Fórum Oficial do Tokio Hotel no Brasil - TH BRASIL OFICIAL FÓRUM
 
InícioPortalRegistrar-seLoginIr para o site@THBRASILOFICIALFacebook

Compartilhe | 
 

 O Retorno De C.R. ~ TERMINADA

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo 
Ir à página : 1, 2, 3, 4  Seguinte
AutorMensagem
Streetwalker
Big Fã
Big Fã


Número de Mensagens : 543
Localização : Humanoid City
Data de inscrição : 03/05/2011

Minha ficha
Como conheceu o fórum?: Buscador

MensagemAssunto: O Retorno De C.R. ~ TERMINADA   Dom Ago 14, 2011 8:27 pm

oooooooooooi gente *o*
tudo bom com vocês, liebes?
bem, como prometido, vim trazer pra vocês meu segundo trabalho Very Happy
eu espero que todas gostem bounce

História Totalmente Dedicada A Caroline Rodrigues - lowkaulitz
Liebe Dich, obrigada por tudo!




Nome: O Retorno De C.R.
Autor: Bia’ ~me~
Classificação: PG+16.
Tipo(s): OC e POV.
Gênero(s): um pouquinho de Drama, tentativa de Comédia e um Romance muito louco.
Beta: Só o Word x.x’
Capítulos: Três.
Terminada: Quase.
Teaser: Depois de sua “primeira-impressão” do Kaulitz mais velho em A Entrevista Incompleta, Caroline – atualmente com 24 anos – é surpreendida, com um pedido de uma nova entrevista, agora vinda pela banda. E o que a mais surpreendeu, foi o fato deles exigirem que ela fosse à entrevistadora e ninguém mais. Assim, precisando da entrevista para subir de cargo para fins que serão citados na trama, ela aceita o trabalho, sem pensar duas vezes, mesmo sabendo que não seria fácil resistir a Tom, aquele que ela nunca se esqueceu desde seu primeiro contato.

Tom, por sua vez, foi quem deu a idéia para a banda, que, aceitaram depois de algumas perguntas e também brincadeiras, pelo modo de como o ultimo “encontro” de Tom e Caroline acabou. E como Tom vai cumprir sua promessa de vingança?

O que será que aconteceu em todos esses anos? E eles, como reagirão ao verem-se depois de quase quatro anos? Será que existe algum sentimento, além da magoa e do remorso no coração desses dois?


We’ll see ;]

-----------------------

Posto amooouras minhas?


Última edição por Bia' em Qui Mar 29, 2012 9:55 am, editado 13 vez(es)
Voltar ao Topo Ir em baixo
lowkaulitz

Fã


Número de Mensagens : 122
Idade : 20
Localização : São Paulo
Data de inscrição : 30/06/2011

Minha ficha
Como conheceu o fórum?:

MensagemAssunto: Re: O Retorno De C.R. ~ TERMINADA   Dom Ago 14, 2011 8:29 pm

POSTA! POSTA! ♫ yaya
Meu Deus o que o tom vai fazer com a Caroline? SAFADO! hehe'
Amo-te bia, más posta logo OK? cha
Voltar ao Topo Ir em baixo
Thamiii
Mega Fã
Mega Fã


Número de Mensagens : 679
Idade : 20
Localização : São Paulo
Data de inscrição : 23/01/2009

Minha ficha
Como conheceu o fórum?: Buscador

MensagemAssunto: Re: O Retorno De C.R. ~ TERMINADA   Dom Ago 14, 2011 8:37 pm

Poste! u_u
Voltar ao Topo Ir em baixo
http://in-alcancavel.tumblr.com/
Evelyn Kaulitz
Mega Fã
Mega Fã


Número de Mensagens : 1040
Idade : 20
Localização : PE
Data de inscrição : 21/05/2011

Minha ficha
Como conheceu o fórum?: Twitter

MensagemAssunto: Re: O Retorno De C.R. ~ TERMINADA   Dom Ago 14, 2011 8:42 pm

FINALMENTE!



Pode postar dna Bia, estava esperando anciosamente por essa fic desde que você prometeu continuar a história... Very Happy
Quero só ver o Tom atacando ela de novo...
Continue!
lol!
Voltar ao Topo Ir em baixo
http://p-a-r-a-d-i-s-e.tumblr.com/
Streetwalker
Big Fã
Big Fã


Número de Mensagens : 543
Localização : Humanoid City
Data de inscrição : 03/05/2011

Minha ficha
Como conheceu o fórum?: Buscador

MensagemAssunto: Re: O Retorno De C.R. ~ TERMINADA   Dom Ago 14, 2011 8:55 pm

Low: HAHA' e você nem sabe o que ele vai fazer né, Dona Low? I♥D

Thamii: Obrigada por aparecer por aqui liebe, e eu ainda to esperando a sua nova fic, viiu? Küsse!

Eve: [AAAAA] eu tava enfartando aqui, tipo: Cadêê as guriias que leram a primeira??
Desculpa a demora liebe, mas chega de blábláblá né?

Lá vai:

*


Capítulo Um - Parte Um



Por Caroline:


Ansiosa
"O que esperar?"



— Bia, ta bom mesmo? – perguntei me olhando no espelho pela milésima vez.

— Carol, você ta linda! – ela disse me observando de um modo orgulhoso.

— Ah, sei lá… Parece que ta faltando algo… – eu disse me observando mais uma vez. — Será que não ta muito formal? – disse me analisando. Cabelos presos num coque alto perfeitamente perfeito, uma maquiagem leve e natural, um brinco de ouro dourado, uma blusa estilo regata num tom canela, uma saia lápis cintura alta grafite, uma meia calça em tom natural e um salto agulha preto.

— Mas você tem que ser formal Carol… Você não pode dar mole pro Kaulitz, tem que mostrar que você mudou… Focalizar no trabalho e esquecer que vocês tiveram algo a mais. – ela disse me olhando desconfiada.

— Eu sei, mas… Parece tão difícil… Como eu pude me deixar levar daquele jeito?

— Eu também quero saber… Responsável como você é…

— Eu me senti tão diferente… Foi como se nada mais importasse… Só o Kaulitz e eu… – e sorri ressentida, lembrando daquele dia agitado.

— Mas… Eu só espero que você não cometa o mesmo erro duas vezes…

— Não… Imagina… Eu era super irresponsável, imatura e instintiva… Nada vai acontecer. – disse totalmente segura.

— E você pensou no que eu disse?

— Nem precisei… É loucura… Eu não vou contar, nós não precisamos dele e muito menos do dinheiro dele… – eu disse andando de um lado para o outro.

— Mas é injusto com ele… Ele tem o direito de saber Carol… – ela disse tentando me convencer.

— Ele não tem direito de nada, ele é um garoto infantil… Petter não precisa dele, eu não preciso… Ele só vai nos trazer dor de cabeça. – eu disse já me alterando.

— Você tem certeza?

— Nunca estive tão certa das minhas decisões. – disse olhando em meu relógio de pulso. Caminhei até a cama onde Bia estava e peguei minha bolsa.

— Já vai? – ela perguntou.

— Sim, já ta na minha hora… Obrigada por ficar com o Petter pra mim! – agradeci e dei-lhe dois beijinhos no rosto.

— Que isso! Ele é um fofo! – ela disse sorrindo.

— É mesmo, meu bebê fofo! – disse com orgulho do meu pequeno. — A entrevista vai durar no máximo
duas horas, então eu to de volta lá por volta das 20h00min. – eu disse descendo as escadas sendo acompanhada por ela.

— Sem pressa, eu vou estar aqui. – ela disse parando frente à escada. Entrei no quarto de Petter, que dormia lindamente e dei um leve beijo em sua testa. Em seguida dirigimo-nos até a porta.

— Tchau! – eu disse e abracei-a.

— Boa sorte! – ela disse me confortando.

— Cuida bem do meu bebê! – eu disse enquanto sentia o coração apertar. Era a primeira vez nos três aninhos do meu bebê que eu iria sair sem ele e ficar mais de dois minutos longe. Mesmo ele estando com a Bia, que conheço há quase cinco anos, meu coração ia ficar apertado assim mesmo.

Fui até a garagem e entrei em meu carro que já é outro, diferente da ultima vez em que vi o Kaulitz, antes era um Eco Sport branco e agora é um Land Rover LRX preto. Ao segurar o volante firmemente, veio-me em mente, aquele dia, há tanto tempo atrás. Mesmo depois de tanto tempo, depois de tantos acontecimentos e também de tantas mudanças em meu modo de pensar e principalmente de agir, eu ainda me sinto do mesmo jeito quando penso nele.

Ainda tenho que me convencer, se esse enorme sentimento que sinto por ele agora é ódio, repulsa ou algo que eu nem deveria ter considerado.

Liguei o carro e acelerei, tentando afastar todos os pensamentos sem nexo e as dúvidas de minha mente.



O Reencontro
"Frio na barriga, insegurança e uma magoa terrível. Isso tudo é sinônimo de ódio?"



Cheguei à mansão e estacionei o carro ao lado da calçada. Olhei no meu relógio e estava um pouco mais cedo. Soltei um suspiro de tédio. Já era de se esperar, corri demais.

De repente o portão prateado começou a abrir pela lateral. Eu fiquei olhando para o interior até que o vi.

Ele não tinha mudado quase nada. Ainda usava suas trancinhas, que agora começavam a possuir um tom mais escuro. Ele vestia um lenço branco com alguns detalhes em preto amarrado como uma faixa na altura das raízes das tranças, uma blusa de frio azul escura que estava aberta no zíper, uma camisa branca da Oakley, uma calça jeans de tecido escuro menos larga do que as demais e um tênis branco com detalhes em dourado cano médio.

Peguei meu casaco, a bolsa e desci do carro. Ele sorriu pra mim de um jeito como se estivesse feliz em me ver. Mesmo agindo contra o “meu eu automático em relação a ele", fui o mais profissional possível. Ele aproximou o rosto do meu, tentando cumprimentar com beijos na bochecha, mas eu me afastei e estendi a mão em sua direção. Ele me olhou surpreso e segurou minha mão com um pouco de força.

— Tudo bom? – ele perguntou ainda segurando minha mão. Ele não parava de sorrir.

— Sim, obrigada! Vamos? – eu disse já me dirigindo para o lado de dentro do portão, fazendo o máximo pra não olhar nos olhos dele.

— Vamos! – ouvi sua resposta meio desanimada, soar atrás de mim e então reduzi os passos. Ele passou por mim e foi me guiando por entre aquele verdadeiro castelo.

Logo na entrada, havia uma grande piscina. E a casa?! Céus! A minha árvore genealógica inteira caberia lá dentro. Ao entrarmos, passando pela sala, fiquei mais abismada ainda, uma TV enorme e dois grandes e espaçosos sofás em couro branco. Vídeo-game e outros aparelhos lotavam os espaços de madeira que se encaixavam no meio do grande raque que suspendia a TV.

— Onde estão os outros? – perguntei, quando ele apontou para o sofá, indicando um lugar para que eu pudesse acomodar-me. Ele dirigiu-se até um mini bar, de madeira escura.

— Quer beber algo? – ele perguntou ignorando minha pergunta. O que está tentando fazer Tom Kaulitz? Ri em deboche.

— Não, muito obrigada! – respondi, tentando ser gentil. Ele virou apenas a cabeça em minha direção, sorrindo com ar vitorioso. Ele queria ter me deixado impaciente e deixou.

— Eles estão a caminho daqui. Ainda estão no transito terrível da movimentada Los Angeles. – Céus! Até o
inglês arrastado não mudou nada. Ele dirigiu-se até o sofá, sentando-se, com duas taças que pareciam ser… Vinho tinto? Ele colocou as taças sobre a mesa de centro e sorriu. Olhei o como quem não entendeu nada. Respirei fundo e focalizei na entrevista.

— Sem problemas… O fotógrafo não chegou ainda… Pelo visto.

— Nem deu o ar da graça! – ele disse debochando.

— Ok… Vocês já escolheram o local da entrevista? – perguntei olhando para dentro da bolsa, fingindo mexer em meu gravador. Ele não respondeu de imediato, chamando minha atenção para seu rosto. Ao encará-lo, percebi que ele olhava intensamente para mim, enquanto seu piercing labial dançava suavemente de um lado para o outro.

— É… Não… Ainda! – e sorriu. Fingi pigarrear e ajeitei-me no sofá, afastando-me um pouco dele. — Mas… E então… E as novidades? Faz tempo que não nos vemos! – ele disse afundando-se no sofá enquanto segurava a taça.

— Tom… É… Essa conversa é realmente necessária? – perguntei sem rodeios. Ele olhou-me sorrindo, parecia que esperava está reação.

— É… Não sei… Mas… Não… Esquece… – ele disse virando boa parte do vinho. Ficamos em silêncio por um tempo, até que decide responder.

— É… Desculpa… Eu não tenho muitas novidades… Como já deu pra perceber, continuo no mesmo cargo… – e rimos. Em seguida voltei para minha “máscara profissional”. Ele pegou a outra taça de vinho e entregou a mim.

— Devia provar… É ótimo!

Beberiquei delicadamente uma pequena porção da bebida.

— Merlot… Jovem. – eu disse surpreendendo.

— Conhece vinhos?

— É eu cresci num vinhedo em San Francisco.

— É… Interessante. – ele disse olhando para o fundo de sua taça, já vazia.

Voltei a colocar a taça em cima da mesa de centro. Ajeitei-me novamente no sofá. Ele ainda me olhava, mas era com um jeito diferente, como se quisesse decifrar algo.

— Por que voltou? – ele perguntou se aproximando devagar.

— Voltei? Não Tom eu não voltei… Primeiro que eu nem vim… Eu só estou aqui por mim e… – eu dizia já nervosa, até que parei de falar rapidamente. Eu quase mencionei o Petter. Tom me olhava confuso. Suspirei cansada e finalizei:

— Eu não te devo explicações… – disse ríspida, levantando do sofá.



Revolta
"E ele sempre será o mesmo…"



Então senti meu braço ser apertado, me virei para trás e era Tom quem me segurava com um pouco de força.

— Me solta! – eu disse tentando sair dos seus braços que me envolviam cada vez mais forte e mais perto de seu corpo.

— Você se faz de durona, mas eu sei por que você voltou… Foi por mim, diz que foi. – ele dizia perto do meu rosto. Eu sentia seu hálito refrescante próximo dos meus lábios. Tudo que a Bia me disse começou a repetir em minha mente. — Me larga! – por um milagre de Deus, consegui sair de seus braços e corri pra longe dele. – Eu não voltei por você, eu voltei pelo emprego, que eu preciso… Nada mais importa além do bem estar do meu…

— Do seu o que? – ele gritou.

— Do meu filho. – gritei e então comecei a sentir as lágrimas escorrendo pelo meu rosto. Limpei-as bruscamente. Ele me olhava espantado.

— Filho? Mas… – ele perguntou e eu o interrompi.

— É isso mesmo Tom… FILHO… Você sabe ao menos o que significa isso? Responsabilidade. Coisa que você nunca vai ter… Eu sinto pelo meu filho, sinto por ter sido tão idiota a ponto de dar um pai como você pra ele… – eu disse pegando minha bolsa do chão e caminhando até a porta.

— O que? Meu filho? – ele perguntou alterado se aproximando de mim. Encarei-o intensamente e saí sem responder.

— Caroline… Caroline volta aqui… – ele dizia me seguindo. Eu fingia não ouvir sua voz me chamando e entrei em meu carro. Ele continuava a me chamar, pelo lado do passageiro. Entre nós, apenas a porta com o vidro da janela fechado. Ele parou de me chamar e então fez silêncio. Olhei para ele, que mantinha uma expressão triste.

“Ele é nosso?” – ele disse sem emitir som, apenas seus lábios mexeram-se. Apenas observei-o mais uma vez. Eu queria que aquela fosse a ultima. Sem pensar em mais nada, acelerei. Eu tinha que chegar logo até o Petter e ir pra longe, pra bem longe, num lugar onde o Tom não estivesse nas revistas, ou na TV, onde nada me lembrasse o Tom.

*


Continua ou não?


Última edição por Bia' em Dom Ago 21, 2011 9:05 pm, editado 11 vez(es)
Voltar ao Topo Ir em baixo
lowkaulitz

Fã


Número de Mensagens : 122
Idade : 20
Localização : São Paulo
Data de inscrição : 30/06/2011

Minha ficha
Como conheceu o fórum?:

MensagemAssunto: Re: O Retorno De C.R. ~ TERMINADA   Dom Ago 14, 2011 8:58 pm

AAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAH CONTINUA MULHER!
What a Face
Voltar ao Topo Ir em baixo
Sara Kaulitz2
Mega Fã
Mega Fã


Número de Mensagens : 1172
Idade : 19
Localização : Humanoid City
Data de inscrição : 22/05/2011

Minha ficha
Como conheceu o fórum?: Site TH BRASIL

MensagemAssunto: Re: O Retorno De C.R. ~ TERMINADA   Dom Ago 14, 2011 10:59 pm

AAH Continua liebe!
yaya
Voltar ao Topo Ir em baixo
Evelyn Kaulitz
Mega Fã
Mega Fã


Número de Mensagens : 1040
Idade : 20
Localização : PE
Data de inscrição : 21/05/2011

Minha ficha
Como conheceu o fórum?: Twitter

MensagemAssunto: Re: O Retorno De C.R. ~ TERMINADA   Seg Ago 15, 2011 7:52 pm


AAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAA*
Coontinua logo, estou amando! Very Happy
Voltar ao Topo Ir em baixo
http://p-a-r-a-d-i-s-e.tumblr.com/
Pah Kaulitz

Fã


Número de Mensagens : 151
Idade : 19
Localização : Humanoid City!
Data de inscrição : 15/06/2011

Minha ficha
Como conheceu o fórum?:

MensagemAssunto: Re: O Retorno De C.R. ~ TERMINADA   Seg Ago 15, 2011 9:53 pm

UUUUUU continua bebê!
Ta perfeiita!
O que será que vai acontecer..? tongue
To Curiosaaaaaaa!
Voltar ao Topo Ir em baixo
Thamiii
Mega Fã
Mega Fã


Número de Mensagens : 679
Idade : 20
Localização : São Paulo
Data de inscrição : 23/01/2009

Minha ficha
Como conheceu o fórum?: Buscador

MensagemAssunto: Re: O Retorno De C.R. ~ TERMINADA   Ter Ago 16, 2011 5:30 pm

Posta, estou amando. *-----------------------------------*
Voltar ao Topo Ir em baixo
http://in-alcancavel.tumblr.com/
Streetwalker
Big Fã
Big Fã


Número de Mensagens : 543
Localização : Humanoid City
Data de inscrição : 03/05/2011

Minha ficha
Como conheceu o fórum?: Buscador

MensagemAssunto: Re: O Retorno De C.R. ~ TERMINADA   Ter Ago 16, 2011 10:01 pm

Low: Suas preces foram atendidas, vou postar! \õ/

SahKaulitz: Saaah, você por aqui? *o* Obrigada por acompanhar liebe s2

Eve: [AAA] ela ta amando *-*

Pah: Você nem sabe né? -.- HUAHUA'

Thamiii: Danke por ler liebe, fico muito feliz que você esteja gostando *-*

Okay liebes, eu sei que eu demorei um pouquinho pra postar de novo, mas cá estoy yo :3
Querem saber o que vem a seguir?
Então #vambora *o*

*


Capítulo Um - Parte Dois



Por Tom:


Confusão
“Um pedacinho nosso?”



E então seu carro partiu em disparada, deixando-me mais uma vez. Passei a mão da testa até as raízes das tranças. Eu estava preocupado com tudo. Como eu seguiria dali em diante? O que eu devia fazer? Será que ela estava falando a verdade? Eu só sentia que ficar parado eu não podia, então peguei meu carro e tentei encontrá-la pelas ruas. Por sorte, encontrei-a, ela estava a três carros em minha frente.



Ação Instintiva
"O primeiro contato"



Depois de um tempo, finalmente ela estacionou. Saiu do carro e entrou na casa nervosa. Ela estava tão desesperada que nem ao menos fechou a porta de entrada. Era a minha chance, eu tinha que ver a criança. Apressei-me para descer do carro e quando me percebi já estava passando pela porta de entrada, entreaberta. A casa era bem simples e tinha dois andares. Não havia ninguém no andar de baixo, pra minha sorte. Já no andar de cima a voz de Caroline ecoava em alto e bom som.

— Me ajuda… Pega as malas que estão no closet. – ela dizia.

— Carol, o que aconteceu? – uma voz feminina desconhecida perguntou preocupadamente. Fui subindo as escadas devagar.

— O Tom, como sempre… Pelo amor de Deus! Onde eu tava com a cabeça quando aceitei o trabalho? Aliás, onde eu tava com a cabeça há quase quatro anos atrás? Olha só o que eu fiz pro meu filho… Olha só o tipo de pai que ele tem… – ela dizia enquanto passos pesados eram emitidos donde elas estavam. Meu coração ia apertando a cada palavra, mas o fato era que ela não era a única quem se arrependia daquele dia. Eu daria tudo e faria de tudo pra nunca tê-la conhecido.

No final da escadaria lá estava uma porta branca, com uma pequena fresta que deixava algumas luzes em tons de azul escuro e verde claro, saírem e aparecerem do lado de fora do quarto, transformando o chão. Caminhei lentamente até a porta, segurei a maçaneta e empurrei para frente, revelando ali, naquele momento, uma das poucas cenas que jamais esquecerei.



Orgulho
“Meu filho, parte de mim!”



Era um quarto modesto, mas cheio de brinquedos diferentes. Um guarda-roupa em tom pastel e os brinquedos estavam concentrados na parede esquerda, uma cômoda no mesmo estilo ao lado da porta e também estava esquerda, as luzes azuis e verdes vinham de uma pequena e infantil luminária que estava sobre a cômoda, uma porta a direita e no centro uma grande janela sob uma cama branca, que acomodava um anjo.

Aproximei-me devagar, até ficar perto o bastante para poder ver seu rosto. A luz da luminária estava em outra parte do quarto, o que impossibilitava minha visão. Até que as luzes giraram e então eu pude ver.

— Meu Deus! – sussurrei e logo tampei minha boca. Era um garotinho, aparentava uns três anos. Era a minha cara, como se fosse uma miniatura minha. As únicas diferenças eram a cor de pele, que era mais escura que a minha por causa da pele caramelada de Caroline e a cor dos cabelos, que o pequeno tinha num tom castanho escuro.

Fiquei admirando por um tempo. Era impossível dizer que ele não era meu filho, meu bebê. Aproximei-me da cama com o intuito de acariciar seu rosto, mas bati minha canela na madeira da cama, fazendo o maior barulho. Ouvindo que a movimentação no quarto ao lado alterou-se agi rápido.

— Menino… Menino… Acorda! – eu disse sacudindo-o. Ele abriu seus olhinhos bem devagar e piscou sucessivamente. Segurei sua mãozinha e tirei-o da cama. Observei-o rapidamente. Ele vestia um conjuntinho de pijama azul bebê e segurava consigo um pequeno urso de pelúcia marrom.

— Quem é você? Cadê minha mãe? – ele questionava ainda com voz de sono. Não respondi, não havia resposta para um menino tão pequeno. Ele não entenderia e me veria como um monstro, além do mais também estávamos sem tempo pra parar e bater um papo de pai pra filho.

Sem perder mais tempo, fomos para a saída do quarto, mas, para a minha surpresa, nada correu como eu imaginei.

*


Continua ou não?


Última edição por Bia' em Sab Ago 20, 2011 12:30 am, editado 1 vez(es)
Voltar ao Topo Ir em baixo
Evelyn Kaulitz
Mega Fã
Mega Fã


Número de Mensagens : 1040
Idade : 20
Localização : PE
Data de inscrição : 21/05/2011

Minha ficha
Como conheceu o fórum?: Twitter

MensagemAssunto: Re: O Retorno De C.R. ~ TERMINADA   Ter Ago 16, 2011 10:07 pm

Shocked Pra onde o Tom iria levar o menino? De qualquer forma, sujou! haha'
Pode continuar liebe e sim, eu estou amando... Very Happy
Voltar ao Topo Ir em baixo
http://p-a-r-a-d-i-s-e.tumblr.com/
lowkaulitz

Fã


Número de Mensagens : 122
Idade : 20
Localização : São Paulo
Data de inscrição : 30/06/2011

Minha ficha
Como conheceu o fórum?:

MensagemAssunto: Re: O Retorno De C.R. ~ TERMINADA   Ter Ago 16, 2011 10:12 pm

Tom seu ruim, levar o Petter assim #bua...
Aproximei-me da cama com o intuito de acariciar seu rosto, mas bati minha canela na madeira da cama, fazendo o maior barulho. ~
Como aquelas canelas finas dele não quebrou?? KKKKKKKKKK' Ri demais!
CONTINUA cha
Voltar ao Topo Ir em baixo
Sara Kaulitz2
Mega Fã
Mega Fã


Número de Mensagens : 1172
Idade : 19
Localização : Humanoid City
Data de inscrição : 22/05/2011

Minha ficha
Como conheceu o fórum?: Site TH BRASIL

MensagemAssunto: Re: O Retorno De C.R. ~ TERMINADA   Ter Ago 16, 2011 10:57 pm

Awn que boniitinho, o Tom ficou surpreso com o Petter...
Ixii Tom, ferrou!
Pra onde ele iria levar o garoto? Há, a Carol apareceu na porta?
Quantas perguntas, Deus do céu......
Continuuaa *--*

PS:To adorando, quando for fazer outra One ou Fanfic me avisa por favor ta? queroo muito ler! s2
Voltar ao Topo Ir em baixo
LavinyBkauTkauGG
Big Fã
Big Fã


Número de Mensagens : 524
Idade : 20
Localização : Onde judas perdeu o par DIREITO das botas
Data de inscrição : 08/10/2010

Minha ficha
Como conheceu o fórum?: Outro

MensagemAssunto: Re: O Retorno De C.R. ~ TERMINADA   Qua Ago 17, 2011 8:32 pm

super atrasada
haha correr cheguei pessoas
cara muito perfeitos os capítulos ai o Tommy todo surpreso com o filhinho
imaginando o bebezinho aquii
cheia de perguntas aqui na cabeça
Continua Liebe
Voltar ao Topo Ir em baixo
Streetwalker
Big Fã
Big Fã


Número de Mensagens : 543
Localização : Humanoid City
Data de inscrição : 03/05/2011

Minha ficha
Como conheceu o fórum?: Buscador

MensagemAssunto: Re: O Retorno De C.R. ~ TERMINADA   Qua Ago 17, 2011 10:31 pm

Eve: É verdade né Eve, pra onde? D:
Oh ja, seu pedido é uma ordem!

Low: É, o Tom ta sendo muito mal x_x
HUAHUAHUA' #somosduas'
pódexá Very Happy

Sah: own' tu gostou liebe?
é Tom, a casa caiu u_u
hum... Pra um lugar ai... HUAHUAHUA'
Será? Quer ver? Então vamos lá, hora de todas as suas perguntas serem respondidas, ou, quase todas!

Laviny: [AAAA] você por aqui liebe? *o* ~miragem~
HUAHUA' o bom é que você apareceu blume *-*
ownt' Danke liebe, eu fico muuuuito feliz mesmo que você esteja gostando Very Happy Very Happy
aaa, o bebê é um fofo *-*
Então bóra liebe, resolver esses mistérios uuuuuuu' HUAHUA'

Então amoouras, vocês querem a continuação? '-'
HUAHUA' não vou ser mais má, então let's see this *-*

*



Capítulo Um - Parte Três



Por Caroline:

Indignação
“O que pensa que está fazendo Tom?

Abri a porta do meu quarto devagar e quando olhei em direção ao quarto do Petter, lá estava Tom, segurando meu filho pela mão. Tom, a me ver, começou a descer as escadas.

Um ódio terrível tomou conta de mim. Então quer dizer que além de ter me usado, nunca mais me procurado ou ligado e ainda depois de eu ter passado por uma gravidez sozinha, ele quer roubar meu filho?

É Tom Kaulitz, você não me conhece mesmo, mas agora vai conhecer.

— Tira as suas mãos do meu filho… Larga o meu filho Tom! – eu gritava desesperada, tentando alcançar Petter, que já chorava e pedia por mim.

— Eu sou o pai… Tenho direito de ficar com meu filho… – ele dizia me empurrando para longe, sem muito esforço. Bia descia as escadas desesperada.

— Tom, não é assim que as coisas funcionam… – ela dizia enquanto ainda estava passando pela escadaria, como todos nós.

— Não se mete você não tem nada a ver com isso… Eu vou levá-lo sim, independente de sua opinião… – ele disse carregando Petter no colo, já andando em direção a porta.

— Mamãe… – Peter me chamava em prantos.

— Ta vendo Tom?! Ele chama por mim… A mãe que ficou sempre do lado dele, que amou, deu carinho, cuidou… – eu dizia jogando tudo o que eu pensava e que estava entalado em minha garganta, na cara dele.

— Você não me deixou ser pai, você o escondeu de mim… Não me deixou saber que eu tinha um filho… Você foi embora e nunca mais voltou. – ele dizia alterado, a ponto de gritar.

— Você me deixou… Você me deixou ir embora e nunca mais quis saber de mim, achou que eu ia me rastejar aos seus pés? Nem pensar… EU NÃO SOU COMO AQUELAS VADIAS COM QUEM VOCÊ SAI. – eu gritava com ele, sentindo meu sangue ferver. Bia correu até o Tom, e rápido, tentou pegar Petter de seus braços.

— Chega Tom… Você está se comportando como uma criança mimada… Aja como um homem… Ela errou… Vocês os dois erraram e já chega… Você não pode simplesmente levar uma criança de sua casa… Dá-me ele aqui! – ela disse tentando pegar Petter de Tom, que afastava o para longe dela.


Meu
“Por que você faz isso?”

— ME DÁ ELE TOM! – gritei sem paciência.

— Carol, calma! Tom… Entrega o Petter, ou vamos chamar a polícia.

— Eu não vou entregar… Podem chamar quem vocês quiserem… – ele disse indo em direção a porta. Bia olhou pra mim e correu para o telefone.


Alívio
“Quando minhas preces foram ouvidas!”

Corri até Tom e arranhando suas costas, gritava por meu filho. Neste momento Bill adentrou a porta desesperado.

— Tom! Tom, que isso? Que você ta fazendo aqui? – ele perguntava sem entender nada.

— Bill… Por favor… Ele quer levar meu filho… – eu disse para Bill, que me olhava assustado.

— Tom… Tom… O que está acontecendo? – Bill perguntava ao irmão, que ainda segurava Petter fortemente. Olhei para o sofá e Bia segurava o telefone, mas apenas olhava o que acontecia. Ela caminhou até mim e me abraçou, enquanto olhávamos para eles.

— Ela… Ela é a culpada por tudo… Esse tempo todo Bill, ela escondeu o meu filho de mim.

— Eu não escondi nada, eu sei o que é melhor pro meu filho, eu não quero você perto dele. – eu explicava nervosa. Bill olhou para nós e então suspirou.

— Tom… deixe-as… Resolvemos isso depois. – ele disse segurando o ombro do irmão. Petter me olhava com os olhos cheios d’água.

— Não Bill… Não é certo… Ele… – Tom tentava argumentava, mas Bill interrompeu.

— Você não vai resolver nada desse jeito Tom… Você não pode roubar uma criança… Independentemente de ser seu filho ou não. – Bill falava tentando acalmar o irmão.

— Mas Bill… – Tom tentou mais uma vez. Bill puxou para perto e cochichou algo em seu ouvido.

— Não concorda? – Foi o pouco que ouvi Bill dizer, depois de cochichar algo para Tom, que ao ouvir o irmão perguntar, baixou a cabeça e colocou Petter no chão.

— Mamãe! – ele disse correndo para meus braços. Abracei-o forte e carreguei-o em meu colo.

— Vamos… Em breve resolveremos tudo… – Bill finalizou, dando um leve sorriso apenas com os lábios para
nós e direcionando Tom para a porta de saída.

— Não pense que acabou. – Tom disse, cortando meu coração e saiu porta a fora.

— Me desculpe… É… Caroline não é? – afirmei que sim com a cabeça e ele prosseguiu:

— É, desculpe Caroline… Eu realmente não sei o que deu no Tom… Mas eu peço mil desculpas…

— Você não precisa se desculpar…

— Não me sentiria bem no seu lugar… Mas… Eu prometo que farei o possível, para que os dois lados não sejam prejudicados okay? – ele disse apreensivo.

— Okay… – eu disse e ele já ia saindo. — Bill… – chamei-o e ele virou para olhar-me. — Obrigada! – agradeci. Ele sorriu e disse:

— Tenham uma boa noite! – e fechou a porta.

Petter encolhia-se cada vez mais em meus braços, ainda com algumas lágrimas em seu rosto. Eu acariciava-o tentando acalmá-lo e consegui. Ele estava com tanto sono que acabou adormecendo em meus braços.

— E agora? – Bia perguntou em tom de choro, pra mim, que olhava pensativa para o chão.

— Eu não sei… Realmente não sei… Pelo o que eu conheço do Tom… ele não vai me deixar em paz, até conseguir o que quer… O meu filho… – e uma lágrima escorreu por meu rosto, mas limpei-a antes que chegasse ao rosto de Petter. Prossegui, em seguida:

— Eu só sei que não vou me esconder dessa vez… Vou enfrentá-lo e vou defender meu filho… Eu o criei e ele sempre estará melhor comigo… Só comigo… – eu dizia sem reação, fazendo o máximo de esforço para acreditar em minhas próprias palavras.

— Amiga… Vai dar tudo certo… Nenhum juiz seria burro e negligente o bastante pra dar a guarda de uma criança de três anos, para um cara como o Tom. Tudo vai dar certo, você vai ver… – eu sentia que as palavras de Bia eram sinceras, mas elas não faziam o efeito que deveriam sobre mim. E se o juiz tirasse meu filho de mim e desse ao Tom? E se isso acontecesse?

— Eu espero que você esteja certa Bia… É tudo o que eu mais quero agora… Que você tenha toda a razão do mundo… – eu dizia observando meu bebê em meus braços.

— Se Deus quiser Carol… Agora vamos tratar de colocar esse menino na cama… – Bia disse levantando-se.

— É… Bia… Eu acho melhor nós… Não passarmos a noite aqui hoje… O Petter e eu podemos passar a noite na sua casa?

— Mas que pergunta hein? Claro que podem… Aliás, amanhã eu estou de folga e vou fazer muitas panquecas pro meu sobrinho, pra ver se ele esquece o episódio de hoje… – ela dizia acariciando os cabelos de Petter.

— Eu vi o jeito como ele olhava tudo… Ele nunca mais vai esquecer… Nunca mais.

*


FIM DO CAPÍTULO UM
~ lembrando que estamos quase no final, podem chorar! HUAHUA'
Mentira liebes, ainda falta alguns passos para o final da saga de Caroline u.u ~

*


Continua ou não?


Última edição por Bia' em Dom Ago 21, 2011 8:49 pm, editado 4 vez(es)
Voltar ao Topo Ir em baixo
lowkaulitz

Fã


Número de Mensagens : 122
Idade : 20
Localização : São Paulo
Data de inscrição : 30/06/2011

Minha ficha
Como conheceu o fórum?:

MensagemAssunto: Re: O Retorno De C.R. ~ TERMINADA   Qua Ago 17, 2011 10:36 pm

Ah... meu filho, Ops o Petter nunca mais vai esquecer u.u #dó
Tom deixa o Petter com a Carol ! comigo
CONTINUA!
Voltar ao Topo Ir em baixo
Evelyn Kaulitz
Mega Fã
Mega Fã


Número de Mensagens : 1040
Idade : 20
Localização : PE
Data de inscrição : 21/05/2011

Minha ficha
Como conheceu o fórum?: Twitter

MensagemAssunto: Re: O Retorno De C.R. ~ TERMINADA   Qui Ago 18, 2011 10:22 pm

Como sempre: Amei. Very Happy
Bia, tu escreve muito bem... Tô mais que viciada nisso aqui.
Continue logo!
Smile
Voltar ao Topo Ir em baixo
http://p-a-r-a-d-i-s-e.tumblr.com/
LavinyBkauTkauGG
Big Fã
Big Fã


Número de Mensagens : 524
Idade : 20
Localização : Onde judas perdeu o par DIREITO das botas
Data de inscrição : 08/10/2010

Minha ficha
Como conheceu o fórum?: Outro

MensagemAssunto: Re: O Retorno De C.R. ~ TERMINADA   Sex Ago 19, 2011 11:58 pm

CARA ISSO TA SE TORNANDO VICIANTE PRA MIM LIEBE
CONTINUA
Voltar ao Topo Ir em baixo
Streetwalker
Big Fã
Big Fã


Número de Mensagens : 543
Localização : Humanoid City
Data de inscrição : 03/05/2011

Minha ficha
Como conheceu o fórum?: Buscador

MensagemAssunto: Re: O Retorno De C.R. ~ TERMINADA   Sab Ago 20, 2011 12:34 am

Low: coitadinho do Pett, ele não merecia ver tudo isso!
Vai traumatizar o menino! x_x
Não me aguento de tanta ansiedade pra postar, liebe, então, fazer o que né?
Vem mais cap. por ai *-*

Eve: *-*
Obrigada minha beta linda demais *-*
HUAHUAHUA' esse é o propósito afro
sim sim!

Laviny: Uau! *--*
Isso me deixa super, hiper, mega, ultra feliz *-*
VEM COMIGO LIEBE, que tem mais história por vir *-*

*


Capítulo Dois – Parte Um



Por Tom:


Dentro Da Lei
“Vamos fazer do jeito certo, ok?”



Então eu estava em casa, pensativo. Eu pensava naquele dia, em que a conheci. De repente, alguém bateu a porta.

— Entra! – eu disse sem o mínimo de animo.

— Tom… – era a voz de Bill. Desviei meus olhos da paisagem que estava lá fora e direcionei-os para Bill.

— O que? – perguntei entediado.

— O advogado… Ele precisa tratar alguns assuntos sobre a criança. – Bill disse se sentando na cama, ao
meu lado.

— Onde ele está? – perguntei olhando para o chão.

— Lá embaixo! Tom…

— Bill… – eu disse, eu já sabia o que ele ia falar.

— Você tem certeza do que ta fazendo? – ele insistiu como sempre.

— Claro… Ele é meu filho! – disse mais uma vez. Bill já deveria ter decorado minha resposta.

— Ele pode ser seu filho! Você não tem certeza!

— Bill, eu sei disso, mas… Eu sinto que ele é meu filho!

— Mas você precisa ter certeza…

— Exatamente por isso que vou pedir o teste de DNA.

— Você não acha que ela vai se sentir ofendida?

— Não, ela não vai… E isso não depende da opinião dela… Eu só preciso do teste pra poder dar a queixa e assim, iremos ao tribunal.

— Ah, Tom… Você deveria ter pensando antes de ter agido!

— Eu repito isso pra mim mesmo todos os dias da minha vida! – menti, descendo as escadas. Eu realmente estava certo das minhas palavras? Bom, acho que a resposta é não. Muita coisa que eu venho dizendo, nem sempre é verdade e a maioria dessas coisas que digo, tem relação com Caroline.



A Ligação
“Uma ajuda sempre caí bem!”



Então, era o dia, em que eu ligaria para ela. Mas o que será que pode me acontecer? A Carol ainda esta uma fera comigo.

Eu estava sentado no sofá, segurando o telefone com medo de ligar.

— Tom, você… – Bill dizia me procurando, ao me encontrar naquele estado, parou de falar e se aproximou.

— O que você ta fazendo? – perguntou ficando em minha frente, em pé.

— To… É… Vou ligar pra ela, pra falar sobre o teste que preciso! – eu disse meio envergonhado.

— Mas… Você não disse que ia ligar às… – e olhou em seu relógio de pulso. — Há quase meia hora atrás? – perguntou confuso.

— Exatamente… Estou aqui há quase meia hora… – admiti decepcionado.

— Você não quer que o advogado faça isso? Ele pode!

— Não… Ele disse que faria, mas eu pedi para que me deixasse fazer… Ele disse que isso podia irritá-la, mas eu não dei ouvido. Agora eu parei e considerei, ela vai se irritar! – eu disse apoiando a cabeça pra trás. Bill respirou profundamente e estendeu a mão pra mim.

— Deixa que eu ligue! – ele disse tentando pegar o telefone.

— Não! – eu disse afastando-o dele.

— Tom… Deixa… Quanto mais você demorar com isso, pior vai ser pra você! – ele disse e conseguiu me convencer.

— Ta! Pega logo! – eu disse nervoso e entreguei o telefone pra ele. Dei-lhe o papel que eu havia anotado o número do celular dela, que eu consegui na empresa em que ela trabalha.

Bill discou os números de uma vez só e então apoiou o aparelho rente ao ouvido. De repente ele arregalou os olhos.

— Ta chamando! – disse alegremente.

Meu coração parecia querer saltar pela boca.



Por Caroline


Marcando encontro
“Hora de pensar no bem maior!”


— Alô! – atendi curiosa. No detectador de chamadas apareceu como desconhecido.

— Oi, eu poderia falar com a Caroline?

— Sou eu mesma!

— Ah, oi! Aqui é o Bill! – ele disse simpático.

— Oi Bill! – respondi no automático. Eu estava um pouco receosa. Quais motivos ele teria pra me ligar?

— É... Estou ligando pra tratar de um assunto complicado, você tem tempo?

— Pra ser sincera, não! Eu to no trabalho agora, mas daqui a... – olhei no relógio. — Uma hora e meia eu saio e vou buscar meu filho na escolinha! – eu disse enquanto anotava algumas coisas para fazer no dia seguinte.

— Ah, mil desculpas, eu não sabia que você estava trabalhando!

— Sem problemas!

— Mas, você tem algum compromisso pra hoje?

— Não, por quê?

— É delicado... Você poderia conversar conosco depois de buscar o seu filho?

— Com quem? Onde? E por quê? – perguntei já desconfiando.

— Eu a aconselho a conversar, é o melhor que podemos fazer agora!

Respirei fundo e disse:

— Ta... Onde pode ser? – perguntei com um pouco de medo, mas logo considerei, o Petter precisa disso, precisa de um ambiente instável para crescer, mesmo não sendo tão instável assim, mas vai ser o melhor possível, se depender de mim.

*


Eai, merece comment? *-*
Voltar ao Topo Ir em baixo
Evelyn Kaulitz
Mega Fã
Mega Fã


Número de Mensagens : 1040
Idade : 20
Localização : PE
Data de inscrição : 21/05/2011

Minha ficha
Como conheceu o fórum?: Twitter

MensagemAssunto: Re: O Retorno De C.R. ~ TERMINADA   Sab Ago 20, 2011 2:29 pm

Hum, apenas continue! Very Happy
Voltar ao Topo Ir em baixo
http://p-a-r-a-d-i-s-e.tumblr.com/
LavinyBkauTkauGG
Big Fã
Big Fã


Número de Mensagens : 524
Idade : 20
Localização : Onde judas perdeu o par DIREITO das botas
Data de inscrição : 08/10/2010

Minha ficha
Como conheceu o fórum?: Outro

MensagemAssunto: Re: O Retorno De C.R. ~ TERMINADA   Dom Ago 21, 2011 1:55 am

Posta mais
Voltar ao Topo Ir em baixo
lowkaulitz

Fã


Número de Mensagens : 122
Idade : 20
Localização : São Paulo
Data de inscrição : 30/06/2011

Minha ficha
Como conheceu o fórum?:

MensagemAssunto: Re: O Retorno De C.R. ~ TERMINADA   Dom Ago 21, 2011 1:56 pm

Fiquei louca no dia que você postou liebe, mais no dia não pode comentar...
Mais agora, CONTINUAAAAA! vamos ver a Carol enchendo a cara do Tom de porrada *o*
Voltar ao Topo Ir em baixo
Lady.Spooky
Mega Fã
Mega Fã


Número de Mensagens : 1186
Idade : 20
Localização : Santana
Data de inscrição : 28/08/2009

Minha ficha
Como conheceu o fórum?: Site TH BRASIL

MensagemAssunto: Re: O Retorno De C.R. ~ TERMINADA   Dom Ago 21, 2011 8:24 pm

Aiiii man,
Que maravilha de fic!!!!!!
É concerteza uma das melhores que eu já li,eu fico doida assim yaya yaya
C-O-N-T-I-N-U-A!!!!!!!!!!!!!!!
\o/\o/
Doida pra ver o Tom se ferrando!
#má
Voltar ao Topo Ir em baixo
Thamiii
Mega Fã
Mega Fã


Número de Mensagens : 679
Idade : 20
Localização : São Paulo
Data de inscrição : 23/01/2009

Minha ficha
Como conheceu o fórum?: Buscador

MensagemAssunto: Re: O Retorno De C.R. ~ TERMINADA   Ter Ago 23, 2011 4:49 pm

Tom como você foi malvado e cabeça quente ein?! Shocked Vai acabar morrendo sendo esquentadinho dessa forma... Shocked

Mas, garota, tu escreve bem! Dou-lhe meus parabéns! *-----*
Continue, estou empolgadíssima.
Voltar ao Topo Ir em baixo
http://in-alcancavel.tumblr.com/
Conteúdo patrocinado




MensagemAssunto: Re: O Retorno De C.R. ~ TERMINADA   Hoje à(s) 8:53 pm

Voltar ao Topo Ir em baixo
 
O Retorno De C.R. ~ TERMINADA
Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo 
Página 1 de 4Ir à página : 1, 2, 3, 4  Seguinte
 Tópicos similares
-
» Retorno em fone de ouvido
» O que ouvir nos fones de retorno?
» Caixas de retorno de palco.
» [JYP] Sunmi, ex-integrante do Wonder Girls, fará retorno solo.
» Atraso no retorno.

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
TH BRASIL OFICIAL - Fórum :: Fan Stuff :: FanFics :: One Shots-
Ir para: