_Você é a Gabriela? – Perguntou a mulher ainda de costas.

_Na verdade não, vim substituir a Gaby, entretanto não sabia que era um programa para mulher! Desculpa, mas não trabalho só com mulheres, a não ser que seu marido o Senhor Brandom esteja chegando, então posso esperar.

_Eu sou o Senhor Brandom!

_Você é travesti e está tendo uma recaída é isso? – Perguntou Ambry confusa ainda sentada na cama mantendo um olhar desconfiado.

_Não, eu sou mulher, meu nome é Jennifer! Você pode se vestir? Assim te explico tudo com calma.

_Moça eu não trabalho com lésbicas, mas se quiser posso chamar uma colega de trabalho, vai querer?

_Não é pra isso que estou precisando de você.

_Caralho, você é policial não é? – Perguntou Ambry e num pulo se levantou e pegou sua bolsa de cima da poltrona, se ela estivesse com seu salto plataforma já teria fugido dali faz séculos, mas com aquele salto ponta fina ela iria cair sozinha rapidamente no chão se começasse a correr.

_Não sou não – Disse Jennifer ainda de costas.

_É sim! – Afirmou Ambry já com um vaso em suas mãos.

Jennifer se virou a tempo de fugir do vaso que vinha em sua direção, o mesmo se quebrou inteiro ao atingir o chão.

_Por favor, não me mata, eu não sou policial! – Afirmou Jennifer assustada e amedrontada, pela primeira vez se arrependendo da sua ideia nada convencional. Melhor morrer mal comida do que ser morta por uma prostituta.

_Se você não é nem nunca foi homem, não é policial nem lésbica, QUE PORRA VOCÊ ESTÁ QUERENDO? – Perguntou Ambry ainda confusa procurando na bolsa seu spray de pimenta.

_Aulas. – Sussurrou Jennifer envergonhada.

_O que? Desembucha logo patricinha – Mandou ela após achar o spray dentro da bolsa, qualquer movimento ou resposta errada de Jennifer e a mesma ficaria com os olhos vermelhos.

_Preciso aprender como fazer sexo direito, se não vou perder meu homem, você me ensina? - Desembuchou Jennifer sem nem ao menos respirar.

_Nem fudendo.

_Eu te pago em dinheiro e adiantado.

_Não.

_O Dobro.

_Não sei não, afinal qual o nome dele e trabalha no que? Se eu conhecer me desculpa, mas não posso.

_O nome dele é Jerry e trabalha numa gravadora sem muita relevância, um cara simples – Mentiu Jennifer. Ela não podia envolver o nome de Tom nisso tudo, famoso demais para se confiar em qualquer pessoa.

_Desembucha tudo logo boneca de porcelana, eu não tenho o tempo todo.

_Será que você pode se vestir? Vai ficar mais fácil de conversar.

_Ta bem puritaninha, já volto – Disse Ambry largando seu spray dentro da bolsa e pegando seu vestido no chão.Depois dela se vestir Jennifer começou a contar tudo detalhe por detalhe de todo seu relacionamento com “Jerry”.

_Para tudo. Você trepou com sutiã do Bob Esponja? Garota você é uma merda na cama, trabalho duro pela frente – Disse Ambry a interrompendo novamente para tirar uma com a cara de Jennifer. Para Ambry tudo não se tratava de uma trágica comédia. Ela ria maldosamente de cada burrada de Jenny. Jennifer teve de respirar e manter seu autocontrole em diversas ocasiões. Tudo pelo Jerry. - Quantos anos você tem?

_22 anos! – Afirmou Jennifer novamente irritada.

_Eu quis dizer mentalmente, patricinha! – Afirmou Ambry e em seguida gargalhou ainda mais maldosamente, a mesma nunca tinha se divertido tanto no trabalho. – Primeira lição: Você precisa comprar umas lingeries descentes, aliás, meu nome é Ambry. Não acredito que você quer me pagar o dobro e eu ainda nem vou ter de fingir um orgasmo.

_ Dá para fingir isso? – Perguntou Jennifer com os olhos arregalados.

_Sim, teremos um longo caminho para frente! Em que mundo você vive em? - Debochou Ambry antes de rir novamente, nunca imaginará estar vivendo uma situação daquelas.

_Então topa? – Perguntou Jenny relevando a última pergunta irônica vinda de Ambry.
Voltar ao Topo Ir em baixo
http://www.flickr.com/merisdeluxe
Anne Lander
Big Fã
Big Fã


Número de Mensagens : 339
Idade : 22
Localização : São Paulo
Data de inscrição : 19/12/2011

Minha ficha
Como conheceu o fórum?: Orkut

MensagemAssunto: Re: Crise no Paraíso +18 - Capítulo 9   Qua Mar 06, 2013 7:06 pm

Que saudades da fic <3
Enfim, UAU, eu ri com a reação da Ambry! XD

Mas espero que realmente role uma ajuda com resultados, coitada da Jenny :B

Continue yaya
Voltar ao Topo Ir em baixo
http://in-dienacht.tumblr.com/
AnaCarolina_ff
Big Fã
Big Fã


Número de Mensagens : 591
Idade : 20
Localização : Rio de Janeiro
Data de inscrição : 29/10/2010

Minha ficha
Como conheceu o fórum?: Site TH BRASIL

MensagemAssunto: Re: Crise no Paraíso +18 - Capítulo 9   Qua Mar 06, 2013 7:18 pm

KKKKKKKKKKKKKKKcoitada da Jenn! quero só ver quando a Ambry descobrir que o "Jerry" é o Tom lixa
Prossegue menina! Quero ver se essas "aulas" vão surtir algum efeito, no mínimo o sutiã do bob esponja DEVE ser aposentado, just saying (:
Voltar ao Topo Ir em baixo
http://re-ssurgir.blogspot.com.br/
Milena Kaulitz
Ao extremo
Ao extremo


Número de Mensagens : 3499
Idade : 19
Localização : São Paulo
Data de inscrição : 26/05/2011

Minha ficha
Como conheceu o fórum?: Twitter

MensagemAssunto: Re: Crise no Paraíso +18 - Capítulo 9   Qua Mar 06, 2013 8:13 pm

"TOPA OU NÃO TOPA?!"

"TOPA!!"

Hahahaha, to louca pra vem no que isso vai dar Very Happy

Continua Liebe Wink

E vê se não se finge de morta de novo, viu? kkk
Voltar ao Topo Ir em baixo
http://meninaskaulitz.blogspot.com/
.JH.
Ao extremo
Ao extremo


Número de Mensagens : 3022
Data de inscrição : 26/02/2012

Minha ficha
Como conheceu o fórum?: Site TH BRASIL

MensagemAssunto: Re: Crise no Paraíso +18 - Capítulo 9   Qua Mar 27, 2013 2:36 pm

Meris >.<
Continua, todo mundo está ansioso para o próximo cap Very Happy
Voltar ao Topo Ir em baixo
Heloisa Lima

Fã


Número de Mensagens : 122
Idade : 17
Localização : rj
Data de inscrição : 13/05/2012

Minha ficha
Como conheceu o fórum?: Buscador

MensagemAssunto: Re: Crise no Paraíso +18 - Capítulo 9   Sex Mar 29, 2013 9:12 pm

cabei de chegar, mas já adorei! continue!
Voltar ao Topo Ir em baixo
http://twitter.com/suckm3gustav
Meris
Big Fã
Big Fã


Número de Mensagens : 482
Idade : 22
Localização : Sampa -meu amor eterno *_________*
Data de inscrição : 29/12/2008

Minha ficha
Como conheceu o fórum?: Amigos

MensagemAssunto: Re: Crise no Paraíso +18 - Capítulo 9   Sex Mar 29, 2013 10:38 pm

Pouco feliz com essas leitoras lindas que tenho, pouco foda vocês com esses comentários perfeitos né? Para as Anna e Anne pode deixar que as aulas vão fazer efeito, mas antes vamos as aulas. Não me fingindo de morta mais em Milena. Jaqueh prosseguindo, e sentindo sua falta em Fuck School, mas depois a gente fala sobre isso né? Aqui não é hora nem lugar. Seja Bem-Vinda Heloisa, espero que você goste e continue por aqui. Desculpa a demora, mas não dei uma de morta.



Ambry despertou por conta da intensa claridade entrando em seu pequeno quarto, se sentindo exausta, esse é o lado ruim em atender cliente gordo querendo sexo selvagem no meio da madrugada. O celular dela começou a tocar alto, antes mesmos dos olhos da mesma se abrirem por completo. Quando pegou o aparelho para atendê-lo e viu quem a ligava, ela não pensou duas vezes antes de desligar o celular e bloquear o número, era a louca mal comida querendo aulas de sexo. O último desejo de Ambry naquela hora da manhã era ficar dando conselhos, sobre o único assunto na qual a mesma era doutora e Jenny parecia ter uma idade mental pior do que a de uma criança de 9 anos. Fatigada, por alguns minutos Ambry Ambry em ficar o dia todo em sua cama apenas refletindo e se recuperando, entretanto quatro clientes já haviam confirmado. A força só veio mesmo após ela olhar para a única foto em cima da sua cabeceira, as pernas reagiram antes das lágrimas poderem cair, foi até o banheiro comum no fim do corredor. Precisa tomar banho rápido, não podia se atrasar afinal a pontualidade é a alma do negócio.

Não demorou e logo ela estava pronta, porém atrasada. Desceu correndo as escadas, todas as meninas estavam tomando café na cozinha, por não poder perder mais nenhum segundo acabou decidindo que tomaria um café forte na padaria próxima do hotel, assim evitaria um atraso. Nunca gostou de fazer nada com pressa, muito menos sexo.

_Pode ir parando, pois preciso falar com você – Pediu Jéssica antes de Ambry sair. Ambry sentiu seu sangue subir, uma irritação profunda a possui, entretanto ela deu meia volta e andou até a sala. Chefe é chefe independente da profissão.

_Que houve? – Perguntou ela estampando seu sorriso mais cínico e falso.

_Que história é essa de dispensar cliente que paga hotel, paga em dobro e ainda manda bônus para casa?

_De qual príncipe encantado exatamente você está falando? Tem certeza que é cliente meu? – Perguntou Ambry confusa, nem Tom fazia assim tanto agrados. Na verdade ele era o pior cliente em questão de agrados, pois não fazia nenhum.

_Do senhor Brandom. Ele acabou de ligar e comentou sobre o fato de você não estar o atendendo. Aliás, já deixou hora marcada para amanhã.

_Mas amanhã eu queria passar o dia todo com Tom, por isso adiantei...

_ Tom não paga 30% adiantando e nem pagou pelo dia inteiro, então trate de ligar e marcar a hora certinha com o senhor Brandom! Agora vai porque como sempre você está atrasada – Repreendeu Jéssica antes de voltar novamente sua atenção á sua agenda.

_Claro, chefinha – Bufou ela antes de sumir dos olhos pretos sempre alertas de Jéssica.

Ambry pulou dentro do primeiro táxi, enquanto ajeitava o batom no banco traseiro, seu celular começou a tocar, mesmo não reconhecendo o número resolveu atender.

_Alô Ambry, é a Jennifer.

_Você – Bufou ela irritada consigo mesma por ter atendido o celular – O que você quer?

_A sua ajuda – Respondeu Jennifer parecendo aflita no outro lado da linha, não percebendo nem um pouco do desânimo e o desdém de Ambry, como sempre a doce e pura Jenny.

_Só pagando!

_Tudo bem, então estou aqui te esperando na frente da Ladurée perto do Park Center, vou ficar na calçada.

_Princesinha, vai com calma, pois não sou uma das suas amigas para ir correndo atrás das suas ordens! Agora não dá, tenho cliente.

_Que horas você pode?

_Tenho cliente o dia inteiro – Respondeu Ambry friamente e se irritando ainda mais após perceber o taxista prestando atenção na sua conversa. Gente intrometida antes de uma boa dose de café é algo totalmente insuportável.

_Eu pago o dobro para você me encontrar agora

_O cliente é antigo – Mentiu ela dando fazendo uma de difícil, tipo nota de dois reais se valorizando como de vinte. Para o azar de Jennifer, Ambry já havia percebido o nível do desespero de sua nova cliente.

_ O triplo, por favor, Ambry eu preciso de você – Implorou Jennifer fazendo, sem perceber, uma voz irritante de criança mimada.

_Já estou indo. Aproveita e compra algo para eu comer! – Mandou ela antes de desligar o celular e mandar rudemente o taxista mudar o percurso.

Quando o táxi parou na frente da Ladurée, Jennifer estava alia parada parecendo uma assistente esperando seu chefe, segurava uma das imensa e linda caixa lotada de macarons da Ladurée e um saco da Starbucks, o café da manhã de Ambry. Ela apenas riu maldosamente antes de sair do táxi, pelo menos iria se divertir com tanta burrice, e ideias infantis.

_Então qual a urgência?

_Toma seu café da manhã, espero que goste. Comprei macarons de vários sabores, pois não sei qual você gosta, aproveitei para comprar um expresso forte. O problema é isso – Disse Jennifer apontando para as sacolas no chão ao seu redor.

_O que tem exatamente nessas sacolas? – Perguntou Ambry começando a caminhar pela calçada e sendo seguida por Jennifer e suas sacolas. Ela tomou seu café, entretanto recusou os macarons, deixando Jenny tentando se equilibrar para segurar a caixa de macarons e as sacolas.

_Roupas debaixo.

_Seguiu meus conselhos?

_Então eu tentei, mas é ...

_Não me diga que você comprou tudo isso de roupa debaixo para sua avó? – Perguntou Ambry não acreditando, respirou fundo usando todo seu autocontrole para não jogar na cabeça de Jenny todo seu café. – Meu Deus, você tem noção ratinho de laboratório quanto todo esse lixo custou? Eu teria de dormir com no mínimo uns três clientes para pagar essa sua compra de futilidades. Caralho como se pode ter comprado uma calcinha feia na Dior? Você é um gênio em burrice mesmo!

_Eu entrei em várias lojas, mas não consegui em nenhuma delas ir até o caixa com aquelas lingeries que eu experimentará, para disfarçar comprei umas calcinhas e sutiãs úteis. Perdão, mas aquelas vendedoras me conhecem – Disse Jenny se sentindo culpada após receber um forte olhar de reprovação – Por isso te chamei aqui, você pode comprar para mim? Eu te empresto meu cartão, não se preocupe o limite é alto.

_Não vou fazer nada disso! Nós duas vamos trocar essa porcaria toda! – Afirmou Ambry depois de jogar seu copo de café na lixeira.

_O QUE? Eu não vou ter coragem para fazer uma coisa dessas.- Jennifer tremia interiormente só de pensar em fazer algo perto do que Ambry estava querendo, comprar tudo de novo seria muito mais fácil. Afinal ela nem sabia como funcionava o sistema de trocas de uma loja.

_Se você tem coragem de trepar usando umas roupas dessas, então também tem coragem de ir trocar esse lixo! Agora vem porque não podemos perder tempo,e pelo visto temos muitas lojas. Caramba Valentino.

Voltar ao Topo Ir em baixo
http://www.flickr.com/merisdeluxe
AnaCarolina_ff
Big Fã
Big Fã


Número de Mensagens : 591
Idade : 20
Localização : Rio de Janeiro
Data de inscrição : 29/10/2010

Minha ficha
Como conheceu o fórum?: Site TH BRASIL

MensagemAssunto: Re: Crise no Paraíso +18 - Capítulo 9   Sab Mar 30, 2013 8:31 am

ELA VOLTOU MINHA GENTE O/
Preciso muito dos próximos quando as "aulas" finalmente acontecerão, sinto muitos risos a caminho... KKKK
Coitada da Jenn, o que ela tem de rica tem de lerda Rolling Eyes
Continua!
Voltar ao Topo Ir em baixo
http://re-ssurgir.blogspot.com.br/
Milena Kaulitz
Ao extremo
Ao extremo


Número de Mensagens : 3499
Idade : 19
Localização : São Paulo
Data de inscrição : 26/05/2011

Minha ficha
Como conheceu o fórum?: Twitter

MensagemAssunto: Re: Crise no Paraíso +18 - Capítulo 9   Seg Abr 01, 2013 2:22 pm

Hahahahaha a Jennifer é doidinha mesmo kkkk

Quero ver como vai ser esse "passeio" Smile

Continua Liebe Wink
Voltar ao Topo Ir em baixo
http://meninaskaulitz.blogspot.com/
Heloisa Lima

Fã


Número de Mensagens : 122
Idade : 17
Localização : rj
Data de inscrição : 13/05/2012

Minha ficha
Como conheceu o fórum?: Buscador

MensagemAssunto: Re: Crise no Paraíso +18 - Capítulo 9   Sab Abr 13, 2013 7:24 pm

AI MEU DEUS MENINA! NAÕ ABANDONA A FICT SENÃO EU VOU NA SUA CASA E TE BATO! ndjsfdsdfklnds kaô, não mato nem uma barata.
mas, mesmo assim NÃO ABANDONA!
Voltar ao Topo Ir em baixo
http://twitter.com/suckm3gustav
Meris
Big Fã
Big Fã


Número de Mensagens : 482
Idade : 22
Localização : Sampa -meu amor eterno *_________*
Data de inscrição : 29/12/2008

Minha ficha
Como conheceu o fórum?: Amigos

MensagemAssunto: Re: Crise no Paraíso +18 - Capítulo 9   Seg Maio 06, 2013 7:12 pm

Nossa meninas, brigada pelo apoio. Não sei como vocês suportam essa minha lerdeza. Não vou abandonar a fic, pretendo ser mais rapida para postar o próximo. Brigado pelo incentivo nos comentários como sempre perfeitos, qualquer erro ou dúvida me avisem. Kusses.
Apôs 3 longas horas finalmente a reunião havia acabado. Tom espreguiçou todo os membros do seu corpo antes de levantar e checar novamente o celular, como de costume não havia nenhum sinal de Jennifer.

_Jantar hoje à noite no Noput para comemorar! – Afirmou Miguel o novo empresário da banda enquanto saia da sala de reunião junto com os empresários da Universal. No final das contas o contrato fechado foi satisfatório para todas as partes, logo as gravações no estúdio iriam começar.

_Vejo todos vocês a noite no jantar – Disse Gustav antes de sair apressado. Antes mesmo da porta se fechar a Amanda, à nova secretária da banda, entrou.

_Bill o editor da GM está te esperando no hall do prédio. Algum de vocês deseja algo? - Perguntou ela educada e extritamente profissional.

_Não precisámos de nada Amanda, mas muito obrigado - Agradeceu Georg antes dela sumir com Bill pelos labirintos do enorme prédio - Vou ficar por aqui até a Adriana chegar.

_Conseguindo com a Adriana? – Perguntou Tom apôs mandar o oitavo sms para namorada em menos de uma hora. Não tinha obtido resposta em nenhuma das mensagens anteriores. Preocupante.

_Espero que aconteça essa noite! Caramba são já três meses na seca, não sei como estou aquentando – Georg começou a encher dois copos com uísque, ele precisava relaxar de alguma forma apôs a tediosa reunião e nem todos são como Tom, acabam sucumbindo ao pecado da carne.

_Garota descente é assim mesmo! Como estão as coisas com o Gustav? Não vai arrumar problema para banda! Para ele de boa você investir na irmã dele? – Perguntou Tom apôs se sentar no imenso e confortável sofá branco no fundo da sala, logo recebeu o copo de uísque do amigo.

_Tudo bem, desde que eu respeite ela – Respondeu Georg depois de perceber o amigo olhando novamente para o celular, havia feito aquilo durante toda reunião – Como estão as coisas com a Jennifer?

Kaulitz virou todo copo de uísque. Levantou-se para encher seu copo com mais uísque, pois precisaria esperar mais duas horas para poder aliviar todo seu stress e raiva nos braços quentes de Ambry. Pelo menos algo bom para um dia completamente tedioso como aquele. Tom nunca assumiria, porém dessa vez sua preocupação com Jenny era tamanha que talvez nem mesmo uma tarde regada a sexo, álcool e gemidos fosse capaz de o tranquilizar e relaxar, afinal de contas onde ela havia se metido para ficar tanto tempo sem dar nóticias? Após encher todo seu copo, os olhos dele varreram toda a sala apenas para confimar o fato dos dois estarem realmente sozinhos ali, melhor prevenir do que remediar. Ele precisava conversar, desabafar e aliviar sua mente e sempre confiou muito em Georg, então naquele momento não seria diferente. Georg, o único a sempre saber de tudo na vida de Tom Kaulitz. Quando ele começou a dar suas puladas de cerca aprendeu a confiar em Listing mais do que nunca. Afinal nunca pode conversar sobre Ambry com Thomas, pois receberia de imediato um tiro na testa. Bill ficaria perplexo e envegonhado da atitude de seu irmão e o obrigaria a contar toda verdade para Jennifer.

_Na mesma - Respondeu Tom após respirar fundo.

_Nenhuma evolução?

_Ela é e sempre será mal de cama, mas não me preocupada mais – Respondeu ele preocupado, enquanto sem perceber passava de um jeito sensual o dedo ao redor da boca do copo.

_Então o que é? - Perguntou Listing praticamente jogando-se no sofá branco.

_Acho que fiz merda no último domingo – Desabafou Kaulitz sentindo-se mais nervoso e aliviado ao mesmo tempo.

_Que tipo de merda?

_Depois do almoço de domingo na casa da mãe dela, eu bebi demais e vi a Ambry nas feições da Jenny, então comecei a trata-la como trato a... – Tom respirou fundo olhou para seu amigo, voltou a encarar a cidade pela imensa parede de vidro da sala. Olhava tudo, mas não pensava em nada – Ambry. O pior e que a Jenny parece ter notado minha mudança e não acho que ela tenha aprovado.

_Porque você acha isso?

_Porque – Respirou fundo novamente. Tom não queria pronunciar aquelas palavras, pois não pretendia as fazer virarem realidade, entretanto era preciso encará-las. – Jenny não retorna minhas ligações desde o maldito domingo. Ontem eu permanecia a manhã toda na frente do prédio dela a esperando, se não tivesse feito isso ela teria continuado a me ignorar como está fazendo agora. Man, ela custou para aceitar uma carona minha até o centro da cidade, preferia ir de mêtro e pulou do carro sem nem ao menos me dar um abraço ou agradecer. Essa não é a minha Jennifer, ela anda muito estranha e mudada nós últimos dias.

_Tom não leve a mal a pergunta na qual vou te fazer, pode ser? – Perguntou Georg cauteloso. Recebeu apenas um levantar de ombros de incentivo de seu amigo. - Você tem certeza que á ama? Ás vezes eu acho que você idealizou demais a vida de vocês dois juntos, por isso não consegue terminar! Não me leve a mal.

_Georg pode não parecer, mas tenho certeza: Jenny é a mulher da minha vida! Penso nela o tempo todo e cuido dela de uma forma na qual nunca cuidei antes de qualquer outra pessoa. Ela se tornou o motivo de eu acordar, andar, viver, trabalhar e dormir. Necessito dela perto de mim para poder sobreviver. Olha só como fico destruído só de pensar que a deixei chateada comigo de alguma forma. Jennifer possui todas as qualidade da minha mulher perfeita, quero dizer quase todas. Entretanto eu não vou jogar a mulher da minha vida no lixo, por conta de algo que posso pode encontrar em outro lugar! Nunca estive junto de uma pessoa capaz de apenas com um simples abraço tirar todos os meus medos e preocupações. Sinto-me imortal cada vez em que ela me beija. Viu pareço um otário quando começo a falar dela! Cara essa mulher me mudou de uma forma inexplicável, eu não sou mais o mesmo Tom Kaulitz de um ano atrás.

_Mas é a Ambry?

_Apenas serve para aliviar meus desejos e impulsos. Durmo com ela já a quase 4 anos , mas nunca a vi como a minha mulher.

_E você pretende ficar nessa até quando?

_Não sei.

_E se a Jenny tiver descoberto?

_Não quero pensar nisso, não posso perdê-la! – Afirmou Tom sentindo-se uma onda de medo o invadir em apenas cogitar uma hipótese como aquela – Aliás, vou ir atrás dela, não vou acabar sozinho no jantar de hoje. Boa sorte com a Adriana.

Tom saiu apressado do prédio da Universal, dirigiu com pressa até o apartamento dela. Ao chegar no local Bernardo, o porteiro, o informou que ela não estava e não havia dormido em casa na noite anterior. Kaulitz pensativo dirigiu então até a faculdade dela, após longos minutos de espera na secretária, a funcionária o avisou sobre Jenny não ter comparecido a nenhuma aula daquele dia. Ainda mais enciumado ligou para Dona Anne, Iara, Thomas e Mirella - melhor amiga de Jenny desde sempre - todavia nenhum deles tinha nóticias dela a uns bons dias, e esse fato começou a deixá-lo realmente preocupado. E se Jenny tivesse sido sequestrada, ou baleada? Seja lá o que ocorrerá tinha sido grave, sendo assim resolveu ir procurá-la, mas antes precisava passar no hotel e desmarcar seu horário com Ambry já que a mesma também não estava atendendo suas ligações. Não estava com cabeça para os seus compromissos sexuais rotineiros. Antes de tudo precisava achar Jennifer e ter certeza que ela estava bem, se não ele não seria capaz de ficar bem.

Kaulitz adentrou no hall do hotel, quando olhou para o elevador não acreditou ao notar quem saia dele comendo uma banana e segurando milhares de sacolas, sentiu um enorme alívio aponderar-se de seu ser, mas logo o alívio virou pânico a medida na qual aqueles olhos castanhos se aproximavam enquanto a boca tentava engolir o mais rapído possivel todo o alimento.

_Oi querida, o que faz aqui? – Perguntou ele nervoso enquanto a esperava terminava de mastigar.

_Vim visitar uma amiga, voltou dos E.U.A e está hospedada aqui! E você o que faz por aqui?

_Reunião de negócios. Não viu os meninos? – Mentiu ele aliviado. Sempre forá um mestre na arte da enganação.

_Não! Preciso ir Tom porque estou atrasada para me encontrar com a Mirella! – Afirmou ela tentando o convencer. Todavia ele logo percebeu sua mentira, pois Mirella estava na Holanda com o namorado numa viagem repentina de negócios.

_Jenny está tudo bem com nós dois?

_Sim, porque?

_Você sumiu, não me procura desde domingo, ontem depois de eu te esperar por 2 horas na frente do seu prédio, você nem ao menos me deu um abraço! Não quer conversar?

_E que a faculdade está muito...

_Não mente para mim de novo.

_Desculpa, porém você vai ter de confiar em mim, confia? – Perguntou ela se aproximando dele sem pressa nenhuma.

_Confio, hoje á noite tem um jantar, vou passar para te pegar às 8 horas. Fica comigo? – Pediu ele apôs unir o corpo dos dois e pousar a mão gentilmente na cintura dela.

_Fico. Agora me beija? Estou morrendo de saudades do meu homem- Disse ela após largar as sacolas no chão, para cruzar os braços atrás do pescoço dele.

_Só seu, sou só seu homem!

_De mais ninguém, agora cala boca e me beija seu lento!
Voltar ao Topo Ir em baixo
http://www.flickr.com/merisdeluxe
AnaCarolina_ff
Big Fã
Big Fã


Número de Mensagens : 591
Idade : 20
Localização : Rio de Janeiro
Data de inscrição : 29/10/2010

Minha ficha
Como conheceu o fórum?: Site TH BRASIL

MensagemAssunto: Re: Crise no Paraíso +18 - Capítulo 9   Seg Maio 06, 2013 7:28 pm

Awwwwww, que lindo esse Tom, só falta ser fiel né Rolling Eyes
Jennifer é boa no improviso, pena que o Tom não é nada burro kkkkk
Continuaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaa study
Voltar ao Topo Ir em baixo
http://re-ssurgir.blogspot.com.br/
Milena Kaulitz
Ao extremo
Ao extremo


Número de Mensagens : 3499
Idade : 19
Localização : São Paulo
Data de inscrição : 26/05/2011

Minha ficha
Como conheceu o fórum?: Twitter

MensagemAssunto: Re: Crise no Paraíso +18 - Capítulo 9   Ter Maio 07, 2013 1:59 pm

Tom, apesar de um idiota, canalha e infiel, é um homem apaixonado *-*

Ai eu não sei nem o que pensar...

Mas cá entre nós: Só eu que levei na malícia a parte da Jenny aparecer comendo banana???? O_o kkkkkk

Continua Liebe Wink
Voltar ao Topo Ir em baixo
http://meninaskaulitz.blogspot.com/
Heloisa Lima

Fã


Número de Mensagens : 122
Idade : 17
Localização : rj
Data de inscrição : 13/05/2012

Minha ficha
Como conheceu o fórum?: Buscador

MensagemAssunto: Re: Crise no Paraíso +18 - Capítulo 9   Sab Maio 25, 2013 7:51 pm

Ainda bem que não vai abandonar. Essa fic é muito boa! Continual logo, porque eu tô louca p ver no q isso vai dar
Voltar ao Topo Ir em baixo
http://twitter.com/suckm3gustav
Meris
Big Fã
Big Fã


Número de Mensagens : 482
Idade : 22
Localização : Sampa -meu amor eterno *_________*
Data de inscrição : 29/12/2008

Minha ficha
Como conheceu o fórum?: Amigos

MensagemAssunto: Re: Crise no Paraíso +18 - Capítulo 9   Ter Jul 23, 2013 2:14 pm

Nem sumi né? Nossa espero não fazer mais isso e espero ainda ter leitoras. Brigado pelo apoio meninas.
À noite enquanto se arrumava para o jantar, Jennifer pensava minuciosamente em todos os conselhos nos quais teria de colocar em prática, muita coisa nova para acontecer em apenas uma noite, ficava em pânico e com suas mãos suando frio só de pensar em alguém vendo algum de seus planos em prática. Ela não sabia nem como havia tido coragem para entrar naquele microvestido, pelo menos aquela era uma quente noite de verão, com certeza Ambry havia o pegado na sessão infantil da loja, pois Jenny nunca teria escolhido por livre espontânea vontade ir com aquele vestido para um jantar ou qualquer outro tipo de ocasião, a não ser que ela fosse á um casamento numa praia de nudismo. O vestido era todo preto, aberto nas costas até a cintura muito marcada, um decote em V na frente que era na opinião de Jenny a única parte não julgar da roupa, depois da cintura o vestido ficava extremamente curto e modelado ao corpo, na frente tampava apenas uma mão e meia do local sagrado e atrás mal cobria direito a volta da bunda. Nem sobre a pressão de Ambry, ela teria comprado aquele vestido se ele não viesse com uma camada de tecido para amarrar na cintura fazendo um cinto e uma saia bonita e sola, dando assim meia mão de tecido a mais na frente e cobrindo a curvatura da bunda. Nós pés colocou um tradicional Louboutin preto com bico fechado e arredondado. Não se esqueceu do brinco de pérolas simples, e um pingente com um coração pequeno banhado a ouro branco da Tiffany & Co que tinha ganhado do Tom em seu último aniversário. Prendeu o cabelo em um daqueles bonitos coques bagunçados, dando assim um jeito angelical aquele corpo deslumbrante e praticamente nu, Jenny conseguia ouvir as reclamações de Ambry quando soubesse que ela não havia soltado o cabelo e nem feito à maquiagem carregada na qual Ambry passará horas a ensinando. Passou apena um leve batom rosa nos lábios e base no rosto.

_Jenny você está gosto... muito linda – Corrigiu se Tom a tempo depois de entrar no apartamento dela e encostar a porta.

_Se acha? Aquela minha amiga do hotel que me ajudou a escolher – Disse ela enquanto pegava sua bolsa em cima do sofá. Puxou Tom para fora do apartamento.

_Porque a gente não á apresenta para o Bill? – Perguntou ele chamando o elevador e observando atentamente todos os movimentos da bunda de Jennifer enquanto ela fechava a porta.

_Não acho que ela seja o tipo de garota para o Bill! – Afirmou Jenny tentando procurar as palavras certas para se referir a sua nova “amiga”.

_Porque não?

_Ela é um pouco fácil demais!

O resto do caminho até o restaurante o assunto correu tranquilo e sem mentiras, pelo menos da parte dela. Quando entraram no restaurante e todos começaram a olhar para ela e seu vestido, Jenny se sentiu encabulada e suas bochechas coraram de vergonha. Tom passou a mão por trás da cintura dela, unindo a lateral do corpo deles enquanto andavam até a mesa. Todos já estavam sentados na grande mesa circular, os dois lugares vagos eram praticamente um na frente do outro. Para fazer o plano de Ambry dar certo, Jenny recusou que qualquer pessoa mudasse de lugar para que os dois pudessem se sentar próximos. A proximidade iria acabar com todo o planejado, precisavam estar frente a frente. Logo os vinhos começaram a ser servidos e quando o álcool já tinha tirado um pouco da vergonha dela, a mesma esticou sua perna e começou a acariciar com o salto a perna de seu amado enquanto o olhava com seu sorriso de safada no qual havia treinado o dia inteiro, entretanto nem quando ela arranhou a panturrilha dele com o salto o provocando, ele a olhou.

_Preciso ir ao banheiro – Afirmou Tom de pé enquanto Jenny engolia todo vinho de sua taça ao perceber que continuava a provocar uma perna na qual não devia estar mais ali.

Ela cessou com as provocações e voltou a se sentar o mais ereta possível na cadeira. Olhou para todos na mesa, porém quando seu olhar se cruzou com o olhar malicioso de Miguel, ela percebeu o tamanho da confusão no qual se meterá. Porque ela tinha que causar um engano daqueles com o novo empresário “tarado” da banda? Se fosse com um dos empresários da Universal seria mais fácil, pois ela nunca mais os veria de novo.

_Preciso de um pouco de ar! – Afirmou ela encabulada deixando a taça de vinho na mesa e se levantando. –Sozinha.

Enquanto caminhava até a recepção do restaurante, ela começou a ligar desesperada para Ambry, mas deu certo apenas após a quarta tentativa.

_Ambry eu fiz uma enorme burrice no jantar – Desabafou Jenny se esquecendo da boa educação enquanto se dirigia para um canto vazio onde ninguém pudesse a ouvir.

_Novidade. O que foi dessa vez? – Perguntou ela se mostrando totalmente entediada do outro lado do telefone.

_Eu rocei minha perna na do amigo do trabalho dele!

_Você é a maior lesada que conheci em toda minha vida, não conhece a perna do seu homem não?

_O que eu faço agora? – Respondeu Jenny com outra pergunta não dando atenção nenhuma as ofensas ditas por Ambry, já se acostumará com aquilo.

_Você vai dar um jeito de sentar do lado do seu amado e fazer aquele segundo truque!

_Mas eu mal treinei.

_Ou isso ou vai ter mais uma péssima noite com seu ursinho de pelúcia. Qual você prefere?

_Ta bem eu vou tentar – Jenny respirou fundo tentando puxar pelo telefone toda coragem de Ambry – Será que a gente pode se encontrar essa noite? E que amanhã é sábado e eu tenho trabalho na faculdade e no domingo tem o tradicional almoço da família. Preciso te encontrar antes da segunda!

_Acabaram de ligar reservando meu último horário livre da noite. Boa sorte queridinha – Disse Ambry ironicamente a provocando antes de desligar o celular.

Jenny respirou fundo antes de voltar para mesa, para sorte dela, Tom estava sentado agora ao seu lado, ela então se sentou feliz e aliviada no seu lugar.

_Jenny, minha mãe acabou de me ligar pedindo para depois do jantar eu ir dormir na casa dela, porque ela precisa conversar comigo. Então não vou poder dormir hoje com você, tudo bem meu amor? – Perguntou Tom para Jenny após colocar mais vinho na taça dela.

_Vai ficar melhor agora! – Jenny deslizou sua mão esquerda para baixo da mesa. Segurou com tudo o pênis dele o que o fez tirar a bunda de leve da cadeira.

_Ou ou ou o vinho é muito bom desse lugar - Disse Kaulitz atordoado bebendo sua cerveja, entretanto ninguém pareceu reparar, pois todos ouviam atentamente as piadas de Gustav. – O que você está fazendo? – Perguntou ele baixo para apenas ela ouvir.

_Te divertindo, não gostou meu amor? – Perguntou ela orgulhosa por conseguir fazer sua cara de safada corretamente.

_É claro que gostei! – Afirmou ele maliciosamente e em seguida colocou a macia mão dela dentro de suas calças largas.

Jenny então preocupada em fazer tudo perfeito, começou a colocar em prática seu breve treinamento. Por cima da cueca dele, ela fez movimentos circulares com o dedo no membro dele, o masturbou um pouco e arranhou de leve os testículos por cima do pano, tudo no grau certo para as pessoas não desconfiarem da respiração ofegante de Tom e o fato dele parecer estar morrendo de calor. Soube dar um pouco de prazer para o seu homem. Ela ria ao o ver usando todo autocontrole possível.

Depois de o jantar terminar, Jenny praticamente fugiu para dentro do quarto de Tom. Ela estava morrendo de medo de ter de se despedir de Miguel. No caminho até a casa dela, Tom a pegou de jeito toda vez  que o carro parava em um sinal fechado, foi assim durante todo o trajeto.

_Chegamos Tom! Meus lábios já estão inchados, você tem que ir para ca...

_Eu tenho que ir para sua cama! – Afirmou ele voltando a unir os lábios deles, porém logo ela tratou novamente de tirá-lo de cima.

_Para casa da sua mãe, ela está te esperando lembra?

_Droga. Dona Simone – Ele bateu forte no volante o que fez o carro buzinar e Jennifer rir – Espera aqui que eu abro a porta para você.

Tom soltou seu cinto e saiu do carro, logo já estava abrindo a porta para Jenny e a puxando novamente para os seus braços.

_Tom a sua mãe – Jenny desviou sua boca da dele com muito esforço. Afinal Tom tinha força.

_Está difícil hoje em Jennifer? – Perguntou ele se mostrando um pouco irritado pela insistência dela em se afastar.

_Sempre foi difícil. Xau – Jenny deu apenas um selinho nele, porém quando ela se virou para ir embora sentiu a mão de Tom bater forte na sua bunda. Ela virou e tentou o olhar feio, mas não conseguiu segurar o sorriso – Tom Kaulitz Trümper.

_Sua bunda é só minha!

_Vai sonhando otário – Disse ela o provocando e mostrando o dedo do meio enquanto caminhava
até a entrada do seu prédio.

Depois de muito tempo finalmente algo estava dando certo, Jenny beijou a bochecha Bernardo seu porteiro depois dele abrir a porta para ela, um pouco antes de Tom sair acelerando dali. Pelo visto o assunto com “Simone” era sério.

Continuo? Alguém vivo para ainda me apoiar?
Voltar ao Topo Ir em baixo
http://www.flickr.com/merisdeluxe
Milena Kaulitz
Ao extremo
Ao extremo


Número de Mensagens : 3499
Idade : 19
Localização : São Paulo
Data de inscrição : 26/05/2011

Minha ficha
Como conheceu o fórum?: Twitter

MensagemAssunto: Re: Crise no Paraíso +18 - Capítulo 9   Ter Jul 23, 2013 3:24 pm

Xiiiiiii será que a tia Simone descobriu? O_o Wooow isso seria... no mínimo eletrizante !!!

Jenny safadinha Wink

Eu tenho a leve impressão que o Tom no realidade foi se encontrar com a Ambry, mas é esperar pra ver Suspect 

Continua Liebe Smile
Voltar ao Topo Ir em baixo
http://meninaskaulitz.blogspot.com/
Always.Postive_
Big Fã
Big Fã


Número de Mensagens : 528
Idade : 19
Localização : Rio de Janeiro.
Data de inscrição : 10/06/2011

Minha ficha
Como conheceu o fórum?: Buscador

MensagemAssunto: Re: Crise no Paraíso +18 - Capítulo 9   Qua Mar 19, 2014 9:24 pm

Ai, cade???? Estava doida pelo prox cap
Voltar ao Topo Ir em baixo
Conteúdo patrocinado




MensagemAssunto: Re: Crise no Paraíso +18 - Capítulo 9   Hoje à(s) 4:18 pm

Voltar ao Topo Ir em baixo
 
Crise no Paraíso +18 - Capítulo 9
Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo 
Página 2 de 2Ir à página : Anterior  1, 2
 Tópicos similares
-
» Crise no Paraíso +18 - Capítulo 9
» A Maldição Da Bruxa Dorothy Jackie (Capítulo 2 postado!)
» A outra face - Tom - ÚLTIMO capítulo on!!!
» Bloody Kiss {atualização 121214} Capítulo XI.
» FASHION S.l.a.v.e (3° Capítulo-Nova Estagiária...)

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
TH BRASIL OFICIAL - Fórum :: Fan Stuff :: FanFics-
Ir para: