Fórum Oficial do Tokio Hotel no Brasil - TH BRASIL OFICIAL FÓRUM
 
InícioPortalRegistrar-seLoginIr para o site@THBRASILOFICIALFacebook

Compartilhe | 
 

 [Kaulitzcest] Tarde de estudos

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo 
AutorMensagem
Júlia G.
Ao extremo
Ao extremo


Número de Mensagens : 2642
Idade : 20
Localização : Brasília
Data de inscrição : 27/08/2010

Minha ficha
Como conheceu o fórum?: Site TH BRASIL

MensagemAssunto: [Kaulitzcest] Tarde de estudos   Sab Set 04, 2010 8:36 pm

Bom, essa one fui eu que escrevi, faz pouco tempo atrás. Eu costumo escrever esse gênero, mas é a primeira vez que eu criei coragem pra postar em algum lugar, então espero que gostem (:
Se vocês gostarem, eu posto mais haha

Já vou avisando que é uma kaulitzcest, ou seja, tem sexo entre os gêmeos. Então se você não gosta, por favor, nem se dê o trabalho de ler. Obrigada (:

Ah sim, e eu tambem aceito sugestões kk se você quiser que eu escreva determinada coisa sobre esse asunto e poste aqui, é só mandar uma MP (:









Arrumando o material espalhado pela sua cama, Bill esperava Tom chegar. Eles realmente precisavam fazer aquele trabalho da escola, uma grande parte de suas notas estava em jogo. Tom sempre fora seu melhor amigo, e nesse exato momento ele estava vindo para a casa de Bill ajudá- lo. Ele estava um pouco nervoso, porque nos últimos dias vinha sentindo algo pelo amigo que estava sendo cada vez mais difícil de ignorar. Lembrava- se com um pouco de receio da última vez em que se imaginara tocando Tom. Fora há dois dias, quando eles estavam na escola e se cumprimentaram com um abraço. Enquanto se abraçavam, cada formato do peitoral musculoso e macio de Tom parecia contornar e chamar o corpo liso e pequeno de Bill. Ele, por um segundo intenso, desejou poder tocar aqueles músculos, poder ficar ali abraçado com ele para o resto da vida. E também havia o cheiro. Ah, o cheiro exalado por Tom era maravilhoso. Um cheiro de homem, como se ele cheirasse a testosterona pura. E nesse momento, Bill desejou com todas as suas forças ser fodido por aquele homem. Assustado, e sentindo uma ereção começando a se formar, ele se afastou rapidamente para que o amigo não sentisse o que estava acontecendo, e colocou os seus livros na frente das pernas, tentando pensando nas fórmulas matemáticas mais impossíveis que vinham à sua cabeça só para aquela sensação maravilhosa passar. Mas depois, disso, simplesmente tornou- se impossível parar de pensar em Tom.

E hoje eles iriam ficar ali sozinhos, sem mais ninguém em casa, e Bill sabia que teria que se controlar ao máximo se não quisesse provocar um desastre. Mas ele não poderia deixar essa oportunidade passar. Não hoje. Ele ao menos deveria tentar impressionar o amigo com algo, ver no que dava. Correu até o seu guarda- roupa, e tirou de lá uma blusa regata preta de couro, e uma calça skinny também de couro, e as vestiu. As roupas colaram em seu corpo de uma maneira provocante. Mas ainda não era o suficiente, Bill queria mais. Correu até a gaveta de sua cômoda e de lá tirou uma gargantilha preta com grandes espinhos, semelhante àquelas coleiras que se usam em cachorros agressivos, e também um crucifixo de prata. Ele sabia que Tom gostava daquela gargantilha, já havia elogiado várias vezes.
Quando terminou de colocar os acessórios, foi passar sua maquiagem. Preta, carregada. Depois, olhou- se no espelho, e ficou extremamente satisfeito com o resultado. Estava absolutamente perfeito. O cheiro que sua roupa de couro possuía era extremamente erótico. A gargantilha e o crucifixo chamavam a atenção para o seu colo, muito branco e liso. E a sua maquiagem, o deixava mais lindo do que ele já era. Não iria passar perfume nenhum. Queria que o cheiro do couro fosse o primeiro e o único a aparecer. Agora, só havia uma coisa a ser feita: esperar Tom chegar, e torcer para que ele sentisse alguma coisa.
De repente, ele ouviu a campainha tocar. Aquele som o fez estremecer rapidamente. Correu para atender a porta, e enquanto estava rodando a chave, foi ensaiando o seu sorriso, que seria o mais sugestivo possível. Quando a porta se abriu, Bill abriu um sorriso magnífico, que foi completamente sincero, principalmente ao perceber que Tom havia ficado boquiaberto com a produção dele mas estava tentando disfarçar.

- Tom! Que bom que você chegou logo, as coisas já estão prontas. Vamos para o meu quarto.
Dizendo isso, os dois se abraçaram. Bill sentiu aquilo mais uma vez, mas não tentou se esquivar do abraço. Enquanto andavam para o quarto, ele ficou à frente de Tom, tentando dar uma rebolada, torcendo para que o amigo tivesse percebido que havia algo diferente no ar. Segundas intenções.
Na verdade, Tom percebeu. Ele não sabia como reagir a isso. Não sabia se Bill o estava provocando, ou se era coisa da cabeça dele. Só tinha certeza de uma coisa: havia uma coisa esquisita no ar. O cheiro de couro que exalava do corpo de Bill o atraia profundamente, mas ele estava tentando lutar com essa sensação. Nesse momento, Bill estava andando a frente dele, rebolando, oferecendo sua bunda descaradamente. E, apesar de confuso, e mesmo sem saber o porquê, Tom estava gostando disso.
Os dois entraram no quarto, e sentaram no chão, lado a lado, com os joelhos se tocando. O material que precisariam para construir um gigantesco mapa estava espalhado ao lado deles. Cada um separou o que precisaria usar, e começaram a trabalhar. Enquanto fazia os gráficos, Bill não conseguia deixar de olhar para Tom com o canto do olho.


[Tom]

O que era aquilo que Bill estava fazendo? Porque ele estava ficando tão louco com tudo isso? Aquele cheiro de couro era tão erótico que o deixava tonto. Aquela roupa, tão justa, o fazia ver cada contorno do corpo de Bill. Era tudo tão redondinho, tão pequeno e tão frágil. Ah, se um dia tivesse a oportunidade de tocar nele, poder sentir aquele couro encostando na sua pele... O barulho emborrachado daquela roupa também era extremamente sexy. Podia ouvir o som produzido pela calça quando as pernas de Bill se tocavam, fazendo atrito. Quando pensou nisso, não conseguiu conter um gemido. Bill parou e olhou para ele, sorrindo estonteantemente.
- Você disse alguma coisa Tomi?
- Er, não Bill. Eu acho que... – Tom não conseguiu completar a frase. Bill o olhava com tanta intensidade, e chegara tão perto para prestar atenção no que ele dizia que agora ele estava com falta de ar.
Tinha sido tão perto, que Tom sentia a respiração de Bill na pele. Um silêncio constrangedor se passou por alguns segundos, e Bill deu uma risada alta. Com essa risada, a respiração dele veio toda no rosto de Tom. O hálito dele era maravilhosamente doce.
Bill já havia percebido o que estava acontecendo. Agora só faltava esperar Tom começar a agir. E isso iria acontecer agora.


Tom simplesmente não percebeu que estava falando até as palavras saírem de sua boca, involuntariamente.
- Bill, você... Você está lindo. Lindo.
Bill ia chegando cada vez mais perto, devagar. Aquilo estava simplesmente o deixando doido. Ele não agüentava mais essa lerdeza toda. Precisava ter Bill, aqui e agora.
Antes mesmo que Bill pudesse perceber, Tom o havia derrubado no chão, e agora estava em cima dele. O beijava ferozmente, com fome, passando a mão enlouquecidamente pelo seu pequeno corpo.
- Bill, eu te quero. Por favor, aqui, agora.

Bill apenas sorriu maliciosamente, e começou a abrir o zíper de sua camisa. Aquele barulho do zíper se abrindo perturbou Tom de uma maneira tão grande, que este saiu de cima do amigo para observar ele se despindo. Bill tirou toda a sua roupa, ficando apenas com o colar e com o crucifixo de prata.
- Tira esse crucifixo Bill. Hoje comigo, você realmente não precisará disso.

Bill riu. Já ia tirando a gargantilha também, quando Tom disse:
- Não, fica com ela. Por favor, é linda. Mesmo.


Ele obedeceu, e então ficou olhando para Tom. Este, quando viu uma grande ereção se formando no amigo, soltou um gemido de prazer, e sentiu seu pênis ficando duro também. Não conseguia mais esperar. Tirou toda a sua roupa rapidamente, e empurrou Bill na parede. Segurou os pulsos do amigo com força acima de sua cabeça, e passou a língua em sua orelha.
Bill soltou um gemido de prazer ao sentir a língua quente e molhada de Tom percorrendo sua orelha, seu pescoço. A sensação de seus membros eretos se tocando era simplesmente perfeita, e ele fechou os olhos, apenas para conseguir apreciar ainda mais o toque do amigo.
- Tomi...
O amigo parou confuso, para saber o que havia acontecido.
- Alguma coisa errada Bill? – perguntou, quebrando o beijo.
- Me foda... Por favor. - Disse ele, quase implorando, em meio a gemidos.

Tom apertou seu membro com força, e o beijou ferozmente. Bill estremeceu quando foi carregado por Tom e jogado ferozmente na cama, de barriga para cima.
Tom ficou de joelhos na cama, e levantou as pernas de Bill, apoiando- as uma em cada ombro seu. Olhou para aquela pequena entrada rosada, e logo viu que seria simplesmente delicioso entrar nela.

Enfiou seu pênis no buraco de Bill, e sentiu a entrada se contrair. Não se moveu até o amigo se acostumar com o tamanho de seu membro, que realmente não era pequeno. Foi sentindo a entrada relaxar aos poucos, e de repente Bill falou:
- Po... Pode ir.
Tom começou a fazer movimentos de vai e vem, devagar. Bill fechou os olhos, apertando o lençol com força.

Inicialmente, Tom tentou ser cuidadoso para não machucar o amigo, mas o desejo de possuí- lo, de poder entrar nele com força, era maior. Então, ele aumentou o ritmo, até ir rápido, muito rápido. O barulho de seus corpos se chocando era extremamente sedutor, extremamente erótico, extremamente estimulante. Bill não conseguiu conter um grito alto. O prazer que sentia era mil vezes maior do que qualquer dor. Então, de repente, Tom fez uma coisa que quase o fez subir pelas paredes.
Enquanto o penetrava, Tom começou a masturbar Bill. Batia tão rápido que Bill gritava. Ele segurava o lençol de sua cama com desespero, e revirava os olhos de uma maneira impressionante ao sentir sua próstata ser atingida várias vezes, continuamente. Então Tom aumentou o ritmo, fazendo tudo ficar ainda mais rápido, se é que ainda era possível. Bill já não sabia mais o que fazer, e murmurava coisas ininteligíveis.

- Oh meu deus... Tão bom... Tom. Eu vou... Eu vou...

Tom soltou um gemido alto, e seu líquido invadiu o interior de Bill, enquanto este gozava na barriga e no peito musculoso do amigo. Sem diminuir o ritmo da penetração, Tom lambeu os lábios, espalhou o líquido que estava na sua barriga pelo resto do seu corpo e depois lambeu os dedos, apreciando o sabor. Era tão quente.

Então ele saiu de cima de Bill, e começou a lamber toda a sua barriga, descendo até sua virilha. Bill arqueou as costas e fechou os olhos, pressentindo o que viria a seguir. Tom, de uma vez só, abocanhou todo o membro do amigo, e o chupou com vontade, com fome, fazendo Bill se revirar na cama e gritar quando este mordeu sua glande. Tom se afastou, e admirou o trabalho que havia feito. Deixara tanta saliva no pênis do amigo, que este chegava a pingar. Agora seria a vez de Bill, e ele queria ao máximo substituir o lubrificante pela sua saliva.

Tom se afastou e recostou- se na cabeceira da cama, com as pernas abertas, esperando por Bill.
Bill deitou em cima de Tom, enfiando devagar seu pênis na entrada do amigo. Tom soltou um suspiro maravilhoso, e envolveu Bill com os braços.
Era tudo que ele queria sentir. Bill estava protegido por aqueles braços incríveis. Podia sentir aquele peito musculoso, quente e macio. Amava aquilo. Remexeu- se um pouco e começou a morder o mamilo de Tom, enquanto mexia o quadril para cima e para baixo, entrando no amigo.
Tom começou a gemer ofegante, e disse, fechando os olhos e sorrindo:
- O seu também não é pequeno.

Bill riu, e começou a aumentar a freqüência das batidas, e Tom segurou sua cintura, ajudando nos movimentos. Eles iam cada vez mais rápidos, com tom segurando com uma mão a cintura de Bill, e a outra apertando a gargantilha, e Bill com a língua quente e molhada no seu pescoço.
Tom gemia baixinho no ouvido de Bill, e isso o estimulava a mexer mais e mais dentro dele, enquanto apertava o membro ereto do amigo, massageando sua glande. De repente, Tom já gemia alto, e era praticamente ele quem movimentava Bill.

- Porra Bill, isso é tão gostoso... Por favor, não para, não para.

Bill beijou ferozmente o amigo, que o agarrou com tanta força que os dois caíram da cama, rolando sobre o mapa e sobre todos os outros materiais. Ficando um do lado do outro, eles se entreolharam e sorriram, enquanto Tom acariciava o rosto de Bill.
- Eu te amo Tomi. Demais.
- Eu também te amo. Precisamos repetir isso, foi... Incrível.
Os dois estavam suados e ofegantes. Nus e abraçados sobre o mapa, ali eles passaram a tarde toda, e não terminaram o trabalho. Mas isso não fez diferença nenhuma. Com certeza, foi a nota zero mais bem tirada de todos os tempos.






Última edição por Júlia G. em Qua Jan 19, 2011 12:35 pm, editado 5 vez(es)
Voltar ao Topo Ir em baixo
Biaah *
Mega Fã
Mega Fã


Número de Mensagens : 991
Idade : 20
Localização : Sampaa
Data de inscrição : 25/03/2010

Minha ficha
Como conheceu o fórum?: Site TH BRASIL

MensagemAssunto: Re: [Kaulitzcest] Tarde de estudos   Dom Set 05, 2010 12:39 am

Hoho.
Que coisa quente!
Posta mais ones, sim!
Adorei essa aqui!
Voltar ao Topo Ir em baixo
hiza
Mega Fã
Mega Fã


Número de Mensagens : 652
Idade : 19
Localização : ...
Data de inscrição : 04/01/2010

Minha ficha
Como conheceu o fórum?: Site TH BRASIL

MensagemAssunto: Re: [Kaulitzcest] Tarde de estudos   Seg Set 06, 2010 4:37 pm

Posta mais ONe's Adorei!
Voltar ao Topo Ir em baixo
http://...
Jéeh_Kaulitz

Fã


Número de Mensagens : 116
Idade : 22
Localização : Boulevard of broken dreams
Data de inscrição : 18/09/2010

Minha ficha
Como conheceu o fórum?: Site TH BRASIL

MensagemAssunto: Re: [Kaulitzcest] Tarde de estudos   Sab Set 18, 2010 11:02 pm

OMG What a Face isso foi INCRIVE *-* sou mt fa de Kaulitzcest
souu nova aquii OOI hsuasuahsa
ain serio muito boa a one adorei de mais,'
ah por favor posta mais ??
eu imploro kkkkk
fofa2
Voltar ao Topo Ir em baixo
http://twitter.com/JeehWay_
Amÿ K.

Fã


Número de Mensagens : 64
Idade : 23
Data de inscrição : 16/11/2009

Minha ficha
Como conheceu o fórum?: Site TH BRASIL

MensagemAssunto: Re: [Kaulitzcest] Tarde de estudos   Ter Jan 18, 2011 12:15 am

Onwt! *-*
posta maais one's, man...vc me inspira kkkk
adorei!
Voltar ao Topo Ir em baixo
Darling-J
Mega Fã
Mega Fã


Número de Mensagens : 1161
Idade : 22
Data de inscrição : 31/05/2010

Minha ficha
Como conheceu o fórum?:

MensagemAssunto: Re: [Kaulitzcest] Tarde de estudos   Ter Jan 18, 2011 12:38 am

vou te confessar uma coisa: tuas histórias, principalmente hentai, me inspiram demais :') quero ser como você quando crescer, Jú.
tua one ficou muito fofa, mas foi estranho imaginar o Tom como passivo........
Voltar ao Topo Ir em baixo
Convidad
Convidado



MensagemAssunto: Re: [Kaulitzcest] Tarde de estudos   Seg Mar 14, 2011 8:34 pm

C-a-l-i-e-n-t-e...
caramba!
Shocked
Voltar ao Topo Ir em baixo
Adriana R.
Big Fã
Big Fã


Número de Mensagens : 406
Idade : 22
Localização : São Paulo
Data de inscrição : 29/07/2012

Minha ficha
Como conheceu o fórum?: Buscador

MensagemAssunto: Re: [Kaulitzcest] Tarde de estudos   Ter Jul 31, 2012 2:05 pm

Que coisa mais hot! Twisted Evil
Voltar ao Topo Ir em baixo
Streetwalker
Big Fã
Big Fã


Número de Mensagens : 543
Localização : Humanoid City
Data de inscrição : 03/05/2011

Minha ficha
Como conheceu o fórum?: Buscador

MensagemAssunto: Re: [Kaulitzcest] Tarde de estudos   Qua Ago 01, 2012 2:23 am

Adorei adorei adorei, super diferente, saiu dos padrões, adoreeeei. Parabéns. bounce
Voltar ao Topo Ir em baixo
.JH.
Ao extremo
Ao extremo


Número de Mensagens : 3022
Data de inscrição : 26/02/2012

Minha ficha
Como conheceu o fórum?: Site TH BRASIL

MensagemAssunto: Re: [Kaulitzcest] Tarde de estudos   Qui Set 20, 2012 9:02 pm

Minha nossa Twisted Evil Tom sendo o passivo OMG! Posta mais fics desse genero, mesmo acreditando fielmente que não existe está possibilidade na vida real, gosto de Kaulitzcest é um sexo tão feroz, sem pudor, e sem frescurinhas HUAHSUASHU

Woooow poderia ter mais, muito bom Julia (?)

OMG isso foi mesmo muito bom, e que O [zerão] né Bill Rum u.u faltou me chamar também to com notas baixas KKKKKKKKKKKKk'
Voltar ao Topo Ir em baixo
Conteúdo patrocinado




MensagemAssunto: Re: [Kaulitzcest] Tarde de estudos   Hoje à(s) 4:51 pm

Voltar ao Topo Ir em baixo
 
[Kaulitzcest] Tarde de estudos
Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo 
Página 1 de 1
 Tópicos similares
-
» [Kaulitzcest] Tarde de estudos
» Intervalos ( estudos e Exercicio )
» Meus Estudos - Leandro Araujo
» [Kaulitzcest] A viúva e o mordomo!
» Tarde Demais para te dizer....

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
TH BRASIL OFICIAL - Fórum :: Fan Stuff :: FanFics :: One Shots-
Ir para: