Fórum Oficial do Tokio Hotel no Brasil - TH BRASIL OFICIAL FÓRUM
 
InícioPortalRegistrar-seConectar-seIr para o site@THBRASILOFICIALFacebook

Compartilhe | 
 

 That Day never comes.

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo 
Ir à página : Anterior  1, 2, 3, 4, 5, 6, 7  Seguinte
AutorMensagem
Sara Kaulitz2
Mega Fã
Mega Fã
avatar

Número de Mensagens : 1172
Idade : 20
Localização : Humanoid City
Data de inscrição : 22/05/2011

Minha ficha
Como conheceu o fórum?: Site TH BRASIL

MensagemAssunto: Re: That Day never comes.   Seg Jul 11, 2011 8:03 pm

Patty Back escreveu:
' -Láari Kaulitz. escreveu:
OOI GENTE LINDA *-*
Olha, a situação é a seguinte: hoje foi o primeiro dia que consegui internet, eu ainda não editei nada pra postar porque não tive tempo, as coisas estão muito corridas aqui, eu to saindo do hotel as 8 da manhã pra ir pra algum parque, e só volto as 9 da noite. Eu realmente não sei quando vou conseguir postar o 2 capítulo, então espero que vocês sejam pacientes por enquanto. Talvez eu consiga postar no dia 15, que vai ser um dia "livre".
Eu passei aqui só pra avisar mesmo, e desculpem por isso tudo, mas eu juro, se não der certo de postar no dia 15 ou 16 (quem sabe eu não consigo postar do avião), eu posto no dia 17, que é quando eu chego de viagem.
Sério, me desculpem mesmo.
awn... tudo bem.
Sabe, eu acho muito digno que você sempre venha aqui dar satisfações pra gente, isso é muito legal da sua parte ^^

Concordo, Very Happy
Voltar ao Topo Ir em baixo
NanDinhA *^^*
Fanática
Fanática
avatar

Número de Mensagens : 1834
Idade : 26
Localização : Umuarama - paraná
Data de inscrição : 26/10/2009

Minha ficha
Como conheceu o fórum?: Site TH BRASIL

MensagemAssunto: Re: That Day never comes.   Ter Jul 12, 2011 8:06 pm

Estou anciosa... What a Face
Voltar ao Topo Ir em baixo
Larissa Ktz
Fanática
Fanática
avatar

Número de Mensagens : 1716
Idade : 21
Data de inscrição : 04/08/2009

Minha ficha
Como conheceu o fórum?: Amigos

MensagemAssunto: Re: That Day never comes.   Ter Jul 19, 2011 2:25 am

Meninas, agradeço milhões de vezes por terem esperado. E Patty, dar satisfações aqui, pra mim, é uma obrigação. Pois bem, na viajem deu tudo certo, mas não tive tempo pra editar o segundo capítulo e mandar pra Rai, por isso ela não postou nada aqui, nem eu. Então, peço desculpas de novo.
Aqui está o segundo capítulo, espero que gostem. Como tive que postar correndo de novo, pode ter algum erro gramatical ou algo do gênero, mas depois passo aqui e edito. Desde já peço desculpas por isso também.
Boa leitura.
-----------------------------------------------------------
Personagem:
Spoiler:
 

Trilha sonora:
Spoiler:
 

Capítulo 2 - Lembranças, Dores & Futebol Americano.




Segundo dia, não menos chato que o primeiro. Entrei na sala, haviam poucos alunos novos, e a maioria do ano passado estava lá novamente. Mesma professora, quase os mesmos lugares, mesma matéria. Tudo ser igual era uma das coisas que mais odiava lá, só não ganhava da Ashley, claro.
Me sentei na última carteira da última fileira, apoiei a cabeça na mesma. Como não ia prestar atenção de qualquer jeito mesmo, resolvi ouvir I miss you. Foi só o Blink 182 começar a tocar que minhas lembranças voaram da minha infância até o meio do ano passado, até ele. Depois das duas aulas de inglês –é, pra piorar era aula dupla– fui para aula de educação física, que graças ao bom Deus, era a mesma aula da Zoey.
Me encontrei com ela na entrada do vestiário feminino, abri meu segundo armário e peguei meu uniforme. Fui pra quadra, simplesmente para somente lá o treinador nos mandar pro campo externo.

Nota: Nosso professor de educação física é um desocupado, calvo, com 55 anos nas costas, provavelmente solteiro, e quem sabe até virgem, que era totalmente frescurento. Ele fazia [u]questão[u] de ser chamado de ‘treinador’. James odiava crianças, ou no nosso caso, adolescentes. Então provavelmente queria nos matar toda vez que nos via, e vocês vão entender o por quê...

Chegamos no campo, onde os ginastas e as líderes de torcida treinavam, ele nos mandou, já de cara, dar 57 voltas e meia em volta daquele treco enorme, “só pra aquecer”. Depois quando todos acabaram, voltamos pro gramado do campo, e me deparei com todos olhando curiosos para 10 enormes atletas que estavam meio metro atrás do treinador. Eu sabia que aquilo não era boa coisa.

- Bom, agora que vocês se aqueceram, é hora de um bom futebol americano. – Ele foi pra fora da área marcada como campo de futebol americano, com sua habitual cara de bunda.
- Como assim? Agora ele quer que a gente jogue isso? – Zoey sussurrou comigo.
- Eu vou morrer achatada ali no meio, já comparou meu humilde tamanho com aqueles montes maciços de músculos de mais de dois metros? – Comentei com ela, enquanto toda a classe entrava em posição de jogo.
- Como eu queria que ela fosse achatada. – Então apontou com a cabeça por cima do meu ombro. E claro que não podia ser outra pessoa, só a Ashley daria um mole um tanto obsceno pros jogadores, nem que ela estivesse em um jogo de futebol americano.

E sem aviso prévio, começou. Qualquer um se perguntaria: uma sala de 33 alunos não era pra ganhar de 10 caras? E ganharíamos, se eles não fossem uns brutamontes. Enfim, como eu não queria a bola só saí correndo pra qualquer lado do campo. Zoey estava perto de mim, e acabaram jogando a bola pra ela, pouco antes de todos tentarem soterra-la, ela jogou pra mim. Foi aí que minha mente fez um ‘click’ e eu decidi ferrar um pouco com a vida da Ashley. Quem sabe com um pouco sorte não arrancavam sua cabeça?
Atravessei o campo que nem uma bala, indo pro lado direito. Estava na cara que todos aqueles caras iam me alcançar em segundos, ainda mais que não tinha pernas tão longas. Não vi mais nada, só me lembro de um monte de jogadores caindo em cima de mim e senti-me puxar a blusa de alguém, levando junto comigo e os outros no chão, então tudo apagou.

Acordei na enfermaria. Sentia um grande ardor no canto direito do meu lábio inferior, na testa e dor por todo o corpo. Vi alguns alunos da minha aula de educação física lá. Olhei pra cama do lado, e vi Ashley com um curativo no nariz e o braço enfaixado, na mesma hora me lembrei daquele dia de verão, quando tudo era bem diferente...
“Fazia pouco tempo que eu tinha me mudado pra cá, e de cara, conheci Zoey, Ashley e Emily. Zoey sempre foi a mesma; Ashley que é mimada pela mãe, (que é dona, juntamente ao patriarca da família Paige, da maior rede de turismo do EUA), naquele tempo não se exibia, por mais incrível que fosse, e era muito gente boa. Além da Emily Shimizu, que foi uma garota que eu conheci, também era muito legal, até hoje nos falamos, mas ela decidiu virar uma daquelas super defensoras da natureza que presa pela saúde o tempo todo, andando com outras pessoas que tenham a mesma opinião que ela -claro que eu amo os animais também e sinto dó toda vez que como carne, mas não sou daquelas que chega ao ponto de se amarrar na árvore para que não a cortem-, sem contar que alguns anos depois ela se mudou.
OK, estávamos brincando de pega-pega e numa hora me distrai e corri pro meio da rua, não ouvi que um carro que estava vindo. Ashley correu atrás de mim, mas não conseguiu me avisar ou me puxar, não tivemos tempo de fazer nada. Voei longe uns quatro metros junto a ela, mas ao invés de desmaiar como Ashley, eu fiquei acordada o tempo todo. Sem poder me mexer com aquela dor infernal, eu via o sangue escorrer no asfalto e ficava cada vez mais desesperada, não entendia direito o que estava acontecendo.
Eu vi tudo, a empregada saiu de casa com os gritos da Emily e da Zoey, nos viu e ligou pra ambulância, ninguém chegou perto de nós, não podiam. A ambulância chegou, nos levaram pro hospital, então me deixaram em sono induzido pra que pudessem cuidar de mim sem que eu me esgoelasse de tanto gritar de dor.
Quando acordei fiquei sabendo que eu tinha luxado o tornozelo e a Ashley tinha sofrido uma média fratura no ombro, fora isso, vários cortes.“


Zoey viu que eu já estava consciente e veio falar comigo, decidi sair de lá logo, aquilo cheirava á naftalina. Como conseguia andar fui pra cantina, não queria perder as únicas aulas descentes dessa escola. A Ashley que se dane, passado é passado, e não voltaria nunca mais.
Bem, foi nisso que eu quis acreditar por um bom tempo.


Última edição por ' -Láari Kaulitz. em Ter Jul 26, 2011 10:58 pm, editado 2 vez(es)
Voltar ao Topo Ir em baixo
http://twitter.com/laari_kaulitz
Janaína C.
Ao extremo
Ao extremo
avatar

Número de Mensagens : 4297
Idade : 23
Data de inscrição : 26/11/2008

Minha ficha
Como conheceu o fórum?: Site TH BRASIL

MensagemAssunto: Re: That Day never comes.   Ter Jul 19, 2011 12:58 pm

Citação :
(...) passado é passado, e não voltaria nunca mais.
Bem, foi nisso que eu quis acreditar por um bom tempo.)
adoro pessoas que param os capítulos nessas partes com essas frases cruciais, adoro Cool *sinta a ironia*
pô Lari, agora vou ficar curiosa até o próximo capítulo, poxa .-.
Voltar ao Topo Ir em baixo
http://www.twitter.com/hysteriaofradio
Evelyn Kaulitz
Mega Fã
Mega Fã
avatar

Número de Mensagens : 1040
Idade : 21
Localização : PE
Data de inscrição : 21/05/2011

Minha ficha
Como conheceu o fórum?: Twitter

MensagemAssunto: Re: That Day never comes.   Ter Jul 19, 2011 1:50 pm

Amei. Very Happy
Não demora pra continuar liebe.
Voltar ao Topo Ir em baixo
http://p-a-r-a-d-i-s-e.tumblr.com/
CASIDIZ*
Mega Fã
Mega Fã
avatar

Número de Mensagens : 769
Idade : 22
Localização : Rio de Janeiro
Data de inscrição : 08/03/2011

Minha ficha
Como conheceu o fórum?: Site TH BRASIL

MensagemAssunto: Re: That Day never comes.   Ter Jul 19, 2011 2:06 pm

' -Láari Kaulitz. escreveu:
Meninas, agradeço milhões de vezes por terem esperado. E Patty, dar satisfações aqui, pra mim, é uma obrigação. Pois bem, na viajem deu tudo certo, mas não tive tempo pra editar o segundo capítulo e mandar pra Rai, por isso ela não postou nada aqui, nem eu. Então, peço desculpas de novo.
Aqui está o segundo capítulo, espero que gostem. Como tive que postar correndo de novo, pode ter algum erro gramatical ou algo do gênero, mas depois passo aqui e edito. Desde já peço desculpas por isso também.
Boa leitura.
Owwn *-* Que fofo da sua parte Láari.
Que bom que você fez uma boa viajem Wink
Não precisa se preocupar, te entendo perfeitamente. *-*

Gostei muito do capitulo. ;D
Esse treinador é no minimo louco, quase matou os alunos. No pale
Citação :
Foi só o Blink 182 começar a tocar que minhas lembranças voaram da minha infância até o meio do ano passado, até ele.
Essa parte me deixou curiosa. What a Face
Coitada das meninas foram atropeladas affraid , pelo menos estão bem.
Não se para um capitulo nessa parte DDDD: vou morrer de curiosidade DDD:
Enfim, gostei muito, e só peço que você continue logo yaya
Voltar ao Topo Ir em baixo
Patty Back
Admin
Admin
avatar

Número de Mensagens : 4279
Idade : 23
Localização : Curitiba
Data de inscrição : 24/10/2008

Minha ficha
Como conheceu o fórum?:

MensagemAssunto: Re: That Day never comes.   Ter Jul 19, 2011 8:53 pm

Janaah. escreveu:
Citação :
(...) passado é passado, e não voltaria nunca mais.
Bem, foi nisso que eu quis acreditar por um bom tempo.)
adoro pessoas que param os capítulos nessas partes com essas frases cruciais, adoro Cool *sinta a ironia*
pô Lari, agora vou ficar curiosa até o próximo capítulo, poxa .-.
EXATAMENTE!!!!!!!!!!!!!! FUUUUUUU D:

AKDHASUDGAUSG eu to com dó dela, imagina, ser esmagada por muralhas de músculos X.X'
Voltar ao Topo Ir em baixo
http://www.flickr.com/photos/trishback
Sara Kaulitz2
Mega Fã
Mega Fã
avatar

Número de Mensagens : 1172
Idade : 20
Localização : Humanoid City
Data de inscrição : 22/05/2011

Minha ficha
Como conheceu o fórum?: Site TH BRASIL

MensagemAssunto: Re: That Day never comes.   Ter Jul 19, 2011 11:09 pm

Janaah. escreveu:
Citação :
(...) passado é passado, e não voltaria nunca mais.
Bem, foi nisso que eu quis acreditar por um bom tempo.)
adoro pessoas que param os capítulos nessas partes com essas frases cruciais, adoro Cool *sinta a ironia*
pô Lari, agora vou ficar curiosa até o próximo capítulo, poxa .-.
ÉÉ, haha'

Citação :
Foi só o Blink 182 começar a tocar que minhas lembranças voaram da minha infância até o meio do ano passado, até ele
É, tambeem fiquei muito curiosa com essa parte!

Continua, :}
Voltar ao Topo Ir em baixo
NanDinhA *^^*
Fanática
Fanática
avatar

Número de Mensagens : 1834
Idade : 26
Localização : Umuarama - paraná
Data de inscrição : 26/10/2009

Minha ficha
Como conheceu o fórum?: Site TH BRASIL

MensagemAssunto: Re: That Day never comes.   Seg Jul 25, 2011 6:00 pm

Citação :
passado é passado, e não voltaria nunca mais.
Bem, foi nisso que eu quis acreditar por um bom tempo.


Super curiosa....

Continua
Voltar ao Topo Ir em baixo
Larissa Ktz
Fanática
Fanática
avatar

Número de Mensagens : 1716
Idade : 21
Data de inscrição : 04/08/2009

Minha ficha
Como conheceu o fórum?: Amigos

MensagemAssunto: Re: That Day never comes.   Ter Jul 26, 2011 2:08 am

Muito obrigada mesmo! Eu fico muito feliz sabendo que tem gente lendo alguma coisa que eu escrevi, uma coisa que é tão minha, então muito obrigado por tirarem uns 10 minutos do dia de vocês pra virem aqui ler essa budega. *-* *dramaon* USHAUHSUAHUSHA
Ok, peço desculpas novamente pela demora, dessa vez por motivos de burrice bobos, eu esqueci de passar as descrições pra cá editadas (porque agora eu resolvo tudo pelo meu bebê lê-se meu notebook) então só tive tempo pra isso hoje.
E peço desculpas por mais uma idiotice um erro meu. No capítulo anterior era pra eu ter postado a descrição da Emily (tanto aqui quanto nos outros dois sites). Então vou postar nesse.
Uma coisa importante: leiam as descrições por favor. Eu sei que é chato (tanto pedir isso pra vocês, quanto pra ler) mas é importante, se vocês não lerem não vão entender bastante coisa da fic, mais pra frente, ok?
Acho que é só. Ah, se esse capítulo estiver meio chato, me desculpem de novo. D: Q
Boa leitura. *-*
---------------------------------------------------------------------------------------------------
Descrições:
Spoiler:
 

Trilha sonora:
Spoiler:
 

Capítulo 3 - Rain falls, it don't touch the ground




Ainda sentia aquela dor péssima, então decidi ir até o banheiro certificar se eu realmente estava inteira. Entrei e logo arregalei os olhos, estava com o lábio arrombado, literalmente. Haviam feito pontos em minha boca sem eu ao menos saber! Devem estar se perguntando que tipo de escola é essa? É, eu também gostaria de saber. Bem, tirando esse “pequeno” rasguinho, tinha um curativo na testa e alguns cortes pelo corpo já um pouco cicatrizados. Olhei pra Zoey pelo espelho, ainda assustada.

-A enfermeira jogou seu piercing fora.
-Merda.
-Vamos comer logo, você já está ficando pálida, mais do que o normal.
- Tá, como se a comida da escola fosse fazer eu me sentir melhor. – E olhei de canto, cínica. Ela riu.

Entramos no refeitório, peguei um pouco de macarrão e Coca –coisa que eu não conseguiria viver se não existisse-, nos sentamos na nossa mesa de sempre, do lado da parede de vidro, onde conseguíamos ver grande parte do colégio. Logo fui pra única aula que eu realmente gostava: música. Infelizmente essas duas aulas acabaram e eu fui pra casa junto com a Zoey, ela ia dormir lá,pra variar um pouco. Então ficamos vendo filmes o resto da tarde, até a noite chegar.

-----

Enquanto isso, em outro lugar da América do Norte , mais precisamente, Canadá. Já de madrugada, chovia forte em Otawa. A cidade inteira dormia, menos um ser, na verdade, um rapaz de 18 anos que muitos conhecem como o vocalista da banda mais bem sucedida de seu país natal: Alemanha.
Ele caminhava devagar pelo quarto de hotel que dividia com o gêmeo, enquanto sua turnê estivesse de passagem por lá. Foi até a ‘cozinha’, pegou um copo de leite morno, algo roubava seus pensamentos, algo não o deixava dormir. Muitas garotas –e vários garotos também– dariam tudo para ter espaço na mente e coração do jovem, e é claro que era uma jovem que ocupava esse espaço. Uma garota que nem mesmo ele conhecia, uma garota que simplesmente faltava.

“Ah, o que será que eu tenho de errado? Todos no mundo conseguem alguém, uma cara metade. Eu também preciso amar, preciso compartilhar cada vitória, cada derrota, cada medo, cada sorriso, cada lágrima, com a pessoa certa. Isso está mais evidente à cada dia...
Eu seria dela e ela, minha. Ficaríamos juntos pelo tempo que nos permitissem aqui. E nos encontraríamos após tudo, em um lugar melhor. É tão solitário, eu posso ter várias pessoas ao meu redor, mas elas não substituem os 5 anos que passei, com o coração se apertando com o passar dos dias... Eu preciso achá-la... Logo... Porque daqui pra frente as coisas só vão piorar, vai ser mais difícil. Eu sei que ela, sendo quem seja, está em algum canto do mundo. Esse alguém tem de estar marcado para me amar... Assim como eu também estou.”
– Isso vagava em sua mente, como névoa em uma manhã britânica. Sentou-se na cadeira com o copo em mãos. Acendeu um cigarro.


- O que eu fiz de tão ruim? – Esbravejou para o escuro, esmurrando a mesa de mármore, como se ela fosse a culpada.
Bill acabou de tomar seu chá, deu umas tragadas no cigarro, apagou-o e entrou devagar no quarto. Estava sem sono, então foi até a janela.

”Ainda chove forte, e o céu está branco como neve, a chuva quase nem toca o chão, parece que quer feri-lo, e o meu irmão ronca como um porco na cama do lado! Como eu vou conseguir dormir?” – Olhou com desdém para sua cama, foi até ela arrastando os pés, se deitou embaixo das cobertas. – ”As vezes fico curioso, se realmente existir uma alma que espera pela minha, será que ela estaria bem? Eu gostaria tanto de conhecê-la, de poder olhar e dizer ‘ela é a certa pra mim, é ela que eu amo, e é com ela que eu quero viver pelo resto da minha vida.’ Gostaria tanto... Sabe, se alguém ai pode me ouvir, me ajude, me salve. Tudo que eu mais quero agora é achar a pessoa certa, não importa o preço.
E realmente, ser famoso não faz bem à cabeça, começo a falar comigo mesmo na minha cabeça e não paro mais, merda, para! Aff... Ah! Amanhã tenho que gravar algumas músicas no estúdio, melhor eu pegar no sono logo então. Pelo menos assim eu calo a boca, ou calo a mente? Porra, vai cagar Bill, dorme logo.”
– Bill sorriu em silêncio por sua própria loucura, e dormiu, tão rápido quanto havia perdido o sono anteriormente. Mesmo sem notar, uma lágrima lhe escapou, logo já manchava o travesseiro.


-----

Já estava quase acabando ‘Piratas do Caribe 2’, Zoey tinha ferrado com o salgadinho que eu peguei na cozinha e eu, com os doces que ela trouxe. Ouvimos um barulho estranho na porta, mas era somente Natally chegando do trabalho.

- Já cheguei Halley. – Ela passou pela sala, cheia de sacolas e mais sua bolsa, olhou pra Zoey e jogou todas aquelas tralhas em cima da mesa. – Oi Zoey! Tudo bem?
- Tudo e a senhora? – Respondeu educadamente.
- Bem. Zoey, não precisa chamar-me de senhora. – E sorriu.
- Ok. – Devolveu o sorriso.
- Halley, eu vou pra Paris amanhã, e Stanley vai estar aqui caso precise de algo. – Ela olhou pra mim, querendo que respondesse o olhar, mas não fiz isso.
- Ok, mas acho que não vou precisar mesmo, só vou pra escola, voltar pra casa... O mesmo de sempre. – Continuei olhando pra Tv, Johnny Deep parecia um garotinho peralta falando que não se pode xingar nos filmes da Disney, mas eu não prestava atenção nos bloopers, não conseguia com ela ali.
- Halley... – Tive que me virar pra ela, e na mesma hora, seus olhos de esmeraldas desbotadas arregalaram. – O que você fez dessa vez? – Disse com a voz abafada, provavelmente tinha notado que meu lábio estava arrebentado e minha testa com um curativo branco enorme.
- Futebol americano com os jogadores da escola. Só fui esmagada, mas a culpa foi do Cleiton.
- Um homem desses não devia estar lecionando! E você, Halley, podia ter tomado mais cuidado e ... – Natally também olhou pra Zoey, que tinha um ralado no joelho e um corte na bochecha, mas foi interrompida pelo seu celular, saiu da sala.
- Vamos subir logo. – Disse baixo enquanto desligava a TV.
- Porque?
- Natally só sabe dizer asneira. – Saímos da sala, passamos por ela, ainda no celular. – Nós vamos dormir. – Como sabia que ela não ouviria mesmo, passei reto, sem me dar o trabalho de olhar pra trás.

Já no quarto, sentamos na minha cama para conversar. Zoey dormiria em um colchão bem fofo, porque se não existisse um e eu tivesse de dividir a cama com ela, iria jogar a pobre e indefesa morena longe no meio na noite, já que até inconscientemente eu sou espaçosa demais.

- Haaay... – Ela chamou fazendo cara de cachorro pidão. Odiava quando me chamavam assim.
- Faaaaala Zo. – Olhei com cara de merda pra ela, mas respondi tentando parecer animada.
- Vamo fazer pipoca? – Juro que vi seus olhos brilhando ao imaginar a pipoca branquinha com manteiga.
- Emo gorda, espera eu colocar o pijama pelo menos. – Ela odiava que eu a chamasse de gorda, mas já tinha esse costume desde os 13 anos (Zoey passava longe de ser realmente gorda, na verdade, era impecavelmente magra, então nunca soaria como uma ofensa).
- Shamu, me espera então, já vou me trocar também. – Ela arranjou uma resposta pro ‘apelido’ só um ano depois.

Coloquei meu pijama, que na verdade era uma calça de moletom preta e uma jaqueta, também de moletom, só que cinza. Enquanto ela pôs uma roupa de ginástica mais velhinha, e de inverno, claro.
Já na cozinha, com a pipoca estourando no microondas...

- O Matt veio falar comigo ontem. – Ela olhava pro nada.
- Aleluia! Depois de três meses... O que ele disse?
- Perguntou por que eu terminei.
- E você respondeu o que? – Levantei a sobrancelha direita, manias minhas.
- Falei tudo.
- Oh Gosh... – Vamos às explicações: há três meses atrás, a Zoey namorava um cara chamado Matt Clearwater, 17 anos, cabelo castanho e olhos claros que mentiam como ninguém. Ele tinha essa fama de ser o todo fodão que pegava todas as meninas. Começou a namorar a Zo, dizia que tinha mudado. E como ela não é tão ingênua assim, foi saber se ele falava sério, e logo descobriu que ele continuava o mesmo, bem, vocês me entenderam. Então ela ficou puta da vida, e decidiu terminar, mesmo amando ele do jeito que amava. Eu tive um pouco de culpa pela separação. Depois que fiquei sabendo dos boatos, falei mil vezes que ele não valia a pena. – E ele não disse nada?
- Falou que me ama, que sente minha falta. Eu falei que então ele ia ficar tendo minha falta. Matt também falou que ia fazer eu voltar pra ele, de qualquer jeito que fosse.
- Então...?
- Então eu mandei ele ir se fuder junto com a Ashley e aquelas pragas. – Motivo: Zoey ficou sabendo que umas das garotas com que provavelmente Matt a traiu enquanto namoravam era uma das amigas da Ashley, incentivada pela mesma. E sim, todas elas sabiam que Matt estava com a Zo.
- Haha.
- Halley, você não falou mais com o Erik não é?
- Não, acho que nem tenho aulas com ele esse ano. Mas eu tenho andado de olho nele.
- Não pensa em voltar?

Hesitei e mordi o lábio do lado que não estava cortado. Assim como Zoey, eu tive os meus romances, ou melhor, meu romance. É, meu único amor foi por Erik Turner, e era notável que ainda estava sendo afetada por isso. Nosso histórico era um pouco maior que o de Matt e Zoey (que se conheciam há 2 anos, contando até hoje): conheci Erik com 11 anos –um ano depois de mudar pra NY-, naquela época notei ele de cara por ser bonitinho, fiz amizade com o mesmo depois de um tempo, apesar de ser bem tímida e ainda abalada por motivos pessoais. Logo o garotinho de madeixas negras e olhos ônix ficou mais alto que eu, assim como minha atração por ele virou amor. Eu disse o que sentia e ele não ligou. Lembro-me de como chorei no ombro da Zoey durante aquela semana, mas depois disso ele veio dizer que também me amava. Era um pouco cedo se tratando de que tínhamos 12 anos na época, mas é como dizem, amor não tem idade...
Então tudo aconteceu: meu primeiro beijo, no mesmo ano, começamos a namorar, e tudo acabou, no meio do ano passado, porque não podia mais suportar que ele não me apoiasse em meu sonho. Sem contar que ele queria me levar pro lado da Ashley e aquele bando de gente falsa. Aos poucos, Erik passou a querer a popularidade acima de qualquer outra coisa. Já faz 6 meses que terminamos...
Sentia a falta dele? Com certeza. Queria voltar com ele? Com certeza. Ia admitir isso pra alguém, inclusive pra mim mesma? Óbvio que não.

Nota: Pra quem não sabe, Shamu é o nome de uma baleia assassina -treinada logicamente– para entreter o público. Ela é linda *-* e fica no Sea World, em Orlando, Flórida.
Voltar ao Topo Ir em baixo
http://twitter.com/laari_kaulitz
LavinyBkauTkauGG
Big Fã
Big Fã
avatar

Número de Mensagens : 524
Idade : 21
Localização : Onde judas perdeu o par DIREITO das botas
Data de inscrição : 08/10/2010

Minha ficha
Como conheceu o fórum?: Outro

MensagemAssunto: Re: That Day never comes.   Ter Jul 26, 2011 11:31 am

eu amei esses dois ultimos cap
to sentindo que a Láari
quer me deixa sempre curiosa com esses finais ¬¬
continua Liebe to amandooo
Voltar ao Topo Ir em baixo
Janaína C.
Ao extremo
Ao extremo
avatar

Número de Mensagens : 4297
Idade : 23
Data de inscrição : 26/11/2008

Minha ficha
Como conheceu o fórum?: Site TH BRASIL

MensagemAssunto: Re: That Day never comes.   Ter Jul 26, 2011 1:25 pm

Citação :
Aff... Ah! Amanhã tenho que gravar algumas músicas no estúdio, melhor eu pegar no sono logo então. Pelo menos assim eu calo a boca, ou calo a mente? Porra, vai cagar Bill, dorme logo.” – Bill sorriu em silêncio por sua própria loucura, e dormiu, tão rápido quanto havia perdido o sono anteriormente.
AH CARA, EU TIVE QUE RIR ALTO COM ISSO haha
hm, li as descrições, Matt e Erik são bem dos gostosinhos HAEHUAHEUAHUE Mas é como eu mesma digo: bonito demais? Tem que ter um defeito muito sério, porque né
Enfim, gostei do capítulo, e não demora pra att Lari *-*
Voltar ao Topo Ir em baixo
http://www.twitter.com/hysteriaofradio
Sara Kaulitz2
Mega Fã
Mega Fã
avatar

Número de Mensagens : 1172
Idade : 20
Localização : Humanoid City
Data de inscrição : 22/05/2011

Minha ficha
Como conheceu o fórum?: Site TH BRASIL

MensagemAssunto: Re: That Day never comes.   Ter Jul 26, 2011 2:33 pm

Janaah. escreveu:
Citação :
Aff... Ah! Amanhã tenho que gravar algumas músicas no estúdio, melhor eu pegar no sono logo então. Pelo menos assim eu calo a boca, ou calo a mente? Porra, vai cagar Bill, dorme logo.” – Bill sorriu em silêncio por sua própria loucura, e dormiu, tão rápido quanto havia perdido o sono anteriormente.
AH CARA, EU TIVE QUE RIR ALTO COM ISSO haha
hm, li as descrições, Matt e Erik são bem dos gostosinhos HAEHUAHEUAHUE Mas é como eu mesma digo: bonito demais? Tem que ter um defeito muito sério, porque né
Enfim, gostei do capítulo, e não demora pra att Lari *-*

+1 Hahahaha'
Janaah disse tudo! :} e não demora Lari *-*
Voltar ao Topo Ir em baixo
Patty Back
Admin
Admin
avatar

Número de Mensagens : 4279
Idade : 23
Localização : Curitiba
Data de inscrição : 24/10/2008

Minha ficha
Como conheceu o fórum?:

MensagemAssunto: Re: That Day never comes.   Ter Jul 26, 2011 9:58 pm

Janaah. escreveu:
Citação :
Aff... Ah! Amanhã tenho que gravar algumas músicas no estúdio, melhor eu pegar no sono logo então. Pelo menos assim eu calo a boca, ou calo a mente? Porra, vai cagar Bill, dorme logo.” – Bill sorriu em silêncio por sua própria loucura, e dormiu, tão rápido quanto havia perdido o sono anteriormente.
AH CARA, EU TIVE QUE RIR ALTO COM ISSO haha
também to rindo haha
mas poxa, é tão bom conversar consigo mesmo.... você mesmo é melhor que muita companhia, acreditem U_U

o que esses dois rejeitados vão aprontar?????????????? AH TO CURIOSA!
posta mais t.t

aaah, também tenho que comentar sobre a parte que o bill reflete sobre o amor lá, na mesma parte que eu ri por ele falar sozinho .-. Q
ficou tão lindo, tão sentimental... mas não ficou aquela coisa melosa, ficou... verdadeiro, bonito. sério, eu adorei isso, e fez com que eu refletisse: será que cada pessoa tem mesmo outro alguém feito por encomenda? :3
Voltar ao Topo Ir em baixo
http://www.flickr.com/photos/trishback
NanDinhA *^^*
Fanática
Fanática
avatar

Número de Mensagens : 1834
Idade : 26
Localização : Umuarama - paraná
Data de inscrição : 26/10/2009

Minha ficha
Como conheceu o fórum?: Site TH BRASIL

MensagemAssunto: Re: That Day never comes.   Ter Jul 26, 2011 10:33 pm

O Bill se perdendo em seus proprios pensamento...
Eu sempre faço isso... As vezes dá ate raiva .. mas enfim..

Estou muito curiosa.. Continua Liebe..Beijos
Voltar ao Topo Ir em baixo
Janaína C.
Ao extremo
Ao extremo
avatar

Número de Mensagens : 4297
Idade : 23
Data de inscrição : 26/11/2008

Minha ficha
Como conheceu o fórum?: Site TH BRASIL

MensagemAssunto: Re: That Day never comes.   Qua Jul 27, 2011 12:52 am

Patty Back escreveu:
mas poxa, é tão bom conversar consigo mesmo.... você mesmo é melhor que muita companhia, acreditem U_U
Patty, eu acho que nós devíamos ser, no mínimo, vizinhas :3
Voltar ao Topo Ir em baixo
http://www.twitter.com/hysteriaofradio
Evelyn Kaulitz
Mega Fã
Mega Fã
avatar

Número de Mensagens : 1040
Idade : 21
Localização : PE
Data de inscrição : 21/05/2011

Minha ficha
Como conheceu o fórum?: Twitter

MensagemAssunto: Re: That Day never comes.   Qua Jul 27, 2011 8:18 pm

Very Happy
Amei tudo o que li, haha'
Continue, estou viciada nisso aqui...
Voltar ao Topo Ir em baixo
http://p-a-r-a-d-i-s-e.tumblr.com/
Larissa Ktz
Fanática
Fanática
avatar

Número de Mensagens : 1716
Idade : 21
Data de inscrição : 04/08/2009

Minha ficha
Como conheceu o fórum?: Amigos

MensagemAssunto: Re: That Day never comes.   Dom Jul 31, 2011 1:43 am

OOI LEITORAS LINDAS DA MINHA VIDA! *-*
Muito, mas muito obrigada mesmo. Eu amo ler os comentários de vocês.
Bem, vamos lá. Achei que dessa vez fui mais rapidinha pra postar, maaas, posso estar enganada. Hm. '-'
Enfim, desde já peço desculpas, provavelmente esse e o próximo capítulo serão chatinhos, estou comendo a paciência de vocês. D:
Também peço desculpas caso tenha algum erro gramatical ou algo do gênero, já que estou postando correndo. Se tiver, só vou poder corrigir amanhã à noite, tenho viajem. :/
Ah, sabe o que eu andei notando? Que minha Beta sumiu daqui. Acho que ela quer me abandonar. D:
Bom, vou parar de enrolar vocês. Boa leitura.
Wait! Lembrei de uma coisa. A fic contém palavras inadequadas ok? Eu não sei se já foi avisado, então estou lembrando.
Agora sim, boa leitura.
-------------------------------------------------------------------------

Fotos:
Spoiler:
 

Descrições:
Spoiler:
 

Trilha sonora
Spoiler:
 

Capítulo 4 - Surprises, invitations


A cidade de Otawa vibrava com a energia dos fãs na fila do show já de manhã. Todos cantavam, gritavam, filmavam e conversavam entre si animadamente, enquanto os cidadãos passavam, olhando curiosos.
Mal sabiam os fãs saberem que seus ídolos não se encontravam tão longe assim deles. Na verdade, estavam perto o bastante para ouvir sua gritaria. Georg voltava de seu café da manhã no restaurante do hotel. Tinha recebido uma ligação durante sua refeição. Acabava por considerar essa ligação como a mais importante da sua vida, e tinha que contar pra alguém o porquê. E esse alguém era Bill.
Georg subiu pelo elevador todo sorridente. O ‘caçula’ da banda seria o primeiro a saber o que iria acontecer. Claro, os outros também saberiam, mas Bill era o mais sentimental. Sem contar que Tom tinha passado a noite fora com algumas garotas e ainda não tinha voltado, e Gustav estava na cobertura do hotel, tirando fotos.
O jovem de cabelos castanho-claros, quase ruivos, andava rapidamente. Assim que avistou a porta do quarto, a abriu afobadamente, pulando alguns móveis, com algo sempre correndo em mente: ”Droga! Onde aquele magrelo tá? Se ele estiver dormindo eu não acordo ele nem a pau, vai que ele me acerta com a cadeira, como fez com o Tom daquelas vezes.” –Fez uma careta ao lembrar.– ”É melhor eu tomar muito cuidado pra não acordar-lo... Então eu entro no quarto que ele divide com o Tom e espero por ele ou sei lá, mas talvez eu deva...”. Por incrível que pareça, nesse exato momento, Georg acabou sendo interrompido de seus pensamentos ao tropeçar na baqueta do nosso querido –e super organizado- baterista, que estava bem no meio do ‘corredor’. Georg foi caindo em cima das tralhas que estavam espalhadas por lá, e ainda conseguiu quebrar uma guitarra do Tom, com a cabeça.

- Porra! Porque eu sempre me ferro desse jeito? – Choramingou baixinho, entrando no quarto que o amigo estava, segurando seu recente galo. Ele parou na frente da cama de Bill, e o mesmo dormia tranquilamente, de costas. – Deu uma dó de acordar... Parece até uma criancinha com distúrbio de crescimento. – E riu, mas logo parou e olhou pra parede. – Porque eu estou falando sozinho? Melhor eu acordar o Bill mesmo, antes que eu volte a falar comigo... Para Georg! Eu tenho medo de você.
- Scheiße Georg! Virou autista? – Bill murmurou todo manhoso, se espreguiçando enquanto virava para encarar o mais velho.
- É que eu vim te contar uma coisa importante. – Seus olhos chegaram a brilhar de emoção.
- Ah, e antes de me acordar resolveu falar sozinho? – Levantou a sobrancelha, como de costume.
- Bill... – Georg ignorou que o moreno queria tirar uma da sua cara e sentou-se na cama sem pedir passagem. – Acho que eu arranjei uma namorada!
- Como assim acho? – O mais novo devolveu um olhar assustado e confuso.
- Eu conheci ela já faz um tempo, e comecei a me apaixonar, outro dia eu contei á ela e ontem a pedi em namoro, mas ela ainda não respondeu totalmen... – O celular do baixista começou a tocar, tirando seu direito de acabar a frase. Foi até a porta, atendeu, sorriu, falou um pouco, desligou e voltou. – Por mais inacreditável que seja, agora eu tenho certeza.
- Parabéns cara! – Bill sorriu de volta.

Então Tom apareceu na porta, puto da vida e com dois pedaços de uma guitarra recentemente quebrada em mãos.

- QUEM FOI?!

-----

Logo seria o aniversário da Zoey –dia 7 de fevereiro na verdade-, então comecei a preparar umas coisinhas, e claro, ela não sabia de nada. Eu ia falando com as pessoas ao poucos, sem ela notar, convidei até a Emily, mas uma coisa eu tinha duvida: e o Matt? Ok, a primeira resposta lógica que eu pensei foi falar com o Erik, ver o que achava, afinal, eu o convidaria também. Procurei por ele no almoço, só que eu não esperava vê-lo falando com a Ashley na mesa que mais prendia a atenção do refeitório, por serem todos ‘lindos e perfeitos’, e claro que quem os julgava assim não via o quão ignorantes e esnobes eles eram. Mal cheguei perto da mesa e já ouvi aquela voz que eu tanto odiava.

- Hey Halleyzinha, decidiu migrar de um lado do refeitório pro outro? – Perguntou cínica, como se quisesse me dizer que tinha se vingado, enquanto passava seu gloss pink, me digam: QUEM PASSA GLOSS ANTES DE COMER? Exatos 3 segundos antes de comer?
- Enfia esse gloss no seu rabo ossudo, porra! Não estou com saco pra te aguentar hoje. – Na hora ela fez a pior cara possível, Erik entendeu que eu queria falar com ele pelo olhar super ‘discreto’ –espero que tenham sentido a ironia nas letras- que fiz, então ele me segurou pela cintura e fomos pra longe da mesa. (Se vocês estão se perguntando pela Zoey, deixei ela ocupada na fila, pegando o meu almoço e o dela, a fila era grande...).

- Sabia que a Ashley se irrita com você antes mesmo de você abrir a boca? – Ele comentou, rindo. Paramos na frente da grande janela do refeitório.
- Deve ser um dom então.
- Como conseguem se odiar tanto, sem motivo algum Halley?
- Motivos eu tenho. Erik, o que eu tenho pra falar nada tem a ver com vadia loira de cachos alguma...
- Então fale. – Juro que vi seus olhos ônix brilharem.
- Eu quero te convidar pra festa surpresa da Zoey, vai ser domingo à noite na minha casa.
- Ok, eu vou. – E deu um sorriso pequeno. Eu vi... decepção naqueles olhos? Não, acho que só estou louca.
- E... Acha que eu devo convidar o Matt?
- Não sei... – Ele olhou pela enorme parede de vidro, olhando Matt por alguns segundos, depois voltou-se para mim. - Acho que não tem problema algum, se algo der errado, tiramos ele de lá.
- Então eu vou falar com ele. – Virei-me com o intuito de sair, mas ele me segurou pelo braço.
- Não quer que eu vá com você? – Erik fitou tanto meus olhos que pensei que fosse engoli-los.
- Não precisa, eu sei me cuidar muito bem, e é só o Matt, seu amigo, ok?
- Não é por ser meu amigo que ele não possa te fazer mal. - Como aquele cara conseguia me enxer tanto? Ainda me pergunto como fui capaz de aguentá-lo por 3 anos... E também me perguntava como tinha horas que o queria de volta. Claro, naquela época.
- Erik... – Pus a mão na testa, com impaciência.– Volta lá na mesa de gente super maravilhosa e me esquece. Não sou criança, sei me cuidar. – Ele ficou de cabeça baixa, aproveitei pra sair dali. Ficou magoado? Foda-se. Ele me feriu tanto um dia, e ignorou. Fazer carinha triste ou tentar dar um de bom samaritano pra cima mim agora não vai mudar nada.

Fui até o banco onde Matt estava o mais rápido possível, tentando me distrair um pouco. Ele estava bebendo junto com Chris Higeons, um loiro de olhos super castanhos, e dava pra se falar que era totalmente geek, além de um pouco tímido, mas não se engane: ele bebia muito, talvez mais do que os outros dois. E Brad Ford, moreno e de olhos castanhos também, esse era bem depressivo, já que toda vez que se apaixonava, o namoro não passava de duas semanas, e então descontava na bebida.
Assim que Matt me viu se levantou, e eu ainda sentia os olhos de Erik sobre mim.

- Haaay, quanto tempo... Dá um abraço loirinha. – E abriu os braços como se fosse levantar vôo. Consegui sentir claramente o cheiro forte do álcool, e te garanto: estava de dois metros pra mais dele. Mesmo assim, correspondi, abraçando-o.
- E ai Chris, Brad. – Acenei com a cabeça, eles responderam balançando as mãos como retardados. Me virei pra ele de volta. – Matt, domingo vai ser o aniversário da Zo, 16 anos, você sabe... – Ele afirmou. – Vai ser na minha casa, à noite, nesse mesmo dia. Vale o mesmo pra vocês dois.
- Huum... – Ele ficou me encarando com a garrafa na mão, então tomou mais um gole, o que pareceu deixá-lo com a voz mais embriagada. – Pensei que ela não quisesse mais olhar na minha cara.
- Eu estou te convidando, não ela. A festa é surpresa, então fica se alguém te perguntar, cale a boca. Ainda mais se estiver perto da Zo.
- Oooook little Hay. Hey, não quer beber um pouco? – Ofereceu a garrafa de cheiro estranho pra mim.
– Nem dá, mas obrigada Matt... Tenho que voltar lá dentro antes que a Zoey note que eu sumi. – Me virei, com a esperança de sair logo dali, quando senti a mão dele me segurar pelo ombro. Fudeu! É bom que ele não faça nada, o histórico das ações do Matt enquanto bêbado era, no mínimo, tenso. Senti o batimento cardíaco aumentar.
- Halley, fala pra ela que eu sinto muito a falta dela. – Fechei os olhos agradecendo a qualquer um que fosse. Mas de fato, estranhei o tom de sua voz, estava sério, nem parecia o bêbado de 2 segundos atrás.
- Nem preciso falar, ela já sabe. Não é por que sou a melhor amiga dela, e sua amiga, que vou te salvar, Matt. Acho que nem milagre te salva agora. Só você mesmo. – Sai, ignorando a possibilidade de ele falar mais alguma coisa.

Foi eu pisar no refeitório, que Zoey apareceu com nossas bandejas, decidi ajudá-la. antes que ela derrubasse alguma coisa. Ela provavelmente estava me estranhando, enquanto comíamos sempre jogávamos conversa fora, mas naquele dia, eu não respondia nada, quando ela comentava algo. Isso porque uma certa dúvida me martelava por dentro: como levar a Zo até em casa sem que ela note que um monte de adolescentes barulhentos estão no meu quintal?


Voltar ao Topo Ir em baixo
http://twitter.com/laari_kaulitz
Patty Back
Admin
Admin
avatar

Número de Mensagens : 4279
Idade : 23
Localização : Curitiba
Data de inscrição : 24/10/2008

Minha ficha
Como conheceu o fórum?:

MensagemAssunto: Re: That Day never comes.   Dom Jul 31, 2011 10:23 am

' -Láari Kaulitz. escreveu:
Apesar de não parecer, Tom é inteligente.
ADJAISDJIASOHDASXHAUSGDQYAISFDYUSAGXBUIASGD eu ri demais disso, sério :'D

' -Láari Kaulitz. escreveu:
Por incrível que pareça, nesse exato momento, Georg acabou sendo interrompido de seus pensamentos ao tropeçar na baqueta do nosso querido –e super organizado- baterista, que estava bem no meio do ‘corredor’. Georg foi caindo em cima das tralhas que estavam espalhadas por lá, e ainda conseguiu quebrar uma guitarra do Tom, com a cabeça.
OUAHDAOSDHAUISDGAIUSGDIUASGD GEEEEEEEEENTE, GEORG IS CLUMSY MESMO HEIN, PQP

' -Láari Kaulitz. escreveu:
- Enfia esse gloss no seu rabo ossudo, porra! Não estou com saco pra te aguentar hoje.
DIVA ETERNA, TE AMO S2 ADGIUASGDAUSIDHSAHDSADUASGDIGASD

festa surpresa? argh! CORRE ZO, SE SALVA, AINDA DÁ TEMPO!!!!!!!
Voltar ao Topo Ir em baixo
http://www.flickr.com/photos/trishback
Sara Kaulitz2
Mega Fã
Mega Fã
avatar

Número de Mensagens : 1172
Idade : 20
Localização : Humanoid City
Data de inscrição : 22/05/2011

Minha ficha
Como conheceu o fórum?: Site TH BRASIL

MensagemAssunto: Re: That Day never comes.   Dom Jul 31, 2011 7:11 pm

Citação :
Por incrível que pareça, nesse exato momento, Georg acabou sendo interrompido de seus pensamentos ao tropeçar na baqueta do nosso querido –e super organizado- baterista, que estava bem no meio do ‘corredor’. Georg foi caindo em cima das tralhas que estavam espalhadas por lá, e ainda conseguiu quebrar uma guitarra do Tom, com a cabeça.
HAUSHASUAHSUHAUHSUAHSA, to rindo ainda dessa parte! :"}

Ameei esse capitulo, sério!
Continua diva, quero ve a reação do Tom <3
Voltar ao Topo Ir em baixo
LavinyBkauTkauGG
Big Fã
Big Fã
avatar

Número de Mensagens : 524
Idade : 21
Localização : Onde judas perdeu o par DIREITO das botas
Data de inscrição : 08/10/2010

Minha ficha
Como conheceu o fórum?: Outro

MensagemAssunto: Re: That Day never comes.   Dom Jul 31, 2011 11:11 pm

' -Láari Kaulitz. escreveu:
Por incrível que pareça, nesse exato momento, Georg acabou sendo interrompido de seus pensamentos ao tropeçar na baqueta do nosso querido –e super organizado- baterista, que estava bem no meio do ‘corredor’. Georg foi caindo em cima das tralhas que estavam espalhadas por lá, e ainda conseguiu quebrar uma guitarra do Tom, com a cabeça.



Então Tom apareceu na porta, puto da vida e com dois pedaços de uma guitarra recentemente quebrada em mãos.

- QUEM FOI?!




ri muito nessa parte haha haha haha
mein gott Liebe continua logo to super curiosa pra saber como sera a festa e qual sera a reação do Tom quando souber quem estragou sua guitarra lol!
Voltar ao Topo Ir em baixo
NanDinhA *^^*
Fanática
Fanática
avatar

Número de Mensagens : 1834
Idade : 26
Localização : Umuarama - paraná
Data de inscrição : 26/10/2009

Minha ficha
Como conheceu o fórum?: Site TH BRASIL

MensagemAssunto: Re: That Day never comes.   Seg Ago 01, 2011 5:35 pm

Citação :
Então Tom apareceu na porta, puto da vida e com dois pedaços de uma guitarra recentemente quebrada em mãos.

- QUEM FOI?!

Eu fiquei imaginando a cara que o Georg teria feito nessa hora.... haha

Adorei o capitulo.... Continua
Voltar ao Topo Ir em baixo
Evelyn Kaulitz
Mega Fã
Mega Fã
avatar

Número de Mensagens : 1040
Idade : 21
Localização : PE
Data de inscrição : 21/05/2011

Minha ficha
Como conheceu o fórum?: Twitter

MensagemAssunto: Re: That Day never comes.   Seg Ago 01, 2011 9:09 pm

Amei. UAHSUAHUSHUHSUAHS' Ri um monte aqui. (minha mãe acha que sou louca, mas eu tenho certeza)
Eles bebem no colégio? Shocked
Continue. haha'
Very Happy
Voltar ao Topo Ir em baixo
http://p-a-r-a-d-i-s-e.tumblr.com/
CASIDIZ*
Mega Fã
Mega Fã
avatar

Número de Mensagens : 769
Idade : 22
Localização : Rio de Janeiro
Data de inscrição : 08/03/2011

Minha ficha
Como conheceu o fórum?: Site TH BRASIL

MensagemAssunto: Re: That Day never comes.   Qua Ago 03, 2011 1:17 pm

Leitora atrasada aqui!!! Embarassed Embarassed Embarassed
Me desculpe por não ter comentado o outro capitulo,
é que eu fiquei sem o computador por uns dias, mais agora eu voltei,
e espero que você me desculpe I love you
E eu AMEI o outro capitulo!! :*-*:

Patty Back escreveu:
' -Láari Kaulitz. escreveu:
Apesar de não parecer, Tom é inteligente.
ADJAISDJIASOHDASXHAUSGDQYAISFDYUSAGXBUIASGD eu ri demais disso, sério :'D

' -Láari Kaulitz. escreveu:
Por incrível que pareça, nesse exato momento, Georg acabou sendo interrompido de seus pensamentos ao tropeçar na baqueta do nosso querido –e super organizado- baterista, que estava bem no meio do ‘corredor’. Georg foi caindo em cima das tralhas que estavam espalhadas por lá, e ainda conseguiu quebrar uma guitarra do Tom, com a cabeça.
OUAHDAOSDHAUISDGAIUSGDIUASGD GEEEEEEEEENTE, GEORG IS CLUMSY MESMO HEIN, PQP

' -Láari Kaulitz. escreveu:
- Enfia esse gloss no seu rabo ossudo, porra! Não estou com saco pra te aguentar hoje.
DIVA ETERNA, TE AMO S2 ADGIUASGDAUSIDHSAHDSADUASGDIGASD

festa surpresa? argh! CORRE ZO, SE SALVA, AINDA DÁ TEMPO!!!!!!!
Patty você leu os meus pensamentos *-*
Ahh, eu acho as festas surpresas tão fofas :3 kkkkkkkkkkkkkkkkk

NanDinhA *^^* escreveu:
Citação :
Então Tom apareceu na porta, puto da vida e com dois pedaços de uma guitarra recentemente quebrada em mãos.

- QUEM FOI?!

Eu fiquei imaginando a cara que o Georg teria feito nessa hora.... haha

Adorei o capitulo.... Continua
Eu também imaginei a cara de - QUEM FOI?! kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

As meninas disseram tudo!!! *-*
Eu estou amando essa fic, me diverti muito lendo esse capitulo \o\
continue logo please yaya yaya
Voltar ao Topo Ir em baixo
Raissa K
Big Fã
Big Fã
avatar

Número de Mensagens : 415
Idade : 21
Localização : São Paulo
Data de inscrição : 04/08/2009

MensagemAssunto: Re: That Day never comes.   Qua Ago 03, 2011 9:47 pm

Lari linda, sua beta nada linda reapareceu...
Eu queria comentar uma coisa, mas se eu fizer isso vou acabar revelando algumas coisas da fic, e se eu fizer isso vai perder a graça, e a escritora tão adorada iria me defenestrar lê-se: iria me atirar violentamente pela janela D:

Então, continuem lendo, agradecemos a leitura, e voltem sempre (: HUSADHUHADSHU parei.
Terão surpresas mais pra frente, vou na casa dela sábado ( só pra variar um pouco ironia total ), vamos criar capítulos novos e eu vou betar vários se não ela realmente vai me defenestrar *-*
Voltar ao Topo Ir em baixo
Conteúdo patrocinado




MensagemAssunto: Re: That Day never comes.   

Voltar ao Topo Ir em baixo
 
That Day never comes.
Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo 
Página 3 de 7Ir à página : Anterior  1, 2, 3, 4, 5, 6, 7  Seguinte

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
TH BRASIL OFICIAL - Fórum :: Fan Stuff :: FanFics-
Ir para: