Fórum Oficial do Tokio Hotel no Brasil - TH BRASIL OFICIAL FÓRUM
 
InícioPortalRegistrar-seLoginIr para o site@THBRASILOFICIALFacebook

Compartilhe | 
 

 [Kaulitzcest] Santo remédio!

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo 
AutorMensagem
Racquel

Fã


Número de Mensagens : 141
Idade : 21
Localização : Curitiba
Data de inscrição : 10/01/2010

Minha ficha
Como conheceu o fórum?: Outro

MensagemAssunto: [Kaulitzcest] Santo remédio!   Sab Abr 24, 2010 6:00 pm

Nome: Santo remédio!
Autor: Racquel ( eu mesma )
Classificação: +18
Gênero: A.u/Lemon/Romance
Beta-Reader: eu o/
[Nº de capítulos: único
Terminada ou não: Sim.
Sinopse: - É o seguinte...- Sorriu.- Isso daqui serve para o "amiguinho" do Tom não funcionar durante um bom tempo.- Deu uma pequena risada, mostrando todo seu divertimento.

000000000000000000000000

Estava dando uma olhada nas minhas one shot hots, achei mais uma que ainda não postei aqui *-* Bom, apesar de fazer uns...quatro meses que escrevi essa one, eu gostei de fazê-la xD *-*

Espero que você gostem também *-*

Boa leitura!

00000000000000000000000000

- Você não vai fazer isso! - Michelle quase pulou da cadeira, com os olhos arregalados de nervosismo. O moreno estava calmo, com uma expressão que dizia exatamente o contrário do que a garota tinha dito.- Bill! - Disse, quase gritando.- E se descobrirem? Não quero nem imaginar o que o Tom pode fazer com você.- Bill revirou os olhos, como se não se importasse.

- Ninguém vai descobrir, ok? Você é a única que sabe disso.- Mandou-lhe um olhar, fazendo-a entender que não poderia abrir a boca com nenhuma alma viva; nem em pensamento.- E também...- Suspirou calmo.- Foi o idiota do Tom que começou. Ele vive me humilhando nessa porcaria de escola sempre quando ele pode. Está na hora de uma pequena mudança, não acha?- Michelle ainda estava um pouco nervosa. O medo por seu melhor amigo. E se o Tom souber que foi ele? Nem queria pensar no que o outro poderia fazer.

- Mas esse troço funciona mesmo?- Olhou para um pequeno frasco que estava no centro da mesa. Desistiu de tirar a ideia da cabeça do mais novo. Decidiu pelo menos saber como ele iria fazer tudo o que estava tramando. Ela estava com um pressentimento que algo não iria funcionar. Não mesmo. Bill nunca fez nada certo.

- É o seguinte...- Sorriu vitorioso, como se o plano que tinha feito fosse o melhor do mundo.- Isso daqui serve para o "amiguinho" do Tom não funcionar durante um bom tempo.- Deu uma pequena risada, mostrando todo seu divertimento.

- Tudo bem. Mas como você vai fazer ele tomar isso?- Michelle batia o pé no chão de tanto que era o nervosismo e o medo.

- Aí que eu entro em ação, querida.- Pegou o pequeno frasco, olhando-o enquanto ria.- O Tom toma algo pra criar músculos, não é?- A ruiva apenas assentiu.- Parece ser um shake de proteínas. Eu não lembro o nome exato disso, mas não importa.- Suspirou.- Ele sempre toma três copos do shake por dia, certo?- Michelle abriu mais os olhos, pedindo-o para continuar.- Ele sempre toma aquilo depois do treino de futebol. Enquanto ele estiver jogando, eu vou até o seu armário e despejo esse pózinho no pote de shake dele.- Seu sorriso alargou-se, fazendo-a sentir até um certo medo do amigo.- E quando ele for tomar, adeus mini-Tom. Não é perfeito?- Ok. Michelle ainda estava pensando. Está certo que Tom sempre esquece o armário destrancado, e é fácil alguém se aproveitar disso, como Bill iria fazer.

- Espera! Quanto que você vai por?

- Como quanto? Tudo!- A boca da ruiva quase parou no chão.

- Você está louco?- Seus olhos estavam arregalados, enquanto olhava para os lados, vendo se não tinha chamado muita atenção.

- Eu não. Mas o Tom vai ficar quando perceber que o brinquedo de foder as meninas não funciona mais.- O olhar de Bill era calmo, mas sério, de um jeito misterioso.

- Eu realmente espero que ninguém te pegue, Bill.- Bateu a mão em sua testa, afastando um pouco o suor. O sinal que indica que a próxima aula iria começar, tocou.

- Agora é a aula de educação física.- Bateu palmas, pulando infantilmente.

- E a minha é de inglês. Shit!- Disse Michelle, levantando de sua cadeira.- Bill, tem algum efeito contrário nisso aí?

- Hum...tem sim, eu lembro.- Pensou.- Acho que era algo como existir cinco porcento do produto ter o efeito contrário em certas pessoas.

- Ou seja...Ele pode ter uma ereção enorme.- Disse, receosa.

- Não. Tom não seria uma das poucas pessoas em que isso possa ocorrer. Não mesmo.- Resmugou com total convicção.

- Tem certeza? Oh, céus! Estou atrasada.

- Vá para sua aula de inglês, enquanto eu executo meu pequeno...trabalhinho.- Mostrou a língua. A ruiva revirou os olhos. Desejou que tudo desse certo e saiu. Bill correu para o vestuário masculino e trocou sua roupa, colocando sua regata laranja e um short branco, tudo um pouco mais justo, mas não tanto como de costume. Dirigiu-se até a quadra, dando um pedido de desculpas ao treinador por ter se atrasado um pouco. Ficou no seu lugar, como goleiro. Olhou ao redor e viu Tom, que começaria com a bola. O louro de dreads olhou-o por alguns instantes, sorrindo cinicamente. O jogo começou. Para Bill, aquilo tudo parecia uma enorme confusão. Vários garotos corriam atrás da bola, tudo muito rápido. Apenas notou qua Tom estava à alguns metros de distância. Ele iria chutar. Ele iria chutar para marcar o gol. E era agora que Bill colocava seu plano em prática.O louro chutou. A bola vinha em sua direção, do jeito que queria. Ficou na frente dela e a pegou com as duas mão, impedindo que o outro time marcasse ponto. Sorriu. Logo o sorriso morreu. Largou a bola, deixando-a rolar para fora da quadra, enquanto sentou-se no chão e gritou de dor.

Claro que era mentira.

- Bill? Você está bem?- Perguntou o treinador, agachando-se para falar com o garoto.

- Não sei. Acho que machuquei o pulso.- Apertou sua mão que estava em torno do pulso falsamente ferido, apenas para deixar um pouco vermelho.

- Deixe-me ver.- Apertou um pouco mais forte antes de mostrar ao professor. Estava vermelho. Mas não era de dor. Era da pressão que Bill fez nele mesmo.

- Vou chamar outro aluno que está no banco reserva. Volte para dentro e cuide disso.- O professor sorriu, sendo retribuído do mesmo jeito pelo moreno.

- Obrigado.- Agradeceu. Você não sabe o quanto ajudou.- Pensou

Bill correu para fora do ginásio, indo diretamente para o vestuário masculino, onde também ficavam os armários de cada aluno do time de futebol.

- Tom Trümper...Tom Trümper...achei!- Gritou feliz. Como suspeitava, Tom tinha deixado-o aberto, livre para qualquer mente maldosa. Bill.

Abriu o armário e achou o pote de shake. Abriu a tampa e colocou todo o pó do frasco, sem sobrar absolutamente nada. Fechou e o colocou de volta. Era só esperar. Bill trocou de roupa, enquanto esperava os vinto minutos se passarem. Colocou uma jeans preta apertada, como sempre, e uma blusa vermelha. Decidiu não se preocupar em arrepiar seu cabelo, até porque não tinha tanto tempo. Quando terminou de passar seu gloss rosa, o sinal tocou. Sorriu para si mesmo quando ouviu os passos e as conversas dos garotos, chegando cada vez mais perto. Saiu do vestuário e ficou no corredor, vendo todos entrarem. Tom tinha entrado por último, enviando-lhe um olhar duro para o menino no corredor. Bill, em outra ocasiões, teria desviado o olhar, mas não foi o que fez. Olhou diretamente para Tom, divertido. O louro retribuiu, confuso, entrando logo em seguida. O de dreads sempre demorou mais no banho, por causa do seu cabelo. Bill observava todos os garotos saindo e indo em direção à saída, provavelmente indo para suas casas. Como já sabia, Tom era o único no vestuário.

Sorriu ao ver que o mais velho pegou seu pote de shake. Abriu algum armário, onde retirou um liquidificador e leite que o professor tinha deixado para eles, para poderem tomar o que quisessem depois da aula. Deixou o liquidificador num pequeno balcão grudado na parede, enquanto o ligava na tomada ao lado. Colocou três copos de leite e uma quantidade excelente, na opnião de Bill, do pó de shake. O barulho insuportável que o utensílio fazia durou apenas alguns segundos, e logo sua bebida estava pronta. Tom nem reparou que o moreno estava espiando atrás da porta, enquanto dirigiu o primeiro copo da bebida até sua boca, tomando tudo de uma vez.

Perfeito.

Tom colocou o copo no balcão, enquanto sua mão se dirigia até o liquidificador, para colocar mais um copo. Ele parou. Seus olhos se arregalaram. Caiu no chão, fazendo seus joelhos quase baterem no seu estômago. Algo estava errado. Ouviu uma risada. Bill estava na frente da porta. O moreno virou levemente para trás, trancando-a. Não queria que ninguém entrasse e estregasse seu prazer de ver Tom...murchando.

- Nossa, foi instantâneo, não?- Sorriu divertido. Andou até Tom e colocou o seu frasco em cima do balcão.- Isso daqui me ajudou muito.- Se referiu ao remédio.

- Por que fez isso, Bill?- Tom estava parado, caído ao chão em forma de bola.

- Porque você sempre dá um jeito de me humilhar na frente de todos, idiota.- Disse Bill, com certa irritação evidente em seu tom de voz.- Então eu apenas me vinguei.- Soltou uma risada sonóra.

- Se vingou?- Tom estava um pouco irritado, para não dizer muito- Sua vingança era me dar uma maldita ereção do tamanho de um elefante, caralho?- Os olhos de Bill se arregalaram. Ok, ele estava desesperado agora.

- Ereção?- Tom segurou-se na cadeira e levantou seu corpo, conseguindo ficar de pé. Bill olhou para baixo e viu que as calças, que eram extremamentes largas, estavam apertadas. E para as calças do louro ficarem justas, Tom deveria estar grande mesmo. A primeira reação do mais novo foi sair correndo até a porta, já que seu plano tinha ido por água a baixo. Atrapalhou-se com a chave da porta, fazendo com que o outro o alcansasse

- Onde pensa que vai?- Prensou Bill na porta, de costas para si, fazendo seu volume tocar seu traseiro.

- T-Tom...deixa-me ir.- Tentou se afastar, mas apenas fez com que grudassem mais os corpos. Mesmo que Bill não quisesse, ele estava ficando apertado em suas calças também. E isso não era nada bom. Não era todo dia que se tem um garoto lindo e gostoso o prensando na porta, mesmo que esse garoto fosse Tom. Mesmo o odiando por ser humilhado, Tom era bonito, e Bill sabia disso. Achava isso.

- Por que você dá um jeito de estragar tudo o que eu faço? Merda! Era realmente pouquíssimas as chances de você ficar...ereto.- Sentiu suas bochechas queimarem. Tom o ignorou. Tudo o que ele queria era se livrar disso.

Tom tinha um garoto extremamente lindo nas mãos. O garoto que o deixou sem dormir algumas noites, por pensar se era gay ou não. O garoto que ele sempre humilhou para dizer à si mesmo que não o amava. O garoto que fez com que seus olhos apenas o achasse bonito, e ninguém mais. O garoto que ocupa sua mente, fazendo-o criar imagens dele gemendo seu nome. O garoto por quem era apaixonado: Bill.

- Você fez isso, Billa...- Estremeu ao sentir o hálito quente perto de sua orelha.- Você desfaça!- Dizendo isso, Tom virou-o para si, beijando-o fortemente. Bill lutou um pouco ante de ceder ao maravilhoso gosto que os lábios grossos lhe propuseram. Abriu sua boca, dando espaço para a língua de Tom poder explorar todo o novo território. Segurou Bill pela cintura e colou os corpos, fazendo suas ereções se tocarem. Gemeram entre o beijo, mas não pararam. Não podiam. Tom mexia seu quadril para cima e para baixo, sendo acompanhado pelo moreno, fazendo seus pênis já eretos tocarem-se constantemente.

- Oh, Deus!- Bill gemeu ao quebrar o beijo, conseguindo respirar. Sua bochechas extremamente coradas por tamanho tesão que sentia.

- Esse não é meu nome, Bill.- Mordeu sua orelha. Bill quase não acreditava no que estava acontecendo. O garoto que sempre o fez ter sonhos indecentes, estava fazendo-os tornar realidades. Mesmo não gostando como Tom agia normalmente, assim quando o viu sem camisa pela primeira vez, não conseguiu deixar-se de se sentir atraído por aquele corpo musculoso.

- Céus. Tommy.- Suspirou ofegante ao sentir o louro lamber e mordiscar seu pescoço. Iria deixar marca. Uma marca dizendo que ele tinha sido dele, e de mais ninguém. Tom caminhou para trás, ainda segurando a pequena cintura do garoto, e sentou-se na cadeira, trazendo o corpo do mais novo para sentar em seu colo. O moreno enrolou seus braços em seu pescoço, aproximando para mais beijo quente. Enquanto a mãos de Bill se acomodavam e bagunçar os dreads louros, as de Tom se importavam em retirar o cinto do outro, e foi o que fez. Bill soltou um gemido ao ver seu cinto voando para um lugar qualquer. Ficou de pé em frente à Tom, abaixando suas calças, deixando-o apenas com uma boxer preta. O mais velho mordeu o lábio inferior, admirando a beleza à sua frente. Ficou também de pé, retirando sua camisa XXL, jogando-a para o lado.

- Posso, Tommy?- Perguntou Bill, inocentemente. O moreno tinha seus dedos no zíper de sua calça. Tom assentiu, vendo-o sorrir. Bill beijou-o novamentem, numa batalha de línguas, em que ele estava ganhando, já que Tom nao conseguia mais raciocinar direito. Sorriu entre o beijo e abaixou as calças extremamente grande, deixando a mostra sua cueca verde com um enorme volume na frente. O louro viu Bill retirar a sua própria e pequena blusa, completamente ao contrário da dele. Sorriu para Tom, abaixando sua cueca, deixando seu grande pênis de fora. O remédio realmente tinha feito efeito. E ele não podia reclamar.

- Viu o que seu maldito pózinho fez em mim?- Disse Tom, nada irritado. Raiva era a última coisa que ele poderia chegar a sentir em uma situação delicada como essa.

- Nossa, isso tudo é minha culpa. Deixa-me ajudá-lo, por favor.- Ajoelhou-se, fazendo seu nariz tocar a glande de Tom. O mais velho soltou um suspiro ao sentir a língua quente em toda sua extensão. Logo a sucção começou. Bill era rápido e habilidoso. Uma habilidade que Tom estava curioso para saber de onde vinha. Deixaria para perguntar em outra hora. Sentiu uma leve tontura quando o moreno esfregou o piercing em seu pênis. Aquilo era demais para ele.

- Pare. Pare agora, pelo amor de Deus!- Tom quase gritou, enquanto tentava recuperar o ar perdido.

- Fiz algo errado?- Perguntou, fazendo beicinho. Tom poderia gozar alí mesmo se ele não tivesse alto-controle, mesmo que Bill o estivesse fazendo perdê-lo.

- Não. Estava ótimo.- Pegou-o pela cintura e juntou os corpos novamente.- Mas eu quero vir em outro lugar.- Sua mão desceu até a bunda de Bill e a apertou, fazendo-o gemer em seu ouvido da forma mais erótica possível. O moreno abaixou sua cueca preta, extremecendo ao sentir seu pênis exposto. Tom beijou-o com mais força, enquanto fazia movimentos de vaivém no membro de Bill.

- Oh, céus, Bill!- Exclamou Tom, terminando o beijo. O ser à sua frente era uma das criaturas mais lindas que já tinha visto.- O que foi?- Perguntou. O moreno fitava seus pés.

- É que...- Estava envergonhado.- Não sei se...vai caber.- Tocou a ereção à sua frente. Tom estava extremamente grande. Não sabia dizer se era pelo remédio ou se ele já era assim mesmo.

- A gente dá um jeito.- Sentou-se na cadeira novamente, trazendo Bill de novo para seu colo.

- Tommy...- Gemeu ao sentir dois dedos tocando sua entrada.- Oh!- Soltou um pequeno suspiro quando um dedo entrou, fazendo movimentos circulares.

- É bom?- Mordeu o lábio ao perguntar.

- Sim...- Saiu como um assovio. Em alguns minutos, Bill já mexia o quadril, para sentir mais o contato tão prazeroso que miseros dedos lhe causavam. Percebendo isso, Tom introduziu mais um dedo, saindo e entrando, rápido.- Isso...- O moreno deu-lhe um selinho.- Mais, Tommy...eu quero você...dentro...agora.

- Mandão...- Riu e retirou seus dedos, ouvindo leves gemidos de protestos do outro. Posicionou seu pênis na pequena entrada.- Pronto?- Viu o garoto acenar positivamente. Respirou fundo e o penetrou devagar, apenas a cabeça, sentindo os músculos do menor contraindo-se contra si. Afundou mais, estando metade do seu membro dentro daquele corpo quente. Bill era tão apertado que sentia que poderia vir apenas em uma estocada. Empurrou mais um pouco, vendo os olhos de seu companheiro se fecharem com força. Finalmente, depois de alguns minutos, Tom estava totalmente dentro do pequeno corpo pálido do moreno.

- Oh, céus, Tommy.- Bill deu-lhe um tapa no ombro.- Fique parado...- Gemia de dor.- Desgraçado, você é muito grande...- Tentou fazer o mínimo de movimento possível em cima de Tom. O louro apenas deu uma leve risada do comentário do mais novo, ficando orgulhoso de si mesmo. Já tinha ouvido isso antes, mas de Bill...Era algo especial.

- Bill...rápido!- Pediu, um pouco desesperado. A vontade de começar a se mover dentro delel era grande. E não sabia se conseguiria aguentar um pouco mais.

- Ninguém mandou você ser assim. Agora espere.- Gemeu. A dor estava diminuindo, mas ainda a sentia.

- Droga!- Pegou o queixo de Bill com suas mãos e o puxou para um beijo forte. Era o único jeito de não pensar em começar aquilo rapidamente, como queria fazer. Para a surpresa de Tom, o moreno balançou seu quadril para cima e para baixo, apenas uma vez.- Já se acostumou?- Quebrou o beijo.- Por favor, diga que sim!

- Sim...mas vá devagar, ok?- Tom assentiu e segurou sua cintura, levantado-a um pouco, fazendo os movimentos calmamente, ouvindo gemidos positivos do outro. Nunca imaginou que teria o garoto que ele tanto desejava, aqui, dando-lhe um prazer enorme só de ouvir seus gemidos. De repente, Bill abre os olhos rapidamente.

- O que foi? Te machuquei?- Perguntou, preocupado.

- Não...Não! Céus, não, Tommy!- Gemeu.- De novo, faça isso de novo!- Tom sorriu. Finalmente tinha acertado o lugar certo. Bill segurou em seus ombros, começando a fazer os movimentos, assim como Tom. Os gemidos cada vez ficavam mais altos, e as estocadas mais rápidas. O barulho que seus corpos faziam ao se chocar um com o outro era como a mais bela músicas para os ouvidos de ambos.

Aquela posição já estava ficando desconfortável para o louro. Mal conseguia mexer os quadris. Pegou Bill pela cintura, levantando-o. Bill soltou um pequeno grito de surpresa. Enrolou as pernas em volta da cintura de Tom, enquanto o de dreads o colocava em cima de uma mesa que tinha ao lado do balcão.

- Tom...- Deitou-se. Viu Tom ficar em cima de si novamente, beijando-o , penetrando logo em seguida.- Sim...- O mais velho estava sob comando agora, do jeito que sempre gostou. Dava estocadas mais fortes, indo cada vez mais fundo.- Oh, sim! Toque-me, por favor...- Nem precisou pedir duas vezes. Tom pegou o membro com uma das mãos, enquanto a outra estava na cintura do moreno, e fez movimentos de acordo com as estocadas.

- Deus, Bill! Você é tão quente!- Levou a mão da cintura até os mamilos, apertando um de cada vez.

- Isso é demais pra mim, Tommy.- Bill deu um pequeno sorriso, junto com os gemidos altos que soltava cada vez que o outro acertava sua próstata. O clímax estava chegando para ambos os meninos. Um ritmo acelerado, uma sintonia maravilhosa, um encaixe pefeito. Perfeito. O encaixe de seus corpos eram realmente perfeitos.

- Não dá mais...vou vir!- Deu um grito esguelado, derramando seu líquido no abdomen de seu companheiro. Mais algumas estocadas e Tom encheu o pequeno corpo de Bill com seu esperma. Saiu devagar, causando calafrios nos dois. Aproveitou que Bill estava deitado na mesa e o abraçou, aconchegando-o em seus braços.

- Santo remédio, Bill!- Tom disse, sorrindo.

- Que bom que teve efeito contrário.- Sorriu timidamente.

- Billa...- Tom beijou seu pescoço, parando em seus lábios.- Nunca mais faço algo que te machuque ou que possa te magoar. Eu era cego. Mentia para mim mesmo que ainda gostava das transas que eu tinha com mulheres, mas sempre que fazia isso, era pensando no seu corpo no lugar delas. Mentia para mim mesmo achando que isso iria mudar, que eu iria me enganar. Mas cada vez que te via, voltava tudo do zero, Billa. E eu...- Um dedo de Bill fez com que ele parasse no mesmo instante. Aproveitou e beijou o dedo em seus lábios.

- Eu também te amo, Tom.- Riu. Era isso que ele estava tentando dizer com todo esse discurso. Mesmo assim, ele gostou de ouví-lo.

- Sabe. Bill...- Levantou-se de cima do mais novo, indo para perto do balcão.- Ainda tem mais shake.- Bill levou seu olhar até o liquidificador, vendo-o ainda pela metade.

- Tom, você não vai...- Bill estava cansado. Tom era muito bom, e isso o esgotou. Não terminou sua frase e o viu bebendo mais um copo cheio. Seus olhos se arregalaram ao ver que a bebida atingiu diretamente o pênis do outro, deixando-o ereto novamente.

- Pronto pra outra?

- Ainda não.

Tarde demais.

Fim!
Voltar ao Topo Ir em baixo
Lucy
Ao extremo
Ao extremo


Número de Mensagens : 2263
Data de inscrição : 05/12/2009

Minha ficha
Como conheceu o fórum?: Site TH BRASIL

MensagemAssunto: Re: [Kaulitzcest] Santo remédio!   Dom Abr 25, 2010 10:07 pm

UAU!
SANTO REMÉDIO MEU!
QUE QUENTE HOHO!
O plano do Bill até que foi uma boa Cool
Amei amiga!
One perfeita!
Você escreve bem demais menine do céu ! =O *o*
Voltar ao Topo Ir em baixo
http://tokiohoteldreamfans.forumeiros.com
srtª kaulitz*.*
Big Fã
Big Fã


Número de Mensagens : 518
Idade : 21
Data de inscrição : 28/07/2009

Minha ficha
Como conheceu o fórum?: Outro

MensagemAssunto: Re: [Kaulitzcest] Santo remédio!   Dom Abr 25, 2010 10:36 pm

mais

SANTO REMÉDIO MEU![+1]

*o*
perfeita!!!
Voltar ao Topo Ir em baixo
Convidad
Convidado



MensagemAssunto: Re: [Kaulitzcest] Santo remédio!   Seg Abr 26, 2010 2:39 pm

EU ODEIO kaulitzcest,mais a sua foi...maravilhosa!Escreva assim lá na alemanha...perfeita viu?parabéns!
Voltar ao Topo Ir em baixo
AninhaMHF
Big Fã
Big Fã


Número de Mensagens : 375
Localização : Paradise City
Data de inscrição : 21/04/2010

Minha ficha
Como conheceu o fórum?: Site TH BRASIL

MensagemAssunto: Re: [Kaulitzcest] Santo remédio!   Seg Abr 26, 2010 6:11 pm

Divaa, pára de humilhar com suas ones perfeitas fofa2
AMEEI DEMAIS!! SUA DIVA! *o*
Voltar ao Topo Ir em baixo
http://www.hierinmeinemarm.blogspot.com/
déec .
Ao extremo
Ao extremo


Número de Mensagens : 4003
Data de inscrição : 13/11/2009

Minha ficha
Como conheceu o fórum?: Site TH BRASIL

MensagemAssunto: Re: [Kaulitzcest] Santo remédio!   Seg Abr 26, 2010 9:56 pm

Hoho, vou comprar uns remédinhos desses e levar pro show do TH _õ/
Já disse que suas fics são perfeitas? SUAS FICS SÃO PERFEITAS /fato u.u
Voltar ao Topo Ir em baixo
Convidad
Convidado



MensagemAssunto: Re: [Kaulitzcest] Santo remédio!   Ter Abr 27, 2010 11:10 am

cara eu vou ate desistir de fazer ones porque as suas sao perfeitas humilham as de todo mundo....
olha faça um livro de sua ones, eu ia adorar ter esse livro em casa.....
voce escreve muito bem gata, continue assim, que voce sempre tera uma fã muito louca e apaixonada pelas suas ones.... Eu!!

Küsses
Voltar ao Topo Ir em baixo
Nina

Fã


Número de Mensagens : 205
Idade : 23
Localização : Segunda estrela à direita, em frente até amanhecer
Data de inscrição : 08/11/2009

Minha ficha
Como conheceu o fórum?:

MensagemAssunto: Re: [Kaulitzcest] Santo remédio!   Ter Abr 27, 2010 2:19 pm

cara eu to virano sua fã, putz c escreve MUITO bem
super concordo com a Gemia Kaulitz, vc deveria escrever um livro!
sem a menor duvida eu ira compra-lo
parabéns!!
Voltar ao Topo Ir em baixo
JULYYANNA

Fã


Número de Mensagens : 171
Idade : 21
Localização : humanoid City ♥
Data de inscrição : 07/04/2010

Minha ficha
Como conheceu o fórum?: Amigos

MensagemAssunto: Re: [Kaulitzcest] Santo remédio!   Sab Jun 05, 2010 4:31 pm

meu, é uma das melhores fics que eu já li por aqui1 (de Kaulitzcest, of couse)
*************kaulitzcest, uma maneira diferente de encarar a realidade*********
Voltar ao Topo Ir em baixo
JULYYANNA

Fã


Número de Mensagens : 171
Idade : 21
Localização : humanoid City ♥
Data de inscrição : 07/04/2010

Minha ficha
Como conheceu o fórum?: Amigos

MensagemAssunto: Re: [Kaulitzcest] Santo remédio!   Sab Jun 05, 2010 10:08 pm

he, he desde quando o Tom joga futebol??**ok, essa one-shot é perfa**
Voltar ao Topo Ir em baixo
Beatrisa~♥
Iniciante


Número de Mensagens : 10
Idade : 20
Localização : ...Fim do mundo...[INFERNO]
Data de inscrição : 06/05/2010

Minha ficha
Como conheceu o fórum?: Buscador

MensagemAssunto: Re: [Kaulitzcest] Santo remédio!   Seg Jun 14, 2010 2:59 pm

Que perfi essa one ameeei :*-*:
Querida voce humilha todo mundo com suas fics Shocked
Mais são perfeitas mesmo assim What a Face
Voltar ao Topo Ir em baixo
hiza
Mega Fã
Mega Fã


Número de Mensagens : 652
Idade : 19
Localização : ...
Data de inscrição : 04/01/2010

Minha ficha
Como conheceu o fórum?: Site TH BRASIL

MensagemAssunto: Re: [Kaulitzcest] Santo remédio!   Qua Jun 23, 2010 7:11 pm

Lucy escreveu:
UAU!
SANTO REMÉDIO MEU!
QUE QUENTE HOHO!
O plano do Bill até que foi uma boa
Amei amiga!
One perfeita!
Você escreve bem demais menine do céu ! =O *o*
+1
Voltar ao Topo Ir em baixo
http://...
Conteúdo patrocinado




MensagemAssunto: Re: [Kaulitzcest] Santo remédio!   Hoje à(s) 4:55 am

Voltar ao Topo Ir em baixo
 
[Kaulitzcest] Santo remédio!
Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo 
Página 1 de 1
 Tópicos similares
-
» THIAGO ESPIRITO SANTO
» Neural code ...novo trabalho de thiago espirito santo com kiko loureiro
» Entrevista com Tiago Espírito Santo
» Video aula completo do Arismar do Espirito Santo
» FAQ Thiago Espirito Santo

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
TH BRASIL OFICIAL - Fórum :: Fan Stuff :: FanFics :: One Shots-
Ir para: