Fórum Oficial do Tokio Hotel no Brasil - TH BRASIL OFICIAL FÓRUM
 
InícioPortalRegistrar-seLoginIr para o site@THBRASILOFICIALFacebook

Compartilhe | 
 

 391- três palavras, nove letras e um sentimento: EU TE ODEIO! FIC.

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo 
Ir à página : Anterior  1, 2, 3, 4, 5  Seguinte
AutorMensagem
Milena Kaulitz
Ao extremo
Ao extremo


Número de Mensagens : 3499
Idade : 19
Localização : São Paulo
Data de inscrição : 26/05/2011

Minha ficha
Como conheceu o fórum?: Twitter

MensagemAssunto: Re: 391- três palavras, nove letras e um sentimento: EU TE ODEIO! FIC.   Qui Abr 11, 2013 1:11 pm

Wooooow!

Super emocionante esse capítulo Very Happy

Eu disse que ia ter treta nessa festa Wink

Continua Liebe *----*
Voltar ao Topo Ir em baixo
http://meninaskaulitz.blogspot.com/
Steph MADA
Mega Fã
Mega Fã


Número de Mensagens : 758
Idade : 17
Localização : Lins.SP
Data de inscrição : 19/12/2012

Minha ficha
Como conheceu o fórum?: Buscador

MensagemAssunto: Re: 391- três palavras, nove letras e um sentimento: EU TE ODEIO! FIC.   Qui Abr 11, 2013 3:57 pm

TRETA!
PURA TRETA!
Ela... matou o cara... MEDO!
dodoi
Essas festinhas não tem nada de bom!
Continua. fofa2
Voltar ao Topo Ir em baixo
Izy's Drek

Fã


Número de Mensagens : 297
Idade : 19
Data de inscrição : 22/01/2012

MensagemAssunto: Re: 391- três palavras, nove letras e um sentimento: EU TE ODEIO! FIC.   Dom Abr 14, 2013 7:38 pm

CAPITULO 7- SERÁ QUE EU AINDA TE AMO? SERÁ QUE DEVO CONTAR?

quando ele fechou a porta do carro, Etchel estava caindo de sono. Antes mesmo dele entrar e fechar a porta do carro, ela já estava dormindo, ele entrou e viu-a em sono quase profundo, aqueles olhos fechados, a boca séria rosada colada uma na outra...Não sabia exatamente o que dizer sobre aquilo.

ele ligou o carro e começou a pensar consigo mesmo, lembrando do que viu no quarto à poucas horas....

~pensamentos de Tom~

"- ok aqui é devil4 desligando-se da área" ela disse. Mas por que? o que ela é realmente? será que é...Não, não pode ser. Tá tudo bem que é nervosa, estressada, tem raiva de mim, mas...Será que Et teria a capacidade? ah, Tom deixa de ser idiota! ela matou o cara na sua frente! Mas....(olhando para ela rapidamente) justo ela?- terminando de pensar.

~fim dos pensamentos~

Dando uma ultima curva chegará na casa da tia, que aparentemente não estava por tudo estar desligado.

- Et, Et...- tocando no seu ombro levemente, fazendo-a acordar.

- hum?- respondeu antes de abrir os olhos.

- chegamos...Quer que eu te leve até seu quarto?- ele perguntou.
ela não respondeu, apenas acenou que sim, vendo-o sair do carro, seguir para a porta do passageiro e abrir, ela saiu levemente mais rapidamente. ele trancou o Maverick e colocou o braço dela envolvendo seu pescoço e a mão dele agarrada em sua cintura.

Quando chegaram na porta ela destrancou e os dois entraram, quando ele olhou ela trancar a porta novamente, o vento bateu nos seus cabelos e ele logo viu uma cicatriz avermelhada no pescoço.

- aquele idiota fez isso?- se referindo à Robert, colocando a mão delicadamente na - área machucada.

- não- ela respondeu- isso eu tenho dês de criança.

- hum...- respondeu- bom...Onde está sua tia?

- aquela vaca? Com toda certeza dando pro namorado dela, fique tranquilo, sipá ela vai demorar uns três dias pra voltar- respondeu.

- e você fica aqui sozinha?

- não, ai eu vou pra casa do meu tio- disse subindo as escadas- você não vem?

- não sei se devo- ele afirmou.

- por que? Mary vai ficar nervosinha se eu roubar você um pouco?- ela riu descendo um degrau.

- não- ele riu e logo lambeu o piercing no lábio- só fico preocupado com você aqui sozinha, pode ser perigoso. Bom eu disse pra minha mãe que ia posar na casa do Ge, qualquer coisa eu falo com ele amanhã e peço pra ele me ajudar na mentirinha- afirmou rindo, chegando perto dela, aproveitando que sua mão estava no corrimão, colocou-a a sua por cima.

- Ge mentindo?! ha! eu quero ver essa! Mas... Se você quiser ficar...Eu...Eu vou ficar muito feliz- respondeu com sinceridade.

- sério?! pensei que me odiasse- acariciando sua mão ainda no corrimão.

Ela pegou a mesma mão do corrimão e trouxe para subir mais um degrau, e logo a escadaria toda, até chegar no seu quarto. Quando chegaram ele entrou e ela trancou a porta por trás. Tom via que o quarto era meio depressivo. Tinha a cama de casal, uma escrivaninha que pegava de uma ponta a outra de uma das paredes, em cima tinha uma janela fechada, uma guitarra coberta ao lado da cadeira, mas pra trás um pequeno guarda-roupa escuro, e logo em frente o banheiro. O quarto era grande, uma suit podemos dizer. Mas o que ele mais notou foi o que tinha na escrivaninha, enquanto ela tinha ido ao banheiro tirar a maquiagem, ele viu coisas que nunca imaginaria: Vários estiletes, três maços de cigarros, e três cartelas de remédio, alguns apontadores sem a lamina, vários papeis rabiscados, alguns com desenhos com o simbolo da lua que lembrava sua tatuagem. lápis jogados, cds, maquiagem e o que ele mais gostou...Um desenho sombreado onde ele tinha mais de 100% que era ele...Os olhos, a sombra do nariz e do rosto, os lábios abertos rindo, os dreads caídos, tudo! era ele desenhado naquela folha.

- Tom?- ela saiu do banheiro, vendo-o com a folha em mãos.
- ah...Desculpa, eu não queria...- deixando a folha na mesa.
- não, tudo bem- ela afirmou.
- você...Tem estiletes? Pra que?- ele logo perguntou.

Ela virou o rosto, olhou pra baixo, ele acompanhou o seu olhar até uma das mãos, a esquerda. Com vários cortes ainda sangrando, deixando algumas gotas caírem no chão frio.

- Et!- disse chegando-o perto, meio que prensando-a entre ele e a parede da lateral da porta entre o banheiro e o quarto. Colou a testa na dela, respirando aquele perfume doce, abraçando-a pela cintura, e uma das mãos ele pegou a mão dela machucada, trouxe para perto de seus lábios e a beijou. Voltou o seu olhar para ela, vendo-o com a boca meio manchada de sangue.

- promete que não vai fazer isso mais?- colando-as novamente, fazendo os lábios ficarem muito próximos- promete? pelo menos não na minha frente?- já pensando que ficaria perto dela 24 horas por dia para parar de se machucar.

Ela limpou primeiramente seus lábios.

- eu não sei se vou aguentar- respondeu sem mentir- faço isso dês dos meus dez anos, não vivo sem isso- afirmou quase começando à chorar.

- sssshhhh....- beijando suas têmporas, seguindo para sua bochecha direita, e por fim seu pescoço onde tinha a cicatriz que vira anteriormente. voltou a olhar para aquele pelos olhos castanhos claros ainda com lágrimas, pequenas lágrimas ainda presas.

- você não precisa disso para viver- acariciando seu rosto, vendo-a fechar e deixar as lágrimas quentes saírem lentamente- Você...Precisa de mim, para cuidar de você até que meu irmão chegue.

Ela abriu os olhos, deixou um pequeno espaço entre os lábios, realmente ficou com um olhar de decepção. viu-o puxar o lábio inferior para dentro, e quando soltou pode ver que este fora mordido por dentro, deixando-o rosado. Ela não aguentou e fora chegando mais perto, até que ele veio e a beijou. No começo fora apertas uma junção labial, que fora se abrindo, deixando o beijo se aprofundar mais, e quando ela sentiu sua língua invadir o espaço da boca, logo soltou mais duas, três, quatro lágrimas, deixando o rosto de Tom molhado, fazendo-o soltar algumas lágrimas também. ele deixou sua boca e assim seguiu para o pescoço. abraçando-a fortemente na cintura e ela envolvendo seu pescoço.

- sabe que isso não vai dar certo- ela afirmou sentindo o coração doer.
- não se você não quiser- ele olhou nos seus olhos.
- não é eu, mas sim as nossas vidas- afirmou vendo o olhar estranho que recebera- não posso, minha... Vida não permite- olhou para uma lágrima dele- Mas posso cometer alguns pecados sem ela saber- afirmou tocando seu rosto.

ele pegou-a no colo e colocou na cama, subindo por cima, beijando-a mais uma vez, com força, com...Amor pela primeira vez e cada vez mais se envolvendo, abraçando suas costas, trazendo-a ainda mais para si. Ela começou abrir o zíper da blusa enorme.

Fora tirando a saia, ele deu espaço para ela, e quando viu estava com a blusa aperta e calcinha preta, sem sutiã.
- Eu...Eu não posso Et- olhando para aquele rosto confuso- Você é pura de mais e não...Não precisa disso agora. Podemos ir com calma- acariciando seus cabelos.

ela apenas riu sem mostrar os dentes, e com cuidado tirou o cinto dele, e logo fora tirando a blusa.

- apenas fique comigo...- respondeu vendo- se aproximar e beija-la novamente, chegando seu peitoral perto dela, fazendo as duas peles ficarem juntas, ele apenas fora passando a mão com cuidado na cintura, nas costas, e por fim pondo a mão levemente nos seios. beijando sua clavicula, pescoço... E o que percebeu que nas pernas, na cintura, braços, ela sempre tinha uma cicatriz...

Tom puxou a coberta e ficou abraçado nela, acariciando seus cabelos até faze-la dormir... Ele ficou com o rosto no pescoço e no começo dos cabelos, sentindo o perfume até cair no sono. De vez em quando acordava para ver a bela moça dormindo, e olhava suas cicatrizes, imaginando que algumas eram do passado, outras recentes como as da mão. Aquecendo-a do frio da madrugada, agarrado nela com medo de que acordasse para se cortar novamente.

- eu te amo, mas tenho medo de assumir que eu amo- disse baixinho perto dela. e logo pegou no sono.


Voltar ao Topo Ir em baixo
Steph MADA
Mega Fã
Mega Fã


Número de Mensagens : 758
Idade : 17
Localização : Lins.SP
Data de inscrição : 19/12/2012

Minha ficha
Como conheceu o fórum?: Buscador

MensagemAssunto: Re: 391- três palavras, nove letras e um sentimento: EU TE ODEIO! FIC.   Seg Abr 15, 2013 1:22 pm

O.O
Lindo, perfeito , maravilhoso.
Continua!
Voltar ao Topo Ir em baixo
Milena Kaulitz
Ao extremo
Ao extremo


Número de Mensagens : 3499
Idade : 19
Localização : São Paulo
Data de inscrição : 26/05/2011

Minha ficha
Como conheceu o fórum?: Twitter

MensagemAssunto: Re: 391- três palavras, nove letras e um sentimento: EU TE ODEIO! FIC.   Seg Abr 15, 2013 2:13 pm

Awwwwwwwwwn que bunitinho :*-*:

Ehhh Et, para de se cortar minina -_-'

Continua Liebe Wink
Voltar ao Topo Ir em baixo
http://meninaskaulitz.blogspot.com/
Izy's Drek

Fã


Número de Mensagens : 297
Idade : 19
Data de inscrição : 22/01/2012

MensagemAssunto: Re: 391- três palavras, nove letras e um sentimento: EU TE ODEIO! FIC.   Ter Abr 16, 2013 5:02 pm

CAPITULO 8- OVERDOSE? COMO ASSIM?! DÊS DE QUANDO?

~pensamentos de Etchel~

Não vou negar, adorei quando Thomas ficou comigo, mas...Sei que isso não vai dar certo. Primeiro pelo fato de que eu tenho uma vida fugitiva, dessa parte nem mesmo Alice sabe...Vim pra Alemanha porque sabia que Hell ia me proteger, sabia que em Los Angeles era arriscado de mais, ainda mais quando a máfia de lá me descobriu. Tive menos de uma noite para arrumar minhas coisas e cair fora sem deixar rastros...Com Tom do meu lado a situação fica ainda mais dificil, pois teria como saber que ele é meu "namorado" e acabariam raptando, torturando até a morte chegar, junto iria Alice, Gustav, Georg e Bill. Segundo que eu não sei se tenho tanta atração assim para namorar, vivi a minha vida inteira chegando perto de caras mas para no fim matar. Não sei se seria capaz de amar...Bom quem sabe...Bill foi o unico que eu amei, mas é um amor que aparenta ser impossível.

~fim dos pensamentos~

Contado por Tom...

Acordei e Etchel já tinha levantado, acordei meio assustado, sei lá... Acho que esqueci onde estava...Me levantei e logo a vi, ela estava sentada na escrivaninha olhando para a janela meio aberta, quando me viu acordar deu um sorriso fraco, parecia desanimada ou coisa do tipo.

- Bom dia- ela respondeu.

- Bom dia- respondi começando a me levantar, olhei para o meu relógio no pulso, 9:45 da manhã.

- nossa, nunca acordei tão cedo assim em pleno sábado- comecei a rir para ver algum sorriso dela, mas foi em vão. fiquei de pé e logo cheguei perto dela, abraçando-a, com o meu queixo em cima da cabeça dela, algumas vezes eu beijei seus cabelos, ela apenas segurou uma das minhas mãos fortemente e encostou a cabeça na parede, com as pernas presas pelos braços.

- o que você tem?- perguntei passando as costas da minha mão no seu rosto.

- nada- deu um suspiro- Eu só acho que pode acontecer algo que vai me prejudicar e muito- ela respondeu ainda olhando pra janela.

- quer desabafar?- perguntei Mas ela acenou que não e logo se levantou, estava com a minha blusa e de pés descalços- Vou tomar banho, se quiser pode abrir a geladeira, deve estar com fome...

- não, não estou. Mas estou preocupado com você- respondi.

- está tudo bem- riu e logo fechou a porta do banheiro.

Sei que tem alguma coisa que está deixando-a perturbada, mas eu ainda não descobri, será que é o negocio de ter matado o tal do Robert? Não...Deve ser algo que ainda está para acontecer, bom pelo menos é isso que deu pra entender.

Sempre digo que quero ajudar, mais ela não deixa! Droga! o que eu faço? Não gosto de ver ela assim desse jeito, além do mais eu achei que ela era normal como as outras meninas, mas pelo que vejo o buraco é bem mais embaixo, não? Ouvi ela abrir o chuveiro, confesso que me deu vontade de entrar, mas...Não, não vou fazer isso...Além do mais mesmo sendo como eu sou, confesso que aquelas garotas que eu...Bom...que...eu...Amo? Eu...respeito o espaço delas...Mas...Quando foi a ultima vez que eu amei alguém? Quer dizer...tirando a minha família, não me lembro quando amei...Ou será que essa é a minha primeira vez? Caramba, agora eu me confundi...

Ia pra cozinha, já estava no rumo da porta mais ouvi um barulho estranho vindo do banheiro, parecia vidro se quebrando, e de repente um corpo caindo no chão, ouvi um grito de dor.

- ETCHEL!- abri a porta sem pensar duas vezes, quando vi ela ainda estava no chuveiro, um mini espelho tinha caído, todo quebrado perto dela, mas o que eu mais assustei foi o sangue que vinha da boca e bem....Acho que da parte intima.

- TOM! me ajuda!- ela tossia forte e cada vez mais o sangue saía.

- Et, o que houve? O...O que está acontecendo com você?!- entrei em pânico, a unica coisa que eu fiz foi pegar a minha blusa grande de frio que estava pendurada, e logo peguei-a no colo, ainda nua e molhada, levando-a para o quarto....
Voltar ao Topo Ir em baixo
Milena Kaulitz
Ao extremo
Ao extremo


Número de Mensagens : 3499
Idade : 19
Localização : São Paulo
Data de inscrição : 26/05/2011

Minha ficha
Como conheceu o fórum?: Twitter

MensagemAssunto: Re: 391- três palavras, nove letras e um sentimento: EU TE ODEIO! FIC.   Ter Abr 16, 2013 6:11 pm

O_o

Você quer levar um cacete né Dona Izy!!!!!!! Como para nessas partes??? p*t*

Continua Liebe Wink
Voltar ao Topo Ir em baixo
http://meninaskaulitz.blogspot.com/
Izy's Drek

Fã


Número de Mensagens : 297
Idade : 19
Data de inscrição : 22/01/2012

MensagemAssunto: Re: 391- três palavras, nove letras e um sentimento: EU TE ODEIO! FIC.   Ter Abr 16, 2013 7:14 pm

CONTINUAÇÃO......

Não sei o que fazer! Meu Deus! o que está havendo com ela?! Estava sangrando, não parava de tossir, o que eu faço? Em um estalo, resolvi ligar para Alice...

- alô?- ela respondeu.

- Alice pelo amor de Deus me ajuda!- disse olhando para Etchel.

- o que houve?! Porque está...

- Etchel! ela está sangrando, eu não sei o que fazer! Eu...Eu vou levar ela pro hospital!

- NÃO! Hospital não! faz o seguinte: Na geladeira, na segunda prateleira à direita tem uma caixinha de isopor, lá dentro tem várias injeções. Pega uma e do lado esquerdo dentro da caixa tem um elástico. Prende o braço dela e injeta a siringa.- me deu as informações- Assim que ela parar de tossir você me liga!


- ok, ok, até!- desliguei e logo desci as escadas rapidamente, fui até a geladeira e peguei a siringa e o elástico, subi correndo e cheguei no quarto, ela estava pálida, sangrando ainda, parecia estar morta...Corri e prendi o elástico no braço direito, A veia logo saltou pra fora, e eu mais do que depressa, enfiei a agulha, o liquido era um claro, parecia água, quando terminei soltei o elástico. Etchel pedia ajuda mais não sabia o que era, sua voz estava muito baixa, então resolvi pega-la, deixando-a sentada na cama mas com os braços soltos, eu segurava sua cintura e as costas.

- fica...mais fácil de es...espirar- ela disse no meu ouvido. Com certeza deitada ela de algum forma estava com dificuldades, comecei a massagear suas costelas, e aos poucos eu senti que elas estavam se relaxando, deixando os pulmões mais abertos, mais fácil de respirar.

- Tommy...- ela disse, e logo deu um suspiro que deve ter doído...

- ssshhh....tá tudo bem, eu estou aqui, eu estou aqui- abraçava ela para não cair ou deixar de respirar. Quando percebi tinha dormido no meu colo, a cabeça pendia para o meu ombro, os braços fracos ainda soltos no ar...Meu Deus o que houve com ela?

Do mesmo jeito que estava sentado com ela na cama fiquei e liguei para Alice.

- eai? ela melhorou?- perguntou.


- sim, eu fiz o que me mandou, ela agora caiu no sono...Ela vai acordar bem?

- sim, ela teve uma overdose ao contrário- ela me respondeu.

- como assim?- perguntei confuso.

- overdose é o excesso de medicamentos correto? O que ela teve foi a falta de medicamento...Por isso o corpo não aguenta e assim o seu aviso é sangrar- ela me respondeu.

- por que ela toma isso Alice?- perguntei.

- dês de criança, ela tem um problema sério nos pulmões, se não tomar a injeção diariamente, os pulmões se fecham, causando dores e até é perigoso as costelas furarem- ela respondeu- qualquer coisa pergunta pra ela a hora que acordar.

- ok, obrigado Alice- respondi.

- ah Tom! por favor, não deixa ela sozinha não tá? Confesso que fico muito feliz com você do lado dela- ela disse
.

- pode deixar, eu jamais vou ficar longe dela- respondi desligando e olhando para aquele anjo caído de sono após um susto daqueles.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Milena Kaulitz
Ao extremo
Ao extremo


Número de Mensagens : 3499
Idade : 19
Localização : São Paulo
Data de inscrição : 26/05/2011

Minha ficha
Como conheceu o fórum?: Twitter

MensagemAssunto: Re: 391- três palavras, nove letras e um sentimento: EU TE ODEIO! FIC.   Qua Abr 17, 2013 1:39 pm

O_o Que susto!!

Overdose ao contrário, tadinha da Etchel :/

Isso Tommy, fica do lado dela Smile

Continua Liebe Wink
Voltar ao Topo Ir em baixo
http://meninaskaulitz.blogspot.com/
Izy's Drek

Fã


Número de Mensagens : 297
Idade : 19
Data de inscrição : 22/01/2012

MensagemAssunto: Re: 391- três palavras, nove letras e um sentimento: EU TE ODEIO! FIC.   Qua Abr 17, 2013 7:34 pm

CAPITULO 9- AGORA FUDEU, COMO VOU CONTORNAR ESSA HISTÓRIA?

Contado por Etchel....

Acordei no domingo, nada fora do normal. Pelo menos eu estava respirando, meu quarto ainda estava do jeito que estava, organizado, apenas a escrivaninha estava meio bagunçada mais isso ai é normal.

Levantei e olhei para um lado e para o outro, nada nem ninguém. Talvez Thomas tinha ido embora, bom...Menos mal, assim não tenho que explicar nada...Até que eu ouvi passos vindos da escada, e de repente ele me abre a porta com uma bandeja, caralho dá onde ele tirou isso?!

- Bom dia flor- ele me respondeu.

Flor?! qual é...dês de quando Tom sabe elogiar uma mulher? Bom...ainda bem que isso eu não falei em voz alta.

- Bom...dia- respondi seriamente.

- como está? melhorou?- ele me perguntou colocando a bandeja de café da manhã na cama e se sentou perto de mim, lá havia leite com chocolate, duas fatias de torrada com manteiga...Do jeito que eu gosto, pouca coisa.

- melhorei de que?- perguntei- e porque eu estou nua?!- Por sorte eu cobri com a coberta branca, não queria que ele me visse nua.

- não precisa cobrir nada porque o que tinha ai eu já vi, não aconteceu nada entre nós, já vou avisando...Mas ontem a senhorita esqueceu de tomar o remédio e quase teve um sei lá o que que não parava de sangrar...Você estava no banheiro e me gritou, ai eu te trouxe pra cá e liguei pra Alice, ela me disse o que tinha que fazer e eu fiz- respondeu.

- você me viu nua?- perguntei, ainda não acredito no que eu estou ouvindo.

- sim, mas entenda, não fiz nada com você, apenas te trouxe pra cama, apenas pra te ajudar- ele me respondeu. Aqueles olhos pela primeira vez me diziam a pura verdade, ainda pior...estavam brilhando! Ai droga! eu odeio quando ele faz isso! Me lembra a primeira vez que nos vimos...

- hum...Bom se é só isso eu agradeço muito- respondi.

- você parece estar mais séria? o que houve?

- nada, nada...Eu queria te pedir pra esperar lá fora, eu preciso me trocar, se importa?- apontei pra porta.

- ah...Et eu...eu, bom eu já vi o que tinha que ver- me respondeu com um sorrisinho.

- é mais eu me importo, se importa?!- aumentei o tom de voz.

- ta bom, já to indo, já to indo- se levantou e saiu do quarto.

Não vou negar, fiquei com muita vergonha dele ter me visto assim, eu...eu não sou bonita, cara...Eu sou um mostro! Meu corpo então parece o corpo de um dragão! droga viu?! Bom se já viu não posso fazer nada, eu que fui burra de não tomar a injeção. Levantei e segui para o banheiro, tomei um belo de um banho e voltei pro quarto, coloquei uma calça jeans azul escura, botas de cano curto salto 15, blusa preta lisa. Tomei o leite e comi as duas torradas...

Lá embaixo....Contado por Tom...

caramba, o que a de errado com ela?! Ontem estava pedindo minha ajuda e hoje está assim? agressiva, nervosa...Nem me deixar ficar no quarto ela não deixou...Tá vai, nem deu tempo de ver aquele corpo direito...Só os belos seios, a cintura...O que será que ela tem? Qual o segredo que esconde?
Voltar ao Topo Ir em baixo
Milena Kaulitz
Ao extremo
Ao extremo


Número de Mensagens : 3499
Idade : 19
Localização : São Paulo
Data de inscrição : 26/05/2011

Minha ficha
Como conheceu o fórum?: Twitter

MensagemAssunto: Re: 391- três palavras, nove letras e um sentimento: EU TE ODEIO! FIC.   Qui Abr 18, 2013 1:41 pm

Ar, ar, ar...
A Et é Bipolar!
Ar, ar, ar...
A Et é Bipolar!

rsrsrs #brinks

Fico imaginando a reação do Tommy ao descobrir a verdade O_o

Continua Liebe Wink
Voltar ao Topo Ir em baixo
http://meninaskaulitz.blogspot.com/
Izy's Drek

Fã


Número de Mensagens : 297
Idade : 19
Data de inscrição : 22/01/2012

MensagemAssunto: Re: 391- três palavras, nove letras e um sentimento: EU TE ODEIO! FIC.   Qui Abr 18, 2013 7:37 pm

OBS: hahahaha Adorei a musiquinha Milena Kaulitz

CAPITULO 10- O MEU MUNDO CAIU DE VEZ, AGORA O MUNDO RESOLVEU ME DIZER "FODA-SE VOCÊ ETCHEL!"

No domingo fui muito estranha com Tom, mais logo de noite nos acertamos e ele se foi, a vaca da minha "tia" não chegou e tomara que não chegue tão cedo. Na segunda de manhã acordei bem cedinho, me arrumei e tomei minha injeção. Peguei minha moto e fui para o colégio. Ao chegar encontrei Alice que logo me perguntou se eu estava bem, disse que sim...Afinal se Tom não estivesse lá eu provavelmente estaria morta.

As aulas até o horário do recreio foram normais, não teve nada de mais. Georg, Gustav, Tom e Alice estavam ali, menos Bill. A cada dia que passa eu fico mais agoniada, onde ele está? com quem ele está? Será que ele arrumou uma garota lá na Alemanha? Por que esses dois meses não passam logo de uma vez?!

Até que a secretaria apareceu na porta e logo me tirou dos meus pensamentos:

- com licença, a senhorita Montez- ela disse.

Me levantei e segui com ela até a diretoria, ela me deu o telefone e disse que meu tio queria falar comigo....Agora fudeu de vez!

- Alô?- peguei o telefone.

- Vem agora! isso é uma ordem! eu já avisei e você está liberada para sair do colégio- respondeu Hell e desligando na minha cara.

Voltei para a sala e guardei meus materiais....

- o que houve?- perguntou Alice.

- reza para não fuder mais do que está- respondi baixinho pra ela.

Saí da sala até chegar no estacionamento, liguei a moto e segui para a casa granda cinza escura e fria. Ao chegar lá desliguei e sai da moto, dois caras estavam fumando, eram dois dos Falcões, abriram a porta e eu entrei....Quando estava terminando o corredor principal para chegar ao salão, levei no rosto um soco que surgiu do nada, ainda por cima com um soco inglês. Gritei e caí no chão....Passei a mão na minha boca, já sangrando. Tentei me levantar mais ele chutou meu estômago.

- AH!- grite e me abaixei como um feto no chão.

Ele me rodeava, esperando eu levantar, e quando consegui, minhas pernas não aguentavam o peso do meu corpo, meu estômago doía pra caralho, minha boca ainda sangrando....

- Vamos lá?- ele me disse tacando ao chão um soco inglês da sua mão esquerda.
Uma batalha entre águias, pois as águias são os maiorais, e os falcões são os empregados, o pior de tudo é que de Hell ninguém ganha, eu prefiro lutar com um falcão do que com ele.

- sua vez- ele disse. Eu mas do que depressa tentei atingi-lo mas foi em vão, corri para dar um soco, mais ele desfiou e me socou nas costas, fazendo eu me segurar numa cadeira que tinha ali perto.

- está pensando com a força, e não a inteligencia!- gritou.

Me virei e logo comecei a andar em circulos, ele andava também, seguindo meus passos, vendo se eu era capaz de dar um unico soco.
Até que se aproximou para me atacar e eu desfiei, dando um soco na sua costela, fazendo quase cair... Muitos socos ali foram levados por ambos, até que eu caí no chão depois de dar meu ultimo soco no seu rosto.

- Você....Entendeu meu recado afinal?!- disse rindo em cima de mim, dando sua mão para ajudar a me levantar.

- sei que eu errei, mas o cara me drogou- respondi como defesa, me levantando.

- é eu sei e fez certo, nós estávamos atrás daquele cara há dias- respondeu com um sorriso.

- Hell sabe que eu só mato quando preciso- respondi olhando pra ele.

- eu sei. E a cada dia que passa você está ficando mais forte- me respondeu.

- ah qual é?! você agora se fazendo de pai pra mim?! Nem o meu foi tão atencioso comigo, a unica coisa que ele me deu de bom foi isso- olhei para cima. O que é verdade, pois meu pai nunca me amou direito, a unica coisa que vez de bom pra mim foi ter deixado sua liderança pra mim.

- não diga isso Dark Angel, ele te amou de qualquer forma, se não não teria dado à você todo esse poder- me respondeu.

- Eu...Eu vou me limpar e já começo meu treinamento de arma e depois o das lâminas- respondi deixando-o ali.

Não é facil pra mim, eu sou sozinha, tenho uma máfia pra cuidar, e amo alguém que está na Alemanha...Parece que a cada dia que passa eu tiro o amor de dentro do meu coração...Agora estou na sala de armas, adoro essa parte, onde o som dos tiros nos alvos me deixa...excitada.

Enquanto estou atirando parece que minha mente vai para um lugar mais quente, como seu eu e Bill estivéssemos na cama, fazendo amor...Como se os sons dos tiros agudos de algumas armas fossem os meus, gritando ao sentir ele me penetrando, e os sons mais graves fossem os seus gemidos, me dizendo que está bom...Na aula com as lâminas e punhais eu imagino ele me arranhando, puxando meu cabelo, ai já um sexo mais agressivo, mais dominante...

- Etchel?- Hell atrás de mim.

- sim?

- tem um moleque com dreads ai que disse que te conhece- ele respondeu saindo de perto de mim....

Ai caralho será que é o Tom?
Voltar ao Topo Ir em baixo
Steph MADA
Mega Fã
Mega Fã


Número de Mensagens : 758
Idade : 17
Localização : Lins.SP
Data de inscrição : 19/12/2012

Minha ficha
Como conheceu o fórum?: Buscador

MensagemAssunto: Re: 391- três palavras, nove letras e um sentimento: EU TE ODEIO! FIC.   Qui Abr 18, 2013 9:59 pm

Sexy Hexy! Twisted Evil
Tom apaixonado...
Vish, tá fudida mesmo!
Continua!
Voltar ao Topo Ir em baixo
Milena Kaulitz
Ao extremo
Ao extremo


Número de Mensagens : 3499
Idade : 19
Localização : São Paulo
Data de inscrição : 26/05/2011

Minha ficha
Como conheceu o fórum?: Twitter

MensagemAssunto: Re: 391- três palavras, nove letras e um sentimento: EU TE ODEIO! FIC.   Sex Abr 19, 2013 9:43 am

Eta Etchel, isso é hora de ter pensamentos pervertidos??? kkkk

Amei a pancadaria =D

Continua Liebe Wink
Voltar ao Topo Ir em baixo
http://meninaskaulitz.blogspot.com/
Andrea Baumann
Big Fã
Big Fã


Número de Mensagens : 450
Idade : 22
Data de inscrição : 06/12/2010

Minha ficha
Como conheceu o fórum?: Buscador

MensagemAssunto: Re: 391- três palavras, nove letras e um sentimento: EU TE ODEIO! FIC.   Sex Abr 19, 2013 3:59 pm

continue Smile
Voltar ao Topo Ir em baixo
http://andrea-bm.tumblr.com/
.JH.
Ao extremo
Ao extremo


Número de Mensagens : 3022
Data de inscrição : 26/02/2012

Minha ficha
Como conheceu o fórum?: Site TH BRASIL

MensagemAssunto: Re: 391- três palavras, nove letras e um sentimento: EU TE ODEIO! FIC.   Sex Abr 19, 2013 6:13 pm

Continua (:
Voltar ao Topo Ir em baixo
Izy's Drek

Fã


Número de Mensagens : 297
Idade : 19
Data de inscrição : 22/01/2012

MensagemAssunto: Re: 391- três palavras, nove letras e um sentimento: EU TE ODEIO! FIC.   Ter Abr 23, 2013 6:49 pm

CAPITULO 11- É BOM VOCÊ NÃO FICAR PERTO DE MIM

Contado por Etchel...

Quando Hell me chamou rezei para não ser Tom. Tipo tenho duas alternativas:

*Primeiro: Se for ele mesmo eu to fudida, ainda mais se eu contar que conheço ele...Não sei por que mais sei que se Hell souber que Tom agora está grudado em mim por dois meses ele me mata! O motivo deve ser porque todos nós não existimos, grande parte de nós não tem documento de nascimento ou coisa do tipo...Bom pra policia, mas pra outras máfias, eu tenho todos os documentos...Se alguém descobre que eu sou líder de uma das máfias mais fodidas da Alemanha, ai sim posso dizer que tenho vontade real de matar o Tom.

*Segundo: Embora agente não tem documentos sempre damos um jeito de arrumar um falso ou coisa do tipo, eu nem preciso muito de identidade falsa porque sempre tenho os Falcões perto de mim e Hell como águia, sempre me protegendo...Posso dizer que Tom não é nada meu, ou que é um cara do colégio, daí posso ficar de boa....Porém Tom leva uma surra...
Quando terminei de fazer a rota do corredor, vi um circulo de homens que quando se abriram lá estava: Boné preto, aquelas blusas enormes também preta, calça jeans escura e tênis branco...Amarrado em uma cadeira, só os braços para trás.

Ao meu lado estava Hell fumando um cigarro...

- Etchel!- respondeu Tom que logo levou um soco pela direita por um cara.

Não sei o que mais me dói, saber que ele está prestes a tomar uma surra, mas se eu contar que conheço ele, é bem capaz de Hell querer matá-lo.

- conhece esse cara?- Hell me perguntou soltando a fumaça de seus pulmões.
- ...Não...- respondi olhando para Tom que me olhou com uma cara de " O que está querendo? Diga que me conhece, por favor me tira daqui!"
Mais o que mais me doeu foi uma lágrima grossa que ele soltou, tive que ser forte para não chorar junto, mais era a vida dele que estava em jogo, e a minha também que no caso vale menos do que a dele...Me matar não faz diferença, mas matar ele? que não tem nada ver com isso...Seria muita injustiça.

Rapidamente virei as costas, ouvindo algumas risadas e logo socos e alguns gritos de Tom, Hell me acompanhou até a sala principal onde pegou um copo com gelo e Whisky e se sentou, arrumando alguns papéis na sua mesa, com certeza deve ser os próximos que devemos matar...Mais o que dói é ouvir Tom gritando meu nome, gritando de dor...Isso durante uns 15, 30 minutos sem parar...Imagina você apanhando sem necessidade durante esses minutos que ali parecem ser eternidade?

- Não posso deixar isso acontecer...- respondi fechando os olhos.
- o garota foi intruso de ter vindo aqui- Hell respondeu olhando pra mim.
- Mas ele não merece apanhar tanto!- me dirigi rapidamente até a porta, abrindo-a e ouvindo Hell gritar meu nome...Mas nem dei bola pra isso.

Terminando o corredor para ir até o salão principal peguei uma faca pequena que estava numa mesinha ali por perto, e vi os caras batendo em Tom, que estava manchado de sangue, já não aguentava mais as dores...

- PAREM!- gritei e assim fizeram...Olharam assustados com a minha reação, mas ali mesmo Hell mandando eu sou a líder principal...
Eles afastaram e eu corri para ver como Tom estava... Peguei a faca e cortei a corda das mãos dele...Rapidamente ele caiu no meu colo, todo sangrando, desmaiado pela dor...
eu abracei fortemente...

"me perdoe, mas eu tive que fazer isso"- pensei
- Levem ele para a minha sala agora!- ordenei, e assim fizeram...
Voltar ao Topo Ir em baixo
Steph MADA
Mega Fã
Mega Fã


Número de Mensagens : 758
Idade : 17
Localização : Lins.SP
Data de inscrição : 19/12/2012

Minha ficha
Como conheceu o fórum?: Buscador

MensagemAssunto: Re: 391- três palavras, nove letras e um sentimento: EU TE ODEIO! FIC.   Ter Abr 23, 2013 9:23 pm

Hohohohoho! *de cara*
Et, sua vadia, eu queria te bater agora por deixar o Tom apanhando!
Dane-se se eu apanhasse do Hell, eu te matava!
Ai, continua!
Voltar ao Topo Ir em baixo
ohannakaulitz

Fã


Número de Mensagens : 74
Idade : 19
Localização : Aracaju - Se
Data de inscrição : 26/05/2012

Minha ficha
Como conheceu o fórum?:

MensagemAssunto: Re: 391- três palavras, nove letras e um sentimento: EU TE ODEIO! FIC.   Ter Abr 23, 2013 9:51 pm

Tipo assim, continua porque está perfeita *----*

OhannaAlien;3
Voltar ao Topo Ir em baixo
Milena Kaulitz
Ao extremo
Ao extremo


Número de Mensagens : 3499
Idade : 19
Localização : São Paulo
Data de inscrição : 26/05/2011

Minha ficha
Como conheceu o fórum?: Twitter

MensagemAssunto: Re: 391- três palavras, nove letras e um sentimento: EU TE ODEIO! FIC.   Qua Abr 24, 2013 1:54 pm

Steph MADA escreveu:
Hohohohoho! *de cara*
Et, sua vadia, eu queria te bater agora por deixar o Tom apanhando!
Dane-se se eu apanhasse do Hell, eu te matava!
Ai, continua!

Et menina má Evil or Very Mad

Continua Liebe Wink
Voltar ao Topo Ir em baixo
http://meninaskaulitz.blogspot.com/
Izy's Drek

Fã


Número de Mensagens : 297
Idade : 19
Data de inscrição : 22/01/2012

MensagemAssunto: Re: 391- três palavras, nove letras e um sentimento: EU TE ODEIO! FIC.   Qua Abr 24, 2013 6:30 pm

CAPITULO 12- JAMAIS ESPEREI ISSO DE VOCÊ

Ok, todos aqui estão me odiando, mais quer saber que se dane! Eu não tô nem ai pro que pensam de mim...O que fiz foi para salvar Thomas da morte...Com já tinha dito, não ligo se me matarem, que diferença faz afinal?!

Bom pedi para os caras levarem ele pra minha sala, e quando entrei ele estava deitado no sofá preto, todo machucado, com o lábio cortado, os braços e as mãos roxas e manchadas de sangue...No entendo, por que em certas horas consigo sentir atração por ele, mas em outras eu o desprezo?! O que há de errado comigo?

Fiquei ali limpando as manchas de sangue do seu rosto e de seus braços, com um leve pano branco molhado com água morna...Até que ele abriu os olhos, eu parei, vi ele olhar para a sala inteira e por fim eu. Não disse nada, mas seu olhar dizia tudo, o constrangimento, a humilhação, o por que que eu fiz aquilo...Céus como esse olhar me mata por dentro, a boca serrada, sem movimento...Sem significado talvez...Decidi por mim mesma acabar com aquele clima.

- Eu...Eu sei que está com raiva de mim, mas...

- Eu jamais ia esperar isso de você- me interrompeu e assim se levantou
calmamente, com o braço esquerdo segurando o abdômen, ele ficou de pé e eu fiquei também mas pelo cansaço suas pernas não aguentaram, fazendo-o quase cair se eu não tivesse segurando com cuidado.

- Tom...- disse quando me aproximei para segura-lo.

- não preciso da sua ajuda- me respondeu de cara virada.

- olha...Eu sei que está com raiva de mim mas...Por favor me deixa explicar!- implorei.

- explicar o que? o Por que que deixou aqueles caras me baterem?! Ou o por que você está aqui?- me respondeu seriamente.

- eu acho que devo de explicar...Olha deixa eu te ajudar...

- NIEN!- seu tom de voz...Sério e seco me doía ainda mais...Muito pior que um tiro no peito. - Eu nunca, nunca mais quero te ver na minha frente! entendeu? NUNCA!- ele respondeu e com dificuldade saiu da sala, me deixando ali sozinha...Chorando.

Demorou muito tempo até que Hell entrou na sala, isso já era umas 18:30 da tarde...Eu estava olhando para uma das janelas, fumando e tentando entender ou pelo menos mostrar ao meu cérebro que nunca mais iria ver...

- Você conhece aquele garoto...- disse Hell quebrando meus pensamentos.

Eu apenas olhei pra ele e soltei uma fumaça.

- vai...Pode contar- se sentando em uma das poltronas.

- Alice fez uma aposta, onde eu e ele teríamos que ficar juntos por dois meses, apenas em alguns lugares nós poderíamos estar sozinhos...É claro que eu pedi pra ele não vir comigo...Mas...- abaixei a cabeça.

- Etchel sabe que todos os dias eu recebo ameaças de outras máfias por causa de você? Todos os dias eu tenho que te proteger, colocar caras no colégio, caras perto de você o tempo todo porque sabe lá Deus o que pode acontecer com você?! E se esse cara faz parte de uma delas, podia muito bem te matar como o Robert queria...- ele afirmou calmamente.

- Se tem uma coisa que Tom não faria era isso, porque foi ele que me salvou naquele dia, antes dos caras chegarem no quarto...- olhei pra ele.

- Sério? hum...Tenho que fazer os falcões terem mais treinamento então...Mas se esse cara te salvou por que diabos fez isso com ele hoje?- me perguntou.

- Porque você sempre diz que ninguém pode ficar perto de mim, achei que queria matar ele ou eu...- desabafei e sentei no sofá, com as mãos escondendo o rosto, chorando mais ainda, me sentindo culpada mais ainda...

- Et...Não sou tão assim...- colocou sua mão no meu ombro.

- eu não tenho culpa de ser uma chefe idiota onde ama o irmão dele....E...E acho que estou gostando dele também....EU SOU UMA INÚTIL!- respondi cobrindo o rosto novamente.

- Ei...Você é minha filha de alma, e eu não vou deixar você de deprimir...Tanto que você é uma garota depressiva dês de criança...Mas mesmo assim não estou bravo com você, era só ter me falado da aposta, e se Alice conhece o muleque e se ele é de confiança, era só ter me falado...- olhou pra mim, colocando sua mão no meu queixo, fazendo-me subir o rosto marcado pela maquiagem e pelas lágrimas.

- Agora o que você tem que fazer é ser forte e dar um jeito desse garoto te perdoar...- me respondeu dando um beijo na minha testa e me abraçando como se fosse meu pai.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Milena Kaulitz
Ao extremo
Ao extremo


Número de Mensagens : 3499
Idade : 19
Localização : São Paulo
Data de inscrição : 26/05/2011

Minha ficha
Como conheceu o fórum?: Twitter

MensagemAssunto: Re: 391- três palavras, nove letras e um sentimento: EU TE ODEIO! FIC.   Qui Abr 25, 2013 1:42 pm

Ih Et, você vai ter que rebolar e dar cambalhotas pro Tommy te perdoar :S

Continua Liebe Wink
Voltar ao Topo Ir em baixo
http://meninaskaulitz.blogspot.com/
Steph MADA
Mega Fã
Mega Fã


Número de Mensagens : 758
Idade : 17
Localização : Lins.SP
Data de inscrição : 19/12/2012

Minha ficha
Como conheceu o fórum?: Buscador

MensagemAssunto: Re: 391- três palavras, nove letras e um sentimento: EU TE ODEIO! FIC.   Qui Abr 25, 2013 1:59 pm

Eu acho que o Hell é o pai dela de verdade!
Assim como acho que o Tom não vai perdoar ela.
Continua.
Voltar ao Topo Ir em baixo
.JH.
Ao extremo
Ao extremo


Número de Mensagens : 3022
Data de inscrição : 26/02/2012

Minha ficha
Como conheceu o fórum?: Site TH BRASIL

MensagemAssunto: Re: 391- três palavras, nove letras e um sentimento: EU TE ODEIO! FIC.   Qui Abr 25, 2013 6:46 pm

Continua (:
Voltar ao Topo Ir em baixo
Izy's Drek

Fã


Número de Mensagens : 297
Idade : 19
Data de inscrição : 22/01/2012

MensagemAssunto: Re: 391- três palavras, nove letras e um sentimento: EU TE ODEIO! FIC.   Sab Abr 27, 2013 4:21 pm

CAPITULO 13- GRANDES SEGREDOS SÃO DESCOBERTOS.

Passei meu final de semana ali com Hell, não faz sentido voltar pra casa, minha tia nem dá bola então...Acho melhor ficar aqui, sozinha, treinando ou pelo menos tentando treinar...Não sei, nunca me senti bem sozinha, bom...
Estava deitada na minha cama, dentro da minha sala...Que na verdade parece mais um mini apartamento...Tem sala, banheiro, meu closet e o quarto; Ainda deitada resolvi escrever como é mais ou menos a minha vida e assim o resultado:

Nasci em: Los Angeles
minha mãe: professora
meu pai: era chefe da máfia em Erie juntamente com Los Angeles, Erie (Colorado), Italia, Alemanha e Austrália.
Eu: Etchel Hall Montez. 17 anos, filha de um cara da máfia, foge de L.A com risco de morte (após a morte dos pais- acidente de carro). Encontra seu protetor Hell, segundo chefe da máfia- até eu poder completar meus treinamentos e ser a chefe da máfia.
o que fazemos? Matamos outros mafiosos.
Apaixonada? Por Bill <3
Meu corpo pede: .....Bill mais ao mesmo tempo Tom.
amigos? Alice, Gustav e um pouco Georg.

Realmente estou perdida...Não sei o que vou fazer...Deixei a folha de lado e assim acabei dormindo.

Quando acordei já era de manhã no domingo .....Só eu que odeio domingo?! Bom tomei banho e me arrumei, quando sai do quarto fui em direção ao salão principal onde ouvia a voz de Hell e de um outro cara...Conforme fui chegando mais perto reconheci essa voz...O que aparentemente era a de Georg.

- Entendeu o que você vai fazer?- Hell dizia novamente, estava sentado numa mesa cheia de papéis, documentos...E Georg estava de frente pra ele.

- sim senhor- ele respondeu.

- eu quero ela protegida! e Avisa a Alice também que dá próxima vez que tivermos uma reunião que é pra ela vir junto! Agora Georg....Quanto ao tal de Thomas...- perguntou Hell.

- pode ter certeza que ele é de confiança Senhor...Eu lhe dou a minha palavra que nem ele nem o irmão são capazes de algo- ele respondeu- Além disso Alice está tomando conta de Bill lá na Alemanha, nossos aliados já pegaram sua identidade, sabe que ele é a joia do nosso estudo...- respondeu seriamente.

- ele como Etchel...Bom está liberado agora- ordenou.

- com licença Senhor- Georg saiu pelo portão quadrado de ferro e agora só estava Hell, e mesmo que tal vez ele não quisesse me contar, eu tinha que saber...

Ele ainda estava ali sentando arrumando os documentos, escrevendo algo...

- que história é essa agora de colocar meus amigos em perigo?! Por que Georg estava aqui em? E o que Alice tem a ver com Bill? Por que que eu não posso saber de tudo isso?!- perguntei ficando de frente pra ele, com as minhas mãos sobre a mesa, respirando fundo e nervosa.

- sente-se- levantou a cabeça e vez um gesto com a mão para me sentar, e assim feito.

- agora me diga, que porra de história é essa afinal?!- perguntei.

- Sabia que uma hora você ia descobrir...Bom Georg e Alice sempre foram meus agentes secretos para te proteger no colégio, Georg toma conta de você e Alice toma conta de Bill...- ele começou.

- E o que o Bill tem a ver com isso caramba?!

- Bill não foi para um seminário na Alemanha Etchel...- ele me respondeu.

- como assim?! ele tá morto?!- fiquei em estado de choque.

- Não querida...Ele está fazendo o mesmo procedimento que eu faço aqui com você, ele só foi pra Alemanha porque...

- Por que?!- continuei.

- Porque ele está fazendo a alteração no DNA é por isso...Assim como você tem a alteração por causa das injeções...- ele me respondeu com calma.

- Mas aquelas injeções eu tomo dês de criança...- olhei pra ele meio desapontada.

- Sim, seu pai criou essa genética para que pudessem ser mais fortes, onde não sentem dor ao levar um soco ou um tiro...Por exemplo se tomar diariamente essa nova genética, o DNA é modificado, assim você tem um vírus que toma conta do seu DNA, fazendo ele ficar mais resistente, a cicatrização de todas as partes do corpo são mais rápidas...O que leva para cicatrizar um corte em uma semana por exemplo leva apenas 24 horas ou até menos...Você é um caso raro pois ainda tem um pouco de dor, ainda é sensível...Mais isso é por ser garota, e isso vai vir aos poucos, você vai conseguir ser mais ágil, mais rápida para matar, mais inteligente do que é...O seu caso demora porque as mulheres sofrem a alteração de hormônio na adolescência... Disso você já sabe...No caso de Bill não vai demorar muito, ele é homem, e nos homens já é mais rápido a dominação do vírus no DNA- ele me
respondeu.

- então quer dizer que ele e eu somos tipo maquinas humanas?! Onde nada nos impede?- perguntei e ele acenou positivamente- caralho!- respondi.

- Só que vocês dois tem que ficar sob vigia o tempo todo, se alguém, a Nasa ou sei lá quem descobre que vocês dois são diferentes, nós estamos perdidos...- ele respondeu.

- bom o importante é que eu sou uma arma mortal!- respondi meio que me achando.

- e o bom de tudo isso é que você se tiver a primeira vez, além de ter maior quantidade de prazer do que o normal, vai acordar virgem novamente...Pois a sua dilatação é considerável um tipo de corte, assim o vírus atua durante a noite e assim fica pura novamente até a morte...Quer dizer, você e Bill vão meio que demorar para morrer...Estamos tentando fazer isso com os outros integrantes da máfia, para nos deixar mais fortes, Georg e Alice já foram infectados com o vírus, agora só falta terminar em você e Bill....Alice me disse que queria fazer isso em Gustav, o namorado dela e no irmão de Bill...o Tom- ele me respondeu.

- e você vai deixar?- perguntei.

- quem sabe...Ainda estou vendo isso com Georg e Alice- ele me respondeu.

- hum entendi...

- bom eu já te expliquei tudo que tinha para ser explicado...Podemos tomar nosso café da manhã? - ele riu pra mim e assim fomos até a cozinha.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Conteúdo patrocinado




MensagemAssunto: Re: 391- três palavras, nove letras e um sentimento: EU TE ODEIO! FIC.   Hoje à(s) 4:15 pm

Voltar ao Topo Ir em baixo
 
391- três palavras, nove letras e um sentimento: EU TE ODEIO! FIC.
Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo 
Página 2 de 5Ir à página : Anterior  1, 2, 3, 4, 5  Seguinte
 Tópicos similares
-
» 391- três palavras, nove letras e um sentimento: EU TE ODEIO! FIC.
» Letras sinistras...
» 2012.10.20 - «O TREMOÇO VOLTA À ESCOLA» - Faculdade de Letras
» Quais bandas do Metal Extremo, tem as piores letras?
» Tópico de Letras!

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
TH BRASIL OFICIAL - Fórum :: Fan Stuff :: FanFics-
Ir para: