Fórum Oficial do Tokio Hotel no Brasil - TH BRASIL OFICIAL FÓRUM
 
InícioPortalRegistrar-seLoginIr para o site@THBRASILOFICIALFacebook

Compartilhe | 
 

 You can't stop me - 9º cap. [Sunset!]

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo 
Ir à página : 1, 2, 3, 4  Seguinte
AutorMensagem
Nicki.Luxious
Iniciante


Número de Mensagens : 43
Idade : 26
Localização : Portugal
Data de inscrição : 23/01/2011

Minha ficha
Como conheceu o fórum?:

MensagemAssunto: You can't stop me - 9º cap. [Sunset!]   Dom Jan 23, 2011 11:49 am

Acabadinha de escrever, portanto tem aqui brevemente uma fic fresquinha para vos alegrar Very Happy

You can't stop me é uma história de uma rapariga (Lux) que ficou órfã aos 5 anos indo depois viver com os tios, que sempre a mal trataram e só queriam dinheiro. Farta de tudo e depois de já ter fugido de casa várias vezes, compra sem querer um bilhete para Los Angeles e ameaça ir...o resto lêem na introdução e amais logo no primeiro capítulo -^^-
Espero mesmo que gostem e que comentem muitooo Very Happy




Nome: You can’t stop me!
Autora: Nicki Luxious.
Personagens: Lux Chantal Davis Lee, Bill Kaulitz, Tom Kaulitz (mais surgirão).
Genero: Romance, Drama.
Capítulos: Não terminada.
Classificação: +18
Avisos: Contém cenas de sexo, linguagem imprópria e exemplos a não seguir, nudez, alcóol e tabaco.



Sínopse:
Lux segurava um bilhete na mão, talvez seja o bilhete da sorte ou do azar, ou talvez seja ainda um bilhete com entrada para uma nova vida? Seja o que for, Lux olhava séria para o bilhete, não sabia muito bem quais os sentimentos que se estavam a apoderar dela, será medo? Felicidade? Receio? Alegria? Ainda é cedo para determinar o que aquele bilhete iria significar na vida dela. Pouco depois lembrara-se da carta que deixara em casa dos Tios…

“Parto hoje as três da manhã para Los Angeles.
Desta vez não estou a brincar, vou mesmo embora, não aguento mais viver na mesma casa com pessoas cínicas e hipócritas que querem tudo a maneira deles sem repararem que estão a trepar em cima dos sentimentos das pessoas!
Eu não sou moldável e como tal decidi escrever um novo capítulo na minha, vou vos virar as costas e desejar nunca mais ter de vos olhar para a cara. Não se preocupem comigo, eu levo as minhas roupas e o dinheiro dos meus pais, não irei mais precisar de vocês!
Fiquem bem, é a última e única coisa que consigo escrever nisto.
02 de Janeiro de 2011, Lux.”


Já era tarde, 2h25 da manhã, cinco minutos antes de chamarem todos os passageiros para o avião, o receio começava a surgir e lá sentia os joelhos a tremer enquanto olhava para a tabela dos voos e para o avião que já estava posicionado e pronto para a longa viagem de 16h com duas escalas. Lá bem no fundo, tinha a grande vontade de ir e nunca mais voltar, mas também tinha medo, era um país novo, não, não, melhor, um continente novo com nova cultura, nova língua, basicamente ela teria de se adaptar do zero e começar tudo de novo, valera a pena?
Pouco depois ouvia a chamar os passageiros e lá foi ela, com passos lentos até ao check-in entregando tudo que tinha em duas malas cor-de-rosa, o que lhe restava agora estava numa malinha pequena onde só tinha quatros fotos que lhe restaram dos pais, o telemóvel, o cartão de multibanco do Pai e os seus próprios documentos incluindo o visa que ela até hoje não perceber porque o tirou.
Olhou uma última vez para trás e via que ninguém tinha chegado para a impedir de ir, ninguém se tinha interessado de ir, desistiram dela, algo que não estava previsto, algo que ela não tinha planeado, sempre tinha pensado que fossem atrás dela, mais que não seja pelo dinheiro, mas nem isso, nada, Lux viu se forcada a começar uma nova vida.
A viagem começava pouco depois das três da manhã e desta vez as lágrimas tiveram de rastejar pela sua face, agora sim ela via que estava sozinha no mundo, que nada nem ninguém lutaria por ela. Sem tirar os olhos da janela sentia uma vontade de gritar mas ao mesmo tempo tinha aquela raiva e fúria do sofrimento e aquela vontade infinita de começar uma nova vida, nem que para isso ela tenha de ir para o outro lado do mundo.

As horas passavam lentamente e também o sono surgia deixando a descansar a aliviar a cabeça por mais umas horas. Desta forma ela não pensaria em mais nada e deixava se guiar pelo sono num mundo imaginário onde tudo decorre como ela quer.

Uma vida inesperada surge do nada no meio da vida de Lux, um bilhete de avião, duas malas, e umas recordações, é tudo o que possui, será que isso chega para começar uma nova vida, no outro lado do continente?

_____________________


Espero ter aqui os vossos comentários com a vossa opinião sincera, e bem....até logo Very Happy

EDT
Júlia G. escreveu:
Nossa, posta sim Nicki! Simplesmente amei a sinopse, e com certeza essa fic vai ser ótima Very Happy
Pode ter certeza de que eu vou ler.

Obrigada querida, eu daqui a pouco já posto o primeiro capítulo ^^
Espero que gostes mesmo Very Happy
xoxo

EDT
bia.babi escreveu:
Claro que posta,nem precisa perguntar né?
Adorei a sinopse
Estou esperando anciosa aqui lol!

Obrigada minha linda, é só eu acabar o trabalho e já posto o primeiro capítulo ^^
É grande, preparem-se Very Happy


Última edição por Nicki.Luxious em Sab Abr 16, 2011 2:14 pm, editado 10 vez(es)
Voltar ao Topo Ir em baixo
Júlia G.
Ao extremo
Ao extremo


Número de Mensagens : 2642
Idade : 20
Localização : Brasília
Data de inscrição : 27/08/2010

Minha ficha
Como conheceu o fórum?: Site TH BRASIL

MensagemAssunto: Re: You can't stop me - 9º cap. [Sunset!]   Dom Jan 23, 2011 12:02 pm

Nossa, posta sim Nicki! Simplesmente amei a sinopse, e com certeza essa fic vai ser ótima Very Happy
Pode ter certeza de que eu vou ler.
Voltar ao Topo Ir em baixo
bia.babi
Fanática
Fanática


Número de Mensagens : 1235
Idade : 19
Localização : Santo André/SP
Data de inscrição : 20/06/2010

Minha ficha
Como conheceu o fórum?: Site TH BRASIL

MensagemAssunto: Re: You can't stop me - 9º cap. [Sunset!]   Dom Jan 23, 2011 12:07 pm

Claro que posta,nem precisa perguntar né?
Adorei a sinopse
Estou esperando anciosa aqui lol!
Voltar ao Topo Ir em baixo
Convidad
Convidado



MensagemAssunto: Re: You can't stop me - 9º cap. [Sunset!]   Dom Jan 23, 2011 1:28 pm

Awn Nicki, amei a sinopse, simplesmente perfeita (:
Não me mata de curiosidade e posta logo yaya
Você escreve muito bem Very Happy
Voltar ao Topo Ir em baixo
Nicki.Luxious
Iniciante


Número de Mensagens : 43
Idade : 26
Localização : Portugal
Data de inscrição : 23/01/2011

Minha ficha
Como conheceu o fórum?:

MensagemAssunto: Re: You can't stop me - 9º cap. [Sunset!]   Dom Jan 23, 2011 1:37 pm

Aww fiquei mesmo feliz por gostarem Very Happy

Vamos ao primeiro capítulo Very Happy

Here we go...







-Pedimos a todos os passageiros que coloquem os cintos de segurança, estamos a meia hora do nosso destino final, Los Angeles International Airport. Obrigada.
Aquela voz segura e firme acordou Lux de um sono que já durava mais de nove horas. Bocejou uma última vez esfregando logo os olhos ensonados para ver Los Angeles em ponto minúsculo.
Aos poucos reconhecia estradas e pequenos carros a passar de um lado para o outro como formigas, sentia a pressão sobre a sua cabeça e a dor dentro do peito atormentava-a.
A hospedeira aproximava-se com o seu andar elegante e um sorriso confortante – Posso lhe servir uma última bebida? Sorriu lhe esticando um catálogo com bebidas.
- Eww…pode ser uma vodka safari por favor. O sono ainda se apoderava da sua voz e a tristeza deixava a sua marca na cara. – Desculpe me por favor, mas que idade tem? Di-lo de uma forma desconfortante, é sempre chato ter de perguntar a idade aos clientes, e de certa forma não é nada educado, mas o que? Estamos na América. – 20, algo de errado? Levantou a sobrancelha desconfiada sem sequer se lembrar de que nos U.S.A só se é maior de idade aos 21. – Sendo assim só lhe poderei oferecer bebidas que não contenham percentagem alcoólica. Peço imensas desculpas, mas não posso servir bebidas a menores de idade. Pegou num outro catálogo, um pouco mais infantil com desenhos para as crianças. Lux sorriu, já não sabia o que era ser tratada como uma criança á muito. – Traga-me então uma coca-cola, bem fresca e com dois cubos de gelo. Esticou o seu braço negando o catálogo. – Com certeza. Voltou costas dirigindo-se até á board-kitchen apressando se a trazer o que lhe tinha pedido. Entregou o copo com um guardanapo, - Daqui a um quarto de hora aterramos, quando acabar de beber prepare-se. Sorriu deixando Lux no seu lugar com o copo.
O copo estava gelado e ao colar os seus lábios sentiu os cubos de gelo tocarem-lhe secretamente na língua. Bebeu a cola lentamente sentido o líquido gelado a correr pela sua garganta até ao estômago, sem nunca retirar a sua vista da janela minúscula que dava uma visão do aeroporto já bem próximo. Entregou o copo a primeira hospedeira que passou e pegou na sua carteira colocando-a no seu colo. – Estamos prestes a aterrar no Los Angeles International Aiport, pedimos que se mantenham sentados e com o cinto de segurança colocado até o avião estar completamente parado em frente ao respectivo gate. Desde já agradecemos a sua preferência por viajar com a TAP e esperámos viajar consigo em breve. Obrigada!

Aquelas simples frases significavam para muito para Lux, era a chegada a um novo continente, era o inicio de uma vida. Esfregava a sua cara com as mãos: - É agora ou nunca! Dizia para si mesma com um tom de voz irritada, pouco depois sentiu o bater do avião no chão. A viagem tinha decorrido de forma normal, a maior parte do tempo dormiu, o outro dividiu em pensamentos sobre a vida futura e a vida passada, sorrindo sempre quando se lembrava dos pais.

Olhou uma última vez para o avião levantando-se arranjando logo o cabelo e vestindo o casaco. As pessoas começavam a sair e lá foi ela, sem destino para fora do avião, o vento festejou o seu cabelo, mimou a sua pele e deixou a cheirar o cheiro da América. Seguiu as pessoas até ao local onde as malas andavam as voltas como bailarinas, e como era de esperar, as suas malas eram fácil de reconhecer, duas malas cor-de-rosa choque igual e da mesma marca, pegou nelas saindo.

Ao passar pelo gate custava-lhe ver os abraços, as lágrimas das outras pessoas e os sorriso, todos tinham alguém a sua espera, nem que fosse o funcionário de uma empresa à espera de alguém importante, só ela é que se sentia sozinha, ninguém a esperava, ninguém a conhecia, ninguém esboçava um sorriso que fosse dirigido para ela, ninguém...

Segui sempre em frente indo para um banco onde ligou o telemóvel para pelo menos tentar ir a internet procurar um hotel no centro da cidade, onde pudesse descansar e pensar melhor na sua vida. Lá procurou e procurou até encontra o Shade Hotel, na descrição dizia que era em Manhatten Beach, não deve ser muito longe do centro, e sendo de quatro estrelas também não deve ser dos piores. Esboçou um sorriso pequeno dirigindo se para os Táxis, entrando no primeiro que via. – Era para o Shade Hotel perto de Manhatten Beach, por favor. Olhou tímida para o condutor com ar árabe. Simpático concordou com a cabeça e lá a levou.
Durante a viagem aproveitou para ver as ruas, as paisagens e perder-se nos seus próprios pensamentos. L.A era maior do que pensava, e só a simples viagem do aeroporto até ao hotel durou quase uma hora. Pagou ao Taxista olhando bem para o Hotel.

Era enorme, rústico e estranho ao mesmo tempo, entrou reservando um quarto Deluxe spa, ela precisava mesmo algo que a fizesse descansar e relaxar. – A reserva fica em nome da menina? Questionou o recepcionista simpático mas ao mesmo tempo com ar de quem gosta de one-night-stands. – Sim, no meu por favor. Lux Chantal Davis Lee, idade 20, residente em Oporto, Portugal. Retirou da sua carteirinha os documentos e o visa para ficarem registados e guardados no cofre do Hotel. – Quantas noites pretende ficar? Assim faço-lhe já o orçamento. Olhou a sem parar de sorrir de uma forma querida e profunda. – Cerca de uma semana. Olhou o séria sem sorrir uma única vez no check-in. O quarto era o 1007 no 21º andar e o orçamento tinha ficado em 5.010$ por uma semana com tudo incluído. – As suas malas serão levadas por um funcionário e ele próprio lhe indicará o quarto, o pequeno almoço é servido entre 07h até as 10h30. Boa Estadia. Desviou o olhar atendendo outros clientes. – Obrigada. Disse num tom de voz baixo seguindo o funcionário até ao elevador.

Já no quarto vestia roupa mais confortável indo até a janela onde colava as suas mãos olhando para a praia tentando imaginar uma vida normal, casa trabalho, trabalho casa. Era tudo o que desejava apenas neste momento. Sentou se na cama deixando se cair para trás: - O que faço da minha vida? O que será feito de mim? Ninguém sabe, nem eu…amanhã veremos…amanhã… bocejou uma última vez adormecendo exausta e com a cara húmida das lágrimas. Amanhã será outro dia….


Brevemente há mais, prometo Very Happy Espero mesmo que gostem ^^
Voltar ao Topo Ir em baixo
bia.babi
Fanática
Fanática


Número de Mensagens : 1235
Idade : 19
Localização : Santo André/SP
Data de inscrição : 20/06/2010

Minha ficha
Como conheceu o fórum?: Site TH BRASIL

MensagemAssunto: Re: You can't stop me - 9º cap. [Sunset!]   Dom Jan 23, 2011 1:54 pm

Adorei o capitulo Nicki
Você escreve muito bem
Estou louca para saber o que acontecerá com a Lux,estou muito curiosa
Parabens,continue não me faça ter um ataque do coração aqui
E de novo parabens aplausos aplausos
Voltar ao Topo Ir em baixo
Convidad
Convidado



MensagemAssunto: Re: You can't stop me - 9º cap. [Sunset!]   Dom Jan 23, 2011 2:04 pm

bia.babi escreveu:
Adorei o capitulo Nicki
Você escreve muito bem
Estou louca para saber o que acontecerá com a Lux,estou muito curiosa
Parabens,continue não me faça ter um ataque do coração aqui
E de novo parabens aplausos aplausos

+1

amei, continua liebe Very Happy
Voltar ao Topo Ir em baixo
Convidad
Convidado



MensagemAssunto: Re: You can't stop me - 9º cap. [Sunset!]   Dom Jan 23, 2011 3:44 pm

Adorei a fic! Continua-te a postar!
Beijos..
Voltar ao Topo Ir em baixo
Liih Kaulitz
Fanática
Fanática


Número de Mensagens : 1438
Idade : 24
Localização : SP
Data de inscrição : 18/01/2010

Minha ficha
Como conheceu o fórum?: Site TH BRASIL

MensagemAssunto: Re: You can't stop me - 9º cap. [Sunset!]   Dom Jan 23, 2011 4:03 pm

Nicki *--* Ah, eu A-M-E-I o 1º capítulo!
Estou super curiosa para saber o resto da fic.
Continua logo, liebe!
Voltar ao Topo Ir em baixo
Nicki.Luxious
Iniciante


Número de Mensagens : 43
Idade : 26
Localização : Portugal
Data de inscrição : 23/01/2011

Minha ficha
Como conheceu o fórum?:

MensagemAssunto: Re: You can't stop me - 9º cap. [Sunset!]   Dom Jan 23, 2011 5:20 pm

Obrigada a todas as meninas que dedicaram o seu tempo a leitura da minha fic Very Happy
Deixo desde já claro que todas as imagens utilizadas nas capas são editadas por mim no photoshop cs5 Wink

Bem, menos bla bla e mais fic Wink Let's get the party started Very Happy




Esfregou os olhos com as mãos em movimentos desordenados, coordenados pelo sono pesado que ainda sentia, virou a cara tentando chegar ao telemóvel para ver as horas, 9h43 da manhã - God tão cedo? Virou se tentando adormecer mais um pouco, e virou-se, e outra vez, e mais uma, era impossível voltar adormecer – Ai que raiva! Gritou com ela mesma, como se isso a fosse deixar adormecer de novo. Pouco depois levanta-se indo até a casa de banho, ligou a água e deixou o som penetrar os seus tímpanos deixando-a por uns instantes num momento de pura leveza. De repente bate com a mão na bacia deixando escapar água por todos os cantos molhando-a. Enquanto sentia as gostas percorrerem o seu peito olhava-se fixamente ao espelho, fechou os olhos com força e molhou logo a cara deixando a frescura penetrar os poros. Levantou a cara olhando-se novamente ao espelho, deixando ver bem a raiva que a corroía por dentro nos seus olhos, se fosse possível mudarem de cor, eles estariam encarnados como o sangue! Pegou na toalha limpando as gotas lentamente da sua cara, foi até ao quarto e abriu uma das malas. Não estava com grande paciência para escolher roupa, pegou no primeiro top que encontrou e numas leggings pretas, com os saltos lá iria remediar a imagem. Cabelo apanhado e estava pronta para descer: - Quase dez e meia, a ver se me despacho para comer ao menos um pão! Correu as escadas abaixo entrando no salão grande. – Bom dia menina, posso lhe servir o pequeno-almoço? Questionou o empregado levantando um prato com alguns pães recheados com as mais diversas especiarias. – Não obrigada, levo um pão e volto só para o jantar! Sorriu de forma leviana pegando no primeiro pão e correu salão fora até a recepção de onde retirou um roteiro da cidade.

Andou um pouco pelas mais diversas ruas, umas mais estranhas e largas que as outras, e parques? Parece que cada rua tinha o seu próprio parque. Andou mais um bocado parando em frente de um quiosque…- Não seria de todo má ideia comprar um jornal. Pensou, retirou os óculos de sol e entrou dirigindo-se até ao senhor que estava atrás da banca. – Bom dia, olha será que me pode vender um jornal local, daqueles que tem a informação sobre empregos e apartamentos para renda? Sorriu leve, mesmo só para o homem a não achar uma turista qualquer que só quer gastar o dinheiro e o resto seria conversa.
O homem lá a olhou de esguelha levantando se a todo o custo, como se estivesse colado aquela cadeira manhosa já toda gasta e com marcas, entrou numa porta e voltou com dois jornais. – Estes são os dois melhores. Abriu a boca deixando ver bem os dentes já danificados do tabaco e do álcool, esticou o braço com os dois jornais, eram o Los Angeles Time e o Los Angeles Downtown News. – Ah sim, eww…quanto é? Perguntou tirando o porta-moedas da carteira, deixando bem claro ao homem medonho que levaria de certeza os jornais. – 3$ Por favor! Colocou os jornais dentro de um saco de papel, vá se lá bem saber para que, e entregou-os a Lux mal ela lhe tinha dado o dinheiro.
Quando já estava a chegar a porta ouviu uma voz rouca no fundo, era a do homem, olhou uma última vez para trás. – Boa sorte menina! Lux ficava estancada na porta sem saber como reagir. – Obrigada! Era a única palavra que lhe saia da boca naquele momento, mas, ao mesmo tempo, era reconfortante ouvir aquelas palavras, mesmo sendo ditas daquele homem. Olhou em frente pondo novamente os óculos e saiu rua fora dirigindo-se para o primeiro parque que encontrava, lá sentou-se e abriu um dos jornais, fazendo grandes círculos naqueles anúncios que lhe inspiravam mais confiança. – Primeiro casa, depois trabalho…puuh… Buffou já sentindo se cansada de ver tantas letrinhas minúsculas.

Satisfeita com a sua procura, pega no telemóvel ligando para o primeiro anúncio. Ligou e ligou até que finalmente alguém atendeu. Lá lhe contou que era nova na cidade e que precisava de casa, obvio que não iria contar os seus problemas, esses não interessam a ninguém, só a ela.
Desligou o telemóvel com um enorme sorriso estampado na face, tinha conseguido uma entrevista para um apartamento T1 na Zona de Downtow. Fechou os jornais e satisfeita pós se a caminho do apartamento, tinha combinado estar lá antes das duas horas, o almoço já nem lhe interessava, depois lá comeria algo, para variar.

O seu andar apressado fazia com que ela nem reparasse nas pessoas que andavam lado a lado com ela na rua, até que de repente embate numa figura masculina misteriosa, - Desculpa! Disse embaraçada. – Não tens olhos na cara pa? Disse o rapaz furioso, ele era alto, uns 15cm a mais do que ela, usava umas calcas super justas, um casaco de cabedal e um gorro preto. – Já pedi desculpa, estou com pressa! Levantou a voz furiosa tirando os óculos de sol para o ver melhor. – É claro, pedir desculpa e já esta, agora fiquei sem o meu café matinal a conta de uma menina mimada que não tem sentido de orientação. Riu sínico ao dizer aquelas palavras. – Olha eu tenho mais que fazer do que ouvir um delinquente como tu a falar. Adeus! Apressou se a ir embora, só a presença daquele rapaz já a deixava indignada. – Mas quem é que ele pensa que é. Foda-se se isto é sempre assim, estão bem lixados comigo! Gritava furiosa pelas ruas até finalmente chegar ao destino.

O apartamento estava numa das melhores zonas de Los Angeles , em Downtown, era uma espécie de arranha céus, daqueles que nos andares inferiores tem zonas comerciais e escritórios e por cima os apartamentos. Lux sentara-se ansiosa num dos bancos a frente, estava combinado para as duas, e nem uma da tarde era. Olhava séria para as suas unhas, já tinha deixado o vício de as roer a muito, mas algo lhe estava a fervilhar por dentro para as roer… Fechou os punhos com força para não voltar a tentação. O tempo passava de forma tão lenta que não aguentava mais sentada, olhando para o lado via um café… - Como algo rápido e depois volto. Contorceu os lábios indo com passos apressados até lá. Sentou-se num dos primeiros bancos em frente ao balcão, sem reparar no rapaz ao seu lado. – Era um hot-dog e uma cola fresca por favor! Pediu deixando notar a pressa na sua voz. – Tu outra vez? Ouviu a voz indignada do desconhecido ao seu lado esquerdo, olhou de esguelha para ele, - Isso digo eu, andas me a perseguir? Virou-se para o bartender já de verás irritada. – Eu? Eu moro naquele prédio, acho que tenho o direito de comer aqui. O som de uma gargalhada surge deixando-a parva a olhar para ele. – Naquele branco? Eu vou a uma entrevista para um apartamento. Olhou furiosa para o seu próprio colo. – Deve ser para o apartamento a frente do meu. Tens dinheiro para ele? Pôs-lhe a mão cuidadosamente no ombro. – Não te preocupes comigo. Só espero não ser tua vizinha. Pegou na metade do hot-dog começando a come-lo apressada. – Isso devia sair da minha boca, tu é que és nova! Que Lata! Levantou-se deixando 10$ em cima do bar. – Paga a minha cola e o teu comer com isso. Adeus. Ela ficava parva a olhar para ele a sair – Eu não preciso do teu dinheiro para nada! Gritou chamando a atenção de toda a gente ficando logo super envergonhada. Acabou de comer e pagou o comer com o seu próprio dinheiro. – Quando aquele rapaz voltar, dê-lhe o troco da sua cola, e diga lhe também que eu não preciso do dinheiro dele para nada! Sorriu e foi andando até ao prédio onde já estava o senhorio a sua espera.

- Desculpe o atraso, sou a Lux a menina que lhe ligou de manhã.
Sorriu esticando a sua mão em forma de cumprimento. – Boa tarde, não se preocupe com isso, vamos ver o apartamento a ver se lhe agrada? Sorriu simpático indicando-lhe a entrada do prédio. – Sim, sim por favor. Pediu já ansiosa por ver o “seu” novo apartamento por dentro. Entrou com um grande sorriso, ter onde viver é a base de uma vida estável, e deveras, é disso que Lux mais precisa agora.


************************************

Será isto já um pequeno passo positivo na sua vida turbulenta? Veremos no terceiro capítulo Very Happy



Commi commi commi Very Happy


Voltar ao Topo Ir em baixo
bia.babi
Fanática
Fanática


Número de Mensagens : 1235
Idade : 19
Localização : Santo André/SP
Data de inscrição : 20/06/2010

Minha ficha
Como conheceu o fórum?: Site TH BRASIL

MensagemAssunto: Re: You can't stop me - 9º cap. [Sunset!]   Dom Jan 23, 2011 5:36 pm

Adorei o capitulo
Será que o rapaz é o Bill?
Suspense aqui
Nicki como eu disse você escreve muito bem
Continue estou curiosa para saber que era o rapaz e o que vai acontecer com a Lux
Estou amando essa fic
Voltar ao Topo Ir em baixo
Júlia G.
Ao extremo
Ao extremo


Número de Mensagens : 2642
Idade : 20
Localização : Brasília
Data de inscrição : 27/08/2010

Minha ficha
Como conheceu o fórum?: Site TH BRASIL

MensagemAssunto: Re: You can't stop me - 9º cap. [Sunset!]   Dom Jan 23, 2011 5:40 pm

Nicki do céu, você escreve bem demais! aplausos
Fico impressionada, e espero que tudo dê certo com a Lux. Também to bastante curiosa para saber o que ela fez no passado dela pra terem acontecido tantas coisas desagradáveis.
Continue rápido Very Happy
Voltar ao Topo Ir em baixo
dudinha98
Big Fã
Big Fã


Número de Mensagens : 421
Idade : 17
Localização : assis-sp
Data de inscrição : 27/08/2010

Minha ficha
Como conheceu o fórum?: Site TH BRASIL

MensagemAssunto: Re: You can't stop me - 9º cap. [Sunset!]   Dom Jan 23, 2011 6:18 pm

LEITORA NOVA !!!!!!!
gostei muito
será que o rapaz é o Bill ??
continua adorei vc escreve muito bem
Voltar ao Topo Ir em baixo
Patty Back
Admin
Admin


Número de Mensagens : 4279
Idade : 22
Localização : Curitiba
Data de inscrição : 24/10/2008

Minha ficha
Como conheceu o fórum?:

MensagemAssunto: Re: You can't stop me - 9º cap. [Sunset!]   Dom Jan 23, 2011 6:29 pm

Leitora nova!

Aposto que o rapaz nervosinho é o Bill! Los Angeles+Homem alto+Calças justas = Bill.
UEAHEUHEUAHEUHAEH'
Enfim, continue logo! Estou curiosa *-*
Voltar ao Topo Ir em baixo
http://www.flickr.com/photos/trishback
Convidad
Convidado



MensagemAssunto: Re: You can't stop me - 9º cap. [Sunset!]   Dom Jan 23, 2011 6:35 pm

Se for o Bill,bom,ele é um grosso! Ó.Ó
Quero mais Nicki!Bitte?

Continuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuua!
Voltar ao Topo Ir em baixo
renatinha
Fanática
Fanática


Número de Mensagens : 1614
Idade : 19
Localização : Guarulhos,Onde Judas perdeu All Star
Data de inscrição : 17/07/2009

Minha ficha
Como conheceu o fórum?: Outro

MensagemAssunto: Re: You can't stop me - 9º cap. [Sunset!]   Dom Jan 23, 2011 6:44 pm

Patty Back-K escreveu:
Leitora nova!

Aposto que o rapaz nervosinho é o Bill! Los Angeles+Homem alto+Calças justas = Bill.
UEAHEUHEUAHEUHAEH'
Enfim, continue logo! Estou curiosa *-*

+1 Patty HSHAUSHAUSHA'
Ui Bill nervosinho hehehehe' #parei.
Maaiz liebe, maiz, to simplesmente amando *-*
Voltar ao Topo Ir em baixo
Liih Kaulitz
Fanática
Fanática


Número de Mensagens : 1438
Idade : 24
Localização : SP
Data de inscrição : 18/01/2010

Minha ficha
Como conheceu o fórum?: Site TH BRASIL

MensagemAssunto: Re: You can't stop me - 9º cap. [Sunset!]   Dom Jan 23, 2011 8:07 pm

Nicki, aposto que esse rapaz misterioso é o Billzinho *-*
Mas quanta grosseria, não? Quero só ver, vão se apaixonar ainda! ;D
Estou gostando bastante da sua fic!

Continua!
Voltar ao Topo Ir em baixo
Convidad
Convidado



MensagemAssunto: Re: You can't stop me - 9º cap. [Sunset!]   Dom Jan 23, 2011 8:10 pm

Acho que o rapaz misterioso é o Bill.
Tomara que de tudo certo pra Lux.
O que será ela fez no passado hein?
Nicki, você escreve muito bem liebe Very Happy
Continueee yaya
Voltar ao Topo Ir em baixo
Pâmela.O.d.S
Big Fã
Big Fã


Número de Mensagens : 545
Idade : 20
Localização : RS/POA
Data de inscrição : 18/10/2009

Minha ficha
Como conheceu o fórum?: Site TH BRASIL

MensagemAssunto: Re: You can't stop me - 9º cap. [Sunset!]   Dom Jan 23, 2011 9:44 pm

*Leitora Nova*
Sua escrita é muito perfeita *=*
menina come me deixas curiosa assim!?
continuua , to sentindo que esse encontro vai se
repetir muitass vezes, maiis
Voltar ao Topo Ir em baixo
/anna.
Big Fã
Big Fã


Número de Mensagens : 322
Idade : 23
Localização : Rio Grande do Sul
Data de inscrição : 03/04/2010

Minha ficha
Como conheceu o fórum?: Site TH BRASIL

MensagemAssunto: Re: You can't stop me - 9º cap. [Sunset!]   Dom Jan 23, 2011 11:16 pm

leitora nova Very Happy
mas que fic divina Smile fala sério né, totalmente viciante!
é o Bill, né?! =) mas claro que é lixa
ela vai ser vizinha dele EIAUHEIAUHE eu desconfio Wink
quero mais e rápido
Voltar ao Topo Ir em baixo
Nicki.Luxious
Iniciante


Número de Mensagens : 43
Idade : 26
Localização : Portugal
Data de inscrição : 23/01/2011

Minha ficha
Como conheceu o fórum?:

MensagemAssunto: Re: You can't stop me - 9º cap. [Sunset!]   Seg Jan 24, 2011 8:14 pm

Oh meu deus doce Voçes deixam-me toda babada *.* Obrigada mesmo por dedicarem o vosso tempo a minha fic, isso deixa-me muito feliz acrditem Very Happy

Aqui vem mais um capítulo, acho que este não ficou tão bem, mas espero mesmo assim não vos desiludir Smile

Here we go:




Lux olhava-se ao espelho do elevador compondo por breves instantes a sua franja rebelde que teimava em não se endireitar, queria dar um ar mais formal, mas era impossível, o seu cabelo rebelde não o permitia. – Então a menina é nova na cidade? Sorriu lhe o senhoria, empresário e proprietário daquele enorme prédio. – Eww, sim cheguei ontem de Portugal. Algum problema com isso? Parou de se olhar tão frenética ao espelho para lhe mostrar um sorriso leve nos lábios. – Não, claro que não. Mas já pensou na forma de pagamento? Olhou a desconfiado, era normal, ela é novinha, como chegou a pouco tempo não tem emprego fixo, são coisas pequenas que preocupam qualquer um que queira arrendar um apartamento. – Sim, tenho. Trouxe as poupanças de Portugal. Parou por breves instantes, inspirando bem fundo. – Se o apartamento me agradar, posso já deixar pago dois meses, se for esse o caso. Olhou-o bem profundo nos olhos, deixando-o por momentos estupefacto. – Ah! Pronto, acho que assim não iremos ter problemas. Sorriu apontando tudo numa capa que trazia com ele. – Chegamos, pode sair. Esperou que a porta se abrisse esticando o seu braço deixando-a passar a frente. – O apartamento fica no 10º andar e do lado esquerdo, possui dois quartos, uma cozinhas, duas casas de banho, uma delas pertence a um dos quartos, uma sala e uma varanda cómoda no meu ponto de vista. Abriu cuidadosamente a porta enquanto Lux lhe prestava completa atenção. – Aqui temos o hall da entrada, e como pode ver, o apartamento já esta todo mobilado, mas compreendo caso queira mudar algo. Entrou primeiro ficando do lado da porta dando-lhe comodidade para entrar. – Sim, obrigada. Entrou olhando tudo em volta como se fosse uma criança num parque de diversões. – Posso ir dar uma vista de olhos e já lhe dou resposta. Apertou as mãos com o nervosismo, sorrindo sem conter uma pequena alegria dentro dela. – Claro, sinta-se já em sua casa. Sorriu continuando a apontar apontamentos, talvez acerca da nova inclina, ou porque lhe achou graça, quem sabe.

Lux correu todos os cantos da casa, espreitando tudo com o seu olhar perfeccionista, sem lhe escapar qualquer canto, qualquer particularidade. Entrou no quarto que tinha casa de banho privada e pôs se logo a imaginar mais algumas decorações, e uma nova cama, a pequena cama não lhe agradava nada. – King size, é disso que este quarto precisa. Virou se dirigindo-se ao senhorio. – Já me estou a ver a viver aqui. Encostou se ao canto da porta. – Sendo assim, é so assinar aqui, a renda são 750$ por mês, e hoje terei de lhe cobrar dois meses. Sorriu tirando um contrato da pasta e as chaves pondo tudo pronto em cima da mesa. – Perfeito! Exclamou assinando logo o contrato de 2 anos. – Dê me dois segundos para assinar o cheque. Virou se com a maior das etiquetas escrevendo rapidamente um cheque com a quantia de 1500$ pedidos pelo senhoria. – Aqui tem, como é? Posso já ficar com as chaves e vir morar para cá? Olhou-o ansiosa pela resposta. – Claro, claro. Bem vinda ao bairro de Downtown. Por agora é tudo, eu virei cá todos os dias 20 de cada mês para receber a renda. Sorriu sem retirar os olhos do cheque com a bela quantia. – Eh, sim claro. Até daqui a dois meses então. Olhou o parva, dando-lhe a sensação de que na América do Norte as pessoas andam com símbolos do dólar nos olhos. – Adeus e até breve. Saio sem voltar a olha-la deixando a já sozinha no apartamento.

- Home, Sweet Home! Sorriu ao dize-lo deitando-se na cama um pouco desconfortável ficando a olhar o tecto por um bom bocado de tempo. Tapou a sua face com ambas as mãos. – Menos um problema, puh! Virou-se olhando pela enorme janela do quarto. Levantou-se lentamente ajeitando a sua roupa e cabelo. A única coisa que lhe apetecia agora era ir para o Hotel, jantar e descansar para ao outro dia começar com as mudanças. Olhou uma última vez para a sua nova casa saindo em paços lentos, fechou a porta e virou-se para ir para o elevador.

Chamou o elevador e enquanto esperava que ele chegasse olhava séria para os seus sapatos já sujos da longa viagem e da poluição existente em Los Angeles. Olhou tão fixa e distraída que nem reparou que alguém se aproximava de costas voltadas para ela, embatendo com força deixando-a cair para trás. –Aii! Gritou ao embater com as costas no chão. O rapaz olhou para trás só mesmo para ter a certeza que embateu na pessoa certa, virou-se com uma caixa nas mãos. – Estamos quites não? Riu dirigindo-se para o seu apartamento. – És um imbecil! Levantou-se tentando agarrar-se ao corrimão ao lado do elevador, sentia uma dor aguda a penetrar a sua espinha enquanto se levantava. – Eu fui contra ti sem querer, não achas? A dor sentia-se na sua voz deixando-o por momentos parado em frente a porta. – E o que é que eu tenho a ver com isso? Olhou para ela com um sorriso na cara enquanto abria a porta. – Tens tudo haver, eu não te magoei! Compôs-se tentando mostrar superioridade. – Eh, sim, de facto não magoaste, mas eu fiquei sem o meu café, e isso é imperdoável sabes? Abriu a porta e pousou a caixa perto de um armaria que tinha na entrada voltando para a porta. – Só porque ficaste sem um café? Olhou-o parva. – Sim, por causa do MEU café! Fez questão de carregar bem frase deixando bem claro que café é tudo na vida dele. – Temos, pena. Disse cínica. – Olha, já que te encontrei, podes ir buscar o teu troco, não preciso que ninguém pague nada! Olhou séria para ele tentando deixar bem claro que não precisa da ajuda de ninguém. – Emancipada a menina estou a ver. Voltou a rir cruzando os seus braços, de facto estava a achar graça a discussão.

Ela olhava séria e irritada para ele. – Nem acredito que vais ser o meu único vizinho…grrr… Rosnou cruzando também ela os braços. – Bill? De repente soa uma voz do seu apartamento. – Que é que estas tu aqui a discutir? Surgiu um outro individuo masculino, um pouco mais baixo que o imbecil do Bill, mas muito parecido a ele de cara. – Não te metas Tom, isto já passou. Bufou irritado por o irmão se meter em tudo. – Ai já? Ainda não ouvi um pedido de desculpas! Gritou Lux de repente chamando a atenção deles para ela. – Bill quem é? E porque lhe deves um pedido de desculpas? Pousou a mão sobre o seu ombro preocupado. – Eu sou…Infelizmente…a vossa nova vizinha. Virou a cara. – E tu és quem? O namorado desse imbecil? Tentou conter um riso. – WHAT? Não, não, somos irmãos gémeos, e chega. Disse Tom tentando acalmar a situação. – Ah, mais um trapalhão? Sorriu maléfica olhando para eles. – Olha lá, e tu quem és para estares aqui a resmungar!? Gritou Bill sentindo logo uma pancada de Tom nas costas. – Calma Bill, como te chamas mesmo? Sorriu querido para ela. – Lux! Ela olhava fixamente nos olhos do Tom, algo nele a atraía. Seria pelo facto de estar ali a tentar acalmar tudo ou mesmo só pelo seu charme? – Bem Lux, nos vamos entrando, ok? Vemo-nos por aí! Sorriu puxando o irmão furioso para dentro do apartamento.

Lux ficava uns instantes ainda quieta a olhar para a porta ouvindo os gémeos a discutir. Esfregou bem os olhos descendo logo o elevador para apanhar o primeiro metro e voltar para o Hotel.

Enquanto ouvia as suas músicas preferidas no metro, perdia-se a olhar as paisagens e a pensar naquelas duas criaturas tão estranhas e familiares, principalmente no Tom. Saiu do metro indo com um enorme sorriso na cara até ao hotel, entrou e foi jantar algo rápido, subindo pouco depois para o quarto, mudou de roupa e foi tomar um banho de emersão, deixando-se acalmar dentro da água cristalina e quente.

Deixou-se ficar mais de uma hora na água, gostava de ver a pele a enrugar, achava graça e mordia os dedos o mais que podia. Vestiu-se lentamente retirando uma carta e quatro fotografias da carteira. Era a carta do Pai e as fotografias dos Pais.
Deitou-se nos cama e leu pela quinquagésima vez a carta, e ao olhar para as fotografias deixava cair lágrimas grossas, cheias de dor e saudade. – Porque Pai, porque? Foram as últimas palavras ditas numa enorme tristeza que a deixava adormecer agarrada novamente as recordações.

_____________

Preparadas para o 4º Capítulo? Very Happy

Beijinhos e até breve <3
Voltar ao Topo Ir em baixo
dudinha98
Big Fã
Big Fã


Número de Mensagens : 421
Idade : 17
Localização : assis-sp
Data de inscrição : 27/08/2010

Minha ficha
Como conheceu o fórum?: Site TH BRASIL

MensagemAssunto: Re: You can't stop me - 9º cap. [Sunset!]   Seg Jan 24, 2011 8:26 pm

bem que desconfiei que era o bill
ele é bem grossso não
e chato
e o Tom foi bem educado que fofo
continua to amando muito legal essa fic
Voltar ao Topo Ir em baixo
Convidad
Convidado



MensagemAssunto: Re: You can't stop me - 9º cap. [Sunset!]   Seg Jan 24, 2011 8:34 pm

Eu estou completamente preparada Nicki!
Continue amora!

Voltar ao Topo Ir em baixo
Convidad
Convidado



MensagemAssunto: Re: You can't stop me - 9º cap. [Sunset!]   Seg Jan 24, 2011 8:40 pm

Eu tinha quase certeza que era o Bill.
Bill foi tão grosso kkkk
E o Tom tão foto.
Estou super preparada (:
Posta mais liebe yaya
Voltar ao Topo Ir em baixo
Pâmela.O.d.S
Big Fã
Big Fã


Número de Mensagens : 545
Idade : 20
Localização : RS/POA
Data de inscrição : 18/10/2009

Minha ficha
Como conheceu o fórum?: Site TH BRASIL

MensagemAssunto: Re: You can't stop me - 9º cap. [Sunset!]   Seg Jan 24, 2011 10:24 pm

Bill estressadinho heim!
e Tom educado ^^ HUSUHSHUHUS inverteu tudo =p haha
continua que eu estou sentindo que o proximo cap vai ser booom !^^
ah fic está maravilhosa
Voltar ao Topo Ir em baixo
Conteúdo patrocinado




MensagemAssunto: Re: You can't stop me - 9º cap. [Sunset!]   Hoje à(s) 2:56 pm

Voltar ao Topo Ir em baixo
 
You can't stop me - 9º cap. [Sunset!]
Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo 
Página 1 de 4Ir à página : 1, 2, 3, 4  Seguinte
 Tópicos similares
-
» You can't stop me - 9º cap. [Sunset!]
» Hipshot Double Stop Lever (Bass Xtender)
» Jogo das flores
» Urgente, novo tipo de chuva está se espalhando
» Problemas no Espigão

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
TH BRASIL OFICIAL - Fórum :: Fan Stuff :: FanFics-
Ir para: