Fórum Oficial do Tokio Hotel no Brasil - TH BRASIL OFICIAL FÓRUM
 
InícioPortalRegistrar-seLoginIr para o site@THBRASILOFICIALFacebook

Compartilhe | 
 

 Eine Invertierte Liebe [CAP. TREZE]

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo 
Ir à página : Anterior  1, 2, 3, 4, 5, 6, 7  Seguinte
AutorMensagem
LavinyBkauTkauGG
Big Fã
Big Fã


Número de Mensagens : 524
Idade : 20
Localização : Onde judas perdeu o par DIREITO das botas
Data de inscrição : 08/10/2010

Minha ficha
Como conheceu o fórum?: Outro

MensagemAssunto: Re: Eine Invertierte Liebe [CAP. TREZE]    Sex Set 02, 2011 11:35 pm

leitora nova yaya yaya yaya yaya
gente oque e isso
e Tom cobiçando
e Bill levando namorada pra boate devia me levar isso sim
e a guria indo pedir o seu namorado em casamento
eu quero mesmo e ver os casais formados no momento toda hora mudo de opinião de quem vai ficar com quem ai q duvida cruel posta maiss
Voltar ao Topo Ir em baixo
Janaína C.
Ao extremo
Ao extremo


Número de Mensagens : 4297
Idade : 22
Data de inscrição : 26/11/2008

Minha ficha
Como conheceu o fórum?: Site TH BRASIL

MensagemAssunto: Re: Eine Invertierte Liebe [CAP. TREZE]    Sab Set 03, 2011 11:10 pm

atrasada, eu sei u.ú sorry Evelyn lindinha *-*
BUUUUUT WHAAAAAAT?! Tom, cria vergonha nessa sua cara estúpida e deixa logo a coisinha do teu irmão em paz seu puto y.y Caso contrário dou-lhes uns safanões que tu vai ver u.u
Voltar ao Topo Ir em baixo
http://www.twitter.com/hysteriaofradio
Evelyn Kaulitz
Mega Fã
Mega Fã


Número de Mensagens : 1040
Idade : 20
Localização : PE
Data de inscrição : 21/05/2011

Minha ficha
Como conheceu o fórum?: Twitter

MensagemAssunto: Re: Eine Invertierte Liebe [CAP. TREZE]    Qua Set 07, 2011 3:36 pm

Hey meninas... Very Happy
Que bom que estão gostando da fic.
Também acho que o Tom deveria se controlar... Rolling Eyes
Obrigada pelos comentários.
Smile



Izabelly’s POV

Finalmente estou livre desse salão, agora é só ligar pro Brian e avisar que vou chegar mais tarde, faz parte da surpresa.
Peguei o celular enquanto entrava no meu carro e colocava a chave na ignição do mesmo, disquei o número...

- Oi amor. -ele atendeu manhoso.
- Oi... Amor, eu vou chegar tarde hoje. -falei ligando o carro.
- Hum, tarde de que horas? -eu pensei que ele fosse perguntar o “porque” e não as horas.
- Bom, meia-noite, por aí...
- Tudo isso? Mas... Por quê? -agora sua voz demonstrava preocupação.
- É Brian, tivemos um problema complicadíssimo aqui no escritório. -menti, temendo que ele desconfiasse de algo.
- Tudo bem então, Iza. Beijo.
- Beijo. -desliguei o celular e saí com o carro.


Segui pro nosso prédio que ficava a mais ou menos meia hora do salão de beleza... Estacionei o carro um pouco longe do prédio para garantir que o Brian não me visse.
Caminhei até o portão e...
- Boa noite, dona Izabelly. -exclamou o porteiro, seu Johan tem uns 50 anos, mas insiste em me chamar de “dona”.
É um cara chato, solitário, mas no fundo é uma boa pessoa. Ás vezes é insistente e não duvido nada que ele saiba da vida de todos os moradores deste prédio, inclusive da minha.
- Boa noite, senhor Johan. -sorri esperando ele abrir o portão pra mim.
- Chegou cedo, Brian avisou-me que a senhora chegaria tarde. -ele abriu um sorriso forçado, enquanto arrumava a gravata.
- É, parece que não cheguei tarde... -revirei os olhos. - Pode abrir o portão, por favor? -falei colocando a mão na fechadura.
- Está muito bonita. -olhou-me toda e em seguida me encarou, eu o encarava com raiva.
- Obrigada. Abre o portão, por favor. -eu já estava ficando irritada, eu não sei o que deu no seu Johan, mas ele estava muito estranho.
- Claro. -abriu o portão e parecia está nervoso.
Passei por ele como um vulto e adentrei o prédio peguei o elevador e fui direto para o décimo andar, ao sair, caminhei pelo corredor extenso até o apartamento 315, meu lar.
Percebi que estava um silêncio e o interfone estava tocando, acho que o Brian deve estar no banho. Procurei minha chave na bolsa, abri a porta e entrei. Pude ouvir ao fundo, o barulho do chuveiro, o interfone continuava a tocar, então eu atendi.
- Brian? -era a voz do Johan.
- Oi senhor Johan, se tivermos visita, o que é raro, por favor, diga que não estamos em casa. -falei calmamente.
- Dona Izabelly? Ah, é... Não, não é visita é só que... -desliguei o interfone ao ouvir uma risada estranha vinda do quarto, onde o Brian tomava banho...

NA BOATE - Tom’s POV

Música alta, bebidas, garotas lindas dançando por toda parte, parei pra observar o lugar... Era enorme, escuro com algumas luzes coloridas movimentando-se demasiado; algumas mesas com um par de cadeiras na cor negra; um camarote simulando uma varanda, alguns casais estavam formados por alí; havia um palco; o balcão era sofisticado e o barman merecia uma salva de palmas por tamanha habilidade com as garrafas resumindo, era uma balada de luxo.
Depois de dançar, ou se esfregar, em algumas garotas, eu resolvi procurar o Gustav, queria saber do grupo de dançarinas que o Georg contratou. Peguei uma bebida, semelhante a que eu estava tomando na festa, antes de vir pra cá; caminhei um pouco e finalmente achei o Gustav, ele estava conversando algo com o Georg, junto do balcão, fui até eles.
- E então, as dançarinas... -quase gritei no ouvido do Gustav, a música alta impedia qualquer um de conversar alí.
Ele olhou pro Georg e riu, este apenas abaixou a cabeça e depois olhou pra mim com um sorriso sarcástico.
- Pode mandar chamá-las agora, Gustav. -disse o Georg, mantendo o sorriso sarcástico, aí tem.
Olhei para eles desconfiado e ignorei meus pensamentos, o Gustav retirou-se e foi pra um lugar que eu não me importei em ver qual era; de longe, vi o Bill beijando a Alice ardentemente.
- Vou manter a minha palavra. -falei encostando-se no balcão e tomando um gole da bebida que eu segurava.
- Que palavra? -Georg perguntou, erguendo uma das sobrancelhas. Ele olhou na direção em que eu olhava e viu o Bill com a Alice. - Ah, claro... Se eu fosse você, mudaria de idéia. A coisa está quente. -exclamou observando o casal que se beijavam..
- O Bill é um idiota, já teve várias chances... Ou ele não faz porque não quer, ou porque ela não quer. -terminei a bebida e coloquei o copo vazio no balcão.
- Olha, isso só interessa a eles. O Bill não é como você e a Alice como namorada dele, deve ser respeitada acima de tudo. -ouvir lição de moral do Georg era o que me faltava, o pior era que ele tinha razão.
- Vai se foder. -mostrei o dedo do meio pra ele. - Ela não é nenhuma burra e percebe o quanto eu olho pra ela. Tá na cara que se eu quiser, consigo. -dei de ombros.
- Vai sonhando, Kaulitz. -ele riu. - Não deu pro Bill, vai dar pra você... -ele riu mais alto e antes que eu dissesse algo caminhou pra perto do palco.
Eu fui atrás dele, uma luz azulada iluminou o palco e um homem de terno apareceu segurando um microfone.
- Só não quebro tua cara agora, porque pegaria mal pra mim.
- Você está bêbado, Tom. Falando coisa com coisa, quer quebrar minha cara? Á vontade... -eu devo está mesmo bêbado, mas não sem controle.
- Esquece! Você tem razão. -admiti e abaixei a cabeça.
O homem no palco anunciou o nome do grupo que se apresentaria, todos aplaudiram e o palco ficou escuro, a música eletrônica começou a tocar e logo uma luz vermelha iluminou a... Que porra é essa?
Não, não eram dançarinas sensuais, lindas e desejosas que eu imaginava, então era isso mesmo? Uma piada... Não eram mulheres e sim, drag queens! Usavam roupas extremamente brilhosas e coladas ao corpo todo siliconado, maquiagens coloridas e extravagantes. Eles, quer dizer elas, ah não sei... Aqueles seres começaram a dançar, tentando ser sensual, pra quem curte, poderia até ser, mas...
- Georg. -gritei. - Seu filho de uma...
- Calma! Eu pedi o melhor grupo de dança da cidade, não sabia que eram homens. -ele ria descontroladamente.
- Está curtindo, Tom? -Gustav perguntou aparecendo ao meu lado e riu debochado.
- Fofa, se você curte, faça bom aproveito. -falei tentando não socar a cara daqueles dois.
- Qual é Tom, aproveita a noite. -Georg falou olhando pro Gustav segurando o riso.
A minha cara de: “Filhos de uma puta! Vocês me pagam isso não vai ficar assim.” Era eterna.
- Ei, o que é isso? -Bill chegou junto de nós com a Alice, ela ria discretamente.
- Não se faça de santo, Bill. Eu sei que tem coisa sua por trás disso. -olhei mortalmente pra ele, que agora ria escandalosamente, era contagiante, todos riram menos eu.
Encarei a Alice por uns segundos e segurei em seu braço, a puxando para fora. Ela não estava entendendo nada.
- Espera... Tom foi só uma brincadeira. -Gustav tentou me explicar, mas eu não dei ouvido, a raiva me segava.
- Porque está me puxando? Me solta... Tom. -Alice tentava soltar-se de mim, em vão.
Saí da boate com ela do lado e logo o Gustav, o Georg e o Bill estavam fora também. Eu agarrei a Alice pela cintura, com força e a beijei, na frente de todos que fizeram piada comigo, era a minha pequena vingança, principalmente do Bill, a idéia da boate com dançarinas foi dele. Alice tentava soltar-se até que alguém me puxou nos separando, era o Georg.
- O que pensa que está fazendo? -ele falou baixinho, me soltando.
Bill me olhava incrédulo, o Gustav segurava as mãos da Alice, ela estava chorando, que dramático. Engoli o seco e minha consciência pesou, me fazendo cair na real.
- Bill eu... -tentei dizer algo, minha voz saiu fraca. - Me desculpe. -olhei para todos com os olhos marejados e fui em direção ao Audi, saí daquele lugar o mais rápido possível.
Precisava fugir ficar um tempo sozinho, era o que pensava enquanto dirigia, sem rumo; rapidamente eu me lembrei da moça, aquela que comprou as alianças, ela não tinha nada a ver com aquilo. Talvez eu esteja ficando louco, talvez? Apertei o volante, passei a macha e pisei fundo no acelerador.

...

Gostaram? Devo continuar?

Voltar ao Topo Ir em baixo
http://p-a-r-a-d-i-s-e.tumblr.com/
mila!kaulitz
Mega Fã
Mega Fã


Número de Mensagens : 718
Localização : Curitiba
Data de inscrição : 21/01/2011

Minha ficha
Como conheceu o fórum?: Amigos

MensagemAssunto: Re: Eine Invertierte Liebe [CAP. TREZE]    Qua Set 07, 2011 4:21 pm

Drag queens.... UHASUHAUHS' Morri! Fiquei imaginando a cara do Tom!!! UAHSUAHSUHAUSH'
Nossa adorei o cap.
O Brian, esta com outra no quarto né?!
Daí a Izabelly vai ver, vai sair correndo, e vai se encontrar com o Tom?
Aceitei??
Mais continua liebe, estou curiosa!!!
Voltar ao Topo Ir em baixo
Always.Postive_
Big Fã
Big Fã


Número de Mensagens : 528
Idade : 19
Localização : Rio de Janeiro.
Data de inscrição : 10/06/2011

Minha ficha
Como conheceu o fórum?: Buscador

MensagemAssunto: Re: Eine Invertierte Liebe [CAP. TREZE]    Qua Set 07, 2011 4:30 pm

Ai Tom , por que você fez isso ? seu maluco.
continua Evelyn.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Convidad
Convidado



MensagemAssunto: Re: Eine Invertierte Liebe [CAP. TREZE]    Qua Set 07, 2011 5:01 pm

mila!kaulitz escreveu:
Drag queens.... UHASUHAUHS' Morri! Fiquei imaginando a cara do Tom!!! UAHSUAHSUHAUSH'
Nossa adorei o cap.
O Brian, esta com outra no quarto né?!
Daí a Izabelly vai ver, vai sair correndo, e vai se encontrar com o Tom?
Aceitei??
Mais continua liebe, estou curiosa!!!

+1
Penso a mesma coisa disso!!!
Drag queens, ai eu me imaginei no lugar da Alice!!! Eu ia morrer de rir, acho que eu ia cair de joelhos de tanto rir!
Aii se eu fosse a namorada do Bill, eu ia soca a cara do Tom e arranhar ele todo!

Amei esse capítulo Evelyn.
Continuaaa yaya yaya yaya yaya yaya yaya yaya
Voltar ao Topo Ir em baixo
Streetwalker
Big Fã
Big Fã


Número de Mensagens : 543
Localização : Humanoid City
Data de inscrição : 03/05/2011

Minha ficha
Como conheceu o fórum?: Buscador

MensagemAssunto: Re: Eine Invertierte Liebe [CAP. TREZE]    Qua Set 07, 2011 8:13 pm

[aaa] Cap. muito muito muito bom *--*

Ah, eu já sakeei, a Izabelly vai pegar o namo com outra, que safado u_u'
Agora é tentar descobrir porque ele traiu hm'

Vishee, Dreg Queens DDD:
HUAHUSAHUSHAUHS'
a melhor surpresa para o Tom u.u

Continua Evee, isso ta bom demais *--*
Voltar ao Topo Ir em baixo
Thah
Ao extremo
Ao extremo


Número de Mensagens : 2275
Idade : 19
Localização : Belo Horizonte-MG
Data de inscrição : 28/06/2010

Minha ficha
Como conheceu o fórum?: Site TH BRASIL

MensagemAssunto: Re: Eine Invertierte Liebe [CAP. TREZE]    Qua Set 07, 2011 9:37 pm

mila!kaulitz escreveu:
Drag queens.... UHASUHAUHS' Morri! Fiquei imaginando a cara do Tom!!! UAHSUAHSUHAUSH'
Nossa adorei o cap.
O Brian, esta com outra no quarto né?!
Daí a Izabelly vai ver, vai sair correndo, e vai se encontrar com o Tom?
Aceitei??
Mais continua liebe, estou curiosa!!!

KKKKKKK imaginei a cara do Tom!!
Continua!!
Voltar ao Topo Ir em baixo
http://twitter.com/#!/Gustav_X9
Lexie'

Fã


Número de Mensagens : 164
Localização : Portugal
Data de inscrição : 22/05/2011

MensagemAssunto: Re: Eine Invertierte Liebe [CAP. TREZE]    Qui Set 08, 2011 12:36 pm

kkkkkkk ri muito desse capítulo
Estou amando a sua fic ^^
Aposto que o Brian estava a trair a Iza e que ela ainda hoje depois de descobrir que o namorado a estava traindo vai sair desolada de casa e encontrar o Tom na rua Rolling Eyes
Continua por favor xD me viciei à sua fic
beijinhos
Voltar ao Topo Ir em baixo
Evelyn Kaulitz
Mega Fã
Mega Fã


Número de Mensagens : 1040
Idade : 20
Localização : PE
Data de inscrição : 21/05/2011

Minha ficha
Como conheceu o fórum?: Twitter

MensagemAssunto: '   Sab Set 10, 2011 4:32 pm

Oi meninas, obrigada pelos comentários. Very Happy
mila!Kaulitz: Xiiiu,
Always.Positive_: O Tom é um retardado, não liga pra ele não.
Danny Mellyarco: Pois, eu faria mesma coisa. kkk
Bia': Que bom que gostou liebe. É você acertou!
Thah: Eu também imaginei, diversas vezes... haha'
Lexie': Obrigada. Very Happy Yeah!

Estou feliz porque todas vocês estão gostando da fic até aqui, eu achei o capítulo 4 um pouco grande, enfim... Boa leitura!
* Coloquei alguns links no capítulo.



Izabelly’s POV

Coloquei a minha bolsa no sofá e caminhei silenciosamente até o quarto, a nossa cama estava um pouco bagunçada, ainda ouvia o barulho do chuveiro, peguei o lençol e o levei para junto do meu rosto, aquele perfume feminino não era meu; havia um sapato de salto extremamente alto na cor vermelha, aquilo também não era meu. Engoli o seco e fui até a cozinha, abri uma garrafa de vinho, enchi a taça e provei um pouco daquele líquido doce-amargo.
Eu chegava a tremer tamanho o ódio que estava sentindo, havia se formado um nó em minha garganta. Voltei pro quarto com a taça na mão e parei na entrada do mesmo. Como a luz do corredor estava apagada, não era fácil alguém que está no quarto, me ver.
Contemplei a cena do Brian saindo do banheiro com uma toalha enrolada na cintura, ele virou-se e sorriu olhando pra dentro do banheiro, logo uma mulher ruiva e estranha saiu do banheiro com a minha toalha enrolada ao corpo. Ela olhou em direção a porta e me viu, olhou pro Brian assustada e ele olhou pra porta, ficou surpreso a me ver.
- Iza? -falou olhando a bagunça na cama, visivelmente preocupado.
- Brian... -meu olhar de desprezo, com uma das sobrancelhas arqueadas, segurando uma taça de vinho e a pose poderosa em que eu me encontrava, demonstrava superioridade. - Quem é ela? -falei autoritária.
- Não interessa a você. -a prostituta falou e sentou-se na cama, cruzando as pernas.
Caminhei firme até ela e joguei o vinho na sua cara. O Brian não fez nada, ele parecia não acreditar no que estava acontecendo, joguei a taça no chão e ela quebrou. Saí do quarto, furiosa.
- Iza, espera... -Brian veio atrás de mim, ele segurou em meu braço, não contive o choro.
- Me solta, seu mentiroso. -falei entre dentes, puxando meu braço.
Brian me segurou mais uma vez, paramos na sala. Ele tocou em meu rosto, limpando algumas lágrimas.
- Você está linda. -disse com a voz doce.
- Porque fez isso comigo? Éramos... Tão felizes. -eu balançava a cabeça, fitando o chão.
Por impulso, bati na cara dele. Peguei minha bolsa que estava no sofá e abri a porta para sair, naquele momento eu queria sumir. Caminhei rápido e o Brian me seguiu.
- Iza, volta aqui... Aonde você vai? -ele perguntava desesperado... Desesperado? Na hora de ir pra cama com outra pelas minhas costas ele não estava assim.
- Não me chama de Iza. -gritei e entrei no elevador. - Eu vou embora, não quero te ver nunca mais! Vai lá... Corre pra vadia, ela está te esperando. -o elevador fechou-se, fui direto pro térreo.
Depois de uns minutos saí do mesmo e chorando, corri até o portão principal.
- Brian me deu ordens para não deixá-la passar. -ah, porteiro miserável.
- Você sabia de tudo né? Tudo! -gritei. - Ele não manda em mim, vai abrir o portão ou quer levar uma boa surra? -eu estava parecendo louca, Johan abriu o portão e eu passei.
- Espera. -Brian gritou, eu não acredito que ele ainda está de toalha e pior, no meio da rua.
Caminhei mais rápido e entrei no meu carro, coloquei a chave na ignição e saí. Pelo retrovisor vi o Brian correndo atrás do carro.
- Puto. -xinguei.
- Iza, volta. -pude ouvi-lo gritar, isso me deu mais coragem pra ir embora, pisei fundo no acelerador; não queria vê-lo nunca mais, não iria perdoá-lo, só queria esquecer o que ele me fez, algo difícil.

Tom’s POV

Já era quase onze da noite, precisava me distrair com algo, então decidi ir pra uma das minhas boates favoritas, não muito famosa, mas era o lugar perfeito pra se divertir e era o que eu estava precisando.
Liguei o estéreo do carro e uma canção conhecida tocava Think About You - Guns N´Roses, não costumava ouvi-los e também não prestava muita atenção no que ouvia enquanto dirigia...
Distraído, não vi o sinal fechar, o semáforo estava um pouco longe, então bati o carro na traseira do carro da frente.
- Mas que merda! -exclamei.
Parei e fiquei observando a figura feminina descer do carro, rapidamente soltei o cinto e desci do carro. Aproximei-me pra ver o estrago e não era tão grande assim, só amassou um pouco o carro dela e arranhou um pouco a parte dianteira do meu; de qualquer forma, me irritou o jeito que ela caminhava em minha direção.
- Não olha por onde anda com esse lixo não? -disse autoritária, lixo? Ela chamou o meu carro, meu bebê de lixo?
- Ah, claro! Tinha que ser uma mulher. -revirei os olhos e cruzei os braços.
- Olha aqui, seu machista... Acho bom dá um jeito nisso porque você não sabe o que uma mulher com raiva é capaz de fazer... -ela falava, fazendo gestos com as mãos e eu só prestava atenção em seu rosto bem maquiado, que me parecia familiar; e na roupa que ela usava. Um vestido rosa-escuro, um colar e um par de brincos perolados, além de um sapato de salto, preto. - O que foi? Vai ficar parado, me olhando? -cruzou os braços e começou a bater o pé repetidamente.
- Eu vou pagar! Quanto seria mais ou menos? -ela agora me olhava estranho, parecia está lembrando-se de algo, franziu a testa e...
- Kaulitz... Tom Kaulitz? -sussurrou. Fudeu!
- Você me conhece? Olha, eu te pago, te dou um autógrafo e você vai embora. Tudo certo sim? -disse me afastando um pouco.
- O mundo inteiro te conhece. -ela sorriu, eu poderia jurar que já tinha visto aquele sorriso. - Não, não quero autógrafo. Só te vi algumas vezes na TV, seu nome me veio à cabeça... -ela arrumou os cabelos.
- Ah, claro. -não estava acreditando muito no papinho dela, mas até que a moça não era de se jogar fora.
Revirei umas coisas no carro e assinei um cheque pra ela, com uma quantia que eu considerava pequena, mas era mais do que suficiente pra arrumar o carro dela. Entreguei o cheque e a moça não o olhou, apenas dobrou-o e o guardou entre os seios.
- Obrigada. -sorriu me fazendo retribuir o gesto com um sorriso e então caminhou até seu carro, mas algo estava errado, o carro não ligava. Eu pensei: Uma carona não faz mal a ninguém. Caminhei até a porta do carro dela e bati no vidro, este foi abaixado imediatamente.
- O que foi? -disse sem expressão alguma.
- Está com problemas? Se quiser uma carona... -balancei os ombros.
- Tudo bem... -eu sentia que algo estava a incomodando, não sabia por que eu estava dando carona a uma estranha, mas ela era muito familiar era como se eu já tivesse parado pra observar aquele rosto.
A moça olhou fixamente para frente, suspirou, pegou a bolsa e saiu do carro. Quando eu menos esperei já estávamos dentro do meu carro, ela estava em silêncio e olhava através da janela.
- Pra onde a senhorita vai? -perguntei enquanto dirigia.
- Pra onde você estava indo? -disse olhando pra mim e enxugando algumas lágrimas.
- Uma das minhas boates favoritas, eu estou precisando me distrair. -sorri de canto. - Porque está chorando?
- Não estou muito bem... Eu não sei se fico embaixo de uma ponte ou me atiro na frente de um caminhão. -baixou a cabeça.
- Divertir-se não seria melhor? -olhei rapidamente para suas coxas que estavam um pouco descobertas por ela ter cruzado as pernas e brinquei com o piercing. Parei o carro. - Vem, vamos nos divertir. -falei descendo do carro, em seguida ela desceu também e sorriu arrumando o vestido. Acho que eu estava deixando claro as minhas segundas intenções com ela.
Entramos na boate e logo sentamos numa das mesinhas brancas, que ficavam espalhadas pelo lugar. Pedimos a bebida e ela logo começou a beber.
- Não vai beber? -perguntou levando o copo a boca.
- Qual é o seu nome? - perguntei e ela riu ainda com o copo na boca.
- Desculpa. Achei que não fosse perguntar... -olhei pro lado, um pouco tímido. - Izabelly, pode me chamar de Iza. -sorriu.
Aquele sorriso... Eu estava quase lembrando...
- Estranho, mas eu acho que te conheço de algum lugar. -franzi o cenho olhando seus olhos.
- Não me lembro de ter te visto pessoalmente em nenhum lugar.
- Foi ontem, você era a moça que estava comprando alianças. -soltei uma risada nasalada.
- Era você o delinquente de touca e óculos escuros? -perguntou erguendo um das sobrancelhas.
- Delinquente? -ergui a cabeça para trás e mordi o lábio inferior pensando que, eu não estava tão irreconhecível assim. - Pediu o seu namorado em casamento? -olhei pra ela.
- Não... -murmurou e olhou pras pessoas dançando. - Vem, vamos dançar. -ela levantou-se, segurou minhas mãos e me puxou pra pista de dança.
Começamos a dançar e a beber. Ela rebolava e esfregava seu corpo no meu, mordia o lábio sensualmente, eu estava adorando aquilo e não ficava para trás, agarrei em sua cintura e colei seu corpo ao meu e começamos a nos movimentar no ritmo da música, os movimentos eram intensos e poderíamos nos fundir alí mesmo, a letra da música só me fazia querer mais aquela mulher.

'(...) Os olhos dela dizem o que eu preciso saber
Seu toque me diz onde eu preciso ir
Minha liderança vai fazer você querer se aproximar mais
Eu adoro dançar
Então se você apenas entrar na pista
Esqueça o romance
É pra isso que a música foi criada
Para encontrar alguém excitante
(...)'

Depois de um tempo, eu ainda estava um pouco consciente, mas a Izabelly estava completamente bêbada e inconscientemente sugava os meus lábios.
- Vem, vamos sair daqui. -disse e ela gargalhou, peguei em seu braço e a trouxe pro meu carro.
Logo já estávamos no meu quarto, na minha casa, não havia ninguém lá; trocávamos beijos ardentes e gemidos ecoavam pelo quarto, não nos importávamos com nada. Com ninguém, muito menos com o amanhã...

...


O que acharam?
Voltar ao Topo Ir em baixo
http://p-a-r-a-d-i-s-e.tumblr.com/
Always.Postive_
Big Fã
Big Fã


Número de Mensagens : 528
Idade : 19
Localização : Rio de Janeiro.
Data de inscrição : 10/06/2011

Minha ficha
Como conheceu o fórum?: Buscador

MensagemAssunto: Re: Eine Invertierte Liebe [CAP. TREZE]    Sab Set 10, 2011 5:12 pm

Mais ela tava muito triste mesmo, acabar de termina com o namorado e já se pega com o Tomzão, tá certa. SAJOSAJOAJSOSAJ' , cara você escrever muito bem, vai toma no cú, brinks, continue.


Última edição por Always.Postive_ em Sab Set 10, 2011 7:14 pm, editado 1 vez(es)
Voltar ao Topo Ir em baixo
Convidad
Convidado



MensagemAssunto: Re: Eine Invertierte Liebe [CAP. TREZE]    Sab Set 10, 2011 6:30 pm

Always.Postive_ escreveu:
Mais ela tava muito triste mesmo, acabar de termina com o namorado e já se pega com o Tomzão, tá certa. SAJOSAJOAJSOSAJ' , cara você escrever muito bem, vai toma no cú, brinks, continue.
+1

Concordo completamente!!!!
Aii que fofo!!!
Quero ver se o Bill chegar e ver ou ouvir isso!!!
Aiii muito fofa a roupa dela!!!

Guns N' Roses \o/ Very Happy amoooooo
Voltar ao Topo Ir em baixo
LavinyBkauTkauGG
Big Fã
Big Fã


Número de Mensagens : 524
Idade : 20
Localização : Onde judas perdeu o par DIREITO das botas
Data de inscrição : 08/10/2010

Minha ficha
Como conheceu o fórum?: Outro

MensagemAssunto: Re: Eine Invertierte Liebe [CAP. TREZE]    Sab Set 10, 2011 6:55 pm

ai esse Tom e maluco Evil or Very Mad nossa o Bill deve que ficou arrasado No
Continua Liebe
Voltar ao Topo Ir em baixo
mila!kaulitz
Mega Fã
Mega Fã


Número de Mensagens : 718
Localização : Curitiba
Data de inscrição : 21/01/2011

Minha ficha
Como conheceu o fórum?: Amigos

MensagemAssunto: Re: Eine Invertierte Liebe [CAP. TREZE]    Sab Set 10, 2011 9:10 pm

Adorei....
Tom e Iza, amei super fofo!!

muito menos com o amanhã...

Haaaam fiquei curiosa agora pra saber o que vai acontecer Amanhã!!!
Continue!!
Voltar ao Topo Ir em baixo
Thah
Ao extremo
Ao extremo


Número de Mensagens : 2275
Idade : 19
Localização : Belo Horizonte-MG
Data de inscrição : 28/06/2010

Minha ficha
Como conheceu o fórum?: Site TH BRASIL

MensagemAssunto: Re: Eine Invertierte Liebe [CAP. TREZE]    Sab Set 10, 2011 9:53 pm

HOHOHO Continuaaaaaaaaaa! logo
Voltar ao Topo Ir em baixo
http://twitter.com/#!/Gustav_X9
Thamiii
Mega Fã
Mega Fã


Número de Mensagens : 679
Idade : 20
Localização : São Paulo
Data de inscrição : 23/01/2009

Minha ficha
Como conheceu o fórum?: Buscador

MensagemAssunto: Re: Eine Invertierte Liebe [CAP. TREZE]    Dom Set 11, 2011 2:19 pm

Oh Mein Gott... JOAPJSOPAJSP Adorei esse ultimo Cap, a garota conseguiu se animar bem depois de receber o baque de estar sendo traída ein?! KAPSOKOAS
Continue liebe, estou adorando a historia. *-*

PS: Eu vou aparecer aqui tipo, quando tiver mais de um cap. postado tá? É que eu sou meia tensa para ficar esperando mais cap. e num rola muito bem isso comigo. D:
Voltar ao Topo Ir em baixo
http://in-alcancavel.tumblr.com/
Lexie'

Fã


Número de Mensagens : 164
Localização : Portugal
Data de inscrição : 22/05/2011

MensagemAssunto: Re: Eine Invertierte Liebe [CAP. TREZE]    Dom Set 11, 2011 6:38 pm

Cool O Tom é mto espertinho!
Coitada da Iza, aquela parte do inicio me deu pena Sad ela não merecia
Estou adorando a história. continua pff
beijinhos^^
Voltar ao Topo Ir em baixo
Streetwalker
Big Fã
Big Fã


Número de Mensagens : 543
Localização : Humanoid City
Data de inscrição : 03/05/2011

Minha ficha
Como conheceu o fórum?: Buscador

MensagemAssunto: Re: Eine Invertierte Liebe [CAP. TREZE]    Seg Set 12, 2011 10:24 am

'o'

H-O-T

Isso que eu achei Twisted Evil Twisted Evil

Adorei minha liebe, tem que continuar *--*
Voltar ao Topo Ir em baixo
Evelyn Kaulitz
Mega Fã
Mega Fã


Número de Mensagens : 1040
Idade : 20
Localização : PE
Data de inscrição : 21/05/2011

Minha ficha
Como conheceu o fórum?: Twitter

MensagemAssunto: Re: Eine Invertierte Liebe [CAP. TREZE]    Qua Set 14, 2011 9:13 pm

Oi meninas... Very Happy Obrigada por comentarem, que bom que gostaram do capítulo.
Bem, aqui vai mais um.
Espero que gostem.

* Coloquei alguns links no capítulo.



Izabelly’s POV

Acordei, as persianas na janela impediam a pouca luz vinda do sol de iluminar o ambiente, a manhã parecia nublada, sentei-me na cama e estiquei os braços para cima, como de costume.
Logo senti uma dor de cabeça terrível, acho que exagerei na bebida. Eu estava apenas de roupa íntima, observei o lugar e constatei que não era o meu quarto, quer dizer, era parecidíssimo com o meu, mas era bem maior...
- AAHHH... -gritei ao ver um homem seminu deitado ao meu lado.
Ele assustou-se com o meu grito e acordou todo desconcertado, acabou caindo do chão.
- Droga! -murmurou ele, ainda no chão.
- Sai do meu quarto! Socorro, tem um tarado aqui. -eu comecei a gritar, pulei em cima do homem com um travesseiro na mão e comecei a bater nele.
- Ei, sua louca... Sai de cima de mim. -ele segurou em minhas mãos.
- Me larga! -então, no desespero comecei a me movimentar sentada em cima dele, como se estivesse cavalgando.
- Você pode até continuar com isso, mas será que poderia ser menos violenta? -foi aí que eu percebi a posição em que nós estávamos, senti meu rosto queimar e levantei-me, ele soltou minhas mãos, sentei-me na cama.
Enquanto observava ele levantando-se e sentando-se na cama lembrei-me do dia anterior, curti uma balada com Tom Kaulitz, dançamos, bebemos e; é só isso que eu lembro, não acredito que vim parar aqui, num quarto com ele.
- Desculpa, eu me lembro de você agora. -falei calma, enquanto ele observava o meu rosto.
- Seu cabelo está maior, você está diferente... -franziu o cenho. - Mais bonita. -completou me observando, peguei o lençol e cobri o meu corpo.
- Para de me olhar. -gritei.
- Por que a vergonha agora? Do jeito que estamos, aproveitamos bem à noite. -ele riu.
Realmente, a cama estava toda bagunçada, havia várias peças de roupa jogadas pelo chão, eu ainda não acreditava no que tinha feito. Toquei em meus cabelos e eles estavam mesmo maiores, estranhei, pois ontem fui ao salão e cortei-o.
- Eu nunca iria pra cama com um homem casado. -apontei pra aliança que Tom usava, na mão esquerda.
- Ca... Casado, o que? -olhou pra aliança. - Não, não! Tira isso daqui. -levantou-se e começou a pular puxando o dedo.
- Tá gordinho hein? -falei, ele me olhou com raiva e entrou no banheiro.
- AAHHH... -ele gritou. - Que tipo de motel, borda as toalhas com o nome dos clientes? -atirou a toalha cor de rosa pra fora do banheiro.
- Como é? Não estamos no seu quarto? -levantei e comecei a pegar as peças de roupa feminina que estavam no chão, não eram as mesmas do dia anterior, eu estava usando vestido e não um short jeans curto com uma blusa cinza, mesmo assim vesti as roupas e não encontrei meu sapato.
- E eu acreditei que você não era fã, até tolha bordada com o meu nome, você tem. -saiu do banheiro e começou a pegar as roupas dele que estava no chão, parecia está irritado.
- Eu não sou sua fã. -gritei. - Percebeu o que tem nas nossas alianças?
- Não. -disse despreocupado vestindo a calça. - Nossas alianças? -arregalou os olhos.
- “Tom & Iza”. -dissemos juntos observando aquele objeto prateado que parecia ter sido feito em nossas mãos.
- Tem coisa pior? -gritei. Eu iria me casar com Brian, mais aí chego em casa toda arrumada pra ele e o encontro com outra, daí saio de casa sem rumo, um idiota bate em meu carro e me oferece uma carona, eu deveria mesmo ter ficado embaixo da ponte até porque seria melhor do que está casada com um cara que eu mal conheço. -disse já chorando e sentei-me na cama.
- E você acha que eu queria está casado com você? -ele disse vestindo a camisa. - Se casar é praticamente “se castrar”. -Tom abriu a porta do quarto e saiu.

Tom’s POV

Não estou acreditando nisso, se for outra piadinha eu juro que estupro a Alice e mando o DVD pro Bill. Tudo bem, eu me arrependo de ter beijado ela na frente do Bill, mas se ele não aprendeu a lição... Não custa nada revisar.
- Pra onde você vai? -Izabelly perguntou, caminhei por um corredor até chegar à sala de estar...
- O que é isso? Que montagem é essa? Não me lembro de ter tirado essa foto... Izabelly, vem aqui. -gritei.
Em cima do piano havia dois porta-retratos todos do mesmo tamanho, um deles estava o Bill e eu; o outro tinha uma foto minha com a Izabelly, era um casamento, eu estava usando uma blusa cinza de botão, as magas longas estavam dobradas até os cotovelos, uma calça jeans escura, não muito larga e um tênis branco, e ela usava um vestido tomara que caia branco, na altura dos joelhos, com alguns detalhes além de um sapato de salto, também branco. Estávamos sorrindo e abraçados de lado.
- O que foi? -ela veio e ao ver a foto tapou a boca com as mãos. - Quem fez isto?
- Eu não sei, olha pra mim. -ela olhou. - Tem certeza de que não se lembra de nada mesmo? Você não é uma atriz, é? Quanto o Bill te pagou pra fazer isso?
- Do que está falando? Eu não tirei foto nenhuma com você. -apertei o braço dela com força e a empurrei no sofá.
- É melhor dizer a verdade, ou então... -antes que eu terminasse a frase senti uma dor nas minhas partes baixas e foi impossível não soltá-la.
Izabelly saiu correndo e abriu a porta enquanto eu respirava fundo, tentando não chorar tamanha a dor que estava sentindo; joguei-me no sofá de couro preto.
- Ah. -soltou um gritinho fino entrou novamente, me olhou e correu pro interior da casa.
- O que foi? -perguntei levantando e indo atrás dela.
- Não sei quem é, deve ser o seu irmão. -ela entrou no quarto e fechou a porta bem na hora em que eu ia entrar.
Era só o que me faltava. Eu vou quebrar a cara do Bill. Caminhei de volta pra sala e abri a porta...
- O que foi? -perguntei e observei o Bill com um penteado diferente me olhando com um sorriso.
- A Iza me viu e saiu correndo, certamente achou que era você. O que fez com ela? -ele riu. Ah, piadinha do Bill.
- Dessa vez não caí na sua pegadinha! -me virei, caminhei até o sofá e sentei. Bill entrou, veio até mim e sentou-se do meu lado.
- Do que está falando? -tirou os óculos escuros de marca desconhecida e pendurou na blusa.
- Não se faça de santo Bill, já não bastou o que você fez ontem, hoje quer me colocar casado com uma mulher que eu nem conheço? Olha isso aqui... -mostrei a aliança que não saia. - Não tem como tirar, eu vou ter que arrancar o dedo ou algo assim. -dramatizei.
- Que história é essa? Ficou maluco? Você teve essa idéia de aliança quando se casou com Izabelly. O que deu em você? -ele perguntava confuso, ou deveria está fingindo.
- Isso é o que? Vingança por eu ter beijado a Alice na sua frente? -Bill me olhou com raiva.
- Isso foi há quatro anos. Eu já te perdoei... -disse fitando o chão, eu senti que ela estva falando a verdade.
- O que? Quatro anos? Que dia é hoje? -levei ás mãos à cabeça num ato de desespero.
- Hoje? -ele gargalhou. Estamos em agosto de 2015. Tom, você deve ter sonhado ou algo assim, olha só, eu vou embora só vim aqui pra avisar sobre o jantar lá em casa hoje à noite, vamos falar da banda, traga a Iza. E se ainda tiver dúvidas sobre a sua vida, procure um álbum de fotografias. -ele riu e rodou o dedo ao lado da cabeça, me chamando de louco; foi embora e eu apenas o observava, não acredito que perdi a memória
- Ele já foi? -ouvi a voz doce de Izabelly me perguntar e o cheiro de seu perfume um tanto familiar, quebrando meus pensamentos.
- Sim. -disse a observando, ela usava uma saia branca, um casaco com listras rosa e marrom e uma sandália rasteira. - Pra onde você vai? -perguntei erguendo uma das sobrancelhas.
- Vou embora, esta não é a minha casa. O que ele disse? -ela sentou-se no outro sofá, de frente pra mim.
- Que estamos em agosto de 2015. -olhei sério pra ela.
- Como é? - ela começou a gargalhar. - Oh Deus! O que eu fiz pra vir parar no meio desses loucos? -continuou gargalhando.
- Iza, para com isso. -ela não parou. - Izabelly! -gritei.
- Não, eu não posso está com dezenove, vinte... Vinte e dois anos? -disse arregalando os olhos.
- E acha que eu estou feliz casado aos vinte e cinco? -levantei-me irritado do sofá e fui até o quarto, comecei a remexer as coisas no criado mudo.
- O que está procurando? -disse Izabelly se ajoelhando perto de mim.
- Achei. -peguei uma caixa antiga, a caixa que eu guardava as minhas fotos preferidas, com os meus melhores amigos, minha mãe... Olhei pra Iza. - Se tiver alguma foto sua nessa caixa, vamos descobrir porque estamos casados, juntos. Se não, cada um vai pro seu lado e se vira sozinho.
- Tudo bem... -ela disse num sussurro.
Sentamos na cama, eu abri a caixa e comecei a revirar as fotos...
...

E aí, gostaram?
Voltar ao Topo Ir em baixo
http://p-a-r-a-d-i-s-e.tumblr.com/
Thah
Ao extremo
Ao extremo


Número de Mensagens : 2275
Idade : 19
Localização : Belo Horizonte-MG
Data de inscrição : 28/06/2010

Minha ficha
Como conheceu o fórum?: Site TH BRASIL

MensagemAssunto: Re: Eine Invertierte Liebe [CAP. TREZE]    Qua Set 14, 2011 9:30 pm

AAAAAAAAAAAAH, QUE ISSO? AMEI AMEI AMEI AMEI!!!
CONTINUAAAAAAAAAAAA!
Voltar ao Topo Ir em baixo
http://twitter.com/#!/Gustav_X9
mila!kaulitz
Mega Fã
Mega Fã


Número de Mensagens : 718
Localização : Curitiba
Data de inscrição : 21/01/2011

Minha ficha
Como conheceu o fórum?: Amigos

MensagemAssunto: Re: Eine Invertierte Liebe [CAP. TREZE]    Qua Set 14, 2011 9:33 pm

OMG!!!!
Que foi isso?
(eu já sabia mesmo!)
suahsuhaushuahs'
Nossa que perfeito.. Amei, quero saber agora o que que vai acontecer né!!
Fiquei muito curiosa pra saber das fotos!!!!
COONTINUUUA!!!
Voltar ao Topo Ir em baixo
Fabyola
Fanática
Fanática


Número de Mensagens : 1276
Idade : 24
Localização : Curitiba
Data de inscrição : 16/10/2009

Minha ficha
Como conheceu o fórum?: Outro

MensagemAssunto: Re: Eine Invertierte Liebe [CAP. TREZE]    Qua Set 14, 2011 9:35 pm

KKK
To lendo agora..
Mas olha to amando..
amando..
To sem palavras..
Continua malvada..
Voltar ao Topo Ir em baixo
http://dafaby.blogspot.com/
Always.Postive_
Big Fã
Big Fã


Número de Mensagens : 528
Idade : 19
Localização : Rio de Janeiro.
Data de inscrição : 10/06/2011

Minha ficha
Como conheceu o fórum?: Buscador

MensagemAssunto: Re: Eine Invertierte Liebe [CAP. TREZE]    Qui Set 15, 2011 5:03 pm

Izabelly você acorda ao lado do Tom e bate nele, fala sério!! Euehein ai se fosse eu num ia presta Twisted Evil
Voltar ao Topo Ir em baixo
Lexie'

Fã


Número de Mensagens : 164
Localização : Portugal
Data de inscrição : 22/05/2011

MensagemAssunto: Re: Eine Invertierte Liebe [CAP. TREZE]    Qui Set 15, 2011 5:42 pm

+.+
Adorei!!!
Este capítulo está bom demais doce
Não podias ter parado agora... quero saber o resto *.*
Continua pff
beijinhos^^
Voltar ao Topo Ir em baixo
LavinyBkauTkauGG
Big Fã
Big Fã


Número de Mensagens : 524
Idade : 20
Localização : Onde judas perdeu o par DIREITO das botas
Data de inscrição : 08/10/2010

Minha ficha
Como conheceu o fórum?: Outro

MensagemAssunto: Re: Eine Invertierte Liebe [CAP. TREZE]    Sex Set 16, 2011 9:06 pm

ai mein gott como assim eu to super ansiosa e você para logo agora Liebe como assim
eu nossa num tava entendendo nada no começo mais agora entendi tudo e você para ai socorro
Voltar ao Topo Ir em baixo
Conteúdo patrocinado




MensagemAssunto: Re: Eine Invertierte Liebe [CAP. TREZE]    Hoje à(s) 2:56 am

Voltar ao Topo Ir em baixo
 
Eine Invertierte Liebe [CAP. TREZE]
Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo 
Página 2 de 7Ir à página : Anterior  1, 2, 3, 4, 5, 6, 7  Seguinte
 Tópicos similares
-
» [FF] - Kampf der Liebe
» Liebe, Kampf und Intrigen
» Schädel der Liebe-COMUNICADO URGENTE PÁGINA 13

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
TH BRASIL OFICIAL - Fórum :: Fan Stuff :: FanFics-
Ir para: