Fórum Oficial do Tokio Hotel no Brasil - TH BRASIL OFICIAL FÓRUM
 
InícioPortalRegistrar-seConectar-seIr para o site@THBRASILOFICIALFacebook

Compartilhe | 
 

 FF +18 Luz do Desejo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo 
Ir à página : Anterior  1, 2, 3 ... , 11, 12, 13  Seguinte

Você acha que o Bill deve morrer?
Sim
33%
 33% [ 3 ]
Não
67%
 67% [ 6 ]
Total dos votos : 9
 

AutorMensagem
PKaulitz
Big Fã
Big Fã
avatar

Número de Mensagens : 419
Idade : 24
Localização : Paraná
Data de inscrição : 02/08/2011

Minha ficha
Como conheceu o fórum?: Site TH BRASIL

MensagemAssunto: Re: FF +18 Luz do Desejo   Qua Jul 10, 2013 2:40 am


Mas... Mas.... Que putaria é essa, até me assustei...

Não... sei... nem... o... que... falar...

Como assim O BRAÇO?? Tom curte um fisting, é??? Cof, cof...

PS: Que sucessão de milagres é essa de você postando assim tão rapidamente??!!! Shocked  
PS2: Não vou ficar comemorando porque alegria de pobre dura pouco.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Milena Kaulitz
Ao extremo
Ao extremo
avatar

Número de Mensagens : 3496
Idade : 21
Localização : São Paulo
Data de inscrição : 26/05/2011

Minha ficha
Como conheceu o fórum?: Twitter

MensagemAssunto: Re: FF +18 Luz do Desejo   Qua Jul 10, 2013 11:28 am

PKaulitz escreveu:

Mas... Mas.... Que putaria é essa, até me assustei...

Não... sei... nem... o... que... falar...

Como assim O BRAÇO?? Tom curte um fisting, é??? Cof, cof...

PS: Que sucessão de milagres é essa de você postando assim tão rapidamente??!!! Shocked  
PS2: Não vou ficar comemorando porque alegria de pobre dura pouco.

Caraca mano!! O braço?!?! O braço!?!?!

Continua Liebe Wink
Voltar ao Topo Ir em baixo
http://meninaskaulitz.blogspot.com/
Adriana R.
Big Fã
Big Fã
avatar

Número de Mensagens : 406
Idade : 23
Localização : São Paulo
Data de inscrição : 29/07/2012

Minha ficha
Como conheceu o fórum?: Buscador

MensagemAssunto: Re: FF +18 Luz do Desejo   Qua Jul 10, 2013 3:30 pm

NARRADO POR: BETH

Chapter 63: Revenge is the bittersweet feeling


Recebi uma ligação estranha. Essa não é a melhor maneira de se começar a contar algo, eu sei, mas eu tive que começar assim. Hoje mais cedo, às oito da manhã precisamente, recebi uma ligação de alguém me ameaçando. Dizia que eu estava em sua mira, que nada poderia lhe parar, ainda mais depois do que Georg fez no predísidio. Sabe, não era a voz do Bill, eu conheço a voz dele. Era uma voz estranha, não dava para saber direito se era homem ou mulher, parecia que eram duas pessoas ao mesmo tempo. Congelei, e ainda estou congelada por dentro, o medo me possui de tal forma que não consigo tirá-lo de mim. Georg está trabalhando e tudo o que quero é ele em casa. São três da tarde e ele só chega daqui a três horas. O que farei até lá? E se eu morrer? E se... Ah, não vai acontecer caralho nenhum comigo! Ou será que vai?

Duas horas depois eu ainda estava encolhida no chão do quarto. Sim, esqueci de citar isso. Já nem sentia mais o gelo do chão. Pensava no que fazer após aquela ligação estranha. Será que era trote?

Quinze minutos depois, o telefone tocou.

- Alô? - atendi.
- Boa tarde, moça. Sou eu, aquele seu pesadelo de mais cedo. Vim para lhe avisar que, em breve, terás uma visita. Não será hoje, nem amanhã. Você saberá quando chegarmos. Avise o seu namorado, rezem pelas suas vidas. Rezem para ficarem vivos.

Endureci e deixei o telefone cair. Ele se espatifou. Comecei a chorar desesperadamente, a gritar e chamar por Georg. Faltava alguns minutos para ele chegar, minutos que pareciam uma eternidade. Quando ouvi a porta abrir, saí voando do quarto e me joguei em cima de Georg.

- O que houve?! - ele me perguntou assustado.
- Por favor, vamos embora daqui! - eu chorava, gritava e falava.
- Se acalma, o que foi?!

Ele bateu a porta, me sentou no sofá, agachou-e em minha frente e começou.

- Vamos, me conta.
- Hoje me ligaram duas vezes, a primeira era uma voz dizendo que sabia do que você tinha feito no presídio, que eu estava em sua mira, você também. Depois, agora há pouco, me ligou de novo dizendo que me fará uma visita, que era para eu te avisar porque não teremos chances de saírmos vivos! - chorei e abracei ele.
- Mas, mas, mas, você reconheceu a voz?! Era o Bill?!
- Não, não era ele!
- Calma, nós daremos um jeito nisso.
- Não! Não daremos! O que faremos?!
- Calma, calma! - ele gritava e acabou se levantando. Passa a mão pelos cabelos - Vamos até a delegacia!
- Fazer o que?! Eles não acreditarão em nós! E outra, vai contar que foi no presídio outro dia para tentar matar o Bill e aí estão te ameaçando por causa disso, tem certeza? Acha mesmo que eles irão nos ajudar com isso, depois que você contar essa maldita história?! - comecei a gritar e me levantei.

Pareceu que ele tinha percebido que aquilo só pioraria as coisas. Sentou-se no chão e abaixou a cabeça.

- Não sei o que faremos, não sei, não sei! - ele gritava.
- E se formos embora?? - sugeri.
- Para onde?! - ele me olhou.
- Aonde você iria em uma situação desse tipo?
- Não sei! Alemanha!
- Então vamos para lá!

Ele se levantou, me olhou e disse:

- Isso não dará certo, amor.
- Dará sim! Vamos amanhã bem cedo, eu tenho dinheiro.
- Não teremos onde ficar. Não delira! - ele gritava com as mãos em meu rosto. Aqueles olhos verdes profundos fitavam minha alma.
- Vai sim! Confia em mim! Ou prefere ficar aqui esperando a morte?
- Tem certeza?
- Absoluta. Você tem passaporte? Porque eu tenho.
- Tenho, tenho sim. Está na minha gaveta.
- Ótimo, arrume suas malas e as traga para cá.

No outro dia, comprei as passagens para Leipzig pela internet bem cedo. Por sorte, eu havia encontrado um voo para aquele dia mesmo. Pesquisei no google um hostel barato, que não lotava e era desconhecido e achei. Já sabia o endereço completo. Tirei quase todo o dinheiro de minha poupança.

Quando voltei para casa, Georg já estava arrumado.

- Arranjou tudo? - ele me perguntou.
- Sim, nosso voo sai hoje às cinco da tarde. Temos tempo ainda para arrumarmos tudo. Já sei onde ficaremos, só precisamos arrumar as malas direito.
- E se descobrirem que estamos indo viajar e forem atrás de nós? - ele perguntou, com medo.
- Não descobrirão, estamos indo mais rápido do que eles.

Cinco da tarde estávamos saindo de casa voando. Tudo estava pronto, passagens guardadas, malas feitas e passaportes arrumados. Entramos no carro e fomos.

A caminho do aeroporto, eu me sentia segura. Nada poderia me atingir. Pensei isso até o telefone tocar.

- Olá, gatinha. Acha mesmo que irá fugir de mim? Estou atrás de vocês, e não tentem me achar, meu carro está bem longe.

Um tiro atravessou a janela da frente do carro e deixei o celular cair. Georg acelerou e pegou um atalho no meio de um estrada de barro. Correu o mais rápido que pode. Outro tiro acertou a roda do carro. Estávamos a menos de meio metro do aeroporto. Saímos do carro, deixando-o alí mesmo e corremos sem olhar para atrás. Entramos no meio da fila das passagens e nos misturamos. Tentávamos achar alguém que parecesse um bandido. Finalmente chegou a nossa vez de das as passagens! Colocamos as malas na esteira, passamos pelo detector de metais e fomos embora. Percebi que havia deixado o meu celular no carro, mas não tinha mais volta. Entramos no avião e, então, o celular de Georg tocou. Era uma mensagem.

Próxima parada: Alemanha.
Encontro vocês lá, filhos da puta.

PS.: Beth, vou foder você inteirinha como vingança.


Desmaiei e só acordei na metade da viagem.
Voltar ao Topo Ir em baixo
FantasyTrue
Big Fã
Big Fã
avatar

Número de Mensagens : 348
Idade : 23
Localização : Porto, Portugal
Data de inscrição : 04/07/2012

Minha ficha
Como conheceu o fórum?: Site TH BRASIL

MensagemAssunto: Re: FF +18 Luz do Desejo   Qua Jul 10, 2013 3:39 pm

Shocked Mas....

Como assim?!


:@@:  estou perdida em tudo isto.
Voltar ao Topo Ir em baixo
https://twitter.com/FsFantasytrue
Ana Carolina Telles
Mega Fã
Mega Fã
avatar

Número de Mensagens : 975
Idade : 21
Localização : Humanoid City
Data de inscrição : 20/09/2012

Minha ficha
Como conheceu o fórum?: Outro

MensagemAssunto: Re: FF +18 Luz do Desejo   Qua Jul 10, 2013 4:31 pm

Hum... Suspeito de uma pessoa, nao vou dizer quem pois nao tenho provas, mas sei que o Adam esta metido nisso
Voltar ao Topo Ir em baixo
PKaulitz
Big Fã
Big Fã
avatar

Número de Mensagens : 419
Idade : 24
Localização : Paraná
Data de inscrição : 02/08/2011

Minha ficha
Como conheceu o fórum?: Site TH BRASIL

MensagemAssunto: Re: FF +18 Luz do Desejo   Qua Jul 10, 2013 5:21 pm


É TRETA, TRETA, TRETA!!!!!

COMO ASSIM, MANOLA???! Como assim uma reviravolta dessas...

Vai dizer que tem dedo do Lambreta nessa treta, né? É a única coisa mais plausível nisso tudo.

¬¬2 

Cadê mais, cadê, cadê, cadê???!! yaya

PS: É pra glorificar de pé essa chuva de capítulos novos.

Voltar ao Topo Ir em baixo
Adriana R.
Big Fã
Big Fã
avatar

Número de Mensagens : 406
Idade : 23
Localização : São Paulo
Data de inscrição : 29/07/2012

Minha ficha
Como conheceu o fórum?: Buscador

MensagemAssunto: Re: FF +18 Luz do Desejo   Qui Jul 11, 2013 10:26 pm

NARRADO POR: BETH

Chapter 64: You can't hide yourself from fear


Alemanha era para ser um destino novo e amável, onde recomeçaríamos a nossa vida sem ninguém nos perseguindo. Mas não foi bem isso que aconteceu. Eu e Georg, ao chegarmos em Leipzig, procurávamos desesperadamente pelo tal hostel que falei. Por sorte, havia um quarto de casal vago. Entramos nele e pedimos à recepcionista que nos avisasse de imediato caso alguém procurasse por nós. E, aliás, descobri que Georg fala alemão fluente. Por sorte.

Desfizemos as malas e fechamos as janelas. Abaixamos as cortinas e ligamos a televisão pequena que tinha ali. Ficamos assistindo a câmera da frente, tínhamos acesso a ela.

- Isso não é vida, não é vida! - gritei num surto de desespero.
- Calma, nós sairemos dessa! - ele me abraçou.

O celular tocou. Outra sms.

"Hallo!", como dizem os alemães. Belo país, não?
Confesso, vocês foram mais espertos do que nós, mas somos rápidos.

Não se escondam, raposas. O caçador está chegando.


Georg leu aquilo em voz alta e comecei a gritar. Ele tentava me acalmar, mas não conseguia, eu só pensava naquela situação: nós morrendo na mão de sabe-lá-quem. Ou seriam eles?

Mais tarde, após acordarmos de uma soneca, a recepcionista ligou desesperada.

- Hilf mir! Komm mal hier!

Fiquei pálida, eu não entendia nada! Tentei entender o resto, mas não foi preciso muito, pois acabei deixando Georg desesperado e logo em seguida, ouvimos um grito. Descemos correndo as escadas, mas não fomos muito longe. Dois caras de capuz nos barraram e colocaram armas em nossos peitos. Olhei pelo ombro de um e vi sangue escorrer. A recepcionista estava morta. Quando voltei aos assassinos, eles estavam rindo numa gargalhada fatal.

- Encontramos nossos coelhos! - falou aquele que me ameaçava - E, olhe só, ela é gostosa. - ele passou a arma em minha virilha e percebi que atrás daquele capuz ele esboçava um sorriso maléfico.
- Tira as mãos dela! - Georg gritou.
- Shhh! Quer morrer, palhaço?! Bom, vocês irão morrer, mas não tão depressa. - disse aquele que ameaçava Georg, soltando uma gargalhada.
- Vamos! - fui arrastada pelo braço escadaria abaixo. A rua estava vazia, era mais do que tarde, e não estávamos no Brasil. A essa hora, todos estavam dormindo, principalmente aqui, em Leipzig. Isso foi o que pude perceber.

Fui levada ao porão do hostel e em seguida veio Georg. Fomos jogados no chão e logo amarrados e amordaçados. Eles puxaram duas cadeiras e se sentaram em nossa frente. Tiraram os capuzes. O que me ameaçava era bonito, assim como o outro. Porque eram ruins assim? Filhos da puta!

- Vamos brincar um pouco. - o que me ameaçava puxou uma mochila de suas costas, que eu não havia percebido, e de dentro dela tirou um pedaço de arame enrolado em um pedaço de madeira - Essa brincadeira se chama: Sua Vida Em Jogo. Isto aqui - ele falou e bateu com aquela coisa no chão - pode acelerar ou salvar a vida de vocês, dependerá daquilo que responderem.

O outro tirou, também, uma mochila das costas e, de dentro dela, retirou uma faca e disse:

- Comecemos.
- Pois bem, nossos apelidos são os seguintes: Eu sou Petralha, prazer, e este meu amigo é o Careca.

Petralha pegou o arame emaranhado e sentou em minha frente.

- Minha querida... me diga, me conte sua relação com Bill em poucas palavras. - ele tirou a mordaça de minha boca.
- Nos conhecemos, namoramos, ele me traiu, larguei ele, ele me estuprou, foi preso.
- Que menina esperta! Não vai apanhar. Agora outra: você tem tesão por ele, ainda?
- Não, tenho nojo e raiva.
- Você é muito natural nas respostas, mas isso me irrita, e não quero te bater. Quero... outra coisa.

Gelei, estremeci e arregalei os olhos.

- Sabe fazer boquete?

Gelei, estremeci e quase desmaiei.

- Vamos, responde!

Eu não queria fazer aquilo, não queria, não queria! Olhei para Georg e pude ver o quanto ele suplicava para que eu achasse outra saída, o quanto ele queria me salvar.

- Me chupe, vadia, e me faça gozar. Se me fizer gozar, podemos negociar o tempo de vida de vocês.

Ele tirou a calça e ficou com aquele pinto duro bem na minha frente. Comecei a chorar e o amigo dele a rir. Petralha, assim que gemi de choro, enfiou seu pênis em minha boca.

- Chupa, gostosa!

Fiz aquilo com ódio e nojo, ódio e muito nojo! Como eu queria sumir, como eu queria morrer! E Georg vendo aquilo!

Quando terminei, ou melhor, quando ele gozou na minha boca e me fez engolir, ele se sentou na cadeira e eu abaixei a cabeça. Comecei a chorar desesperadamente.

- Foi ótimo, ótimo! Agora precisamos acelerar essa morte, desculpem-nos. Careca, sua vez.

Este se sentou na frente de Georg e lhe tirou a mordaça.

- Shhh! Primeiro, responda me: Porque bateu em Bill?
- Pela honra de Beth!

Ele levou um tapa na cara com aquela faca que lhe cortou o rosto.

- Idiota! Responda direito! Seja sincero!
- Por que tive raiva, orgulho ferido e quis matá-lo!
- Agora estamos indo bem. E porque resolveu isso do nada? Responda direito.
- Não resolvi do nada, eu já queria isso antes, só tive coragem num momento repentino que nem eu sei explicar.
- Muito bom, muito bom.
- Para quê tudo isso, me matem logo! - gritava Georg.
- Não, não... isso faz parte do jogo dele. Ele quer que torturemos vocês, que vocês vejam um ao outro sofrer e fazer o papel mais ridículo de todos para que, assim, tenham uma morte cruel e dolorosa. - disse Petralha.

Levantei a cabeça e olhei pela pequena janela, já amanhecia e eles não haviam percebido. Fiquei quieta, alguém haveria de ver aquela garota morta.

De repente, o telefone de um deles tocou. Foi o de Petralha.

- Fala chefe! O que? Como assim?! Desistir, não! Faltam alguns minutos!

Ele jogou o telefone no chão e deu um berro.

- Vamos embora, Careca, deu tudo errado! Parece que o Adam se fodeu lá no presídio e teve que abortar a morte deles!

Adam? Quem era esse?!

- Agora?! - reclamou o Careca.
- Não, amanhã! Vamos logo!
- E eles?
- Foda-se, vamos!

Eles saíram correndo e nos deixaram ali, amarrados.

Alguém nos acharia, afinal?
Voltar ao Topo Ir em baixo
FantasyTrue
Big Fã
Big Fã
avatar

Número de Mensagens : 348
Idade : 23
Localização : Porto, Portugal
Data de inscrição : 04/07/2012

Minha ficha
Como conheceu o fórum?: Site TH BRASIL

MensagemAssunto: Re: FF +18 Luz do Desejo   Qui Jul 11, 2013 10:35 pm

:oO: ok....apenas prossiga...





silent sem palavras
Voltar ao Topo Ir em baixo
https://twitter.com/FsFantasytrue
PKaulitz
Big Fã
Big Fã
avatar

Número de Mensagens : 419
Idade : 24
Localização : Paraná
Data de inscrição : 02/08/2011

Minha ficha
Como conheceu o fórum?: Site TH BRASIL

MensagemAssunto: Re: FF +18 Luz do Desejo   Qui Jul 11, 2013 11:02 pm


VIUUUUUUUUUU SÓÓÓÓÓÓÓÓÓÓÓÓÓÓÓÓÓÓÓ!!!!!!

Sabia que tinha dedo do Lambreta nessa furada toda. Estava querendo defender aquele magrelo perna de saracura do Bileco!!!

bravo 

Por causa do Georg, quase foram pro beleléu!! ~não sabe controlar os mamilos~

*OO* 

Cadê mais, cadê, cadê, cadê???!! yaya 

PS: Amém, capítulo diário. bounce 
Voltar ao Topo Ir em baixo
Milena Kaulitz
Ao extremo
Ao extremo
avatar

Número de Mensagens : 3496
Idade : 21
Localização : São Paulo
Data de inscrição : 26/05/2011

Minha ficha
Como conheceu o fórum?: Twitter

MensagemAssunto: Re: FF +18 Luz do Desejo   Sex Jul 12, 2013 8:36 pm

PKaulitz escreveu:

VIUUUUUUUUUU SÓÓÓÓÓÓÓÓÓÓÓÓÓÓÓÓÓÓÓ!!!!!!

Sabia que tinha dedo do Lambreta nessa furada toda. Estava querendo defender aquele magrelo perna de saracura do Bileco!!!

bravo 

Por causa do Georg, quase foram pro beleléu!! ~não sabe controlar os mamilos~

*OO* 

Cadê mais, cadê, cadê, cadê???!! yaya 

PS: Amém, capítulo diário. bounce 

ADAM SEU FILHO DUMA PUTA, DESGRAÇADO!!!

ALÉM DO SEU NAMORADINHO TER ESTRUPADO A COITADA DA BETH AGORA MANDA SEUS CAPANGAS SUJOS FAZEREM ISSO!!! ARGH, FIQUEI REVOLTADA!!!!!!!!!!!!

Continua Liebe Wink
Voltar ao Topo Ir em baixo
http://meninaskaulitz.blogspot.com/
Steph MADA
Mega Fã
Mega Fã
avatar

Número de Mensagens : 758
Idade : 18
Localização : Lins.SP
Data de inscrição : 19/12/2012

Minha ficha
Como conheceu o fórum?: Buscador

MensagemAssunto: Re: FF +18 Luz do Desejo   Qua Jul 17, 2013 4:19 pm

Se ferraram!
Muito boom!
Deu treta, treta ,TRETA!
Adam merece a morte, sem ter comido o Bill.
Merece morrer junto com o Bill!
Continue essa bagaça!
Voltar ao Topo Ir em baixo
Adriana R.
Big Fã
Big Fã
avatar

Número de Mensagens : 406
Idade : 23
Localização : São Paulo
Data de inscrição : 29/07/2012

Minha ficha
Como conheceu o fórum?: Buscador

MensagemAssunto: Re: FF +18 Luz do Desejo   Dom Jul 21, 2013 1:43 am

NARRADO POR: BILL

Chapter 65: The other side


Minhas manhãs no presídio costumam ser ótimas. A primeira coisa que vejo é o rosto de Adam, adormecido em um sono profundo e sempre sorrindo. Ele deve ter sonhos lindos, assim como ele é.

Nessa manhã em especial eu não o vi quando acordei. Sua cama estava vazia e arrumada, parecia que ele nem havia dormido. Mas eu o vi indo dormir! Ele pode ter acordado muito cedo, ou fingiu que tinha ido dormir... Será? Já não basta o que descobri dele outro dia, e agora ele sumia desse jeito, o que me deixa só mais desconfiado de cada passo que ele dá. Bom, como eu não podia ficar ali fitando a cama eternamente, levantei-me e fui tomar café no nosso cantinho especial. Calcei os chinelos velhos, olhei no espelho - coisa horrorosa que eu sou após acordar -, arrumei o cabelo e desci. Como sempre, já estava tudo ali, prontinho esperando por mim e Adam. Ele também não havia tomado café, pois sua bandeja estava intocada, e as bolachas estavam todas ali - ele sempre come as bolachas primeiro. Tomei o meu café inquieto, mexia a perna o tempo todo, não conseguia me concentrar em um pensamento só. Acabei derrubando todo o café na minha blusa, tupo culpa do nervoso que me deixou distraído. Comecei, em uma tentativa frustrada, a limpar a blusa com um pano molhado que encontrei no chão, mas não deu. Larguei o café ali e subi correndo para trocar. Todos estavam no pátio a essa hora, eu era o único ali em cima, a não ser pelos guardas carrancudos e as moças da limpeza. Passei do corredor que dava para a escada do nosso refeitório particular para um à direita que dava atrás da minha cela. Virei e ouvi alguém no telefone:

- Aborta a missão, aborta! Deu tudo errado aqui no presídio, esses vagabundos vão ter que viver, mas eles me pagam!

Era a voz de Adam, e eu não sabia do que ele estava falando. Voltei correndo para o corredor que dava para o refeitório e desci para lá. Fiquei sentado na mesa fingindo que estava comendo, ele teria que descer, afinal, o Adam não dispensa o café da manhã.
Meia hora depois, ele desceu todo feliz, com um sorriso no rosto que eu já não sabia se era real ou falso. Deu-me um selinho e se sentou em sua cadeira.

- Como passou a noite, amor? - ele me perguntou.
- Teria sido melhor se você estivesse lá quando acordei. Afinal, aonde foi? - perguntei olhando fixamente para ele, que comia de cabeça baixa.
- Tive que acordar cedo para ir falar com o filho do diretor.
- Falar o que? - eu continuava a encará-lo.
- Falar que.... - ele pigarreou - ele queria me dizer que o pai desiste do dinheiro.
- Sério? E porque não me contou nada?
- Porque eu não queria te preocupar. Está duvidando de mim?
- Você é esperto. - mordi um pedaço do pão e olhei para ele.
- Como ousa? Depois de tudo o que te expliquei!
- É normal que eu fique assim, não se preocupe nem fique nervoso, já que você não tem nada a esconder de mim. - cruzei os braço e encostei na cadeira, ficando ereto.
- É... - ele olhou para os lados - não tenho mesmo. Desculpe.
- Tudo bem, tudo bem. Bom, vou tomar banho.
- Mas está cedo ainda. - ele me olhou com cara de dúvida - Não está?
- É que sujei essa blusa de café e estou me sentindo sujo, amanhã fazemos nosso banho juntos.
- Não quer que eu vá junto?
- Mas você acabou de se sentar para tomar café, fique aí.

Subi as escadas sem olhar para trás, peguei roupa limpa na cela e fui para o banho.

Mais tarde, enquanto tomava um pouco de sol no pátio, percebi que o Adam estava inquieto ao meu lado. Ele olhava o tempo todo para aquele celular escondido no bolso de sua calça enorme e larga, como se esperasse algum sinal de vida - ou morte - de alguém.

- Está preocupado com algo? - perguntei.
- Não, não, porque? - ele me perguntou em voz eufórica.
- Por nada.

Virei a cabeça para o céu e fechei os olhos, fingindo que aproveitava o momento.

- Bill... o que você faria se descobrisse que alguém que você ama fez algo terrível?

Abaixei a cabeça e olhei para ele. Estava com os olhos fixos em mim, aparentavam amargura.

- Depende do que essa pessoa fez.
- Bom...
- Fala logo, Adam, o que você fez?
- Eu? Não, eu não fiz nada, é que descobri que minha irmã tentou matar a minha mãe... - ele abaixou a cabeça em sinal de tristeza.
- Que triste, amor.
- É.
- E ela conseguiu?
- Não, se teve que abortar a missão antes.

"Abortar missão".

- Porque?
- Deu tudo errado.

Outra frase da ligação de hoje cedo.

- Que bom, ou sua mãe estaria morta. Mas, afinal, porque nunca me contou que tinha uma irmã?
- Não é algo que eu goste de me lembrar, não nos damos muito bem.
- Entendi. Vamos subir.
- Vamos.

Subimos para a cela, já era hora. Nos trancaram, como sempre, mas nós tínhamos as chaves. Adam mal entrou e se jogou na cama. Sentei na minha e encostei na parede, encolhendo as pernas até que conseguisse apoiar a minha cabeça nelas.

- Preciso ir ao banheiro, já volto. - ele se levantou num pulo e foi.

Fiquei observando sua cama por alguns segundos, até que avistei o celular. Ele não percebeu que tinha deixado cair quando se levantou. Fui devagar até a cama dele e peguei o celular. Fui direto nas mensagens.

"Chefe, estamos indo pegá-los. Vamos acabar com aqueles dois, mas antes, vou abusar da garota"

"Chefe, chegamos na Alemanha, a putinha e o namorado estão aqui perto"


Li essas duas mensagens e fechei o celular. No mesmo instante, ele entrou na cela.

- O-O que você... - ele gaguejava.
- Quem você mandou matar? - eu apertava o celular com toda a força que eu tinha.
- Eu posso explicar, eu só quis te proteger...
- O que?! - levantei da cama e fui até a porta da cela. Joguei o celular no chão.
- Eu...
- Fala!
- A sua ex... o namorado dela... mandei matá-los.
- Você o quê?!

Enlouqueci, dei um tapa na cara dele que o fez cair no chão.

- Mas eu desisti, eu desisti!

Dei um chute na barriga dele.

- Para! Para! - ele gritava - Eu posso explicar.
- Então explica. - murmurei entre lágrimas e muito soluço e raiva.

Ele se levantou, sentou na cama e começou:

- Depois daquele dia que você apanhou do cara lá, eu fiquei com uma sede de vingança, quis te proteger deles! Então, mandei meus capangas persegui-los e matá-los. Eu os mandei na sua cidade e dei os nomes deles, já que você os tinha me dito uma vez. Acharam-nos e descreveram-me a garota do jeito que você havia me dito que ela era. Mandei que perseguissem os dois aonde quer que fossem e o matassem custe o que custar. Fiz tudo isso por telefone.
- E porque desistiu?! Eu bem que estranhei seu telefone hoje de manhã!
- Você ouviu?
- Sim, só estava esperando que me confessasse a merda que fez sem que eu tivesse que descobrir sozinho!
- Eu desisti porque me ouviram no telefone com os caras e ameaçaram te matar. Foi o filho do diretor, aquele desgraçado. Fui obrigado a desistir, mas fiz tudo por amor! Amor!
- Mandou matá-los sendo que eu nem te pedi nada, com que direito você se mete dessa maneira?!
- Eu... Eu...

Soltei um grito e saí da cela pisando duro e chorando. Como ele pôde? Ouvi ele chorando e apertei o passo para não ter que ouvir mais. Desci as escadarias, virei para todos os lados que via e não sabia para onde estava indo. No fim, me meti em uma sala escura e por ali fiquei, encolhido e pensando.

Como ele pôde?!
Voltar ao Topo Ir em baixo
PKaulitz
Big Fã
Big Fã
avatar

Número de Mensagens : 419
Idade : 24
Localização : Paraná
Data de inscrição : 02/08/2011

Minha ficha
Como conheceu o fórum?: Site TH BRASIL

MensagemAssunto: Re: FF +18 Luz do Desejo   Dom Jul 21, 2013 2:11 am

:oO: 

Mas esse Adam é um filho de uma quenga mentiroso!!!! Bill e ele se merecem mesmo. Caras de pau!!!

bravo 

UUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUH, pisando no Lambreta!!!!!!

Mas sinceramente, que povo mais vingativo. O Georg se sentiu doído foi lá dar um pescotapa no Bill, e o Adam de revenge manda matar o casal 20 (nada drástico).

haha haha haha 

Se bem que deu até que um pouco de peninha do Bill... ~coração mole pelo magrelo, apesar da putice dele ~

Não sei, não, vai acontecer alguma coisa com esse palito... cha 

Drikinha, coração de estrelinha, poste mais capítulos, sim...
:anjo: 
Voltar ao Topo Ir em baixo
Steph MADA
Mega Fã
Mega Fã
avatar

Número de Mensagens : 758
Idade : 18
Localização : Lins.SP
Data de inscrição : 19/12/2012

Minha ficha
Como conheceu o fórum?: Buscador

MensagemAssunto: Re: FF +18 Luz do Desejo   Dom Jul 21, 2013 11:55 am

Mas, esse Lambreta é um fela da pu...
Aqui estou eu como prometi. I love you Não consegui dormir de ansiedade Sleep 
Esse Lambert merece morrer junto com o palito do Bill.lixa 

Espero que o Georguito e a Beth fiquem bem.

Continua, Dona Adriana cha 
Voltar ao Topo Ir em baixo
Milena Kaulitz
Ao extremo
Ao extremo
avatar

Número de Mensagens : 3496
Idade : 21
Localização : São Paulo
Data de inscrição : 26/05/2011

Minha ficha
Como conheceu o fórum?: Twitter

MensagemAssunto: Re: FF +18 Luz do Desejo   Dom Jul 21, 2013 8:02 pm

Isso só vai gerar mais conflitos -_-'

Continua Liebe Very Happy
Voltar ao Topo Ir em baixo
http://meninaskaulitz.blogspot.com/
Vicky.

Fã
avatar

Número de Mensagens : 66
Idade : 20
Localização : Humanoid City
Data de inscrição : 04/03/2013

MensagemAssunto: Re: FF +18 Luz do Desejo   Ter Jul 23, 2013 1:55 am

Leitora nova aquii!
Nossa mas eu to com muito ódio desse Bill, e desse Adam diabo do meu ódio, ô barro preguento sô, e que vingança idiota, o cara so bateu no Bill e ele ja mandou mata-los, o magrelo que é o errado da historia,
Mundo injusto,
Eh povo q gosta de fzr o negocio hein, eca o Tom ja deixou de ser o homem perfeito bebado desse jeito, to adorando sua fic, continua linda e por favor não demora, n me deixe ter um ataque de ansiedade aqui.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Adriana R.
Big Fã
Big Fã
avatar

Número de Mensagens : 406
Idade : 23
Localização : São Paulo
Data de inscrição : 29/07/2012

Minha ficha
Como conheceu o fórum?: Buscador

MensagemAssunto: Re: FF +18 Luz do Desejo   Ter Jul 23, 2013 11:47 pm

NARRADO POR: KIM

Chapter 66: Decisions, decisions...


Nunca senti tanto nojo do Tom na minha vida. Mesmo após aquela transa, eu sentia nojo dele, nojo por ele ter feito aquilo comigo bêbado, por ter feito-me aceitar aquilo, ele tinha o poder de me persuadir a qualquer coisa, qualquer coisa mesmo. E ele sabia como usar esse "dom", me convencia a tomar as decisões corretas, mas dessa vez... ele me convenceu a uma coisa que eu morria de nojo, que era transar com um bêbado.

No dia seguinte, acordei e fui direto para o banho. Lavei minha vagina intensamente, sentia nojo daquilo, de tudo!
Quando saí do banho, ele me esperava no sofá de cabeça baixa. Sentei-me ao lado dele, e já estranhava o Tim não ter chorado ainda.

- Olha, me perdoe pela noite passada, eu estava bêbado, estava dopado, não quis fazer aquilo, eu me lembro de tudo... - ele abaixou a cabeça e começou a passar a mão peça nuca. Eu não sabia o que dizer. Fiquei encarando-o na tentativa de achar uma resposta para ele, mas tudo o que eu queria dizer é que estava com nojo dele. - Não vai me dizer nada? - ele perguntou.
- Não sei o que falo.
- Diga o que está sentindo, diga tudo.
- Estou com nojo de você. - não hesitei.

Ele levantou o rosto e uma lágrima escorreu por seu rosto. Ele se arrependia, eu podia ver aquilo.

- Pelo amor de Deus, não me diga isso, a última coisa que quero, é que sinta nojo de mim!

Comecei a chorar, eu o amava muito, não queria sentir isso, por mais que aquele sentimento me dominasse, outro me dizia que era irracional sentir aquilo, deveríamos fazer as pazes, mas não era tão simples assim, não conseguiria perdoá-lo do nada, demoraria um pouco.

- Diz que me perdoa, diz! - ele agarrou as minhas pernas com toda força e começou a beijar os meus pés. Eu não queria afastá-lo dali, queria ele junto de mim, mas ao mesmo tempo eu sentia repulsa.

Tim começou a chorar e, por um milagre, a mãe dele não acordou. Fui buscá-lo, deixando Tom estirado no chão chorando. Cuidei de Tim e trouxe-o para a sala. Coloquei-o no berço e fui para a cozinha. Peguei algo para comer e Tom veio atrás de mim. Me virou subitamente e ficou cara a cara comigo. Sentia seu hálito na minha boca, sua respiração ofegante, e comecei a ficar com o coração acelerado.

- Sente isso? - ele colocou minha mão em seu coração.
- Sinto.

Ele sorriu e me beijou.

- Sentiu isso?

Fiquei tonta com o beijo, mas respondi.

- Sim.

Então, ele me abraçou e sussurrou em meu ouvido:

- Me perdoa, eu juro que não faço mais, eu te amo. Foi uma burrada, eu bebi, fiquei com raiva, fiz merda atrás de merda ontem, mas estou arrependido e estou disposto a reparar os meus erros. Por favor.

Não respondi, fiquei muda por alguns segundos. Respirei fundo.

- Eu te perdoo, mas não faça isso novamente, por favor. Eu não sei se serei capaz de te perdoar novamente, portanto, cuidado.

Ele me soltou e abriu um sorriso enorme. Segurou o meu rosto perto do dele, deixando nossos narizes colados, e me beijou intensamente.

- Obrigado, meu amor, obrigado!

Enquanto me beijava, ouvi passo e o empurrei para ver quem era. Fui até a sala e vi sua mãe descendo, tinha o rosto inchado de tanto chorar e um lenço na mão. O pijama estava molhado de suor, os cabelos pareciam um ninho de ratos.

- Mutter... - murmurou Tom atrás de mim.
- Ich bin gut, Tom, ich bin gut... - ela respondeu com a voz fanha e falha.

Ela se sentou no sofá e colocou o lenço no nariz. Tom saiu detrás de mim e foi até a mãe, ajoelhou-se em na frente dela e colocou suas mãos sobre as dela.
- Was müssen wir machen? - ele perguntou para a mãe.
- Ich fliege zu Hause, ich muss, ich kann hier nicht mehr bleiben...
- Aber...´
- Nein, Tom, ich muss gehen.

Ele se levantou e veio até mim.

- O que houve? - perguntei enquanto acariciava o seu rosto triste.
- Ela quer ir para casa... Sem mim.
- Mas e seu pai?
- Ele já deve estar em outro país, se eu o conheço bem. Não irá voltar pela minha mãe.
- E agora?
- Não quero deixá-la ir sozinha.
- Você vai junto? - perguntei já sentindo o coração acelerar.
- Não posso deixar você e o Tim aqui sozinhos, não posso deixar minha mãe ir sozinha... Não sei o que faço.

Ele parou para pensar e me abraçou. Apertei-o contra o peito para que se sentisse confortável. A mãe dele continuava no sofá fitando a parede branca, enquanto Tim brincava no bercinho.
De repente, Tom se soltou de mim e abru um sorriso enorme.

- Tive uma ideia! E se você fosse comigo para a Alemanha? Nosso problema ficaria resolvido, afinal, eu teria vocês todos comigo, no meu país, poderíamos começar uma vida nova, na minha casa, com a minha mãe!
- Mas e seu pai? E tudo o que tenho aqui? E meus pais?
- Daremos um jeito em tudo isso, agora o que me diz de irmos?
- Eu... - gaguejei, não podia decidir isso do dia para a noite.
- Preciso pensar, amor.
- Façamos assim, até o final de semana, ou antes, se quiser, você me dá a resposta, tudo bem?
- Ok...

Ele me abraçou e eu fiquei apática. E agora? O que faço?
Voltar ao Topo Ir em baixo
Steph MADA
Mega Fã
Mega Fã
avatar

Número de Mensagens : 758
Idade : 18
Localização : Lins.SP
Data de inscrição : 19/12/2012

Minha ficha
Como conheceu o fórum?: Buscador

MensagemAssunto: Re: FF +18 Luz do Desejo   Qua Jul 24, 2013 12:02 am

Vai garota!
Vai. E o ajude a voar.
bua1 
Não faça isso Drika, não coloque dialogo em alemão. To com preguiça. Aqui tá frio...eu to digitando!

Continua!
Voltar ao Topo Ir em baixo
PKaulitz
Big Fã
Big Fã
avatar

Número de Mensagens : 419
Idade : 24
Localização : Paraná
Data de inscrição : 02/08/2011

Minha ficha
Como conheceu o fórum?: Site TH BRASIL

MensagemAssunto: Re: FF +18 Luz do Desejo   Qua Jul 24, 2013 1:45 am

Antes de tudo: ENTENDI O QUE TOM FALOU COM A MÃE SEM TRANSLATE!!!!! niver

Cof, cof.

Enfim... cha 

Eu não achei que a Kim ia ficar tão emputecida assim com o Tomelo, porque ela estava bem que curtindo a coisa toda COM A MÃO!!! ~Tom approves fisting =)~  

Não adianta jogar a culpa no pobre taradinho por ser uma gostosura manipuladora... Se bem que... Não sei... 

¬¬2 

Eles ficaram de buenas e é o importante. ~MAS ELE USOU A MÃO NA COISA TODA (ainda em choque)~

Acho que eles deveriam mesmo ir pra Alemanha e começar uma vida nova. ~E a velha (Sisi) nem corre risco de ter outra etapa de chifres~

VÃO, VÃO SEUS MELOSOS!!  :anjo: 

Esperando pelo próximo, Dricota!! yaya 

PS: ELE-USOU-A-MÃO...A-MÃO-NA... silent 
Voltar ao Topo Ir em baixo
Milena Kaulitz
Ao extremo
Ao extremo
avatar

Número de Mensagens : 3496
Idade : 21
Localização : São Paulo
Data de inscrição : 26/05/2011

Minha ficha
Como conheceu o fórum?: Twitter

MensagemAssunto: Re: FF +18 Luz do Desejo   Qua Jul 24, 2013 1:23 pm

PKaulitz escreveu:
Eu não achei que a Kim ia ficar tão emputecida assim com o Tomelo, porque ela estava bem que curtindo a coisa toda COM A MÃO!!! ~Tom approves fisting =)~  

[...]

Eles ficaram de buenas e é o importante. ~MAS ELE USOU A MÃO NA COISA TODA (ainda em choque)~

[...] 

PS: ELE-USOU-A-MÃO...A-MÃO-NA... silent 

Hahaha também ainda estou chocada com isso O_o kkkkk

Vão logo pô, vai ser melhor para todos Smile

Continua Liebe Wink
Voltar ao Topo Ir em baixo
http://meninaskaulitz.blogspot.com/
Vicky.

Fã
avatar

Número de Mensagens : 66
Idade : 20
Localização : Humanoid City
Data de inscrição : 04/03/2013

MensagemAssunto: Re: FF +18 Luz do Desejo   Qui Jul 25, 2013 7:30 pm

Eu hein, não entendi essa menina, na hora ela ta la gostando do negocio, tanto é que não para de fazer e agora ta com raiva dele? Vai entender neh, se bem que homem bebado ninguem merece eca.
Ai coitada pelo jeito vai morar com a sogra, menina isso é terrivel.
Mas continua linda.
Voltar ao Topo Ir em baixo
FantasyTrue
Big Fã
Big Fã
avatar

Número de Mensagens : 348
Idade : 23
Localização : Porto, Portugal
Data de inscrição : 04/07/2012

Minha ficha
Como conheceu o fórum?: Site TH BRASIL

MensagemAssunto: Re: FF +18 Luz do Desejo   Sab Jul 27, 2013 1:12 pm

"Stou chocada em choque"

E O GORDON DEU NA SOLA E TOM NÃO PROCURA SANGUE?VINGANÇA?


E AGORA? E A G O R A ?


Voltar ao Topo Ir em baixo
https://twitter.com/FsFantasytrue
Adriana R.
Big Fã
Big Fã
avatar

Número de Mensagens : 406
Idade : 23
Localização : São Paulo
Data de inscrição : 29/07/2012

Minha ficha
Como conheceu o fórum?: Buscador

MensagemAssunto: Re: FF +18 Luz do Desejo   Dom Jul 28, 2013 8:50 pm

NARRADO POR: BETH


Chapter 67: I.L.U.


Após o ocorrido, eu e Georg só pensávamos em como nos reergueríamos após tudo aquilo. Começar tudo de novo, afinal, não tínhamos mais coragem de voltar para o Brasil tínhamos medo do que nos esperava quando pisássemos no nosso país... Não queríamos ter que deixar tudo lá, mas era o único jeito. Agora o que nos restava era encontrar um caminho. Estávamos ali, em um hotel que a polícia nos colocou, pois fomos até ela depois que aqueles homens foram embora. Pediram para que ficássemos ali até que tudo se resolvesse, nos pagariam a estadia com tudo incluso, e nesse meio tempo, eu e Georg decidimos procurar algum emprego, algo para fazer por ali mesmo para nos mantermos futuramente. Eu iria ao banco, ele era internacional, e tiraria todo o dinheiro da minha conta, eu tinha muita grana. Planejávamos morar na Alemanha definitivamente, mas antes tínhamos que ver se daria certo.

Numa manhã de domingo, Georg me acordou com uma bandeja de café da manhã. nela tinha suco de  laranja, café, pão, queijo, tudo para que eu escolhesse o que queria. Ele estava curvado do meu lado, com o cabelo molhado penteado para trás, o sol entrava pela janela e batia em seu rosto, fazendo seus olhos brilharem num verde intenso. Esboçava um sorriso branco e aberto, um sorriso sincero, aquele que eu tanto amava. Sentei-me na cama, endireitei-me com um travesseiro nas costas e comecei a comer. Ele se sentou aos pés da cama e ficou me observando, agora com um sorriso de canto.

- Psiu. - ele me chamou enquanto eu comia.

Olhei discretamente e não consegui segurar o riso.

- Bom dia, amor. - ele mexeu no cabelo e chegou mais perto de mim, dessa vez pegou um pedaço de pão e passou um pouco de nuttela. Levou até minha boca, obrigando-me a dar uma mordida e em seguida deu outra. Colocou o pedaço de pão na bandeja e se inclinou para me beijar. Tocou os meus lábios levemente e depois tornou a pegar o pão com nuttela. Comeu ele todo e pegou outro. Depois, tomou um pouco do suco de laranja enquanto eu tomava café. Quando terminamos, ele levou a bandeja para a cozinha - aquele hotel era muito chique, tinha uma cozinha e tudo mais nos quartos - e voltou para a cama, sentou-se ao meu lado e ficou alisando o meu braço.

- Amor, você está bem? - ele me perguntou num tom de voz bem suave.
- Não muito... - abaixei a cabeça - ainda penso naquilo que aquele imundo me obrigou a fazer...
- Você não pode ficar assim - ele levantou o meu rosto com o dedo -, temos que nos reerguer, correr atrás de algo... Não fique triste, sei que é difícil, mas pelo menos não aconteceu o pior, pense nisso. Também estou muito mal, mas... Não posso ficar assim senão irei cair, e se eu cair, levo você junto automaticamente e não é isso que eu quero.

Levantei o rosto e o encarei.

- Acha que é fácil para mim simplesmente esquecer e seguir em frente? -perguntei rispidamente.
- Não é, eu sei, mas você não pode ficar assim. É pior para você.
- Sei que se preocupa comigo, mas não será fácil voltar a ficar completamente bem. Prometo correr atrás de tudo com você, mas não prometo ficar bem. Não completamente.

Ele ficou me olhando e eu fingi que não via sua cara de decepção, seria pior para mim ver aquele rosto triste. Ele puxou o meu rosto e me obrigou a encará-lo.

- Não fique assim, eu te entendo. Só quero te ver bem. - ele falou no tom mais doce que sua voz conseguia alcançar.

Sorri e o abracei.

- Obrigada por ser tão compreensivo. Eu te amo.

Uma lágrima escorreu pelo meu rosto. Afastei-o para limpá-la de meu rosto e pude ver que também chorava.

- Nós vamos superar isso juntos. - ele segurou as minhas mãos e pude sentir que ficaríamos juntos para sempre.

No dia seguinte, segunda, eu e ele fomos atrás de saber como poderíamos ficar residindo na Alemanha sem problemas. Passamos o dia no consulado para descobrir que tínhamos que ou trabalhar lá, ou ir à estudo ou nos casarmos com algum nativo. Seria mais difícil do que imaginávamos. Georg era ascendente de alemães, falamos isso para a moça, e ela disse que teria que provar que era ascendente e, assim, tiraria um passaporte europeu e poderia permanecer por lá. Já no meu caso... a coisa era mais complicada. Eu não era ascendente de alemães, nem porra nenhuma assim. Saímos do consulado desolados.

- E se falarmos com a polícia sobre o nosso caso? Não podemos voltar ao Brasil, corremos risco de vida, poderíamos pedir abrigo para o governo alemão. - ele falou.
- Melhor tentarmos, não temos outro jeito, mesmo.
- Mas faremos isso amanhã, já está anoitecendo e tudo o que eu quero agora é ir para o hotel e ficar com você.

Ele me abraçou e fomos para o hotel, passamos a noite inteira juntos, conversando, transando e depois dormimos.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Steph MADA
Mega Fã
Mega Fã
avatar

Número de Mensagens : 758
Idade : 18
Localização : Lins.SP
Data de inscrição : 19/12/2012

Minha ficha
Como conheceu o fórum?: Buscador

MensagemAssunto: Re: FF +18 Luz do Desejo   Dom Jul 28, 2013 9:22 pm

safado2 


SAFADJENHOS!

Tadinhos. Não estou muito boa para escrever hoje, então.
Continua!
Voltar ao Topo Ir em baixo
Milena Kaulitz
Ao extremo
Ao extremo
avatar

Número de Mensagens : 3496
Idade : 21
Localização : São Paulo
Data de inscrição : 26/05/2011

Minha ficha
Como conheceu o fórum?: Twitter

MensagemAssunto: Re: FF +18 Luz do Desejo   Seg Jul 29, 2013 10:44 am

A coisa tá tensa pro lado deles..

Tadinha da Beth (eu acho que toda hora eu falo "tadinha" mas beleza, movin' on)..

Eu acho que as tretas estão perto do fim ~ou não~ o_O

Sei lá, fiquei inculcada com isso..

Continua Liebe Wink
Voltar ao Topo Ir em baixo
http://meninaskaulitz.blogspot.com/
Conteúdo patrocinado




MensagemAssunto: Re: FF +18 Luz do Desejo   

Voltar ao Topo Ir em baixo
 
FF +18 Luz do Desejo
Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo 
Página 12 de 13Ir à página : Anterior  1, 2, 3 ... , 11, 12, 13  Seguinte
 Tópicos similares
-
» [Kaulitzcest] O Doce Desejo (+18)
» CAMERAMAN METALICO DOENTE
» FF +18 Luz do Desejo
» Todos Assistem 2.3 Traidos Pelo Desejo (1992)
» Obseção, sete vidas e um unico desejo! ( A seita Final )

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
TH BRASIL OFICIAL - Fórum :: Fan Stuff :: FanFics-
Ir para: