Fórum Oficial do Tokio Hotel no Brasil - TH BRASIL OFICIAL FÓRUM
 
InícioPortalRegistrar-seLoginIr para o site@THBRASILOFICIALFacebook

Compartilhe | 
 

 Sie Hat Mir

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo 
Ir à página : Anterior  1, 2, 3 ... 9, 10, 11
AutorMensagem
evevic



Número de Mensagens : 1
Idade : 19
Localização : Ipatinga/MG
Data de inscrição : 08/12/2010

Minha ficha
Como conheceu o fórum?: Buscador

MensagemAssunto: Re: Sie Hat Mir   Qua Dez 08, 2010 2:55 pm

Shocked

aai postaa!!
sou nova no forum e li tudo num dia so (hihi), to morrendo de ansiedade...
Voltar ao Topo Ir em baixo
LUNA

Fã


Número de Mensagens : 162
Idade : 21
Data de inscrição : 13/03/2009

Minha ficha
Como conheceu o fórum?:

MensagemAssunto: Re: Sie Hat Mir   Qua Dez 15, 2010 7:51 pm

ah tenho qe para de ler as fics dela qando estou de TPM! ficou muito meigo o finalzinho (não só o finalzinho mas o cap. inteiro) desse capitulo Jully! estava com saudade das tuas fics!
Voltar ao Topo Ir em baixo
Patty Back
Admin
Admin


Número de Mensagens : 4279
Idade : 22
Localização : Curitiba
Data de inscrição : 24/10/2008

Minha ficha
Como conheceu o fórum?:

MensagemAssunto: Re: Sie Hat Mir   Ter Dez 28, 2010 11:49 pm

tópico movido.
Voltar ao Topo Ir em baixo
http://www.flickr.com/photos/trishback
dudinha98
Big Fã
Big Fã


Número de Mensagens : 421
Idade : 17
Localização : assis-sp
Data de inscrição : 27/08/2010

Minha ficha
Como conheceu o fórum?: Site TH BRASIL

MensagemAssunto: Re: Sie Hat Mir   Qua Dez 29, 2010 7:13 pm

nossa o bill está tão insensivel
coitada da julia espero que ela e o bill fique bem
continua to adorando
sei que demorei para comenta mais mesmo assin eu li quando vc postou
e eu estava sem ideias
mais enfin continua vou acompanha até o fin dessa fic e depois reler
kkkkkkkk
continua liebe
Voltar ao Topo Ir em baixo
Convidad
Convidado



MensagemAssunto: Re: Sie Hat Mir   Qui Dez 30, 2010 11:53 pm

Voltando aqui, antes do ano novo para fazer um super anúncio!
ESSA FIC JÁ TEM FINAL PRONTO!!!
Um milagre da nação, eu sei, mas finalmente terminei ela... Agora só falta eu postar os últimos capítulos, mais quatro capítulo a contar por esse acaba a fic. hihi
Vou responder aos coments e postar o 29...

Gabi, que bom que gostou! Então, estava em abandonadas porque eu tina dado um tempo dela, mas já está de volta e no lugar certo graças a linda da Patty. (: Vou continuar, danke pelo coment.
Evevic, bem vinda ao fórum então! (: E nossa, parabéns por ter lido a fic em um dia! hehê Eitcha, ansiedade logo acaba (mesmo). Obrigada por estar lendo a fic e por ter comentado! Smile
Luna, TPM é ruim mesmo, né? Credo! Hehê, que bom, danke. (: Oin, estava com saudades de vocês também. ^^
Patty, danke por mover o tópico! *-*
Dudinha, o Bill está insensível porque, coitado, não sabe como agir. u.u Eitcha, que bom que está gostando! HAHA, que amor você, obrigada. (:

Muito bem, preparadas? Vamos lá, estamos perto do final já. hihi
Boa leitura, girls!




Capítulo 29:

Após o dia do ultra-som, Bill ficava mais perto de mim, me acariciava, acariciava a minha barriga e às vezes me beijava. Ele era tão carinhoso e delicado comigo como sempre foi, mas me tratava ainda mais com cuidado por causa do meu estado atual, afinal, eu estava grávida. Johan estava todo feliz porque de certa forma estávamos próximos, ele vivia aos cochichos com Hanna, que também se mudará para a casa dele, e vivia ao telefone com Simone, que sempre conversava comigo sobre a gravidez, afinal eu estava num caso que era bem parecido com o dela quando ela engravidou de Bill e Tom.

Os meses passaram mais rápido do que eu achei que passariam. Minha barriga ficava cada semana maior e cada dia que passava eu sentia umas olhadelas discretas do Bill. Será que eu estava tão horrível assim? Um dia eu me peguei olhando no espelho para ver se estava realmente feia, mas até que não... Por causa da minha alimentação ultra balanceada, eu não estava engordando muito, apenas o necessário para manter os bebês saudáveis e a mim também saudável.

No sétimo mês eu tinha desejos loucos e céus, estava pervertida novamente! O médico disse que era normal, mas mesmo assim, era meio estranho. Johan corria em encontrar o chocolate, sorvete que eu queria, mas às vezes até ia atrás... Até que chegou algo que ele não poderia me dar.

- Eu quero o Bill e um sorvete de baunilha. – pedi um pouco antes do almoço daquele dia.

- Julia, não seja pervertida durante a gravidez, os bebês podem não nascer puros. – Johan me repreendeu – E o Bill chega daqui a pouco, agüente aí.

- Hunf, fala como se eles tivessem vindo de um ato puro. – resmunguei – Quando ele chegar, mande-o para o meu quarto com um sorvete de baunilha. – falei me levantando da poltrona, precisava descansar os pés.

Fui para o quarto e fiquei lá até ele chegar com meu sorvete, coisa que demorou uma meia-hora. Já estava impaciente quando a porta foi aberta e se não fosse ele, é provável que ficasse ainda mais irritada.

Bill sentou-se ao meu lado como eu pedira e trazia o sorvete de baunilha que eu queria. Obriguei-o a colocar um pouco do sorvete na boca e depois o puxei para que me beijasse. Hello, sou uma grávida e preciso que sejam feitas as minhas vontades, tá? Deu que eu comi o sorvete pela boca dele, coisa que foi aproveitada por ambos, porque cá entre nós, Bill tinha uma mão muito boba.

Para o meu desespero, ele e a banda precisaram sair em turnê no oitavo mês e provavelmente não estariam aqui na hora do meu parto. Chorei horrores quando descobri isso, sendo egoísta, mas acabei por ficar mais tranquila quando ele disse que jamais me abandonaria e que, quando voltasse, me traria uma surpresa. Entretanto, tive uma grande surpresa no dia seguinte ao dele ter ido para Milão.

Logo pela manhã, quando Johan e eu fazíamos alguns exercícios, a campainha tocou e a empregada foi atender. Em seguida, desesperada para me ver, Simone Kaulitz invadiu a sala. Ela se desculpou milhares de vezes por não poder ter vindo antes e ficou comigo o resto da minha gestação. Tinha três pessoas para cuidarem de mim, ela, Johan e Hanna.

Exatamente dezessete dias após a chegada dela e dezoito da partida de Bill, eu entrei em trabalho de parto. Johan ficou desesperado e eu ansiosa demais, Simone e Hanna nos acalmaram e a mãe dos Kaulitz nos levou para o hospital após a minha linda governanta ter arrumado todas as coisas que precisaríamos levar.

Três horas depois, após muito suor, força, gritos, um pouco de dor e choros, meus gêmeos, ainda sem nome, nasceram, mas eles foram direto para a incubadora e ficaram por quatro dias lá. Eu tinha vontade de pega-los nos meus braços, nina-los, mas isso só foi permitido no quinto dia, quando ambos já tinham engordado mais um pouco e foram para o berço aquecido que ficava no meu quarto. Nem Simone e Johan haviam visto os pequenos, mas eu havia obrigado os médicos a me levarem até eles... Tão pequeninos e fofinhos, mas me deram boas notícias, eles estavam bem formados e sairiam logo de lá, como eu mesma disse, no quinto dia, após eu ter acordado com Johan conversando com Bill ao celular, que estava evitando falar comigo, e tomado meu café, meus pequenos apareceram no quarto.

Quase chorei, eles eram tão fofinhos e pequeninos que eu estava louca para tocá-los, segura-los. Os dois estavam com os macacãozinhos que trouxemos, um deles usava o verde e o outro o azul. A enfermeira colocou o berço duplo ao meu lado e me deu o menorzinho primeiro para segurar. O bebê mexeu a boquinha e a mãozinha tocando o meu pescoço, oh céus, ele era tão encantador. Eu nunca fui muito boa para nomes, mas naquela hora eu disse Billie tão automaticamente que ficou. Ah, aquilo era tão bom, tão gostoso.

Dei Billie para a enfermeira que o colocou de volta ao berço e me deu o outro. Ele era maiorzinho, mas mesmo assim era pequenino e delicadinho assim como o outro. Oh, os dois me lembravam alguém, mas minha mente estava muito ocupada pensando no nome do maiorzinho... Joseph é muito clássico? Ah, meu Joe! Sim, Joseph para ele. Encontrei o Johan que me observava segurar o Joseph e depois ele moveu os olhos para Billie.

- Quero segurar os dois. – falei para a enfermeira.

Ela sorriu, já deveria estar acostumada com aquilo quando se tratavam de gêmeos. Deu-me o meu outro pequenino e me ajudou a segura-los em meus braços. Estava olhando de um para o outro quando a porta foi aberta e Simone entrou no quarto. Ela sorriu encantada e se aproximou da cama, mas parou a uma curta distância dela olhando perplexa para os bebês e eu. Céus, tinha algo de errado neles? Perguntei me voltando para eles, mas não, os dois estavam bem bonitinhos no meu colo. Simone se aproximou mais da cama um tanto hesitante. Olhou-nos por um momento e parou os olhos por um tempo nos meus gêmeos. Deu-nos um meio sorriso antes de ir ao chão.




Por que a dona Simone desmaiou? Boa pergunta, não?
Saberemos em breve no próximo capítulo! hihi Que já é o anti-penúltimo. hihi
Então, comentem aí, minhas lindas, que assim eu volto rapidinho postar. (:

Besos e quesos, e Feliz Ano Novo para vocês se eu não aparecer por aqui antes dele... Tudo de bom para vocês e para as suas famílias!
:*
Até!
Voltar ao Topo Ir em baixo
Katerina Nox



Número de Mensagens : 3
Idade : 26
Localização : Portugal
Data de inscrição : 31/12/2010

MensagemAssunto: Re: Sie Hat Mir   Sab Jan 01, 2011 2:02 pm

Uau!!! Very Happy
ja ha algum tempo que não vinha aqui!! ainda bem que ja postas-te mais!! adoro essa fic!! registei-me no forum de propósito para poder comentar!
sou uma fã de portugal, não se importam que invada aqui os espaço pois não? =P hehe
ja agora july, podes me ajudar com uma coisa? é que algumas expressões não existem aqui e eu acho que não entendo as vezes o significado... o que querias dizer com "o bill tinha uma mão muito boba"?
eu sei que parece uma pergunta estupida, mas as vezes pode ser diferente do que aqui entende-mos!

Obrigada! e por favor continua, que estou ansiosa por saber o final
doce
Voltar ao Topo Ir em baixo
Júlia G.
Ao extremo
Ao extremo


Número de Mensagens : 2642
Idade : 20
Localização : Brasília
Data de inscrição : 27/08/2010

Minha ficha
Como conheceu o fórum?: Site TH BRASIL

MensagemAssunto: Re: Sie Hat Mir   Sab Jan 01, 2011 3:40 pm

Katerina Nox escreveu:
Uau!!! Very Happy
ja ha algum tempo que não vinha aqui!! ainda bem que ja postas-te mais!! adoro essa fic!! registei-me no forum de propósito para poder comentar!
sou uma fã de portugal, não se importam que invada aqui os espaço pois não? =P hehe
ja agora july, podes me ajudar com uma coisa? é que algumas expressões não existem aqui e eu acho que não entendo as vezes o significado... o que querias dizer com "o bill tinha uma mão muito boba"?
eu sei que parece uma pergunta estupida, mas as vezes pode ser diferente do que aqui entende-mos!

Obrigada! e por favor continua, que estou ansiosa por saber o final
doce



Oi Katy, claro que a gente não se importa né? é sempre bom ter gente aqui de todos os lugares, todo mundo é sempre bem vindo! Very Happy

Quando uma pessoa tem ''a mão boba'', quer dizer que ela é assanhada e tenta passar a mão aonde não deve HAHA por exemplo, um cara abraça uma mulher, e no meio do abraço, tenta descer a mão até a bunda dela disfarçadamente, tentando se aproveitar da situação. Isso é mão boba, KKKK - minha explicação ficou bem tosca, mas é isso mesmo. Entendeu? Very Happy


PS: comecei a ler agora e to recuperando o atraso, posta mais ju *-*
Voltar ao Topo Ir em baixo
Katerina Nox



Número de Mensagens : 3
Idade : 26
Localização : Portugal
Data de inscrição : 31/12/2010

MensagemAssunto: Re: Sie Hat Mir   Sab Jan 01, 2011 9:31 pm

Razz Realmente tem lógica sim! não tava muito longe de acertar, mas queria ter a certeza! Ah não, explicou tudo muto bem xD hehe
Obrigada julia Very Happy
Voltar ao Topo Ir em baixo
julythereza
Iniciante


Número de Mensagens : 8
Idade : 24
Localização : Avaré/SP
Data de inscrição : 25/07/2013

MensagemAssunto: Re: Sie Hat Mir   Sex Jul 26, 2013 12:18 am

Hello, será que alguém ainda se lembra de mim e tem coragem de tirar essa fic das cinzas pra eu postar o final? kkkk
Peço desculpas, meninas, mas eu meio que desanimei. :c
Porem, estou de volta e já com o final dessa fic!!
Então é só ela sair das abandonadas que eu volto a atualizá-la. :3
Voltar ao Topo Ir em baixo
Catchusca
Admin
Admin


Número de Mensagens : 2820
Idade : 27
Localização : Gothic city
Data de inscrição : 04/06/2009

Minha ficha
Como conheceu o fórum?: Site TH BRASIL

MensagemAssunto: Re: Sie Hat Mir   Sex Jul 26, 2013 1:12 am

Claro que sim! Tive que te seguir até o Anime Spirit na esperança de ler suas fics buchecha 

_______________________


Voltar ao Topo Ir em baixo
nimiesh



Número de Mensagens : 3
Idade : 26
Localização : Sul/Brasil
Data de inscrição : 13/03/2010

MensagemAssunto: Re: Sie Hat Mir   Ter Jul 30, 2013 11:50 am

go go saudades dessa fic!!!!!
Voltar ao Topo Ir em baixo
julythereza
Iniciante


Número de Mensagens : 8
Idade : 24
Localização : Avaré/SP
Data de inscrição : 25/07/2013

MensagemAssunto: Re: Sie Hat Mir   Qui Ago 01, 2013 11:24 am

Bem, e vamos noise de capítulo? :3

Finalzinho logo mais aí!! :3



Capítulo 30

A enfermeira agiu instantaneamente apertando o botão de emergência da cama e eu devolvi-lhe os bebês para que ela os colocasse em segurança no berço aquecido. Duas enfermeiras e um médico apareceram no quarto, eles acolheram Simone colocando-a no divã enquanto Johan vinha nervoso para o meu lado. Eu não estava entendendo nada que havia acontecido.
- Por que ela reagiu assim? – perguntei nervosa olhando para o meu amigo gay.
- Não percebeu diva? – questionou ao invés de responder-me.
Fiz que não com a cabeça dando uma breve olhada para os meus pequenos.
- Eles são a cara do Bill. – Johan respondeu para a minha surpresa.
Olhei para os bebês novamente, eles estavam quietinhos, deviam estar dormindo ainda, prestei atenção nos traços deles... A pele de bebê, os olhos lindinhos fechados, o narizinho bem delineado e meio arrebitadinho, a boquinha cheia e também bem desenhada... Céus, a pessoa que eles lembravam não era Trevor para a minha felicidade, mas sim Bill!
- Quero o teste de DNA. – minha voz saiu rouca enquanto observava os dois.
- Claro diva, quando o Bill voltar da turnê, nós faremos o teste... Faremos tudo o que você quiser. – Johan disse tocando o meu ombro.

Simone acordou algumas horas depois, quando eu estava amamentando os bebês. Ela tornou a me olhar admirada e dessa vez não desmaiou, mas veio sentar-se na poltrona ao meu lado e pediu para segurar um dos dois, recebendo Joseph da enfermeira.
- Sempre achei que os filhos de Tom viriam primeiro, nunca pensei que Bill aprontaria uma dessas. – comentou ninando Joseph.
- Tem tanta certeza assim que são do Bill? – perguntei-lhe temerosa.
- Claro que sim! – exclamou em resposta – Senti um déjà-vu quando vi os dois nos seus braços, são tão parecidos com os meus gêmeos quando nasceram. – disse olhando para o pequeno que eu amamentava.
- Eu pensei em fazer o DNA para que tenhamos essa certeza... Tudo bem que eles não me lembram Trevor, mas uma certeza... – falei ninando o pequenino que já estava satisfeito – Bill também me disse que queria o DNA depois de ter se lembrado que talvez eles pudessem ser dele...
- Oh claro, se quiser fazer, façamos! Apesar de já ter certeza que são meus pequeninos netos. – riu brincando com a mãozinha dele.
- Obrigada Simone. – sorri para ela – Agora vamos trocar? Joe precisa de leite também. – falei mais tranquila.
- Já escolheu o nome deles? – perguntou surpresa.
- Sim. Esse é o Billie. – olhei para o bebê em meus braços – E esse é o Joseph. – olhei para o que ela segurava.
Dei Billie para a enfermeira e Simone me entregou Joe para que eu o amamentasse. Ela pediu para segurar o mais pequenino, o que ela pode apenas por uns cinco minutos, ele precisava voltar para o berço aquecido segundo a enfermeira.
Vanessa apareceu mais tarde, toda espevitada como ela é ficou babando nos meus bebês, também me disse que eles lembravam muito o Bill e consequentemente o Tom. Johan voltou mais tarde também, ele havia ido resolver uns problemas de um desfile. Amamentei-os mais um pouco e dormi, acordando com Johan falando ao celular com Bill, que pareceu dar uma desculpa quando meu amigo falou que eu tinha acabado de acordar e desligou o celular.
Deixamos o hospital após uma semana de berço aquecido, até eles ganharem peso suficiente. Confesso que os dois estavam parecendo duas bolinhas de tão fofos que eram. Dessa vez fomos para a minha casa, ficaríamos melhor lá, pois lá já tinha o quarto dos gêmeos já pronto. Eu e Johan trabalhamos nisso o mês retrasado. O quarto tinha ficado tão fofo que eu não me importaria de passar noites e noites com meus pequenos.
Simone contratou uma babá de confiança, uma mulher de uns trinta chamada Layla. As duas eram bastante amigas, então fiquei mais tranquila. Hanna, Simone e Layla ficaram comigo me ajudando no primeiro e segundo mês. Eu queria era mais curtir essa nova fase da minha vida, as passarelas e revistas podiam esperar. Dinheiro? Bem, eu me garantia para o resto da vida dos gêmeos, Helen me deixou uma gorda herança, mas eu tinha também bastante dinheiro do meu próprio trabalho, afinal eu era uma modelo internacional.
Esses dois meses passaram rápido, mas ao mesmo tempo lentamente. Não falei um dia sequer com Bill, era apenas Tom que me ligava, Tom que perguntava dos gêmeos, Tom que conversava comigo. Sempre que ele tinha um tempinho, me ligava para querer saber dos sobrinhos. Dizia-me que Bill sempre perguntava de mim, mas tinha medo de me ligar... Talvez até eu o entendesse, apesar de estar magoada com ele, mas Bill devia estar assustado com a possibilidade de ser ou não ser pai, Johan com certeza havia contado que eles se pareciam com o Bill e com o passar dos meses estavam se parecendo cada vez mais. Claro que eu tinha um enorme medo de perdê-lo, bem acho que já o tinha perdido, mas mesmo assim, não me deixava abalar por muito tempo, Billie e Joe precisavam de mim.
Então, dois meses e alguns dias após a minha saída do hospital, os bebês já estavam com três meses, Bill e a banda voltaram de turnê. Os gêmeos Kaulitz apareceram na minha casa no dia seguinte ao que voltaram para o país. Eu me encontrava na cadeira de balanço ninando meus gêmeos quando eles chegaram. Vanessa, Johan e Simone estavam lá comigo naquele dia também.
Layla os guiou até o quarto que estávamos, ambos cumprimentaram a mãe e depois pousaram os olhos em mim se aproximando hesitante, pelo menos isso da parte de Bill. Mas eles pararam quando já conseguiram ver bem os pequenos. Assim como Simone, eles os olharam meio perplexos, se olharam por um momento e depois se voltaram para nós, me encarando e depois descendo os olhos para os pequenos que ninavam no meu colo. Tom sorriu abertamente e Bill se aproximou mais como se quisesse ter certeza do que estava vendo.
- Então eu realmente sou tio. Haha, isso é ótimo. – Tom comemorou vindo para o meu lado esquerdo olhar Joe que já dormia.
Encarei Bill, ele ainda estava parado olhando os bebês, mas às vezes os gêmeos se encaravam e depois voltavam a olharem abobalhados para os meus gêmeos e às vezes, Bill olhava para o Tom e depois para os pequenos.
- Bill? – chamei-o.
Ele não me respondeu, o chamei novamente até observar ele piscar os olhos e, finalmente, me encarar.
- Está tudo bem? – perguntei receosa.
- Eles são lindos. – afirmou se aproximando de mim, parando do meu lado direito.
- Claro que são lindos, sem contar as pessoas que os fizeram são bonitas, então... – Tom falou sarcasticamente.
Bill ergueu os olhos mortalmente para o irmão, que apenas riu divertido da cara do mais novo.
- O quê? Acha que eu não percebi que a Julia é bonita? Babaca. – disse revirando os olhos para ele – E eu não ia falar que você é feio, somos basicamente iguais, claro que sou o mais bonito, mas mesmo assim... Viemos da mesma célula então nenhum pode ser feio. – deu de ombros.
- Idiota. – Bill falou dando outro olhar mortal para ele, mas logo baixou os olhos para os bebês.
- Então, quem é o Billie e quem é o Joe?– Tom perguntou dando por encerrada a conversa anterior e se concentrando nos pequenos – Identifique essas coisinhas aí. – pediu.
- Joseph é o que está do seu lado e Billie é o que está do lado do Bill. – respondi – E eles não são coisinhas. – acrescentei olhando feio para ele.
- Ah, mães. – revirou os olhos.
- Como sabe quem é quem? – Bill perguntou se ajoelhando para observar Billie melhor.
- Pelo tamanho e as mínimas diferenças. – respondi – Billie é o menor e tem uma marquinha fofa na testa. Joe é maior e tem uma pintinha no pescoço. Sem contar que sou mãe, de alguma forma sei quem é quem. – respondi olhando para cada detalhe que falei e depois o encarando.
- Entendo, acho que com mamãe também foi assim. – disse olhando para Simone que nos observava junto de Johan. Vanessa tinha saído para fazer uma boquinha.
- Uhum. – ela concordou sorrindo.
- Layla, pode me ajudar? – pedi vendo-a entrar com mais fraldas – Eles já podem ir para o berço, já dormiram. – falei.
Ela veio pegar Joe e colocamos ambos em seus berços sob o olhar atento dos gêmeos Kaulitz. Ajeitei a cobertinha de Joe e depois parei para olhar Billie, senti Bill parar ao meu lado observando tudo o que eu fazia.
- Bem, irei fazer uma boquinha com a Nessah, vejo vocês depois. – Tom falou num tom malicioso que me fez rir suavemente.
Layla chamou Simone para ajudá-la com alguma coisa na cozinha, acho que era confirmar o que teríamos de almoço com Hanna. E Johan saiu com o celular em mãos dizendo que precisava fazer uma ligação após ter vindo olhar os bebês dormirem. No final, cada um tinha dado uma desculpa para deixar eu e Bill sozinhos, precisávamos conversar.



Muito bem, é o seguinte, mais dois capítulos e temos o final. :3
Ainda nem acredito que consegui concluir a fic, mas bem, cá estamos noise!
Espero que o povo apareça!!

Besos e quesos, até breve! <3
Voltar ao Topo Ir em baixo
Conteúdo patrocinado




MensagemAssunto: Re: Sie Hat Mir   Hoje à(s) 10:38 am

Voltar ao Topo Ir em baixo
 
Sie Hat Mir
Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo 
Página 11 de 11Ir à página : Anterior  1, 2, 3 ... 9, 10, 11

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
TH BRASIL OFICIAL - Fórum :: Fan Stuff :: FanFics-
Ir para: