Fórum Oficial do Tokio Hotel no Brasil - TH BRASIL OFICIAL FÓRUM
 
InícioPortalRegistrar-seConectar-seIr para o site@THBRASILOFICIALFacebook

Compartilhe | 
 

 A Razão do meu Afeto.

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo 
AutorMensagem
writterfireball
Mega Fã
Mega Fã
avatar

Número de Mensagens : 1005
Idade : 20
Localização : Santo André/São Paulo
Data de inscrição : 14/08/2010

Minha ficha
Como conheceu o fórum?: Buscador

MensagemAssunto: A Razão do meu Afeto.   Sab Fev 05, 2011 3:48 pm

Título: A razão do meu afeto.
Autora: Mayara Cestari e Bia.Babi
Classificação: Livre.
Terminada: Não.
Sinopse: Meus pais morreram quando eu tinha apenas cinco anos. Tinha apenas meus três irmãos todos mais novos. E dias depois eu só tinha a mim mesma e a minha melhor amiga.
Postamos?


Última edição por Mayara Cestari em Ter Set 20, 2011 1:41 pm, editado 1 vez(es)
Voltar ao Topo Ir em baixo
http://the-heir-of-suburbia.tumblr.com/
Fabyola
Fanática
Fanática
avatar

Número de Mensagens : 1277
Idade : 25
Localização : Curitiba
Data de inscrição : 16/10/2009

Minha ficha
Como conheceu o fórum?: Outro

MensagemAssunto: Re: A Razão do meu Afeto.   Sab Fev 05, 2011 4:07 pm

Posta to curiosa...
Voltar ao Topo Ir em baixo
http://dafaby.blogspot.com/
writterfireball
Mega Fã
Mega Fã
avatar

Número de Mensagens : 1005
Idade : 20
Localização : Santo André/São Paulo
Data de inscrição : 14/08/2010

Minha ficha
Como conheceu o fórum?: Buscador

MensagemAssunto: Re: A Razão do meu Afeto.   Dom Fev 06, 2011 1:18 pm

Capítulo 1: O motivo.
Georgina Wolder havia saído para brincar em uma tarde ensolarada na África, ela e seus três irmãos, o que era algo normal em sua rotina, 30 minutos foi só o tempo em que eles brincavam quando ouviram um estrondo, Georgina olhou em direção a sua casa temendo o pior
-O que é isso tatá? - pergunta o seu irmão com olhos cheios de medo e pavor
-Não sei Michael. - ela falou olhando em seus olhos pequenos cheios de lágrimas - Bruno e Breno venham já aqui
-O que houve?-pergunta seu irmão Bruno, o segundo mais velho
-Eu não sei - Georgina falou apreensiva
-Vamos ver?-Breno perguntou ainda amedrontado
Georgina assentiu, Breno se mexia em seu colo a desequilibrando às vezes
Ela e seus irmãos então correrão para sua casa e ao entrarem tinham uma visão devastadora para quaisquer crianças suportar, seus pais assassinados, uma onda de desespero, tristeza e dor irradiavam o local, Breno não parava de chorar em seu colo, Bruno apenas fitava os corpos de seus pais. Sem ao menos perceber a sua casa estava repleta de curiosos, enfermeiros, bombeiros e agentes sociais.
Por cerca de alguns dias Georgina e seus irmãos tiveram que ficar em um orfanato na sua cidade, mas um choque repentino aconteceu, eles teriam que ser separados. Georgina foi mandada para os Estados Unidos, Bruno para o Canadá e Breno para Inglaterra, sua vida estava arruinada.
O orfanato de Georgina se chamava Anjos da Luz, era um orfanato que não poderia ter um visto do presidente, praticamente o orfanato e as crianças não existiam. Ela ficou no quarto 483, não era nada reconfortante para o que acabara de passar, nada naquela hora era, mas o ambiente não ajudava. Georgina respirou fundo ao ver seu quarto e então colocou sua mala em cima da cama e começou a desfaze - la, dobrava a roupa como sua mãe a ensinara e colocava no guarda roupas, então ela ouviu o ruído da sua porta velha se abrindo
- Você é a garota nova não é? - pergunta uma garota a Georgina, uma menina pequena branca, magra, dos cabelos castanhos escuros curtos.
-Sim, e tenho nome - falou ela um tanto ignorante, mas como não ser, afinal, não tinha como ficar animada em sua situação.
-Você é Georgina Wolder - falou a garota se aproximando - eu sou Milena Stuart e a Sargento Galvão mandou buscá-la.
Sargento? Georgina se perguntou, ela pensava que aquilo era um orfanato, não uma base militar.
-Obrigada Milena. – falou.
A caminho Georgina descobriu toda a história de Milena, era como a sua, só a diferença é que Milena era realmente é dos Estados Unidos, Georgina concluiu então que ninguém tem respeito mais pela vida alheia hoje em dia. Milena a levou até o aposento do Sargento e então apreensiva Georgina bateu na porta.
- Entre. – falou.
Voltar ao Topo Ir em baixo
http://the-heir-of-suburbia.tumblr.com/
bia.babi
Fanática
Fanática
avatar

Número de Mensagens : 1235
Idade : 20
Localização : Santo André/SP
Data de inscrição : 20/06/2010

Minha ficha
Como conheceu o fórum?: Site TH BRASIL

MensagemAssunto: Re: A Razão do meu Afeto.   Sab Fev 26, 2011 10:54 am

Continuamos?
Voltar ao Topo Ir em baixo
writterfireball
Mega Fã
Mega Fã
avatar

Número de Mensagens : 1005
Idade : 20
Localização : Santo André/São Paulo
Data de inscrição : 14/08/2010

Minha ficha
Como conheceu o fórum?: Buscador

MensagemAssunto: Re: A Razão do meu Afeto.   Dom Fev 27, 2011 2:01 pm

Capítulo 2: Os pais adotivos.
O tal sargento explicou como tudo funcionava naquele lugar, não era tão difícil de entender, falaram que eles eram selecionados de acordo com o gosto de cada casal, e que são todos divididos em grupos: País, comportamento e etc. Georgina foi selecionada por um casal que havia de ver umas 220 crianças. Isso levaria uns dois ou três anos? Ela se perguntava. Milena ficou em um grupo que tinha 22 crianças a mais, possivelmente levaria seis meses a mais do que seu grupo.
Era um belo dia de Sol em Anjos da Luz, uma segunda - feira, o despertador toca e o sol da manhã irradia se no quarto.
- Bom dia amor - fala Milena.
- Bom dia Mi - responde Georgina se espreguiçando sem vontade de trabalhar.
- Mais um dia para ver se eu saio daqui - falou Milena suspirando.
- É não vejo o dia, e olha que eu estou aqui há apenas uma semana - diz Georgina com um tom de preguiça.
- Hehehe - apareceu um sorriso torto em Milena, algo que provocava desconforto em Georgina, pois a azia relembrar da sua querida família - Muito difícil ficar aqui sem ter algo divertido para fazer.
- Aham - falou Georgina saindo do quarto com muita fome para tomar café.
E assim foi a sua rotina por uns três anos, até que uma noticia a irradiou em uma manhã de julho, finalmente seus pais adotivos a quiseram.
- Wolder. – Sargento a chamou.
- Sim, - falou – o que o senhor deseja?
- Vamos ao meu escritório que eu conto – falou.
No caminho o Sargento pediu que a Milena buscasse um café, ela obedeceu.
- Senhorita sente – se, por favor. – falou. Obedeceu sem reclamar, já que seu corpo estava dolorido de ficar agachado. – Bom tenho boas notícias: Lembra daquele casal que veio te ver? – ela fez que sim. – Então eles gostaram de você e desejam te levar.
Georgina não sabia o que responder tudo o que ela mais desejava estava se realizando.
- E então, - Sargento falou vendo que ela não respondeu – aceita ou não?
- Claro que aceito. – falou. E nesse exato momento Milena entra e quase desmaia.
- Então, vá arrumar suas coisas. – Sargento falou. – Senhorita Stuart vá ao seu quarto e ajude – a arrumar suas coisas.
- Sim senhor – ela respondeu.
Voltar ao Topo Ir em baixo
http://the-heir-of-suburbia.tumblr.com/
Convidad
Convidado



MensagemAssunto: Re: A Razão do meu Afeto.   Dom Fev 27, 2011 9:22 pm

tá ótimo.mas CUIDADO com o flood.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Convidad
Convidado



MensagemAssunto: Re: A Razão do meu Afeto.   Ter Mar 08, 2011 6:30 pm

Estou adorando *-* continua May ^^
Voltar ao Topo Ir em baixo
GabizinhaaH_TH_4rever
Iniciante
avatar

Número de Mensagens : 41
Idade : 19
Localização : Alemanha
Data de inscrição : 04/11/2010

Minha ficha
Como conheceu o fórum?: Amigos

MensagemAssunto: Re: A Razão do meu Afeto.   Ter Mar 08, 2011 7:38 pm

Nossa,to Amandoooo a Fic ^^.
Please continua !
Voltar ao Topo Ir em baixo
mana

Fã
avatar

Número de Mensagens : 92
Idade : 20
Localização : Rio Grande do Sul
Data de inscrição : 07/01/2010

Minha ficha
Como conheceu o fórum?: Site TH BRASIL

MensagemAssunto: Re: A Razão do meu Afeto.   Sab Mar 12, 2011 5:36 am

AHHH CONTINUA *-*
Voltar ao Topo Ir em baixo
writterfireball
Mega Fã
Mega Fã
avatar

Número de Mensagens : 1005
Idade : 20
Localização : Santo André/São Paulo
Data de inscrição : 14/08/2010

Minha ficha
Como conheceu o fórum?: Buscador

MensagemAssunto: Re: A Razão do meu Afeto.   Sab Mar 12, 2011 3:16 pm

Capítulo 3: Porque dizer adeus é tão difícil?
Depois que chegaram ao quarto Milena trancou a porta e disse enquanto ajudava a Georgina com suas coisas:
- Oh meu Deus. Conseguiu.
- É eu sei, - Georgina disse – nem acredito. Pena que você não estava no meu grupo assim, quem sabe, você também poderia ser escolhida.
- Será agora muito difícil sem você aqui anjo. – Milena disse aos choros – Quem estará aqui do meu lado quando eu mais precisar? Quem estará aqui pra me fazer rir?
- Não chore meu amor. – Georgina tentava acalmar a melhor amiga. – E eu achando que seria fácil dizer adeus, porque eu já perdi meus pais. Não deveria ser fácil dizer adeus pra alguém que é vivo? – Georgina deixou essas perguntas no ar.
As duas ficaram uns quinze minutos abraçadas até que alguém bate na porta.
- Vamos logo, - um garotinho falou. – Sargento está ficando nervoso.
- Matheus pode ir descendo, que já estamos indo atrás. – Milena disse,
Depois que o garotinho chamado Matheus se foi, as meninas pegaram as malas e desceram de mãos dadas. Sargento estava na porta esperando – as. Georgina olhou pra trás e pesou: “É uma pena que muitos não tenham a mesma sorte que eu.” E olhando pra sua melhor amiga quase desabou, mas ela tinha que ser forte, tinha que lutar.
- Lutarei por você, anjo meu. – Georgina sussurrou no ouvido de Milena enquanto o Sr. Ray pegava as suas malas e as colocava no carro. – Eu prometo com a minha própria vida. As duas se abraçam como se fossem uma só.
- Boa Tarde querida. – Senhor E Sra. Ray falaram.
- Boa tarde mãe, boa tarde pai. – Georgina respondeu.
- Entre, por favor. – Sr. Ray pediu.
Ela entrou, e eles fizeram o mesmo. Georgina tinha aquela sensação de preocupação ela não queria que deixassem a Milena ali, ela não gostaria que a melhor amiga continuasse a sofrer enquanto a liberdade se estendia pra ela Georgina achava que isso era muito egoísta. Então jurou com toda a sua vida, que de algum jeito iria trazer Milena ao seu encontro.
O caminho não era tão longo nem tão curto. Para entrar ou sair do Orfanato, a estrada era de barro, chacoalha demais, Georgina estava acostumada com isso, mas não sabia que três anos sem sair com a carroça seria tão ruim.
- E aí, Georgina – Thiago começou – era legal lá?
- Bom, sinceramente eu odiava aquele lugar. – falou Georgina.
- Por quê? – Kátia perguntou.
- Ao invés de nos tratar como na maioria dos Orfanatos tratam, digo os mais rígidos – ela explicou – eles fazem mil vezes pior.
- Ah, - Kátia sabia muito bem o que Georgina dizia, porque ela tem parente que foi adotado de orfanato. – eu te entendo querida. Agora, você vai poder se divertir, bom, mas temos umas regras básicas, ta?
- OK. – respondeu Georgina.
Depois de uns quinze minutos, eles chegaram a um grande portão. O que seria isso?
Voltar ao Topo Ir em baixo
http://the-heir-of-suburbia.tumblr.com/
GabizinhaaH_TH_4rever
Iniciante
avatar

Número de Mensagens : 41
Idade : 19
Localização : Alemanha
Data de inscrição : 04/11/2010

Minha ficha
Como conheceu o fórum?: Amigos

MensagemAssunto: Re: A Razão do meu Afeto.   Sab Mar 12, 2011 4:41 pm

Aiai o que,que vai acontecer ?

Vai continua logo,to curiosa yaya
Voltar ao Topo Ir em baixo
writterfireball
Mega Fã
Mega Fã
avatar

Número de Mensagens : 1005
Idade : 20
Localização : Santo André/São Paulo
Data de inscrição : 14/08/2010

Minha ficha
Como conheceu o fórum?: Buscador

MensagemAssunto: Re: A Razão do meu Afeto.   Sex Maio 20, 2011 4:38 pm

Depois de mui[...]to tempo nós voltamos.
Capítulo 4: Meu Deus será aqui a casa?
O grande portão com um ‘R’ no meio se abriu, mais a frente havia uma fonte, e no final havia uma casa pintada de azul. Matheus desceu do carro, Kátia fez a mesma coisa, e abriu a porta para Georgina, enquanto seu marido pegava as malas de sua filha. Quando Georgina entrou, logo se encantou. Não por ser uma casa luxuosa e sim, pelo tamanho, havia tanto espaço que Milena poderia viver aqui, não?
- Georgina? – Kátia tirou a garota de seus pensamentos – Poderia me acompanhar ao seu quarto?
- Claro – a garota estava tão ansiosa pra viver ali, que mal pode esperar pra conhecer tudo.
As duas subiram as enormes escadas e andaram o pequeno corredor e a senhora Ray abriu a porta do quarto de Georgina.
- Uau – a menina se encantou tanto que mal pode falar mais nada. O quarto tinha tudo que ela mais sonhava: era rosa pra todo lado, uma cama grande, uma escrivaninha, um banheiro só dela e um guarda – roupa muito grande.
- Bom, - Kátia interrompeu a garota novamente. – as regras são estas: Nada de barulho a partir das dez horas da noite, nada de querer sair com as amigas sem me avisar e qualquer outro problema me avise ou ao seu pai.
- OK mamãe – Georgina disse.
- O chá da tarde será sevirdo às 15h00min. – Kátia disse por fim e saiu do quarto.
Milena se perguntava como Milena estaria agora, será que Milena estava prestando atenção nas aulas? Estava obedecendo ás regras? Eram tantas perguntas sem respostas sem nenhuma notícia da pessoa mais importante pra ela. Georgina percebeu que havia CD´s de música em cima da escrivaninha e colocou um que estava intitulado “Variados” A primeira música era “Angel ´s Cry” com o Ne – Yo e Mariah Carey. Ela apertou “Play” e foi ao banheiro e percebeu que seus olhos estavam inchados e bem vermelhos. Os lavou e viu algo que jamais viu: Maquiagem. Quando voltou ao quarto viu que a primeira música havia acabo e a segunda era da Kelly Clarkson – Because of You e nesta foi guardar suas roupas. O guarda – roupas era muito fundo, e já tinha muita roupa, isso quer dizer que os senhores Ray tinham comprado roupa pra ela. Ninguém durante estes três anos se preocupou – se tanto com ela a não ser a Milena. Só que este era diferente, nenhuma pessoa que trabalhava no Orfanato lhe deu presentes, nenhum dono dava importância aos seus detentos – se é que pode dizer de crianças que perderam seus responsáveis e hoje são tratadas como lixos. Ela nunca mais sentiu amor vindo de alguém mais velho, nunca mais pode passar carinho aos seus queridos irmãos. “Como será que eles estão?” Georgina se perguntava “como será que estão de físico e de personalidade?” E de novo a garota não percebeu que a música havia acabado. E olhou o relógio eram quase três da tarde e então resolveu descer.
Voltar ao Topo Ir em baixo
http://the-heir-of-suburbia.tumblr.com/
Always.Postive_
Big Fã
Big Fã
avatar

Número de Mensagens : 528
Idade : 20
Localização : Rio de Janeiro.
Data de inscrição : 10/06/2011

Minha ficha
Como conheceu o fórum?: Buscador

MensagemAssunto: Re: A Razão do meu Afeto.   Dom Set 25, 2011 2:10 pm

continua.
Voltar ao Topo Ir em baixo
writterfireball
Mega Fã
Mega Fã
avatar

Número de Mensagens : 1005
Idade : 20
Localização : Santo André/São Paulo
Data de inscrição : 14/08/2010

Minha ficha
Como conheceu o fórum?: Buscador

MensagemAssunto: Re: A Razão do meu Afeto.   Dom Set 25, 2011 2:18 pm

Capítulo 5: Profissão.
Estavam tomando café, quando Kátia abordou Georgina e disse:
- Querida, eu acho que seria bom que seria bom, nós dois contássemos qual é a nossa profissão.
- Também acho – Georgina falou.
- Bom, eu sou dentista – Kátia começou – e seu pai é dono da Universal Music, que é uma gravadora de música.
- Ah, legal. – Georgina disse. – E eu gostaria de fazer uma pergunta.
- Diga – Matheus foi mais rápido.
- Bom - Georgina começou – lá no Orfanato, eu estudava no meu quarto e eu queria saber se eu vou estudar em casa ou em escola.
- Eu e sua mãe – Matheus quis ele mesmo responder – resolvemos que você deveria ir a uma escola. Ela é a New York High School e é a melhor do país, então queremos que você tenha um estudo muito bom.
- Ah, - Georgina disse – eu nunca fui a uma escola.
- Eu sei meu amor – Kátia disse. – e pensamos em tudo antes de você chegar aqui: com seria seu quarto, em qual escola você iria freqüentar etc. Então, por favor, nos prometa que não vai nos desonrar, ta?
- Eu prometo – foi tudo o que Georgina podia dizer, porque neste exato momento o telefone tocou.
- Oi, Amanda, como vai? Aham, eu fui busca - la hoje. Eu sei é muito bom ter alguém que você possa cuidar. Venha agora aqui em casa e eu te conto tudo.
Enquanto a senhora Kátia falava ao telefone e o senhor Matheus estava em seu escritório – Georgina havia percebido isso agora – a garota resolveu ir ao seu aposento descansar, já que a última imagem de sua melhor amiga estava lampejando em sua cabeça. Por que é tão difícil se separar das pessoas que você ama? Por que sempre tem alguém que passou em sua vida deixa marcas tão profundas e jamais você consegue tirar?
Então Georgina se viu caída em um lugar escuro, e de repente uma luz vem correndo em sua direção: era Milena. A garota pulou no colo de Georgina que quase a fez cair, então as duas começam a rir assim do nada. Nisso as duas vão a um parque de diversões abandonado, parece loucura, mas pra quem precisa de outra pessoa e a reencontra isso não tem valor nenhum, além da presença da amada. Georgina acordou quase na hora do jantar e teve a sensação de que perdeu algo.
Então se levantou, entrou no banheiro e lavou o rosto. Pegou um pote escrito: “Base corretiva” e a passou. Percebeu que além de usar maquiagem – sombra e lápis de olho – ela poderia usar essa base e juntas podem dar um ar melhor ao seu rosto e esconder suas olheiras.
Voltar ao Topo Ir em baixo
http://the-heir-of-suburbia.tumblr.com/
Always.Postive_
Big Fã
Big Fã
avatar

Número de Mensagens : 528
Idade : 20
Localização : Rio de Janeiro.
Data de inscrição : 10/06/2011

Minha ficha
Como conheceu o fórum?: Buscador

MensagemAssunto: Re: A Razão do meu Afeto.   Seg Out 03, 2011 5:24 pm

Ai faz capítulos maiores, continua.
Voltar ao Topo Ir em baixo
writterfireball
Mega Fã
Mega Fã
avatar

Número de Mensagens : 1005
Idade : 20
Localização : Santo André/São Paulo
Data de inscrição : 14/08/2010

Minha ficha
Como conheceu o fórum?: Buscador

MensagemAssunto: Re: A Razão do meu Afeto.   Seg Out 03, 2011 5:28 pm

hehe, esse aqui está dividido em três partes.

Capítulo 6: Minha surpresa. (part I).
Georgina nunca havia ido a uma escola, o primeiro dia iria ser com toda a certeza mais especial pra ela do que para qualquer um, mas ela ainda sim sentia falta de Milena. A essa hora Milena com certeza iria fazer uma piadinha para tentar deixar o ambiente mais calmo. - Georgina vamos, irá chegar atrasada, e eu tenho uma surpresa pra você na escola -gritou Kátia na porta de entrada na casa. Georgina desceu correndo as escadas daquela enorme mansão em direção a porta, Kátia a esperava com um grande sorriso, com sua bolsa e com um carro Mercedes a espera com a porta aberta. - Vamos querida. Georgina sorriu de volta e entrou no carro, Kátia foi se sentou na frente mostrado cada rua que o motorista deveria entrar o caminho que Georgina iria fazer todo dia, ela mal podia conter sua ansiedade. O carro parou de frente para uma escola com muros altos cor branca, onde varias crianças e adolescentes se amontoaram de frente ao pequeno portão azul para entrarem, o carro parou próxima ao portão, o motorista desceu abrindo a porta Georgina e logo depois para Kátia.
- Georgina, tenho uma surpresa, que esta chegando agora - Kátia apontou para um dos carros que acabara de estacionar. Nele saiu uma mulher alta e muito elegante, tal como Kátia, e logo saiu uma menina que Georgina rapidamente reconheceu.
- MILENA - gritou Georgina. Milena olhou para ela tão espantada quanto Georgina a viu, Milena estava também com o uniforme da escola, o que significaria que elas não seriam mais separadas, pensava Georgina, as duas correram para se abraçarem, o abraço mais demorado da vida das duas.
- Não sabe como senti sua falta Georgina.
- O mesmo Mi.
- Meninas - interrompeu Kátia - vocês tem que entrar, o portão esta quase fechando.
- Oh! Desculpe mãe, obrigado por tudo.
- Não precisa agradecer, agora andem você duas caíram na sala 19, bom primeiro dia de aula. Kátia sorriu e então Georgina e Milena correram até o portão que estava se fechando, entrando na escola tiveram uma surpresa, em especial Georgina que nunca tinha ido a uma escola. Havia crianças correndo para todo o lado, professores correndo pra suas salas, inspetores tentando parar as crianças, adolescentes rindo, se beijando e levando broncas por não estarem na sala.
- ALI GEORGINA! Sala 19 está preparada?
- Estou Milena, estou muito ansiosa e mais que preparada, fico tão feliz que esteja de volta amiga.
- Eu também, amigas para sempre?
- Ate a eternidade.
- Vamos?
- Claro. As duas então foram em direção a sala, cheia de expectativas e sonhos, pensando no que irá ser de suas vidas daqui pra frente.
Já na sala, Georgina percebeu que tinha um tico nervoso: balançar as pernas. Milena vendo isso, logo perguntou:
- Mas por que raios você fica balançando as pernas?
- Ih é mesmo, só percebi agora. – Ge falou.
- Então, qual o motivo que te deixou assim? – Milena quis saber.
- É que você aqui, na minha família... – Ge respirou – Ahh vou enfartar.
- Eu sei, - Milena disse pra acalmar a amiga – também estou sentindo isso.
- Mims eu te amo – Georgina estava quase pulando em cima da amiga.
- Mims? – Milena perguntou.
- É não gosta? – Georgina vincou a testa.
- Eu amei minha Gege – Milena disse.
Voltar ao Topo Ir em baixo
http://the-heir-of-suburbia.tumblr.com/
Convidad
Convidado



MensagemAssunto: Re: A Razão do meu Afeto.   Dom Out 09, 2011 9:16 pm

Continua logo yaya
Voltar ao Topo Ir em baixo
writterfireball
Mega Fã
Mega Fã
avatar

Número de Mensagens : 1005
Idade : 20
Localização : Santo André/São Paulo
Data de inscrição : 14/08/2010

Minha ficha
Como conheceu o fórum?: Buscador

MensagemAssunto: Re: A Razão do meu Afeto.   Ter Out 11, 2011 7:25 pm

Capítulo 6: Minha surpresa, parte 2.
Nisso o professor entra pedindo:
- Quero cadernos, livros e estojos em cima da mesa. E nada de ficar conversando nas minhas aulas. Todos fizeram isso. Milena e Georgina se entreolharam como quisessem se abraçar.
- Bom, meu nome é Carlos Gilberson, sou professor de Geografia e Ética. Faço aniversário no mesmo dia que as torres gêmeas forram atingidas. Tenho os seus nomes aqui e os lugares onde se sentam hoje será seu até o fim do ano letivo. Entenderam?
- Sim, senhor – a sala respondeu em uníssono.
- Abram agora seus livros na página 06. – Carlos tinha mais ou menos 1.80 de altura, tinha a pele clara e seus cabelos eram pretos. Usava óculos, tinha barba e usava roupas sociais.
E depois de cinqüenta minutos de aula o sinal finalmente bate.
- Ai Mims eu não gostei dele. – Ge dizia.
- Nem eu. – dizendo isso, perceberam que uma professora estava na porta.
- Olá meninas. – disse a professora que parecia ser a de história. – Aqui é o nono ano certo?
- Sim, - Milena responde – a senhora tem aula agora aqui?
- Isso querida – a professora responde.
- Posso levar as suas coisas pra mesa? – Georgina ofereceu.
- Obrigada querida – a professora agradece.
- Por nada. – Georgina teve que dividir com a Milena, pois as coisas da professora eram muitas.
Depois de colocarem as coisas da professora de história na mesa, as meninas foram se sentar, então a professora começou:
- Bom dia classe.
- Bom dia professora. – disseram.
- Meu nome é Marta, tenho 55 anos e darei aula pra vocês de história. Hoje eu quero saber um pouco de vocês. Aqui tem 28 alunos e temos duas aulas, então acho que vai sobrar um tempo pra vocês conversarem. Vamos começar com aquele canto.
Marta apontou pra Georgina, que estava na parede da janela. Depois de uma aula e quarenta minutos a professora deixou os alunos conversarem. E dez minutos passaram voando.
Voltar ao Topo Ir em baixo
http://the-heir-of-suburbia.tumblr.com/
Convidad
Convidado



MensagemAssunto: Re: A Razão do meu Afeto.   Qua Out 12, 2011 9:34 pm

Continua Rolling Eyes
Voltar ao Topo Ir em baixo
writterfireball
Mega Fã
Mega Fã
avatar

Número de Mensagens : 1005
Idade : 20
Localização : Santo André/São Paulo
Data de inscrição : 14/08/2010

Minha ficha
Como conheceu o fórum?: Buscador

MensagemAssunto: Re: A Razão do meu Afeto.   Dom Out 16, 2011 7:18 pm

No recreio... (Cap. 6, parte 3)
- Eu estou com medo desse professor de geografia. – Georgina estava indignada com ele.
- Mas eu vi como ele olhou pra você Ge. – Milena falava como se fosse óbvio.
- Mims. – Georgina tentou lembrar, mas nada.
- Você não quer lembrar, porque ainda gosta do Matheus. – Milena acaba de tocar em uma ferida.
- Matheus é passado. E fui eu quem terminou com ele, OK? – As duas terminaram de comer, e de repente senta um ser entranho do lado delas.
- Oi, como vão? – perguntou – Meu nome é Miguel e vocês devem se lembrar sou da sala de aula.
- Ah certo – Milena disse.
- E porque vocês não se sentam com a gente? – Miguel ofereceu a mesa dos populares.
- Não sei. – Georgina disse. – E aí, vamos Mims?
- Claro. – disse e as duas foram atrás dele.
- Pessoal - disse ele – elas são a Milena – Mi acenou – e Georgina – ela fez o mesmo – e são da minha sala.
- Oi meninas. – disse uma menina de cabelos pretos. – De onde vocês são?
- Somos daqui mesmo. – Milena disse encobertando a amiga e a própria vida.
- De qual lugar? – Ela insistia.
- De Washington. – Ge disse já que estavam em Nova York.
- Legal. – Miguel disse.
- Já viram que a Britney vai fazer shows por aqui? – A menina de cabelos pretos perguntou.
- Não. Desculpa, mas qual é o seu nome? – Georgina perguntou.
- É Paula. – respondeu.
- Ah, legal. – Milena olhou pra Georgina, e a mesma pode ver que Milena estava pensando: que essa Paula e o bando dela não iriam ser gente boa por muito tempo. As duas resolveram dar uma volta.
- Sabe Gegs – Milena disse – ela me parece o sargento Galvão.
Ouvindo isso Georgina começou a rir:
- O quê? – então viu a “luz acender” – Nossa, é verdade. O jeito, forma de se sentar, o rosto...
- Não disse? – Milena mostrou os dentes com a cara de Georgina – Bom, vamos subir já?
- Vamos. – Georgina respondeu e neste instante o sinal tocou. – Nossa agora é mágica?
- Por quê? – Milena quis saber, sentando no seu lugar.
- Porque você disse pra subir e o sinal tocou. – Georgina respondeu.
- Só por isso? – Milena jogou a borracha.
- Hei – Georgina devolveu como veio.
- Anta sem cabeça. – Milena disse e resolveu se arrumar na carteira.
Voltar ao Topo Ir em baixo
http://the-heir-of-suburbia.tumblr.com/
Milena Kaulitz
Ao extremo
Ao extremo
avatar

Número de Mensagens : 3496
Idade : 21
Localização : São Paulo
Data de inscrição : 26/05/2011

Minha ficha
Como conheceu o fórum?: Twitter

MensagemAssunto: Re: A Razão do meu Afeto.   Seg Maio 14, 2012 7:04 pm

Leitora Nova Very Happy

continua Liebe,to amando yaya

Principalmente porque a protagonista tem o mesmo nome que eu huahua
Voltar ao Topo Ir em baixo
http://meninaskaulitz.blogspot.com/
writterfireball
Mega Fã
Mega Fã
avatar

Número de Mensagens : 1005
Idade : 20
Localização : Santo André/São Paulo
Data de inscrição : 14/08/2010

Minha ficha
Como conheceu o fórum?: Buscador

MensagemAssunto: Re: A Razão do meu Afeto.   Sex Ago 02, 2013 3:35 pm

Capítulo 7: Algo a mais.
- Bom dia classe! – disse uma mulher negra.
- Bom dia professora McGonagall. – disse a classe inteira.
- Sou Miverna e lesiono Matemática. Tenho 35 anos, e direi como serei as provas.
Minerva explicou como se davam as provas, como ela dava as aulas. Depois da aula de matemática, foi inglês (como se fosse português pra gente). E finalmente toca o sinal.
- Nossa, e essa Minerva? E a Michelle? – Georgina dizia enquanto espera a mãe pra pegar as duas.
- Não viu como esse Carlos deu em cima de você Gegs? – Milena tirou todo o rumo da conversa deixando Milena travada.
- Quê? O que deram pra você lá nos Anjos? – Georgina quase gritava.
- Calma. Vamos ao carro. – Milena disse rindo.
- Hm. – Georgina só disse isso, pois até chegar a casa dela, ficou em silêncio.
No quarto:
- O que me diz? – Milena disse deixando a mochila na cama da prima.
- Eu realmente não sei. – Georgina disse se trocando e Milena já havia se trocado. – Como vou pensar em uma situação dessas?
- Sei lá. – Milena disse e as duas foram comer.
- Oi pai. – Georgina disse ao passar pela porta do escritório dele.
- Oi filha, oi Milena – disse ele.
- Oi tio. – disse ela.
- Meninas o que querem pra comer? – Kátia perguntou.
- Lasanha. – disseram juntas. Elas pareciam gêmeas de tão parecidas que eram.
- OK. Vão à sala ver TV enquanto eu faço aqui. – disse a mãe.
- OK – disseram as meninas.
Enquanto Milena sentava, Georgina pegou o controle e ligou a TV.
- Gegs coloca na MTV.
- Em qual canal?
- No seis.
- Está bem. – Georgina colocou. Estava no começo de “Duch Den Mounson” do Tokio Hotel.
- Uau! Eles são lindos. – Ge dizia pra si mesma.
- Muito. – Milena disse assustando Ge. – Olha o vocalista.
- É o ou a vocalista? – Georgina quis saber.
- Deve ser O vocalista – Milena disse.
- Como sabe? – Georgina disse.
- Volume nas calças, e ele não tem jeito de bicha. - Milena disse admirando os quatro rapazes. As duas ficaram tão apaixonadas por eles que nem perceberam que o almoço estava pronto.
-Meninas vamos logo, se não esfria – Kátia disse acordando as duas do transe.
- Mamãe que susto. – Georgina dizia apagando a televisão.
Voltar ao Topo Ir em baixo
http://the-heir-of-suburbia.tumblr.com/
writterfireball
Mega Fã
Mega Fã
avatar

Número de Mensagens : 1005
Idade : 20
Localização : Santo André/São Paulo
Data de inscrição : 14/08/2010

Minha ficha
Como conheceu o fórum?: Buscador

MensagemAssunto: Re: A Razão do meu Afeto.   Dom Set 20, 2015 7:07 pm

Continua?
Voltar ao Topo Ir em baixo
http://the-heir-of-suburbia.tumblr.com/
Conteúdo patrocinado




MensagemAssunto: Re: A Razão do meu Afeto.   

Voltar ao Topo Ir em baixo
 
A Razão do meu Afeto.
Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo 
Página 1 de 1
 Tópicos similares
-
» [YT] Razões para acreditar. Os bons são maioria (Comercial Coca- Cola)
» A razão (ou emoção) da escolha!
» Novos emoticons
» 10 razões para tocar um instrumento musical
» Reflexões sobre timbragens, estilos e etc

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
TH BRASIL OFICIAL - Fórum :: Fan Stuff :: FanFics-
Ir para: