Fórum Oficial do Tokio Hotel no Brasil - TH BRASIL OFICIAL FÓRUM
 
InícioPortalRegistrar-seLoginIr para o site@THBRASILOFICIALFacebook

Compartilhe | 
 

 Uma Noite de Sonhos.(+16) Ultimos Capitulos.

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo 
Ir à página : 1, 2, 3  Seguinte
AutorMensagem
Ana Carolina Telles
Mega Fã
Mega Fã


Número de Mensagens : 975
Idade : 20
Localização : Humanoid City
Data de inscrição : 20/09/2012

Minha ficha
Como conheceu o fórum?: Outro

MensagemAssunto: Uma Noite de Sonhos.(+16) Ultimos Capitulos.   Sab Out 06, 2012 9:04 pm

Gênero: Romance.

Terminada: Na verdade, era pra ser One Shot, mas teve um povo que gostou, então vou por outros.

Estava sozinha em casa, Bill, Tom, Georg e Gustav tinha ido a uma festa, então decidi explorar um pouco a casa.

Do nada, ouvi o barulho de água, olhei para fora, não estava chovendo, então pensei, “de onde vem esse barulho?”.

Então percebi q vinha do andar de cima, então fui ver o que estava acontecendo.

Percebi que o barulho vinha do banheiro, ai pensei “mas não tem ninguém em casa, mas talvez um dos meninos tenha esquecido o chuveiro ligado."

Quando cheguei ao banheiro, vi que tinha alguém ali, eu quase morri.

Era o Tom, que estava lá tomando banho, nu e ainda por cima com a porta aberta, sinceramente, eu que nunca o havia visto sem roupa, não sabia pra onde olhar.

Fiquei lá por um tempo, até que ele se tocou que eu estava ali, me perguntou:

–Oi Anne. Quer se juntar a mim?

Fiquei sem reação, mas me senti constrangida de estar lá, fiz a única coisa que me passou pela cabeça: virei-me e corri pro meu quarto.

Fiquei lá pensando que tinha invadido a privacidade do Tom, mas também pensava em seu corpo nu, ele me abraçando, me beijando, a agua escorrendo entre nossos corpos, ele dentro de mim...

"Para com isso." pensei ai ouvi uma batida na porta.

–Annie?-Era o Tom.

–O que foi?-Perguntei.

–Abre à porta, eu só quero conversar.

Eu abri, mas não conseguia a olhar para ele sem me sentir constrangida.

–Eu pensei que você ia sair. -eu disse.

–Eu ia, mas eu resolvi voltar-disse o Tom.

–Por quê?-perguntei.

–Porque queria fazer uma coisa, mas não queria que o Bill, o Georg e o Gustav vissem.

–O que?-perguntei.

–Isso.

Ele me beijou, seu beijo era quente e molhado, ai eu comecei a me deitar na cama, e ele continuava a me beijar, então ele começou a tirar a camisa, e a desabotoar a calça, a esta altura, já dava para saber o que ele queria, então em vez de pedir pra ele parar, decidi aproveitar aquela oportunidade, desabotoei minha camiseta e minha calça.

Então o Tom tirou meu sutiã, e começou a beijar meus seios, ai eu tirei a cueca dele, e ele tirou minha calcinha, e então, neste momento, senti algo que nunca havia sentido antes
.
Era um prazer inexplicável, eu estava vendo as estrelas, eu gemia e dizia para o Tom, “não pare”, ele realmente sabia como me levar ao céu.

Depois senti aquela sensação indo embora, o Tom foi se acalmando, enquanto isso pensei: “já acabou?”,ai ele deitou do meu lado, beijou a minha testa e perguntou:

–Gostou minha linda?

–Se eu gostei?-dei uma risadinha-Eu adorei, nunca senti nada parecido em toda minha vida.

–Eu queria fazer isso com você há muito tempo-disse o Tom-Mas nós nunca estávamos sozinhos.

Eu sorri pra ele, então decidimos só ficar quietos, abraçados, ai um pensamento me ocorreu:

–Tom, posso te fazer uma pergunta?-disse.

–Claro minha flor-disse o Tom.

–Comigo vai ser diferente, né?-perguntei.

–Como assim?-foi à vez de ele perguntar.

–É que você, quando dorme com uma mulher, nunca mais você liga pra ela-eu disse-então, queria saber se comigo vai ser diferente.

Eu estava com medo da resposta, imaginei se ele iria me achar doida, ou me dar o fora ali mesmo, mas ele olhou em meus olhos e disse:

–Annie, eu te amo de verdade, eu nunca vou tratar você como fiz com minhas ex-namoradas.

–Que lindo Tomi, quero que saiba que eu também te amo de verdade e nunca vou te trair ou te abandonar.-eu disse.

–Eu também não Annie.

–Só me prometa mais uma coisa Tom. -eu disse.

–O quê?-ele disse.

–Não conte sobre só dois na minha cama por Bill, pro Georg e pro Gustav.

–Eu não ia contar mesmo, porque senão eles vão pensar que você foi só “mais uma” e vão me bater-disse o Tom.

E ficamos assim, rindo e falando sobre o nosso futuro juntos, até cairmos no sono. No dia seguinte, acordei pensando se aquilo não tinha sido um sonho, olhei pro lado e vi que o Tom estava dormindo na minha cama, e ele estava nu, detalhe: Eu também.

Assim eu soube que a noite de ontem havia realmente acontecido, e seria uma noite que iria ficar para sempre em minha memória.


Última edição por Ana Carolina Telles em Qua Maio 22, 2013 9:49 pm, editado 1 vez(es)
Voltar ao Topo Ir em baixo
Bia...kaulitz

Fã


Número de Mensagens : 278
Idade : 16
Localização : Rio Claro,
Data de inscrição : 22/12/2010

Minha ficha
Como conheceu o fórum?: Buscador

MensagemAssunto: Re: Uma Noite de Sonhos.(+16) Ultimos Capitulos.   Dom Out 07, 2012 8:45 pm

Ana eu adorei essa e a outra sonho realizado por favorr continueeeeeeeeeeeee as duas kkkk
Voltar ao Topo Ir em baixo
Joyce Kaulitz th
Fanática
Fanática


Número de Mensagens : 1624
Idade : 21
Localização : no quarto com o th
Data de inscrição : 11/11/2011

Minha ficha
Como conheceu o fórum?: Site TH BRASIL

MensagemAssunto: Re: Uma Noite de Sonhos.(+16) Ultimos Capitulos.   Dom Out 07, 2012 9:31 pm

hihi vá continuando que queremos maiss
Voltar ao Topo Ir em baixo
Milena Kaulitz
Ao extremo
Ao extremo


Número de Mensagens : 3499
Idade : 19
Localização : São Paulo
Data de inscrição : 26/05/2011

Minha ficha
Como conheceu o fórum?: Twitter

MensagemAssunto: Re: Uma Noite de Sonhos.(+16) Ultimos Capitulos.   Seg Out 08, 2012 9:48 am

Muito bom Twisted Evil
Voltar ao Topo Ir em baixo
http://meninaskaulitz.blogspot.com/
Ana Carolina Telles
Mega Fã
Mega Fã


Número de Mensagens : 975
Idade : 20
Localização : Humanoid City
Data de inscrição : 20/09/2012

Minha ficha
Como conheceu o fórum?: Outro

MensagemAssunto: Re: Uma Noite de Sonhos.(+16) Ultimos Capitulos.   Sex Out 12, 2012 3:16 pm

Gente desculpa por demorar pra postar, eu tava ocupada com minhas outras ficts e a escola.

Estou pensando em mudar o nome da fict por causa dos próximos capítulos o que vocês acham?
Aqui esta ela:


capitulo 2.

Depois de uma noite praticamente incrível com o Tom, lá estava eu na cozinha, Bill, Georg e Gustav voltaram bêbados mesmo da festa, e eu é que tenho que fazer o café quando eles ficam de ressaca.

Enquanto eu fazia (ou melhor, tentava fazer) algo descente pra comer, senti alguém me abraçando por trás, quando eu vi, era o Tom.

-Oi princesa-ele disse.

-Oi Tom- eu disse- E ai? Quer comer alguma coisa?

-Bem... Já que você sugeriu... -disse ele colocando as mãos em meus seios.

-Tom, é melhor você parar, vai que os outros rapazes entrem e nos peguem assim?-Eu disse.

-Eu não ligo-disse o Tom- E, além disso, aqueles três estão pagados na cama, duvido que acordem tão cedo.

-Mesmo assim Tom, melhor prevenir do que remediar- eu disse.

-Vamos por meu quarto então Annie, por favor... Meu menino tá implorando por você... -Tom fazia uma cara de cachorrinho que caiu do caminhão de mudança.

Eu ri, ai o beijei e depois disse:

-Não se preocupe Tomi, à noite eu resolvo o problema do “seu menino”-eu disse.
-Por falar em noite-ele disse- Eu tenho uma surpresa pra você hoje à noite.

-Surpresa?-perguntei.

-Sim, e aposto que você vai adorar-ele disse mexendo no piercin na boca.

Então ele saiu, me deixando morrendo de curiosidade.


Passei o dia pensando nas palavras do Tom, que surpresa será que ele fez pra mim? A noite cheguei em casa, as luzes estavam apagadas.

-Tom? Você esta ai?-perguntei.

Então vi o vulto dele, e fui logo perguntando:

-Tom, o que tá acontecendo?

-É uma parte da surpresa- ele disse-vem comigo-Ele disse colocando as mãos em meus olhos.

Tom me guiou até a cozinha, e quando ele me deixou ver de novo, disse:

-Tharãn-falou- E ai, o que achou?

Ele havia feito um jantar a luz de velas só pra nós dois, com as minhas comidas preferidas e as dele.

-Nossa Tom- Eu disse impressionada- É... É lindo, estou sem palavras.

-Eu sabia que você iria gostar- ele disse- afinal, tudo o que eu faço é maravilhoso.

-Puxa Tom, como você é modesto-debochei.

Ele riu e nos sentamos para comer. Depois de um tempo o Tom disse:

-E ai? O que esta achando?

-Incrível-falei- você cozinha muito bem, já pode até casar.

-Era sobre isso que eu queria conversar-falou.

-Como assim?-perguntei.

Tom colocou a mão em umas flores que estavam na mesa, e tirou lá de dentro uma caixinha de veludo.

-Bem Annie, eu ainda não estou pronto para casar, mas ter um compromisso sério é outra historia.

Ele me deu a caixinha, eu abri, e dentro tinha um anel de compromisso, que tinha nossos nomes gravados.

Atrás do anel tinha um bilhete dizendo:

”quer ser minha namorada?”.

Eu estava sem palavras, àquilo era sério? Tom Kaulitz, conhecido também como Sexgott, queria ser meu namorado? Assumir um relacionamento sério pela primeira vez na vida?

Olhei para Tom, ele estava sorrindo esperando a minha resposta.

-E ai?-ele perguntou. Você aceita?

-Sim Tom, eu aceito-disse sem hesitar e coloquei o anel, notei que ele também tinha um anel igual ao meu no dedo.


Ele então beijou minha mão e disse:

-Prometo que não vai se arrepender de ter aceitado.

Depois de terminarmos de comer e arrumar a cozinha me toquei de uma coisa:

-Tom, você disse que essa era uma parte da surpresa, e a outra?-perguntei.

-Há você já vai descobrir-ele disse, então sussurrou para mim: - Vamos para o meu quarto, a surpresa esta lá.

Então fomos ao quarto dele, ele abriu a porta e eu, pela terceira vez naquela noite, fiquei sem palavras.

Havia pétalas de rosas na cama dele, na cômoda, um espumante com duas taças de cristal do lado, havia mais velas, o que criava uma atmosfera muito romântica.

Só havia um detalhe que eu estranhei:

Pra que essa lata de chantilly?-perguntei.

-Depois te mostro- ele falou- agora vamos beber.

Tom abriu o espumante, colocou um pouco para mim, e depois pra ele.

Depois de umas quatro taças de espumante, Tom já estava bem animadinho.

-Annie, se prepare porque hoje vou lhe usar- ele disse.

Eu quase dei risada do que ele disse, mas antes que pudesse fazer qualquer coisa, ele me beijou.

E enquanto me beijava, o Tom dava um jeito de tirar a minha roupa.

E quando eu estava só de lingerie, ele começou a tirar a roupa dele também, e depois pegou a lata de chantilly.

Então ele tirou o meu sutiã, colocou chantilly em meus seios e começou a lambê-los.
E enquanto fazia isso, ele colocou os dedos entre minhas pernas, me masturbando.
Eu já gemia de prazer, e dava leves arranhões nos braços e nas costas do Tom, ele adorava quando eu fazia isso.

Depois ele começou a colocar chantilly em outras partes de meu corpo: nos braços, na barriga, nas pernas e entre elas, e onde ele colocava o chantilly, ele lambia com gosto.

Ai ele parou, olhou pra mim com um ar sacana e disse:

-Quer me provar Annie?

-Só se for agora-eu disse pegando o chantilly da mão dele.

Comecei a passar (e a lamber) o chantilly pelo corpo dele: em seus braços, seu peito, suas pernas, em seu menino, (que eu carinhosamente dei o nome de Serpentom) ele gemia de prazer.

Depois o Tom voltou a comandar, ele que já estava bem excitado, começou a me penetrar, indo e vindo dentro de mim, e dizia:

-Isso Annie, isso, me faz gozar.

E eu estava quase morrendo de tanto prazer, o meu Sexgott estava realmente inspirado.

Depois de um (bom) tempo, nós só ficamos deitados na cama, estávamos cansados, suados, e de mãos dadas.

-E ai Annie?-ele disse enquanto recuperava o fôlego- Gostou da surpresa?

-E como- eu disse-Você deve ter tido muito trabalho pra fazer isso tudo.

-Na verdade-começou o Tom- Eu tive ajuda.

-De quem?-perguntei.

-Do Bill, do Georg e do Gustav-ele disse.

-Eles concordaram em te ajudar a fazer isso tudo pra mim?-perguntei surpresa.
-Bem, eu tive que mentir um pouco, disse que era pra uma garota que eu conheci, se eu dissesse que era pra você, eles não me ajudariam.

-Por que-perguntei curiosa.

-Annie, você nunca notou que eles tentam dar em cima de você? Te olham como se dissessem “te quero na minha cama vadia?” Eles querem te roubar de mim, mas agora você é minha, só minha e de mais ninguém- ele disse me abraçando com força, como se eu pudesse escapar.

-Mas Tomi, e se eles não aceitarem que agora estamos juntos?-perguntei.

-Meu irmão com o tempo vai aceitar já o Georg e o Gustav... -ele parou.

-O que? Pode falar Tomi, o que têm eles?-eu disse preocupada.

-Bem... Se eles não aceitarem, podemos fugir- ele disse.

-Como é?-perguntei, não acreditando no que ele tinha dito.

-Sim, podemos fugir, tenho uma casa na Alemanha, podemos morar lá, e quem sabe, criar nossos filhos lá-disse o Tom- Posso sair da banda, e trabalhar em outra coisa.

-E eu? Como fica o meu trabalho?-disse não acreditando no tamanho do delírio dele.

-Ora Annie, Há varias editoras na Alemanha, e também gravadoras. Você não disse que o seu sonho era cantar?-ele perguntou.

-Sim Tom, mas há dois problemas: Eu não posso entregar meus livros há uma editora Alemã porque eu não sei escrever em alemão, e muito menos cantar em Alemão.

-Mas e se... -ele começou.

-Tom, por favor, não tome nenhuma atitude precipitada-eu disse- Eu me sentiria péssima se você saísse da banda por minha causa, eu gosto de Los Angeles, quero ficar aqui, e não acha que somos meio jovens para ter filhos?

-Mas Annie-ele começou- Você notou que era pra você estar menstruada hoje? Você às vezes se esquece de tomar a pílula, e eu não usei camisinha...

-Tom, não se preocupe- eu disse meio preocupada- a minha menstruação só vem amanhã, e eu sei que não estou grávida, por que ontem eu lembrei de tomar a pílula.

-E hoje?-ele perguntou.

-Bem... Hoje eu realmente esqueci, tive que acordar cedo pra fazer o café, porque os rapazes estavam de ressaca- eu disse em tom de desculpas.

-E eu, de novo, esqueci de usar a camisinha...-disse o Tom preocupado.

Agora nós estávamos realmente preocupados, não, eu não podia ficar grávida, eu estava ocupada com um novo livro, Bill e Tom estavam no auge da carreira, nós dois viajávamos muito (mais ele do que eu), não teríamos tempo de cuidar de uma criança.

E havia outro problema: Tom adorava crianças, iria aceitar a responsabilidade numa boa, já eu não queria ser mãe, desde adolescente não gosto muito de crianças.

-Bem, acho melhor esperarmos até amanhã- eu disse- se eu não menstruar, ai sim ficamos preocupados.

-É melhor assim-concordou o Tom.

Então ficamos assim, abraçados Tom dormiu rápido, já eu demorei um pouco mais, estava com medo de como iria ser o dia seguinte.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Bia...kaulitz

Fã


Número de Mensagens : 278
Idade : 16
Localização : Rio Claro,
Data de inscrição : 22/12/2010

Minha ficha
Como conheceu o fórum?: Buscador

MensagemAssunto: Re: Uma Noite de Sonhos.(+16) Ultimos Capitulos.   Sex Out 12, 2012 4:18 pm

aaaah que tenso affraid
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ana Carolina Telles
Mega Fã
Mega Fã


Número de Mensagens : 975
Idade : 20
Localização : Humanoid City
Data de inscrição : 20/09/2012

Minha ficha
Como conheceu o fórum?: Outro

MensagemAssunto: Re: Uma Noite de Sonhos.(+16) Ultimos Capitulos.   Sex Out 12, 2012 7:48 pm

Devo postar o outro capitulo?
Voltar ao Topo Ir em baixo
Joyce Kaulitz th
Fanática
Fanática


Número de Mensagens : 1624
Idade : 21
Localização : no quarto com o th
Data de inscrição : 11/11/2011

Minha ficha
Como conheceu o fórum?: Site TH BRASIL

MensagemAssunto: Re: Uma Noite de Sonhos.(+16) Ultimos Capitulos.   Sex Out 12, 2012 8:55 pm

(claro que DEVE )obs:essa frase vou lhe usar tive que rir kkk
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ana Carolina Telles
Mega Fã
Mega Fã


Número de Mensagens : 975
Idade : 20
Localização : Humanoid City
Data de inscrição : 20/09/2012

Minha ficha
Como conheceu o fórum?: Outro

MensagemAssunto: Re: Uma Noite de Sonhos.(+16) Ultimos Capitulos.   Sex Out 12, 2012 9:22 pm

Vou postar esse capitulo, quando quiserem o próximo falem, aproveitem que estou inspirada.

capitulo 3

Acordei péssima no dia seguinte, havia dormido muito mal, quando eu me levantei da cama, notei que o Tom não estava lá.

-Pra onde será que ele foi?-me perguntei.

Tomei um banho no banheiro do Tom mesmo, pequei umas roupas limpas em meu quarto, e desci para tomar café.

-Bom-dia Annie- disse o Bill.

-Oi gente -eu disse- Cadê o Tom?

-Ele saiu, disse que iria a farmácia, mas não disse por que-disse o Georg.
Nesse momento, o Tom chegou.

-Oi gente-disse o Tom-Annie pode vir comigo um pouco? Quero falar com você.
-Claro-eu disse.

Ele me levou até a sala, ele me entregou um pacote.

-É melhor você usar Annie, pra acabar com essa angustia-ele disse.

Abri o pacote: era um teste de gravidez.


Depois eu resolvi fazer o teste, já havia comido algo (por insistência do Tom) e bebido bastante agua, então fui ao banheiro.

Fiz o teste, quando olhei o resultado, eu quase gritei: havia dado positivo.

Eu sai do banheiro chocada, e fui para a sala, sentei no sofá e chorei.

Tom estava no jardim com o Bill, os dois brincavam com o Scott, quando o Tom me viu chorando, largou o Bill e o Scott e veio ver o porquê de minha tristeza.

-O que foi meu amor, porque esta chorando?-ele disse me abraçando.

-Tom eu... Eu... Me desculpe-disse chorando.

-Pelo que? O que ouve?-ele disse preocupado.

-Eu... Eu estou grávida-eu disse voltando a chorar.

-Calma Annie, não chore-disse o Tom tentando me acalmar- o que eu posso para fazer você ficar feliz de novo?

-Me faz um Foundie de Chocolate?-eu disse.

Ele sorriu e disse:

-Ok, eu faço- e foi para a cozinha.

Fiquei sozinha na sala, ainda estava triste, vi o Bill se sentando ao meu lado do sofá.

-O que foi Annie? Porque estava chorando?-ele disse.

Não sabia se devia contar para ele, Tom me disse para não confiar em seu irmão.

-O Tom já contou que nós... -disse.

-Sim, ele me disse que vocês estão namorando-disse o Bill e sorriu- no inicio fiquei com ciúmes, mas agora esta tudo bem.

-Sério isso Bill?-disse o Tom, que havia voltado da cozinha, me entregou o Foundie e sentou-se ao meu lado.

Provei o doce: tinha bastante morangos e chocolate, do jeito que eu gostava.
-Claro irmãozinho, dá pra ver que você esta feliz com a Annie, e se você esta feliz, eu estou feliz-disse o Bill.

-Mas você dava em cima dela na mina presença-disse o Tom.

-Era só pra te irritar Tom, eu o Georg e o Gustav jamais daríamos em cima da mulher que você ama-disse o Bill fofo como sempre.

-Mano, me desculpe por pensar mal de você- disse o Tom que parecia envergonhado.

-Tudo bem Tom, você é meu irmão, sempre vou te perdoar-disse o Bill abraçando o irmão.

Achei tudo muito fofo, mas quando me lembrei de meu problema, comecei a chorar de novo.

-O que foi Annie? Por que esta chorando?-perguntou o Bill.

Olhei para o Tom como se perguntasse se podia contar ao Bill, ele fez que sim com a cabeça e eu disse:

-Bill, hoje eu e o Tom... Descobrimos que vamos ser pais.

Bill ficou de boca aberta por um tempo, então ele disse:

-Tão falando sério? Quer dizer que... Que eu vou ser tio?-perguntou.

Tom fez que sim com a cabeça, e o Bill olhou para mim de novo e disse:

-E você esta assim porque apesar do Tom querer, você não quer essa criança, porque você não tem paciência pra cuidar de uma.

-Como você sabe?-perguntei.

-Porque depois de três anos morando conosco, eu já te conheço-disse o Bill.
-Perai, você não quer ser mãe?-perguntou o Tom.

-Tom, você sabe que eu não gosto de crianças-eu disse- não tenho paciência pra cuidar de uma, e eu odeio choro de criança mais do que tudo.

Bill estava pensativo, então disse:

-Há duas opções para o seu problema Annie.

Tom percebeu o que o Bill queria dizer antes de mim:

-Há não, nem vem senhor Bill Kaulitz, não vou a deixar cair nesse papo.

-Que eu saiba a decisão final é dela Tom-disse o Bill.

-Do que vocês estão falando?-perguntei.

-Bem, você pode fazer um aborto Annie-disse o Bill.

-Não!-gritou o Tom- nem toque nesse assunto Bill.

-Aborto?-Falei- você conhece algum lugar que faça abortos Bill?

-Sim Annie, eu conheço-falou o Bill sem se intimidar com o olhar assassino do irmão.

-É muito caro? Perguntei.

-Não muito, mas posso conseguir um desconto pra você-disse o Bill.

-E como você conhece esse lugar?-perguntei.

-Um de meus amigos engravidou a namorada, e então eles foram para uma clinica de abortos, e ele me contou-disse o Bill.

-E qual é a outra opção Bill?-disse o Tom cínico.

-Bem, se a Annie aguentar até o final da gravidez, ela pode dar o bebe para a adoção-disse o Bill.

Então o Tom fez algo que eu não pensei que ele faria: ele se levantou e foi embora parecendo revoltado.

-O que foi que eu fiz?-perguntou o Bill.

-É o que eu também quero saber- eu disse.

Tom estava no quarto dele, e parecia bem zangado, mas mesmo assim entrei e me sentei ao seu lado na cama.

-Tom? O que foi? Porque esta assim? Perguntei.

Ele olhou pra mim, ele tinha lagrimas nos olhos e disse:

-Annie, por favor, não faça um aborto, nem dê nosso filho para a adoção.

-Tom, porque isso agora?-perguntei.

-Porque Annie, eu quero essa criança, quero ser pai, ser um pai presente, que faça a mãe de meu filho feliz, que não os abandone que nem o meu pai fez com minha mãe- e ele começou a chorar.

Fiquei chocada com a reação dele, não dava pra imaginar um homem de 1,80 chorando que nem uma criança.

Eu o abracei e disse:

-Calma meu amor, não chore, eu sei como você se sente.

-Sério?-ele perguntou.

-Sim Tomi, meu pai também não era muito presente na minha vida- eu disse- e eu pensei Tom, eu vou aceitar essa criança.

-Sério mesmo?!- os olhos do Tom estavam brilhando, e ele tinha parado de chorar.

-Sim meu amor- eu disse- mas não fique bravo com o Bill, ele só quis ajudar.

-É me perdoe Tom-disse o Bill na porta do quarto.

-Há quanto tempo você ta ai?-perguntei surpresa.

-Não muito-Bill já entrava no quarto- Tom me desculpe pelo que eu disse, achei que estava ajudando, não fazia ideia de que você queria consertar os erros do nosso pai com o seu filho.

Tom o olhou por um bom tempo, mas depois sorriu e disse:

-Esta bem eu te perdoo.

-Bem, eu faço questão de dar o primeiro presente do meu sobrinho-disse o Bill.

-Valeu irmãozinho-disse o Tom.

-E na minha opinião, você e a Annie vão ser ótimos pais-disse o Bill.

Então saiu do quarto, me deixando a sós com o Tom.

Ele beijou minha barriga e disse:

-Não se preocupe meu filho, eu vou te fazer muito feliz-então olhou pra mim e sorriu- e a sua mãe também.

Eu também sorri pra ele e disse:

-Sim meu amor, nossos filhos vão ser muito felizes.

-Perai, você disse “nossos filhos”?-perguntou o Tom.

-Sim Tom, são gêmeos, e são meninos-eu disse.

-Como você sabe?-ele perguntou.

-Sei lá Tom, eu só sei -eu disse.

Ai ele pulou da cama e gritou pra Los Angeles inteira ouvir:

-São gêmeos. Eu vou ser pai de gêmeos cambada.

-Sério?-disse o Bill.

-Ae parabéns Tom-disse o Gustav.

-Finalmente alguém te colocou nos eixos Tom-disse o Georg em tom de brincadeira- Bill você perdeu a aposta, prepare pra jogar sua maquiagem no lixo.

Bill pegou um travesseiro de seu quarto e começou a bater no Georg, Gustav também entrou na guerra de travesseiros, eu e o Tom só riamos da cena.

Ai ele me beijou e disse:

-Obrigado Annie.

-Pelo que?-eu disse.

-Por daqui a nove meses, me dar os dois melhores presentes que eu já ganhei na vida-ele disse.

Eu sorri pra ele, o Bill estava certo, iriamos ser ótimos pais.

-Só me faz um favor Tom- eu disse.

-Qual?-ele disse.

-Não me faça nossos filhos virarem vegetarianos, nada contra, mas vamos deixar eles escolherem ok?

-Tudo bem meu amor, não vou fazer pressão-ele disse e me beijou.

Então o Bill veio por traz e deu uma travesseirada no Tom, que como não era de deixar nada barato, pegou um travesseiro e entrou na guerra.

E eu só ria da cena, e pensava em como tinha sorte em ter uma família e amigos doidos como aqueles quatro.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ana Carolina Telles
Mega Fã
Mega Fã


Número de Mensagens : 975
Idade : 20
Localização : Humanoid City
Data de inscrição : 20/09/2012

Minha ficha
Como conheceu o fórum?: Outro

MensagemAssunto: Re: Uma Noite de Sonhos.(+16) Ultimos Capitulos.   Sab Out 13, 2012 9:07 pm

Posto o próximo capitulo?
Voltar ao Topo Ir em baixo
Joyce Kaulitz th
Fanática
Fanática


Número de Mensagens : 1624
Idade : 21
Localização : no quarto com o th
Data de inscrição : 11/11/2011

Minha ficha
Como conheceu o fórum?: Site TH BRASIL

MensagemAssunto: Re: Uma Noite de Sonhos.(+16) Ultimos Capitulos.   Sab Out 13, 2012 9:15 pm

quero mais continua Very Happy
Voltar ao Topo Ir em baixo
Bia...kaulitz

Fã


Número de Mensagens : 278
Idade : 16
Localização : Rio Claro,
Data de inscrição : 22/12/2010

Minha ficha
Como conheceu o fórum?: Buscador

MensagemAssunto: Re: Uma Noite de Sonhos.(+16) Ultimos Capitulos.   Dom Out 14, 2012 10:09 pm

kkkkk sao gemeos ual kkk
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ana Carolina Telles
Mega Fã
Mega Fã


Número de Mensagens : 975
Idade : 20
Localização : Humanoid City
Data de inscrição : 20/09/2012

Minha ficha
Como conheceu o fórum?: Outro

MensagemAssunto: Re: Uma Noite de Sonhos.(+16) Ultimos Capitulos.   Seg Out 22, 2012 1:11 pm

Finalmente chegou o dia do parto, eu já não estava mais aguentando me sentir uma baleia, apesar do Tom dizer que eu estava exagerando, mas deixe-me contar o que aconteceu meses antes disso.

Eu finalmente realizei o meu sonho de ser cantora, Bill conseguiu marcar um teste pra mim com uma banda só de mulheres.

Estava nervosa, mas mesmo assim eu consegui soltei a voz, e fiz bonito porque no final as garotas me aplaudiram.

Quando voltei para casa, contei ao Tom o que aconteceu no teste, ele me abraçou e disse:

- Viu meu amor? Eu disse que tudo ia dar certo- e me beijou.
Também teve o dia em que a mãe dos gêmeos veio visita-los.

-Oi Annie-disse Simone me cumprimentando quando abri a porta.

-Oi Simone, que prazer em ver você de novo-eu disse.

Ela me olhou por um bom tempo, então disse:

-É impressão minha ou você esta meio gordinha?

-É que... Eu estou grávida-eu disse.

-De quem? Do Bill? -ela perguntou surpresa.

-Não, por incrível que pareça do Tom- eu disse mostrando a aliança de compromisso.

Simone parecia não acreditar, então disse:

-Mas vocês vão casar, não vão?

-Não sei Simone, mas o Tom prometeu cuidar de mim e dos filhos dele-Eu disse.
-Perai, você disse filhos?-ela perguntou.

-Sim, são gêmeos-eu disse orgulhosa- eu sabia que eram, e esse mês eu fiz ultrassom e confirmou o que eu disse.

-Oi mãe- disse o Tom descendo as escadas com o Bill o seguindo.

-Tom meu filho porque você não me disse que eu ia ser avó?-perguntou Simone.

-Mãe, eu não tive tempo de ligar, eu e o Bill estávamos ocupados com o novo álbum-disse o Tom.

-Tudo bem, desta vez eu perdoo-disse Simone- Mas então, quais são os nomes dos meus netos?

-Eu e Tom pensamos muito, e decidimos que vai ser Riley e Renan-eu disse.

-Hã isso tá aberto pra votação?-disse o Bill.

Eu o fuzilei com os olhos, e ai ele disse:

-Calma eu só estou brincando- ele disse.

Teve também um dia em que eles tocaram em um festival de musica, eu estava nos bastidores.

Depois que eles acabaram uma das musicas que tocariam naquela noite, Bill disse para a plateia:

-Bem gente, paramos de tocar porque o meu irmão quer dizer algo aos nossos fãs.
Tom pegou o microfone do irmão e disse:

-Bem gente, o que eu tenho para contar vai deixar alguns fãs tristes, mas pensei no quanto eu estou feliz com isso.

A plateia estava quieta, então ele continuou:

-Bem, a noticia que eu tenho pra dar é: eu vou ser pai daqui a três meses.

Muitas pessoas ficaram chocadas, algumas acharam legal, outras choravam.

-E a mãe dos meus filhos está aqui-quando ele viu as caras de interrogação da plateia, ele continuou- é gente, são gêmeos, mas agora eu chamo a minha namorada e mãe deles Annie.

Eu subi ao palco, sem acreditar que ele havia realmente me chamado para me apresentar aos fãs.

-Oi gente-eu disse meio envergonhada.

-Como você é bonita-disse um fã.

-Obrigada-eu disse.

-O meu, quer dar em cima da minha namorada?-disse o Tom causando risadas na plateia.

-Dá onde você é?-perguntou uma fã.

-Eu sou do Brasil-respondi.

-É rapazes admitam: eu tenho bom gosto-disse o Tom fazendo a plateia rir de novo.
E assim eles foram me conhecendo, os fãs falavam algo para mim, eu respondia e o Tom completava com um comentário engraçado.

E assim aonde eu ia com os rapazes, seja shows, desfiles, até em festas, todos paravam para falar comigo e com o Tom, em geral eram mais os famosos que falavam conosco.

Alguns até perguntavam quando nos casaríamos.

-Em breve minha gente, em breve... –dizia o Tom.

Mas enfim chegou o dia do parto, eu e Tom estávamos dormindo quando a minha bolsa estourou.

-Tom acorda, a bolsa estourou- eu disse.

-Sono... -ele disse e se virou.

-Tom, os seus filhos vão nascer hoje eu preciso ir pro hospital AGORA!-gritei.

Tom se levantou em um segundo, e trocamos de roupa em tempo recorde.

-Mas que gritaria é essa?-disse o Bill entrando no quarto.

-Vamos pro hospital, meus filhos vão nascer-disse o Tom.

-Eu levo vocês-ele disse.

Quando chegamos, minhas contrações estavam muito fortes.

Mal cheguei e já me levaram para a sala de parto.

Tom entrou comigo na sala, e me aguentou gritando de dor o tempo todo.

E assim as 11h20min nasceu o Renan e as 11h30min Riley nasceu.

Mas Riley não respirava muito quando nasceu então o médico bateu em seu bumbum.

Isso deixou o Tom irado:

-Você bateu em meu filho, eu vou te matar- E tentou bater no médico.

-Tom calma, ele não estava batendo do Riley-eu disse.

Mas mesmo assim os seguranças o levaram da sala.

Depois eu fui para o quarto, eu e o Tom curtíamos os gêmeos, mas não pude deixar de comentar o que ele teatro que ele havia feito:

-Você tinha que fazer aquela cena né Tom?

-Eu já pedi desculpas- ele disse magoado- poxa o que mais eu tenho que fazer para você me perdoar?

Eu pensei muito, e disse:

-Que tal você trocar as fraldas dos gêmeos? Perguntei.

-Porque não você?-ele disse.

-Porque tenho nojo-eu disse.

Ele fez uma careta e disse:

-Está bem sua enjoadinha, eu troco as fraldas dos gêmeos.

Ouvimos uma batida na porta.

-Quem é?-perguntou o Tom.

-Sou eu- disse o Bill.

Tom abriu a porta, Bill entrou abraçado de uma morena de olhos verdes.

-Essa é a Jade-ele disse.

-Oi-ela disse.

-Ela toca guitarra Annie, vocês poderiam fazer uma banda-disse o Bill.

-Talvez-eu disse.

-Há eu já ia esquecendo, trouxemos presentes para os gêmeos.

Bill e Jade nos entregaram dois pacotes, eu peguei um e o Tom o outro.

No meu pacote, Bill havia comprado um conjunto de roupas: tênis all-star, calças jeans e uma camiseta do Gun’s Roses.

-Eu adorei Bill-eu disse.

-Esse é pro Renan, a Jade me ajudou a escolher-disse o Bill.

-É mesmo?-perguntei disfarçando a ironia.

Não sei por que, mas não gostava da Jade.

Tom abriu o outro pacote, e dentro havia outro conjunto de roupas: tênis da Puma, calças jeans escura e uma blusa da caveira.

-Essa é pro Riley-disse a chata da Jade.

-Eu já desconfiava- eu disse.

Tom percebeu o meu repentino mau humor, falou com o irmão:

-Bill, eu queria falar com a Annie a sós...

-Esta bem Tom, já entendi- ele disse-Vamos Jade.

Eles saíram do quarto.

Tom se sentou ao meu lado na cama e começou a mexer em meus cabelos.

-O que foi Annie-ele disse- Porque esse mau humor todo?

-Não gosto da Jade-respondi-Sei lá, acho ela muito chata.

-Annie, você não esta com ciúmes do Bill esta?-ele disse.

-Não Tom, eu acho legal o Bill sair com alguém, mas tinha que ser com ela?-eu disse.

O Tom começou a dar risada do que eu disse.

-O que foi? Qual a graça?-perguntei com raiva.

-Annie, a Jade não esta saindo com o Bill.

-Não?-perguntei.

-Não Annie, a Jade só vai ajudar a organizar o nosso casamento, e o Bill esta ajudando ela- disse o Tom.

-Perai, nó vamos mesmo nos casar? De verdade?-eu disse não acreditando.
-Sim meu amor, é verdade-disse o Tom.

-Mas... Nos não vamos nos casar só por causa dos gêmeos né?-perguntei meio insegura.

-Annie, eu quero me casar com você porque eu te amo os gêmeos não tem quase nada haver com a minha decisão-ele disse.

Achei fofa a explicação dele.

Então ele me deu uma caixinha de veludo, eu abri e fiquei sem palavras: a aliança era de ouro puro, com um diamante enfeitando.

Então o Tom pegou a minha mão, olhou em meus olhos e disse:

-Annie, você quer ser casar comigo?

-Sim Tom, eu aceito- eu disse e depois o beijei.

“É, ate que essa noite não foi tão ruim” Pensei


Última edição por Ana Carolina Telles em Ter Nov 06, 2012 5:28 pm, editado 1 vez(es)
Voltar ao Topo Ir em baixo
Bia...kaulitz

Fã


Número de Mensagens : 278
Idade : 16
Localização : Rio Claro,
Data de inscrição : 22/12/2010

Minha ficha
Como conheceu o fórum?: Buscador

MensagemAssunto: Re: Uma Noite de Sonhos.(+16) Ultimos Capitulos.   Seg Out 22, 2012 6:14 pm

kkkk desde de cedo!ja tem estilo
Voltar ao Topo Ir em baixo
Joyce Kaulitz th
Fanática
Fanática


Número de Mensagens : 1624
Idade : 21
Localização : no quarto com o th
Data de inscrição : 11/11/2011

Minha ficha
Como conheceu o fórum?: Site TH BRASIL

MensagemAssunto: Re: Uma Noite de Sonhos.(+16) Ultimos Capitulos.   Seg Out 22, 2012 8:45 pm

ai que bonitinho imagina os bebêzinhos com essas roupinhas doce ,CONTINUA
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ana Carolina Telles
Mega Fã
Mega Fã


Número de Mensagens : 975
Idade : 20
Localização : Humanoid City
Data de inscrição : 20/09/2012

Minha ficha
Como conheceu o fórum?: Outro

MensagemAssunto: Re: Uma Noite de Sonhos.(+16) Ultimos Capitulos.   Ter Out 23, 2012 2:11 pm

Esses dias foram muito corridos, eu e o Tom (com a ajuda do Bill e da Jade) organizávamos o nosso casamento, que iria ser “o” casamento do ano segundo o Tom.

Os gêmeos quase não davam trabalham, como todo recém-nascido eles dormiam muito, só choravam quando estavam com fome ou tinham que trocar as fraldas.

Eles receberam muitos presentes, meus amigos e parentes (e os do Tom também) quando souberam do nascimento deles, trataram de mandar presentes para eles de todo o tipo.

Minha mãe mandou algum dinheiro para nos ajudar (como se precisássemos), minha avó mandou algumas coisas bordadas à mão, meus tios mandaram brinquedos, meus primos roupas, e os amigos e parentes do Tom nos ajudaram a comprar os moveis.

Mas o meu presente favorito o do que minha melhor amiga, Vanessa mandou: Eram dois lindos cordões banhados a ouro, o do Riley tinha uma guitarra de enfeite e o do Renan tinha um baixo.

Eu até queria curtir um pouco mais os meus filhos, sei que o Tom pensava a mesma coisa, mas os preparativos do casamento tomavam muito o nosso tempo.

-Queria passar mais tempo com os gêmeos-comentei com o Tom enquanto fazíamos a lista de convidados.

-Eu também Annie, mas até que o Bill, o Georg e o Gustav estão nos ajudando bastante com eles- disse o Tom olhando a lista, ele leu alguma coisa e logo me perguntou: - O que a Rhianna e a Katy Perry estão fazendo aqui?

-Eu quis convida-las, eu gosto delas, algum problema?-perguntei.

-Annie, elas nos odeiam, e eu e os rapazes também odiamos elas, somos praticamente inimigos-explicou o Tom.

-Não acha que já esta na hora de parar com isso?-eu disse e acrescentei- E isso é por você ter convidado a Ria e a Shantelle.

-Elas são minhas amigas-disse o Tom.

-Amigas? Sei... -eu disse.

-Annie, não me diga que esta com ciúmes- disse o Tom rindo.

-Sim Tom, eu estou com ciúmes, eu não gosto delas, porque você tinha que convidar aquelas vacas?-eu disse magoada.

Ele percebeu a minha magoa, ignorou que eu as chamei de vacas e me abraçou.

-Annie, não precisa ficar com ciúmes, você sabe que eu te amo, por isso prometi nunca te trair ou te machucar- disse o Tom.

Eu sorri me sentia tão bem abraçando o Tom, até o deixei convidar a Ria e a Chantelle, e ele me deixou convidar a Rhianna e a Katy Perry.

-Podemos convidar o Adam Lambert também?-perguntei.

-Acho que o Bill não vai gostar disso-disse o Tom.

-Por favor, Tomi, deixa... –eu disse fazendo a minha melhor carinha de fofa.

Ele não resistiu e acabou cedendo.

-Esta bem Annie, vamos convidar o Adam, só não faça essa carinha de fofa, que eu fico com vontade de fazer besteira com você-disse o Tom.

Ei ri e disse:

-Pode vir então.

E ele me agarrou e começou a me beijar e a tirar a minha roupa.

Foi ótimo poder sentir que ele ainda me desejava que eu ainda o fazia gozar, e olha que eu estava me sentindo meio estranha desde o parto, meio feia, mas o Tom me fez lembrar que eu ainda estava com tudo em cima.

Há e só para lembrar: desta vez ele usou camisinha.


Acho que a pior parte dos preparativos foi à escolha do meu vestido.

Eu explico: Simone queria porque queria pagar o meu vestido, fosse este caro ou não, só que ela queria um vestido branco, e eu queria um vermelho e preto.

-Vermelho e preto? Isso é um insulto- ela disse.

-Pensei que EU é que iria usar o vestido-eu disse.

Estávamos na tal loja, Bill e Tom estavam com os gêmeos no colo, e Gordon nos acompanhava nas compras, Simone se encantou por um vestido de noiva básico, e eu me apaixonei por um vestido de festa vermelho e preto com bastante brilho.

-Noivas tem que vestir somente branco-disse Simone.

-O casamento é meu e eu escolho o vestido que eu quiser-eu disse agarrando o vestido.

-Vai ser uma vergonha, isso sim-disse Simone.

-Não vai- eu disse.

-Vai sim-ela disse.

-FODA-SE- gritei, e logo tapei a boca.

A loja ficou em silencio, que vergonha, ainda bem que os gêmeos ainda não falavam, pra não ficarem repetindo o que eu disse.

-Como é Annie?-disse Simone furiosa- É esse o exemplo que você dá aos seus filhos?

-Mãe calma, a Annie não disse por querer- disse o Tom, que entregou o Riley ao Gordon e veio em minha defesa- Além disso, eu concordo com ela, o casamento é nosso, se ela não quer usar branco, deixa ela.

-Pois eu tenho pena de você filho, e dos meus netos, tendo essa puta como mãe- disse Simone.

-Mãe!-disse o Tom com raiva.

-Puta é você-rebati sem pensar.

E assim começamos a brigar, Bill e Gordon tentavam nos acalmar, Tom tentava evitar que eu se Simone nos batêssemos, até os gêmeos choravam a essa altura.

Até que uma hora eu disse:

-Querem saber, façam a merda que vocês quiserem-e sai da loja.

Como estávamos no Shopping, eu fui ate a livraria, ler sempre me acalmava.

Tom vinha atrás de mim, ele pegou o meu braço de disse:

-Annie, por favor, tente se acalmar.

Então olhando pra ele e pensando no que a Simone disse, comecei a chorar.

-A Simone esta certa Tom- eu disse- eu não sirvo pra ser mãe, não sirvo pra ser sua esposa, não sirvo pra nada.

-Não diga isso nunca mais Annie-ele disse me abraçando-você é perfeita, minha mãe só estava com raiva, ela não acha nada disso de verdade.

-Eu não quero usar branco-eu disse.

-Você não vai usar- ele disse- só não chore Annie, por favor, senão eu fico triste também.

-Vou tentar- eu disse- mas vamos para casa.

-É melhor mesmo-ele disse.

Só voltamos à loja para pegar os gêmeos, olhei para Simone, ela ainda estava com raiva, mas parecia envergonhada.

Voltamos para casa e fizemos as coisas de sempre: eu fui esquentar alguma coisa para comermos, depois fui ajudar o Tom a dar banho nos gêmeos, Tom trocou as fraldas deles, eu dei a mamadeira pra eles e os pusemos para dormir.

Enquanto jantávamos, o celular do Tom tocou.

-Licença linda, preciso atender- ele disse.

-Tudo bem - falei.

Eu terminei de comer e o Tom continuava a falar no celular.

Quando fomos dormir eu não resisti e perguntei:

-Tom, quem era no telefone?

-Hã, ninguém importante-foi à resposta dele.

-Tom, fala agora-eu disse.

-Boa noite linda- ele disse e dormiu.

Eu fiquei furiosa com o Tom, mas não falei mais nada e decidi dormir também, “mas amanha ele vai se ver comigo” pensei.

No dia seguinte, acordei o vi que ele já tinha se levantado.

Troquei-me e fui ate a cozinha, quando cheguei lá, tive uma surpresa: a Simone estava lá, e o Tom estava escondendo algo nas costas.

-Bom -dia amor- ele falou.

--Bom-dia-eu disse e olhei para a Simone- o que você esta fazendo aqui?

-Vim pedir desculpas- ela disse- Eu nunca devia ter dito aquelas coisas.

Continuei olhando para ela.

-E eu concordo que você deva “quebrar algumas regras”- ela disse e sorriu.

Eu continuava não entendendo aonde ela queria chegar.

-E por isso eu resolvi te dar um presente- ela disse.

-Na verdade, de nos dois-disse o Tom me entregando um embrulho.

Quando abri, fiquei sem palavras: era o vestido que eu havia escolhido só que tinha uns brilhos dourados a mais.

-Surpresa-disse o Tom.

-Quer dizer que aquela ligação era por isso?-perguntei sem acreditar.

-Sim-ele disse- eu liguei para a minha mãe comprar o vestido, e o brilho dourado foi ideia do Bill.

Eu o abraçei e comecei a chorar de emoção.

-Obrigada Tom, você é o melhor marido que uma mulher poderia querer.

E com certeza com o meu vestido, eu ia abafar no meu casamento.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Milena Kaulitz
Ao extremo
Ao extremo


Número de Mensagens : 3499
Idade : 19
Localização : São Paulo
Data de inscrição : 26/05/2011

Minha ficha
Como conheceu o fórum?: Twitter

MensagemAssunto: Re: Uma Noite de Sonhos.(+16) Ultimos Capitulos.   Dom Out 28, 2012 10:20 am

Volteeeeeeei Very Happy

Nossa, a Annie é meio maluquinha kkkkk

Eu quero ver como vai ser esse casamento Shocked

Continua liebe Wink
Voltar ao Topo Ir em baixo
http://meninaskaulitz.blogspot.com/
Ana Carolina Telles
Mega Fã
Mega Fã


Número de Mensagens : 975
Idade : 20
Localização : Humanoid City
Data de inscrição : 20/09/2012

Minha ficha
Como conheceu o fórum?: Outro

MensagemAssunto: Re: Uma Noite de Sonhos.(+16) Ultimos Capitulos.   Ter Out 30, 2012 5:42 pm

Ok, me empolguei fazendo esse capítulo.

Enfim chegou o dia do casamento, eu estava nada menos que DIVINA em meu vestido, minha Best e minha prima iriam ser as madrinhas.

Meu vestido serviu perfeitamente, meu cabelo estava preso com um rabo de cavalo com cachos, eu estava muito bonita, uma deusa, eu outras palavras, estava me achando.

Até os gêmeos estavam em clima de festa, toda vez que eu fazia um desfile á pedido de minhas amigas, eles riam e davam gritinhos felizes.

-Viu? Até os meus filhos acham que estou divina-disse me achando.

-Eu ainda não acredito que você é mãe- disse Vanessa.

-Nem eu- eu disse- o Riley e o Renan são parecidos com o pai.

--Principalmente os olhos, são da mesma cor-disse minha prima Luciana.

-E vocês querem mais filhos?-perguntou Vanessa.

-O Tom eu não sei, mais eu não quero, os gêmeos apesar de bonzinhos, dão trabalho.

-Então não é melhor ele fazer... Você sabe... -disse Vanessa.

-Sei sim, mas isso não é uma decisão só minha, é dele também-eu disse.
-Então...

-Sim, Vani, eu ainda vou ter essa conversa com ele- eu disse- mas só depois da festa.

E assim fomos nós conversando até chegar à igreja.

O que mais me surpreendeu foi a musica do casamento: Era Cinema Bizarre, enquanto eu entrava me esforçava para não rir muito.

Quando o padre começou a fala aquela clássica frase, ”Tom você aceita a Annie como sua legítima esposa?”, ele interrompeu o pare e disse:

-Ora, mas é claro que eu aceito, afinal desde que eu a conheci, esse foi o meu sonho.

Então ele me beijou, o padre nem precisou completar com o final: eu e o Tom estávamos oficialmente casados, e enquanto nos beijávamos, fomos aplaudidos de pé.


A festa foi a melhor parte, e também a pior.

Todos os convidados nos parabenizaram, nos desejaram felicidades e perguntavam aonde seria a Lua-de-mel.

Então eu encontrei a Katy Perry e a Rhianna falando com o Tom.

-Sinceramente, não sei o que a Annie viu em você para aceitar esse casamento-disse Rhianna.

-O que você quer dizer com isso?-ele perguntou.

Katy riu.

-Fala sério, como uma mulher tão bonita como ela pode se casar com alguém como você?-ela disse em tom esnobe.

-Ora sua... –ele começou.

-O que está acontecendo?-perguntou o Bill, com o Georg e o Gustav com ele.

-Xi, o Hermafrodita chegou com o Mister Chapinha e o Urso Gordo-disse Rhianna.

-Ei- disse o Gustav claramente ofendido.

-Ho, ele ficou chateadinho-disse Katy e a Rhianna caiu na risada.

-Já chega!-disse o Tom e deu um tapa no rosto da Katy.

-Como ousa?-ela disse e voou em cima do Tom.

Os dois caíram o chão e começaram a se bater.

-Vai irmãozinho, mostra a essa vadia o que é bom pra tosse-disse o Bill.

-E você também cale a boca, seu travesti da esquina-Disse Rhianna, que empurrou o Bill com tanta força que ele caiu sentado.

Ele se levantou com tanta raiva que eu pensei que ele ia enforcar a Rhianna.

-Olhe aqui... –ele começou.

-Olhar o que o seu projeto de Bicha Loca?!-disse Rhianna- você pode estar diferente, mas ainda se se parece um traveco arrependido de tanto dar o cú por ai.

-Agora você morre sua puta-disse o Bill que partiu pra cima da Rhianna.

Era o caos: As roupas da Rhianna e da Katy estavam um bagaço, o Bill e o Tom estavam com os braços sangrando por causa das unhas afiadas delas.

-PAREM COM ISSO-gritei.

Eles pararam, a festa inteira olhava pra eles e para mim, esperando ver no que ia dar.

-Não era pra ser assim, eu queria uma noite incrível, uma festa do jeito que sempre sonhei, e vocês conseguiram transformar isto em um circo-eu disse e comecei a chorar.

O Tom se levantou, tentou tirar um pouco do pó das roupas, e me abraçou.

-Annie, me desculpe, por favor, me perdoe.

-Tom, o que aconteceu com seus braços?-perguntei, reparando que estava bem pior do que parecia.

-Foi à vaca da katy que fez isso-ele a fuzilou com os olhos.

-Tomi, me desculpe por convida-la, você me avisou, mas eu não ouvi- eu disse chorando.

Katy e Rhianna estavam chocadas com o que eu disse.

-Vem comigo-eu disse.

Eu o levei para o banheiro para tentar limpar os machucados dele.

-Espero que possa me perdoar- eu disse enquanto cuidava dos machucados do braço dele.

Tom apenas sorriu e disse:

-Não foi sua culpa, a Katy e a Rhianna adoram um barraco.

Foi ai que eu percebi que estávamos sozinhos ”hora de tocar naquele assunto” pensei.

-Tom, eu estive pensando...

-Annie, o Bill quer falar com você-disse Vanessa entrando com tudo no banheiro.

Silencio.

-Hã, interrompi alguma coisa?-ela perguntou.

-Vani, avise o Bill que já falo com ele- eu disse.

Ela saiu.

-Você dizia... - ele disse.

Não sabia como falar, mas tomei coragem e falei:

-Tom, eu estava pensando...

Ele esperou.

-... E se nós, agora que os gêmeos nasceram...

“Vamos lá, você consegue” pensei.

-... Fechássemos a fábrica?- eu disse.

Ele ficou um tempo em silencio, então perguntou:

-Perai, então você não quer mais filhos?

-Tom, não leve a mal, eu amo os nossos filhos, modéstia a parte, fizemos um bom trabalho- eu disse sorrindo- mas não eu não quero mais filhos.

-Por quê?-ele perguntou.

-Tom, por favor, entenda, eu aceitei a primeira gravidez por você, e porque eu não tive coragem de fazer o aborto-falei envergonhada.

-Mas aquela não foi planejada, agora podemos planeja direito como vai ser-disse o Tom tentando me convencer.

-Tom, você viu que eu sofri no parto, estou com trauma até agora, eu não quero sentir aquela dor horrível de novo.

Então coloquei a mão sobre o ombro dele.

-Não estou pedindo que tome uma decisão agora, só peço que pense com carinho no que eu disse-falei.

O Tom apenas suspirou.

-Mas se eu fizer isso, não vai atrapalhar... Você sabe... Meu desempenho?-ele disse.

Péssimo momento, mas eu tive que rir.

-Não acredito que você esta com medo disso- falei.

-Não é medo- Tom nunca admitiria que estava com medo, mas dava pra perceber que a voz dele estava tensa.

Eu me sentei na bancada da pia, estávamos na mesma altura, estávamos bem perto um do outro, ai eu comecei a enrolar as tranças dele em meus dedos e disse:

-Tom, isso não vai atrapalhar em nada o seu desempenho, se esse é o seu medo, agora se for dor, não se preocupe pelo que eu sei, a anestesia é local, ou seja, sem dor-eu disse tentando acalma-lo.

-Como você sabe? Você já viu?-perguntou ele com ciúmes.

-Não, eu tive aulas de sexo na escola bobinho- eu disse e o beijei.

-Com quem?-ele perguntou claramente enciumado.

-Ora, com meus amigos e colegas-eu disse achando graça no ciúme do Tom.

-Eu quero nomes e endereços, que historia é essa? Espero que eles não tenham feito nada com a minha princesa-ele disse.

Desta vez, eu ri mais alto.

-Qual a graça?-ele perguntou.

-Tom, foi só uma aula comum, que nem matemática e historia, nunca tive uma aula “na prática” se é o que esta pensando.

Ele parecia claramente envergonhado.

-Há, então era isso...

-Seu bobo, não precisa ficar com ciúme, ninguém nunca vai ser melhor que você-eu disse.

-Ninguém mesmo?-ele perguntou.

-Bem, talvez o Bill... –brinquei.

-Quê?!-ele disse.

-Nada- eu disse- então você vai pensar?

-Claro, se você diz que vai ser melhor assim... -ele disse.

-E você vai continuar incrível meu Sexgott-eu disse.

-É, mas para manter o meu titulo, preciso me exercitar, e há quanto tempo não fazemos isso mesmo?- disse o Tom.

-Há sei lá, mas podemos aproveitar que estamos sozinhos agora... - eu disse.
-Achei que você nunca iria sugerir isso-ele disse passando a mão em minha perna- você não sabe o quando me deixa excitado com esse vestido.

-E você não sabe o quanto fica gostoso todo formal assim-eu disse com meu melhor olhar pervertido.

-Então, vamos adiantar a melhor parte da nossa lua-de-mel- ele disse já ficando sem camisa.

E ele começou a me beijar e a passar a mão em meu corpo.

Estávamos tão concentrados em nós que nem ouvimos quando o Bill entrou no banheiro.

-Annie, que demora é essa afinal e... –ele parou e ficou nos olhando.

Eu abri meus olhos para ver o que estava acontecendo, e quando vi o Bill, parei de beijar o Tom.

-Annie, o que... – ai ele se tocou que o Bill havia entrado- há, oi Bill.

-Hã eu acho que interrompi o que vocês iam fazer-disse o Bill olhando para o Tom.
-O que você quer?-perguntou o Tom.

-Só falar com a Annie a sós-disse o Bill.

-Tudo bem-ele disse pondo a camisa- eu tenho que ir ver como os gêmeos estão.

E saiu do banheiro.

Vi-me sozinha no banheiro com o Bill. Era impressão minha ou ele passou o trinco na porta?

-Bem, o que você quer Bill?-perguntei.

Ele riu.

-O que eu quero?-ele disse se aproximando de mim.

-É, o que você quer?-perguntei meio insegura.

-Eu quero você só pra mim agora-ele disse.

E me beijou.

-Esta louco?-eu disse empurrando ele- eu sou casada agora.

-E daí?-ele disse- gosto do que é proibido, fica mais gostoso.

Ele tentou me beijar de novo, mas eu o empurrei.

-Vai embora, eu não quero seu pervertido.

-Quer sim-ele disse- sei que você ainda me deseja.

-Você se acha né?-perguntei sarcástica.

-Chega de conversa e me beije Annie, estou louco pra te dar- ele disse me agarrando.

Toquei-me que se não fizesse o que ele pedia, ia ser pior para mim.

Ele me beijava com desejo, eu não queria nada dele, mas eu estava com medo das atitudes dele.

Ele começo a abaixar meu vestido (que era modelo tomara-que-caia), e começou a beijar meus seios.

Eu ia me entregando a ele aos poucos, ele tirou a camisa e deixou-me desabotoar o seu sinto e abaixar suas calças.

Então ele começou a me penetrar, era incrível sentir a Billaconda em mim, eu muito secretamente sempre quis ter o Bill para mim que nem naquele momento.

Então ele finalmente se acalmou me deu um beijo e disse:

-Viu Annie? Não foi tão ruim assim.

Então finalmente caiu a minha ficha.

-Seu louco, você não devia ter feito isso comigo-gritei.

-Mas... –ele disse.

-Sem mais ok? Eu nunca vou te perdoar Bill, nunca.

Ajeitei o meu vestido e sai do banheiro.

Eu estava tão P* da vida que nem vi quando trombei em alguém, quando eu vi, eu quase dei um gritinho: era o Tom.

-Ei, esta tudo bem?-ele perguntou.

-Claro-menti.

-Mas afinal, o que o Bill queria com você?-ele perguntou.

Senti a minha pressão cair, não podia contar a ele o que tinha rolado no banheiro, e se ele quisesse o divorcio se soubesse? Ou se brigasse com o Bill a ponto de um dos dois sair da banda?

-Na verdade, eu... – comecei.

-Espera antes eu tenho uma surpresa para você-ele disse, e então tirou do bolso passagens de avião.

-Vamos passar nossa lua-de-mel no Brasil-ele disse sorrindo.

-Sério?-perguntei empolgada-quando?

-Daqui a dois dias-ele disse-vamos para Copacabana.

-Eu sempre quis ir para lá-eu disse.

-E vamos ficar em um lugar chamado Hotel Palace-ele disse.

-O mais chique do Rio- eu disse ai o abracei- Nossa Tom muito obrigada, você é o melhor marido do mundo.

-Tudo bem se os gêmeos forem?-ele perguntou.

-Nenhum problema até porque a Lucy vai conosco não é?

Lucy era a babá dos gêmeos, eles a adoravam, e foi difícil achar uma babá que me agradasse: Ela tinha que falar Inglês, Alemão, Português e Espanhol, tinha que saber cozinhar, ser jovem, e ser bonita, mas não muito para não chamar a atenção do Tom.

Lucy tinha 20 anos, era loira dos olhos verdes, sempre estava na moda, na minha opinião, ela era bonitinha.

-Claro que vai afinal alguém vai ter que olhar os gêmeos quando quisermos ficar sozinhos-ele disse.

-Mas Tom, tem certeza que é só por causa disso que ela vai conosco?-perguntei com um pouco de ciúmes.

-É depois sou eu que sou ciumento-ele disse rindo-Annie, quantas vezes que tenho que dizer que apesar de achar a Lucy bonitinha, eu tenho olhos só para você?

-Há você sabe que eu tenho ciúmes porque te amo- eu disse.

-Eu sei linda, só to te zuando-disse o Tom me abraçando.

A festa acabou uma três da manha, claro que teve a cena cômica em que Tom, Bill Georg, Gustav, Adam Lambert, Logan Lemart deram a louca e começaram a dançar “Sexy And I Know It”.

-Essa é pra você Annie-gritou o Tom.

Não sabia se batia nele ou se ria.

E as mulheres da festa surtaram quando eles tiraram a camisa.

-Ei um deles é meu, então abaixa a bola-Eu disse para um grupo de assanhadas.

Depois voltamos para casa, eu estava sonhando com um banho quente e a minha cama, mas queria ver os meus filhos, Simone os havia levado para casa mais cedo porque eles estavam começando a chorar de sono.

Eu fui direto para o quarto deles, Simone estava lá, cuidando deles.

-Obrigada por cuidar deles sogrinha- eu disse cochichando para não acorda-los.

-Foi um prazer-ela disse no mesmo tom de voz- mas acho melhor olhar o Riley.

-O que tem ele?-perguntei.

-Parece que ele esta com febre-ela disse.

-Esta bem, obrigada por avisar- eu disse.

-Agora eu vou embora, mas quero noticias do meu neto- ela disse.

-Ok, pode deixar- eu disse.

Então ela saiu do quarto.

Eu saio também, mas para procurar o Tom.

-Tom!- chamei do segundo andar.

-Aqui embaixo-ele respondeu.

Desci os degraus de dois em dois, até chegar à sala.

Ele estava vendo os presentes que havíamos ganhado de casamento.

-O que foi?-ele perguntou.

-Onde está o termômetro?-falei.

-Na cômoda do nosso quarto, mas pra que você o quer?-ele perguntou.

-Porque a Simone disse que o Riley estava com febre, e eu queria ter certeza-eu disse.

-Como ele pode estar com febre? De manha ele estava bem-ele disse preocupado.

-Tom calma, vai ver é só uma gripe, além disso, estava frio fora da festa, e os gêmeos ficaram lá brincando com a Lucy-eu disse.

Comecei a subir as escadas, ai o Tom disse:

-Espera, eu vou com você.

-Não precisa- eu disse.

-Eu também estou preocupado Annie-ele disse.

Pedi para que o Tom pegasse o Riley enquanto eu pegava o termômetro.

Entrei no quarto dos gêmeos, o Tom estava com o Riley no colo, que ainda dormia.

Coloquei o termômetro debaixo do bracinho dele, e esperei 10 minutos.

Depois retirei o termômetro e vi a temperatura: ele estava com 38 graus.

-Ele esta mesmo com febre-eu disse.

-Serio?-ele disse cada vez mais preocupado.

-Mas calma, é só dar um remedo que ele ira ficar bem de novo.

-Mas você sabe qual dar?- ele perguntou.

-Sim Tom, afinal não a primeira vez que ele fica doente-eu disse.

Depois de uma longa conversa com o Tom, ele decidiu que eu devia dar o remédio pro Riley.

O botei no berço de novo, fui tomar banho e me arrumava para dormir.

Tom estava sentado na cama, ele segurava as passagens de avião.

-Quer dizer que a nossa viagem babou?-ele disse.

-Claro que não Tomi, amanhã o Riley vai estar melhor- eu disse.

-Como você sabe?-ele disse.

-Porque as mães sabem destas coisas-eu disse.

Mas no fundo, eu também estava meio insegura sobre essa viagem.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Milena Kaulitz
Ao extremo
Ao extremo


Número de Mensagens : 3499
Idade : 19
Localização : São Paulo
Data de inscrição : 26/05/2011

Minha ficha
Como conheceu o fórum?: Twitter

MensagemAssunto: Re: Uma Noite de Sonhos.(+16) Ultimos Capitulos.   Qua Out 31, 2012 1:02 pm

OH my God Shocked

Bill, como você teve coragem de fazer uma coisa dessas com seu próprio irmão?!?!

bravo

Continua liebe, e rápido yaya
Voltar ao Topo Ir em baixo
http://meninaskaulitz.blogspot.com/
Joyce Kaulitz th
Fanática
Fanática


Número de Mensagens : 1624
Idade : 21
Localização : no quarto com o th
Data de inscrição : 11/11/2011

Minha ficha
Como conheceu o fórum?: Site TH BRASIL

MensagemAssunto: Re: Uma Noite de Sonhos.(+16) Ultimos Capitulos.   Qua Out 31, 2012 1:29 pm

Bill seu safadjenhhô :oO: será que ela está gostando do bill CONTINUA
Voltar ao Topo Ir em baixo
Bia...kaulitz

Fã


Número de Mensagens : 278
Idade : 16
Localização : Rio Claro,
Data de inscrição : 22/12/2010

Minha ficha
Como conheceu o fórum?: Buscador

MensagemAssunto: Re: Uma Noite de Sonhos.(+16) Ultimos Capitulos.   Qua Out 31, 2012 9:00 pm

KKKKKKkKkk imaginei a cena kkkk Rihanna vs Bill,Katy vs Tom. kkkkkkkkkkk. Oh espero que tudo der certo com os gemeos.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Joyce Kaulitz th
Fanática
Fanática


Número de Mensagens : 1624
Idade : 21
Localização : no quarto com o th
Data de inscrição : 11/11/2011

Minha ficha
Como conheceu o fórum?: Site TH BRASIL

MensagemAssunto: Re: Uma Noite de Sonhos.(+16) Ultimos Capitulos.   Qua Out 31, 2012 9:18 pm

continua Very Happy
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ana Carolina Telles
Mega Fã
Mega Fã


Número de Mensagens : 975
Idade : 20
Localização : Humanoid City
Data de inscrição : 20/09/2012

Minha ficha
Como conheceu o fórum?: Outro

MensagemAssunto: Re: Uma Noite de Sonhos.(+16) Ultimos Capitulos.   Sex Nov 02, 2012 1:47 pm

Como eu havia dito, dois dias depois, Riley já estava melhor.

-Viu Tom?- falei- eu disse que ele iria ficar melhor.

-Esta bem, eu admito você estava certa-ele disse debochado.

Estávamos arrumando as malas para a nossa viagem, quando o Bill me chamou:

-Annie, posso falar com você um minuto?-ele disse.

-Esta bem- falei saindo do quarto e fui para o corredor.

-O que você quer?-falei fria.

-Aqui não é um bom lugar para conversar- ele disse-vem comigo.

O segui até seu quarto, esperando ver na que ia dar.

Entrei e vi: o quarto estava com um perfume gostoso... E em cima da cama dele eram rosas?

-Há não, se você esta pensando em... -comecei.

-Annie espera- ele pegou uma rosa e me deu- eu quero lhe pedir desculpas pelo que rolou na festa, eu sei que não posso por a culpa na bebida, mas mesmo assim por favor me perdoe.

Ele parecia arrependido de verdade, então falei:

-Ok Bill, eu te perdoo, mas não faça isso de novo.

-Eu prometo- ele disse me abraçando, meu coração ficou acelerado.

Depois que nos acertamos, voltei para terminar de arrumar minhas malas.

Depois de tudo pronto, fomos para o Aeroporto Internacional de Los Angeles, fizemos check-in, e depois de esperar (muito) finalmente embarcamos.

-Estou tão ansiosa-disse Lucy segurando o Renan que estava meio agitado- é a minha primeira viagem de avião.

-Com o tempo, você se acostuma-disse o Tom segurando o Riley.

Eu estava quieta, pensando em umas coisas, mais principalmente em uma sensação estranha que eu estava tendo em relação ao Bill, sobre o que rolou na festa, o fato de eu estar tendo sonhos eróticos com ele...

“Não” eu pensava “Você não ama o Bill, está certo que você já sentiu algo por ele, mas isso é passado, agora você esta com o Tom, você só deseja o Bill”.

-Annie?-chamou o Tom, me tirando de meus pensamentos- esta tudo bem?

-Claro-eu disse distraída- Só estou pensando em umas coisas.

-Annie, desde a festa você esta meio esquisita- ele reparou- o que esta acontecendo? Você sabe que pode se abrir comigo.

-Eu sei Tomi, mas eu não quero falar sobre isso agora-eu disse.

-É algo com o Bill não é?-ele perguntou.

Fiz que sim com a cabeça, ele realmente me conhecia.

-E ele fez algo que te machucou?-ele disse.

-Não sei se machucar é a palavra certa- eu disse- Tom, por favor, eu disse que não queria falar sobre isso agora.

-Tudo bem Annie-ele disse me abraçando- eu só quero que você saiba que eu estou aqui se precisar.

-Eu sei meu amor, e eu agradeço por isso-eu disse e o beijei.

Notei que o Riley já estava dormindo no colo do Tom, e que a Lucy e o Renan também dormiam.

Decidi fazer o mesmo: coloquei meus fones de ouvido, escolhi minha playlist favorita, ajeitei-me junto ao Tom e dormi instantaneamente.


-Annie acorde, já pousamos-disse o Tom me cutucando.

Eu ainda estava meio tonta de sono, mas vi que as pessoas já estavam saindo do avião.

Saímos, pegamos um taxi e fomos para o Copacabana Palace.

Quando vi a entrada, fiquei pasma: apesar de ser uma construção dos anos 20, era muito lindo, eu sabia que muitos famosos haviam se hospedado lá, então eu me sentia uma princesa só de olhar para um lugar tão chique como aquele.

Fiquei na recepção junto com a Lucy e os gêmeos, enquanto o Tom fazia o check-in.
Lucy notou que eu estava distraída de novo:

-Annie, o que foi? Porque você esta assim?

Eu já contei que além de babá dos gêmeos, ela era uma das minhas melhore amigas?

-Tem uma coisa me incomodando, só isso-eu disse.

-O que foi? Pode me contar, prometo não dizer pra ninguém-ela disse pegando o Renan antes que ele derrubasse um vaso de cristal.

Contei a ela o que tinha rolado entre eu e o Bill, e o que estava sentido com tudo aquilo.

-Acho que o Bill foi um idiota por ter feito aquilo-ela disse.

-Só que eu também fui, porque deixei- eu disse.

-Mas ele te obrigou- ela disse.

-Eu sei-falei – só não comente nada com o Tom ok?

-Você ainda não falou com ele?-ela parecia surpresa.

-Ainda não, mas vou falar- eu disse.

-Por falar nisso, ele esta vindo aí-ela disse.

-Pronto, agora podemos ir aos nossos quartos-ele disse mostrando as chaves-vamos ficar na cobertura.

-sério? Perguntei não acreditando.

-Sério-ele disse sorrindo e pegou o Riley - vamos logo, estou cansado da viagem.

-Só você? Eu estou exausta-disse Lucy pegando o Renan no colo.

A suíte era o lugar o lugar mais lindo que eu já tinha visto, mas o que me chamou a atenção de verdade foi à vista incrível que tínhamos.

-Está vista é maravilhosa-disse Lucy.

-Me apaixonei por esse quarto- eu disse me jogando na cama.

-O banheiro também é legal-disse o Tom verificando a banheira enorme.

-E o sinal de internet daqui é incrível- disse Lucy verificando o celular.

Enquanto eu era dominada pelo conforto da cama, eu notei: os gêmeos não tinham aonde dormir.

-Tom, onde os gêmeos vão dormir?-perguntei.

-Eles vão ficar junto com a Lucy para termos mais... Privacidade-ele disse.

-Há, entendi-falei, não queria ficar longe deles, mas também queria um tempo só com o Tom.

E onde eu vou ficar-perguntou Lucy.

-Em uma suíte igual a nossa aqui do lado-disse o Tom dando uma chave para ela.

-Legal-ela disse e foi ver a suíte.

-Ficou um silencio no quarto, a não ser pela brisa que entrava pela varanda.

-E então?-disse o Tom- o que quer fazer primeiro?

-Não sei, há tanta coisa legal aqui- falei observando a escrivaninha linda que havia no quarto.

Os gêmeos estavam se divertindo tentando arrancar os pelos de um dos tapetes que estavam no chão.

-Acho melhor manter os gêmeos longe destes tapetes raros-eu disse pegando o Renan e o colocando na cama.

-É melhor, não estou a fim de pagar mais ainda neste hotel-disse o Tom pegando o Riley.

-Tom, posso te falar uma coisa?-eu disse.

O clima entre nós estava meio frio, e eu sabia o porquê.

-O que foi Annie? Tem algo te incomodando?-ele disse sentando ao meu lado na cama.

-Sim Tom- eu disse meio nervosa, não sabia qual ia ser a reação dele quando ouvisse o que eu tinha a dizer- é sobre o que rolou na festa, bem eu e o Bill...

-Este lugar é incrível-disse Lucy entrando com tudo no quarto.

Ela notou o silencio repentino.

-Interrompi alguma coisa?-ela perguntou.

-Não muito-eu disse.

-Bem, eu vi no horário que já está na hora do Almoço, então eu ia avisa-los-ela disse meio constrangida.

-Tudo bem, podemos ter nossa conversa depois do Almoço-disse o Tom.

Acontece que não tivemos tempo, havia tantas coisas legais para fazer, eu amei a piscina Olímpica do hotel, o Spa e o salão de beleza, eu praticamente ficava todos os minutos do dia nesses lugares, e a noite o Tom queria “aproveitar ao máximo” nossos momentos a sós, seja na cama ou no banho.

No terceiro dia, fomo à praia e eu viu que estava acontecendo um jogo de vôlei.

-Legal, eu adoro vôlei-falei animada pra jogar.

-Ei, podemos jogar?-disse Lucy.

-Claro, podem vir-disse um loirinho de olhos azuis.

Devia ter umas 20 pessoas, então dividiram dez para cada lado, eu e Lucy ficamos na mesma equipe, o Tom ficou no time adversário, os gêmeos estavam com uma amiga nova que eu havia feito no hotel.

Ficamos jogando por uns quinze minutos, então eu comecei a me sentir estranha, meio tonta.

-Annie, esta tudo bem?-Lucy perguntou preocupada.

-Tudo-eu disse tentando controlar a ânsia de vomito.

Depois de mais dez minutos de jogo, eu estava me sentindo péssima.

-Annie, você não esta bem-disse Lucy.

-Não, eu estou bem-eu disse.

-Não esta- ela disse preocupada.

Eu ia discutir, mas me senti fraca e desmaiei, a única coisa que eu me lembro foi de ouvir a Lucy gritando o meu nome.


Acordei em um hospital, não sabia como havia ido para lá, então notei que o Tom estava lá, e parecia ter chorado.

-Annie, você acordou, graças a Deus, pensei que tinha te perdido-ele disse me abraçando.

-O que aconteceu?-perguntei.

-Você desmaiou do nada, então lhe trouxemos ao hospital mais próximo-ele disse- você nos deixou preocupados meu amor.

-E os gêmeos? Onde estão-perguntei.

-Estão no hotel com a Lucy-Ele disse.

Então um médico entrou no quarto.

-Senhorita Annie, fizemos uns exames, parece que sua pressão caiu por isso você desmaiou.

-Mas porque a pressão dela caiu?-perguntou o Tom.

-Ao que tudo indica, a senhorita esta grávida-disse o médico.

Não sei quem ficou mais chocado: Eu ou o Tom.

-Mas como? Eu me lembro de ter usado preservativo-disse o Tom não acreditando.
Eu então comecei a chorar.

-Annie, o que ouve?-disse o Tom.

-Tom, eu tenho que lhe contar uma coisa- eu disse.

E comecei a contar o que tinha rolado entre eu e o Bill no dia da festa.

-Então foi por isso àquela demora-disse o Tom furioso.

-Tom, por favor, não brigue comigo-eu disse com medo.

-Não estou bravo com você Annie, estou é com o Bill-ele disse-como ele pode fazer isso comigo? Meu próprio irmão me traindo assim.

-E eu tenho certeza de que esse filho é dele- eu disse infeliz.

-Eu vou matar o Bill quando voltarmos para casa- ele disse.

-Tom, por favor, não tome nenhuma decisão agora-eu disse.

Ele ficou em silêncio por um tempo, então disse:

-Vou criar essa criança como se fosse meu filho, afinal, sei que o Bill não vai querer assumir.

-Tem certeza?-eu perguntei.

-Absoluta-ele disse -Mas Annie, porque você não me contou isso antes? Nunca tivemos segredos antes - ele parecia magoado.

-Eu fiquei com medo de você brigar comigo, ou pedir o divorcio- eu disse triste.

Ele pareceu chocado com o que eu falei então ele me abraçou e disse:

-Annie, eu nunca iria ficar bravo com você, ao contrario, vou ficar sempre ao seu lado, nunca irei te abandonar, mesmo depois disso.

Sorri, o Tom era realmente um fofo.

-Mas e ai? Você acha que vai ser menino ou menina?-ele disse mudando de assunto.

-Hum, deixe-me pensar- eu disse fechando os olhos e fazendo de conta que estava vendo o futuro em uma bola de cristal, fazendo o Tom cair na risada- meu sexto sentido muito louco diz que... Vão ser duas meninas.

-Sério?-ele parecia muito feliz- eu sempre quis ter uma menina.

-Só uma?- perguntei sarcástica.

-Mas eu me contento com duas-ele disse rindo.

Achei graça e também ri.

-Quais vão ser os nomes delas?-ele perguntou.

-Que tal Hazel e Jeniffer?-perguntei.

-Eu adorei-ele disse e me beijou.

Eu estava melhor agora, o Tom pareceu aceitar o fato de eu estar grávida do irmão dele, ele ia até criar as meninas como se fossem filhas dele.

Mas eu sabia que o Bill não ia ficar feliz quando soubesse dos nossos planos.
Voltar ao Topo Ir em baixo
FerOKaulitz
Iniciante


Número de Mensagens : 22
Idade : 17
Localização : quarto do Tom Kaulitz (mas na verdade eu moro em Francisco Beltrão-PR)
Data de inscrição : 11/09/2012

Minha ficha
Como conheceu o fórum?: Amigos

MensagemAssunto: Re: Uma Noite de Sonhos.(+16) Ultimos Capitulos.   Sab Nov 03, 2012 11:21 am

CONTINUA LOGO LIEBE
Voltar ao Topo Ir em baixo
Joyce Kaulitz th
Fanática
Fanática


Número de Mensagens : 1624
Idade : 21
Localização : no quarto com o th
Data de inscrição : 11/11/2011

Minha ficha
Como conheceu o fórum?: Site TH BRASIL

MensagemAssunto: Re: Uma Noite de Sonhos.(+16) Ultimos Capitulos.   Sab Nov 03, 2012 11:40 am

não Demais esse capitulo Shocked continua
Voltar ao Topo Ir em baixo
Conteúdo patrocinado




MensagemAssunto: Re: Uma Noite de Sonhos.(+16) Ultimos Capitulos.   Hoje à(s) 9:09 am

Voltar ao Topo Ir em baixo
 
Uma Noite de Sonhos.(+16) Ultimos Capitulos.
Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo 
Página 1 de 3Ir à página : 1, 2, 3  Seguinte
 Tópicos similares
-
» Uma Noite de Sonhos.(+16) Ultimos Capitulos.
» Diários de um vampiro,Onde tudo pode Acontecer! (Ultimo Capitulo Postado!!!)
» The Lady Vamp.- ultimos capitulos.
» Conte seus sonhos com o Michael Jackson
» eu vou dormir agora tenham uma boa noite...

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
TH BRASIL OFICIAL - Fórum :: Fan Stuff :: FanFics-
Ir para: