Fórum Oficial do Tokio Hotel no Brasil - TH BRASIL OFICIAL FÓRUM
 
InícioPortalRegistrar-seLoginIr para o site@THBRASILOFICIALFacebook

Compartilhe | 
 

 391- três palavras, nove letras e um sentimento: EU TE ODEIO! FIC.

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo 
Ir à página : Anterior  1, 2, 3, 4, 5  Seguinte
AutorMensagem
Izy's Drek

Fã


Número de Mensagens : 297
Idade : 19
Data de inscrição : 22/01/2012

MensagemAssunto: Re: 391- três palavras, nove letras e um sentimento: EU TE ODEIO! FIC.   Dom Abr 28, 2013 6:32 pm

AGORA A COISA VAI ESQUENTAR!!!!!!!!!!!!!!!!!
Voltar ao Topo Ir em baixo
Steph MADA
Mega Fã
Mega Fã


Número de Mensagens : 758
Idade : 17
Localização : Lins.SP
Data de inscrição : 19/12/2012

Minha ficha
Como conheceu o fórum?: Buscador

MensagemAssunto: Re: 391- três palavras, nove letras e um sentimento: EU TE ODEIO! FIC.   Seg Abr 29, 2013 1:25 pm

Georg , meu gostoso, faz parte da gangue! doce
desculpa a demora. Não imagino ele matando alguém, e imagine o Bill matando alguém...
Esquente, esquente e pegue fogo!
Conitnue!
Voltar ao Topo Ir em baixo
Milena Kaulitz
Ao extremo
Ao extremo


Número de Mensagens : 3499
Idade : 19
Localização : São Paulo
Data de inscrição : 26/05/2011

Minha ficha
Como conheceu o fórum?: Twitter

MensagemAssunto: Re: 391- três palavras, nove letras e um sentimento: EU TE ODEIO! FIC.   Seg Abr 29, 2013 1:48 pm

Eeeta, eles serão virgens eternamente?? kkkkk Engraçado.

Continua Liebe Wink
Voltar ao Topo Ir em baixo
http://meninaskaulitz.blogspot.com/
Izy's Drek

Fã


Número de Mensagens : 297
Idade : 19
Data de inscrição : 22/01/2012

MensagemAssunto: Re: 391- três palavras, nove letras e um sentimento: EU TE ODEIO! FIC.   Seg Abr 29, 2013 7:32 pm

CAPITULO 14- NÃO É TÃO RUIM SER SECRETÁRIA DA BIBLIOTECA QUANDO TEM VOCÊ

O final de semana passou e a semana chegou, bom nada mudou, apenas o fato de que Tom não me olhou na cara durante a semana inteira...Na verdade passamos duas semanas sem se falar, e quando ele queria falar algo pra mim, mandava Alice ou Georg dar o recado...Estávamos já quase no fim do primeiro mês da aposta....Praticamente na ultima semana do 1° mês....E nada de Tom falar comigo....

Isso até chegar na quarta-feira...

- Etchel! Etchel!- gritava Alice no corredor.

- o que foi?- perguntei guardando meus materiais no armário.

- agente vai na praça depois da aula quer ir?- ela me perguntou.

- iiiii Ali, nem vai dar, lembra que a diretora me colocou como secretária da biblioteca essa semana?- lembrei ela.

- nossa nem lembrei...Mas por que ela fez isso? que porre! ficar num monte de armários grandes cheios de poeira, junto com um monte de alunos chatos e nerds...- dizia Alice enquanto fazia uma cara como se estivesse imaginando.

- nossa miga, tá me ajudando muito sabia?!- disse rindo para o lado- Além disso embora ela me colocou como "aluna exemplar" eu posso sair mais cedo, quem sabe eu não passo lá na praça...eu te ligo- respondi.

- ok então miga, té mais!- me dando um beijo na bochecha e indo embora.

Isso de ficar na biblioteca como secretária na verdade foi castigo que o Hell me deu, poxa só porque eu sem querer quase acabei com o ginásio de treinamentos?! Porra segurar uma metralhadora de calibre 35 não é facil! E com isso até restaurar os buracos feitos por MI, ele mandou a diretora me colocar pra ficar presa naquele inferno que é escola! Mas estava quase acabando a semana, acho que nada mais justo ele me castigar....

Quando abri a porta da biblioteca não tinha ninguém, e logo eu fui para a minha mesa, um tipo de mesa que não mostra as pernas, tipo ela é fechada nas laterais e na frente sabe? Pesada de madeira envernizada, uma cadeira tipo de computador meio grande com rodinhas de cor azul meio preto....sei lá... Em cima da mesa tinha uns papéis e uns livros....Quando puxei a cadeira para me levantar, levei um susto! Tom estava dentro daquela caixa-mesa, segurando as pernas....

- ai caralho! que se tá fazendo aqui?!- tomei um susto e dei um passo pra trás.

- cala boca! tô tentando me esconder do inspetor- ele falou baixo.

- já tentou ir embora?!- dei uma ideia.

- já palhaça! Mas o idiota fica no portão, esperando por mim....dã!- me respondeu.

- ai grosso! Só não te entrego porque não ia ganhar nada com isso...Mas vem cá, o que você fez dessa vez?- perguntei sentando na cadeira.

- fui eu que pichei a parede do banheiro masculino, o pior de tudo é que o desgraçado quase me pegou- respondeu.

- e por que vez isso?- perguntei novamente.

- ah...tava atoa...- respondeu com sinceridade, dando um pouco dos ombros.

- ah....tendi- respondi olhando para o lado- bom se quiser ficar ai, por mim...Não tem problema, depois pode sair comigo, quer dizer, na hora que eu vou embora ele já não está mais na escola...

- pra que eu vou ficar perto de você?! dá ultima vez que eu fiz isso levei uma surra sem necessidade lembra?!- fazendo uma cara meio idiota...

- Já disse que se me deixar explicar...- ele me interrompeu.

- ah! blah blah blah! fala com a minha mão ta?- fazendo uma boquinha com a mão.

- só não precisa ser grosso!- respondi e logo a porta da biblioteca se abriu- ai meu Deus.

Ele pegou as minhas pernas e trouxe para perto, fazendo a cadeira ficar bem próxima da mesa...

- não fala que eu estou aqui!- disse baixinho.

De repente vi o cara que entrou, um gatilho jogador do time da escola, o Escott....Que por sinal é muito gato mais é muito burro...Cabelos castanhos, olhos verdes, peitoral lindo...OOOOOOOOOOOOO LÁ EM CASA!!!!

- oi Et- disse chegando perto de mim.

- oi- respondi- tudo bem?

- sim, eu to procurando um livro de história sobre a independência da Argentina, tem como me ajudar?- ele perguntou.

- é só procurar na sessão das independências idiota!- disse Tom bem baixinho debaixo da mesa, até que com a minha mão dei um tapa no pescoço dele- ai! vadia...

- então...Eu acho que a Jessica pegou ele essa semana, deixa eu ver aqui na pasta....Hum é Escott, realmente está com ela, mas você pode tirar xeroz dele se quiser, é só pedir pra ele- disse com um sorriso.

- hum...ok então, obrigada, ah! agente podia sair um dia desses que acha?- ele me perguntou.

- claro...- respondi lambendo o lábio.

- ok então beijos- piscou o olho direito e saiu da sala.

- pronto posso sair daqui?!- perguntou o meu encosto....

- ainda não!- respondi.

- droga viu!- deu um soco na mesa por baixo....

O tempo passou e eu estava arrumando, escrevendo quem pegou ou não os livros, teve horas que eu esqueci que Tom estava de baixo de mim...E por esse descuido, abri um poucos as pernas, por sorte dele eu estava de saia...

~ Pesamentos de Tom~

Admito é um porre ficar aqui sem fazer nada, mas até então eu estava jogando no celular, até que Etchel abriu as pernas, sabia que era inocente, mais porra...Adorei a calcinha preta de renda dela, cara eu to babando aqui...A coisa ta aumentando embaixo, acho que...Não teria problema se eu...chegasse mais perto...

~fim dos pensamentos~

Acordei dos meus pensamentos quando senti uma mão quente passar pela minha perna esquerda, adentrando mais para perto da virilha...Meu Deus, como isso é bom...A mão de Tom estava leve, apenas tocando com as pontas dos dedos a parte de dentro nas minhas coxas...Chegando perto da minha calcinha.

- Tom! quer fazer o favor de tirar a mão daí!- dei um tapa na sua mão.

- qualé! só tava fazendo você relaxar um pouco- disse maliciosamente.

- não obrigada não preciso disso- respondi.

- nunca se....Ah...você sabe...- me perguntou, tava morrendo de vergonha, ele estava com a cabeça no meio das minhas pernas.

- sei o que?- perguntei tentando esconder a vergonha.

- ah...nunca se deu prazer?- me perguntou.

- não- respondi tentando não olhar nos seus olhos.

- hum...

- agora faz o favor de sair dai!- mandei.

De repente senti suas mãos puxando minhas pernas, fazendo eu quase cair da cadeira...

- O...O que está...- senti ele se levantar e assim ficar em cima de mim, se apoiando na cadeira.

- shhhhh....Você reclama demais sabia?- chegando mais perto dos meus lábios, passando a mão pelo meu corpo.

- mas disse que me odeia...- respondi olhando nos seus olhos.

- acho que vou ter que me acostumar com isso...- fechando seus olhos e colando nossos lábios, fechei os olhos e ali sentia minha vontade aumentar, eu sei que é errado mas...eu quero, e muito. O beijo fora ficando mais forte, eu me apoiava no seu pescoço para afundar ainda mais as nossas línguas....
Voltar ao Topo Ir em baixo
ohannakaulitz

Fã


Número de Mensagens : 74
Idade : 19
Localização : Aracaju - Se
Data de inscrição : 26/05/2012

Minha ficha
Como conheceu o fórum?:

MensagemAssunto: Re: 391- três palavras, nove letras e um sentimento: EU TE ODEIO! FIC.   Ter Abr 30, 2013 10:41 am

O.O Tom Safadiinho (sempre rsrsrs) , Continua está perfeita:)))
Voltar ao Topo Ir em baixo
Milena Kaulitz
Ao extremo
Ao extremo


Número de Mensagens : 3499
Idade : 19
Localização : São Paulo
Data de inscrição : 26/05/2011

Minha ficha
Como conheceu o fórum?: Twitter

MensagemAssunto: Re: 391- três palavras, nove letras e um sentimento: EU TE ODEIO! FIC.   Ter Abr 30, 2013 12:18 pm

Continua Liebe, não deixa a gente nessa fissura não yaya
Voltar ao Topo Ir em baixo
http://meninaskaulitz.blogspot.com/
Steph MADA
Mega Fã
Mega Fã


Número de Mensagens : 758
Idade : 17
Localização : Lins.SP
Data de inscrição : 19/12/2012

Minha ficha
Como conheceu o fórum?: Buscador

MensagemAssunto: Re: 391- três palavras, nove letras e um sentimento: EU TE ODEIO! FIC.   Ter Abr 30, 2013 12:41 pm

Não nos abandone, sua malvada!
Cade o próximo!
Quero agora!
Voltar ao Topo Ir em baixo
Izy's Drek

Fã


Número de Mensagens : 297
Idade : 19
Data de inscrição : 22/01/2012

MensagemAssunto: Re: 391- três palavras, nove letras e um sentimento: EU TE ODEIO! FIC.   Ter Abr 30, 2013 10:25 pm


....Enquanto eu estava com minhas mãos na nuca dele, suas mãos desceram para minha calcinha, sua mão direita me tocava a cada segundo mais fundo...Enquanto a outra estava se segurando na minha cintura, franziu a testa guando eu coloquei a minha mão junto com a dele.

Depois parou de me beijar e seguiu para o pescoço...Desabotoando minha blusa branca, a cada segundo eu olhava e ele estava mais para baixo, com as mãos tirava a calcinha de seda e enquanto tirava-a, passava com força as mãos nas minhas coxas. Me segurei na cadeira e pendi a cabeça para trás, fazendo um leve gemido sair de dentro de mim, sentindo sua respiração ficar mais densa na minha pele, abrir a boca levemente e começar a beijar minhas coxas perto da virilha....Enquanto um lado era beijado o outro era tocado com a ponta dos dedos...E logo senti sua boca se aproximar mais ainda...Quando olhei para baixo ele já estava me lambendo, me sugando mais intensamente, abrindo ainda mais as minhas pernas...Segurei primeiramente no seu ombro, sentindo aquele doce prazer tomar conta do meu corpo, seus braços envolviam minha cintura, passando as mãos nas coxas, estou fora de mim...A cada lambida segurava com mais força ou no ombro ou passava a mão no topo da sua cabeça já sem o boné....



Não consegui dizer nada, apenas um grito por dentro soltei, junto com um gemido forte quando ele puxou o ar para dentro, me dando mais prazer...Me pegou e me colocou deitada no chão...Lambeu o lábio, mas dessa vez não era só um rosto malicioso que estava perto de mim, parecia que Thomas de alguma forma me amava...Eu desabotoei sua calça e quando estava puxando ele me parou.


- Eu não estou com proteção aqui- me disse.

- não tem problema - respondi- eu tomo remédio- ouvindo isso ele sorriu e assim com cuidado foi tirando seu membro da boxer, e ao poucos eu senti algo entrando dentro de mim, contraí meus músculos e ouvi um gemido por conta disso...Começou seus movimentos de vagar, e cada gemido mais forte fora aumentando...Fora me beijando durante a transa toda, e quando sentiu seu prazer, senti algo inchando dentro de mim, o que me vez gozar ainda mais...

E ali ficamos a tarde toda, após a nossa transa na biblioteca, depois quando deu o meu horário fomos até a praça onde Alice ainda estava com os meninos, chegamos sem dizer nada do que aconteceu, afinal quando se entra numa biblioteca devemos ficar quietos não é?
Voltar ao Topo Ir em baixo
Steph MADA
Mega Fã
Mega Fã


Número de Mensagens : 758
Idade : 17
Localização : Lins.SP
Data de inscrição : 19/12/2012

Minha ficha
Como conheceu o fórum?: Buscador

MensagemAssunto: Re: 391- três palavras, nove letras e um sentimento: EU TE ODEIO! FIC.   Qua Maio 01, 2013 12:07 am

Mano... O que foi isso?!
me explique! Ela vai ficar com o Tom... ela tem que ficar com ele.
Continua!
Voltar ao Topo Ir em baixo
Milena Kaulitz
Ao extremo
Ao extremo


Número de Mensagens : 3499
Idade : 19
Localização : São Paulo
Data de inscrição : 26/05/2011

Minha ficha
Como conheceu o fórum?: Twitter

MensagemAssunto: Re: 391- três palavras, nove letras e um sentimento: EU TE ODEIO! FIC.   Qua Maio 01, 2013 11:50 am

Steph MADA escreveu:
Mano... O que foi isso?!
me explique! Ela vai ficar com o Tom... ela tem que ficar com ele.
Continua!

Olha a safadeza em local público ¬¬' ashuashuashu

Continua Liebe Wink
Voltar ao Topo Ir em baixo
http://meninaskaulitz.blogspot.com/
Izy's Drek

Fã


Número de Mensagens : 297
Idade : 19
Data de inscrição : 22/01/2012

MensagemAssunto: Re: 391- três palavras, nove letras e um sentimento: EU TE ODEIO! FIC.   Qua Maio 15, 2013 3:16 pm

CAPITULO 15- FINALMENTE DOIS MESES SE PASSAM E VOCÊ ESTÁ DE VOLTA.

Andava para um lado e para o outro, acho que estava deixando Alice tonta de tanto me seguir com os olhos, meus dedos estavam até doendo de tanto morder as pontas, Hell tinha ido no aeroporto, buscar meu belo Bill, traze-lo de volta pra mim.

- acho estranho a mãe dele não ir buscar- disse Alice quebrando o gelo.

- Hell me disse que ela sabe de tudo, faz parte da mafia eu acho- respondi sem olhar pra ela, só o que fazia era andar para um lado e outro.

- quer parar caralho?! já ta me deixando tonta!- respondeu Alice.

- desculpa! Mais entenda o seu namorado está do seu lado! o meu não!- respondi com a voz meio alta.

- e dês de quando vocês são namorados?!- ela me perguntou.

- ah não sei...É que...eu amo ele- respondi parando de andar.

- seus olhos brilham quando você fala dele sabia?- ela disse e eu logo soltei um sorriso, acho que orelha à orelha.

De repente ouço o portão principal sendo aberto e a voz de Hell tomando conta daquele pequeno silêncio, corri para recebe-lo, deixando Alice para trás... Segui em direção ao salão principal e vi os caras, Hell e Bill entrar... Meu coração disparou, ele estava lindo, mais do que o normal, o cabelo preto como a noite armado, aquela pele branca, a jaqueta preta dando mais vida, segurava uma mochila no lado direito, corri para abraça-lo mais um dos caras me segurou pela cintura.

- que isso?! me solta!- apertei seu braço que estava envolvido na minha cintura- já disse! me solta! Hell manda ele me soltar!

- Leve ele lá pra cima, preciso ter uma conversa com ela- ordenando os outros a levarem Bill para o quarto, mas perai? Sem abraço? Sem pelo menos um "oi! que saudade!" Sem nada?!

- Bill espera!- disse- espera! me solta! Bill!!!- gritei vendo-o sumir em um dos corredores....Nem mesmo um olhar?

- por que?- vendo o cara me soltar e Hell na minha frente.

- ele ainda não pode ficar do seu lado- ele me respondeu calmamente.

- por que não?! Qual o problema?!- perguntei já soltando uma lágrima.

- (suspiro) ok, mas toma muito cuidado ok?- me perguntou.

- Mas do que eu preciso me cuidar?!- perguntei sem entender nada.

- vai ver- ele me respondeu e assim fomos até o quarto de Bill.

Quando cheguei tinha dois caras grandes, fico pensando o trabalho que Hell tem para contratar esses caras, o trabalho que eu um dia vou ter, mas enfim não to preocupada com isso agora, só quero ver Bill e nada mais. Quando Hell mando abrir a porta, ele estava em pé, arrumando suas roupas, tirando-as da mochila com o maior cuidado, olhou diretamente para mim.

- Tem visita pra você- Hell disse pra ele- Pode ir lá e...- tarde de mais, nem prestei atenção em Hell, só me vi correndo para os braços de Bill que por sorte fui muito correspondida, fiquei com o rosto colado no peitoral até olhar para cima, ver aqueles belos olhos castanhos, logo dei um leve sorriso, afinal pra que eu ia ter medo dele? Cara...ele é o homem que eu amo, nunca iria me machucar, e pelo que Alice me disse durante os dois meses que tive que esperar, ele também me ama.

Que aliás durante todos esses dois meses descobri que Alice, Gustav, Georg são da mesma mafia, que eu e Bill fazemos parte de uma "descoberta cientifica", que Hell é muito mais que meu protetor e que Tom está apaixonado por mim...O que eu ainda tenho que resolver, porque tá foda, ele sabia que dia Bill ia voltar e antes disso acontecer, estava me tratando com ódio, com raiva, falava que assim que Bill voltasse eu ia esquecer ele, parecia um louco correndo atrás de mim até que Alice deu um basta nele...Depois disso faz umas semanas que não o vejo....Mais não tenho que me importar com isso agora...

Bill ainda olhava pra mim, suas unhas pintadas ficavam com mais força, apertando minhas costas, comecei a sentir um pouquinho de ardência por causa disso.

- Bill...- mexi um pouco as costas, pra ver se ele percebia que estava me "machucando"

- Bill solta ela- afirmou Hell atrás de mim.

Ia me virar para ver Hell quando Bill me atacou com um beijo, forte como se a saudade tomasse conta dele, eu correspondi, sentia a mesma coisa por ele, não ia negar, mais seu beijo parecia muito mais diferente, ele me apertava ainda mais, quando estava sem folego para continuar tentei afastar mas sua força parecia ter triplicado ou coisa do tipo, comecei a gemer para me soltar, Hell mandou os caras segurarem Bill que antes de me soltar me mordeu no lábio...

- Etchel!- Hell me pegou pelo braço e me tirou dali e os caras trancaram Bill no quarto, que batia na porta, arranhava, dizia meu nome, gritava...

- O..O que houve com ele?! O que você fez com ele?!- dei um soco forte no peitoral de Hell.

- Com a injeção, ele sente seu cheiro, sabe que você se tornou uma garota mais prazerosa que as outras, sabe, sente...O que eu tenho que fazer é fazer você ficar longe dele por um bom tempo, antes que te machuque como fez agora!- me disse.

- eu amo ele e ele me ama! Sei que não foi por mal!- tentando voltar pra aquele quarto quando senti um forte puxão no meu braço.

- você não vai! Vai ficar comigo até eu perceber que ele pode te ver novamente!

Não acredito...Depois de todos esses meses...Eu ainda tinha que ficar longe dele.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Milena Kaulitz
Ao extremo
Ao extremo


Número de Mensagens : 3499
Idade : 19
Localização : São Paulo
Data de inscrição : 26/05/2011

Minha ficha
Como conheceu o fórum?: Twitter

MensagemAssunto: Re: 391- três palavras, nove letras e um sentimento: EU TE ODEIO! FIC.   Qua Maio 15, 2013 6:30 pm

O_O Caraca Bill, que força é essa homem???

Tadinho do Tommy, foi chutado pra escanteio ¬¬'

Continua Liebe Wink
Voltar ao Topo Ir em baixo
http://meninaskaulitz.blogspot.com/
Steph MADA
Mega Fã
Mega Fã


Número de Mensagens : 758
Idade : 17
Localização : Lins.SP
Data de inscrição : 19/12/2012

Minha ficha
Como conheceu o fórum?: Buscador

MensagemAssunto: Re: 391- três palavras, nove letras e um sentimento: EU TE ODEIO! FIC.   Qua Maio 15, 2013 10:37 pm

Ui, Vem fazer isso aqui em casa, Bill *bebum*

Tadinho do Tomelecozinho, foi pra escanteio mesmo.

O que queremos? Bill e Et! Quando queremos? Agora!
Voltar ao Topo Ir em baixo
Izy's Drek

Fã


Número de Mensagens : 297
Idade : 19
Data de inscrição : 22/01/2012

MensagemAssunto: Re: 391- três palavras, nove letras e um sentimento: EU TE ODEIO! FIC.   Sab Maio 18, 2013 1:33 pm

CAPITULO 16- CIUMES MORTAL ACABA NOS SEPARANDO

Não sei o que dizer hoje, só sei que depois daquele episódio do quarto eu nunca mais pude chegar perto dele. Imagina só, quem eu amo, quem me faz feliz em dias sombrios...Não posso nem trocar duas palavras, nem mesmo escrever um bilhete dizendo "Mesmo estando longe eu te amo ok?"...Não, nem mesmo isso eu posso.

Já faz duas semanas que estamos assim, Alice me trata totalmente diferente do que éramos, acho que preferia ficar com a mentira, tipo...Não saber que ela fazia parte da máfia, que Georg também não...Bom...Depois de descobrir tudo eu acho que as coisas só pioraram...E o que mais me irrita é todas vez que tem um treinamento de Bill eu tenho que assistir...Porra! É torturante! E além do mais, Hell só elogia ele e na minha hora acaba comigo... Enquanto todos podem sair, se divertir, eu tenho que ficar trancada, ainda mais que nessa semana fiquei sabendo o porque que a minha "tia" não voltava, o cara que ela namorava matou-a e em seguida se matou junto, o motivo eu não sei e nem quero saber...

Mas voltando ao assunto, não aguento mais essa vida!

- muito bem Bill!- Hell dizia ao ver o alvo perfeitamente atingido pela bala, isso já era a quinta vez...Quinta vez de perfeição, e elogios, bla bla bla...Confesso que está me irritando...


- Etchel é a sua vez- virou para mim, comigo falava sério, seco, sem nenhum sorriso, mas na vez de Bill claro...Sempre tinha um sorriso...

- ta falando sério?- perguntei desanimada, também já sabia o que ia acontecer.

- sim, estou.- me respondeu

Me levantei da caixa grande em que estava sentada e logo fui para a mesa de armas, escolhi a minha favorita e olhei para o alvo...Eu não quero fazer isso, pela primeira vez eu não quero, não estou afim, não quero mais...Olhei para baixo e logo voltei meu olhar para cima...

- Etchel...É a sua vez...- Hell meio que me forçando a atirar.

Ok agora perdi a paciência... Olhei para ele ainda com a arma apontada para o alvo e atirei, por sorte e por muito tempo treinando com isso, a bala foi para o meio certinho, abrindo um novo buraco no papel...

- Muito bom, mas devia olhar para o alvo....Não para mim- deu uma risadinha pelo canto direito, tentando conter a raiva.

- Eu estou olhando para o alvo...É uma pena que não posso atirar nele- joguei a arma na mesa, ele se levantou, sei que queria acabar comigo, por sorte os caras que estavam ali perto o seguraram, entrei no corredor e fui pro meu quarto, se realmente era pra ficar trancada, então ninguém vai me ver por um bom tempo.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Milena Kaulitz
Ao extremo
Ao extremo


Número de Mensagens : 3499
Idade : 19
Localização : São Paulo
Data de inscrição : 26/05/2011

Minha ficha
Como conheceu o fórum?: Twitter

MensagemAssunto: Re: 391- três palavras, nove letras e um sentimento: EU TE ODEIO! FIC.   Sab Maio 18, 2013 2:56 pm

Wooow... Adrenalina no ar!

Capítulo tão pequenininho :S

Continua Liebe, eu to louca pra ver no que isso vai dar yaya
Voltar ao Topo Ir em baixo
http://meninaskaulitz.blogspot.com/
Izy's Drek

Fã


Número de Mensagens : 297
Idade : 19
Data de inscrição : 22/01/2012

MensagemAssunto: Re: 391- três palavras, nove letras e um sentimento: EU TE ODEIO! FIC.   Sab Maio 18, 2013 4:27 pm

CAPITULO 17- REALIDADES...REALMENTE A VERDADE DÓI E MUITO.

Ao entrar no quarto, bati a porta com força atrás de mim, respirei fundo e fechei meus olhos, realmente não sei o que se passa aqui dentro de mim, mas sei que é uma mistura de raiva, ódio, solidão, fuga e um amor mal correspondido. Será que o resto da minha vida seria assim? Sem ninguém?
De repente ouço passos atrás de mim, eles param bem na minha porta, algo é deixado no meio das minhas pernas, um bilhete branco, na verdade era um papel meio branco dobrado, e em seguida os passos se afastaram rapidamente, peguei o papel e abri na esperança que fosse a letra de Bill, que por minha sorte era:

"Du bist perfekt, es ist schade, dass ich dich nicht mehr sehen, aber ich liebe dich immer noch"

Mais...Como assim? hum..." Não posso mais te ver" será que ele vai embora? Ah não...Não isso eu não admito! Decidi por mim mesma sair do quarto correndo, não ia me importar se chegasse no quarto dele, se ele me machucar eu não ligo, apenas quero saber que história é essa. Achei que iria ter pessoas ali de guarda na porta dele mais não, por sorte cheguei bem próxima da porta, respirei fundo e bati na porta, sem demorar ouvi um "entre".

Abri a porta e o vi tirando a jaqueta preta, parecia arrumar alguma coisa ou sei lá, estava com o cabelo negro baixo, seu rosto claro, meu Deus...Eu amo ele.

- recebeu meu bilhete?- ele me perguntou.

- sim, por isso eu estou aqui. E quero saber o por que que escreveu "Não posso mais te ver". Por acaso está voltando pra Alemanha?- perguntei meio nervosa, fechando a porta atrás de mim.

Ele não me respondeu, apenas deu um sorriso de leve no canto esquerdo, porém este logo sumira...

- Bill...Por que escreveu isso?- percebi que ele não olhava pra mim, o que me parecia estranho. Comecei a chegar mais perto, cada vez mais perto, até chegar e por as minhas mãos nos seus braços, suas mãos estavam se apoiando na escrivaninha atrás dele, comecei a colocar meu rosto na curva de seu pescoço, sem medo, sem neuras, sem raiva...Apenas para sentir de perto aquele perfume que todo vez me deixa bêbada... Como se tivesse tomado uma garrafa de Tequila.

- Olha pra mim...- pedi docemente quando olhei nos seus olhos e logo vi a coisa mais linda, deles surgiam lágrimas, seus olhos foram ficando cheios e sem esforço uma lágrima quente saiu de um deles.

Ele abriu a boca e soluçou fortemente, segurando meus braços...

- Eu quero te ver...- colou sua testa na minha.- Eu quero muito te ver!

- Bill? como assim?- perguntei levantando sua cabeça, olhando nos seus olhos avermelhados- sou eu amor! Etchel...- disse

- eu sei mais...Eu não consigo te ver...Hell me disse que talvez eu nunca mais possa voltar a ver, não quero ver o mundo, apenas você meu amor! Eu só quero ver você!- disse me abraçando fortemente, e eu o correspondi, comecei a chorar, não sabia que isso podia acontecer, estranho e ao mesmo tempo torturante, mas agora é apenas eu e ele.

- shhhh....Tá tudo bem, nessa noite é apenas eu e você, eu estou aqui, sempre!- beijei sua bochecha e logo segui para seus lábios, ele me beijou com leveza, senti seu rosto molhado pelas lágrimas que ainda caía, e alguns soluços durante o beijo.

- eu te amo, eu te amo- me abraçou novamente, estava com o rosto colado no meu pescoço, me beijando ali naquela região.

- me leva pra cama?- ele me perguntou e eu segurei sua mão, mostrando onde estava, e por mais esperto me colocou por baixo dele, fechando os olhos, passando seus lábios nos meus, deixando-os abertos e me beijando ainda mais. Seus braços me envolviam cada vez mais e eu segurava na sua cintura.

- não devemos...- disse no meu ouvindo.

- eu não ligo...- respondi e ele deu um leve sorriso, me beijando ainda mais. Em cima da cabeceira da cama tinha o interruptor da luz, que ele logo pôs a mão e apagou-a, deixando a luz da janela entrar, estava um dia frio, chuvoso, nublado, e quase anoitecendo.

- como sabia?- perguntei.

- Ei eu estou nesse quarto faz um tempinho...- começou a rir.- Deixa eu te sentir?

- sempre- respondi sentindo suas mãos tirando minha blusa e eu a dele, em seguida os sapatos e as calças, ele puxou o cobertor pra cima de suas costas, tirando de leve minhas peças intimas e eu tirando sua boxer. Realmente pela injeção eu o sentia muito mais que qualquer outra pessoa, ele passava as mãos por todo meu corpo, fazendo-me gemer baixinho, seus beijos quentes...Por dentro me sentia pronta pra ele, coisa que não senti com Tom na biblioteca.

Abriu as minhas pernas e penetrou de vagar, gemendo e me apertando forte...Começou a forçar mais um pouco, indo e vindo em perfeita sincronia, quando mais prazer mais calor, fazendo-me suar e ele também. Eu mudei de posição colocando por baixo, aumentando ainda mais, sentindo a coberta me aquecer apenas da cintura pra baixo, deixando minhas costas para o frio até que ele me abraçou fortemente, aquecendo-me...Uma de suas mãos desceu para a minha coxa e a outra ficou nas minhas costas, me apertando ainda mais forte.

- Et....Ahhhh...Et- disse no meu ouvido ainda com os olhos fechados.

Quando senti o prazer chegando eu o beijei com gemidos e ele me segurando pelas costas, passando as mãos de leve nos meu seios... Nunca senti uma coisa totalmente boa na minha vida, nosso prazer era muito mais prolongado, muito mais gostoso, porque além de tudo nos amamos.

- eu te amo- colou sua testa na minha.

- eu também te amo- respondi.

Tivemos mais uma vez, e assim eu acabei dormindo abraçada nele, confesso que dormi muito bem nesta noite, dormindo com que eu amo.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Milena Kaulitz
Ao extremo
Ao extremo


Número de Mensagens : 3499
Idade : 19
Localização : São Paulo
Data de inscrição : 26/05/2011

Minha ficha
Como conheceu o fórum?: Twitter

MensagemAssunto: Re: 391- três palavras, nove letras e um sentimento: EU TE ODEIO! FIC.   Sab Maio 18, 2013 5:09 pm

Não entendi.. Como assim o Bill não pode ver?? O_o

Continua Liebe Wink
Voltar ao Topo Ir em baixo
http://meninaskaulitz.blogspot.com/
Steph MADA
Mega Fã
Mega Fã


Número de Mensagens : 758
Idade : 17
Localização : Lins.SP
Data de inscrição : 19/12/2012

Minha ficha
Como conheceu o fórum?: Buscador

MensagemAssunto: Re: 391- três palavras, nove letras e um sentimento: EU TE ODEIO! FIC.   Sab Maio 18, 2013 8:13 pm

Ele tomou injeções demais. Talvez não possa mais ver.
Continua!
Voltar ao Topo Ir em baixo
Izy's Drek

Fã


Número de Mensagens : 297
Idade : 19
Data de inscrição : 22/01/2012

MensagemAssunto: Re: 391- três palavras, nove letras e um sentimento: EU TE ODEIO! FIC.   Qua Maio 22, 2013 10:07 pm

CAPITULO 18- ANOS DEPOIS....

- hum...- apertava minhas mãos nas suas costas, ele se movimentava de vai e vém...grudado em mim, passando uma das mãos nos meus seios...

- huum...- Bill me beijava com força, a cada pontada que o prazer chegava para ele, como gemia, me deixava mais exitada ainda.

- Bill, Bill...Aaahhh....BBBIIILLL- Sentia que estava prestes a me libertar...

- Só mais um pouco....AAAAAhhhh....- disse pendendo a cabeça para trás de fechando os olhos.

- Bi...Bi...Ahhh....AAAAHHHHH BBBIIIILLL!- sentia suas mãos com força na minha cintura, dando as ultimas estocadas fortes e uma mais gostosa que a outra.

- AAAAAhhhhhhhh......- deu um sorriso forte, ainda com a cabeça para trás, se libertando dentro de mim, seus cabelos logos e loiros estavam soltos, e eu logo os puxei para um beijo forte, sentindo suas mãos atrevidas apertando meus seios, sua lígua me deixava louca.

- hum...Vamo fazer de novo...Vai só mais uma vai....Por favor...huuummm....- chupava meu pescoço com força.

- Bill seu tarado! Você disse que essa era a nossa ultima vez!- disse vendo olhar nos meus olhos...

- aaaaaaaahhhhhhhh.......Mais eu amo fazer amor com você....É tão gostoso....Tão quente...Ainda mais quando você me aperta...- disse dando beijos no meu pescoço...

- eu não te aperto...- respondi meio que rindo.

- ahh me aperta sim, não sei em que momento ai dentro...Ai tenho dúvidas, mais sei que tem uma hora que você adora me apertar, inclusive na bunda...- disse saindo de mim com leveza se enrolando no lençol, deixando a coberta pra mim...Logo ele abriu o frigobar, pegou uma lata de red bull e sentou com as costas na cabeceira da cama, acendendo um cigarro...Eu me levantei e segui para o banheiro, tomei um banho rápido, só pra tirar aquele cheiro...Me enxuguei e coloquei uma camisola de seda preta, voltei para o quarto, ele estava de cabelo preso, com a cabeça pra cima, soltando a fumaça...

- que foi?- olhando para mim.

- nada...- fui em direção à estante que tinha na frente da cama, em cima a televisão, abri a terceira gaveta para pegar uma calcinha...

- não usa a vermelha ok?- dando mais um gole na bebida gelada.

- ok...daltônico...- respondi baixinho... Ok Bill realmente não podia enxergar no começo por causa das injeções, por sorte Hell fez uma nova formula, porém outro incidente aconteceu...Tem cores que ele não enxerga e quando fica irritado vê tudo embaçado...

- comé que é?- disse soltando mais uma vez a fumaça.

- comé que é o que?- respondi colocando uma calcinha preta de renda.

- eu ouvi bem? você me chamou de daltônico?- ele fez aquela cara de "não tô acreditando nisso"

- pra não dizer vesgo...acho que daltônico é a palavra certa pra você- respondi encostando na estante.

Soltou a ultima tragada e apagou o cigarro no cinzeiro que estava na pequena cômoda ao lado da cama com o abajur...Se levantou e deixou o lençol cair...Ficando nu na minha frente...Aquilo ainda meio em pé...Ai meu Deus, que gostoso...

- isso aqui não é daltônico e muito menos vesgo...- ainda com a lata de red na mão direita, vindo na minha direção...deixando a lata na estante, segurando na minha cintura...Fazendo seu membro encostar no pano de seda...

- e se transo com você é porque eu te amo...Não é pelo prazer, se é isso que queria dizer...- olhou nos meus olhos.

- ás vezes eu penso que você está comigo por causa disso...- abaixei a cabeça até que ele levantou com a mão segurando meu queixo...

- I'm so addicted too all the things
You do when you're going down on me
In between the sheets
All the sounds you make
With every breathe you take
It's not like anything
When you're loving me
- ele me respondeu.

- a nossa musica...- dei um sorriso.

- eu te amo mais do que tudo na minha vida...Não é o sexo, não é teu prazer...É você...Você é a minha vida- suas mãos seguravam meu rosto e logo um beijo forte, fazendo sua língua entrar na minha boca... Fazendo um amasso. Eu logo virei ele para encostar na estante e me abaixei...Chupando-o com força, com amor até gozar...
Voltar ao Topo Ir em baixo
Milena Kaulitz
Ao extremo
Ao extremo


Número de Mensagens : 3499
Idade : 19
Localização : São Paulo
Data de inscrição : 26/05/2011

Minha ficha
Como conheceu o fórum?: Twitter

MensagemAssunto: Re: 391- três palavras, nove letras e um sentimento: EU TE ODEIO! FIC.   Qui Maio 23, 2013 12:43 pm

Wooow capítulo quente esse O_o

Continua Liebe Wink
Voltar ao Topo Ir em baixo
http://meninaskaulitz.blogspot.com/
Steph MADA
Mega Fã
Mega Fã


Número de Mensagens : 758
Idade : 17
Localização : Lins.SP
Data de inscrição : 19/12/2012

Minha ficha
Como conheceu o fórum?: Buscador

MensagemAssunto: Re: 391- três palavras, nove letras e um sentimento: EU TE ODEIO! FIC.   Qui Maio 23, 2013 3:50 pm

Continua
Voltar ao Topo Ir em baixo
Izy's Drek

Fã


Número de Mensagens : 297
Idade : 19
Data de inscrição : 22/01/2012

MensagemAssunto: Re: 391- três palavras, nove letras e um sentimento: EU TE ODEIO! FIC.   Sab Maio 25, 2013 12:04 am

CAPITULO 19- COPO DE VINHO

Um olhar para a lua, com um copo de vinho em mãos, San Germain suave. Anda para um lado e para o outro na esperança de entender o motivo ou razão de amar alguém, alguém que está longe, ela se pergunta o motivo, o porquê que o destino ou talvez Deus tenha colocado ele na vida dela... Agora não me falta mais nada, dois dias sem vê-lo...Chegando ao terceiro...Uma briga horrível entre gritos e tapas...Não havia mais motivos para estarmos juntos? E nas noites de amores...Era apenas uma simples ilusão como aqueles filmes...Meu Deus, fale comigo...Diga-me por quanto tempo mais ficaremos assim... Meu celular vibrou, tirando-me de meus pensamentos...

- Oi miguxa, quer sair? Tô afim de ir numa boate...Quer ir?- Alice me perguntou.

Não sei se estou pronta pra isso Alice...Bom se você estivesse aqui eu te diria pessoalmente e não mentalmente...Pois ainda tenho lembranças daquela noite...

Noites passadas....


- FICA LONGE DE MIM!- gritava entrando no quarto, batia todas as portas que estavam na minha frente, sentia uma dor forte dentro de mim...Parecia que estava com raiva, ódio...E por final estava, do homem que eu amo.

- Etchel! volta aqui! droga!- respondia nas minhas costas até que virei e fechei a porta na cara de Bill, entretanto ele chutou a porta e ela abriu novamente com mais rapidez, quase que soltando a porta da parede.

- sai daqui! vai embora!- disse correndo para ir pro banheiro do quarto, porém ele me segurou pelo braço.

- NÃO! VOLTA AQUI!- me segurou com força.- me diz qual é o seu problema em?! ME FALA!

- VOCÊ! VOCÊ É O MEU PROBLEMA!- cuspi as palavras, deixando ele mudo, sem esperança, acho que não esperava isso de mim.

- POR QUE EM?! ME DIZ...ME DÊ UMA UNICA RAZÃO PARA ME ODIAR! ANDA CARAMBA! FALA!- segurando mais forte ainda, ás vezes de tão forte ele me jogava para um lado e para o outro...

- EU TÔ CANSADA DE VOCÊ! SEMPRE QUE ESTÁ PERTO DE ALGUÉM ME IGNORA! FALA DAS NOSSAS NOITES COMO SE EU FOSSE UMA PUTA!- o que era verdade...Bill parecia Tom, sempre falando o que nós tínhamos um pelo outro.

- quer que eu te trate como tal, eu vou te tratar como tal!- me respondeu...Não tive tempo para responder, mais o tapa que surgiu no seu rosto falou mais alto, ele me soltou, segurando sua face machucada, eu saí do quarto, ouvindo ele gritar meu nome, pedindo pra voltar, e por fim algum começo de choro...

Depois daquela noite eu nunca mais vi Bill, embora seja três dias parecem que são três décadas...três milhões de anos... Todas as noites eu ouvia a nossa musica, até Hell me ligou para saber como eu estava... O que realmente eu não sei como estou.

- Fico pronta em meia hora...bjs- respondi na mensagem.

Enquanto isso...

- POR QUE EU NÃO POSSO SER COMO ELE?!- Tom batia com força na mesa, na frente de Hell.

- porque você ainda não está pronto- afirmou ele.

- DROGA!- virou de costas para Hell indignado com a resposta.

- você só quer ser igual ao seu irmão pelo simples fato de que ele tem Etchel...Não é pelo amor as armas- respondeu Hell.

- é sim, e dai? vai mandar nos meus sentimentos também?!- respondeu grosseiramente.

- enquanto não mudar seu gênio, você não irá ganhar nada com isso- Hell se levantou, deu um tapinha no ombro de Tom e se retirou...Deixando o alemão com raiva pela resposta, mais mesmo assim ficou ali um tempo...Deixando a raiva passar ele fora arrumando sua sala...Hell deixou-o na parte de comando, em relações a documentos e tudo mais, até que ouviu um barulho forte e quatro tiros, depois de um tempo um carro sendo ligado e cantando pneu até desaparecer...Ele correu e logo fui Hell caído no chão, com as quatro balas em seu peito e um documento num envelope amarelo.

- HELL! O QUE HOUVE?!- Tom chegou perto dele.

- nada de mais garoto, apenas faça o que eu mandar...Entregue isso à Et...Assim ela pode ser a líder e continuar a máfia...- respondeu entregando o papel para tomas...- Só quem tem esses papéis pode assumir tudo...Tome cuidado Thomas...

Tom só acenou com a cabeça- você vai ficar bem Hell, eu...eu preciso chamar a Et...

- não! deixe-a...Apenas diga que ela está pronta...E que eu a amo...Como pai...- sendo essas suas ultimas palavras, Hell fechou os olhos, sentindo o coração parar até chegar sua morte...Tom chorou por um tempo...Não sabia como ia dar a noticia para mim...
Voltar ao Topo Ir em baixo
Milena Kaulitz
Ao extremo
Ao extremo


Número de Mensagens : 3499
Idade : 19
Localização : São Paulo
Data de inscrição : 26/05/2011

Minha ficha
Como conheceu o fórum?: Twitter

MensagemAssunto: Re: 391- três palavras, nove letras e um sentimento: EU TE ODEIO! FIC.   Seg Maio 27, 2013 1:51 pm

Aaaaaaaaaah que dó do Hell :'(

Tadinho, por mais malvadinho que ele seja ele não merecia morrer..

A vida da Etchel vai virar uma droga, afinal sem o pai ~sim, eu acho que o Hell é pai dela~ , sem o Bill e agora com toda a máfia nas costas ela vai ter que sambar pra sair dessa Suspect

Continua Liebe Wink
Voltar ao Topo Ir em baixo
http://meninaskaulitz.blogspot.com/
Steph MADA
Mega Fã
Mega Fã


Número de Mensagens : 758
Idade : 17
Localização : Lins.SP
Data de inscrição : 19/12/2012

Minha ficha
Como conheceu o fórum?: Buscador

MensagemAssunto: Re: 391- três palavras, nove letras e um sentimento: EU TE ODEIO! FIC.   Seg Maio 27, 2013 2:58 pm

Não! Hell! Meu docinho de jujuba doce!
Isso Bill ¬¬ faz isso mesmo... daltonico idiota!
Continua!
Voltar ao Topo Ir em baixo
Izy's Drek

Fã


Número de Mensagens : 297
Idade : 19
Data de inscrição : 22/01/2012

MensagemAssunto: Re: 391- três palavras, nove letras e um sentimento: EU TE ODEIO! FIC.   Seg Jun 03, 2013 9:22 pm

CAPITULO 20- AMOR SE TORNA OBSESSÃO

Naquela mesma noite recebi uma mensagem de Tom....Confesso, receber a noticia de que seu melhor amigo, seu guardião partiu, sem menos se despedir...Senti uma parte de mim indo embora, como se não tivesse motivo para continuar a máfia ou coisa parecida... Assim que enterramos Hell em Louisville, 10km de Erie, recebi uma chamada da máfia italiana...Perguntando quem iria tomar conta agora.....

- Signorina Etchel ... davvero che si può prendere cura di?- o chefe me pergunta do outro lado da linha, uma voz suave ao mesmo tempo assustadora, teria uns 70 anos o senhor...

- assoluto signore, non può fermare la mafia americana- respondi, não poderia deixar minha familia, meu lar, mesmo que tivesse alguns bichos de estimação como armas, facas, bombas...

- Beh .. è benvenuti nel mondo di Mafia signorina Montez- me respondeu com um tom que parecia ser agradável.

- grazie signore- respondi desligando o telefone.

- então temos um novo chefe?- um dos falcões estava na minha frente, esperando uma resposta para avisar aos outros.

- sim- respondi seriamente.

- seja bem vinda senhorita Montez- ele me respondeu com um leve sorriso e assim saiu da minha sala, a minha nova sala, a sala de Hell.

Passei horas tentando entender o motivo de Hell não ter me deixado nada, nenhum papel ou documento? nada para comprovar a minha existência? Tudo bem, todos sabiam que eu iria ser a herdeira de tudo mais....Ele era jeito de documentos... estranho na minha opinião....Porém...

- Lex ... Link zu Tom Kaulitz bitte.

~Tom~

Estava caminhando quando meu celular vibrou.
- Et?- perguntei
- Tom, preciso de fazer uma pergunta- ela me perguntou.
- faça- respondi.
- por acaso Hell não deixou nenhum documento com você? por favor me diz que sim...- parecia que estava torcendo para dizer que sim.
- não Et, a unica coisa que ele disse foi que você que ia assumir a máfia- menti.
- mais sem esses documentos eu não posso assumir! Os outros pensam que eu estou com eles mais...na verdade...- ela suspirou.
- não está- continuei sua frase.
- exatamente...Tom por favor, se souber de algo, por favor me diga ok?- estranho, pela primeira vez ela me implora algo...
- ok, se eu souber de algo eu digo, fique tranquila- dei um leve sorriso ao lembrar de que os papeis estão comigo.
- ok, obrigada Tom. até- ela me respondeu e desligou.

Voltei pra casa, logo chegando ao meu quarto, numa das gavetas da minha estante tem um fundo falso...Abri e logo peguei o documento.
- se isso te trás para mim...Isso vai ficar comigo, até eu te trazer de volta, só pra mim.- disse dando um leve beijo no documento.

~Tom~

Semanas depois....

- eu juro Alice! eu não acho! já mandei todo mundo procurar e ninguém acha! DROGA!- dei um soco na parede, ainda falando com Alice no telefone.

- o duro é que até o quarto do Tom eu já revirei umas mil vezes e nada também...Não está na casa, em lugar nenhum...Tem certeza de que Hell não colocou no banco?! sei lá em algum lugar?!- ela me respondeu.

- não, se não ele ia me dar a conta do banco...Ele iria me avisar! eu sei que tem um documento! disso eu sei! mais quero eles nas minhas mãos!- afirmei.

- calma nós vamos encontrar- disse- agora tenho que ir, daqui a pouco agente se encontra no bar, quero te levar uma pessoa- disse meio animada.

-ok, beijos- desliguei.

Sai da sala e sai para o corredor principal, me despedi de todos, mais um dia cumprido...Entrei no carro e segui para o apartamento de Alice, estava morando dês da briga que tive com Bill...Que também nunca mais o vi. Quando cheguei, entrei e ela não estava, provavelmente com Gust... Tomei um belo de um banho e me arrumei, logo logo iria para o bar, encontrar ela e ele e junto Georg...Assim que deu a hora segui a pé, afinal o barzinho era ali perto, não precisava de ir de carro. Mais no meio do caminho, senti que alguém estava me seguindo, isso já era oito da noite, comecei a correr mais rápido até que um carro surgiu do nada, veio correndo e parou na minha frente, uns caras tentaram me barrar, em uns dois eu dei um soco, comecei a correr, mais eram mais fortes que eu, sendo que um deles veio por trás, colocou um negócio forte na minha boca, fazendo desmaiar... Me colocaram no carro, sem ninguém poder me ajudar...
Voltar ao Topo Ir em baixo
Conteúdo patrocinado




MensagemAssunto: Re: 391- três palavras, nove letras e um sentimento: EU TE ODEIO! FIC.   Hoje à(s) 9:10 am

Voltar ao Topo Ir em baixo
 
391- três palavras, nove letras e um sentimento: EU TE ODEIO! FIC.
Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo 
Página 3 de 5Ir à página : Anterior  1, 2, 3, 4, 5  Seguinte
 Tópicos similares
-
» 391- três palavras, nove letras e um sentimento: EU TE ODEIO! FIC.
» Letras sinistras...
» 2012.10.20 - «O TREMOÇO VOLTA À ESCOLA» - Faculdade de Letras
» Quais bandas do Metal Extremo, tem as piores letras?
» Tópico de Letras!

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
TH BRASIL OFICIAL - Fórum :: Fan Stuff :: FanFics-
Ir para: