Fórum Oficial do Tokio Hotel no Brasil - TH BRASIL OFICIAL FÓRUM
 
InícioPortalRegistrar-seLoginIr para o site@THBRASILOFICIALFacebook

Compartilhe | 
 

 Diário de One Shot's|Proxima One Shot =Lê_Kaulitz|

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo 
Ir à página : Anterior  1, 2, 3, 4, 5, 6

Gostaram da Idéia?
Sim
96%
 96% [ 26 ]
Não
4%
 4% [ 1 ]
Total dos votos : 27
 

AutorMensagem
Carol Bublee
Mega Fã
Mega Fã


Número de Mensagens : 1019
Idade : 20
Localização : Três Lagoas - MS
Data de inscrição : 25/08/2009

Minha ficha
Como conheceu o fórum?: Amigos

MensagemAssunto: Re: Diário de One Shot's|Proxima One Shot =Lê_Kaulitz|   Qua Fev 17, 2010 1:16 pm

Que one foda! Ameeiiii! Parabénss...
Voltar ao Topo Ir em baixo
http://www.miss-scd.blogspot.com
Renatinha TH 4ever

Fã


Número de Mensagens : 127
Idade : 20
Localização : sp
Data de inscrição : 08/11/2009

Minha ficha
Como conheceu o fórum?: Site TH BRASIL

MensagemAssunto: Re: Diário de One Shot's|Proxima One Shot =Lê_Kaulitz|   Sex Fev 19, 2010 10:22 am

Olá amores sim resolvi fazer uma one*tá foi um trabalho da escola* bom é minha 1ª one então não está tão boa*não tenho muita competencia pra faze isso*bom chega de fala a one tá aqui
_____________******_____________********_____________________*********________


LIVING IN A PAIN (VIVENDO NA DOR)


Para quem nunca amou aquela despedida foi a mais terrível ,a mais dolorosa e a mais triste. Ela o amava mesmo antes de tê-lo visto ao vivo ,de poder abraçá-lo e para ela aquele momento foi simplesmente perfeito,um sonho,enquanto que para ele,Tom,ela não passava de mais uma fã.


Se tudo isso for um sonho
Não me deixe acordar
Mas se isso tudo for verdade
Te peço por favor , não deixe acabar

Faz de conta que é um filme com final feliz
Que de tudo vamos escapar

(Libra-Cinderela)




Tom não queria nada sério com ela ,para ele ela seria mais uma diversão,todavia ela o amava muito e ele não queria magoá-la,ele queria que ela fosse feliz por isso concordou em namorá-la.

Meses se passaram depois a confirmação do namoro ,ela sabia que ele a traía mas o amava de mais para terminar com ele.Bom,era o que eu achava quando ela acabou com o relacionamento que tinha direito a aliança de compromisso.Por que ela fez isso?Ela não amava tanto o Tom a ponto de perdoá-lo?Essas perguntas vêm e vão na minha mente.O mesmo garoto que a fez tão feliz conseguiu magoá-la tanto?Não ,acho que não.

-Meu amor ,minha namorada,agora sei o por quê você me deixou.Você simplesmente não me aguenta!

-Não Tom ,eu não aguento ver na TV que o guitarrista mais famoso da Via Láctea,e comprometido,está a sair com outras mulheres além de sua namorada!

-Sim ,eu te entendo,meu amor!Eu era mesmo um estúpido antes de conhecer-te ,mas tu não podes acreditar que mudei?Tu não consegues mais acreditar no nosso amor?

-Não ,me desculpe,você fez meu coração sangrar como se todos os oceanos do mundo virassem sangue!Mas quero que saibas que ainda amo-te!


Eu já fui , eu não estou
Eu sumi, eu não sou mais eu
Eu não planejei, não foi por querer
Mas eu sei, o erro foi meu
Eu sei...

(Eu sei - Libra)


Sim ele mudara ,todavia só percebera tal ato quando ela deixara-lo.Tom estava certo que para ele antes de conhecê-la,o mesmo não acreditava no amor,porém com a partida da sua alma gêmea Tom percebeu que sim o amor existe e amar significa sofrer e não amar significa morrer.Se ele correrá atrás do seu amor?Sim ,mas em vão.A dona de seu coração morrerá em sua viagem,vítima do mais terrível acidente de avião dos tempos.Ele?Apenas irá tentar viver com a dor de perder o ser que mais amava e o ser que achava ser o mais perfeito no mundo de imperfeições .Tom perdido nas suas emoções pensará:

-Anjo ,não chore eu te encontrarei do outro lado!
Now I'm here no more fears
Angel don't you cry
I'll meet on the otherside
(Tokio Hotel-Phantom rider)


__________________________
se vocês não entenderam alguma coisa sobre a one é só me chama ;p
Voltar ao Topo Ir em baixo
http://www.orkut.com.br/Main#Community?cmm=26466641
Carol Bublee
Mega Fã
Mega Fã


Número de Mensagens : 1019
Idade : 20
Localização : Três Lagoas - MS
Data de inscrição : 25/08/2009

Minha ficha
Como conheceu o fórum?: Amigos

MensagemAssunto: Re: Diário de One Shot's|Proxima One Shot =Lê_Kaulitz|   Sex Fev 19, 2010 12:50 pm

Sou a primeira a comentarrr!
Cool!

Ameeeeeeei a one, perfa, simplismente!
Parabéns Girl! :anjo:
Voltar ao Topo Ir em baixo
http://www.miss-scd.blogspot.com
kiinha kaulitz
Ao extremo
Ao extremo


Número de Mensagens : 2401
Idade : 22
Localização : São Paulo
Data de inscrição : 30/05/2009

Minha ficha
Como conheceu o fórum?: Amigos

MensagemAssunto: Re: Diário de One Shot's|Proxima One Shot =Lê_Kaulitz|   Sex Fev 19, 2010 1:50 pm

Nossa affraid
suua primeira One? P E R F E I T A;
cara, eu simplesmente AMEI. vooc naão ta entendendo.
vooc descreveeu tãaaao beem e too chorando Sad
Parabeéns aplausos
Voltar ao Topo Ir em baixo
lê_kaulitz
Mega Fã
Mega Fã


Número de Mensagens : 968
Idade : 23
Localização : Piracicaba/SP
Data de inscrição : 29/12/2008

Minha ficha
Como conheceu o fórum?: Amigos

MensagemAssunto: Re: Diário de One Shot's|Proxima One Shot =Lê_Kaulitz|   Dom Fev 21, 2010 7:08 pm

kiinha kaulitz escreveu:
Nossa affraid
suua primeira One? P E R F E I T A;
cara, eu simplesmente AMEI. vooc naão ta entendendo.
vooc descreveeu tãaaao beem e too chorando Sad
Parabeéns aplausos

Concordoo!
fora que tem as letras das musicas do Libra *--*
Perfeitaa!
---
Meninas voltei, então se forem postar uma One Shot me mandem uma MP e não mais para a Vani tá?
--
Vou Postar uma One Shot minha, estão Afim de Chorar um Pouco? Rolling Eyes
essa é uma Onse Shot de Drama e essa Musica me Inspirou prá fazer essa One então vamos lá!
e já aviso ela é grannde!

http://www.youtube.com/watch?v=Hk5l4LTDBaQ

Na vida, nada foi Fácil.
Nada.
Abandonada, aos 8 anos na porta de um orfanato pela minha mãe, cresci sem ninguém ao meu lado.
Fui uma criança infeliz, aliás não tive infância.
Sinto que no passado algo faltou, sim faltou.
E agora com 17 anos, o abandono voltou á me assombrar.
Mas se eu cair, sei que eu levanto novamente.
Mas não é tão fácil assim.
O que faltou na minha infância, eu completei com a musica, e foi assim que eu o conheci.
Ele, vocalista de uma banda famosa aqui na Alemanha, me ouviu tocar, para me sustentar, nas ruas frias de Berlim.
Minha musica parecia fazer sucesso, sim fazia, tinha ritmo e melodia.
E ele ali estava, na roda, parado, na calçada, olhando-me profundamente, enquanto com meu violino eu fazia mágica.
Não pude deixar de ver sua expressão cansada, triste e solitária.
Ele não sabia quem eu era, mas eu, eu sabia muito bem quem era ele.
Passei á escutar suas musicas quando tinha 13 anos,um ano após minha fuga do orfantao já que eu nunca fui adotada, nunca fui querida ou desejada por casais, Nunca.
E ali parecia que estava só nós dois, passei á tocar uma musica dele, e que logo despertou seu olhar curioso para mim.
E parece que a melodia não pode deixar de contagiá-lo, ele passou á cantar, a sua musica, a nossa musica.
An Deiner Seite (Ich Bin Da), era a musica que tornaria nossa trilha sonora.
A musica acabou, todos que estava na roda me deram moedas e algumas notas, agora eu poderia comprar um lanche para comer.
Todos foram embora, mas não ele, ele estava ali intacto, estático, parado, apenas me olhando, como se eu fosse um anjo, o seu anjo.
Nossos olhares se encontraram
“Ahm, você toca bem”
Ele esfregava sua mão para aquecê-las do frio que fazia naquela tarde nublada de novembro.
“Obrigada Bill”
Por minutos sua expressão era de curiosidade
“como você sabe meu nome?”
“sou sua fã”
Sorri-lhe e terminei de guardar o violino.
Com a maleta na mão, fui andando para a Lanchonete que ficava na esquina, eu costumava freqüentá-la todos os dias, desde os meu 12 anos, quando Melinda a garçonete me ajudou, e me acolheu em sua casa, porem ela faleceu quando eu tinha 15 anos e seus filhos tomaram a casa, e eu voltei para as ruas, tocar para me sustentar.
“Aonde você Vai?”
“comer algo”
“posso lhe fazer companhia?”
“não querendo ser rude, mas o que um jovem e rico vocalista iria fazer do lado de uma moradora de rua que toca musicas em troca de moedas para comprar comida?”
Ele abaixou a cabeça, e logo a levantou
“quero oferecer ajuda”
E ele sorriu, com seu sorriso lindo, que eu já conhecia de fotos e revistas.
“e como você pretende fazer isso senhor Kaulitz?”
“a principio, lhe pagar um lanche”
Eu abaixei a cabeça, e não pude deixar de sorrir
“Fico grata, mas obrigada, hoje eu consegui o suficiente para pagar um”
Eu sai andando, mas ele logo se apressou, alcançando minha mão gelada
“por favor?”
Sua carinha pidonha e graciosa me amoleceu, e eu não pude mais negar sua ajuda, por mais que a rua tivesse me ensinado á não aceitar ajuda de estranhos, pois no dia seguinte você amanhece morto num beco qualquer, sem ninguém te ver, ou ligar para isso, e depois você é cremado e jogado em qualquer lugar, já que você não é considerado um cidadão, e sim um qualquer.
“apenas um lanche senhor Kaulitz”
Ainda segurando minha mão, nós entramos na lanchonete, nos sentamos, e logo Ivone veio retirar nossos pedidos
Porem antes de eu dizer qualquer coisa, Bill se apressou e disse primeiro.
“Dê-lhe qualquer coisa que ela peça, e um chocolate bem quente”
Ivone assentiu e perguntou á mim o que eu gostaria de comer
“o de sempre Ivone”
Á 5 anos eu como o mesmo sanduiche, um simples, um com hamburguer, folhas de alface, e tomate, maionese e mostarda, e de acompanhamento vinha um copo de suco de laranja, que custavam apenas 5 euros, que era o que eu conseguia diariamente.
Bill estava me encarando, com curiosidade, e carinho.
“Bill o que há?”
“Nada, eu só gostaria de saber como uma linda jovem foi parar nas ruas frias de Berlim tocando e encantando com seu violino”
“não gostaria de saber Bill, acredite”
“sim eu gostaria, tanto quanto quero saber seu nome”
“meu nome é Haylie”
Ivone trouxe o pedido, e eu me deliciei com o chocolate quente, não tomava um desses desde que Melinda morreu.
O vapor quente e o aroma que saiam do copo eram reconfortante, e estavam me aquecendo do frio rigoroso que estava fazendo lá fora.
“está com frio Haylie?”
Abaixei a cabeça, aprendi á não assumir ou aceitar as perguntas feitas á mim.
Sem que eu dissesse algo, ele retirou seu sobretudo preto e o colocou em mim.
Senti minhas bochechas corarem, seu perfume me alucinou.
Terminei de tomar o chocolate quente e Bill me olhou curioso mais uma vez.
“o que foi agora Bill?”
“Haylie, me conta sua história por favor?”
Olhei para baixo, não iria negar, novamente não iria negar algo á ele.
Fitei-o e comecei minha doce e linda história.
“Bem, quando eu tinha 8 anos fui abandonada pela minha mãe, em um orfanato aqui em Berlim, não me lembro dela, apenas lembro que ela era uma prostituta que não me deixava esquecer que eu fui um erro na vida dela, aos 12 fugi do orfanato, pois não fui adotada, não era desejada por nenhum casal, e também éramos maltratados naquele lugar”_As lagrimas caíram de meus olhos involuntariamente_ “logo vim morar na rua e como eu aprendi musica no orfanato e trouxe meu violino junto comigo, passei á tocar todas as manhãs, tardes e noites nessa mesma rua, e quanto conseguia 5 euros, vinha comer esse mesmo lanche aqui nessa lanchonete, porem alguns meses depois, Melinda uma garçonete daqui me acolheu em sua casa, eu era bem tratada, tinha roupas para mim, comida e banho quente e ia para a escola todos os dias, mas 3 anos depois Melinda que já tinha idade morreu, e seus 5 filhos tomaram a casa, me deixando na rua, e passado alguns meses descobri um teatro abandonado onde me alojei, e mesmo depois de 2 anos continuo me sustentando da musica”
Ele ouvi a minha história atentamente, e quando as lagrimas teimavam em cair, ele secava-as impedindo-as de cair.
“e como você sabe meu nome?”
“conheci sua banda quando tinha 13 anos, num encontro de fãs que teve aqui, nessa mesma rua, ouvi suas musicas, e memorizei-as. Ganhei o seus CDs de Melinda no natal, e tenho esse toca disco portátil, em que eu vivo escutando”
“tens todos os Cds?”
“menos o seu Ultimo”
Ele sorriu
“Você vai para esse teatro depois daqui?”
“sim, alias eu estou indo”
Ele abaixou a cabeça, e eu pedi para Ivone embalar para viagem o lanche e o suco que eu não havia consumido.
Bill que parecia um tanto desesperado, pegou em minha mão e disse
“vem comigo para meu apartamento?”
“Bill, não posso”
“porque não, você não tem aonde ir, provavelmente passa frio, não come direito, e eu não tenho com quem me preocupar, a banda não entrará em turnê esse ano, você precisa de ajuda, e eu moro sozinho, me deixa te ajudar?”
“Bill...”
O nome dele saiu como um sussurro
“posso passar no teatro pegar minhas coisas?”
“sim, mas é claro, e isso foi um sim?”
“sim foi”
Sorri, e ele sorriu de volta, levantamos da mesa, e Bill abriu a porta da lanchonete, fazendo o vento gelado invadir o ambiente e levar meus longos cabelos louros voarem.
O Carro de Bill estava estacionado ali perto, eu o levei até o teatro, nós entramos naquele ambiente escuro, úmido, e com cheiro estranho que até hoje eu não pude ou não consegui definir o que era.
Dois gatinhos brancos vieram em meu pés, peguei-os, acariciando-os, Bill pegou um de meus braços, e colocou-o sobre os seus.
“Parece que ele gostou de ti”
“sim parece.”
Fui até o palco do teatro, onde eu fazia de habitação, ali tinha um colchão velho, um travesseiro, e uma colcha fina, que me restaram da casa de Melinda, e que eu podia dizer que era meu.
Fui até um velho baú, retirei as poucas roupas, sujas, velhas e rasgadas e coloquei em minha bolsa, que estava em minhas costas.
“Pronto”
“pegou tudo?”
“sim, e Bill?”
Chamei-o e ele virou-se
“sim Haylie?”
“Posso levar o Bill e o Tom junto comigo?”
Eu sorri meio sem graça e ele me devolveu um sorriso ingênuo, que eu não sabia se era pelos nomes dos gatinhos, ou pela pergunta
“é claro que pode levá-los”
Eu abracei-o, pegando o gatinho Bill de seu colo, e pousando-o em minha bolsa, o mesmo eu fiz com o gatinho Tom anteriormente.
“pegou seus Cds, e seu tocador?”
“sim ,eles sempre andam comigo Bill”
Sorri-lhe, e eu percebi que era uma coisa que eu estou fazendo bastante hoje, sorrir, que era uma coisa que eu não fazia desde que Melinda morreu.
Saímos do teatro, e fomos até o carro de Bill.
Eu não ando de carro á muito tempo, era como se isso fosse algo novo para mim.
Passávamos pelo centro de Berlim, eu estava com o rosto praticamente colado na janela do carro, era tudo novo para mim,tudo completamente novo.
“Bill?”
Ele olhou-me, incitando-me á continuar
“Obrigada”
Ele sorriu novamente com aquele sorriso honesto e sincero.
Depois longos minutos no carro, nós chegamos á um prédio.
Sai do carro, olhando aquele imenso edifício á minha frente
“então, gostou?”
“melhor que tudo onde eu já vivi”
Estava encantada, e me sentia uma criança, de 8 anos, quando recebi meu primeiro pirulito, de um homem na rua.
Bill delicadamente pegou minha mão e me levou para dentro do prédio.
Os gatinhos miavam, provavelmente estava com fome, eu esqueci-me de dar-lhes o lanche que eu não comi, já que eu trago para eles metade do lanche toda noite.
Entrei no elevador, o que era estranho, já que eu sabia o que era aquela jaula metálica, porem nunca havia entrado em uma antes.
A porta do Elevador abriu-se, revelando uma porta em nossa frente
“bem, é aqui que eu moro”
Ele pegou as chaves em seu bolso, e abriu a porta.
“seja bem-vinda ao nosso lar, Haylie”
Eu sorri de felicidade, vendo Bill dar ênfase no “Nosso” lar.
Fora a Melinda ninguém nunca havia oferecido um lar para mim antes.
“Venha Haylie, vou mostrar o seu quarto, e logo pela manhã você e eu iremos fazer compras”
“mas Bill eu não tenho dinheiro”
“mas eu tenho Haylie, não se preocupe, você é minha amiga agora, quero te ajudar em tudo o que eu puder!”
Sorri, e depois de passarmos um corredor branco, Bill abre uma porta e revela um quarto simples, porem muito melhor que tudo o que eu já tive, era lindo, todo branco e a cama parecia confortável.
“entra Haylie, esse é seu quarto agora, essa é sua casa agora.”
Eu entrei e pousei a bolsa no chão, e os gatinhos logo saíram dela.
Sentei-me na cama, ela realmente era confortável.
“ali fica o banheiro”_e me apontou uma porta negra_ “ e se agora você quiser tomar banho, eu vou pedir para meu irmão emprestar uma de suas camisetas, até nós comprarmos roupas para você”
“eu tenho as minhas, Bill”
“Haylie, essas roupas não servem mais para você”
Era verdade, elas eram trapos e não roupas.
“eu vou tomar um banho então”
“eu vou pegar uma calça e uma camiseta com o Tom, e roupas intimas com a namorada do Georg”
“mas eu não quero incomodar você, você vai ter que ir na casa de todos para isso”
“não eles moram nos andares abaixo á esse Haylie”
“sendo assim eu aceito então”
“tudo bem, eu vou pegar as roupas, sinta-se confortável”
“Obrigada”
Bill saiu, fechando a porta do quarto, eu me levantei da cama e fui até o banheiro, lavando os gatinhos junto, pois não era só eu que iria tomar um bom banho quente.
**
Passado aquele dia, Bill me apresentou para sua família, banda e amigos.
Não, nós não éramos namorados, e sim melhores amigos.
Bill me considerava como sua irmã mais nova.
Passaram-se 8 anos após aquele dia.
O dia em que um Anjo me ajudou e me tirou das ruas.
Passei momentos felizes ao lado deles, eu fui para as turnês com eles, viajava com eles para todos os lados, a imprensa dizia que eu era filha de Natalie, já que eu sou loira assim como ela, e posso até dizer que sou parecida, mas Natalie não tem idade para ter uma filha de 17 anos.
Após esses oito anos, algo que nós julgávamos extremamente impossível, aconteceu.
A banda acabou.
Devido á doença de Bill.
Bill teve câncer, tendo seu diagnostico tardio, não tinha mais como reverter.
Bill morreu, dois meses após seu diagnóstico.
E eu também Morri.
Não tinha mais vida para mim.
E aqui estou eu, to telhado do teatro onde eu morava.
1 hora depois que soube da morte de Bill.
Contando os minutos para encontrar Bill, novamente.
Sei que ele não queria que tudo acabasse assim.
Mas eu não conheço outra vida, sem o Bill.
Abri os braços e pulei.
Vendo minha vida passar diante de meus olhos, e sentindo o vendo gélido bater contra mim.
Nada na vida foi fácil.
Depois da felicidade, o amargo gosto do Abandono sempre me visitará.
Acaba aqui.
Pois toda vez que eu cai eu levantei.
Mas dessa vez foi impossível.
Adeus.
Voltar ao Topo Ir em baixo
http://theunsaidtruths.tumblr.com/
Renatinha TH 4ever

Fã


Número de Mensagens : 127
Idade : 20
Localização : sp
Data de inscrição : 08/11/2009

Minha ficha
Como conheceu o fórum?: Site TH BRASIL

MensagemAssunto: Re: Diário de One Shot's|Proxima One Shot =Lê_Kaulitz|   Dom Fev 21, 2010 11:51 pm

Lê!!!!!
MELDELS garota to chorando pakas aqui ,e olha que eu num sou muito de chorar com hitórias(tá eu já chorei com algumas outras one's daqui mas...)

ahhhh obrigadão girls(wow eu escrevo tão bem O.O) e sim Lê a on ficou muito mais perfa por causa das letras do Libra!*---*
quero mais....
Voltar ao Topo Ir em baixo
http://www.orkut.com.br/Main#Community?cmm=26466641
Vani
Big Fã
Big Fã


Número de Mensagens : 484
Idade : 23
Localização : Contagem, MG
Data de inscrição : 29/11/2009

Minha ficha
Como conheceu o fórum?: Buscador

MensagemAssunto: Re: Diário de One Shot's|Proxima One Shot =Lê_Kaulitz|   Seg Fev 22, 2010 12:26 am

Amei essa one!!
Chorei demais!
Tinha lindo antes. lixa
kkkkkkkkkkkkkk

Parabéns novamente Lê! =D
Voltar ao Topo Ir em baixo
http://www.youtube.com/user/VaniKellyFRN
kiinha kaulitz
Ao extremo
Ao extremo


Número de Mensagens : 2401
Idade : 22
Localização : São Paulo
Data de inscrição : 30/05/2009

Minha ficha
Como conheceu o fórum?: Amigos

MensagemAssunto: Re: Diário de One Shot's|Proxima One Shot =Lê_Kaulitz|   Seg Fev 22, 2010 10:56 am

Sad
bem.. já ñ tenho mais nada pra comentar.
todas suas ones sãao perfeitas lee. :DD
parabéns!
Voltar ao Topo Ir em baixo
Carol Bublee
Mega Fã
Mega Fã


Número de Mensagens : 1019
Idade : 20
Localização : Três Lagoas - MS
Data de inscrição : 25/08/2009

Minha ficha
Como conheceu o fórum?: Amigos

MensagemAssunto: Re: Diário de One Shot's|Proxima One Shot =Lê_Kaulitz|   Seg Fev 22, 2010 3:27 pm

Cancêr?? bua1

Nossa... Sem palavras!
A história da Hailey é linda, mas desatei a chorar quando Bill morreu...
Ele não pode, nunca!
Ele é imortal, ele tem que ser imortal...

Porra Lê, pegou no meu ponto fraco!

Xoxo
:S

EDITADO

Sou a proxima a postar, então, ai vai...
Ela é inspirada em uma musica de uma banda que amo, AFI...



Musica - AFI - This time imperfect

Acordar já não é importante.
Por mim, eu deixava de existir agora mesmo.

"Eu não posso sair daqui, eu não posso ficar
Sempre assombrado, mais que assustado
Asfixiado em palavras que eu iria dizer
Estou desenhado num céu negro que eu o transformo em azul"


Ainda doe as palavras de sua carta. Ainda posso sentir as palavras, fundas, do tanto que você apertou a caneta. Sua letra para tráz estava tremida. Sei que você não queria escrever aquilo.

"Não há flores, não, não dessa vez
Não haverão anjos dando graças as linhas
Apenas essas palavras brutas que eu acho
Eu mostraria um sorriso mas eu sou muito fraco
Eu o dividiria com você se eu pudesse falar
Apenas quanto isso me machuca"


Sei que você não conseguiria me falar, sei que não queria esquecer e seguir, mas como você disse, é melhor para nós dois.
Suas lágrimas, borrando letras, queimando meus olhos, machucando meu coração, me fez ver a dor que compartilhamos. Uma lagrima minha caiu encima de uma sua.

"Eu não posso ficar aqui não posso sair
Apenas com tudo que amo eu faço acreditar
Coração imaginado eu desapareço
Parece que ninguém vai aparecer aqui e me tornar real"

"Gustav...

Não podemos continuar com isso. É errado.
Você tem sua vida, eu tenho a minha. Cominhos completamente diferentes, que não podem se cruzar.
Não adianta ficar trancada em nosso mundo encantado, algum dia teremos que encarar as coisas como elas realmente são, encarar o mundo como ele quer que o encaremos.
Essas palavras, escritas num papel amassado, borradas com lagrimas, são sinceras.
Eu te amo.
E é melhor pararmos por aqui, antes que nos machucamos mais.
Estou voltando para casa, vou tentar esquecer e seguir, apesar do buraco que ficará aqui, comigo, para sempre.
Adeus.

Mell"


"Eu falaria o quanto isso me assombra
(Corta o meu dia e se afunda nos meus sonhos)
Você não se importa que isso me assombra"


Eu até queria te entender.
No fundo é melhor assim. Tento me enganar com essas suas frases ridiculas.
Não, não vou te deixar ir.

"Oh, Não há flores, não, não dessa vez
Não haverão anjos dando graças as linhas
Apenas essas palavras brutas que eu acho
Eu mostraria um sorriso mas eu sou muito fraco
Eu o dividiria com você se eu pudesse falar
Apenas quanto isso me machuca"
Voltar ao Topo Ir em baixo
http://www.miss-scd.blogspot.com
lê_kaulitz
Mega Fã
Mega Fã


Número de Mensagens : 968
Idade : 23
Localização : Piracicaba/SP
Data de inscrição : 29/12/2008

Minha ficha
Como conheceu o fórum?: Amigos

MensagemAssunto: Re: Diário de One Shot's|Proxima One Shot =Lê_Kaulitz|   Seg Fev 22, 2010 4:20 pm

Tadinho ='/
to chorando, como faz?
Adorei!!
--

Quem é a Proxima?
Voltar ao Topo Ir em baixo
http://theunsaidtruths.tumblr.com/
kiinha kaulitz
Ao extremo
Ao extremo


Número de Mensagens : 2401
Idade : 22
Localização : São Paulo
Data de inscrição : 30/05/2009

Minha ficha
Como conheceu o fórum?: Amigos

MensagemAssunto: Re: Diário de One Shot's|Proxima One Shot =Lê_Kaulitz|   Ter Fev 23, 2010 3:19 pm

wow
nossa. coitadinhos :/
amei, muito bonita *------*
Voltar ao Topo Ir em baixo
Renatinha TH 4ever

Fã


Número de Mensagens : 127
Idade : 20
Localização : sp
Data de inscrição : 08/11/2009

Minha ficha
Como conheceu o fórum?: Site TH BRASIL

MensagemAssunto: Re: Diário de One Shot's|Proxima One Shot =Lê_Kaulitz|   Ter Fev 23, 2010 11:40 pm

hain muito dó dos dois(mais do Gust u.u)

adorei

mais >.<please
Voltar ao Topo Ir em baixo
http://www.orkut.com.br/Main#Community?cmm=26466641
lê_kaulitz
Mega Fã
Mega Fã


Número de Mensagens : 968
Idade : 23
Localização : Piracicaba/SP
Data de inscrição : 29/12/2008

Minha ficha
Como conheceu o fórum?: Amigos

MensagemAssunto: Re: Diário de One Shot's|Proxima One Shot =Lê_Kaulitz|   Qua Fev 24, 2010 7:43 pm

Oii Meninas
Bem vou direto Ao Ponto.
as Moderadoras desse Forum criaram uma área só para One Shot's, e o que eu quero dizer é que:
Se você preferirem postar lá e não no tópico eu vou entender, mas quero que vocês se lembrem que esse Tópico foi criado para reunir Histórias, reunir as Meninas e além de tudo, TER UMA GRANDE AMIZADE.
mas não vou obrigá-las á postar aqui, claaro que não, longe de mim isso, mas gostaria sim e MUITO que vocês continuassem postando aqui, tudo bem para vocês meninas?
Estão de Acordo?
Vou postar uma Minha, Ok?
E QUERO VER VOCÊS POSTANDO MAIS ONE SHOT'S!
Essa Minha One Shot é a Visão do Gus sobre a Banda, eu adorei escrevê-la e nela Contem um Poema, que eu fiz em relação á eles, espero que gostem, e sei que não há uma One Shot assim, então POR FAVOR deixem suas opiniões sinceras!
tem uma Musica que acompanha, se vocês não gostarem da Banda, por favor veja a Letra, pois é isso que me importou para escrever essa One, e o nome diz tudo né, então..
se quiserem escutar tudo bem, se não tudo bem também xD
e essa capa, é a capa que eu MAIS me orgulho de ter feito *--*
-------


http://www.youtube.com/watch?v=FBUCtVUenyc

Sabe, agora aqui parado olhando para esse lindo Mar do Rio de Janeiro me fez lembrar tudo.
Da minha vida como baterista do Tokio Hotel, como amigo, como conselheiro, como o ÚNICO que tem juízo, como o quietinho, como o filho, neto e irmão, como Gustav Shäfer.
A vida não é fácil, mas se pudermos fazer com que ela fique divertida, prá que reclamar?
Passamos por muitas coisas, fomos chateados no colégio por outros meninos, meninas e professores, fomos os novatos no mundo da musica, tocamos para 10 pessoas em um pequeno Bar, moramos em cidades pequenas.
Mas sempre nos divertimos muito.
Só o Bill reclama de tudo, eu mesmo não consigo ver motivo, se não fosse pelo nosso passado, estaríamos aqui? Não é claro que não!
Se tem uma cosia que eu aprendi nessa vida é que nada cai do céu, e se cair é merda.
Acho que por tudo o que passamos, nós não iríamos querer outra vida.
E com o Tokio Hotel eu aprendi que Lutar é a primeira coisa que devemos fazer quando sonhamos, que sorrir é o que devemos fazer todo dia, que agradecer deve ser um habito, que ser disponível é uma responsabilidade e que fazer musica é coisa de gente grande.
Começamos muito cedo, mas se tem uma coisa que nunca nos faltou foi diversão.
Riamos com as piadas tontas do Tom, com as besteiras que o Gê fazia, com as atrapalhadas do Bill, com o meu jeito mandão de ser.
Riamos quando estávamos bêbados e quando estávamos nervosos.
E mesmo agora que somos adultos não deixamos de nos divertir.
Se ás vezes sumimos do mapa, pode ter a certeza que voltamos á ser Humanos novamente.
Essa vida que escolhemos para nós, é complicada, difícil, desgastante, chata, cansativa e por ultimo FANTÁSTICA.
Saber que temos o dom de fazer musica e com isso arrancarmos sorrisos e até lagrimas emocionadas de pessoas do mundo inteiro é sensacional, não tem melhor sensação no mundo, e se tem eu ainda não senti. E Saber que nossa musica é cantada de forma emocionada e apaixonada por pessoas do mundo todo é incrível, pode ser em alemão ou mesmo inglês, saber que somos amados pelo que fazemos e pelo que somos é maravilhoso e olhar nos olhos de um(a) fã e ver que eles brilham com carinho e paixão é gratificante.
Por mais que nós estejamos cansados e esgotados ver uma multidão chamando nossos nomes é Esplendoroso.
O melhor de ter essa vida, de ser o Gustav Shäfer é saber que você tem 3 amigos que você daria a vida e sabe que eles fariam o mesmo por você, é sentir que você tem uma família mesmo estando quilômetros de distancia da sua casa, é ver seus amigos preocupados contigo, é lembrar do passado quando você era um estranho ali e viu seus futuros amigos pela primeira vez, onde você os achou estranhos e chatos, mas que sabia que dali sairia algo mais, mas que não sabia que 9 anos depois seriamos inseparáveis.
Por mais que dormir e acordar com 3 rapazes seja estranho eu não gostaria de ter outra vida.
Nesse mundo não teria um outro homem que tem seus ataques quando seu lápis de olho está borrado, e outro que entra em transe quando vê uma chapinha na vitrine e outro que tem uma coleção de Bonés e veste roupas tão maiores que ele que se fosse um pouco menor, as roupas iriam engolir seu próprio corpo, não teria outros 3 assim, por isso somos únicos.
E com essa vida eu aprendi que quando se é pequeno é fácil sorrir e ficar feliz porque tudo parece ser mais fácil, e quando crescemos vemos que a vida parece ser um pesadelo e que precisamos reaprender como é viver, e em muitas vezes rezamos e pedimos para que tudo o que queremos aconteça, e tem vezes que desanimamos e sem apoio da família nos sentimos abandonados, e outras vezes percebemos que um sorriso muda muita coisa, e quando fazemos algo e vemos que gostamos do que fazemos, fazemos isso com orgulho e prazer, e tem muitas vezes que sentimos medo do desconhecido e nos escondemos em uma muralha onde nada pode nos tirar de lá, e sentimos que nada pode nos machucar, mas é aí que percebemos que a solidão machuca mais do que a dor do coração, muitas vezes pensamos em desistir, mas quando vemos que nosso trabalho faz bem á muitos nós não o abandonamos, mas quando tudo parece estar acabado e nada mais nos resta, conseguimos forças e voltamos e com um sorriso nós agüentamos tudo até o fim, porque amamos o que fazemos e fazemos tudo por muitos de vocês poderem ser felizes, e tudo que nos resta é um sorriso sincero e maravilhoso para vivermos cada dia como um novo dia, nos tornando inseparáveis e fieis uns aos outros, porque isso se chama Amizade e é isso que faz tudo ter um toque especial.
Na vida precisamos de pessoas que nos ajudem, e com esses caras eu encontrei a ajuda, a vida a felicidade, e Musica não é trabalho é a alma em formato de notas musicais formando um som único. E é isso que o Tokio Hotel significa, União, Amizade e Fidelidade.
Tudo o que fizemos no passado foi uma estrada pra continuarmos a vida.
E meu irmão, eu posso dizer que a minha vida é fantástica, pois aqui estou eu, tomando água de coco deitado na areia e aproveitando o mar.
E sempre que eu precisar sei que com eles eu posso contar;
Muitas pessoas dizem que eu sou calado, Não sou calado, quieto e tímido, apenas sei que as palavras que saem da boca deles são as que palpitam em meu coração, prá que falar uma coisa que está presente em todos nós?
Muitos dizem que eu não faço musica, pois bem eu não faço musica, eu faço a união em forma de ritmo.
Muitos dizem que não vamos ter sucesso, então me diz o que é isso que temos que lidar todo dia?
Muitos dizem que isso é trabalho não amizade, e são essas pessoas que deviam estar vivendo isso agora, porque são elas que não sabem o que é amizade e trabalho.
Passamos por batalhas grandes, vivemos a fama e podemos ser o futuro da musica, e tudo depende de mim, de você e de todos nós.
Nada para até a Bateria parar de Tocar.
E nada acaba até o som cessar.
E nós viemos para abalar, e aqui estamos nós, fazendo barulho e gritando para todos escutar, somos o Tokio Hotel e viemos para Ficar.
Voltar ao Topo Ir em baixo
http://theunsaidtruths.tumblr.com/
renatinha
Fanática
Fanática


Número de Mensagens : 1614
Idade : 19
Localização : Guarulhos,Onde Judas perdeu All Star
Data de inscrição : 17/07/2009

Minha ficha
Como conheceu o fórum?: Outro

MensagemAssunto: Re: Diário de One Shot's|Proxima One Shot =Lê_Kaulitz|   Qua Fev 24, 2010 7:52 pm

Owwwnnn Le
Claro que posta aki,
Com todo prazer =D
aaahh amei a fic
Parabens!!
Voltar ao Topo Ir em baixo
Carol Bublee
Mega Fã
Mega Fã


Número de Mensagens : 1019
Idade : 20
Localização : Três Lagoas - MS
Data de inscrição : 25/08/2009

Minha ficha
Como conheceu o fórum?: Amigos

MensagemAssunto: Re: Diário de One Shot's|Proxima One Shot =Lê_Kaulitz|   Qua Abr 14, 2010 6:49 pm

Put´s, simplismente perfeitaaaa!
Amei a musica, apesar de não curtir tanto JBros, mas vou procurar a letra sim, pq fiquei curiossaaa!
kisS
Voltar ao Topo Ir em baixo
http://www.miss-scd.blogspot.com
kiinha kaulitz
Ao extremo
Ao extremo


Número de Mensagens : 2401
Idade : 22
Localização : São Paulo
Data de inscrição : 30/05/2009

Minha ficha
Como conheceu o fórum?: Amigos

MensagemAssunto: Re: Diário de One Shot's|Proxima One Shot =Lê_Kaulitz|   Qui Abr 29, 2010 12:07 pm

Peeeeeeeeeeerfeita *-*
ameei Very Happy
Voltar ao Topo Ir em baixo
Conteúdo patrocinado




MensagemAssunto: Re: Diário de One Shot's|Proxima One Shot =Lê_Kaulitz|   Hoje à(s) 11:12 pm

Voltar ao Topo Ir em baixo
 
Diário de One Shot's|Proxima One Shot =Lê_Kaulitz|
Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo 
Página 6 de 6Ir à página : Anterior  1, 2, 3, 4, 5, 6
 Tópicos similares
-
» Diário de One Shot's|Proxima One Shot =Lê_Kaulitz|
» Body Language {18} one-shot
» Diário de um MACHO! (Comédia One-Shot) POSTADA!
» Doce Ódio [One-Shot]
» One Shot-Um Simples Beijo.

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
TH BRASIL OFICIAL - Fórum :: Fan Stuff :: FanFics :: One Shots-
Ir para: