Fórum Oficial do Tokio Hotel no Brasil - TH BRASIL OFICIAL FÓRUM
 
InícioPortalRegistrar-seLoginIr para o site@THBRASILOFICIALFacebook

Compartilhe | 
 

 I love you but it's a secret.

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo 
Ir à página : Anterior  1, 2, 3, 4, 5
AutorMensagem
Dudaah Kaulitz
Iniciante


Número de Mensagens : 38
Idade : 16
Localização : Cerro Branco, RS
Data de inscrição : 02/06/2012

Minha ficha
Como conheceu o fórum?: Site TH BRASIL

MensagemAssunto: Re: I love you but it's a secret.   Dom Out 07, 2012 8:08 pm

Eu estou amando a fic! *-* Beijos.
Voltar ao Topo Ir em baixo
http://tokiohotelbrnews.blogspot.com
ipis

Fã


Número de Mensagens : 106
Localização : Aveiro city, a Veneza Portuguesa
Data de inscrição : 23/10/2012

MensagemAssunto: Re: I love you but it's a secret.   Ter Out 23, 2012 4:21 pm

continua... ficas muito tempo sem dizer nada e nós ficamos a querer saber mais... vamos Smile)))
Voltar ao Topo Ir em baixo
brennanlunar
Iniciante


Número de Mensagens : 7
Idade : 23
Data de inscrição : 05/10/2012

Minha ficha
Como conheceu o fórum?:

MensagemAssunto: Re: I love you but it's a secret.   Sab Nov 10, 2012 3:35 pm

gente desculpa a demora..
mas como quase ninguém comentou fiquei meio relaxada
me deem mais uma semaninha, ok?

obrigada meninas
Voltar ao Topo Ir em baixo
ipis

Fã


Número de Mensagens : 106
Localização : Aveiro city, a Veneza Portuguesa
Data de inscrição : 23/10/2012

MensagemAssunto: Re: I love you but it's a secret.   Sex Dez 28, 2012 2:25 pm

c.c continua a fic pleaseee Smile
Voltar ao Topo Ir em baixo
Sara Kaulitz2
Mega Fã
Mega Fã


Número de Mensagens : 1172
Idade : 19
Localização : Humanoid City
Data de inscrição : 22/05/2011

Minha ficha
Como conheceu o fórum?: Site TH BRASIL

MensagemAssunto: Re: I love you but it's a secret.   Dom Dez 30, 2012 1:48 am

Coontinua liebe, quero saber o que vai acontecer rs
Voltar ao Topo Ir em baixo
Joyce Kaulitz th
Fanática
Fanática


Número de Mensagens : 1624
Idade : 21
Localização : no quarto com o th
Data de inscrição : 11/11/2011

Minha ficha
Como conheceu o fórum?: Site TH BRASIL

MensagemAssunto: Re: I love you but it's a secret.   Dom Dez 30, 2012 2:16 pm

continua quero mais !
Voltar ao Topo Ir em baixo
Heloisa Lima

Fã


Número de Mensagens : 122
Idade : 17
Localização : rj
Data de inscrição : 13/05/2012

Minha ficha
Como conheceu o fórum?: Buscador

MensagemAssunto: Re: I love you but it's a secret.   Dom Dez 30, 2012 7:46 pm

continua que eu gostei (:
Voltar ao Topo Ir em baixo
http://twitter.com/suckm3gustav
ipis

Fã


Número de Mensagens : 106
Localização : Aveiro city, a Veneza Portuguesa
Data de inscrição : 23/10/2012

MensagemAssunto: Re: I love you but it's a secret.   Sex Jan 18, 2013 12:18 pm

uma semaninha ja vai em 2 meses bua
Voltar ao Topo Ir em baixo
brennanlunar
Iniciante


Número de Mensagens : 7
Idade : 23
Data de inscrição : 05/10/2012

Minha ficha
Como conheceu o fórum?:

MensagemAssunto: Re: I love you but it's a secret.   Sab Mar 16, 2013 10:35 am

Olá jovens meninas, aqui está mais um capítulo para vocês....
espero que comentem!!!! a história está quase terminando, no entanto ainda teremos algumas emoções pela frente!    
                                       




 
Chuva




Finalmente o sol se pós e com ele o crepúsculo
mostrou seu poder. Marianne andava de um lado para o outro
da sala,  até que Afrodite apareceu de soslaio:



- Vamos menina, chegou o momento que você esperou ansiosa! - Disse com um
sorriso no rosto.

- É você tem razão, chegou... Acho que vou para o meu quarto... – Ela andou até
chegar ao seu cômodo, respirou fundo e girou a maçaneta.


O sol da janela aberta ofuscava sua visão, o vento abrira com força a ventana.

- Senhora Kaulitz, o senhor mandou avisar-lhe que chegara hoje pela noite.
Pediu para que a senhora o esperasse hoje em seu cômodo pessoal, e que eu lhe
cedesse à chave que liga o seu aposento ao dele.

Ela olhou para a jovem criada, e apenas afirmou com a cabeça.

- Seu banho já está no ponto! Sinto muito pela indiscrição, mas nunca vi uma
pessoa que gostasse tanto de tomar banho como a senhora, normalmente nós só umedecemos
a nossa pele....

- O quê? (Credo, é verdade... Sabia que havia algo estranho na idade média, já
tinha esquecido esse detalhe.) –É realmente eu sempre começo o meu dia com um
bom banho morno... Nada melhor!

- Depois de lavar-se o seu café a espera senhora, deseja que eu lhe ajude ao
banho? – Falou a criada normalmente sorridente.

- Não obrigada, gosto de fazer isso sozinha! Pode se retirar, obrigada.

Com o termino de seu banho pegou um vestido mais leve e simples que achara em seu armário e
desceu para fazer seu desjejum. Andava tranquila, quando escutou um choro vindo
do exterior da mansão. Curiosa, abriu a porta e viu uma pequena criança que
aparentava não ter mais do que um ano, branquinha com negros olhos, era um
pequeno garotinho que berrava sentado na grama, a jovem senhora se aproximou:

- O que aconteceu pequeno? – O pegando e o segurando  em seu colo.

- Ah, matucado... Sangue...a peda, eu cai.... – continuava a falar enquanto
soluçava.

- Nossa você é muito forte, esse machucado já vai sarar rapidinho... E começou
a girar levemente pela grama, o pequeno esqueceu a dor por um momento e
aproveitou a brincadeira com a moça.

Nesse momento uma criada ainda jovem, porém com marcas de uma vida dura em seu
rosto apareceu:

- Senhora, mil desculpas, eu falei para esse menino ficar na cozinha, mas ele
sempre me desobedece, mil perdões pelo desconforto.

- O que é isso?! Ele não fez nada, estávamos apenas nos divertindo um pouquinho,
não é pequeno? Aliás, qual o seu nome?

- Leon, e tenho quase dois anos... – Sinalizou com a mãozinha.

- Quase um homem! – Sorriu Marianne se levantando para voltar até a casa. Que
nem reparou que estava sendo observada de longe.

Pela tarde pegou o seu branquinho e foi cavalgar pelo longínquo campo, sentia o
vento bater em seu corpo, era algo tão bom, como se o seu lugar realmente
fosse naquele passado tão limitado, parou um pouco quando se aproximou de uma arvore
amarrou branquinho no tronco e deitou-se debaixo da mesma, era um lugar abençoado
pela natureza, tudo era limpo e inocente, muito diferente de seu tempo. Seu
corpo reclamava tanto do cansaço pelo esforço que nem notou seus olhos ficarem
pesados... E por minutos adormeceu, acordando ao ouvir o estrondo de um trovão,
enquanto a chuva limpava seu corpo. Ainda sonolenta  desamarrou o cavalo e o
montou.

A chuva era torrencial e rapidamente a lama tomava conta do lugar, Marianne
estava apressada para chegar em casa, o vento e a chuva não eram um bom
presságio, mas foi nesse momento, com a perda de sua concentração que sentiu
seu corpo deslocar-se do lombo do animal e esmorecer na lama, seu corpo doía tanto
que nem se esforçou para levanta, as gotas de chuva entravam em seus grandes
olhos...e já pesados foram se fechando sem consentimento, apenas viu uma sombra...
Depois disso, apenas a escuridão.

Permanecia com os olhos cerrados, não sentia mais frio nem o chão duro e úmido,
sentia –se quente e confortável, seu corpo ainda reclamava pelo impacto forte
ao chão, mas tirando isso, estava bem. Estava tão absorta em seus pensamentos
que nem mesmo escutou a conversa de seu marido com uma senhora.

- Ela, ela vai ficar bem? Diga-me senhora! - Falou nervoso.

- Acalme-se senhor, tenha certeza que ela está bem, precisará de um repouso,
todavia apenas isso será preciso.

- Como a deixaram sair sozinha? Nunca mais ela fará isso!

- É verdade senhor, foi uma imprudência nossa, com sorte o senhor a resgatou e
a trouxe sem mais sequelas.

- A jovem senhora parecia tão feliz, acho que ela estava assim devido a
mensagem que lhe dei hoje! – Falou a criada irreverente.  

- Que mensagem? – Disse Bill.

- Que o senhor retornaria hoje! E que lhe daria a chave de seu quarto, como o
senhor havia me ordenado.

Bill enrubesceu com o modo da criada falar, mas manteve a fisionomia intacta.

- É verdade, eu percebi.... – Afirmou pensativo.


Afrodite não perguntou mais nada, apenas se retirou e torceu os dedos para que
aqueles dois se acertassem de uma vez por todas.

O homem aproximou-se da mulher inconsciente e acariciou seu rosto. Ela sentiu o
calor que emanava de seu marido, se sentiu suja por estar adorando o contato,
mas depois do que ele havia feito... Duvidava que ele a quisesse apenas por
prazer. Agarrou de supetão a mão que a acariciava e o puxou levemente para si,
ergueu-se e o beijou com toda a paixão que sentia por ele.







"Eu gosto de olhos que sorriem, de gestos que se desculpam, de toques que sabem conversar e de silêncios que se declaram."

Machado de Assis


Última edição por brennanlunar em Seg Ago 05, 2013 11:21 am, editado 1 vez(es)
Voltar ao Topo Ir em baixo
ipis

Fã


Número de Mensagens : 106
Localização : Aveiro city, a Veneza Portuguesa
Data de inscrição : 23/10/2012

MensagemAssunto: Re: I love you but it's a secret.   Dom Mar 17, 2013 7:59 pm

mete mais mete mais fofa2

quero mais mais mais anda lá!!!! *bebum*
Voltar ao Topo Ir em baixo
brennanlunar
Iniciante


Número de Mensagens : 7
Idade : 23
Data de inscrição : 05/10/2012

Minha ficha
Como conheceu o fórum?:

MensagemAssunto: Re: I love you but it's a secret.   Seg Mar 18, 2013 11:58 pm

Olá meninas, obrigada pelo comentário...
acho que só faltam 2 capítulos, e não se enganem esse final vai ser legal galera... Nada muito comum... rsrsrss espero que gostem do que virá!



Enganos


Marianne não sabia como havia perdido tanto tempo antes, esse beijo a fazia esquecer tudo em sua vida, Bill a possuía de uma maneira que ela nunca poderia acreditar se não estivesse passando por essa sensação. Ele se pós sobre o seu corpo e manteve o rosto dela entre suas mãos, o beijo os deixou por momentos perdidos.


A lua imperava sobre a escuridão. Marianne rompeu o beijo com seu marido, e olhou a lua através da grande janela, rapidamente recolheu seus joelhos e cruzou a perna, permanecia concentrada na paisagem, e pode notar que seu marido ofegava enquanto a fitava.

-Bill, ou devo dizer... Sr. Kaulitz, meu marido... Você me ama? - Nesse momento seus olhares se cruzaram e a moça parecia querer se segurar perante seu dono.


O homem, endireitou-se na grande cama e pós a lhe dizer:

Há anos atrás, quando eu tinha apenas oito anos fui obrigado a participar de uma grande festa da minha família, Tom fingiu estar doente só para não comparecer a um lugar cheio de pessoas prontas para lhe apertarem as bochechas. Eu estava sentado cabisbaixo quando uma pequena dama toda esmerada tombou em uma pedra e caiu no chão. Naquele momento me aproximei da pequena lady e a ajudei a se reestabelecer, ela rapidamente desfez sua tristeza e me perguntou:


- Você gostaria de me convidar para dançar? - Seus olhos tinham uma esperança tão grande, que mesmo eu não sabendo nem ao menos uma música a tomei pela mão e começamos a nos movimentar lentamente de acordo com a música, pouco tempo depois os pais de minha pequena dançarina a chamaram para se recolherem. A pequena era muito branca e possuía um cabelo negro, sorrindo me abraçou e pós sua boca perto de meu ouvido, e me disse:


- Você é um menino muito especial, espero que nos casemos um dia....- Disse e logo foi correndo para o rumo de seus pais.



Marianne não sabia como, mas enquanto Bill lhe contava a história flashs desse acontecimento apareciam em sua memória, e não demorou muito para que ela descobrisse que a pequena lady que ele descrevia com ternura era ela quando pequena.


- Naquele dia, com apenas oito anos eu descobri o que era o amor, e prometi que ela seria sim minha esposa, mas acho que a minha pequena lady não me achou tão impressionante assim como eu pensava, afinal... Ela nem mesmo se lembrava de mim.



A frase fez Marianne que já estava em prantos, sentir borboletas na barriga, e como em um impulso abraçou o homem que se declarava sutilmente para ela.

- Mas, porque você fez... No dia do nosso casamento? - Perguntou chorosa, como uma menina que não ganha o presente que tanto queria.


- Fez? O quê? O que eu fiz....? - Perguntou descrente.


Respirando fundo, a moça começou seu relato.


- No dia do nosso casamento, você me trouxe até meu quarto, e estava tão sério, calado, parecia bravo. Mais tarde saí daqui e fui até a cozinha pegar um copo de leite, foi nesse momento que escutei vindo dos seu quarto barulhos de uma mulher e você... Pela brecha vi o que você fazia com ela na cama... E aí eu... Eu...


A pobre moça desiludida não conseguiria mais falar, se o fizesse as lágrimas formariam uma poça.


- Marianne se acalme, por favor! Não sei o que você está falando! Quando eu deixei você aqui, voltei para a festa para não deixar os convidados sozinhos e só fui deitar muito mais tarde, não vi nenhuma mulher na minha cama, muito menos fiz algo com uma naquele dia. Você viu mesmo se era eu? Tem certeza? Às vezes Tom se mete no meu quarto... E só Deus sabe o que ele faz... E com quem ele faz!


- Mas... Disseram-me que você tinha várias mulheres, e aí... Pensei que você não gostava de mim...

- Marianne; infelizmente não posso mentir para você, já me relacionei com várias mulheres pela minha vida, até reencontrar você e decidir que além de você nenhuma mais teria minhas carícias - Disse se aproximando dela.
- Mas Bill, porque você estava com tanta raiva de mim? Porque você disse que eu tinha que lhe chamar de senhor e que você me queria... Você usou palavras tão rudes... - Disse triste.


- Desculpa, realmente... Não deveria culpá-la por não se lembrar de mim, você parecia me detestar e falava mais com o Tom do que mesmo comigo... Fiquei revoltado e falei frases imorais, mas quando eu lhe vi naquela noite, você me desarmou por completo, Eu vi que mesmo você não me reconhecendo, conseguiu sentiu algo inexplicável por mim naquela noite. Já foi difícil não lhe desposar na mesma noite de nosso casamento. Tive que me segurar!


- E qual foi o motivo de você fazer isso? - Perguntou com olhar curioso.


- Você parecia assustada, calada, nervosa e percebi que não seria gentil te desposar nessas situações, tive que me repreender. – Falou sorrindo.


- Seu bobo... - Marianne o agarrou e fechou seus olhos, sentia o calor do homem que a vida lhe deu para amar, e agora mais do que nunca faria isso. O amaria...


Sentou em seu colo e o beijou com ardor, eram abraços, beijos... Roupas jogadas de todos os lados, os receios tinham sido revelados e desvendados.


"As mais lindas palavras de amor são ditas no silêncio de um olhar."
Leonardo da Vinci
Voltar ao Topo Ir em baixo
ipis

Fã


Número de Mensagens : 106
Localização : Aveiro city, a Veneza Portuguesa
Data de inscrição : 23/10/2012

MensagemAssunto: Re: I love you but it's a secret.   Ter Mar 19, 2013 6:40 am

aiiiii continuaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaa fofa2 aiii eu quero saber mais mais mais Razz tao fofoooooo
Voltar ao Topo Ir em baixo
Heloisa Lima

Fã


Número de Mensagens : 122
Idade : 17
Localização : rj
Data de inscrição : 13/05/2012

Minha ficha
Como conheceu o fórum?: Buscador

MensagemAssunto: Re: I love you but it's a secret.   Sab Mar 23, 2013 8:52 pm

AWWWW QUE FOFO! CONTINUAAAAA!
Voltar ao Topo Ir em baixo
http://twitter.com/suckm3gustav
ipis

Fã


Número de Mensagens : 106
Localização : Aveiro city, a Veneza Portuguesa
Data de inscrição : 23/10/2012

MensagemAssunto: Re: I love you but it's a secret.   Qui Abr 04, 2013 7:59 am

então???? qual é a demora????

bua1

estou á espera... se só faltam 2... coloca os dois de umas assentada!!!! vá lá!!!!!
Voltar ao Topo Ir em baixo
ipis

Fã


Número de Mensagens : 106
Localização : Aveiro city, a Veneza Portuguesa
Data de inscrição : 23/10/2012

MensagemAssunto: Re: I love you but it's a secret.   Qua Maio 15, 2013 5:52 am

DEUS!!!! tu não postas á mais de 6 meses... então????? só dois capitulos??? acaba logo amiga!!!! estou desesperada quero saber como acaba!
Voltar ao Topo Ir em baixo
brennanlunar
Iniciante


Número de Mensagens : 7
Idade : 23
Data de inscrição : 05/10/2012

Minha ficha
Como conheceu o fórum?:

MensagemAssunto: Re: I love you but it's a secret.   Seg Ago 05, 2013 12:17 pm

Descoberta

Marianne passeava pelo corpo de Bill, ele era tão lindo, forte e másculo, ele estava nu em sua frente e cada vez mais envolvido, a jovem virginal ficou incrédula com tamanha grandeza de seu marido, olhou para ele com surpresa....

- Viu o que a senhora faz comigo? - Disse com a voz rouca de desejo.
A jovem já nua na cama sentia o pulsar do desejo pelo homem, seu homem.. Ele a acariciava com volúpia, os beijos cada vez mais profundos, mais exigentes...
Bill não aguentava mais a espera, e Marianne muito menos..

-Bill, por favor.... Eu não aguento mais espera... -Disse arfando e mostrando os seios entumecidos pelo contato..

Ele amou ver a esposa clamar por ele, finalmente ela o reconhecera, o amava e não tinha mais receios... não tinha mais dúvidas...
ele pertencia a ela e ela era dele.
Penetrou-a com desejo e receio, cuidado e paixão, enquanto ela o agarrava pelas mãos, o movimento de vai e vem foi aumentando a frequência, enquanto ela se acostumava com o tamanho de seu marido, eram gritos suaves, gotas de suor pela pele... e incansáveis movimentos de amor, até que o homem e a sua companheira sentissem o cume do amor, e a preenchera.
Os batimentos frenéticos aos poucos iam cedendo, ele se deixou deitar ao lado da linda senhora, ela sorria para ele com uma pureza que ele nunca antes vira.

- Nunca pensei que isso fosse tão prazeroso... - Disse no ouvido de seu marido.
- Para dizer a verdade, eu nunca senti o que eu senti hoje com você... - Aproximou seu rosto ao dela e a beijou.
- Como eu fui boba, você era meu, eu era sua.... Sempre! - Pensou alto.
- O quê? Bill falou curioso.
- Nada, nada... Apenas estou pensando alto demais. e fechou os olhos, como uma criança fugindo de algo.

--------//----------------------------------------------//--------------------------------------

Marianne acordou e tateou a cama tentando encontrar Bill, não o sentiu; Foi quando abriu os olhos e se viu no presente, sozinha o mesmo quarto anos depois de tudo o que se passou.

- Com licença, Marianne...? Você está aí? - Afrodite batia a porta.
- Sim, pode entrar - Falou com a voz mais feliz do mundo.

Ela abriu a porta com o rosto sério, ao menos tentava ficar séria. Não aguentou por muito tempo, soltou o sorriso largo e a pergunta que sempre existirá:

- E aí, como foi? - Os olhos cheios de brilho e curiosidade.
- Foi a coisa mais maravilhosa, mais perfeita no mundo! ele é um amor, ele é o homem mais carinhoso e perfeito de todo o mundo. É como se eu fosse outra, não mais aquela!
-Aleluia, o destino foi cumprido! Então é hoje...
- Afrodite o que você disse?
- Nada, nada...
- Mas e agora? o que vai acontecer? O Bill morreu aqui? A não, Afrodite... eu prefiro viver no passado com ele do que ficar aqui sem ele..!! Eu quero voltar!
- Acalme-se Marianne, tudo se resolverá por si mesmo, ok?
- Só espere.
Voltar ao Topo Ir em baixo
ipis

Fã


Número de Mensagens : 106
Localização : Aveiro city, a Veneza Portuguesa
Data de inscrição : 23/10/2012

MensagemAssunto: Re: I love you but it's a secret.   Qui Ago 22, 2013 6:52 pm

love simmmmmmmmmmmmm continua!!!!!! PLEASEEEEEEEEEEEEEEEEE
Voltar ao Topo Ir em baixo
ipis

Fã


Número de Mensagens : 106
Localização : Aveiro city, a Veneza Portuguesa
Data de inscrição : 23/10/2012

MensagemAssunto: Re: I love you but it's a secret.   Qui Set 05, 2013 8:12 am

ohhh vá lá Brenanlunar... eu gosto tanto da tuas fic... e começas-te-a em 2011... já vamos em 2013... quase no fim... (já só faltam 3 meses para o Natal)... vá lá... posta a fic :'( eu choroooo bua1 bua1 bua1 
Voltar ao Topo Ir em baixo
brennanlunar
Iniciante


Número de Mensagens : 7
Idade : 23
Data de inscrição : 05/10/2012

Minha ficha
Como conheceu o fórum?:

MensagemAssunto: Re: I love you but it's a secret.   Qua Jan 01, 2014 9:03 pm

Olá meninas, finalmente!!!! Feliz ano novo


Final


Tudo aconteceu em poucos segundos, ainda sonolenta abri meus olhos lentamente, quando meus olhos finalmente se acostumaram com a claridade pude ver um casal nos bancos da frente do carro em que eu estava ...
– Não pode ser real... - Arregalei meus olhos e... Sim!!! – Meus pais estavam bem diante de mim, e eu me sentia como em um sonho, uma fantasia!! A felicidade e a esperança voltaram ao meu corpo e o que eu mais queria no mundo era ver aqueles rostos novamente, todavia quando olhei para a minha frente e reparei que logo a frente do pára-brisa do nosso carro apareceu um animal desgovernado que invadira a estrada, em poucos segundos me vi em choque, meu pai na tentativa de salvar o animal desviou o carro o mais rapidamente possível, porém estávamos muito veloz e nosso carro desceu a ribanceira, minha mãe gritava e eu apenas assistia a cena, o sangue escorria pela minha cabeça, sentia medo, mas eu não tinha forças para pedir ajuda, quando a sanidade e a alma desvanecia em meu corpo vi alguém a minha frente... Era minha hora.....

Quando tudo parece ter acabado.... Encontra-se um novo começo

- Abri meus olhos na tentativa de ver algum anjo ou quem sabe Elvis Presley... Olhei ao redor e tudo estava branco... Exceto por um pôster de Madona na parede e algumas fotos minhas com meus pais, aquele lugar não era o céu e muito menos o inferno... Eu estava no meu quarto, àquela era minha casa, a mesma em que eu morava quando meus pais ainda eram vivos...

Tentei me erguer, mas minhas mãos enfaixadas não colaboravam, minha costela doía e percebi que minha cabeça também estava com curativos, no mesmo instante lembrei-me do ocorrido, o acidente, a pessoa que apareceu e que logo após desvaneci, em meios a mil pensamentos a porta do quarto se abriu...

- Filha!!! Você finalmente acordou, eu estava tão preocupada com a sua saúde, mas o médico insistiu que você acordaria sã.. Estou tão feliz.... – Ela veio em minha direção e me abraçou, começou a me encher de beijos. Ah, Deus! Só ele sabia o quanto eu tinha sentido falta desse carinho... – Um nó se formou em minha garganta e mesmo sem querer meus olhos se enchiam de lágrimas e derramavam sobre minhas bochechas...

-Mãe, Mãezinha.... Quanta saudade minha linda, a senhora não sabe o quanto eu esperei por esse momento, comecei a abraçá-la mais forte, mesmo sentindo dor em meu corpo... Eu precisava daquele calor... – Mãe, a senhora está bem?- Ela afirmou que sim com a cabeça...

- Seu pai apesar do susto está muito bem, foi tudo muito rápido e como usávamos o cinto de segurança não sofremos nada demais, apenas alguns arranhões, mas você infelizmente não usava o cinto querida, você bateu em vários repartimentos do carro, feriu seu corpo e ficou desacordada por três dias!!! Ainda bem que aquele rapaz nos socorreu no mesmo instante em que nos acidentamos, senão nem sei o que aconteceria com você minha filha. – A senhora olhou para o vazio, eu rosto demonstrava a preocupação que representava aquele pensamento.

Tudo continuava estranho, em primeiro lugar eu ganhara uma segunda chance com seus pais, mas e Bill?? Onde ele estaria? Será que teria também uma segunda chance com ele, isso me corroia... eu desejava estar com ele abraçá-lo e amá-lo por toda a eternidade.

- Daiane!! – Era meu pai na porta chamando por minha mãe. –Filha você finalmente acordou docinho??? Já era hora!!! Quem ia aparar o gramado senão você?? – Falou brincalhão me abraçando!!!

- Pai... O senhor nunca muda! Pode deixar comigo, se não for eu, nem sei o que seria de vocês dois – Eu disse feliz

-Alias, você tem visita docinho... – Meu pai olhou em direção a minha mãe e deu um sorrisinho suspeito e logo depois se retirou.

-Filha, você lembra que eu comentei que um rapaz nos socorreu? – Questionou-me

-Sim, lembro...

- Desde aquele dia ele continua a visitar você querida, todo dia traz flores e senta ao seu lado... Se eu puder fazer um comentário... Acho que ele se apaixonou por você filha...
-Ah mãe.... Meu coração já tem um dono cativo. – Disse orgulhosa

- O que? Quando foi isso? Você não me disse nada...Desde quando? – Perguntou ela assustada..

- Bem isso é difícil responder, mas posso afirmar que desde a idade média... – Meus olhos brilharam por recordar aqueles momentos e agarrei meu lençol com força.

- E.... Acho que os medicamentos foram forte demais filha, você está variando... – Vou pedir para o rapaz subir, ele é um doce...um cavalheiro... Ah se eu tivesse uns aninhos a menos!!

Com esforço tomei um banho e troquei de roupa, retirei as ataduras do meu corpo e coloquei um vestido branco e sentei de frente para a janela... O dia estava claro e pássaros cantarolavam a todo o momento.

Foi quando notei que a porta do quarto se abrira e com certeza era o meu salvador, olhei com um sorriso sutil para o homem e não pude crer no que meus olhos viam... Eram os mesmos braços, a mesma altura, os mesmos olhos escuros e profundos, os mesmos cabelos negros lisos e com certeza eram os mesmos lábios...

Ele se aproximava lentamente, logo estava a minha frente, levantei ainda paralisada, meus olhos e os dele se encontraram, de meus olhos caíram lágrimas e quando ameacei terminar com aquele silêncio ele pousou seu dedo indicador em meus lábios...
Aproximou seu rosto do meu ouvido e sussurrou rouco:

- Até que enfim despertou-se de seu sono minha lady... – Ele segurou uma de minhas mãos e a outra pousou em minha cintura, olhá-lo novamente foi alucinante, aquele homem era um riscos a sanidade mental de toda mulher; e sem mais palavras pude sentir aquela respiração forte, meus lábios abriram em resposta e ele beijou-me, meu corpo ansiava pelo dele, e nosso beijo se aprofundava cada vez mais, as lágrimas ainda escorriam por meu rosto e o abracei com força... Se fosse um sonho ia se agarrar a ele e nunca mais acordaria...

- Bill, como eu te amo tanto? Isso é possível? – Olhei para ele... questionadora!

- Eu também me pergunto isso... Como posso amar uma mulher tão difícil assim??? – Disse sorrindo.
- Seu bobo.. Nós estávamos sentados na cama eu agarrada ao seu corpo enquanto ele me afagava meus cabelos..
- Mari... Nós temos que nos casar, pois seus pais logo vão descobrir o nosso relacionamento.
-Casar?? Mas você não acha que estou nova demais? – Olhei para ele feliz
- Bem, o fruto do nosso amor, logo vai crescer e não gostaria que seus pais pensassem que eu sou um fanfarrão.
- Co..como assim??? Você quer dizer que eu estou grávida? – Instintivamente pousei minha mão em meu ventre e logo Bill também pousou sua mão em minha barriga ainda lisa.
- Sim, Afrodite me disse que nós teríamos uma nova chance, mas tudo o que aconteceu entre nós seria lembrado e continuaria aqui... Nossa noite de amor disse ela, resultaria em uma criança, e isso me deixou muito feliz e a você??
- Eu mal acredito que estou esperando um filho nosso... Mas já me sinto a mulher mais feliz do mundo.
-Marianne, a senhorita me concederá a honra de ser minha esposa para o resto da eternidade? – Falou me cobrindo de beijos.

- Sim, meu querido... Eu aceito ser sua esposa para sempre!!!


"Se o toque dos lábios for intenso, se o beijo for apaixonante, e os olhos se encherem d’água neste momento, perceba: existe algo mágico entre vocês."


Fim meninas espero que gostem e Ipis... obrigada pela paciência e não desistir nunca da autora que vos fala
Voltar ao Topo Ir em baixo
ipis

Fã


Número de Mensagens : 106
Localização : Aveiro city, a Veneza Portuguesa
Data de inscrição : 23/10/2012

MensagemAssunto: Re: I love you but it's a secret.   Sex Jan 03, 2014 11:42 am

bua1 ohhhh que lindo!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

foi um final perfeito!!!! ainda bem que acabas-te \0/ faz mais quando quiseres
ohhhh eu gostei tanto deu vontade de chorar  bua1 

Obrigada Smile
Voltar ao Topo Ir em baixo
Conteúdo patrocinado




MensagemAssunto: Re: I love you but it's a secret.   Hoje à(s) 2:58 pm

Voltar ao Topo Ir em baixo
 
I love you but it's a secret.
Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo 
Página 5 de 5Ir à página : Anterior  1, 2, 3, 4, 5
 Tópicos similares
-
» I love you but it's a secret.
» Love.Might.Kill
» Beautiful Love e Nardis(solos de Bill Evans)
» Eric Clapton - Bad Love Bass
» [Fic] Dangerious Love

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
TH BRASIL OFICIAL - Fórum :: Fan Stuff :: FanFics-
Ir para: