Fórum Oficial do Tokio Hotel no Brasil - TH BRASIL OFICIAL FÓRUM
 
InícioPortalRegistrar-seLoginIr para o site@THBRASILOFICIALFacebook

Compartilhe | 
 

 [Kaulitzcest] Meu ladrão!

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo 
AutorMensagem
Racquel

Fã


Número de Mensagens : 141
Idade : 21
Localização : Curitiba
Data de inscrição : 10/01/2010

Minha ficha
Como conheceu o fórum?: Outro

MensagemAssunto: [Kaulitzcest] Meu ladrão!   Sab Maio 08, 2010 3:55 pm

Bom, vocês já sabem o gênero que eu gosto, não é xD ? Quem lê sabe =)

Bom, contém cenas de sexo, só para avisar =)

Boa leitura e comentem *-----*

0000000000000000000000000000000000000000000000

Chegando em casa após mais um dia exaustivo de trabalho, Bill jogou sua bolsa em cima do sofá, sem querer saber se ela escorregou e caiu no chão, ou algo parecido. Ser modelo não era nada fácil. Ele até pensava que era somente desfilar e tirar boas fotos que teria um ótimo salário.

Mas não era bem assim. Todos eram exigentes demais, se a foto não ficava do jeito que queriam, mesmo que fosse por qualquer coisa banal, na opinião de Bill, eles faziam tudo de novo.

Mesmo sendo novo nessa área, e ainda se confundir muitas vezes, Bill sabia que tinha seu emprego garantido. Sabia que era bonito o suficiente para esse cargo. Sua beleza superava qualquer mero erro que ele poderia fazer.

Era apenas dez horas da noite e ele já sentia como se vários cavalos tivessem pisados em cima do seu corpo, deixando-o todo dolorido. Sem mais delongas, subiu as escadas, dois degraus de cada vez, indo direto para o banheiro, constatando que tinha toalha o suficiente para não o fazer ir até o quarto e pegar.

Resmungou baixinho ao sentir a água morna acariciando seu corpo, como se ela soubesse onde estava doendo e cuidasse disso.



Se fosse em dia comum, Bill teria ficado mais de meia hora no banho. Mas o cansaço era tanto que em menos de dez minutos ele já estava com uma toalha na cintura e uma em seus cabelos, prendendo seus longos fios negros e lisos, impedindo-os de molhar o resto do seu corpo que já estava seco.



Caminhando lentamente até seu quarto, cantarolando uma música qualquer, escolheu seu pijama preferido para aquela noite quente: uma regata branca que ia apenas até o umbigo e um shorts dourado. Tudo de seda, claro.



Rico, bonito e poderoso. Esse era Bill Kaulitz, um dos modelos mais lindos e desejados. E ele apenas estava começando.



Passou a mão pelo fofo cobertor antes de se deitar, cobrindo-se rapidamente. Grunhiu feliz e satisfeito. Tinha o emprego que queria, a vida boa que queria. Isso em apenas pouco tempo.



Mesmo que fosse uma profissão um pouco dura, ele se sentia completamente realizado por ter conseguido chegar onde queria.



Sua boca estava entreaberta e sua respiração calma, indicando que já estava dormindo, agarrado à um enorme travesseiro. Sonhando, provavelmente, com flashes de câmera fotográfica bem na sua cara e, mesmo assim, continuava sorrindo, como deveria ser.



Mas nem conseguiu chegar a ter seu sonho quando um barulho realmente alto de janela quebrando o acordou. Esfregou os olhos com cuidado, olhando para a direita e constatando que eram apenas meia noite. Tinha dormido somente duas horas.



De repente, outro barulho, como se mais um vidro tivesse se quebrado.



Assustado, e confuso, Bill sentou-se na cama, encostando suas costas na cabeceira, segurando o cobertor com força.



- Oh, meu Deus...- Gemeu baixinho ao ouvir passos no andar de baixo. Vidro quebrado, passos...Não tinha mais dúvidas.- Não...- Resmungou, ouvindo alguns barulhos de objetos caindo. Tinha um ladrão na sua casa.



Em poucos segundos, uma certa raiva apoderou-se de si. Ele tinha lutado para ter o que tinha e, do nada, um ladrão sem fazer nenhum esforço na vida roubava seus anos de vida trabalhando. Mesmo que Bill tivesse apenas vinte anos, ele tinha lutado muito por isso, desde pequeno.



Seus cabelos, agora já secos, escorregaram por suas costas, caindo até a cintura.



Saiu da cama sem fazer nenhum barulho, mesmo que soubesse que do andar de baixo não se podia ouvir nada do que acontecia lá de cima. Claro, se não fosse tão alto.



Sem colocar pantufa ou qualquer sapato, com passos cuidadosos e lentos, dirigiu-se até a porta do quarto, que estava escorada. Abriu-a e saiu. Escorou-se na parede, andando logo em seguida. Segurou no corrimão da escada e tampou a boca com a mão para não soltar um grito assustado ao ouvir os barulhos ficarem mais altos de acordo com cada passo que dava para descer.



Vendo que os barulhos vinham da sala, correu para a cozinha, nem ligando se seus pés faziam a madeira ranger alto. Abriu a primeira gaveta e retirou de lá um facão. Virou-se, encostando-se na pia, olhando para a porta que ligava a cozinha até a sala. Viu uma sombra preta no chão e, sem demora, um homem completamente de preto surgir na porta.



Sua face contraiu-se de medo. Mordeu o lábio inferior e segurou a faca com as duas mãos, apontando para o ladrão.



- N-não se mexa! Eu...Eu tenho uma faca. É melhor você ir...Ir embora.- O medo audível em sua voz fez com que a sentença proferida não tivesse nenhuma força.



Bill encarava os olhos do homem que o roubava, já que essa era a única parte do seu corpo que conseguia ver. Suas pernas tremeram ligeiramente quando o homem deu alguns passos em sua direção, sem demonstrar medo pela faca de Bill.



Será que era assim que tudo iria terminar? Sua carreira estava começando a estourar, e agora ia ser morto? Nunca pensou que acabaria desse jeito.



- Você nunca pegou uma faca para matar ou ameaçar alguém...- A voz era grave e decidida, fazendo Bill tremer, mesmo que ele não quisesse. Os olhos do ladrão correram pelo corpo do moreno, constatando algo que ele estava em dúvida há alguns segundos.- ...Garoto.- Largou a sacola de lixo preta que tinha, onde colocou todos os objetos de valor que encontrou, até mesmo a bolsa que Bill tinha deixado no sofá.



Bill tremia na frente daquele homem. O que ele iria fazer? Matá-lo? Deixá-lo vivo? Essa pergunta sem resposta estava deixando-o completamente assustado, mais do que já estava.



Os olhos castanhos do ladrão, ligeiramente mais baixo do que o moreno, detalhou o corpo do outro. Aquilo era uma brincadeira consigo? Ele tinha entrado em uma casa errada, e estava participando de alguma pegadinha?



Que pessoa usa uma roupa que mais parece uma fantasia sexual? Que garoto que usa uma regata que só vai até o umbigo para dormir? E um shorts curto e colado ao corpo? E ainda tinha uma maldita tatuagem de estrela desenhada em seu quadril.



- É melhor você sair daqui...Eu nunca usei uma faca, mas posso aprender usá-la agora...- Segurou o utensílio com força, fazendo algumas veias saltarem. Seus olhos se arregalaram ao ver o homem correndo em sua direção, e, por reflexo, empurrou a faca para frente, fechando os olhos logo em seguida. Abrindo apenas o olhos direito, assustou-se ao ver que o ladrão estava ao seu lado, segurando com força seu pulso, apertando-o e o fazendo soltar o objeto cortante.



- Hum...- Bill grunhiu quando ouviu o barulho que o cabo de madeira da faca fez ao cair no chão. Agora ele não tinha mais nada para tentar se defender.



- Eu disse que você não sabia usá-la...- Segurou as duas mãos de Bill com apenas uma sua, já que era visivelmente mais forte que o garoto.



- Por favor, não me mate...- Seus olhos lacrimejaram, ameaçando soltar lágrimas em qualquer momento.



- Por que eu iria te matar?- Levou a mão livre até o topo de sua cabeça, segurando a ponta do capuz, puxando-o. Os olhos de Bill adquiriram um brilho confuso. Normalmente, pelo menos na maioria dos filmes, nenhum ladrão que quer sair sem ser identificado tira sua máscara. Então por quê?



- Eu posso deixar todas as suas coisas aqui, sem levar nada. Bom, mas eu quero algo em troca... Apenas uma coisa.- Bill pensava claramente em aceitar a proposta, já que seria apenas um e não todos seus objetos. Nem precisou perguntar, pois sabia que o homem de tranças negras, lindo e com um piercing no lábio iria dizer. Sim, lindo. Mesmo não querendo aceitar isso.



- Quero seu corpo todo para mim essa noite.- Seus olhos se ampliaram no mesmo segundo. Ele tinha ouvido certo? Ele queria seu corpo?



- N-não...- Sentiu-se sujo ao perceber que, mesmo que dissesse que não, estava de algum modo retribuindo aos toques que o outro lhe dava. Ele estava abusando de seu pequeno corpo e estava gostando disso. A mão do homem acariciava apenas suas costa por baixo da regata, e esse simples ato fez com que seu corpo se arrepiasse. Ele queria culpar alguma brisa gélida que a madrugada tinha. Mas, merda, não tinha nenhuma.



Resmungou alto ao ser carregado no colo até a sala, onde fora jogado com força no sofá, sem ter tempo para pensar antes de sentir seu pescoço ser sugado pela boca quente que o moreno de tranças possuía.



- Você...Vai abusar de mim?- Sua voz saiu trêmula, mas sem um pingo de medo.



- Você, vestido com essa roupa, não pedia para ser abusado? Você quer isso... Seu corpo quer isso.- Ele afirmou, voltando a chupar seu pescoço, descendo até a clavícula, lambuzando-a.



- É excitante, não é? Ser abusado por um cara que você nem conhece, que estava te roubando. Você está sendo privilegiado, já que só quero seu corpo...- Bill gritou ao ouvir o tecido de sua camisa ser literalmente rasgado ao meio e jogado no sofá ao lado. Arqueou as costas e virou a cabeça para o lado, cobrindo o rubor de sua face com os longos fios negros.



Mesmo que tentasse evitar, soltou um gemido prazeroso ao sentir seu mamilo ser sugado rapidamente. Ele nem sabia há quanto tempo fora sua última transa. E, agora que estava indo para tê-la, desejou não ter perdido tempo.



- Você não...Não devia fazer isso...- Grunhiu graciosamente ao sentir uma última mordida em sua carne rosada antes do homem levantar os olhos e mirar seu rosto.



- E perder...- Tom observou o corpo abaixo de sim, agora seminu pelo ocorrido.- Merda, e perder algo como você?- Beijou sua testa.- Você é a criatura mais bela que eu já vi.- Uma de suas mãos desceram até o shorts de Bill, retirando a peça em apenas um puxão. – Qual seu nome?



- Bi- Bill...- Resmungou, suspirando ofegante enquanto sentia os grossos dedos do outro sob sua boxer, acariciando sua já formada ereção.



- Hum... Quando for gritar para mim, grite por “ Tom “. Esse é o meu nome.- Puxou a última peça de roupa que faltava para deixar Bill completamente exposto, nu. Tom sorriu enquanto se despia, vendo o garoto tampar o rosto com as duas mãos, completamente envergonhado.



Segurou um dos pulsos de Bill, retirando de sua face, vendo-a corada. Levou a mão delicada até seu membro ereto, fazendo o moreno acariciá-lo. Bill percebeu que agora os dois estavam totalmente sem nenhuma peça de roupa, e ele gostou disso.



Tom fez pressão com seu corpo, fazendo Bill ficar mais preso entre ele e o sofá, e, pela primeira vez naquela noite, o beijou. No começo era apenas um junção de lábios, mas, em pouco tempo, as línguas pediam e lutavam por espaço, querendo saborear e decorar cada vez mais rápido um o gosto do outro. Poderiam ficar assim a noite inteira, mas os dois tinham planos para algo mais além, e o iriam executar.



- Tom...- Gemeu ao sentir a língua morna contornando sua tatuagem, lambendo sem pudor algum. Deu um pequeno sorriso ao sentir um dedo brincar com sua entrada, entrando depois. Tinha se passado tanto tempo desde a última vez que Bill tinha até se esquecida da sensação que era ter algo dentro de si. Era tão bom, fazia-o sentir-se desejado e completo.



Logo um dedo não era suficiente, nem dois. Quando três dedos brincavam em seu interior, saindo, entrando, dobrando e acertando sua próstata, Bill chegou a conclusão de que essa brincadeirinha tinha que acabar.



- Por favor, Tom...- Com essas simples palavras, o moreno parou seus movimentos com sua mão, olhando divertido para o olhar suplicante do outro.



- Você aguenta sem lubrificante?- Perguntou preocupado. A última coisa que queria era causar desconforto para aquele ser tão bonito.



- Uhum...- Balançou a cabeça positivamente, soltando um murmuro feliz ao ser puxado. Tom sentou-se no sofá, encostando suas costas no mesmo, colocando o corpo menor sob si.



- Faça você mesmo, assim você sabe quando parar...- Bill sorriu lindamente, dando um casto beijo em seus lábios enquanto descia seu quadril em direção ao membro latejante de Tom. Fez com que sua glande penetrasse sua entrada, causando suspiros ofegantes em ambos.



Desceu mais um pouco e uma pequena dor queimou dentro de si. Mas isso era o que menos importava, porque o que viria logo a seguir o faria esquecer essa dor.



Sentou completamente em seu colo, sentindo que todo o pênis de Tom estava dentro.



- Muito quente, Bill...- Tom sussurrou, sentindo seu membro ser comprido pelo corpo do moreno.- Merda, mexa-se...- Segurou sua cintura fortemente, em um pedido mudo para começar a subir e descer, senão ele mesmo o faria.



Bill soltou um bafo quente na orelha de Tom, mordendo seu lóbulo segundos depois. Mexeu seu quadril para cima e para baixo duas vezes, ajustando seu interior ao tamanho do outro. Tom não era pequeno.



O mais velho pegou em seus quadris com a total intenção de não deixar Bill fazer tudo sozinho. Ajudou nos movimentos de vaivém que o corpo menor fazia em cima de seu membro, causando uma deliciosa sensação de frio na barriga.



Em poucos minutos, os movimentos tornaram-se intensos. Tom agarrava em sua delgada cintura, fazendo Bill descer e subir rapidamente em todo seu pênis.



- Bom... Tão bom, Tom...- Os gemidos do maior em sua orelha eram como belas melodias, deixando-o mais entusiasmado cada vez que o ouvia chamar pelo seu nome.



- O melhor, Bill, o melhor.- Tom apoiou suas mãos nas finas costas do mais novo, segurando-o enquanto caía por cima do pequeno corpo de Bill. Agora era ele que comandava os movimentos. Essa posição era melhor em todos os sentidos.



Tom dava estocadas com total voracidade no ato, sempre acertando a próstata de Bill, fazendo- ver estrelas e resmungar palavras incoerentes. Era um prazer tão intenso ao ter seu lugarzinho mágico ser acertado seguidamente.



- Tom, Tom, Tom, Tom, Tom!- Algumas lágrimas deixaram seus olhos. Ele nunca teve um sexo tão bom em toda sua vida. Nunca pensou que poderia ser tão maravilhoso como estava sendo agora.



O barulho que seus corpos faziam chocando-se um com o outro não era nada perto do ranger do sofá. Com certeza o chão ficaria riscado. Mas não importava a nenhum dos dois nesse momento.



- Vou vir, vou vir...- Avisou segundos antes de soltar um grito alto e desmanchar-se dentro de sua entrada. Bill mordeu o lábio inferior enquanto soltava todo seu líquido no abdômen definido de Tom, adorando a sensação que o corpo maior que o seu fazia ao estar em cima de si.



Tom abraçou-o enquanto sorria, fazendo-o soltar pequenas risadas.



- Você me roubou...Roubou meu coração. E agora? O que você vai fazer?



- Bom, vou ter que arcar com as conseqüências, não é? Eu vou cuidar dele...- Colocou a mão no peito de Bill, dando-lhe um último selinho antes de se levantar.



O mais novo olhou-o o tempo todo enquanto Tom se vestia, peça por peça. Bem que ele poderia ficar mais um pouco, algo assim.



- Vai vir me assaltar amanhã?- Perguntou, abraçando a si mesmo pelo frio que estava fazendo agora que não tinha o outro corpo para lhe esquentar.



- Nesse mesmo horário...- Andou em sua direção e agachou-se, ficando de joelhos. Passou os dedos pelos fios negros do outro, puxando-o para um beijo. Uma pequena batalha entre as línguas estava sendo realizada novamente. Uma deliciosa troca de saliva, na opinião de ambos.



Antes de ir, Tom deu belo aperto em sua nádega pequena, fazendo Bill grunhir em satisfação.



Eles tinham feito sexo? Amor? Não sabia definir ainda. Mas tinha quase certeza que era a segunda opção.



Sentia seu corpo todo relaxar e, em apenas segundos, dormiu como nunca tinha dormido antes.



Se Bill se atrasasse para o trabalho, tinha a desculpa de que um ladrão assaltou sua casa. Bom, não precisaria dizer que foi seu corpo que fora roubado naquela noite.



Não via a hora de ser novamente assaltado.



FIM!
Voltar ao Topo Ir em baixo
srtª kaulitz*.*
Big Fã
Big Fã


Número de Mensagens : 518
Idade : 21
Data de inscrição : 28/07/2009

Minha ficha
Como conheceu o fórum?: Outro

MensagemAssunto: Re: [Kaulitzcest] Meu ladrão!   Sab Maio 08, 2010 4:07 pm

AHAAAAAA menine ameii!!

AMEII
qro mais !!
Voltar ao Topo Ir em baixo
Convidad
Convidado



MensagemAssunto: Re: [Kaulitzcest] Meu ladrão!   Dom Maio 09, 2010 10:44 am

sua one IS PERFECT!!!
como eu disse: cada vez melhores!!!!
Voltar ao Topo Ir em baixo
Lucy
Ao extremo
Ao extremo


Número de Mensagens : 2263
Data de inscrição : 05/12/2009

Minha ficha
Como conheceu o fórum?: Site TH BRASIL

MensagemAssunto: Re: [Kaulitzcest] Meu ladrão!   Dom Maio 09, 2010 11:37 am

ONE PERFEEEEEEEEITA AMIGA!
MUUITO QUENTE!
Tom me assalta ! Eu deixo ! SAHUSAHUHSA
Voltar ao Topo Ir em baixo
http://tokiohoteldreamfans.forumeiros.com
Convidad
Convidado



MensagemAssunto: Re: [Kaulitzcest] Meu ladrão!   Dom Maio 09, 2010 11:52 am

por favor Tom me assalta uashuasuusaushuahs
Voltar ao Topo Ir em baixo
Convidad
Convidado



MensagemAssunto: Re: [Kaulitzcest] Meu ladrão!   Qua Maio 12, 2010 5:26 pm

Aiwn! ameiii Liebe! doce

Eu queria ser assaltada assim tbm só q pelo Bill!!!!
love fofa2
Voltar ao Topo Ir em baixo
hiza
Mega Fã
Mega Fã


Número de Mensagens : 652
Idade : 19
Localização : ...
Data de inscrição : 04/01/2010

Minha ficha
Como conheceu o fórum?: Site TH BRASIL

MensagemAssunto: Re: [Kaulitzcest] Meu ladrão!   Sex Jun 04, 2010 9:45 pm

Amei! AMei d+++
kkkkkkkk
Voltar ao Topo Ir em baixo
http://...
Júlia G.
Ao extremo
Ao extremo


Número de Mensagens : 2642
Idade : 20
Localização : Brasília
Data de inscrição : 27/08/2010

Minha ficha
Como conheceu o fórum?: Site TH BRASIL

MensagemAssunto: Re: [Kaulitzcest] Meu ladrão!   Sab Ago 28, 2010 3:08 pm

Tom, não quer me assaltar não? DHSAHDAKJ
Voltar ao Topo Ir em baixo
karollzinnha
Big Fã
Big Fã


Número de Mensagens : 601
Idade : 19
Localização : salvador/BA
Data de inscrição : 26/01/2010

Minha ficha
Como conheceu o fórum?: Site TH BRASIL

MensagemAssunto: Re: [Kaulitzcest] Meu ladrão!   Sab Ago 28, 2010 3:30 pm

Bill me sequestre! me assalte! eu deixo!
Te amoo!

Voltar ao Topo Ir em baixo
http://www.fctokiohotelbahia.blogspot.com
Conteúdo patrocinado




MensagemAssunto: Re: [Kaulitzcest] Meu ladrão!   Hoje à(s) 8:52 pm

Voltar ao Topo Ir em baixo
 
[Kaulitzcest] Meu ladrão!
Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo 
Página 1 de 1
 Tópicos similares
-
» [Kaulitzcest] A viúva e o mordomo!
» [Kaulitzcest] Tarde de estudos
» One Plus One Equals Me And You (Kaulitzcest)
» Montagem: Kaulitzcest
» [Kaulitzcest] O Doce Desejo (+18)

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
TH BRASIL OFICIAL - Fórum :: Fan Stuff :: FanFics :: One Shots-
Ir para: