Fórum Oficial do Tokio Hotel no Brasil - TH BRASIL OFICIAL FÓRUM
 
InícioPortalRegistrar-seLoginIr para o site@THBRASILOFICIALFacebook

Compartilhe | 
 

 Os vizinhos vieram de longe...

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo 
AutorMensagem
hiza
Mega Fã
Mega Fã


Número de Mensagens : 652
Idade : 19
Localização : ...
Data de inscrição : 04/01/2010

Minha ficha
Como conheceu o fórum?: Site TH BRASIL

MensagemAssunto: Os vizinhos vieram de longe...   Ter Nov 06, 2012 4:58 pm

Fic: Os vizinhos vieram de longe...
Autora: Haíza
N de capítulos: Indeterminado
Gênero: Terror, Suspense, Romance e Drama


Sinopse: Eleonora e Camila são duas jovens irmãs brasileiras que são obrigadas a se adaptar em outro país, com a mãe e o padrasto, no começo parecia ser muito ruim, mas a vila era muito boa, as pessoas eram muito felizes e compreensivas, eram perfeitas!
Tudo parece desmoronar após a gravidez indesejada de Camila muito nova para ser mãe, porque não pode haver um erro na vila perfeita, o pai da criança desaparece e ninguém parece se lembrar dele, O que esta acontecendo? Eleonora teme por sua irmã...
O quanto à perfeição pode ser macabra? Descubra agora em Os vizinhos vieram de longe...

Posto?


Última edição por hiza em Qua Nov 07, 2012 10:49 am, editado 1 vez(es)
Voltar ao Topo Ir em baixo
http://...
Ana Carolina Telles
Mega Fã
Mega Fã


Número de Mensagens : 975
Idade : 20
Localização : Humanoid City
Data de inscrição : 20/09/2012

Minha ficha
Como conheceu o fórum?: Outro

MensagemAssunto: Re: Os vizinhos vieram de longe...   Ter Nov 06, 2012 5:35 pm

Adoro um suspense Very Happy continua Liebe.

PS: amei a foto, onde você pegou?
Voltar ao Topo Ir em baixo
Milena Kaulitz
Ao extremo
Ao extremo


Número de Mensagens : 3499
Idade : 19
Localização : São Paulo
Data de inscrição : 26/05/2011

Minha ficha
Como conheceu o fórum?: Twitter

MensagemAssunto: Re: Os vizinhos vieram de longe...   Qua Nov 07, 2012 12:00 pm

Posta.
Voltar ao Topo Ir em baixo
http://meninaskaulitz.blogspot.com/
Joyce Kaulitz th
Fanática
Fanática


Número de Mensagens : 1624
Idade : 21
Localização : no quarto com o th
Data de inscrição : 11/11/2011

Minha ficha
Como conheceu o fórum?: Site TH BRASIL

MensagemAssunto: Re: Os vizinhos vieram de longe...   Qui Nov 08, 2012 8:35 pm

poste logo o 1 capitulo eu quero ler !
Voltar ao Topo Ir em baixo
hiza
Mega Fã
Mega Fã


Número de Mensagens : 652
Idade : 19
Localização : ...
Data de inscrição : 04/01/2010

Minha ficha
Como conheceu o fórum?: Site TH BRASIL

MensagemAssunto: Re: Os vizinhos vieram de longe...   Sex Nov 09, 2012 10:19 pm

Olá, sejam bem vindas, bom como estou sem meu computador e está tarde, este capitulo vai ficar sem foto, mesmo assim espero que gostem!
A foto de capa eu consegui pegando do facebook do YU ex guitarrista do Cinema Bizarre!
PS: Fiquei a vontade para criticar, dizer o que precisa melhorar e etc...

__________________________________________________________________
Capitulo 1: Infelicidade no conformismo
Haviam se passado 2 semanas desde que meu mundo mudara, 2 semanas desde quando fora forçada a abandonar a minha faculdade, meus amigos, meus sonhos... E me mudar para uma vila afastada de tudo chamada In Dem Fall der Nacht (No caso da Noite) na parte mais horrível da Alemanha, eu ainda nem sequer havia ousado sair de “casa”.
Meu padrasto canadense, David, tinha aceitado a oferta de emprego neste fim de mundo que nos custara a vida maravilhosa que tínhamos no Brasil, eu estaria menos aborrecida se ele e minha mãe, Heloíse, estivessem mais infelizes que eu, mas pelo contrário pareciam nunca ter sido mais felizes, minha mãe de tal forma que parecia a vida com o papai até a morte dele, parecerem apenas sorrisos em meio a amargura, e isso me enfurecia, eu estava coberta de ódio por ela tê-lo trancado na memória mais sombria, entregando nossa felicidade por David, nada poderia ser tão cruel.
David já adorava trabalhar ali, minha mãe adorava bancar a dona de casa, apesar de ter brigado diversas vezes com meu pai por causa de sua independência financeira, e nunca havia sobrado tanto dinheiro, o que nada interessava já que não tínhamos onde gastar a não ser que eu ganhasse um carro para poder dirigir a cidade mais próxima!
Eu ainda estava bancando a compreensiva, quando Camila desceu as escadas pela primeira vez em 3 dias que passara trancada no quarto:
- Eles já saíram? -Perguntou, notei que ela estava arruma usando Jens, camiseta e salto alto.
- Sim... – Respondi com interesse.
- Ótimo! Vamos sair então, tem um barzinho local, que dizem que é muito bom! – Ela sorriu do modo que fazia quando a aprontava.
O que com toda certeza havia feito, como saberia do barzinho se ficou sem sair de casa? E ainda ficou 3 dias trancada no quarto, mas eu resolvi não falar nada:
- Tudo bem! – Concordei, eu queria muito comer e beber coca-cola, ou quem sabe ter meu primeiro porre. – Já volto!
Subi as escadas com rapidez, entrei no meu quarto e fui direto ao meu casaco preto que estava em cima da minha cadeira, foi quando notei a janela da casa vinha, por serem casas padrão eram da mesma altura, nunca havia reparado nela porque as janelas estavam sempre fechadas, mas não hoje, eu podia até ver a decoração exótica e luxuosa do quarto, que me fascinou, não por achar bonito ou feio apenas me intrigou...
Não sei, quanto tempo fiquei olhando para o quarto, eu sei que o dono dela apareceu, pelo visto tinha acabado de sair do banho, tinha uma toalha enrolada na cintura, e o tronco desnudo ainda estava molhado, me senti tentada a continuar olhando mesmo que fosse errado e esquisito, quando chegou perto do armário, desprendeu a toalha de seu corpo e...
- Elenora! Vamos logo! – Gritou ela das escadas.
Com um susto me virei de volta para a escada, ele não poderia ter percebido não é? Eu sei que não poderia! Desci as escadas com decepção.
A chuva começou a cair ferozmente assim que chegamos no bar, só havia um casal á mesa do canto perto da janela, pelo visto era cedo demais para estar cheio. Notei que Camila achou o rapaz bonito, pois levou uma olhada feia da namorada dele, certifiquei de nos sentarmos do outro do bar:
- Para você só refrigerantes! Nada de bebida! – Avisei logo, a final eu sabia como Camila era quando queria usar a si mesma para punir os outros que ela sabia que a amavam.
- Eu imaginei que ia dizer algo parecido! – Ela sorriu.
Pedimos coca-cola e 2 hambúrguer, demorou cerca de 5 ,minutos para chegar, esperamos pacientemente, eu basicamente ouvia Camila falar sobre as preocupações escolares, enquanto tentava segurar as pontas com ela, tentando conformá-la, quanto a nossa atual situação:
- Não quer saber como sei desse bar? – Ela me perguntou cheia de excitação para me contar suas façanhas.
- Me diga então.
- A verdade é que saí todos os 3 dias, e em um deles eu acabei indo em uma festinha particular que eu acabei entrando porque um dos caras da festinha me achou gatinha e me convidou para entrar, acontece que lá estavam David e um amigo de trabalho, que por acaso era lindo, claro que David não me viu, mas em compensação o amigo dele, nos conhecemos um pouquinho e vamos nos ver aqui hoje!
- Como é Camila? – Encarei a garota, sem acreditar. – Vai se encontrar com um cara bem mais velho, amigo de trabalho do David? Está passando dos limites está se comportando como uma pequena vaca!
- Não seja dramática! Ele não é novo, mas eu nem precisei fingir que tenho 20, normalmente não dá nem para perceber que sou mais nova, esta tudo bem, eu só estou a fim de me diverti, não de me apaixonar ou algo do tipo!
- Você não pode ser tão inconseqüente! – Disse realmente brava.
- Olha se for me amolar é melhor ir embora, ele já deve estar chegando e ambos sabemos que você não vai me fazer ir embora! – Disse ela ainda mais irritada.
- Quer saber? Eu não vou mais limpar a sua barra! Você se vira agora! – Saí correndo e a deixei para trás.
Eu tinha certeza que ela ia se ferra, a final que tipo de cara aceitaria um encontro com uma garota como ela... Apesar de ser bem evoluída e enganar muito bem!
Camila
A chuva se intensificou, Nora saiu magoada, algo que eu poderia resolver facilmente depois da minha irritação ter passado e tudo mais, esperei pacientemente até que minha companhia finalmente chegou, mas ela não entrou, ficou apenas me esperando na entrada do bar e fez sinal para que eu fosse até ele.
Voltar ao Topo Ir em baixo
http://...
Joyce Kaulitz th
Fanática
Fanática


Número de Mensagens : 1624
Idade : 21
Localização : no quarto com o th
Data de inscrição : 11/11/2011

Minha ficha
Como conheceu o fórum?: Site TH BRASIL

MensagemAssunto: Re: Os vizinhos vieram de longe...   Sab Nov 10, 2012 12:48 pm

continue
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ana Carolina Telles
Mega Fã
Mega Fã


Número de Mensagens : 975
Idade : 20
Localização : Humanoid City
Data de inscrição : 20/09/2012

Minha ficha
Como conheceu o fórum?: Outro

MensagemAssunto: Re: Os vizinhos vieram de longe...   Sab Nov 10, 2012 12:50 pm

Sim, continue yaya
Voltar ao Topo Ir em baixo
hiza
Mega Fã
Mega Fã


Número de Mensagens : 652
Idade : 19
Localização : ...
Data de inscrição : 04/01/2010

Minha ficha
Como conheceu o fórum?: Site TH BRASIL

MensagemAssunto: Re: Os vizinhos vieram de longe...   Seg Nov 12, 2012 8:05 pm

Espero que gostem!
(As imagens não representa necessariamente como eu imagino as personagens são apenas as fotos)


Capitulo 2: Inconseqüência
Camila
Klaus era muito bonito, loiro, olhos verdes, pele bronzeada, alto e musculoso, mas ainda assim fiquei apreensiva ao sair, ainda mais quando ouvi o grupo da me do canto falar “Olha aquele cara vai aprontar de novo!” e ficarem me encarando sair:
- Oi, tudo bem? – Perguntei sorrindo da melhor maneira que podia.
- Ah... Veio alguém com você Camila? – Perguntou friamente, olhando por cima do meu ombro, na direção da meda do canto.
- Não! – Menti. Um sorriso abriu no rosto dele, um sorriso quase malvado.
-Vamos embora. –Ele me puxou agressivamente pelo braço me levando para perto dos carros.
- O que está fazendo? – Perguntei começando a me assustar.
- Calada! –Ele me jogou na porta de uma van. –Se gritar eu juro que vai se arrepender muito!
- O... quê? –Gaguejei, tentando respirar.
Klaus puxou um canivete:
- Antes de você gritar o estrago vai ser grotesco! – Ele sorriu maliciosamente colocando uma das mãos na minha cintura, e a do canivete chegando entre as minhas pernas. – Agora, vamos ao que interessa!
Quando senti suas mãos nojentas em, tentando tirar minha roupa, olhei para rua, sentindo as lágrimas descerem, foi quando vi um grupo de 2 garotos e 1 garota. Dei um chute desajeitado que o fez se afastar de mim, corri, mas suas mãos puxaram meu cabelo:
- Socorro! – Gritei engolindo meu orgulho, por um segundo pensei que fossem me ignorar, mas os garotos logo vieram me socorrer, enquanto a garota chamava alguém no celular.
O canivete quase chegara ao meu pescoço, quando o garoto de cabelos longos e olhos verdes, o arrancou da mão de Klaus e deu lhe um soco certeiro, e ainda assim deu tempo que de me amparar quando senti minhas pernas tremulas:
- Você está bem? – Seus olhos encontraram os meus e apesar das lágrimas, e do terror anterior, agora me sentia segura.
- Sim... – Solucei. – Obrigada!

Eleonora
Já estava encharcada pela chuva de tanto que demorava a chegar em casa, acho que estava me arrastando no caminho de propósito, para ver se Camila aparecia, mesmo sabendo que era mais fácil eu voltar do que ela aparecer, sim ela era inconseqüente era minha irmã mais nova, eu deveria protegê-la, passando alguns minutos estava na porta de casa, eu devia voltar. – Pensei. - Foi quando recebi um telefonema do celular de Camila.
A forma que ela chorava, pedindo para eu ir buscá-la me fez correr em disparada, eu corria o mais rápido que podia, meus olhos procuravam por ela desesperadamente, meu pulmões ardiam pela o tanto que havia corrido, sentia minhas pernas implorarem por descanso, mas eu não parei até chegar no bar.
A avistei em pé do lado de um cara alto de olhos verdes, Camila tremia e chorava, enquanto o outro falava com o policial, só então havia percebido o carro da policia, me deu um frio na barriga, mas fui imediatamente ver o que estava acontecendo:
- Srta. Rodrigues? –Perguntou o policial. – É a irmã mais velha da mocinha?
- Sim... – Disse ansiosa. – O que aconteceu?
- Bom, a moça foi atacada por Klaus Süskind, estamos atrás dele a muito tempo, mas sem provas não poderíamos prende-lo lamento que tenha que acontecer isso para que possamos apanhá-lo. –Sua expressão seria se dissolveu em um sorriso. – Mas não aconteceu nada, graças ao Sr. Listing nada aconteceu a sua querida irmã.
Olhei de relance para o suposto salvador de minha irmã e voltei a olhar o policial estranho que aprecia se diverti coma história do cara tê-la salvado, também cidade pequena é isso, me dava raiva forma natural que ele falava, me fora atacada e ele estava tentando transforma isso na primeira pagina do jardim local, ele não estava nem aí, e de imaginar que “Klaus” tivesse conseguindo alguma coisa me dava nojo, queria levar minha irmã embora dali:
- Bom, eu tenho que ir, devo levá-las para casa?
- Não precisa Chefe Herz, eu mesmo posso fazê-lo. – Se ofereceu o “Sr. Listing” nos salvando de ter que ir com um policial meio louco.
-Sim, sim, assim seu trabalho vai estar completo! – Disse o policial dando uma boa gargalhada, pousando a mão nos ombros dele. – Já ia me esquecendo, terá que assinar ela é de menor.
Eu mal acreditara na história que Georg, como era o seu nome, me contara, era mesmo muito inacreditável. Ele nos levou em casa em segurança, e até esperou até que minha mãe e David chegassem, Camila havia pedido, como Klaus ainda não havia chegada estava sentindo medo, foi muito legal da parte dele, a final ela sofrera um trauma e por ele tê-la salvado a confiança dela agora pertencia toda a ele, apesar dele ser um completo estranho...
Naquela noite eu e Camila dormimos no quarto de Heloíse, quer dizer eu e a mamãe dormimos, mas Camila foi vencida pelo cansaço o medo a impedia de fazer qualquer coisa!
Os nossos problemas, só estavam por aumentar quando consultamos um psicólogo, ele sugeriu que ela o visse quase todos os dias... A família mais uma vez estava desistruturada!
Voltar ao Topo Ir em baixo
http://...
Ana Carolina Telles
Mega Fã
Mega Fã


Número de Mensagens : 975
Idade : 20
Localização : Humanoid City
Data de inscrição : 20/09/2012

Minha ficha
Como conheceu o fórum?: Outro

MensagemAssunto: Re: Os vizinhos vieram de longe...   Qua Nov 14, 2012 2:08 pm

Tenso esse capítulo.
Continua.
Voltar ao Topo Ir em baixo
.JH.
Ao extremo
Ao extremo


Número de Mensagens : 3022
Data de inscrição : 26/02/2012

Minha ficha
Como conheceu o fórum?: Site TH BRASIL

MensagemAssunto: Re: Os vizinhos vieram de longe...   Qua Nov 14, 2012 2:12 pm

Continue *-*
Voltar ao Topo Ir em baixo
hiza
Mega Fã
Mega Fã


Número de Mensagens : 652
Idade : 19
Localização : ...
Data de inscrição : 04/01/2010

Minha ficha
Como conheceu o fórum?: Site TH BRASIL

MensagemAssunto: Re: Os vizinhos vieram de longe...   Ter Nov 20, 2012 10:21 am

Bom, digamos que esse capitulo é a introdução para o que vem a seguir!
Espero que gostem Capitulo pequeno, e eu sou péssima em edições de imagens e estou sem meu programa para isso, então esta sem capa.
___________________________________________________________________

Capitulo3: Dias estranhos
Elenora
Durante uma semana esse era o assunto da cidade, era um lugar pequeno ainda mais com aquele policial esquisito que achava a história perfeita contando para todo mundo. O fato estranho era que ninguém parecia se lembrar do que havia acontecido, nem mesmo meus pais ou a própria Camila, que agora se comportava como as garotas de 17 anos desse lugar, mudara totalmente seu estilo e sua forma de pensar, se os outros não agissem como se nada tivesse acontecido eu realmente pensaria que era apenas o pós trauma de Camila falando mais alto.
Georg estava me levando em casa depois de termos ido aquele bar, eu esperava que ele lembrasse de alguma coisa mais não, apenas foi uma saída normal para um lugar normal na cabeça dele:
- Há uma semana eu e Camila fomos no bar e acho que você passou por lá, não foi? – Perguntei.
- Não me lembro, acho que fui para lá com Bill, foi um dia normal, mas por quê? –Ele me olhou desconfiado.
- Nada. Acho melhor eu entrar, está ficando frio. – Disse me virando, mas quando ia saindo ele puxou meu braço com delicadeza e sorriu.
- Apenas entre no jogo deles, aqui não pode haver erros como aquele, uma denuncia e eles te põem para fora, para sempre! – Sua expressão tranquila me fez tremer.
- Vou para casa Agora! – Disse secamente, mas ele apenas soltou meu braço como se nunca tivesse intenção de fazer nada.
- Isso foi um aviso, não uma ameaça! Nora, mais cedo ou mais tarde você vai notar, apenas finja que não nota.
- Do que está falando? – Perguntei com um misto de medo e curiosidade.
- Não podemos conversa agora, ou aqui. – Ele disse olhando para alguma coisa atrás de mim.
Minha respiração falhou, arregalei os olhos involuntariamente, até que suas mãos envolveram minha cintura me puxando para perto dele, nossos corpos se tocaram com leveza e ele me deu um leve beijo:
- Entre. – Sussurrou ele. – Apenas finja. É o que eles esperam de nós!
Quando me virei notei que todas as casas tinham uma janela com a luz acessa e alguém lá, olhando, ou melhor, nos vigiando, subitamente as palavras de Georg me vieram na mente, coloquei um sorriso no rosto e entrei em casa.
As coisas pareciam normais, Minha mãe na cozinha fazendo o jantar, Camila jogada no sofá conversando no celular com as amigas do colégio, David ainda não havia chegado em casa, eu fui andando para o meu quarto até que minha mãe apareceu:
- Pai! Eu quero ir na casa da Sabine! – Ouvi Jogando o celular para o lado.
Pai?Pai? Como assim? Senti como se estivessem me sufocando, minhas pernas tremeram, Camila o detestava mais do que tudo, mais do que eu! Agora ela o chamava de pai:
- Pai? – As palavras foram cuspidas.
- Que bom que você também se rendeu a essa palavras. – Minha mãe sorriu para mim, mas tinha algo tapo estranho naquele sorriso. – Finalmente somos uma família!
Mesmo sentindo o ódio louco para sair, mordi meu lábio inferior e cambaleei para fora de casa. Lágrimas de raiva caíam enquanto tudo ficava para trás...
A noite estava fria, correr por ela não tornava isso mais fácil, minha visão meio embaçada me fez cair, tinha algo no ar... O ar era... E no segundo seguinte eu já não estava consciente:
- Está bem? – Ouvi uma voz ao longe perguntar, tudo o que pude ver foram um par de olhos castanhos.
Voltar ao Topo Ir em baixo
http://...
Ana Carolina Telles
Mega Fã
Mega Fã


Número de Mensagens : 975
Idade : 20
Localização : Humanoid City
Data de inscrição : 20/09/2012

Minha ficha
Como conheceu o fórum?: Outro

MensagemAssunto: Re: Os vizinhos vieram de longe...   Ter Nov 20, 2012 10:24 am

Cruzes, que medo agora, parece que eles estão possuídos.
Continua.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Joyce Kaulitz th
Fanática
Fanática


Número de Mensagens : 1624
Idade : 21
Localização : no quarto com o th
Data de inscrição : 11/11/2011

Minha ficha
Como conheceu o fórum?: Site TH BRASIL

MensagemAssunto: Re: Os vizinhos vieram de longe...   Ter Nov 20, 2012 6:19 pm

curiosa CONTINUA
Voltar ao Topo Ir em baixo
hiza
Mega Fã
Mega Fã


Número de Mensagens : 652
Idade : 19
Localização : ...
Data de inscrição : 04/01/2010

Minha ficha
Como conheceu o fórum?: Site TH BRASIL

MensagemAssunto: Re: Os vizinhos vieram de longe...   Dom Nov 25, 2012 12:52 pm

Obrigada pelos comentários!
Agradeço a Manuh, uma amiga minha que lê, edita e digita para mim...
__________________________________________________________

Capítulo 4: Madrugada com estranhos
Eleonora
Abri meus olhos sentindo um vento frio bater no meu rosto, mantia me relutante a ter consciência do que se passava ou se passara, até que o cômodo não me foi familiar com o susto obriguei-me a sentar, a cama era confortável, mas dura por isso estava dolorida.
A escuridão do quarto me fez piscar algumas vezes para me acostumar e conseguir ver algo. As paredes eram de um tom claro, as cortinas sim eram escuras estavam entre verde escuro e preto projetando o "escuro" que eu pensava, havia velas espalhadas pelo quarto, o que era isso? Uma espécie de culto há algo maligno?
Levantei-me da cama, procurando ligar a luz, avistei a porta de longe, mas antes que eu pudesse chegar, apareceu um homem alto na porta.
-- Acredite vai machucar seus olhos! -- Disse o cara, pude ver que usava rastas e o tom dos olhos era quase idêntico aos do par que vira, mas havia algo de diferente, quem sabe era a forma de olhar.
--Como assim? -- Disse, só então percebi a secura em minha garganta que fazia minha voz sair estranhamente baixa e decadente.
-- Meu irmão te achou na rua á algumas horas, Bill. -- Explicou -- Eu sou Tom.
-- Eleonora... -- Tentei achar um tom normal de voz, não deu certo.
--Escute Eleonora, parece difícil agora, mas depois vai ficar pior, você vai precisar ser forte e nenhum pouco racional se quiser se salvar ou sua família! -- Tom sorriu de uma maneira reconfortante. -- Querida, não sou eu quem deve temer, vou arranjar uma bebida gelada, deve resolver a secura na sua garganta, é a contaminação, sorte sua não estar exposta muito tempo se não esqueceria até que veio de longe.
Eu apenas assenti, no meio da loucura, eu não poderia fazer nada, realmente ninguém me atacou eu caí, porque estava respirando. Respirando, um nó se fez na minha garganta, então Tom, como disse que se chamava, poderia estar certo existia mesmo um vírus.
Uns minutos depois outro mais alto apareceu, o par de olhos castanhos me indicava ser Bill, o irmão de Tom, quem me achara:
-- Eu só queria saber se está bem? -- Perguntou com os olhos me analisando. -- Não se preocupe, eu sou médico, por mais incrível que possa parecer.
-- Está tudo bem. -- Forcei a voz novamente esquisita.
-- Logo isso passa, aparentemente ficou apenas alguns minutos exposta ao vírus.
-- Vírus?
Logo Tom apareceu com a "bebida" gelada que em pouco tempo deu solução a minha voz:
-- Podemos começar a explicar tudo Eleonora, afinal você está tão exposta quanto nós! -- Disse Tom se sentando em uma poltrona do couro preta que eu nem havia notado antes.
Minha cabeça rodava em muitas informações, eu nunca gostei dessa vila idiota, muito menos queria vir pra cá, mas agora, um vírus? Por algum motivo sentia que podia confiar neles, para falar a verdade fora Georg, eles eram os únicos que eu confiava.
Bill sentou ao meu lado na cama, assumindo uma postura séria, uma coisa que parecia não combinar com ele:
-- Vamos te explicar, você já viu filmes de terror?
________________________________________________________________

E aí Gostaram? Quais são as Teorias de Bill?
Voltar ao Topo Ir em baixo
http://...
Ana Carolina Telles
Mega Fã
Mega Fã


Número de Mensagens : 975
Idade : 20
Localização : Humanoid City
Data de inscrição : 20/09/2012

Minha ficha
Como conheceu o fórum?: Outro

MensagemAssunto: Re: Os vizinhos vieram de longe...   Ter Nov 27, 2012 3:22 pm

Eu gostei, Bill misterioso, amei continua.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Conteúdo patrocinado




MensagemAssunto: Re: Os vizinhos vieram de longe...   Hoje à(s) 10:37 am

Voltar ao Topo Ir em baixo
 
Os vizinhos vieram de longe...
Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo 
Página 1 de 1
 Tópicos similares
-
» Os vizinhos vieram de longe...
» Meus vizinhos são estranhos........
» Vivo feliz quando estou longe dos meus pais
» Cordas muito longe do braço...
» Montagem de estúdio

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
TH BRASIL OFICIAL - Fórum :: Fan Stuff :: FanFics-
Ir para: