Fórum Oficial do Tokio Hotel no Brasil - TH BRASIL OFICIAL FÓRUM
 
InícioPortalRegistrar-seLoginIr para o site@THBRASILOFICIALFacebook

Compartilhe | 
 

 [FF] - Kampf der Liebe

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo 
Ir à página : Anterior  1, 2, 3, 4 ... 11 ... 19  Seguinte
AutorMensagem
annelisek.
Big Fã
Big Fã


Número de Mensagens : 335
Idade : 23
Localização : Pelotas-RS
Data de inscrição : 20/01/2010

Minha ficha
Como conheceu o fórum?: Outro

MensagemAssunto: Re: [FF] - Kampf der Liebe   Ter Out 26, 2010 8:56 pm

DIIIIIIIIIIIVAAAAAAAAA

e não é que tem uma menina a usar minha prenda como assinatura mesmo?
haha, pena que ela NÃO ME PEDIU PARA O FAZER.

mas tudo bem. a imagem estava na internet, e com meu nome escrito por toda ela. então menos mal Smile)

mas que me subiu o sangue para a cabeça, subiu :x
só que já desceu. AUHSAUHSAUHSU

ok. obrigada por avisar-me. Smile)

te aaamo, Diiiva Linnnnnda <3
beijão
Voltar ao Topo Ir em baixo
http://www.twitter.com/anneeliise_
Catarina Kretli
Fanática
Fanática


Número de Mensagens : 1673
Idade : 20
Localização : Casimiro De Abreu - RJ
Data de inscrição : 07/04/2010

Minha ficha
Como conheceu o fórum?: Site TH BRASIL

MensagemAssunto: Re: [FF] - Kampf der Liebe   Ter Out 26, 2010 10:33 pm

Cap10: Quem é essa Miss K hien, Meu Deus eu já esotu quase morrendo de curiosidade.
Amo conversa de irmãos ou com um membro da família, acho tão fofo, vai ter mais dessas né ? (:
Será que a mulher tirou fotos de Tom ?
Seria uma boa né ? Ia aparecer em todos os jornais uma foto de Tom Kaulitz pelado. Ia dar uma polemica das grandes.

Cap11: Eu ainda mato esse cara.
Como pode hien, ser assim só por causa do dinheiro, da fama. É muita falta de vergonha na cara.
O Bill ainda se comportou bem, se fosse eu já estaria batendo em tudo que via pela frente.
Seis meses é muita coisa. :O
Quero vê só no que isso vai dar. Mais coisa boa não vai sair.

Posta mais (:
Voltar ao Topo Ir em baixo
dikas
Big Fã
Big Fã


Número de Mensagens : 460
Idade : 32
Localização : Lisboa - PoRtugaL
Data de inscrição : 04/11/2009

Minha ficha
Como conheceu o fórum?: Outro

MensagemAssunto: Re: [FF] - Kampf der Liebe   Qui Out 28, 2010 12:33 pm

HaLLoOoOoOOooo \o/ \o/ \o/


LiLLiaNnNnn
Oh Yeah... A Kampf já komeçou por estes lados tb \o\ \o\ \o\


DaRLiiiiiing
Vc ker este Tom??? LollololOL Eu dou para vc no Natal Twisted Evil
Ahhhhh mas o segredo é a alma do negócio haha A Miss K sabe muitooooooooo!!!
O Tom devia pensar mais kom a kabeça de cima k kom a kabeça de baixo LolOLOlolOL A vida mudaria para ele!!!
LolOlololOL Akredito k vc tenha uma vontade imensa de matar esse Mercier..... Mas ele faz por isso... Ele é detestável!!! Tem veneno em todos os poros....Ele k n morda a lingua k morre envenenado!!! p*t* Ainda bem k a Nicky levantou a voz e fazer valer a sua vontade nem k tenha sido só um poukinho!!!!



Adriiiiiiiiiii
Essa Miss K é um poço de mistérioOoOoOooO =) =) =)
Será k ele já a konhece??? Hmmmm.... kem sabe.....kem sabe Wink
O Mercier é nojentooooo!!!! Ele faz de tudo para provocar o BiLL.... dá vontade de o socar até ele perder os sentidos!!! p*t* p*t* p*t*
O BiLL pede para lhe dizer k ele a chama kd for preciso bater no Mercier Twisted Evil
Você acha???? PErfeita???? *.* OoOohhhHhhhh.... so sweeeeeeeeeeeet!!!!! Obrigada!!!!



ANnELisEeeeek
OoOOohhhhh não se chateie com a MiniMacky Sad
Ela é da pazzzz e o k fez, fez sem intenção!!!
LolOLololOLololOlolOL essa de subir o sangue à cabeça foi linda.... Ainda bem k já desceu haha



CaTaRiNaAaAAAaa
Nãooooooooooooo!!!! você n pode morrer de kuriosidade senão depois n descobre kem é a Miss K haha
Essa fic foi escrita no ponto de vista dos gémeos por isso as konversas entre eles vão ser mais k muitas para você se deliciar!!!! Konfesso k tb gosto mt dessa relação deles e das conversas k eles têm I love you I love you I love you
Era lindo o Tom aparecer pelado em todo o lado LolOlolOL esgotava os jornais e as revistas TODAS!!!!
Se vc matar o Mercier o mundo agradece LolOlololOL Twisted Evil Twisted Evil Twisted Evil
O BiLL bem k se tentou akalmar, mas o Mercier abusa demais!!!!!
Seis meses é uma eternidade!!!! É meio ano!!!!! affraid
Pois.... koisa boa n parece k vá dar!!!



* * * KiSsEs GrAnDes * * *




12




Sentia-se lixo humano, como se tivessem arrancado de si o último pedaço de dignidade que lhe restava na sua existência. Apetecia-lhe gritar, chorar e desaparecer da face da Terra para não ter de enfrentar os seus problemas. Queria uma saída fácil, algo que não precisasse de recorrer às suas forças porque naquele momento tudo parecia turvo e estranho e as forças que julgava ter, tinham desaparecido tal como a sua felicidade e vontade de viver. Não tinha a certeza de que era a mesma pessoa. Não tinha a certeza que se conhecia. Não sabia se seria capaz de levar aquela encenação até ao fim sem dar em louco. Abominava tudo e todos. Sentia-se enraivecido, magoado e traído e aquele sentimento iria persistir para sempre, porque por mais anos que passassem o seu passado estaria para sempre manchado pelos seis meses em que se tinha vendido e corrompido. Nunca seria uma pessoa íntegra, porque não lhe tinha sido dada essa opção.

Respirou fundo e ligou o carro. Precisava de se afastar dali e esquecer o que tinha acabado de fazer, mas ao mesmo tempo, precisava falar e desabafar a sentir-se bem perto de alguém que o fizesse ter coragem de enfrentar o futuro. Guiou pela cidade à procura de um porto de abrigo. Estava perdido e não conseguia parar de se martirizar. A única razão pela qual se vendia era pela amizade. Seria incapaz de fazer aquilo por qualquer pessoa, mas Nathalie merecia, ela era como um elemento da sua família. As pessoas que mais amava mereciam o seu esforço, por mais decadente que esse esforço pudesse ser. Pensou em Nathalie e em como a vida dela estava complicada. Sem dar por isso, Bill dirigiu-se para casa de Nathalie, e só quando estava à porta dela é que se apercebeu que o que lhe fazia falta naquele dia era estar com a sua amiga. Precisava dela. Estacionou o carro e colocando o capucho sobre a cabeça, saiu do carro e correu até à porta de Nathalie. Bateu à porta e esperou que ela atendesse.

- Entra… - disse Nathalie impressionada com o facto de Bill não ter sequer um casaco quente sobre o corpo. Estava a nevar – Vais morrer congelado aí fora…
- Obrigado… -
disse Bill entrando no interior quente da casa de Nathalie ao mesmo tempo que tirava o capucho que trazia na cabeça – O Erik está?
- Não, esta tarde tinha a festa de Natal da escola… O pai levou-o… Passa-se alguma coisa? –
perguntou Nathalie ao ver o olhar perdido de Bill e o modo como ele ainda não tinha sossegado de um lado para o outro desde que acabara de entrar.
- Passa… - disse Bill cedendo à pressão que sentia junto do seu coração – Eu não devia ter aceite….
- O quê? –
perguntou Nathalie confusa, ao mesmo tempo que se encaminhava para a sala e era seguida por Bill.

- Acabo de vir dos escritórios da Universal… Fui ter com o Jost para assinarmos o contrato com a Nicky Fuller…
- Ohhh Bill… -
disse Nathalie sentindo-se mal ao vê-lo tão transtornado com aquele tópico – Se tu sabes que isto te vai fazer sofrer, e não consegues viver com a pressão, porque é que aceitaste?
- Vai ser bom… -
disse Bill sentando-se no sofá, enterrando a cabeça nas mãos.

- E queres que acredite nisso vendo-te neste estado?
- Sim… -
disse Bill olhando-a nos olhos, mostrando a sua face rosada e os olhos aguados – Preciso que acredites nisso…

Nathalie ficou assustada com o Bill que tinha à sua frente. Não se lembrava de o ver tão fragilizado há muito tempo. Aproximou-se dele e sentou-se ao seu lado passando a mão sobre as costas dele em forma de apoio.

- Não devias fazer isto… - disse Nathalie.
- Eu sei…
- Ainda nem começou e já estás neste estado!
- Agora já está… -
disse Bill com um ar derrotista.

- Não há nada que possas fazer? Rasga o contrato… Telefona ao Jost a dizer que mudaste de ideias e que estás disposto a tudo para que o contrato seja cancelado… Não há maneira de o cancelares? – perguntou Nathalie explorando todas as hipóteses.
- Não… Está assinado por mim e por ela… Agora só volto a ser um homem livre daqui a seis meses….
- Seis meses??? Isso é uma loucura!!! –
disse Nathalie em estado de choque.

- Mas vai correr tudo bem, não vai? – perguntou Bill olhando-a nos olhos em forma de súplica.

- Claro que vai… E vais ver que nem é assim tão mau… A Nicky Fuller pareceu-me ser uma pessoa muito simpática, ainda se vão divertir e rir muito às custas disto… - disse Nathalie tentando ser positiva em relação à situação para animar um pouco Bill.
- Nem tu acreditas no que estás a dizer… - disse Bill desmotivado.

Nathalie conteve-se. Bill conhecia-a bem demais para o conseguir enganar e fazê-lo acreditar que ela achava a ideia menos que disparatada. Sentiu-se derreter pelo olhar e expressão corporal de Bill, ele estava visivelmente afectado por tudo o que estava a acontecer. Não percebia o porquê de ele ter aceite aquela loucura quando tinha sido o primeiro a criticar Tom por causa de Chantelle.

- Eu não percebo porque é que o Jost te haveria de fazer uma proposta destas…. – acabou Nathalie por dizer.
- O Jost é um bom amigo… Está a tentar zelar pelos meus interesses…
- Da pior forma possível! Também não percebo porque é que tu haverias de aceitar uma proposta tão ridícula… Mesmo que seja com a Nicky Fuller! Que necessidade tens tu disto?
- Confesso que foi algo que nunca me passou pela cabeça… Mas vai ser positivo e é isso que eu tenho de pensar… A longo prazo é algo que me vai trazer muitos benefícios… –
disse Bill levantando a cabeça para se auto motivar com o que tinha de ser feito.
- Quais benefícios? Será que vale mesmo a pena? Seis meses em troca de dinheiro e fama? Tu nunca foste ganancioso a esse ponto… O dinheiro nunca te fez falta…. – disse Nathalie chamando-lhe a atenção – Bill… O estado em que estás… Eu não quero imaginar…
- Não imagines! -
pediu Bill de forma fragilizada.

Bill olhou-a nos olhos e percebeu que por mais apoio que recebesse da parte de Nathalie estava a receber apenas a sua amizade, porque ela não aceitava nem compreendia a decisão que ele tinha tomado. Mas não era suposto Nathalie perceber, era suposto ficar às escuras para todo o sempre e nem desconfiar do que na realidade se passava. No fundo tudo o que Bill desejava era poder dizer-lhe a verdade, ouvir a opinião dela e não omitir nada, mas não podia fazê-lo, nem tinha esse direito. Conhecia-a o suficiente para saber que tal como ele se sujeitava àquela chantagem pela amizade dela, Nathalie seria capaz de uma loucura para que Bill não fosse dominado, e Bill não estava disposto a deitar tudo por água abaixo. Abraçou o corpo de Nathalie e fechou os olhos. Precisava de sentir o apoio dela para ter forças para continuar. Deixou-se ficar preso aos braços dela a sentir a mão dela passar sobre os seus cabelos.

- Tu nunca foste assim… - disse Nathalie numa voz terna.
- As pessoas mudam…
- Preferia que nunca mudasses a ver-te neste estado…
- Eu também… Não sabia que isto me ia fazer tão mal… Mas agora é tirar o máximo de proveito que conseguir… –
disse ele afastando-se do peito de Nathalie.

- Tens a certeza que é isto que queres?
- Tenho a certeza que não é… Mas também sei que é o melhor para mim e que o devo fazer… Devo isto a mim mesmo… -
disse Bill tentando-a convencer de que era realmente o melhor a fazer.
- Custa-me muito ver-te assim…
- Não te preocupes… É só o choque de ser novidade… -
disse Bill sorrindo debilmente – Em breve estou de volta ao normal!

- Espero bem que sim… Não consigo perceber…
- Não há nada para perceber… Fizeram-me a proposta e eu aceitei… -
disse Bill com simplicidade.
- Não me parece ser só isso, porque não te imagino a aceitares uma proposta ridícula como esta, nem a sofrer tanto por uma decisão que tu julgas ser a melhor para ti e para o teu futuro…
- Eu também nunca me imaginei a aceitar uma loucura destas, mas é realmente o melhor para mim e tenho de aproveitar… São oportunidades daquelas que só aparecem uma vez na vida e nos abrem muitas portas …

- Não sei o que mais te diga…
- Que me achas maluco e demente mas que me apoias mesmo achando isto tudo uma loucura…
- Claro que sim! –
disse Nathalie sorrindo passando uma mão sobre a cara de Bill – Vou estar ao teu lado… Com ou sem Nicky Fuller…
- Com…

- Vai demorar um bocadinho até me habituar a esta situação… -
confessou Nathalie.
- A mim também…
- … Acredito!
- Estar assim contigo já me faz sentir bem… Obrigado! –
disse Bill abraçando novamente Nathalie.
- Não precisas de agradecer…

- Como é que vão as coisas com o Erik e o divórcio? –
perguntou Bill interessado em saber como estava o ponto de situação da vida da amiga.
- Temos uma audiência em Janeiro… Só espero que fique tudo decidido nessa altura. Já não aguento andar numa luta constante contra uma das pessoas que mais amei na minha vida… É horrível ver que alguém de quem eu gostei tanto, e pelo qual tinha tanto respeito, é capaz de tudo para me rebaixar perante um juiz na esperança de me extorquir e me roubar o nosso filho…. – disse Nathalie de forma triste – Eu sei que viajo muito e não sou uma mãe presente, mas tu sabes que eu passo a vida ao telefone e no Skype com o Erik, e sabes que sou capaz de abandonar tudo se o meu filho precisar de mim…

- Eu sei…

- Será que sou assim tão má mãe para um juiz estar tão indeciso em deixar a custódia legal comigo? Eu percebo que o problema seja a estabilidade da criança… E eu até não achava mal que ele ficasse com o pai, como até agora sempre ficou, mas o Patrick revelou-se uma pessoa horrível durante o divórcio, quer fazer de tudo para me roubar e magoar, e eu não consigo permitir que o meu filho fique com um pai daqueles… Prefiro que fique com os tios ou os avós… Prefiro ficar para sempre na Alemanha e abandonar as tours convosco… Mas com o pai ele não fica…


Bill passou um braço sobre os ombros de Nathalie e encostou a sua cabeça à dela. Estavam os dois com problemas complicados na vida, mas o dela era bem mais grave que o seu. E era por essa gravidade que Bill tinha de ser ainda mais forte e superar estes seis meses que se avizinhavam… Tinha de fazer de tudo para que Nathalie não perdesse a custódia do filho.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Darling-J
Mega Fã
Mega Fã


Número de Mensagens : 1161
Idade : 22
Data de inscrição : 31/05/2010

Minha ficha
Como conheceu o fórum?:

MensagemAssunto: Re: [FF] - Kampf der Liebe   Qui Out 28, 2010 7:20 pm

no fundo, bem lá no fundo, a Nathalie é bem mais como uma mãe do que uma amante para o Bill *-* dá para perceber o instinto materno dela aflorar-se ao ver o Bill em um estado tão deprimente. eu gosto muito dela.
e por que o Bill não contou de uma vez para ela o que realmente está se passando? acho que seria bem melhor para ambos. haveria bem menos sofrimento. mas, já que ele quis assim, que não vá reclamar das consequência depois...
não demore para continuar, por favor.






ah, tu vais mesmo me dar o Tom de presente? Twisted Evil ainda de Natal? amo-te, Dikas! mas eu o quero com um laço bem vermelho adornando o pescoço, pode ser? UAHEUAE
Voltar ao Topo Ir em baixo
Catarina Kretli
Fanática
Fanática


Número de Mensagens : 1673
Idade : 20
Localização : Casimiro De Abreu - RJ
Data de inscrição : 07/04/2010

Minha ficha
Como conheceu o fórum?: Site TH BRASIL

MensagemAssunto: Re: [FF] - Kampf der Liebe   Qui Out 28, 2010 7:23 pm

Coitada da Nathalie !
Isso é realmente um problema maior.
Eles estão muito malz mesmo.
Mais será que ele não contar a verdade para ela vai ser melhor ???
Voltar ao Topo Ir em baixo
Convidad
Convidado



MensagemAssunto: Re: [FF] - Kampf der Liebe   Sex Out 29, 2010 6:11 pm

Nathalie tem um bom motivo para estar na justiça, e é por causa deste motivo que Bill está desta forma tendo que aceitar a "proposta" do Mercier, para não fazer as pessoas que ele gosta sofrerem, mas desta forma quem acaba sofrendo é ele mesmo, não gosto disso Sad
(acho que ninguém aqui gosta), tá, mas eu sei que vai passar né Dikas?! Smile
E Bill!!! Bola pra frente que assim que você me chamar eu estarei pronta (aí do Mercier quando a gente pegar ele). Twisted Evil
lol!
Voltar ao Topo Ir em baixo
dikas
Big Fã
Big Fã


Número de Mensagens : 460
Idade : 32
Localização : Lisboa - PoRtugaL
Data de inscrição : 04/11/2009

Minha ficha
Como conheceu o fórum?: Outro

MensagemAssunto: Re: [FF] - Kampf der Liebe   Seg Nov 01, 2010 9:47 pm

HaLLoOoOoOoOo \o/ \o/ \o/

Fim se semana de Halloween com festas atrás de festas foi complikado vir ao computador.... Mas aqui estou eu e trago.vos 2 kapitulos para kompensar I love you I love you I love you

DarrrrrrLing
LolOloloOL Pois....talvez no fundo ela seja mais mãe dele que amante.... Mas é uma mãe muito liberal LolOloloOL Estou brinkadno, eu percebo o k vc ker dizer.... No fundo ela é mm mt amiga dele e preokupasse kom ele de verdade!!!! N é só desejo!!!
O BiLL axa k ao n kontar a está a proteger....Agora se isso é verdade ou não..... Rolling Eyes
Eu dou o Tom komo presente para vc sweety Twisted Evil Twisted Evil Twisted Evil LolOlolOL Pode ser com laço vermelho no peskoço e nada mais??? é k ele n gosta de usar muita roupa Twisted Evil Twisted Evil Twisted Evil



CaTaRiNaAaAAa
O BiLL está mm muito mal sweety.... E a Nat n percebe nada...eLa konhece o BiLL e sabe k ele n seria kapaz de fazer isto de livre vontade Evil or Very Mad Evil or Very Mad Evil or Very Mad Agora s será melhor ela fikar sem saber da verdade..... N sei não..... Suspect Suspect Suspect


Adriiiiiiiiii
É isso mesmo sweety..... O BiLL está fazendo issso tudo pela Nat e pelo Erik, mas no fundo está sofrendo muito por ter de fingir e ser algo que não é....... Mas o amor dele pelos seus amigos é forte demais!! Ele seria incapaz de não lutar pela Nat!!! Ele é bom demais!!! Agora tem mm de ser bola para a frente....


* * * KiSsEsSsSsSs * * *




13



Estava de volta a casa e por mais que se sentisse melhor por ter desabafado com Nathalie, havia muita coisa que não lhe podia dizer nem contar e sentia necessidade de as exterioriza. Sentia-as fazerem-lhe comichão no fundo da garganta e arranharem-lhe as entranhas para poderem sair e ver a luz do dia. Pousou as suas coisas no quarto e foi directo ao quarto de Tom. A porta estava encostada, abriu-a sem pedir licença e deu com o irmão sentado numa poltrona que tinha num canto do seu quarto. Falava ao telemóvel com um ar um pouco enfadado. Talvez não fosse a melhor altura para falar com Tom. Fez sinal ao irmão e perguntou num sussurro se Tom queria que ele saísse, o seu gémeo apontou para a cama como se dissesse para ele se sentar. A conversa parecia estar prestes a acabar. Bill respirou fundo e sentou-se sobre a cama do irmão à espera que Tom terminasse o telefonema. Estava perdido nos seus pensamentos, mas não conseguiu evitar de ouvir a conversa de Tom e esquecer por breves instantes a sua vida.

- Não é por mal, eu tenho andado ocupado, estive em Londres e Paris…. – dizia Tom num tom calmo e sedutor – Claro que existem telefones em Londres e Paris, mas tenho estado a trabalhar e não tive tempo para telefonar sequer à minha mãe… Sim, também adorei estar contigo e espero que no futuro possamos encontrar-nos novamente… Quem sabe em breve… Ia adorar que vestisses um corpete para mim… - disse Tom piscando um olho a Bill ao mesmo tempo que encostava a cabeça para trás e fechava os olhos a imaginar aquilo que lhe era dito via telefone – Sabes mesmo seduzir um homem…

Bill franziu a testa e mal conseguiu conter o riso abafado por Tom que o mandava calar por gestos. Como é que Tom tinha tanta paciência para as raparigas que lhe ligavam? Será que elas não sabiam que ele não tinha nenhum interesse nelas e que era cavalheiro e sedutor porque lhe estava no sangue? Não queria namorar, nem nada mais, queria apenas uma noite de prazer e uma lembrança agradável. Voltou a perguntar ao irmão, por sinais, se queria que ele saísse, mas Tom voltou a dizer para ele ficar.

- Queres que feche os olhos e te imagine? – perguntou Tom humedecendo os lábios – Qualquer imagem fabricada pela minha mente vai estar a anos de luz do que é ter-te à minha frente… Hmmm… Gostava mesmo muito…

Bill abanou a cabeça da direita para a esquerda e deitou-se sobre a cama de Tom. Ao menos sempre se ia divertindo a ouvir a conversa de engate do seu irmão, até podia ser que aprendesse alguma coisa com ele. Respirou fundo e sentiu o telemóvel que tinha no bolso direito começar a vibrar. Tirou-o do bolso e ao ver que era Nicky Fuller, levantou-se o mais rápido que pôde e sem dizer nada a Tom saiu do quarto para procurar a privacidade do seu próprio quarto.

- Estou… - atendeu Bill curioso.
- Estou Bill…
- Nicky…

- Eu sei que te tinha prometido não pedir desculpa sempre que falo contigo ao telefone, mas não consigo evitar… Desculpa! –
disse Nicky visivelmente emocionada – Acabo de chegar a casa e tive uma discussão enorme com o James a seguir a desligarmos a webcam

- Estás bem? Ele fez-te alguma coisa? –
perguntou Bill preocupado com a voz frágil dela. De Mercier já esperava tudo.
- Não, ele não é violento!
- Não sei se acredito nisso…

- Eu não queria que as coisas fossem assim… Quando disseste aquelas coisas ao James e quando vi a expressão que tinhas na cara… Não sabes como fiquei triste… Não há nada pior do que sermos obrigados a fazer algo que não queremos… -
disse Nicky com os olhos humedecidos.
- Agora é tarde… - disse Bill andando de um lado para o outro do seu quarto.

Nicky parecia demasiado fragilizada. Será que James Mercier lhe tinha feito algo e ela não tinha coragem de admitir? Porque é que ela insistia em telefonar-lhe e dizer que estava triste com aquela situação mas não fazia nada para a alterar? Afinal de contas quem é que era o patrão? Porque é que Mercier mandava e dispunha de Nicky como bem entendesse?

- Eu tentei demovê-lo… - disse Nicky – Ele não me ouve… Parece que está cego… Desculpa!

- Porque é que não o despedes? –
perguntou Bill directamente.
- Não é assim tão fácil…
- É sim! Basta dizeres: estás despedido! O que não faltam é agentes em Hollywood e garanto-te que 90% devem ser bem melhores que o Mercier…

- O James fez muito por mim…
- Não podes permitir que ele abuse de ti e da tua boa vontade… Não podes deixar que ele te pise desta maneira… O que quer que ele tenha feito por ti, não lhe dá o direito de te tratar assim… Tu continuas a ser a cliente dele e ele deve-te respeito!

- Estás-te a esquecer que eu também queria este acordo…

- Mas pelo que percebi não era desta maneira…
- Não! Estava longe de ser assim…
- Então, porque é que não impuseste a tua vontade?
- Ele já tinha tudo contra ti. O que é que eu podia fazer? Se o despedisse ele ainda usava as fotos e quem ficava mal eras tu…

- Tu nem me conheces… O que é que te interessa se ele revela as minhas fotos ou não? –
perguntou Bill.
- Não quero ser responsável por isso! Se tu não queres que elas saíam cá para fora é porque de alguma maneira elas te comprometem… Não sei qual é o conteúdo delas, mas acho que se estamos nisto juntos, eu protejo-te a ti e tu proteges-me a mim, certo?

Bill percebeu que Nicky o protegia de uma forma absolutamente estranha mas querida. Agora por mais que não uisesse, Nicky fazia parte da sua vida e o que ela dizia não podia ser mais verdade. Bill tinha de a proteger, tal como ela o tinha de proteger para que juntos conseguissem fazer viver a chama de um amor por convénio, durante seis longos meses.

- Sim… - assentiu Bill – Obrigado…
- Não me agradeças por estragar-te a vida…
- Não me vais estragar a vida…. Vai tudo correr bem e quem sabe ainda nos vamos rir desta maluquice… –
disse Bill lembrando-se das palavras de Nathalie.
- Se soubesses como desejo isso… - disse Nicky parecendo mais animada.

- Esta tarde, por mais que me tenha sentido um escravo da vossa vontade, e por mais que soubesse que não tinha saída possível… Eu vi nos teus olhos o quão incomodada com esta situação estavas… Queria-te agradecer a forma como conduziste a reunião… Acho que se não fosses tu a resolver as coisas, os ânimos tinham ficado bem mais exaltados… – confessou Bill de forma honesta.
- Mais? – perguntou Nicky espantada. Era possível a reunião correr de pior forma? Sentia-se inútil e impotente a assistir à discussão de James com Bill e Jost.
- Bem mais… - confessou Bill que naquele momento apenas sentia o sangue correr-lhe nas veias e uma vontade imensa de destruir algo com as suas próprias mãos – Se não tivesses posto um ponto final à discussão, não sei onde íamos parar…

- Não tens noção como me perturbou a vossa discussão…
- Desculpa…
- Não precisas de pedir desculpa porque o que te fizeram é bem pior do que as coisas que saíram da tua boca… O James merecia ouvir tudo o que disseste…

- Então porque é que continuas …
- Não quero falar mais nisso! –
interrompeu Nicky.
- Ok… - disse Bill sem insistir – E a discussão que tiveste com o Mercier…
- Ele não percebe que tu possas estar de pé atrás com o acordo… Parece que não lhe entra na cabeça que as pessoas não gostam de ser peões das vontades dos outros… Detestei a forma como ele falou convosco, detestei as ameaças e as bocas… Apetecia-me estalar os dedos e passar os próximos seis meses sem ter de os viver…
- Já somos dois… -
disse Bill suspirando – Mas já que não é possível, vamos divertir-nos com a situação!
- Acho que é o melhor a fazer… Só te queria mesmo telefonar para dizer que por mais que quisesse tudo isto, preferia que isto não passasse de um pesadelo e nunca tivesse acontecido… Preferia nunca te ter conhecido…

- Acho que é a primeira vez que alguém diz que preferia nunca me ter conhecido… -
disse Bill a rir de quão irónica era a situação. Maior parte das pessoas gritavam por si e desejavam-no por um segundo que fosse.

- Não leves a mal… - disse Nicky preocupada com a possibilidade dele interpretar mal as suas palavras.
- Não! Eu percebi o que querias dizer… E não leves a mal quando te digo que também preferia nunca te ter conhecido…
- Não levo nada a mal… Obrigada por fazeres tudo isto por mim, por mais que seja por obrigação e não seja por mim na realidade… Obrigada na mesma e desculpa aquela cena triste desta tarde… Estava longe de imaginar que as coisas pudessem correr assim tão mal…
- Não tem problema! Obrigado por me protegeres… De uma forma tão estranha!
- Acho que és a última pessoa do mundo que me precisa de agradecer seja pelo que for…
- Não sei se sou a última, mas devo estar bem no fundo da tua lista… -
disse Bill a rir.

- Obrigada por tudo e desculpa por tudo também… - disse Nicky – E já agora… Feliz Natal!
- Feliz Natal… -
disse Bill momentos antes de desligar o telefone.

Será que podia realmente confiar em Nicky ou era a sua vontade de acreditar nela e ver nela uma aliada, que toldava o seu pensamento? Pousou o telemóvel sobre a mesa-de-cabeceira e encaminhou-se para o quarto de Tom novamente. Tinha tanto para falar com ele. Voltou a entrar no quarto de Tom sem pedir licença e sentou-se na cama a olhar espantado para a lábia que o seu irmão tinha. Estava surpreendido com o modo cortejador com que ele falava, cada palavra parecia querer seduzir mais que a anterior. Não admirava que tivesse sempre um rio de mulheres aos seus pés, prontas para satisfazer os seus desejos. Bill seria incapaz de ter aquela desenvoltura. Os sentimentos falavam sempre mais alto para si.

- Querida preciso de desligar, tenho aqui o meu irmão e ele precisa de mim… Sim, o Bill… Tenho a certeza que ele também ia gostar de te conhecer, mas não sei se te quero partilhar… Há coisas que simplesmente não se partilham, nem com o próprio irmão… – disse Tom piscando o olho a Bill – Claro que sim… Depois digo-te alguma coisa… Beijos...

Tom desligou o telemóvel e soltou uma larga porção de ar ao mesmo tempo que fingia limpar suor da testa com a mão que tinha livre.

- Estava difícil…. – disse Tom em forma de desabafo.

- Quem era? – perguntou Bill curioso.
- Não faço ideia…
- És o pior! –
disse Bill a rir.
- Acho que querias dizer: o melhor…
- Não, és mesmo o pior! Se não queres nada com a rapariga porque é que lhe deste o teu número de telefone e tanta conversa?
- Tens razão… Já está na altura de mudar de número de novo…
- Não tens mesmo emenda… -
disse Bill a rir.

- Como é que correu a reunião? – perguntou Tom sabendo que aquele era o verdadeiro tema que trazia Bill até si.
- Mal… - disse Bill deitando-se sobre a cama de Tom preparando-se para contar tudo o que se tinha passado consigo naquela tarde.
Voltar ao Topo Ir em baixo
dikas
Big Fã
Big Fã


Número de Mensagens : 460
Idade : 32
Localização : Lisboa - PoRtugaL
Data de inscrição : 04/11/2009

Minha ficha
Como conheceu o fórum?: Outro

MensagemAssunto: Re: [FF] - Kampf der Liebe   Seg Nov 01, 2010 9:51 pm

14





Naquele ano, o Natal era passado de forma diferente em casa dos irmãos Kaulitz. Ia ser um Natal vegetariano, diferente do normal, mas os gémeos estavam empenhados em manter-se fiéis às escolhas que faziam e Simone embora os tentasse com carne não os ia deixar morrer à fome e tinha feito um prato muito verde para os seus filhos festejarem aquele Natal em família.

A seguir ao jantar que tinha decorrido em grande animação, Gordon tocou o sino anunciando que era chegada a altura de verem as prendas que o Pai Natal lhes tinha trazido naquele ano. Oferecer algo a Bill e Tom era sempre uma tarefa complicada, eles tinham tudo o que desejavam, por isso naquele ano a mãe de ambos tinha optado por: oferecer um quadro pintado por si mesma, para que eles colocassem na sua casa de Hamburg, muitos doces e roupa personalizada através dos seus dotes de costureira. Bill parecia uma criança deleitado com os presentes e Tom aproveitava cada segundo que podia para gozar com o irmão.

Naquela mesma tarde Bill tinha pedido um momento para falar a sós com a mãe e Gordon e tinha-lhes contado a verdade sobre o seu futuro envolvimento com Nicky Fuller. Não tinha sido tarefa fácil, principalmente porque a sua mãe já o conhecia desde sempre, e por mais que Bill tentasse mostrar-se animado com o que de bom e positivo podia sair daquela relação, ela não acreditava e via nos olhos dele o sofrimento e a imensa amizade que tinha por Nathalie a falar mais alto. Felizmente o jantar e a festa tinham apagado o clima estranho e descontente que se tinha gerado depois daquela conversa.

Bill estava sentado no chão ao lado de Tom a brincar com os cães de ambos, quando ouviu o seu telemóvel tocar. Naquele dia estava imparável.


De: Nicky Fuller

Feliz Natal Bill! Espero que tenhas um dia maravilhoso junto da tua família! Beijinhos &amp; Boas Festas



Bill prontificou-se a responder e desejar um Bom Natal a Nicky e aos seus e pousou o telemóvel em cima do sofá dedicando a sua atenção total aos seus quatro cães e aos novos brinquedos que eles tinham recebido. Não demorou mais de um minuto até ouvir novamente o som de uma nova mensagem. Pegou no telemóvel e ficou intrigado ao ver que era outra mensagem de Nicky. O que quereria ela? Não lhe tinha enviado uma mensagem de Feliz Natal por pura cortesia?


De: Nicky Fuller

Já tens planos para a passagem de ano?



Bill abriu os olhos em espanto. Seria isto uma tentativa de convite para passarem a passagem de ano juntos? Afinal o que queria realmente Nicky? Será que aquele convite vinha com segundas intenções? Pensava que tinha deixado bem claro que não queria qualquer tipo de envolvimento com ela! Passou o telemóvel a Tom para que ele visse a mensagem e recebeu um sorriso perverso de resposta.

- Eu disse-te que ainda ias andar enrolado com ela… Não pensei é que fosse tão rápido! Acho que ela não quer perder tempo… Está desejosa de te meter as mãos em cima! É cá das minhas… - disse Tom devolvendo o telemóvel a Bill.
- Achas? – perguntou Bill confuso – Eu já lhe disse que não ia ter nada com ela, e ela disse que também não estava à espera de nada da minha parte…
- Engana-me que eu gosto!!!
- A sério!

- Então porque é que achas que ela te está a convidar para passarem o ano juntos?
- Ela quer ser minha amiga… -
disse Bill sem acreditar naquilo que dizia.
- Achas mesmo que ela só quer ser tua amiga? Só se for para ser tua amiga como a Nat… - disse Tom a rir.

- Não pode ser!
- Se há coisa que nunca foste foi ingénuo… Não vais começar hoje, pois não?
- Não… O que é que eu digo?
- A verdade… Dá-me o telemóvel… -
pediu Tom.

Bill voltou a dar o telemóvel para as mãos de Tom e assistiu a Tom responder à mensagem de Nicky dizendo que tinha planeado ir passar a passagem de ano às Maldivas com o irmão.

- Está feito! – disse Tom devolvendo o telemóvel a Bill – Tens de as fazer correr um bocadinho atrás de ti para dar mais pica…

- Mas quem te disse a ti que eu quero ter pica?
- Quem te disse que era a ti que ela dava pica? –
disse Tom piscando o olho a Bill – Não disseste que ma apresentavas da próxima vez que estivéssemos juntos?

- Não estás a pensar…
- Estou! –
disse Tom interrompendo – Vais-me dizer que não queres passar a passagem de ano no meio da elite de Hollywood? Podemos ir para as Maldivas a seguir…
- Tom…
- Não sejas desmancha-prazeres! É uma oportunidade única! Além disso se tu não a quiseres comer… Eu sacrifico-me por ti!
- Grande sacrifício! Não haja dúvida… –
disse Bill ouvindo o seu telemóvel avisar que uma mensagem acabava de chegar.


De: Nicky Fuller

Não queres antes vir até Los Angeles? Estou a organizar uma festa e gostava que viesses…



Bill deixou-se ficar com o telemóvel nas mãos a olhar para a mensagem enquanto sentia o olhar de Tom recair sobre si. Por um lado gostava de ir para as Maldivas, descansar, apanhar sol, não fazer nada… Por outro gostava de ir para Los Angeles. Adorava a cidade e com a quantidade de estrelas por metro quadrado que existia lá, não se sentia minimamente descriminado como na maior parte das cidades que visitava. Além disso Tom parecia empenhado em conquistar a sua futura namorada ou arranjar alguém famoso com quem entrar em grande estilo no novo ano. Talvez não fizesse mal ir para Los Angeles, só tinha estado com Nicky uma vez e era a última oportunidade que tinha de a conhecer um pouco melhor antes de desempenhar as suas funções de namorado.

- É preciso pensar assim tanto para responder a um convite da Nicky Fuller? – perguntou Tom impressionado com o ar pensativo de Bill.
- Mais ou menos…
- É só dizeres que sim e que me levas contigo e está feito…
- És muito espertinho! –
disse Bill a rir.

Bill optou por seguir os conselhos do seu irmão gémeo e responder a Nicky perguntando se podia levar companhia. Passado pouco tempo tinha uma resposta dela:


De: Nicky Fuller

Claro! Podes trazer quem quiseres, serão todos bem-vindos! Vou reservar a minha suite preferida do Ritz, tem espaço suficiente para que estejas à vontade com os teus convidados… Ficam por minha conta! Beijinhos &amp; Até ao Ano Novo



Bill respirou fundo. Respondeu à mensagem agradecendo a amabilidade mas só ia levar o seu irmão Tom consigo, talvez não fosse preciso uma suite no Ritz. Mesmo assim Nicky ainda lhe respondeu uma vez mais, insistindo que gostaria que eles ficassem hospedados naquele hotel e que fazia questão de pagar pela suite. Bill só pôde agradecer a gentileza.

- Vai ser uma passagem de ano inesquecível… - disse Tom esfregando uma mão na outra ao mesmo tempo que humedecia os lábios.
- Estou para ver isso…

No momento em que ia pousar definitivamente o telemóvel ouvi-o tocar. Desta vez era um telefonema. Será que Nicky estava assim tão interessada em falar consigo naquela noite? Olhou para o visor e era Jost.

- Estou… - atendeu Bill
- Estás com o Tom?
- Claro!
- Então põe em voz alta…
- Ok… Espera um bocadinho… –
pediu Bill.
- Feliz Natal! – gritou Jost animado.
- Feliz Natal! – responderam em coro os gémeos.

- Já andas a comemorar as festas? – perguntou Tom pela animação que ouvia na voz de Jost.
- Sempre! Como correu a vossa noite? – perguntou Jost.
- Bem… - respondeu Bill.
- Muito bem! – disse Tom animado – Tão bem que vamos precisar que nos alteres a viagem para as Maldivas por outra para Los Angeles…

- Então? Estão a fazer mudanças de planos? –
perguntou Jost.
- Parece que sim… A Nicky Fuller convidou-nos para passarmos o ano com ela! – disse Bill.
- Convidou-te… Eu vou por acréscimo… - corrigiu Tom.

- E tu estás bem com isso Bill? Queres ir? Ninguém te obriga, se não quiseres não és obrigado a estar com ela… - disse Jost preocupado com o amigo e cliente.
- Eu quero… - disse Bill – Talvez seja uma boa oportunidade para a conhecer melhor…

- E para quando querem que marque a viagem? –
perguntou Jost.
- Dia 30… Assim tenho 31 inteiro para me mentalizar… - disse Bill respirando fundo.

- Ok… E as Maldivas? – perguntou Jost.
- Logo se vê…. – disse Bill sem saber quando teria tempo para descansar sobre o sol das Maldivas.
- Amanhã trato disso tudo… - disse Jost.
- Obrigado… - agradeceu Bill.

- Bebe com moderação Jost! – disse Tom – Não te esqueças que daqui a uma semana tens a passagem de ano e o teu fígado tem de estar em boas condições para a desgraça…
- Yes sir! -
disse Jost na brincadeira – Dêem um beijinho meu à vossa mãe e um abraço ao Gordon…
- Nós damos! –
responderam em coro Bill e Tom.
- Adeus rapazes…
- Adeus! –
responderam ambos novamente.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Darling-J
Mega Fã
Mega Fã


Número de Mensagens : 1161
Idade : 22
Data de inscrição : 31/05/2010

Minha ficha
Como conheceu o fórum?:

MensagemAssunto: Re: [FF] - Kampf der Liebe   Seg Nov 01, 2010 10:11 pm

capítulo 13: esta Nicky ainda não me desce a garganta, não mesmo. não gosto dela No para mim, ela é uma puta interesseira fingindo-se de amiguinha do Bill para depois abocanhá-lo de corpo e alma.
e que rapariga é esta que o Tom tanto falava ao telemóvel? outra groupie? mas ele já esqueceu da conversa que teve com o Bill sobre a possibilidade delas tirarem fotos dele nu? USHEUAHEAU esta daí vai morrer torto.

capítulo 14: já percebi há tempos que o Tom quer comer a Nicky. ele não vai sossegar enquanto não o fazer e também, acho que é o único que vai realmente aproveitar-se da situação. querendo meter as mãos na "namorada" do irmão. haha, que feio.
esta Nicky é bastante insistente, para não chamá-la de chata. quer passar o Ano Novo com o Bill? festinha para os amigos? não sei... na minha cabeça passou uma armadilha das boas por parte dela. AH, o Tom vai para fazer volume na mala Razz quero ver onde isto vai dar.

por favor, não demores mais para postar. chego a ficar aflita quando tu não postas rápido D:
Voltar ao Topo Ir em baixo
Catarina Kretli
Fanática
Fanática


Número de Mensagens : 1673
Idade : 20
Localização : Casimiro De Abreu - RJ
Data de inscrição : 07/04/2010

Minha ficha
Como conheceu o fórum?: Site TH BRASIL

MensagemAssunto: Re: [FF] - Kampf der Liebe   Seg Nov 01, 2010 11:17 pm

Cap13: TOM SAFADOO ! KKKKKKKKKKKKKKKKk'
A Nicky esta mesmo envergonhada né ??
Mais mesmo assim eu estou com uma pulga atraz da orelha Suspect
É sempre bom ter um pé atraz, sabes como é né KKKKKK'
E Tom você nunca muda né ?? ¬¬'

Cap14: TOM SAFADO ²
Natal em família é sempre bom. Ter o colo da mamãe, os biscoitos da vovó (:
AAAAAAAAAA Eu amo o Natal santa
É Dona Simone, conhecetes o teu filho né ?
A Nicky esta a marca em cima né ? HUMM ....
O Tom eu nem vou mais comentar né ? Se menino nunca muda. Até "comer" a futura "namorada" do irmão ele quer; KKKKKKKKKKKKKKK'
Jost tem cara de ser igualzinho ao Tom no passado KKKKKK' E como eles nunca mudam, nem comento (:
ÉE Ano Novo promete (: Rolling Eyes
Voltar ao Topo Ir em baixo
Convidad
Convidado



MensagemAssunto: Re: [FF] - Kampf der Liebe   Ter Nov 02, 2010 12:49 am

Cap 13: Continuo com um pé atrás em relação a Nicky, ainda não acredito completamente nas atitudes dela, mas Bill parece estar acreditando "confiando" no que a Nicky diz.
Tom falando no celular com uma garota deixa até o irmão esperando um bom tempo, imagina ao vivo! heehehe. Razz

Cap 14: Tom é quase sem comentários né, por que esse menino não tem modo de endireitar!, quer passar o ano novo bem e não "importa" com qual celebridade for, mas a que ele mais tem interesse é a Nicky "namorada do irmão", é até estranho dizer isso que o Tom está conversando com o Bill sobre "pegar" a futura namorada do Bill. Shocked
Pelo visto o ano novo e as férias serão bem reveladoras, hehe. Very Happy
Voltar ao Topo Ir em baixo
dikas
Big Fã
Big Fã


Número de Mensagens : 460
Idade : 32
Localização : Lisboa - PoRtugaL
Data de inscrição : 04/11/2009

Minha ficha
Como conheceu o fórum?: Outro

MensagemAssunto: Re: [FF] - Kampf der Liebe   Qua Nov 03, 2010 3:34 pm

HaLLoOoOoOoOoo \o/ \o/ \o/


DarrrrrrrrLing
Hmmmm... Axas k a Nicky n é de confiança??? Pois.... kem sabe..... Ng a konhece!!! Suspect
LolOLololOL Nem o Tom sabe responder a essa konversa sweety!!! ele n faz ideia kom kem estava falando.... Mais uma das suas konkistas LolOLOlolOlolOL haha
Klaroooooooooo.... O Tom anda desejoso de meter as suas mãos na namorada do maninho Twisted Evil Twisted Evil Twisted Evil
Vc axa k essa festa é uma armadilha???? UuUiiiii.......
Mais um kapitulo já a seguirrrrrrrrrrrrr \o\



CaTaRiNAaAAAaa
Vc tem mesmo a pulga atrás da orelhaaaaaa Twisted Evil Mas vc tem razão, é bom ter um pé atrás pk nk s sabe!!!
O Tom nunca muda MESMOOOO!!!! LolOLololOlol É safado sempreeeeeeeeeeee!!!!
O Natal é mesmo muito bom.... E kom os Kaulitzs deve ser bem melhor ainda..... Esse ano kero um Kaulitz na minha árvore de Natal LolOLolOlolOL
O Tom se sacrifika pelo irmão LolOLololOlolOL Twisted Evil Twisted Evil Twisted Evil
É n é??? Tb axo k o Jost devia ser um Tom no passado Twisted Evil Twisted Evil Twisted Evil



Adriiiiiiiiiiiiii
Não consegue você nem ninguém..... essa Nicky é muito misteriosa..... N se sabe nada sobre ela, só sabemos k ela é actriz....e boa demais!!!
O Tom não vai endireitar mesmooooooo!!!! É o mesmo playboy de sempre LolOLolOlolOL Twisted Evil Twisted Evil Twisted Evil Até a futura namorada d brinkadeirinha do irmão ele ker pegar... é o piorrrrrrrrrrrrrrrrr Twisted Evil Twisted Evil Twisted Evil



* * * KiSsEsSsSss * * *





15




Sentia-se extremamente nervoso. Tom parecia excitado com tudo o que os rodeava, mas Bill não conseguia parar de pensar que talvez tivesse sido melhor aproveitar as férias tranquilas nas Maldivas antes da confusão que o esperava no novo ano explodir. Pediu ao valet que pousasse as suas malas na sala e deu-lhe uma nota mostrando gratidão pelo seu serviço. Fechou a porta da suite privada que Nicky lhe tinha reservado no Ritz e ouviu Tom soltar um grito de contentamento.

- A miúda quer mesmo impressionar-te… - disse Tom estendendo a Bill um cartão – Estava ao lado do cabaz…

Bill olhou para a mesa de apoio que estava na sala e nela podia ver um cabaz enorme, cheio de comida e presentes. Aproximou-se para o ver de perto e por entre as prendas reparou que tinha diversas garrafas de champagne verdadeiro proveniente da zona de Champagne em França, caviar, trufas, um conjunto Dolce &amp; Gabbana, um anel, pulseira e colar a condizer da Swarovski, maquilhagem da MAC, uma mala da Louis Vuitton e uma data de produtos de banho e beleza, bem como todos os filmes e séries que Nicky tinha feito, em blu-ray. Bill ficou impressionado e de boca aberta. Nicky devia ter gasto uma fortuna com tudo aquilo, já para não falar com a suite que era duas vezes maior do que qualquer suite em que alguma vez tinha ficado hospedado. O que é que ela queria em troca? Seria só amizade? Talvez Tom tivesse razão…

Virou o cartão que Tom lhe tinha dado para as mãos e leu:


Bill,

Espero que esteja tudo do teu agrado e que a viagem tenha corrido bem.
Vemo-nos amanhã na festa. Vou mandar uma limusina buscar-te a ti e aos teus convidados às 10h30 da noite!
Diverte-te na minha cidade…

Beijinhos,

Nicky Fuller



- A noite amanhã promete… - disse Tom sorrindo.
- Estou a ver que sim...


* * * * * * * * * * * * * * * * * * * * * * * * * * * * * * * * * * * * * * * * * * * * * * *


Estava demasiado nervoso e inquieto com toda aquela situação. A limusina que os tinha ido buscar parecia tirada de um filme. Bill estava agora de boca aberta a olhar para a casa de Nicky. Parecia uma mansão. Os carros que se encontravam estacionados num parque de estacionamento improvisado na entrada da casa, eram ridiculamente caros e luxuosos. Tom estava maravilhado a admirá-los. Todos os carros tinham sido personalizados pelos respectivos donos e muitos deles eram séries limitadas e privadas aos quais só tinham acesso pessoas realmente ricas e influentes.

Entraram em casa de Nicky a medo, não sabiam o que os podia esperar no meio de tanta pompa e circunstância. Foram imediatamente interpelados por dois empregados vestidos a rigor num uniforme que denotava a importância que aquela festa tinha. Um deles pediu o casaco de Bill e Tom e outro oferecia-lhes imediatamente um cocktail de frutas com sabor a manga. Os gémeos pegaram cada um na sua bebida, após darem os seus casacos a um dos empregados, e encaminharam-se para a sala de estar. A grandiosidade do interior da casa de Nicky metia respeito. Os irmãos Kaulitz não estavam habituados a usufruir daquela forma da fama e fortuna que tinham construído. As suas casas na Alemanha eram simples e pequenas comparadas com a de Nicky. A decoração era feita em dourado e branco. Cada recanto era pensado ao pormenor com uma planta ou uma peça de arte. Era arrebatador. Olharam à sua volta e reconheceram 80% das pessoas que por ali andavam. Havia de tudo, desde: actores, cantores, comediantes, apresentadores da televisão a desportistas de renome internacional. Bill começava a sentir-se ainda pior do que quando tinha entrado para a limusina e tinha pensado que tinha uma noite difícil de enfrentar pela frente.

- Eu sabia que a tua namorada era rica e influente, mas nunca pensei que fosse assim tanto… - disse Tom de boca aberta. Sentia-se uma criança ao lado de todas aquelas celebridades.
- Cala-te… - disse Bill dando um murro no braço do irmão. Não tinha forças para dizer muito mais, o nervosismo e a admiração tomavam conta de si.

- Toda a gente que é alguém, está cá… Será que também anda por aí a Jessica Alba?
- Provavelmente… Ela e o marido!
- Ele podia ficar em casa a tomar conta da filha…
- Vai sonhando Tom!

- Bill! –
gritou Nicky por cima da música que se fazia ouvir, assim que se apercebeu que Bill acabava de entrar na sala.

- A tua namoradinha vem aí… - disse Tom apercebendo-se que Nicky se dirigia a eles – É mesmo boa…
- Controla as hormonas! –
pediu Bill de forma imperativa.

Bill olhou para Nicky e ela vinha com um sorriso bem disposto na cara e um andar decidido. Tinha o cabelo preso no cimo da cabeça e envergava um vestido cor-de-rosa e prateado que parecia saído de um filme de príncipes e princesas. Sentiu-se ainda mais nervoso que anteriormente, mesmo julgando que tal não era possível.

- Fico mesmo contente que tenhas vindo! – disse Nicky dando dois beijinhos a Bill – A viagem correu bem? Gostaste da suite?
- Obrigado pelo convite… A viagem correu muito bem e a suite e os presentes são mais que perfeitos… Não precisavas de ter tido este trabalho todo…
- Fi-lo por gosto! Quero que te sintas em casa…


Bill sorriu. Em pessoa, Nicky transmitia-lhe o mesmo sentimento que na noite em que a tinha conhecido em Berlin. Mesmo no meio de tanta luxúria, parecia uma rapariga simples que gostava de aproveitar a vida sem grandes complicações, mas no fundo Bill sabia que havia muito mais em Nicky que aquela fachada, e o que quer que existisse nessa Nicky, Bill não conhecia. Sentiu Tom dar-lhe um beliscão no braço e olhou para ele com ar de interrogação. Apercebeu-se que Tom estava desejoso de ser apresentado a Nicky e não conseguiu evitar de se rir.

- Este é o meu irmão… Tom… - disse Bill observando cada movimento do seu irmão.
- Prazer… - disse Tom com um sorriso sedutor nos lábios e um olhar que prendia as suas presas de forma instantânea.
- O prazer é todo meu! – disse Nicky sorridente, dando dois beijos a Tom como anteriormente tinha dado a Bill.

- Tens uma casa incrível… - disse Tom sedutoramente.
- Obrigada! Sintam-se à vontade para dar uma volta e conhecer o espaço… Gostava de vos poder dar mais atenção mas tenho de cumprimentar as pessoas que estão agora a chegar. Daqui a um bocadinho já vos faço companhia… - disse Nicky de forma despachada e simpática.
- Obrigado… - disse Bill sorrindo de forma débil ao ver Nicky afastar-se para ir cumprimentar Scarlett Johansson e Ryan Reynolds que tinham acabado de chegar.

Porque é que ela lhe parecia sempre tão simpática? Mesmo que quisesse duvidar de Nicky, ou não gostar dela, era difícil. Mesmo depois de tudo o que ela lhe tinha feito passar, e que ainda nem tinha começado…

- Nem olhou para mim duas vezes… - disse Tom em forma de desabafo.
- É a anfitriã, tem de cumprimentar toda a gente… Mas pode ser que mais logo tenhas sorte…
- Acho que com ela tenho de fazer a minha própria sorte…

- O que é que é suposto fazermos agora? Misturarmo-nos e fazermos amigos?
- Deve haver alguém que a gente conheça… -
disse Tom procurando por entre a multidão alguma cara conhecida do mundo da música – Olha, está cá o Hamilton… A Nicole deve andar por aí…
- Tu não te metas em confusão! -
disse Bill conhecendo o poder que Nicole Scherzinger tinha sobre o seu irmão.
- Eu sou um cavalheiro…Nunca desrespeitaria a relação deles… A não ser que ela me peça…. – disse Tom passando a língua sobre o piercing que habitava os seus lábios.
- Pois… Tu sabes é muito…

- Olha, ali ao fundo parece ser a Beyoncé e o Jay-Z… Estou a gostar…
- Fixe, sem querer temos amigos na festa… Assim vai ser bem mais divertido! –
disse Bill dando um gole na sua bebida.

- Divertido era tu fazeres-te um homenzinho… - disse Tom olhando para o irmão com ar de quem planeava alguma loucura.
- Porque é que tenho medo desse olhar? – perguntou Bill sorridente mas desejoso de fazer algo que animasse a festa a sério.

- Tenho um desafio para ti…
- Gosto disso! –
disse Bill entusiasmado – Venha ele…
- Desafio-te a ires ter com a Nicky Fuller e mostrar-lhe do que é feito um Kaulitz… Já que eu não vou ter sorte nenhuma com ela, que o meu maninho tenha!

- Estás louco? Eu não quero comê-la… Já te disse que ela fica inteiramente por tua conta!
- Não estou a dizer para ires para a cama com ela, mas não é a partir da meia-noite que ela se torna oficialmente tua namorada?
- Não ficaram estabelecidos nem o dia, nem a hora em que tudo vai começar…
- Devias entrar em 2010 em grande… Tudo o que tens a fazer é chegar ao pé dela e dar-lhe um beijo na boca…

- E o que é que eu ganho com isso? –
perguntou Bill não gostando do desafio que o irmão tinha para si.
- Começas logo de uma vez por todas o teu contrato e livras-te dele o mais rápido possível. Mostras à Nicky Fuller do que és feito e quem manda na vossa relação… Tomas controlo do jogo!

Bill pensou naquilo que Tom lhe dizia. Fazia todo o sentido. Quanto mais rápido começasse aquela fachada, mais rápido se via livre dela. E se James Mercier e Nicky Fuller tinham algum desejo em torná-lo uma marioneta das suas vontades, Bill teria todo o gosto em trocar-lhes as voltas e surpreende-los ao tomar controlo daquilo que lhe tinha sido imposto como estilo de vida. Olhou para Nicky e viu-a cumprimentar Robert Pattinson que acabava de chegar acompanhado por uma perfeita desconhecida. Viu os olhos de Nicky desviarem-se na sua direcção e sorriu-lhe, sendo correspondido por um sorriso vivo e radioso de Nicky.

- Ok… - disse Bill virando-se novamente para o seu irmão.
- É assim mesmo maninho… - disse Tom dando uma pancada nas costas de Bill para o incentivar – Até vou tirar uma foto para a posteridade…

Bill riu-se do irmão e respirou fundo procurando coragem no seu interior para aquilo que se preparava para fazer. Não sabia se o devia fazer ou não, mas se isso o ia deixar em vantagem para com Nicky e Mercier, tinha de ser o passo certo a tomar. Esperou que ela estivesse livre e encaminhou-se até ela sentindo o coração prestes a explodir no seu interior. Estava realmente nervoso. Não se lembrava de alguma vez ter beijado ninguém que não lhe dissesse absolutamente nada, nem sabia o que esperar de um beijo de Nicky Fuller, mas tinha de ter coragem para o levar até ao fim. A meio caminho, Nicky apercebeu-se que Bill ia na sua direcção e ficou à espera dele. Bill aproximou-se sorrindo timidamente, correspondendo ao sorriso animado de Nicky e ao chegar ao pé dela sentiu-se com receio de investir sobre os seus lábios. Nicky olhou para Bill como se esperasse que ele dissesse alguma coisa. Bill humedeceu os seus lábios e antes de poder pensar muito no assunto, para não se arrepender daquilo que ia fazer, pegou na cara de Nicky com ambas as mãos a estremecer, e olhando-a de forma intensa para os olhos, apercebeu-se que ela estava estática e sem reacção, estava à espera de tudo, menos daquilo. O sorriso nos seus lábios tinha-se desvanecido. Olhou para os lábios abastados de Nicky e tomando coragem fechou os olhos e deixou que os seus lábios se guiassem até à boca dela.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Catarina Kretli
Fanática
Fanática


Número de Mensagens : 1673
Idade : 20
Localização : Casimiro De Abreu - RJ
Data de inscrição : 07/04/2010

Minha ficha
Como conheceu o fórum?: Site TH BRASIL

MensagemAssunto: Re: [FF] - Kampf der Liebe   Qua Nov 03, 2010 4:28 pm

Que isso hien Nicky. Isso tudo era pro Bill ? KKKKKKKK'
Tom e seus desafios. ¬¬'
Ele a beijou :O
O que será que vai acontecer depois ? Será que ela vai corresponder ? Huum...
Robert Pattinson com uma desconhecida ? Era eu pow (:
Nem vai sair em todos os jornais né
Voltar ao Topo Ir em baixo
Convidad
Convidado



MensagemAssunto: Re: [FF] - Kampf der Liebe   Qua Nov 03, 2010 4:36 pm

Leitora atrasada de volta.

Algo me diz que essa história do Bill com a Nick ainda vai dar um rolo enorme. (mais do que já está dando)

Dikas escreveu:
- Toda a gente que é alguém, está cá… Será que também anda por aí a Jessica Alba?
- Provavelmente… Ela e o marido!
- Ele podia ficar em casa a tomar conta da filha…
- Vai sonhando Tom!


Dikas consegue para ele a Jéssica Alba de presente de natal ou de Pascoa, acho que ele não vai se importar muito com data que ele ganhar desde que ganhe né. È incrivel como o Tom persiste com ela.
Bill beijou a Nick! Como será que ela vai reagir?
E quanta coisa ela comprou para ele, isso foi até legal da parte dela embora eu tenha um pé atras com ela.
È Bill quanto mais cedo se começa mais cedo a tortura termina.
Pattinson com uma desconhecida, será que a Kristen gostou da idéia?
Beijinhos florzinha


Última edição por Ally Kaulitz em Sex Nov 05, 2010 10:54 am, editado 1 vez(es)
Voltar ao Topo Ir em baixo
Darling-J
Mega Fã
Mega Fã


Número de Mensagens : 1161
Idade : 22
Data de inscrição : 31/05/2010

Minha ficha
Como conheceu o fórum?:

MensagemAssunto: Re: [FF] - Kampf der Liebe   Qua Nov 03, 2010 4:48 pm

MEU DEUS! para o mundo que eu quero descer, rs.
o Tom está se realizando com esta festa. Beyoncé, Nicole Scherzinger, Jessica Alba... ah, por favor Dikas, faça o sonho do Tom em realidade. deixe-o ao menos falar com ela. garanto que ele será bem mais feliz e parará de falar nela o tempo todo.
e todo esta luxo para que, ein? tudo de bom e do melhor para Bill... não sei. ach oque ela está mais desejosa do que aparenta no Kaulitz mais novo.
eles vivem apostando UAHEUE eles vivem disto por um acaso? e é o Tom sempre que começa as apostas No
quero ver o que você vai dar neste beijo "meio" surpresa do Bill.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Convidad
Convidado



MensagemAssunto: Re: [FF] - Kampf der Liebe   Qua Nov 03, 2010 6:02 pm

O Tom estava mais entusiasmado que o Bill com a festa (normal, acho)
Nossa tudo aquilo era pro Bill!, eu heim...
Como será que ela vai reagir ao beijo do Bill (por que ela ficou sem reação né), Sinceramente eu espero que Bill não goste. Neutral
Esses desafios do Tom ainda vão deixar alguém em maus lençóis hehehe (se bem que são legais, e ele tem razão, quanto antes começar isso antes vai acabar).
Bill força aí!!!
e Dikas deixa o Tom se divertir um pouco ou deixa o Bill desafiar o Tom também hehehe (tá eu sei que mais coisas vão acontecer, não sei nada mas espero, pronto falei) :\o\:
Voltar ao Topo Ir em baixo
dikas
Big Fã
Big Fã


Número de Mensagens : 460
Idade : 32
Localização : Lisboa - PoRtugaL
Data de inscrição : 04/11/2009

Minha ficha
Como conheceu o fórum?: Outro

MensagemAssunto: Re: [FF] - Kampf der Liebe   Sab Nov 06, 2010 12:22 am

HaLLoOoOoOoOo \o/ \o/ \o/


CaTaRiNaAaAaA
Tom e os seus desafios MESMO!!! LolOloloOL E o irmão do Tom é louko....aceitar um desafio desses assim affraid LolOlolOL
O k vai akontecer...... veja só Wink
LolOlololOL ah era vc k tava kom o Robert Pattinson??? Podia ter dito..... LolOlolOL Wink



aLLLLLLLy
Sempre bem-vindaaaaaa \o\ \o\ \o\
Mas isso lhe garanto eu....... A história ainda agora komeçou sweety Twisted Evil Twisted Evil Twisted Evil
LolOlolOlolOlololOL vou pensar se dou ou não uma Jessica Alba ao Tom de presente.... haha haha haha
Como a Nicky vai reagir..... veja já de seguida Wink
Pois.... ela bem k enxeu o BiLL de prendas e mordomias...... vamos lá ver no k isso vai dar!!!
Nessa altura a Kristen ainda keria fingir k n tinha nada kom o Robert...depois dá nisso, ele tem de levar desconhecidas à festa da Nicky haha



DaRLiiiiiiiiiiiNg
LolOlolOlolOL Ehhh....eu até podia ser simpátika e tornar o sonho do Tom realidade.....mas depois perdia graça!!! LolOloloOL é mais giro ver o Tom sofrer Twisted Evil Twisted Evil Twisted Evil LolOlolOLololOL
UuUuUhhhhh....Vc axa k a Nicky anda desejosa de meter a suas mãozinhas de princesinha de Hollywood no BiLL???? I love you
Pois.... Esses dois são os piores...estão sempre inventando algum desafio apra se entreterem haha haha haha Vamos ver no k esse dá....



Adriiiiiiiiiiiiii
Clarooooo o Tom estava tentando caçar o jantar LolOlolOloOL haha haha haha
Em breve vc vai descobrir komo a Nicky reagiu a esse beijo Twisted Evil
O Tom tem sempre ideias meio malucas para os desafios mas é lindooooo LolOlolOL \o\
O Tom vai ter a sua diversão.....você vai ver LolOlololOL Twisted Evil Twisted Evil Twisted Evil




* * * KiSsEsSsSs & Bom Fim De SeManA * * *




16




Tom preparou o telemóvel para poder captar uma imagem do irmão em plena acção. Queria guardar aquele momento para a posteridade. Observou Bill aproximar-se de Nicky e aproximou-se também ele um pouco mais para que a imagem ficasse mais nítida e não houvesse qualquer tipo de dúvidas do que Bill ia fazer. Pensou melhor, e em vez de uma fotografia, ia filmar tudo a acontecer. Começou a filmar ao ver que Nicky Fuller sorria na direcção do seu irmão e Bill tinha acabado de chegar perto dela e não lhe dizia nada. Tom estava a torcer para que Bill não se acobardasse. Viu-o pegar na face de Nicky e sentiu o seu coração disparar como se o beijo que estava prestes a presenciar fosse consigo mesmo. Naquela noite o seu irmão gémeo não só era motivo do seu orgulho, como se ia tornar no seu herói. Beijar Nicky Fuller de assalto era um feito do qual poucos se poderiam gabar. Assim que viu Bill juntar os seus lábios aos dela sentiu uma onda de orgulho e agrado percorrerem-lhe o corpo. Bill era um génio! Mas a sua satisfação logo deu lugar ao espanto e terror de reparar nos flashes que se dirigiam a Bill e Nicky. Não era suposto aquela ser uma festa privada? O que é que a imprensa fazia ali?


* * * * * * * * * * * * * * * * * * * * * * * * * * * * * * * * * * * * * * * * * * * * * * *


Nicky olhou para Bill como se esperasse que ele dissesse alguma coisa. Bill humedeceu os seus lábios e antes de poder pensar muito no assunto, para não se arrepender daquilo que ia fazer, pegou na cara de Nicky com ambas as mãos a estremecer e olhando-a de forma intensa para os olhos, apercebeu-se que ela estava estática e sem reacção, estava à espera de tudo, menos daquilo. O sorriso nos seus lábios tinha-se desvanecido. Olhou para os lábios abastados de Nicky e tomando coragem fechou os olhos e deixou que os seus lábios se guiassem até à boca dela.


Uniu os seus lábios com os dela e procurou de forma estudada enlaçá-los num beijo doce e aparentemente apaixonado. Nicky parecia corresponder à sua suavidade e por momentos Bill julgou que ela o ia abraçar e procurar tomar os seus lábios de forma mais hábil, mas para seu espanto, Nicky colocou ambas as mãos sobre o seu peito e afastou-o de si com subtileza. Reparou que Nicky o olhava com uma expressão desnorteada e algo repleta. Estava preso aos olhos azuis-escuros dela.

- Vem comigo… - disse Nicky pegando na mão de Bill.

Bill deixou-se ser guiado pela mão de Nicky. Percebia que ela queria falar sobre o sucedido. Tinha ganho pontos em relação a ela e Mercier. Era oficialmente uma ameaça. Nicky subiu as escadas, arrastou Bill até um quarto e fechou a porta para que pudessem ficar em privacidade. Bill sentia o seu coração agitado. Será que Nicky tinha percebido aquele beijo de forma errada? O que é que ela queria? Não gostava dela e não estava disposto em ir para a cama com ela daquela forma e por causa de um beijo de provocação. Olhou à sua volta e percebeu que aquele era o quarto de Nicky. As paredes estavam repletas de fotografias que Nicky tinha tirado para trabalhos como modelo. Algumas eram absolutamente sublimes. O quarto era tão grande quanto a sala de estar da sua suite no Ritz e a decoração fazia lembrar uma mistura do estilo vitoriano com um toque ligeiramente moderno, tal como o resto da casa. Viu Nicky aproximar-se de si e deu um passo para trás.

- Não sei o que é que estás a pensar, mas… Não é nada disso! – disse Bill estendo uma mão em frente para travar qualquer avanço por parte dela.
- Havia fotógrafos na sala!!! – disse Nicky com um ar preocupado e nervoso – O que é que te passou pela cabeça?

- O quê? –
perguntou Bill incrédulo. Não se tinha apercebido de nada.

- A revista People está a fazer um artigo sobre a passagem de ano dos famosos e veio até cá fazer uma reportagem… Mais vinte minutos e eles tinham ido embora… - disse Nicky andando de um lado para o outro do seu quarto.
- Não me disseste nada!!!
- Eu nem tive tempo de falar contigo… O que é que foi aquilo? –
perguntou Nicky espantada a olhar para Bill.

Bill levou as mãos à cabeça e começou a andar de um lado para o outro também. Claro que todas as revistas e cadeias televisivas iam querer ter um exclusivo da festa mais falada de Hollywood. Como é que não tinha pensado nisso? Quereria isto dizer que o contrato que os unia tinha dado início com aquele beijo e o mundo inteiro ia poder presenciá-lo? O primeiro beijo deles teria sido captado por objectivas e ia ser distribuído pelo mundo inteiro? Mas não era aquilo mesmo que ele queria? Não queria despachar a relação que os aproximava? Não queria ver-se livre dela o quanto antes? Não era aquele o golpe perfeito? E se o mundo o visse? Não seria bom para mostrar o quão empenhado estava em fazer com que tudo funcionasse da melhor forma? Respirou fundo e viu que Nicky estava sentada num sofá de forma pensativa. Resolveu tomar uma posição dominante e tentar controlar aquela conversa, tal como era sua intenção apoderar-se daquilo que os unia.

- Eu posso ir lá abaixo e pedir-lhes para que não publicarem as imagens, posso fazer uma photoshoot com eles para compensar, ou uma entrevista especial… - disse Nicky pensando em voz alta.

- Para quê? Não era isto que nós queríamos? – perguntou Bill aproximando-se dela – É publicidade a nosso favor… Parece que a nossa relação passou a ser um facto e deixou de ser uma fantasia…
- Mas nós nem tínhamos combinado nada! –
disse Nicky incomodada com o modo seguro com que Bill falava. Porque é que ele tinha decidido tudo e a sua opinião parecia ser dispensável?
- Vamos começar o ano em grande… Acho que podes ir ter com os jornalistas e dizer que estás muito feliz que a festa esteja a correr bem, e que estás ainda mais feliz pelo teu namorado ter vindo…

- Não te estou a perceber… -
disse Nicky confusa. De onde vinha aquela força e determinação?
- Não me digas que és tu que vais quebrar o contrato?! – perguntou Bill levantando uma sobrancelha. Não tinha outra escolha, tinha de ser agressivo para se mostrar soberano. Não era uma marioneta e não estava à disposição de ninguém por mais que o quisessem obrigar.
- Não… Claro que não… Mas gostava que me tivesses dito alguma coisa… - disse Nicky atrapalhada – … O que é que te passou pela cabeça?
- Apeteceu-me! … Parece que agora és oficialmente minha namorada!

- Não penses que isso te dá o direito de fazeres o que queres comigo!!! –
disse Nicky ao mesmo tempo que se levantava para se fazer prevalecer.

- Não te preocupes… Não faço tenções de andar aos beijos contigo… Não sou um actor, e mesmo que fosse, duvido que tivesse jeito para representar esse tipo de papéis! Vê-se mesmo que não me conheces…

- Então em vez de me dares a entender aquilo que não és, porque é que não me dás a conhecer um pouco de ti? Porque é que me falas com essa altivez e agressividade? Eu detesto estar-te a fazer passar por isto, mas vais ter de confiar um bocadinho em mim… Aquele beijo podia ter corrido muito mal… Estive a um passo de te dar um estalo… Eu não quero que tu me digas o que não és, quero que me digas o que és… Quais são os teus gostos, o que é que costumas fazer, quem são os teus melhores amigos… Quero saber coisas sobre ti!


Bill colocou a mão na consciência e percebeu que aquela investida podia ter sido um passo em falso no início do seu contrato com Nicky. A amizade deles via-se comprometida no momento em que os seus lábios se tinham tocado. Respirou fundo e tentou perceber que tinha de levar aquele jogo menos como uma provocação e mais como um trabalho, por mais difícil que pudesse ser. Precisava de conhecer Nicky agora que era seu namorado e ela precisava de o conhecer a ele. Lembrou-se das palavras de Nicky “eu protejo-te a ti e tu proteges-me a mim, certo?” tinha de as honrar, ou deixaria de ser o Bill de sempre. Tinha de manter os pés bem assentes na Terra porque aquele contrato podia acabar com a sua sanidade num abrir e fechar de olhos.

- Desculpa… Devia ter-te dito alguma coisa… - disse Bill cedendo.
- Pois devias!

- … O Mercier está cá? –
perguntou Bill curioso.
- Não… Foi de férias ter com a família a Inglaterra…
- Ainda bem… É menos um problema… -
disse Bill aliviado. Queria tentar comportar-se de forma profissional dali por diante, mas se James Mercier lhe aparecesse à frente não se iria controlar tendo tão fresco na sua memória a discussão que tinha tido com ele antes do Natal.

- Então o que é que fazemos? – perguntou Nicky.
- Assumimos tudo esta noite… – afirmou Bill querendo englobar Nicky nas suas decisões, mas mantendo sempre uma postura decidida e autoritária, muito seguro de si mesmo.
- Com fotos?
- Se existirem fotos, melhor… Assim não sobram dúvidas que nós estamos envolvidos…
- E no resto da noite? Quando os jornalistas forem embora…
- Vais ter de me dar uma atenção especial… Parecer interessada em mim…

- Ok… -
disse Nicky respirando fundo – Começou…

- Não há maneira de voltar atrás… -
disse Bill aproximando-se de Nicky para lhe pedir desculpa – Não pensei naquilo que estava a fazer… Agi de cabeça quente… Desculpa…

- Nunca ouvi tantas desculpas numa fase inicial de uma amizade… -
disse Nicky a rir, tentando levar a tensão que se fazia sentir com alguma leveza.
- Acho que nós não somos normais… - disse Bill a rir – Devemos ter um problema grave…
- Mas não quero ouvir mais desculpas de agora em diante… -
disse Nicky olhando para os olhos de Bill com intensidade – Quero que confies um pouco mais em mim. Achas que consegues fazer isso?
- …Talvez.
- Já é um começo…

- E se a People quiser falar contigo para te entrevistar? –
perguntou Nicky encaminhando-se para um grande espelho em frente da sua cama, que ia do chão ao tecto.
- Preferia não falar… Acho que ainda não estou preparado para isso…
- Não tem problema… A actriz da nossa relação sou eu! -
disse Nicky sorrindo para Bill.

Bill sorriu e encaminhou-se até Nicky para se colocar ao seu lado e ajeitar o seu cabelo e roupa antes de sair. Nicky olhou para ele e sorriu. Ter um namorado que competia com a sua beleza ia dar trabalho.

- Quando é que te vais embora? – perguntou Nicky interessada.
- Dia 2 de madrugada…
- Isso quer dizer que não te vou ver mais… Gostava de ter tempo para estar um bocadinho contigo e conhecer-te melhor, mas amanhã já tenho coisas marcadas e não dá mesmo para desmarcar… -
disse Nicky virando-se de frente para ele – Mas dia 6 tenho o People’s Choice Awards e gostava muito que me acompanhasses…
- Não posso… Tenho coisas marcadas também… -
disse Bill parando para olhar para ela desatando-se a rir ao perceber que já estavam a fazer planos futuros como se fossem realmente um casal de namorados – Parecemos um casalinho…
- Correcção: nós somos um casalinho… -
disse Nicky a rir, ajeitando o colete que Bill trazia vestido.
- Pois somos… - disse Bill olhando-se ao espelho para se ver e virando-se novamente para Nicky acrescentou numa voz bem colocada - Eu protejo-te a ti e tu proteges-me a mim, certo?

Nicky sorriu e abanou a cabeça de cima para baixo mostrando-se receptiva e assentindo afirmativamente a Bill.
Voltar ao Topo Ir em baixo
dikas
Big Fã
Big Fã


Número de Mensagens : 460
Idade : 32
Localização : Lisboa - PoRtugaL
Data de inscrição : 04/11/2009

Minha ficha
Como conheceu o fórum?: Outro

MensagemAssunto: Re: [FF] - Kampf der Liebe   Sab Nov 06, 2010 12:24 am

E para o fim de semana..... Wink


17




Viu Bill ser arrastado por Nicky Fuller em direcção aos quartos e não conseguiu conter a sua excitação. O seu gémeo já se tinha saído bem naquela noite e mal tinham acabado de chegar. Pousou o copo que trazia nas mãos em cima de uma mesa e dirigiu-se ao bar para pedir algo mais forte, precisava de álcool e algo que o desinibisse. Era capaz de se imaginar a meter conversa com 99% das mulheres que estavam naquela festa, só precisava de estudar o mercado e perceber quem estava livre para ser amado naquela noite. Esperava que lhe fosse entregue a bebida que tinha acabado de pedir, quando sentiu uma mão passar sobre o seu rabo e virou-se imediatamente para trás para se deparar com Britney Spears animada e deveras bêbada.

- Tom…Bill… Qual deles és tu? – perguntou ela abraçando o corpo dele como se o conhecesse há bastante tempo.
- Tom… - disse Tom segurando o corpo de Britney que parecia estar a perder as forças para cima de si.
- Feliz ano novo Tom! – disse Britney gritando aos ouvidos de Tom.

- Ainda não…. Falta uma hora… - disse Tom tentado fazer com que ela se segurasse sozinha em pé.
- Mas daqui a uma hora espero já estar bem longe daqui… Só vim aqui aquecer! Queres que te conte um segredo?
- Não sei… -
disse Tom a medo do que poderia vir dali. Britney estava visivelmente alterada.
- Eu não fui convidada para esta festa… Achas normal???
- Não…
- Ela tem inveja de mim… Cabra! –
disse Britney a rir-se sozinha.

Tom sorriu e segurou no corpo de Britney pela cintura ao aperceber-se que ela estava prestes a cair para cima de si novamente.

- É vodka? – perguntou Britney ao ver o bartender entregar um copo a Tom.
- Sim…
- À nossa! –
disse ela pegando no copo de Tom bebendo todo o seu conteúdo de uma vez só.

Tom tentou tirar o copo da boca de Britney sem sucesso. Seria possível que enquanto o seu irmão se divertia com Nicky Fuller ele tinha de ficar a tomar conta de uma bêbada em decadência? Que sorte a sua! A noite parecia estar realmente animada.

- Quero outro! – disse Britney ao empregado do bar.
- Não… Ela não quer mais nada… - disse Tom tentando evitar que a situação piorasse.
- Sabes o que é que eu queria mesmo?
- Não… -
disse Tom afastando-se de Britney ao aperceber-se que ela se chegava para si.
- Queria-te a ti…

Britney deixou que o seu corpo caísse sobre o de Tom e ao ser segura por ele, aproveitou para passar uma vez mais a sua mão pelo rabo dele, mas desta vez apertando-o com força ao mesmo tempo que soltava uma gargalhada alcoolizada.

- Isso é que é mais complicado… - disse Tom afastando a mão de Britney do seu rabo, tentando equilibrá-la novamente em pé – Se fosse há uns anos atrás… Eu, tu e o teu uniforme da escola… Podíamos ter sido muito felizes, mas agora…. Não me parece…
- Ainda tenho o uniforme guardado… Queres que te faça um strip? –
perguntou Britney aproximando a sua boca de um dos ouvidos de Tom, falando numa voz arrastada.
- Não… Mas se deixasses de beber e fosses para casa tomar conta dos teus filhos não era mal pensado…

- Tu és muito chato!!! -
disse Britney afastando-se de Tom à procura de outra vitima.

Tom respirou de alívio e pediu outra bebida. Mais valia só, que mal acompanhado. Estava à espera da bebida que tinha pedido quando sentiu uma nova mão tocar-lhe, desta vez sobre o ombro. Olhou para trás e viu Jay-Z com um sorriso na cara e uma mão estendida para apertar a de Tom. Tom sentiu-se imediatamente revitalizado. Admirava Jay-Z desde sempre e por mais vezes que estivesse com ele sentia-se sempre uma criança ao lado do seu ídolo.

- Tom ma man… - disse Jay-Z chocando o seu ombro direito com o de Tom ao mesmo tempo que lhe apertava a mão – Não sabia que ias andar por aí…
- Nem eu… Foi um convite de última hora!

- Andas a comer a anfitriã? –
perguntou Jay-Z sorrindo ao mesmo tempo que lhe dava uma pancada no ombro com a mão, expressando o seu apreço pela nova conquista de Tom.
- Desta vez não… Mas está tudo em família… - disse Tom orgulhoso do seu irmão, apontando para as escadas de onde desciam agora Bill e Nicky sorridentes.
- Estou a ver… - disse Jay-Z impressionado – Vocês têm bom gosto!

Tom acenou a Bill ao aperceber-se que o irmão o procurava com o olhar. Bill sorriu e encaminhou-se até eles. Cumprimentou Jay-Z, e uma vez que estavam ao pé do bar, aproveitou para pedir uma bebida para si também. Precisava de um trago de coragem para o que aquela noite exigia de si. Estava realmente nervoso com o desenrolar da noite e a perspectiva de ter de encenar um amor que não sentia, perante tantas pessoas.

- Então andas a dar umas voltas com a Nicky? – perguntou Jay-Z directamente a Bill.
- Não são só umas voltas… - disse Bill tentando mostrar-se apaixonado através de um grande sorriso.
- A sério? – perguntou Jay-Z impressionado – Ela é muito amiga da B… Trata-a bem ou vais ter de te ver comigo…
- Não te preocupes… –
disse Bill sorrindo tentando disfarçar o nervosismo e a falta de coragem que tinha em olhar Jay-Z nos olhos.

Olhou para Tom e percebeu que ele detectava o seu nervosismo e falta de jeito em mentir. Não se sentia à vontade com aquela situação, mas tinha de ser, e quanto mais rápido se habituasse à encenação e à ideia de ter uma namorada, mais capaz seria de desempenhar a sua função de forma eficaz. Procurou Nicky com o seu olhar e detectou-a junto dos jornalistas da revista People. Tinha um ar verdadeiramente apaixonado e falava com uma alegria e vivacidade incríveis. Será que ela era assim tão boa actriz? Será que se ela encenasse uma cena, ele conseguiria ser capaz de detectar uma mentira? Nicky gesticulava e sorria. Apontou na sua direcção e reparou que os jornalistas olhavam para si. Bill sentiu-se obrigado a sorrir e tentar dar apoio àquilo que Nicky estaria naquele momento a contar aos jornalistas. Provavelmente falava do seu amor e de como se tinham apaixonado perdidamente.

- Ela anda na decadência… - disse Jay-Z – Lembro-me de a conhecer quando ela ainda era uma miúda… Quem diria que ela se ia transformar desta maneira…
- Quem? –
perguntou Bill que estava alienado da conversa.
- Está mesmo apaixonado o teu irmão! – disse Jay-Z para Tom, rindo do ar confuso e aluado de Bill - A Britney!
- O que é que tem? –
perguntou Bill.
- Acaba de ser expulsa da festa…. Não viste? – perguntou Jay-Z.
- Não!!! – disse Bill escandalizado por não ter reparado. Os seguranças de Nicky deviam ser bastante discretos. Ou será que eram os seus olhos que estavam moldados para Nicky e todos os seus movimentos naquela noite?

- O que quer que andes a tomar, quero uma dose disso… - disse Jay-Z a rir.
- É o amor… - disse Tom a gozar com o irmão, sendo imediatamente atacado pelo olhar de Bill.
- Estava distraído… O que é que aconteceu? – perguntou Bill.
- Como o Tom nos estava a contar… Ela não foi convidada e estava a ver se passava despercebida na festa, mas com a dose que já levava em cima, convenhamos que era difícil passar despercebida…. – disse Jay-Z.

- E como é que o Tom sabe disso tudo? – perguntou Bill olhando para Tom espantado.
- Longa história… Depois conto-te… - disse Tom franzindo a testa.

- Amor… - falou uma voz atrás de Bill.

- Bill… - disse Tom apontando para trás do irmão. Nicky estava atrás dele e chamava-o de forma carinhosa. Sem dúvida que ela era uma actriz empenhada nos papéis que desempenhava.
- Ahh… Nicky… - disse Bill ao aperceber-se da presença dela.
- Gostava de passar a meia-noite contigo… - disse Nicky abraçando a cintura de Bill.

Tom olhou para o à-vontade com que Nicky tocava no corpo do seu irmão e começou a pensar no que teria realmente acontecido durante o tempo que o seu irmão e Nicky tinham desaparecido em direcção aos quartos. Bill parecia tímido e não estava de todo confortável com aquela situação, mas Nicky estava tão solta que era capaz de jurar que ela estava realmente interessada e apaixonada pelo seu gémeo. Seria assim tão boa actriz?

- Claro… - disse Bill colocando um braço em volta dos ombros de Nicky.

Nicky deixou-se ficar perto deles. Beyoncé juntava-se agora ao grupo para poder passar também ela a passagem de ano com o seu marido. Tom era o único que aparentemente não tinha um par romântico a quem se agarrar. De vez em quando apercebia-se do olhar de pânico e do sorriso nervoso que Bill lhe fazia e ria-se interiormente por ver o irmão naquela situação, mas ao mesmo tempo tinha pena por ele ter de ser obrigado a estar naquela posição. Se fosse consigo não se importaria minimamente. Era só Bill pedir que trocava de lugar com ele. Ter Nicky Fuller agarrada ao seu corpo ia ser sem dúvida prazeiroso.

A meia-noite chegava e a sala parecia ter explodido de emoção. Nicky abraçou o corpo de Bill e sem pedir permissão confiou um beijo nos seus lábios. Bill retribuiu aquele toque como sendo um simples beijo sem qualquer tipo de significado. Tentou que fosse o mais breve possível para se desprender dos braços dela e abraçar o corpo do seu irmão. Era com ele que queria estar. Tom era a primeira pessoa que abraçava sempre que um novo ano tomava conta das suas vidas. Naquele ano a tradição era quebrada para lhe lembrar que o ano de 2010 lhe preparava surpresas e descobertas que talvez não estivesse nunca preparado para aceitar e acolher no seu coração. Brindou com os restantes amigos presentes na sala e sentiu-se novamente incomodado ao ver Nicky por perto. Era certo que aquele jogo tinha de ser feito, mas era difícil abdicar da sua liberdade de expressão e de estar com os seus amigos para do nada ter uma mulher colada a si, principalmente sendo alguém que não lhe dizia assim tanto quanto isso. Sentiu a mão de Nicky ladear a sua cintura e colocou o seu braço sobre os ombros dela novamente para dar um ar de companheirismo e intimidade. Sentia o olhar de Tom sobre si a todos os instantes. Parecia querer gozar consigo ao mesmo tempo que o admirava e invejava. Já sabia que na manhã seguinte ia ter comentários sobre a sua performance e conselhos sobre como melhorar o enfadamento.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Darling-J
Mega Fã
Mega Fã


Número de Mensagens : 1161
Idade : 22
Data de inscrição : 31/05/2010

Minha ficha
Como conheceu o fórum?:

MensagemAssunto: Re: [FF] - Kampf der Liebe   Sab Nov 06, 2010 11:17 am

capítulo 16: o que? a People estava lá? o que ia ser apenas uma mera foto tirada pelo Tom, agora há várias delas, de todos os ângulos possíveis. :O photoshoot, Nicky? achas mesmo que a imprensa ia trocar tuas fotos aos beijos com Bill Kaulitz por photoshoot? por favor, não gozes comigo. culpado também é o Bill por ter aceito a aposta do irmão, mas como os dois iam saber? uma tremenda saia justa.
ah, já estão discutindo como um casal? ha ha, isto foi hilário. e concordo com a Nicky numa coisa: ter um namorado tão mais bonito que você é realmente trabalhoso. Razz

capítulo 17: a Britney agarrando o Tom? mas que liberdade é esta? u_u e ainda aperta o rabo dele! é, eu senti uma senhora inveja dela. queria eu poder apertar o rabo dele com vontade Twisted Evil o coitado procurando uma vítima e esta cai na sua rede. ela é roubada, Tom! ainda bem que sabes disto.
discreto o Jay-Z, pois não? que tipo de convidado perguntar isto? EHAUEHAU ele foi bem direto. queria ver se a Beyoncé tivesse perto.
realmente vai ser difícil perceber quando a Nicky estiver mentindo ou não. quero dizer, quando não tiver que fingir que está namorando com o Bill. esta rapariga é uma incógnita. qual é, tu sabias o que ias ter que passar quando aceitou este contrato maluco. claro que vais sentir falta de abraçar Tom em primeiro, mas vai ser a vida que tu vais levar durante seis longos meses. confio em ti. sei que és forte.
o Tom não vai perder a oportunidade de ensinar ao gêmeo como conquistar e tratar uma mulher. estou a ver que vai render boas risadas!
Voltar ao Topo Ir em baixo
Catarina Kretli
Fanática
Fanática


Número de Mensagens : 1673
Idade : 20
Localização : Casimiro De Abreu - RJ
Data de inscrição : 07/04/2010

Minha ficha
Como conheceu o fórum?: Site TH BRASIL

MensagemAssunto: Re: [FF] - Kampf der Liebe   Sab Nov 06, 2010 2:54 pm

Cap16: Começou ². AAa eu sabia que os jornalistas estariam lá. Sem tem, pelo menos um ¬¬'
Uma nova amizade né ?? Vamos vê no que isso vai dar.
Já fazendo planos para o futuro, é esse namoro vai passar e eles nem vão perceber.
Cap17: A vaca da Britney passou a mão no rabo que meu Beby ?? É piranha mesmo né ¬¬' Nem estava com inveja da Nicky né ??
É a tradição foi quebrada . Não gostei disso D:
É Bill'zim vai ser dificil, vai sempre ter um mulher a tua cola.
AAAAAAAAAAAA Meu Amor, não fica assim. A Tia Dikas vai colocar uma mulher lindo no seu camilho. Tudo vai dar certo. (:
Voltar ao Topo Ir em baixo
Convidad
Convidado



MensagemAssunto: Re: [FF] - Kampf der Liebe   Sab Nov 06, 2010 7:27 pm

Capítulo 16: Sabe que até foi bom que a people estava lá pois assim o Bill pode dar início a este namoro e mostrar pro Mercier quem é que manda! Twisted Evil (quando o Mercier sai o Bill faz a festa hehehe)
Estes planos para o futuro me deixa com um "pouco" de medo por que eles nem preceberam e já estavam falando como um casal de namorados real Shocked
Capítulo 17: Adorei quando o Tom mandou a Britney pra casa cuidar dos filhos (ahh por favor né, além de ser penetra na festa ainda quer agarrar literalmente o Tom passando a mão onde o sol não bate), isso aí Tom apoiado. Razz
Ahh Bill vai entrar o ano abraçando a Nicky e não o Tom (confesso que fiquei triste quando li que seria o primeiro ano que não abraçaria Tom primeiro)

Dikas fiquei muito feliz por saber quem o Tommy também vai ter uma diversão hehe Twisted Evil
Voltar ao Topo Ir em baixo
dikas
Big Fã
Big Fã


Número de Mensagens : 460
Idade : 32
Localização : Lisboa - PoRtugaL
Data de inscrição : 04/11/2009

Minha ficha
Como conheceu o fórum?: Outro

MensagemAssunto: Re: [FF] - Kampf der Liebe   Dom Nov 07, 2010 10:22 pm

HaLLoOoOoOoo \o/ \o/ \o/


DaRLiiiiiinG
Pois é... pelos vistos n foi só o Tom k tinha a kamara apontada para a Nicky no momento em k o BiLL decidiu ir tirar pedaço =p Ninguém manda ele ouvir a kabeça oca do Tom Kaulitz n é verdade???
Mas é lindo vê.los discutir komo kasalinho, arranjando.se no espelhoe tudo mais =p LolOloloOL
LolOLololOLololOL A Britney estava desejosa d experimentar o Tommizinho Twisted Evil Twisted Evil Twisted Evil
O Jay-Z pode dizer e fazer o k kizer.... LolOlolOL
Pois é....agora o BiLL tem é de aguentar..... trabalho é trabalho..... Vai ter de ser forte e engolir muito sapo......
Quanto à Nicky..... tomara k kom o tempo o BiLL consiga perceber um pouko melhor a Nicky pk estar sempre de pé atrás n é nada bom... em nenhum sentido!!!



CaTaRiNA
É....tem sempre um jornalista em kk lado!!! E numa festa xeia de famosos....Só podia né??? Suspect
UuUhhhh....vc axa k isso vai dar em mais k uma amizade??? Kero ver isso Twisted Evil
É...... A vaca da Britney se jogou no seu bebe komo se não houvesse amanhã.... mas ele se portou bastante bem até haha haha haha
O BiLL e o Tom tb n gostaram k a tradição fosse kebrada....nem um poukinho!!!!
Uma mulher linda no kaminho do Tom?? Hmmm..... vou pensar nisso..... Prometo haha



Adriiiiiiiiiiiii
Pois....assim pelo menos esse namoro komeça d uma vez por todas!!!
É... eles estão falando falando, mas já aprecem mesmo um casalinho Twisted Evil
LolOLOlolOLololOL de facto os sitios onde o sol n bate são sagrados... e o do Tom n é excepção por mais k ele adore mostrar a sua bundinha a muita menina.... A Britney n foi konvidada, n tem direito.... e s n tem direito, tira a mão e passa noutro haha haha haha O Tom se portou à altura haha
O BiLL e o Tom tb fikaram tristes.....ano novo é abraço de gémeos é sagrado!!!



* * * KiSsEsSsSSss * * *




18




- Pagava para ver essa cena… - disse Bill agarrado à barriga enquanto se ria do encontro de Tom com Britney Spears na noite anterior.
- Eu pagava para não a ter visto… - disse Tom ao recordar a decadência da cantora.
- Então e não aproveitaste? Ias ter uma noite agitada de certeza…
- Ainda tenho dignidade e não ando desesperado!


Bill não conseguia parar de rir. Lembrava-se perfeitamente dos seus tempos de pré-adolescência, quando Tom tinha um poster de Britney Spears e sonhava todas as noites com ela. Tom sempre tinha sido muito precoce. Se o Tom de dez anos olhasse para o Tom de hoje em dia, e o tivesse visto a dar uma tampa a Britney Spears, ficaria sem dúvida alguma triste com o seu futuro e decepcionado com o seguimento da sua vida.

- Perdeste a oportunidade de realizar um sonho… - disse Bill ainda a rir.
- Deixa estar que esse sonho já estava morto e enterrado há muito tempo… Já tu, ontem parece que viveste o sonho de qualquer homem… Não querias, não querias, mas lá ias comendo a Nicky Fuller em frente a toda a gente…
- Até parece!!! –
disse Bill sentando-se direito no grande sofá da suite do Ritz onde estavam hospedados – Foram só uns beijinhos sem significado…

- O que uma pessoa não faz por trabalho… -
disse Tom a piscar o olho.
- Trabalho, é trabalho!
- Sim, deve ter sido muito árduo e cansativo…
- Claro que não foi árduo nem cansativo… Mas não deixa de ser trabalho e é uma miúda que não me diz nada…

- És tão idiota às vezes! Devias ter aproveitado à grande… -
disse Tom esfregando as mãos – Vais-me contar o que é que se passou no quarto quando vocês foram lá para cima?
- Já te disse que não se passou nada… Falámos e decidimos dar início ao contrato de forma oficial… Esta semana quando sair a notícia do nosso namoro é que vamos ver como correu a nossa encenação…
- Quem te conhece vê logo que não eras tu que estavas na festa… Mas tens a desculpa de estar apaixonado… O Jay-Z acreditou…

- É difícil não parecer artificial… Algum conselho do sábio Tom? –
perguntou Bill.
- Eu tenho sempre conselhos para ti, meu irmão… Eu acho que se te sentes assim tão incomodado com tudo isto, devias começar a agarrar mais a miúda…
- Ohhh… -
disse Bill desvalorizando aquilo que Tom dizia. Tudo em que o seu gémeo pensava era sexo, já devia saber que os seus conselhos iam sempre parar à cama.
- Não estou a gozar… - disse Tom adoptando um ar sério, sentando-se mais direito no sofá para que Bill o levasse mais a sério também – Ela é actriz, mas não é de ferro! Se a começares a agarrar a sério e beijar a sério, ela vai acabar por se sentir mal com a situação e não vai puxar tanto por ti… Assim vês-te mais livre dela…
- Mas eu também não me sinto bem em fazer isso…
- São escolhas que tens de fazer. Isto pode ser uma farsa, mas é a tua vida e continuo a achar que deves tomar as rédeas da coisa e mostrar quem manda…


Bill preparava-se para falar quando ouviu bater à porta. Olhou para Tom e viu-o levantar os ombros e franzir a testa mostrando-se tão surpreendido quanto ele. Levantou-se e encaminhou-se até à porta perguntando quem era. Ao receber a resposta de que era um valet, abriu a porta e foi-lhe entregue em mão um envelope com o nome de Tom. Bill agradeceu e fechando a porta, encaminhou-se de volta ao sofá.

- Até aposto que sei de quem é… - disse Bill mandando o envelope pelo ar até Tom.
- Não é muito difícil adivinhar… - disse Tom apanhando o envelope no ar, abrindo-o com rapidez para ver o que o esperava desta vez.

Para espanto de ambos os irmãos, no interior do envelope estava outro fax, desta vez dobrado em quatro. Tom leu o que nele estava escrito em voz alta para que Bill pudesse fazer parte daquele momento:


Querido Tom,

Feliz Ano Novo!

Espero que tenhas entrado no novo ano em grande, mas com juízo… Só quero que percas o juízo comigo!
Tens pensado em mim? Este ano é nosso. Pode ser que se pensares muito e com carinho, eu te faça todas as vontades!
Adoro escrever-te e imaginar-te a ler as minhas palavras. Será que te sentes tão excitado a ler, como eu quando as escrevo?
Tenho uma proposta para ti… E se levássemos esta relação para outro nível? Tomei a liberdade de te criar uma conta de e-mail para que pudéssemos falar… Só tu e eu… Na intimidade…

O e-mail é: tomisasexgod@yahoo.com
E a password é: lovemissk

Prometo que se lá fores terás uma agradável surpresa à tua espera…
Love,
Miss K

PS – Foste a primeira pessoa em quem pensei em 2010. Isso faz de ti alguém muito especial, sabias?



- Wow! – disse Bill impressionado – Desta vez ela esmerou-se…
- Parece que sim… -
disse Tom relendo o fax novamente para ter a certeza que tinha assimilado tudo.

- Vou buscar o computador… - disse Bill levantando-se de um pulo do sofá para ir a correr ao seu quarto buscar o computador portátil.
- Para quê?
- Como, para quê? Vamos ver qual é a surpresa que está à tua espera no e-mail que ela te criou… -
gritou Bill do interior do seu quarto para se fazer ouvir na sala. Estava mais excitado com Miss K que o irmão.
- Não sei se quero… Eu não me devia deixar levar por estas mensagens… Nem a conheço… - disse Tom morrendo de curiosidade para saber o que o esperava no endereço que Miss K lhe tinha criado, mas ao mesmo tempo receoso que ela fosse apenas mais uma stalker.
- Não perdes nada em espreitar… Não precisas de responder… - disse Bill entrando na sala, sentando-se ao lado de Tom, colocando o computador no coloTom Is A Sex God…. É um e-mail sugestivo…

Bill ligou-se à internet e acedeu ao site da Yahoo. Introduziu o e-mail e a password que Miss K tinha criado e assim que entrou no e-mail tinha uma mensagem por abrir na caixa de entrada. Olhou para Tom com um sorriso rasgado e bateu palminhas excitado com aquele jogo de sedução. Ao abrir o e-mail a primeira coisa em que reparou foi no endereço de Miss K: yesyouare@yahoo.com.

- Yes You Are… UuUhhh… – disse Bill divertido.
- Ela está mesmo a tentar provocar-me de todas as maneiras possíveis…
- E confessa que está a ter resultado…
- Está… Mas ao mesmo tempo: gato escaldado, de água fria tem medo… Já passei por uma dose suficiente de raparigas maluquinhas e stalkers. Quero descanso… Viver a minha vidinha em paz e longe de confusões…

- É só um e-mail Tom!!! Ninguém te vai comer… Se tu não quiseres… -
disse Bill a rir.
- Ok… Mostra lá esse e-mail… - disse Tom virando o computador mais para si para conseguir ler a mensagem que nele figurava.


Querido Tom,

Obrigada por teres pensado em mim! Prometo que não te vais arrepender…
Lembraste daquelas fotos que tinha tirado a pensar em ti? Aqui está uma para que possas construir o meu corpo como se fosse um puzzle. Maneja as peças com cuidado… O meu corpo está quente demais só de pensar em ti… Não quero que te queimes nas minhas mãos, mas não prometo que não deseje que pegues fogo comigo…

Love,
Miss K



Tom ficou de boca aberta ao ler a mensagem. Cada vez que recebia notícias de Miss K, as palavras pareciam mais arrojadas e sexuais. Ela estava a tentar deixá-lo realmente excitado com aqueles recados eróticos e estava a conseguir. Tom sentia o seu coração palpitar de forma mais eficiente, e o seu desejo de saber mais sobre ela, aumentar. Olhou para Bill e viu espelhado nos olhos dele a mesma excitação. Aquele jogo estava a tornar-se demasiado perigoso. Queria mais, como se fosse o início de um vício que o começava a dominar, mas sabia que não devia pedir mais nem habilitar-se à sua sorte.

- Abre a imagem… - pediu Tom.

Bill não se pronunciou, estava totalmente irrequieto com o mistério que rondava em volta de Miss K. Na sua cabeça apareciam milhares de perguntas às quais não tinha como responder. No fundo, nenhum deles sabia nada sobre Miss K. Tudo o que sabiam é que ela era uma fã muito bem informada sobre a sua agenda social e privada, senão como é que ia saber que eles estavam em Los Angeles, naquele hotel? Tudo parecia muito estranho. Será que alguém de confiança era o seu informador? Ou será que a Miss K era alguém que eles conheciam pessoalmente? Será que era algum dos rapazes a tentar pregar uma partida a Tom? Abriu a imagem que estava anexada ao e-mail e deixou que o seu maxilar caísse em forma de espanto. Olhou para Tom e viu nele pura luxúria e deslumbramento no olhar, não parava de passar a língua sobre o piercing e humedecer os lábios como se Miss K se tivesse tornado uma presa perfeita. Na fotografia podia-se ver as costas totalmente nuas de uma rapariga, a foto começava no pescoço dela e ia até ao início do seu rabo, fazendo denotar as curvas perfeitas do seu corpo. A sua silhueta parecia ter sido desenhada por um escultor. Nas costas podia-se ver, uma vez mais, escrito o nome e apelido de Tom separados por um coração preenchido a batom vermelho. Os braços da rapariga estavam erguidos para cima, provavelmente a segurar no cabelo de forma a que ele não entrasse na foto.

- Foda-se que é mesmo boa! - disse Tom depois de um silêncio longo.
- Boa é pouco! - disse Bill ainda vidrado na imagem.
- Achas que é mesmo ela na foto?
- Espero que sim…
- Eu também… -
disse Tom visivelmente excitado.

- … O que é que vais fazer?
- Nada… -
disse Tom tentando sair do seu estado de hipnose – Não vou arriscar… Tem um corpo bom… Sabe o que diz… Mas neste momento não me chega… Não quero arriscar…
- Tens a certeza? –
perguntou Bill que percebia que Tom estivesse receoso, mas ao mesmo tempo desejoso de a conhecer pessoalmente e saber mais sobre ela.
- Sim… Não lhe vou responder…
Voltar ao Topo Ir em baixo
Convidad
Convidado



MensagemAssunto: Re: [FF] - Kampf der Liebe   Dom Nov 07, 2010 10:58 pm

affraid Nossa a Miss K está deixando "os meninos" loucos mesmo, até Bill ficou de queixo caido,
por favor Dikas não sei de onde eu tirei isso mas me diz que não é uma Stalker, nem a Nicky e muito menos a Britney (lol, é devo estar com sono mesmo). Shocked
Os G's também não são né (por que coitado do Tom se eles fizessem isso com ele hehe). (tá parei)
O e-mail do Tom é super discreto!! Twisted Evil
Citação :
- É só um e-mail Tom!!! Ninguém te vai comer… Se tu não quiseres… - disse Bill a rir
haha ri muito aqui, neim neim neim...
Voltar ao Topo Ir em baixo
Catarina Kretli
Fanática
Fanática


Número de Mensagens : 1673
Idade : 20
Localização : Casimiro De Abreu - RJ
Data de inscrição : 07/04/2010

Minha ficha
Como conheceu o fórum?: Site TH BRASIL

MensagemAssunto: Re: [FF] - Kampf der Liebe   Seg Nov 08, 2010 1:43 pm

SONHOR! affraid
Que isso hien Miss K, assim você mata o pobre do coitado.
E Bill ainda ajudando KKKKKKKKKKKKKKKK'
Se for os meninos zuando da cara dele ?? Vai ser a coisa mais engraçada do mundo.
haha haha haha
Falando neles, cadê ? KKKKKKKKKKKK'
Voltar ao Topo Ir em baixo
Darling-J
Mega Fã
Mega Fã


Número de Mensagens : 1161
Idade : 22
Data de inscrição : 31/05/2010

Minha ficha
Como conheceu o fórum?:

MensagemAssunto: Re: [FF] - Kampf der Liebe   Seg Nov 08, 2010 2:01 pm

a Miss K deixando os Kaulitz loucos, até o Bill entrou na história Shocked quem é ela? eu espero, bem lá no fundo, que ela esteja interessada no Tom para uma relação mais séria. porque seria totalmente desgostoso ela fazer este mistério todo e depois de se relevar, querer apenas uma one night stand com ele. esta rapariga é uma verdadeira incógnita na vida do Kaulitz mais velho, rs. queria eu ser ela.
o Bill gozando com o Tom é hilário. eu adoro estas brincadeiras entre eles. Razz
Voltar ao Topo Ir em baixo
Conteúdo patrocinado




MensagemAssunto: Re: [FF] - Kampf der Liebe   Hoje à(s) 2:54 am

Voltar ao Topo Ir em baixo
 
[FF] - Kampf der Liebe
Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo 
Página 3 de 19Ir à página : Anterior  1, 2, 3, 4 ... 11 ... 19  Seguinte
 Tópicos similares
-
» [FF] - Kampf der Liebe
» Liebe, Kampf und Intrigen
» Schädel der Liebe-COMUNICADO URGENTE PÁGINA 13

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
TH BRASIL OFICIAL - Fórum :: Fan Stuff :: FanFics-
Ir para: